Revista GGN

Assine

Partidos

"Se há dúvida em pesquisa, faça duas, três", diz o confiante Doria

Para não brigar com padrinho político Geraldo Alckmin, prefeito pode migrar a PMDB de Michel Temer, que o vê como sucessor ao Planalto
 

Foto: Marcos Corrêa/PR/Fotos Públicas
 
Jornal GGN - Enquanto o tradicional nome do PSDB, Geraldo Alckmin, já se incluiu candidato à Presidência em 2018 pelo partido, João Dória é convencido por outra ala da sigla e, apesar de não admitir publicamente o interesse pelo Planalto, vem cumprindo agenda nacional e internacional, além de manter o discurso de que os eleitores é que decidirão o nome do PSDB que deve disputar o posto maior do Executivo.
 
A rixa entre o governador de São Paulo e o prefeito da capital paulista modifica o cenário da entrada de Dória na política, tendo Alckmin como seu padrinho de ingresso. E se inicialmente ambos discordavam da rivalidade, a agenda de ambos não deixa dúvidas.

Leia mais »

Média: 3.7 (3 votos)

À procura de reviver bonança política, herói da esquerda curte sucesso na estrada

Lula foi recebido como estrela em Ouricuri por apoiadores que acreditam que ele é vítima de uma armação (Foto Dom Phillips - The Observer)

no The Guardian

À procura de reviver bonança política, herói da esquerda curte sucesso na estrada

Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado por corrupção em julho. Agora ele está na estrada mobilizando aqueles que se ergueram da pobreza

Texto e fotos: Dom Phillips for the Observer

Vestindo suas melhores camisetas vermelhas, carregando bandeiras e faixas, e em um estado de empolgação barulhenta, milhares de pessoas nesta cidade agrária pobre e empoeirada se aglomeravam na praça principal para ver Lula. Quando ele andava no palco, eles gritavam e esticavam suas mãos.

O mandato do líder barbudo de esquerda de voz rouca acabou sete anos atrás, ainda assim ele continua sendo o presidente mais popular em décadas, se não o mais popular de toda história do país.

Leia mais »

Média: 3.3 (12 votos)

Ex-secretário de Alckmin teria transformado a pasta em escritório de advocacia

da Revista Fórum

Ex-secretário de Alckmin teria transformado a pasta em escritório de advocacia

Ricardo Salles pediu demissão da secretaria do Meio Ambiente de São Paulo um dia após o Ministério Público ter distribuído o processo em que ele é investigado por, supostamente, transformar a pasta em uma “advocacia administrativa” que fazia interlocução com autoridades públicas. Fundador do “Endireita Brasil”, Salles ainda é investigado por fraudes e atos de improbidade administrativa

Por Redação 

A saída de Ricardo Salles da secretaria estadual do Meio Ambiente de São Paulo não foi à toa. Oficializada no último dia 25, a demissão do advogado foi anunciada em uma carta enviada ao governador Geraldo Alckmin (PSDB),em que diz que sua “missão foi cumprida” e que “é chegada a hora” de retornar às suas atividades no setor privado.

Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)

Frente ampla na política e “mea culpa” na comunicação: a entrevista de Lula à mídia independente de Pernambuco

do Marco Zero Conteúdo

Frente ampla na política e “mea culpa” na comunicação: a entrevista de Lula

por Laércio Portela

Mesmo com as traições partidárias que tiraram Dilma Rousseff da Presidência da República, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva defende a formação de mais uma frente ampla para que o PT e a esquerda voltem a governar o Brasil a partir de 2019. Ele rebateu as críticas à sua aproximação com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e José Sarney (PMDB-MA). “Quando um partido político como o PT procura fazer essas alianças é porque ele tem clareza de que sozinho não consegue ganhar as eleições e se ganhar não consegue governar sem maioria no Congresso Nacional”.

Leia mais »

Vídeos

Veja o vídeo
Média: 3.7 (6 votos)

A entrevista de Lula na TVE Bahia

Jornal GGN - Na entrevista, concedida ao escritor e crítico de cinema, Pablo Villaça, Lula tratou de temas como o clima de ódio na sociedade, o poder judiciário, o comportamento da mídia brasileira, eleições 2018 e a reforma política.

Veja a entrevista a seguir, em três partes.

Leia mais »

Média: 4 (12 votos)

Feijoada partidária, por José Roberto de Toledo

Jornal GGN – Artigo de José Roberto de Toledo trata da feijoada. Não aquela já conhecida mas a feijoada partidária que se torna autocrática e menos permite a participação dos filiados. Os partidos têm donos e o poder tem herdeiros que sublocam partidos e controlam as regras da locação.

O impedimento de coligações de partidos para deputado e vereador seria uma revolução em prestações, entende Toledo, pois os partidos nanicos teriam dificuldade em atingir o mínimo de votos sem a ajuda das maiores siglas. Isso significa que deputados e vereadores teriam receio de mudar de legenda, saindo daquela que o elegeu por um micropartido, mesmo com regalias ao seu nome, não compensaria tanto risco.

Leia mais »

Média: 3.3 (3 votos)

Lula: A Globo foi uma das principais articuladoras do golpe

Lula no Assentamento Valdir Macedo, do MST, durante a caravana pelo Nordeste / Ricardo Stuckert

do Brasil de Fato

Exclusivo - Lula: "A Globo foi uma das principais articuladoras do golpe"

Ex-presidente fala com exclusividade ao BdF e aponta que "é preciso dar esperança ao povo que outro Brasil é possível"

Da Redação

São Paulo | | Brasil de Fato

Em entrevista exclusiva ao Brasil de Fato enquanto percorre nove estados nordestinos de ônibus, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comenta os motivos do golpe que tirou Dilma Rousseff da Presidência e quem está por trás dessa conspiração. Lula comenta ainda a necessidade de o povo se manter em luta contra os retrocessos e por democracia, e seguir acreditando na política. Sobre a posição do governo Temer sobre a crise venezuelana, dispara: "É ridículo um governo golpista, ilegítimo, inimigo do seu próprio povo, querendo dar lições de democracia à Venezuela". Confira abaixo.

Leia mais »

Média: 3.7 (9 votos)

E vem aí o PMDB sem o P, por Carlos Motta

E vem aí o PMDB sem o P, por Carlos Motta

Agora vai!

O PMDB convocou uma convenção nacional para o dia 27 de setembro visando voltar a adotar seu antigo nome: Movimento Democrático Brasileiro (MDB), sigla que usou de 1966 a 1979, ou seja, durante a ditadura militar.

O MDB e a Arena, a Aliança Renovadora Nacional, eram os dois únicos partidos políticos permitidos pelos ditadores.

Na cabeça deles, que deram o golpe - a "revolução", como diziam e dizem seus apoiadores - para salvar o Brasil do totalitarismo comunista, democracia funcionava assim: existem os que apoiam incondicionalmente o regime, e os outros que são contra ele, mas contra de maneira educada, com tato, com jeito, para não ofender os salvadores da pátria.

Leia mais »

Imagens

Média: 4 (4 votos)

Kátia Abreu e Roberto Requião são alvos de pedidos de expulsão do PMDB


Foto: Alessandro Dantas/ PT no Senado
 
Jornal GGN - O PMDB decidiu expulsar temporariamente a senadora Kátia Abreu (TO) das atividades parlamentares, após ser alvo de um pedido do partido de Michel Temer, que ainda será analisado pela Executiva da sigla. Além de Kátia, o senador Roberto Requião (PR) também foi alvo do mesmo pedido e a Comissão de Ética já designou um relator para o caso.
 
Ambos parlamentares são críticos do governo Michel Temer dentro do PMDB e têm atuado de forma contrária às orientações do Planalto dentro do Senado Federal. Kátia Abreu já havia sinalizado a sua saída e Requião quer brigar para permanecer na legenda, da qual pertence desde os anos 80.
 
A expulsão temporária de Kátia foi tomada pela Comissão de Ética do PMDB com base em um artigo que prevê que "a demora do processo" torna a penalidade ineficaz e portanto permite a situação. O motivo sustentado pela Comissão da legenda foi que ela teria ferido a ética e a disciplina partidária, por suas posições críticas e por ter votado matérias defendidas por Temer.
Média: 2.3 (6 votos)

Lula sairá em caravana da Bahia até o Maranhão

Jornal GGN -  O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sairá em caravana pelo Nordeste a partir do dia 17 de agosto. Este roteiro da caravana é a primeira parte do projeto que deve correr todas as regiões do país nos próximos meses.

Lula Pelo Brasil é um projeto do Partido dos Trabalhadores que tem por objetivo ver e viver a realidade brasileira, com foco nas transformações que o Brasil alcançou  nos governos do partido e o que adveio com o desmonte dos programas e políticas públicas de desenvolvimento e inclusão social que o governo alcança via golpe operou nos últimos dois anos.

A iniciativa é uma participação entre o PT e a Fundação Perseu Abramo, que lançou recentemente o Programa Brasil em Movimento, com objetivo de construção de uma estratégia para o futuro do país.

Leia mais »

Média: 3.7 (9 votos)

Temer chama Doria de "companheiro", que por sua vez elogia "alma" do presidente

Resultado de imagem para temer e doria
Foto: Marcos Corrêa/PR
 
Jornal GGN - Em uma das tentativas de reaproximação com o PSDB, como sustento para se manter no poder no restante do mandato, Michel Temer e o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), trocaram elogios nesta segunda-feira (07).
 
"Eu tenho um parceiro, um companheiro, alguém que entende os problemas do país. Jamais vi o João dividindo pessoas", disse Temer, em tom de intimidade, durante evento fora do Palácio do Planalto, para anunciar a transferência de 20% da área do aeroporto Campo de Marte para a cidade.
 
Uma disputa judicial desde 1945 travava o terreno, que pertencia à União. Dória quer criar um parque e um museu aeroespacial na área que agora Temer concedeu. Durante o anúncio, ambos trocaram complacências. O tucano, por sua vez, disse que "sempre sua alma [de Temer] e sua índole foram pela conciliação" e que "é com base da conciliação que nós vamos fazer um novo Brasil".
Média: 2 (5 votos)

Agnaldo Timóteo vai se filiar ao PT para defender Lula da perseguição de Moro

Foto: Divulgação
 
 
Jornal GGN - O canto Agnaldo Timóteo confirmou que vai se filiar ao PT para fazer parte do "exército" de Lula. Ex-vereador, ele disse que o petista é alvo de perseguição do juiz Sergio Moro, da Lava Jato em Curitiba.
 
"Eu quero ir para o PT como soldado do Lula. Eu não sou PT, eu sou Lula Futebol Clube", disse, segundo relatos de O Globo.
 
Agnaldo ainda disse que se Lula for candidato a presidente da República no ano que vem, ele quer disputar a deputado federal por São Paulo ou Minas.

Leia mais »

Média: 3.2 (12 votos)

Temer moribundo no governo favorece Lula em 2018


Foto: Marcello Casal JR/ Agência Brasil
 
Jornal GGN - A permanência de Michel Temer no posto de presidente da República é eleitoralmente benéfica a partidos de oposição, sobretudo ao PT e Luiz Inácio Lula da Silva. Isso porque quanto mais o peemedebista tem a sua imagem afetada, com altos níveis de impopularidade, e a associação de seu governo PMDB a de partidos como o DEM e o PSDB, maiores a chances de adesão e apoio a um nome da oposição no Planalto em 2018.
 
A avaliação é de cientistas políticos e pesquisadores, consultados por reportagem do UOL, que entenderam que o sangramento de Michel Temer favorece a candidatura, principalmente, de Lula. O partido nega que tenha a intenção de se aproveitar desse possível fortalecimento às custas da destruição do atual governo.
 
Mas pesquisadores assim vem: enquanto no cenário atual de crise "é difícil imaginar que Temer se recupere e que recupere as condições de administração", "do ponto de vista eleitoral, isso é vantajoso para o PT",  manifestou o cientista político e professor emérito da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), Fábio Wanderley Reis.
Média: 4 (9 votos)

Divisão do PSDB em votos pró e contra Temer pode ser teatro político

Partido de Temer não tem nada a perder. Não tem nome forte para lançar como candidato, e nem precisa (Foto Mateus Bonomi/Agif/Folhapress)Temer

da Rede Brasil Atual

Divisão do PSDB em votos pró e contra Temer pode ser teatro político

PSDB ensaia estratégia para 2018 e objetivo do PMDB é voltar para as sombras. “A vitória desta quarta-feira (2) foi menos do Temer e mais da agenda liberal”, diz cientista político Vitor Marchetti, da UFABC

por Eduardo Maretti, da RBA

São Paulo – Logo após a votação na Câmara dos Deputados que deu a Michel Temer, ontem (2), a vitória contra a denúncia da Procuradoria-Geral da República, as avaliações de que o placar de 263 votos a 227 foi magro já eram correntes. Até mesmo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), considerou o resultado “ótimo se formos pensar o hoje, mas muito ruim se olharmos para o futuro”.

Diante do que estava em jogo, o próprio mandato presidencial, a vitória de Temer pode ser considerada expressiva e demonstra que ele ainda mantém relativo controle sobre o parlamento. Mas o apoio ao presidente está minguando. O governo aprovou a reforma trabalhista, por exemplo, que exigiu menos empenho, por 296 votos a favor e 177 contra. 

Leia mais »
Média: 5 (1 voto)

Ambos delatados, Temer se encontra com Aécio para reaproximação


Foto: Reprodução
 
Jornal GGN - A três dias para a votação da Câmara dos Deputados sobre autorizar a denúncia contra Michel Temer no Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente reuniu-se com o senador também alvo da Operação Lava Jato, Aécio Neves (PSDB-MG). Temer o convidou para um jantar no Palácio do Jaburu, neste sábado (29).
 
De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, o convite de Temer a Aécio foi um gesto de "manter o PSDB como aliado". Entretanto, se a tentativa é se reaproximar do partido, o mandatário peemedebista, por outro lado, não adota cautelas em associar seu nome a de outro alvo das acusações do grupo J&F. Temer e Aécio foram delatados por Joesley Batista, dono da JBS, que integra o grupo.
Média: 1.8 (4 votos)