Revista GGN

Assine

Em meio ao escândalo da carne, Câmara corre com terceirização

Jornal GGN - Em meio ao escândalo internacional provocado pela operação Carne Fraca, da Polícia Federal, a Câmara dos Deputados pretende fazer avançar a aprovação de alguns projetos considerados impopulares, como a terceirização ampla e a cobrança por pós-graduação lato sensu em universidades públicas.

Segundo a agenda da Câmara, Rodrigo Maia pretende colocar a terceirização como prioridade máxima dessa pauta bomba, que estará em votação a partir de terça-feira (21), às 15h.

O projeto de lei que permite a terceirização de todas as atividades da empresa é uma revisão do substitutivo do Senado ao PL 4302/98, do Executivo. Entre outros pontos, o PL prevê que aumento de três para seis meses o tempo máximo de duração do chamado trabalho temporário.

Líder do MTST, Guilherme Boulos divulgou nesta segunda (20) um vídeo colocando a população em alerta. Para ele, na prática, a terceirização ampla é uma forma de acabar com a CLT, ao permitir a realização de contratos à margem dela.

"Com isso o governo pretende aumentar o grau de precarização das contratações de trabalho, o significará menos direitos, menores salários e o impedimento de organização. Com mais esse ataque, o governo Temer e seus deputados amestrados pretendem fazer retroceder em pelo menos um século os nossos direitos trabalhistas", disse Boulos em sua página pessoal numa rede social.

Outra proposta priorizada pela Câmara na quarta (22) é a PEC 395/14, do deputado Alex Canziani (PTB), que permite às universidades públicas cobrarem pela pós-graduação lato sensu, exceto mestrado profissional. A matéria precisa ser votada em segundo turno e sua discussão já foi encerrada em março do ano passado.

Os partidos contrários à proposta, entretanto, argumentam que ela pode iniciar um processo de privatização do ensino público superior.

Em sessão ordinária marcada para as 14 horas de quarta-feira (22), os deputados ainda poderão analisar ainda o Projeto de Lei Complementar (PLP) 343/17, do Executivo, que cria o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados e do Distrito Federal para ajudar os estados endividados em troca de contrapartidas como elevação de alíquotas de contribuição social de servidores, redução de incentivos tributários e privatizações.

Conforme a proposta, o regime poderá durar até três anos, com prorrogação pelo mesmo período inicial. Durante esse período inicial estipulado em lei, o estado não pagará as prestações da dívida devidas à União. Esses valores não pagos serão corrigidos pelos encargos financeiros previstos originariamente nos contratos para acrescentá-los aos saldos devedores atualizados.

Leia mais aqui.

Com informações da Agência Câmara
 

Assine

Média: 3.1 (7 votos)
10 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Terceirização de atividades fim foi aprovada ontem (22/3/16)

"A terceirização de atividades fim foi aprovada ontem pela maioria do congresso. Sim, o mesmo congresso por "deus e pela família" deles, claro, que golpeou Dilma Rousseff sem crime de responsabilidade fiscal. A minha indignação tem se tornado indiferença por pessoas que, sem nada entenderem de política, vestiram uma camisa CBF, pegaram uma panela pra bater e seguiram feito boi de manada na toada da rede globo, sucursal dos EUA. "Ah, depois a gente tira o outro também" - diziam os patos amarelos. " fora todos" - gritavam os da esquerda inconsequente. Como se fosse fácil derrubar golpista. O estrago está feito. Os jovens, os trabalhadores, nossos filhos pagarão por tudo isso. Terceirizar mão de obra em atividades fim é a forma mais violenta da desvalorização das profissões no mercado de trabalho. É a escravização do séc XXI. Os grandes empresários estão brindando com a champanha de 2 mil reais enquanto pobre e classe média que bebe latão de Skol e bateu panela não tem sequer a coragem de vestir sua camisa amarela e ir pra rua tentar consertar a merda que fez. Continuam postando memes toscos e fakes na Internet. Seria exigir demais um posicionamento crítico de paneleiro... A limitação cognitiva dessas pessoas faz com que defendam causas contra si próprios. Caso a ser estudado. A próxima votação acabará com a previdência e a aposentadoria. Bom dia, gente!"

Por Carolina Albuquerque

Seu voto: Nenhum
imagem de TheWhuEla
TheWhuEla

Aos batedores de panelas

Como diziam os mamíferos da propaganda da parmalat:

TOMÔ?!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

botafogo safado, bundinha

botafogo safado, bundinha mole. genro do angorá, tudo ladrão.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Danilo Pro

Rodrigo Maia prendeu o ovo

A notícia séria está no link:

http://g1.globo.com/politica/noticia/2016/07/rodrigo-maia-chora-e-diz-que-tentara-governar-com-simplicidade.html

Mas, vamos e venhamos: a cadeira de presidente da câmara é temporária e agora ele está sentado nela de novo, para outro mandato. Dizem que quanto senta, tábuas deslocam. Vez ou outra prende o ovo - e ele caiu no choro porque a dor deve ter sido intensa.

Bem feito (riririri).

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de AMORAZA
AMORAZA

HA!HA!HA!

Ha!ha!ha!ha!......HA!HA!HA! chuiff!!

Seu voto: Nenhum

Nessa correria tb estâ a

Nessa correria tb estâ a bancada do boi, recém alvejada?

Se for assim, é coisa séria. Nada se sobrepõe ao "compromisso" com a tal "ponte para o futuro" (Brasil de fora).

Uma "missão" da qual não podem recuar por inconfessáveis razões?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de AMORAZA
AMORAZA

Ponte Para o Futuro

e Brasil debaixo da ponte.

Seu voto: Nenhum
imagem de Antonio C.
Antonio C.

Enojado com o cidadão, meu próximo...

... que, por parvoíoce, elegeu seu algoz.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Não diga isso.  Não direcione

Não diga isso. 

Não direcione seu asco para um alvo  que pode nāo ser o culpado.

Não sabemos que "caminhos" percorreu o voto eletrônico do cidadão,  nosso próximo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Babi.
Babi.

Reforma Trabalhosta

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.