newsletter

Assinar

Deputado divulga organograma das relações entre FHC, Globo e Mossack

Jornal GGN - O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) apresentou um organograma que traz conexões entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, as organizações Globo, a Brasif, a Fifa e a empresa Mossack Fonseca, que é apontada como criadora de empresas offshores que seriam utilizadas para lavar dinheiro e ocultar patrimônio. O deputado também pede que a Polícia Federal investigue os citados.

“Procuramos mostrar que existe uma conexão. Procuramos identificar benefícios que essas empresas possam ter obtidos de acordo com as relações”, afirma em entrevista coletiva em Brasília, nesta quinta (25).
 
“Em um escritório do Panamá, foram criados a Veine, uma outra empresa criada em parceria dos donos da Globo e uma de Paulo Roberto Costa [acusado de corrupção da Petrobras]. A mesma empresa utilizada por Paulo Roberto é usada pela família Marinho. No endereço de um consórcio da Veine aparece a empresa Brasif”.
 
Pimenta afirma que foram identificadas práticas de crimes e soliticou investigação do patrimônio da Veine, dos bens do Marinho e da Brasif.
 
gráfico____phixr.jpg
 
O organograma de Pimenta é baseada em matérias investigativas de sites independentes, como Diário do Centro do Mundo, Rede Brasil Atual, Cafezinho e também o Jornal GGN.
 
Confira aqui os documentos.
Média: 4.7 (23 votos)

Recomendamos para você

14 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Cledir
Cledir

Sugiro que façam cartazes

Sugiro que façam cartazes grandes e claros para distribuir.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Cláudia Maria de Morais
Cláudia Maria de Morais

O organograma está ilegível.

O organograma está ilegível. Tem um arquivo em pdf para download?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Carlo Zardinni
Carlo Zardinni

Alerta

Alguém das relações do Deputado Damous e/ou do Senador Paulo Pimenta poderiam fazer chegar até ele a notícia do Blog da Cidadania, do Jornalista Eduardo Guimarães,de hoje, dia 26.02, sobre o vazamento das próximas ações da lavajato?

Ministro José Eduardo Cardoso, com todo respeito que seu cargo me merece, sua gestão está abaixo da crítica, desculpe-me mas é vergonhosa. O País está sendo desmantelado, ao sabor das ações do judiciário, numa pauta de fim de mundo, e, digamos, o senhor faz cara de paisagem.

Na qualidade de um eleitor que vota no PT - Partido dos Trabalhadores desde a sua fundação lhe peço que considere renunciar ao seu cargo ou então venha de público e declare as razões, se é que elas existam, que nos levam à inegável percepção de uma total inércia, uma anomia completa de ações de sua Pasta, uma pasta política por excelência, se me permite.

O Ministério da Justiça de nosso País, agradece senhor Ministro, contudo dispensa figuras redivivas de Pôncios Pilatos, que apenas lavam suas mãos face ao presente estado de coisas neste País.

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de era republicana
era republicana

quero ver a gflobo  processar

quero ver a gflobo  processar a bloomberg ou revogar a constituição norte-americana....

Seu voto: Nenhum (2 votos)

É PRECISO DEPUTADOS...

É preciso deputados colocar a mão na massa... Cadê o Ministro da Justiça? Nem DEUS sabe.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Maria Rita
Maria Rita

Deputado Pimenta, primeiro

Deputado Pimenta, primeiro admiro sua coragem. Sua voz é importante para nós, assim como a de Jandira e muitos outros. Aliás, falando em outros, o que aconteceu com o Dino do Maranhão? Sumiu!  Falei sério.  Agora, quanto mais nervosa fico, mais irônica e ferinamente me expresso. Olha, sempre debochei das exposições do nerd procurador messiânico Dalagnoll, aquelas transparências e o rosto iluminado como só um santo do pau oco sabe ser. Aquilo é um velho truque mágiico para platéias de mentirinha (alunos e jornalistas relatoristas entediados). Aí a gente tenta ler o seu organograma e olha que já fiz a catarata nos dois olhos, não consigo fazer as ligações, por conta da má definição gráfica. Mas para mim, ver esse organograma chegar aos jornais e revistecas penudas, isto é, cheia de penas, é muito gratificante. É como ver um velho filme dos Monty Pyton. É um velho e bom recado. Gostei. A-DO-REI!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Finalmente mais um deputado

Finalmente mais um deputado com culhão. Junta-se ao Damous. Espero agora outros

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Juliano Santos

E volta à baila a historia da paternidade do filho de Mirian Dut

Mino Pedrosa revela ainda que José Serra emprega amante como funcionária fantasma

por Rodrigo Vianna, na Revista Fórum

O jornalista Mino Pedrosa, que já trabalhou na Istoé de Brasília, acaba de fazer duas revelações bombásticas:

– o verdadeiro pai de Thomaz, filho da jornalista Miriam Dutra (que a Globo mandou para o exterior para evitar um escândalo durante o governo do PSDB), não seria FHC mas sim Jorge Murad – marido de Roseana Sarney;

– a irmã de Miriam, Magrit Schmidt, apontada como funcionária fantasma no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP), teve um longo relacionamento amoroso com Serra, ao mesmo tempo em que esteve casada com o lobista Fernando Lemos – operador do PSDB que ajudou a alocar recursos da empresa Brasif pra manter Miriam no exterior.

MaranhaoNo Maranhão, a notícia já foi parar nas manchetes de jornal, como se vê ao lado.

Mas além dos aspectos de folhetim de segunda categoria, há alguns fatos a reforçar…

1 – Se a informação de Mino Pedrosa for verdadeira, Serra encontra-se na incômoda situação de empregar uma amante (ou ex-amante) como funcionária de gabinete, mantendo a cidadã em casa, para tocar “um projeto secreto”, como informou o próprio senador paulista.

Serra, em 2010, fez uma campanha presidencial movida pela “discussão de valores”: trouxe líderes religiosos e até a mulher oficial da época, Monica Serra, para espalhar que Dilma era “abortista”. Hoje, pela nota de Mino, escancara-se a hipocrisia do senador.

Mais que isso: está claro que o moralismo do PSDB, a preocupação com a “coisa pública”, é uma miragem. Que moralista é esse que emprega amante, pra faturar dinheiro público sem aparecer no trabalho?

Em tempo: Miriam Dutra já confirmou a pelo menos uma jornalista brasileira, nesta terça-feira, que a irmão dela Magrit foi mesmo “amante de Serra”.

2 – A informação sobre o filho de Miriam Dutra precisa ser tratada com cuidado.

Há, claramente, uma tentativa (por parte de jornalistas atucanados) de desqualificar Miriam. Num país machista, por que se revela agora que o verdadeiro pai é Jorge Murad? Para desqualificar qualquer afirmação que Miriam possa fazer – isso está evidente.

Ora, o que interessa não é a vida privada dela com FHC, mas o fato de o então presidente ter usado a Brasif (empresa que ganhou espaços públicos nos aeroportos para operar lojas de freeshop, durante o governo do PSDB) para enviar dinheiro à ex-amante.

Mais que isso: Miriam estaria disposta a mostrar documentos e apresentar informações sobre contas de FHC no exterior. Estaria disposta, também, a mostrar que a Globo foi sócia do PSDB e da dupla ACM/Bornhausen na operação de mantê-la escondida no exterior.

Miriam já avisou que tem material pesado contra FHC e a Globo. A direção de Jornalismo da emissora chegou a procurá-la, numa tentativa de acalmar os ânimos. Tudo foi inútil.

Ao tucanato e seus aliados midiáticos, interessa por isso desqualificar Miriam, apostando no machismo brasileiro.

Quem conversou com a ex-jornalista da Globo nos últimos dias (e esse blogueiro conhece uma jornalista que falou durante 1 hora com ela) diz que a ex-amante de FHC não vai se acovardar.

Miriam já perdeu tudo: o emprego, muitas amizades e até as relações com os filhos estão estremecidas. Por isso, o caminho dela é sem volta: vai revelar tudo que sabe sobre o esquema Globo/FHC/Brasif.

Abaixo, o texto de Mino Pedrosa…

***

Há segredos que levamos para o túmulo, outros não.

por Mino Pedrosa, no site Quid Novi

Muito tem se falado e muito ainda se há de falar sobre o caso do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a ex-jornalista global Miriam Dutra, cujo pivô da história é o filho da repórter Tomás Dutra Schimidt, de 23 anos, assumido por FHC forçadamente em 2009, mesmo tendo dois exames de DNA negativado em 2011.

A pergunta que apimenta mais este folhetim é: quem seria o verdadeiro pai de Tomás?

E outra pergunta vem a reboque: Porque Miriam Dutra jamais revelou quem é o verdadeiro pai de Tomás?

Este repórter revela o nome do pai do rebento e a verdade deste segredo de alcova, ouvido nas cozinhas das duas famílias envolvidas no desenrolar desse novelo. Durante um ano foi assessor da Campanha à Presidência da República de FHC convivendo 24 horas com o candidato. Quanto a família Sarney, ajudou na candidatura ao Governo do Maranhão e a pré-candidatura à Presidência da República, construindo um laço de amizade com a família.

O nome do pai de Tomás é Jorge Francisco Murad Junior, ou Jorge Murad ou ainda Jorginho, marido da ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney.

Agora fica mais claro enxergar a verdade.

Em março de 1992, no gabinete do então senador Fernando Henrique Cardoso, na presença de vários servidores, inclusive Eduardo Jorge Caldas Pereira, numa antessala lotada, a jornalista global Miriam Dutra anunciou uma gravidez recente.

Indagada pelo senador sobre quem seria o pai, a jornalista disparou em alto e bom som insultos a FHC e deixou o gabinete aos prantos fazendo o senador ir atrás para acalmá-la. O caso entre os dois era sabido há vários anos. Mas a surpresa do filho deixou Fernando Henrique refém a partir daquela data.

A bomba não só estourou na família de FHC como também na de outra família importante na política nacional. A filha do presidente Sarney flagrou, no bolso do paletó de seu marido, Jorge Murad, um bilhete que revelava uma intimidade de um relacionamento clandestino que Murad mantinha até uma garçonière, para encontros fortuitos, com uma jornalista global que cobria os fatos da Presidência da República. Teria sido este bilhete, o motivo real da separação de Roseana e Murad quando Sarney era o dono da faixa presidencial.

O que FHC não sabia até agora é que dividiu a alcova com Murad durante alguns anos. Com o caso vindo à tona, fica fácil entender porque Miriam relutava em fazer o teste de DNA de Tomás. Mas Murad sempre soube que compartilhava o leito da jornalista com FHC.

O caso de FHC e Miriam também nunca foi segredo para os peões da Fazenda Córrego da Ponte, em Buritis de Minas, nos arredores de Brasília, comprada por FHC em sociedade com Sérgio Motta. O casal passava os finais de semana em liberdade com a natureza. Se inspirando na história da aristocrata anglo-saxã, Lady Godiva, Miriam costumava cavalgar nos prados de Buritis, até uma pequena queda d´água, vestindo somente botas e montando no pelo de uma égua, estimulando o imaginário do intelectual Fernando Henrique.

Numa manobra estratégica, FHC, o então deputado José Serra e o diretor da Rede Globo em Brasília, Alberico Santa Cruz, viabilizaram Miriam Dutra como correspondente internacional em Lisboa, na recém-inaugurada SIC em Portugal.

Em março de 1994, Fernando Henrique decide sair candidato à Presidência da República e vai a São Paulo pegar o aval com sua esposa Ruth Cardoso. Na saída de seu apartamento em Higienópolis, em São Paulo ,FHC convoca a imprensa e anuncia estar com “pneu lameiro em seu jeep” pronto para enfrentar qualquer escândalo.

Durante a campanha dona Ruth Cardoso vai conhecer a fazenda de Buritis de Minas e depara-se com as botas de montaria e o chicotinho que Miriam usava para suas cavalgadas. A socióloga se aborrece com o candidato e se acidenta. Dias depois reaparece com o braço na tipoia. Este assunto publicado após um ano, em matéria deste jornalista na Revista Isto É, foi muito comentado no Palácio do Planalto e assumido por FHC perante Aluísio Nunes Ferreira, então ministro da Justiça; e outras autoridades.

Não é de hoje, que os presidentes recebem mimos milionários de empreiteiros. A exemplo do sítio do ex-presidente Lula, em Atibaia, no interior de São Paulo, agora sob os holofotes da imprensa e na mira da Justiça, a Fazenda Córrego da Ponte, de FHC foi também presenteada com uma pista de pouso para aeronaves de grande porte, tais como o boing presidencial. A pista construída a 500 metros da porteira da fazenda, no meio da mata, feita pela Camargo Correia, foi denunciada na Revista Isto É, também por este jornalista durante o mandato de Fernando Henrique.

Também foi denunciada a compra de um apartamento em Brasília com sobra de campanha para Luciana Cardoso, filha de FHC, aumentar o imóvel que morava.

Desde o momento do anuncio da gravidez de Miriam, FHC passou a refém de adversários políticos e dos tubarões da mídia. Foram duras as penas para manter o segredo a sete chaves. José Serra, Sergio Mota e Alberico Santa Cruz foram fiéis escudeiros para guardar a história. 

Não se pode esquecer de um personagem com destaque nesta trama: o jornalista e empresário Fernando Lemos, cunhado de Miriam Dutra, casado com Margrit Dutra Shimidt, com quem dividia o leito com José Serra. Fernando usava de seu prestígio junto ao presidente para fechar grandes negócios e aumentar a mesada da cunhada e de Tomás, que ele já sabia ser filho de Murad e Miriam. Fernando Lemos para demonstrar sua relação com o presidente telefonava para o Palácio da Alvorada e colocava em viva voz sua conversa informal com a autoridade máxima do país, na frente de empresários com quem negociava seus serviços.

Tempos depois, Fernando separou-se de Margrit, deixando Serra usufruir do romance vez por outra. Hoje a jornalista está lotada no gabinete de Serra, em função privilegiada e proibida pelo regimento do Senado: “trabalhando em casa”. Fernando Lemos faleceu em 2012.

Outro personagem importante nesta história é o ex-senador e ex-governador de Santa Catarina Jorge Bornhausen. Articulador político de vários governos desde a ditadura militar, Bornhausen convenceu Antônio Carlos Magalhães e todos os caciques do PFL a apoiarem a candidatura de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República em 1994. O alemão também era um dos donos da Brasif S.A., empresa que contratou Miriam Dutra com contrato fictício a pedido de FHC, ‘’para desenvolver pesquisas sobre os Free-Shoppings.”

Bornhausen também viveu momento de chantagem por filho bastardo. Engravidou uma jovem que foi presenteada com um apartamento para evitar o escândalo político e atrapalhar a carreira do articulador. A mãe da jovem procurou a mulher de Bornhausen e revelou o romance secreto. Para perdoar o marido, a esposa do ex-senador exigiu uma mudança repentina para Portugal. O cacique conseguiu, com seu prestigio, o cargo de embaixador do Brasil em Lisboa, até que o incêndio fosse apagado.

Com a intenção de voltar ao Brasil, Miriam arrancou de FHC um apartamento de frente para o mar em Santa Catarina, intermediado por Fernando Lemos e Jorge Bornhausen. Mas a jornalista nunca voltou, mas continuou até agora colocando FHC na parede. O rumo dessa história está apenas começando. Tucanos acusam o PT de estar por trás da “motivação” de Miriam Dutra e fazem Lula lembrar do debate na TV em 1989, quando o ex-presidente Fernando Collor tinha na manga um dossiê sujo e rasteiro envolvendo o passado do metalúrgico. Este novelo ainda tem muita lã para desenrolar. É só aguardar.

Seu voto: Nenhum

mas credo, o babado é mais forte do que eu podia imaginar!

incrível a capacidade de esconder montanhas de fezes, esse povo tem!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Brasil, há muito pra temer!

A vida é curta demais para se beber cerveja barata!!

A folha é contra a corrupção no pt, no psdb não!!!

 Frede69

Globo, assustada com denúncias, tenta negar propriedade de ...

Globo, assustada com denúncias, tenta negar propriedade de “triplex” em Paraty

por Miguel do Rosáriod

do "O Cafezinho"

 

ScreenHunter_74 Feb. 26 05.11

O grupo todo poderoso, pertencente à família mais rica do país, e que construiu o seu império à sombra protetora e cúmplice de um regime totalitário, perdeu sua fleuma habitual e começou a ameaçar blogs.

Sinal de medo, de insegurança, e de que farejou perigo no ar!

Pelo jeito, estamos na trilha certa!

Agora não usa mais seus executivos como testas de ferro para intimidar os blogs. A Globo mesmo, com seu próprio CNPJ, resolveu partir para cima da imprensa alternativa.

Um amigo no whatsapp mandou-me o link de post publicado no blog do Fernando Rodrigues, jornalista do UOL, trazendo a ameaça da Globo aos blogs.

O garoto de recados da Globo não estava mentindo, mas os platinados estão dispostos a ir além da censura a referências ao BNDES. Eles querem silenciar todas as críticas à Globo.

Nesta quinta-feira, 25 de fevereiro, recebo por email uma Notificação Extrajudicial da Globo, a qual reproduzo abaixo. Continuo em seguida.

Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 2016

Ao Responsável pelo Blog “O Cafezinho”
(http://www.ocafezinho.com)
Miguel do Rosário

Ref.: Post intitulado ‘Bomba! O mapa genealógico da Mossack Fonseca e Rede Globo’

Prezado Senhor,

GLOBO COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S/A (Globo), com sede nesta cidade, na Rua Lopes Quintas, nº 303, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 27.865.757/0001-02, vem, por meio da presente, NOTIFICÁ-LO do que se segue:

O notificante tomou conhecimento que no dia 24/02/2016 foi publicado no blog denominado “O Cafezinho”, de responsabilidade do notificado, post com informações inverídicas a respeito de suposta relação da notificante com empresas investigadas pela polícia federal, conforme consta da url http://www.ocafezinho.com/2016/02/24/bomba-o-mapa-genealogico-da-mossack...

O título e o organograma reproduzido no post em questão fazem conexão entre a Globo e empresas alvo de investigações da Polícia Federal.

Contudo, o organograma acima reproduzido se baseia em informações inverídicas, uma vez que a Globo não tem relação societária, ou de qualquer outra espécie, direta ou indireta, com a Agropecuária Veine, com a Mossack Fonseca, ou qualquer outra empresa ou pessoa ali apontada.

Verifica-se, assim, que o post em questão, contêm inverdades sobre suposta relação entre a Globo e as empresas citadas, induzindo os leitores do Blog a erro, o que constitui grave ofensa à notificante.

Pelo exposto, fica V.Sa. NOTIFICADO para que retire imediatamente a menção à Globo do título e do organograma constante da url apontada nesta notificação ou qualquer outro post que reproduza a informação inverídica, sob pena de adoção das medidas legais cabíveis.

Atenciosamente,

PP. M. (...) G. (...)
OAB/RJ (...)

***

Vamos nos ater ao trecho principal da notificação:

(...) a Globo não tem relação societária, ou de qualquer outra espécie, direta ou indireta, com a Agropecuária Veine, com a Mossack Fonseca, ou qualquer outra empresa ou pessoa ali apontada.

Entro no blog DCM e descubro, no post sobre o triplex dos Marinho em Paraty, que eles também receberam Notificação Judicial:

Prezados Senhores,

JOÃO ROBERTO MARINHO, brasileiro, casado, jornalista, com endereço profissional na Rua Lopes Quintas 303, Jardim Botânico, na cidade e Estado do Rio de Janeiro, vem, por meio da presente, NOTIFICÁ-LO do que se segue:

A notícia é inverídica, pois a casa em questão e as empresas citadas na matéria não pertencem, direta ou indiretamente, ao notificante ou a qualquer um dos demais integrantes da família Marinho.

Hum!

Segundo documentos abundantes encontrados na internet, a Agropecuária Veine é a proprietária nominal da premiada mansão em Paraty, construída pelo arquiteto Marcio Kogan. Segundo a Anac, a Veine tem um heliponto construído exatamente ali, na praia de Santa Rita.

A Bloomberg (aqui a reportagem traduzida) foi a primeira a furar o bloqueio informativo e fazer uma matéria em que diz, com todas as letras, que a família Marinho, proprietária da Rede Globo, possuía uma casa com piscina e heliponto, na praia de Santa Rita, que tinha ganho vários prêmios de arquitetura, incluído o Wallpaper Design Award de 2010. Trecho:

É o caso da família de mídia Marinho. Os Marinhos violaram leis ambientais através da construção de uma mansão de 1.300 metros quadrados, ao largo da praia de Santa Rita, perto de Paraty, diz Graziela Moraes Barros, inspetora no ICMBio.

Sem qualquer autorização, a família Marinho construiu em 2008 uma casa modernista entre dois grandes blocos de concreto independentes e cobertas de vidro, diz Graziela Moraes Barros. A casa dos Marinhos ganhou vários prêmios de arquitetura, incluindo o Wallpaper Design Award de 2010.

A partir dessa matéria, inúmeros blogs ambientais começaram a veicular essa denúncia, de que a família Marinho tinha uma casa em Paraty construída em área de proteção ambiental.

Os Marinho nunca negaram.

Antes que apareça algum novo justiceiro fazendo a diferença, ou que a Globo tente algum novo truque para dizer que não é dona da casa em Paraty, trago aqui mais uma notícia a confirmar a reportagem da Bloomberg.

A casa ganhou um prêmio de arquitetura na Itália, em 2011, o Dedalo Minosse. Creio ser uma das principais premiações do mundo.

ScreenHunter_71 Feb. 26 02.46

Nas fichas dos projetos premiados, há o item "committente", palavra italiana que, em arquitetura, indica a pessoa ou instituição que contratou o arquiteto. Em geral, é seu proprietário. E quem aparece como "committente" da "Paraty House"?

Marinho Azevedo.

Basta jogar "Marinho Azevedo" e "Globo" no Google para descobrir que este é o sobrenome de uma das filhas de João Roberto Marinho: Paula Marinho Azevedo. Paula é dona de várias emissoras de TV, dentro da estratégia dos Marinho de burlar os regulamentos anti-concentração do Estado, nomeando parentes como sócios de empresas de mídia por todo o país.

ScreenHunter_72 Feb. 26 02.49

Se a mansão em Paraty, que chamamos ironicamente de "triplex", pertence aos Marinho, como afirma a Bloomberg,  e como indica o site do prêmio Dedalo Minosse, e se o imóvel está em nome da Agropecuária Veine, e se os Marinho são os donos da Globo, o que a Globo quer dizer quando afirma que a "Globo não tem relação societária, ou de qualquer outra espécie, direta ou indireta, com a Agropecuária Veine, ou com a Mossack Fonseca"?

A Globo é uma concessão pública,  ganha bilhões de reais de dinheiro público de todas as esferas públicas: governo federal, estados, municípios, TSE, Ministério Público, etc.

Todo o dinheiro dos Marinho e, sobretudo, todo o seu poder, tem origem nessa concessão pública.

Não venham, portanto, com histórias de que a Globo é uma empresa privada e que não há interesse público em saber sobre suas maracutaias no Brasil e lá fora.

Quantas "interpelações judiciais" a Globo vai distribuir a partir de agora?

Será que a Globo está tão eufórica com o sucesso das conspirações midiático-judiciais patrocinadas por ela, a ponto de acreditar que a ditadura já chegou, e que, na esteira das peripécias arbitrárias de Sergio Moro, poderá censurar, intimidar e aniquilar todos os blogs e sites críticos de seu poder?

Será que a Globo vai mandar Sergio Moro desencadear outra fase da Lava Jato, tentando abafar denúncias contra a emissora?

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Não sei.....tô em dúvida.........

Nada de defesa a FHC. É um político igualzinho a muitos, e de todos os partidos Só acho ridícula essa troca de chumbo. Levantar os deslizes alheios para jogar cortina de fumaça e relativizar os próprios é uma pobreza. Hipocrisia total. FHC tá encalacrado e não é santo, como Lula também não é. João Santana e esposa estão no pior dos mundos. A PGR está tentando livrar a cara de politicos, menos de Katia Rabello e Valério. Em SP a PGR está acusando tucanos (e parece que tem razão....pra quem não sabe....Deputado e Secretário Jose Aparecido). Todos são salafrários. É possivel que a "capivara" do Paulo Pimenta também revele coisas...... Vou devagar com o andor. 

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Edu
Edu

Eu queria saber porquê nos

Eu queria saber porquê nos casos do trensalão e do metrô não oferecem delação premiada para o tal de Robson Marinho.

Alguem aí sabe de quem se trata?

 

Seu voto: Nenhum

Uma vacina eficaz...

...após a famiglia Marigno interpelar extrajudicialmente os blogs sujos pela divulgação do caso. Agora, caso queira manter a ofensiva contra os alternativos, terá que fazer o mesmo contra o deputado. Vai jogar o triplex e o helicóptero no ventilador. Devem ter consultado o famoso advogado Dr. Cardozo para iniciarem a ação...

Seu voto: Nenhum (6 votos)

é....era inevitável com nosso

é....era inevitável com nosso governo. Ajuda a entender o desespero da mídia trdicional nos ultimos 2 anos.....sabiam q não daria pra segurar como antigamente. E vamo q vamo!! OS JUSTOS E BRAVOS VECERÃO OS CANALHAS E COVARDES, SEMPRe!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Midiotas dirão

Midiotas dirão:

- Não vem ao caso;

- É dossiê;

- É desespero do PT.

Seu voto: Nenhum (14 votos)

"O jornal de ontem mentiu. O de hoje está mentindo. O de amanhã não será mais verossímil."

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.