Número de PMs em São Paulo diminui em ano que aumenta assaltos

 
Jornal GGN – A Polícia Militar de São Paulo diminuiu 1.513 homens do efetivo, neste ano, que foi também o período recorde de assaltos no estado. Os números foram divulgados em balanço pelo governo Geraldo Alckmin (PSDB). 
 
A redução foi maior nos cargos de soldados, cabos e sargentos, aqueles que têm presença mais constante no patrulhamento nas ruas. Já o número de oficiais da PM teve um aumento de 40 e as equipes das polícias civil e técnico-científica também saltou para 154 homens a mais.
 
Segundo especialistas, o reforço do efetivo da PM seria uma das medidas que poderiam ajudar a conter os roubos. No ano passado, já houve uma diminuição no número de policiais militares – de 87.667 em 2013 para 86.154 em 2014 -, concomitantemente ao aumento no número de assaltos, que cresceram 21% em relação ao ano anterior. 
 
“Existe uma relação entre efetivo, sentimento de medo e prevalência de crime. E isso está diretamente ligado não só à quantidade, mas à forma com esse efetivo está distribuído”, afirmou o professor da FGV e especialista em segurança, Renato Sérgio de Lima, à Folha de S. Paulo. 
 
A Secretaria de Segurança Pública de Alckmin não respondeu aos questionamentos do jornal. 
 
Com informações da Folha de S. Paulo.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora