Nova variante de Covid no Reino Unido mistura Ômicron com cepa anterior

A XE, uma nova variante do vírus, foi identificada no Reino Unido, mistura cepas anteriores e contagiou 637 pessoas

Foto: Fusion Medical Animation on Unsplash

Uma nova variante do SARS-CoV-2 foi identificada no Reino Unido, país que enfrenta um novo aumento nas hospitalizações por Covid-19.

Chamada de XE, a variante foi encontrada em 637 pessoas no Reino Unido, segundo dados da Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido, que indica ainda não haver informações suficientes sobre a transmissibilidade ou gravidade da nova cepa.

Tampouco há informações suficientes sobre o nível de proteção as vacinas hoje aplicadas contra a Covid-19 nesta variante.

“Este recombinante em particular, XE, mostrou uma taxa de crescimento variável e ainda não podemos confirmar se ele tem uma verdadeira vantagem de crescimento. Até agora, não há evidências suficientes para tirar conclusões sobre transmissibilidade, gravidade ou eficácia da vacina”, disse a médica chefe da Agência, Susan Hopkins.

Apesar disso, a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido divulgou um estudo que mostra que a XE tem uma potencial transmissibilidade do que as variantes anteriores.

O documento mostra uma taxa de crescimento de 9,8% dos contágios por essa cepa de Covid-19 em comparação à BA.2.

Segundo os investigadores locais, a XE é uma recombinação da Ômicron, já considerada altamente infecciosa, com a variante BA.2.

Com informações da agência CNBC.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador