Pessoas não vacinadas respondem por maior parte das mortes por covid-19

Mortes pela doença despencaram 94% desde março, quando os brasileiros começaram a tomar a segunda dose da vacina

Agência Brasil

Jornal GGN – Oito em cada dez vítimas fatais de covid-19 no Brasil não receberam nenhuma dose de vacina, segundo levantamento elaborado pela Info Tracker, plataforma de dados da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

O levantamento foi elaborado a pedido do site UOL. Entre os dias 1º de março e 15 de novembro deste ano, 306.050 pessoas morreram de covid no Brasil, sendo que 79,7% das vítimas não tomaram nenhuma dose da vacina, o que representa 243 mil pessoas.

O total de pessoas que morreram de covid-19 chegou a 32 mil (equivalente a 10,7% do total) quando se consideram as mortes de pessoas que completaram o ciclo vacinal.

Entre os cidadãos que tomaram uma dose de vacina, o total de mortes foi de 29 mil (9,7%).

De acordo com a pesquisa, os números despencaram 94% quando os brasileiros começaram a tomar a segunda dose do imunizante – foram 89,6 mil óbitos em março contra 5.744 em outubro.

No mês de outubro, o total de óbitos entre pessoas vacinas (3.293) superou o de pessoas não vacinas (2.000), mas a pesquisa indica que a proporção entre as pessoas vacinadas no Brasil já era grande.

Segundo os dados divulgados, as 3.293 pessoas que morreram em outubro faziam parte de um universo de 130 milhões de adultos já totalmente imunizados, ou 25 pessoas para cada 1 milhão de habitantes.

Já os 2.000 mortos entre os 27 milhões de adultos não imunizados representam 74 vítimas para cada milhão, ou seja, quase o triplo.

Leia Também

OMS pede que pessoas não entrem em pânico com a Ômicron

Câmara cogita mudar lei para legalizar aumento nos planos de saúde de idosos

Uso de máscaras salvaram 87 mil vidas nos EUA

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador