PNAD mostra o aumento do acesso à internet via celular

A pesquisa realizada em 2014 pelo IBGE compara o acesso domiciliar a internet entre celulares e microcomputadores

Jornal GGN – A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) realizada em 2014 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estática) em convênio com o Ministério das Comunicações divulgou essa semana que o acesso à internet, em domicílios, por aparelhos celulares superou o acesso via microcomputadores. O percentual de acessos via celular passou de 53,6% para 80,4%, já o acesso por microcomputadores caiu em média 11,5% de 2013 para 2014.

A informação parte do suplemento de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) e destaca que, em 2014, dos acessos em domicílios, utilizando as várias possibilidades de conexão com a internet, 80,4% foi feito por celulares, 76,6% via microcomputador, 21,9% por tablet, 4,9% por TV e 0,9% por outros aparelhos.

Os dados também mostram que 54,9% do total de domicílios brasileiros tinham acesso à internet nesse ano. Sendo eles 60,8% urbanos e 18,5% rurais. Das 36,8 milhões de casas com acesso à Internet, 0,8% possuíam conexão discada e 99,2% conexão em banda larga. Já a banda larga móvel (celular) passou de 43,5% para fazer parte de 62,8% dos domicílios.

“A pesquisa consolida a ideia de que o acesso à banda larga é a principal demanda da população e o celular tem sido o principal dispositivo utilizado para isso ano após ano”, disse Francisco Ibiapina secretário-executivo do Ministério das Comunicações.

De 2013 para 2014 a utilização da Internet subiu em todos os grupos etários, já que anteriormente o acesso era mais comum entre os jovens de 15 e 17 anos. Além de ter aumentado 92,1% dos acessos entre as pessoas com quinze ou mais anos de estudo. Em 2014, entre os estudantes da rede pública, 73,3% utilizavam a Internet. Na rede privada, 97,2% tinham oportunidade de acesso. Em 2013, a utilização da Internet cresceu em todos os níveis de instrução, com exceção do grupo sem instrução (de 5,4%, em 2013, para 5,2% em 2014). Foi observado também que a proporção de pessoas que utilizaram Internet era maior nas classes com rendimento mensal elevado.

Outro aumento significativo foram os acessos domiciliares à Internet via tablet, que cresceu 50,4% em 2014. O equipamento ocupava 11,1 milhões das residências, um aumento de  5,7 pontos percentuais em relação a 2013.

A pesquisa analisou nos domicílios o acesso às TVs digital aberta, por assinatura e por antena parabólica; a existência e quantidade de aparelhos de TV de tubo e de tela fina; a existência de tablet; o acesso à Internet e os tipos de aparelhos eletrônicos utilizados (microcomputador, telefone celular, tablet, TV e outros) e se esse acesso foi discado, em banda larga fixa ou em banda larga móvel. As informações anteriores são referentes aos anos de 2005, 2008, 2011 e 2013.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. “É o Zápi-zápi, estúpido!”

    Mais gente vendo vídeo pró-impeachment!

    Isso significa que cada vez mais, tem mais gente vendo em tempo real imagens anti-PT e anti-Dilma!

    Engana-se quem acha que o maior responsável pelo impeachment seja a Globo.

    O maior responsável é Face e WhatsApp, disparado!

    Em 30 minutos, o JN atinge 20% de TVs ligadas, atingindo metade das pessoas que residem  na casa, talvez 10% da população, e falando indiretamente dos supostos crimes que o Governo poderia estar envolvido.

    O Zap-zap com um vídeo ou imagem bem feitinha contra Lula/Dilma/PT alcança 80% dos celulares em meia hora, e talvez 100% em 24h. Além de ficar lá armazenado ao alcance para ser revisto a qualquer hora do dia.

    É bem sabido que o PSDB tem uma equipe eficiente e bem montada para fazer esses “slides” e montagens, e essa guerra eles estão vencendo com folga, por mais que esteja tendo uma “tentativa” de blogs e humoristas alternativos para dar respostas amadoras a isso.

    As imagens Anti-PT são suscintas, diretas e bem elaboradas, mesmo sendo mentirosas. Conseguem passar a mensagem que querem prás pessoas e martelar a mesma mentira diariamente até passar a ser acreditada como verdadeira.

    Percebam que a esperteza deles é tanta, que sabem JAMAIS colocam siglas partidárias dos patrocinadores nas imagens.
    Nos preocupamos com “capa de Veja” com a cara da presidente feia e uma frase de efeito que atinge 10% da população 1 vez por semana, mas não ligamos prás dezenas de “capas” anti-PT distribuídas diariamente para 50% da população, e repassadas por aquele seu amigo ou parente que vc gosta, te fazendo crer com mais facilidade.

    Aprendam com João Santana!

    Em todas as eleições o PT apanhava feio antes da campanha eleitoral, e assim que começava a campanha, João Santana levava Lula e Dilma a vitória com apenas 10 minutos de vídeos PROFISSIONAIS diários!
    Um detalhe: o último vídeo de Dilma no 2º turno não teve NENHUMA imagem aparecendo “PT”. João Santana sabia bem dos indecisos “anti-partidos”, mas o PT ainda acha que basta a bandeira levantada para conquistar os indecisos. 

    O PT ainda não se tocou de que precisa nivelar essa briga “midiática” para colocar Temer, Cunha e Aécio no lugar que merecem: a lata do lixo!

    Chegou a hora, guerra de Zapi-zapi neles!

  2. Nao sei que Matemática é essa…

    “utilizando as várias possibilidades de conexão com a internet, 80,4% foi feito por celulares, 76,6% via microcomputador, 21,9% por tablet, 4,9% por TV e 0,9% por outros aparelhos”

    Na minha conta 80,4% + 76,6% + 21,9% + 4,9% + 0,9% dá muito mais de 100%. Pode isso, Creuza?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome