Revista GGN

Assine

Internautas fazem trabalho dos jornais no caso HSBC

O caso HSBC é sintomático dos compromissos de alguns grupos de mídia com a transparência.

Nos anos 80 e 90 teve início uma disputa sem regras no mercado financeiro internacional. Com a ajuda da rede de paraísos fiscais, grandes instituições passaram a reciclar toda sorte de dinheiro, de magnatas, traficantes, petrodólares, da corrupção política, da sonegação, do tráfico de pessoas e do caixa 2 em geral.

***

Essa fase de extrema balbúrdia bateu no limite com o atentado das Torres Gêmeas. Percebeu-se que, graças a esse sistema, o crime organizado tinha ascendido a patamares inéditos de influência mundial.

Teve início, então, um gigantesco trabalho de construção de barreiras institucionais à atuação dos criminosos. Iniciou com novas legislações nacionais. Depois, com o aprimoramento da cooperação internacional. E com o controle gradativo sobre as transações eletrônicas.

No Brasil, o então Ministro da Justiça Márcio Thomas Bastos montou o Sisbin (Sistema Brasileiro de Inteligência) justamente para reunir todos os órgãos que trabalhavam no combate ao crime organizado, da COAF (Conselho de Controle das Atividades Financeiras) ao Banco Central, do Ministério Público Federal à Receita, da Polícia Federal à CGU (Controladoria Geral da União).

***

A ação do Ministro foi resultado da frustração de duas CPIs que bateram no centro do crime financeiro instalado: a dos Precatórios e a do Banestado.

No primeiro caso, batia de frente com o então prefeito Paulo Maluf e com senadores envolvidos na autorização de aumento do endividamento público. No segundo, batia em tantas figuras de vulto, em tantos políticos de todos os partidos, que terminou em pizza.

***

O caso Wikileaks foi o primeiro ensaio de colaboração internacional para desvendar os grandes segredos globais, onde se misturam geopolítica, manobras financeiras, jogadas internacionais. Um funcionário do governo dos EUA disponibilizou um enorme banco de dados de escutas do governo norte-americano. E uma organização internacional de jornalistas, de vários países, tratou de destrinchar os dados.

***

O caso HSBC, ou Swissleaks, é a segunda experiência. Houve o vazamento das contas do banco na Suíça, junto com a informação de que sua especialidade era a de orientar clientes sobre como esconder patrimônio. O banco de dados foi repartido com uma equipe de jornalistas transacional, através da ICIF, uma fundação de jornalismo investigativo.

***

Em vários países as investigações andaram céleres. Em outros, bateram em interesses ligados aos grupos jornalísticos.

Na Inglaterra, Peter Oborne, principal colunista político do Telegraph, pediu demissão denunciando que os jornalistas foram impedidos de investigar o HSBC devido a interesses na publicidade.

Na França, a redação do Le Monde denunciou a tentativa dos acionistas de impedir os trabalhos.

No Brasil, as investigações foram literalmente escondidas sob o argumento mais canhestro. A pretexto de não cometer injustiças, o jornalista responsável pelos dados informou ter repassado os dados para a Receita, em dezembro, e estaria aguardando que os técnicos fizessem seu trabalho.

Por aqui, iniciou-se um trabalho colaborativo visando filtrar as informações do caso. O endereço é http://www.jornalggn.com.br/mutirao/mutirao-do-hsbc

 

 

Média: 4.5 (35 votos)

Recomendamos para você

65 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Fernando Rodrigues é um espertalhão...

Pra dizer o mínimo, esse Fernando Rodrigues é um espertalhão.

Ele alega que repassou os dados à Receita Federal, e que divulgará em seu blog só os dados que despertem "interesse público" - lógico que ele é quem julga o que é interesse público ou não.

Daí ele divulgou só os nomes de envolvidos na Lava-Jato até agora. Achou que isso é do interesse público. E calou-se.

Alega que cabe à Receita fazer o trabalho e depois divulgar. Ele sabe que a Receita não pode divulgar nada que esteja apurando ou venha a apurar, por causa do sigilo fiscal... 

Seu voto: Nenhum (31 votos)

Primeiramente: FORA TEMER!

E pra encerrar: FORA TEMER!

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Oscarlinda Krüger
Oscarlinda Krüger

Robson Tuma

Um link com informações do mesmo Robsom Tuma

http://noticias.uol.com.br/politica/politicos-brasil/2010/deputado-feder...

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Mônica Santos
Mônica Santos

Olha só, Nassif, só para

Olha só, Nassif, só para ilustrar isso. Hoje mesmo, meu pai estava vendo um programa de entrevistas na Globo News, não sei de quem, em que havia um daqueles especialistas de plantão. Na hora de chamar o break, (meu pai me falou que o entrevistador é um "de barbinha" rsrs), ele disse:"Então, no nosso retorno, gostaria que o senhor falasse sobre o (assunto) HSBC". Daí veio o comercial. Adivinha de quem? Sim, o próprio: HSBC. Meu pai pensou, "ah, agora vou esperar para ver o que vão dizer". Resultado: nem um pio no retorno! Acho que o programa era gravado e eles cortaram o pedaço! rsrs Por aí a gente vê como podemos contar com esse povo para "investigar" as tais contas. Como se diz aqui no interior, com essa mídia nós estamos "na roça".

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de brunoferreirasf
brunoferreirasf

Prezado Fernando

Prezado Fernando Rodrigues,

V.Sa nao precisa divulgar enderecos e valores depositados pelos clientes do HSBC. Basta divulgar os nomes de todos eles. Quem declarou para aReceita Federal nao se sentira constrangido e ninguem ira proessa-lo. Agora, os demais clientes que nao declararam no imposto de renda, provavelmente sonegaram ao Fisco, para dizer o minimo. E isso eh de interesse publico. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Meire
Meire

O golpe e a injustiça brasileira.

Está cada vez maisGROTESCA a maneira como rede GROBO, FALHA de sp, toda a mídia golpista, seus JUÍSES CORRUPTOS e todo o RESTO  tentam manipular a vida do país. ...

Por aí podemos perceber o quanto já fomos ROUBADOS por essa CORJA. ...E é lógico, em conluio com CORRUPTOS INTERNACIONAIS, como essa turma da divulgação das contas na Suiça apenas para um determinado sujeito corrupto. .

Cometem todos os tipos de arbitrariedades e querem impedir Ministro da Justiça de fazer seu trabalho. Como já foi comentado, essa tal operação lava jato, pelo erros cometidos já deveria ter sido anulada há muito tempo. ... E mesmo assim ao invés de prestar satisfações, tentam intimidar àqueles que tentarem desafiar suas arbitrariedades. ... 

E a principal satisfação que devem prestar ao país é começar pelo julgamento desse cara de pau, Fernado Henrique Cardoso, O CORRUPTO e DEBOCHADO por excelência que infelizmente continua tentado dar suas cartas nos desmandos da vida naconal.

Seu voto: Nenhum

COINCIDÊNCIA

Um dos endereços citados não precisa nem ser colocado em off, a não ser que queira.

De tanto que já participou das páginas policiais, até do JN da GLOBO, é um endereço pra lá de manjado.

Avenida Atlântica 2266- Copacabana -Rio de janeiro.

A cobertura que era do ROBERTO MARINHO dono do jornal e tv GLOBO, foi vendida para o ANÍSIO ABRAÃO DAVID em 2004 e que  pode por esperteza, ter deixado  o endereço no HSBC até hoje. Já que eles e BONI, eram bons amigos.

PS: A familia possui outros imóveis no endereço.

MUITA COINCIDÊNCIA!!!

 

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

SILOÉ-RJ

Manifestaçaõ em frente a sede

Manifestaçaõ em frente a sede do HSBC ou da casa do Fernando Rodrigues?

Ou tudo ao mesmo tempo? Vai dar em nada?O C...fazer barulho é

preciso!

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de robson muraro
robson muraro

casa

tem que ser em frente a casa dele. o hsbc do brasil talvez nem tenha tanto a ver. mesmo pq, quem escondeu o ouro foi o 'jornalista'.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Mais gente na luta

Reproduzo aqui carta do Azenha ICIJ:

Cara srta. Guevara [vice-diretora do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos],

Depois de ler sua troca de mensagens com o jornalista Amaury Ribeiro Jr., estou confuso.

O ICIJ escolheu apenas um investigador no Brasil, o muito respeitado jornalista Fernando Rodrigues, e apenas uma empresa de mídia, o UOL-Grupo Folha [para apurar e divulgar as contas do HSBC no casoSwissleaks].

Como estamos falando de mais de 8 mil clientes brasileiros do HSBC, qual será o critério para separar os “relevantes” dos “irrelevantes”?

Eles do UOL sabem antecipadamente quais nomes são de “laranjas” — como chamamos em português as pessoas que deixam usar seus nomes para esconder dinheiro sujo?

Quais são os critérios para priorizar este nome e não aquele outro? Fama?

Não faria mais sentido se o ICIJ tivesse escolhido parceiros múltiplos para a apuração no Brasil, de maneira a evitar os riscos sobre os quais Amaury Ribeiro Jr. alertou?

Por favor, siga a lógica: uma vez que o ICIJ nunca publicará a lista completa de clientes brasileiros do HSBC, como estaremos certos de que nomes não mencionados não escondem segredos sobre os quais a sociedade brasileira tem o direito de saber?

Tenha em mente que há muitos motivos para ceticismo em relação às corporações de mídia brasileiras.

Como o Repórteres Sem Fronteiras relatou, o Brasil é a “Terra dos 30 Berlusconis”. As famílias que controlam a mídia brasileira agem como um partido de oposição. Elas tem uma agenda política e a seguem em suas publicações, mesmo que isso implique em esconder informação.

Um exemplo?

Amaury Ribeiro Jr. escreveu um bestseller sobre as privatizações no Brasil chamado A Privataria Tucana.

Mas o livro foi considerado “não notícia” pela maior parte da mídia brasileira durante semanas. Depois que o livro se tornou um best seller, a mídia passou a dar atenção a ele, mas apenas para atacar o conteúdo.

Outro exemplo?

Foram blogueiros que noticiaram que as Organizações Globo, nosso grande conglomerado de mídia, haviam sido multadas em R$ 600 milhões por sonegar impostos na compra dos direitos de transmissão das Copas de 2002 e 2006.

De acordo com documentos oficiais, a operação foi feita com a criação de uma empresa fantasma nas ilhas Virgens Britânicas, notórias pela lavagem de dinheiro sujo.

Notícia, não? Não, de acordo com a maior parte da mídia brasileira. Outra vez, foram semanas até que a notícia saísse aqui ou ali.

Nos dois casos, o comportamento vergonhoso foi adotado pelos seus parceiros do UOL-Folha.

Nós, no Brasil, já não ficamos tão surpresos com tal comportamento.

As grandes empresas de mídia promoveram e se beneficiaram da ditadura militar que torturou, matou e “desapareceu” com brasileiros.

O Grupo Folha, aliás, teve alguns de seus veículos de distribuição usados por gente ligada à ditadura e emprestou um dos títulos, o da Folha da Tarde, para ser porta-voz da repressão.

Francamente, ficamos surpresos com a decisão do ICIJ de escolher um único parceiro para lidar com informação tão relevante para a sociedade brasileira, considerando o que acabamos de relatar.

Saudações,

Luiz Carlos Azenha

*****

Dear Ms. Guevara,

After reading your exchange with Mr. Ribeiro Jr., I’m confused.

ICIJ has chosen as it’s sole investigator in Brazil a very respected journalist, Fernando Rodrigues, and a sole media company, UOL-Grupo Folha.

Since we are talking about more than 8.000 HSBC client’s, how in the world will they find out which ones are “relevant”or “irrelevant”?

Do they know in advance, for example, which names might have been used as “laranjas” — in portuguese is how we call people that let their names be used to hide dirty money?

What are the criteria to prioritize this name here and not that one over there? Fame?

Wouldn’t make more sense to have multiple partners doing the work in Brazil, in order to avoid the risks that Amaury Ribeiro Jr. alerted you about?

Please, follow the logic: since ICIJ will never publish the full list of brazilian clients of HSBC, how will anyone be sure that the unpublished names don’t hide an important secret that Brazilian society has the right to know?

Bear in mind that there are plenty of motives to be sceptical about the brazilian media corporations.

As Reporters Without Borders has reported, Brazil is the land of the 30 Berlusconis. The families that control the Brazilian media act as an opposition party. They have a political agenda and follow that agenda on their publications even if it means hiding information.

Case in point?

Amaury Ribeiro Jr. wrote a best seller about the privatizations in Brazil, called A Privataria Tucana.

But it was considered NON NEWS by the brazilian media for weeks. AFTER it became hugely sucessful, it finally got coverage in the form of heavy criticism against it’s content.

One more example?

Bloggers broke the news that Globo Network, our huge media conglomerate, had been fined in over U$ 150 million for not paying taxes when it bought the rights for World Cup 2002-2006.

According to official documents, the operation was done with the set up of a fake company in the notorious money laundering British Virgin Islands.

Newsworthy? No, according to most of the Brazilian media. Again, it took weeks until it was mentioned here and there.

In both cases, the shameful behavior included your partners from UOL-Grupo Folha.

We, in Brazil, are not surprised by such behavior.

The big media companies are the same that promoted AND benefited from the military dictatorship that tortured, killed and “disappeared” Brazilians.

Grupo Folha, by the way, had some of its distribution vehicles used by people associated with the dictatorship. It gave one of it’s titles, Folha da Tarde, to be used by torturers to disseminate lies about political repression.

Frankly, it’s a surprise that ICIJ has chosen to embrace a sole Brazilian partner considering such History.

Best Regards,

Luiz Carlos Azenha

Leia também:

Seu voto: Nenhum (3 votos)

FORA TEMER

Arte é Luz - União e Olho Vivo

Do site da Receita Federal

Esclarecimentos sobre contribuintes brasileiros com indícios de movimentação financeira na Suíçapublicado: 14/02/2015 00h00 última modificação: 18/02/2015 17h32 http://idg.receita.fazenda.gov.br/noticias/ascom/2015/fevereiro/esclarecimentos-sobre-contribuintes-brasileiros-com-indicios-de-movimentacao-financeira-na-suica

Nesta semana o ICIJ – International Consortium of Investigative Journalism (Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo) publicou a informação da existência de 6,6 mil contas bancárias abertas no Banco HSBC na Suíça, no período de 1988 a 2006, supostamente relacionadas a 4,8 mil cidadãos de nacionalidade brasileira, que totalizariam saldo em 2006/2007 no valor de U$ 7 bilhões.

A Receita Federal, por meio de sua unidade de inteligência, teve acesso a parte dessa lista contendo o nome de pessoas que supostamente possuíam relacionamento financeiro com aquela instituição financeira na Suíça.

As análises preliminares de alguns contribuintes já revelam hipóteses de omissão ou incompatibilidade de informações prestadas ao Fisco Brasileiro, entre outros casos.

A Receita Federal segue aprofundando as pesquisas sobre o tema, com o intuito de obter mais informações, inclusive mediante cooperação internacional, para a correta identificação do maior número possível de contribuintes relacionados e o levantamento de possíveis valores não declarados, passíveis portanto de autuação fiscal e de representação fiscal para fins penais em razão da ocorrência de crime contra ordem tributária.

É relevante notar que alguns desses contribuintes já haviam sido investigados anteriormente pela Receita Federal, a partir de outros elementos constantes em suas bases de dados.

A Receita Federal também está em articulação com outras Instituições para traçar estratégia conjunta para a identificação e responsabilização desses contribuintes por eventuais crimes contra o sistema financeiro e de lavagem de dinheiro

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

  Em meu fraco entender , é o

 

Em meu fraco entender , é o que deve ser feito.  Agora, se há pesssoas com tempo livre para pesquisas , a diversão é para todos. Farta distribuição de " malfeitos " pra todo mundo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Jamile Fadul
Jamile Fadul

Até agora só vi o possível

Até agora só vi o possível envolvimento do Robson, dos caras da Maxima e de alguns membros da família Queiroz Galvão. Tem mais algum envolvido conhecido?

Seu voto: Nenhum
imagem de Sérgio Lamarca
Sérgio Lamarca

Fernadinho beira serra.

Para mim não passa de um impostor travestido de jornalista.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Sobre Amaury Jr. e seu desligamento...

Salvo as pouquíssimas, honrosas e conhecidas exceções, deste e de alguns outros Blogs (JF da FSP também! ), finalmente vejo, em meses, um jornalista se posicionar depois de manifestação melíflua, escorregadia e deselegante de sua interlocutora (desculpem não deu para escrever "colega jornalista"). Tenho visto muita covardia, muito servilismo, muita falta de vergonha, dubiedade e atitudes convenientes e interesseiras, beirando o pusilânime. Não cabe parabenizá-lo pela atitude, pois que a um homem reto era só o que cabia. Mas torcer para que seja um estímulo à reflexão e à coragem de posicionarem-se os - muitos e valiosos - homens e mulheres de bem, meus patrícios.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Anna

imagem de Mailson
Mailson

Extra! Extra!

Extra! Extra! Abertura de contas brasileiras no HSBC suíço teve pico durante privatizações de FHC. Tá no Blog da Cidadania:  http://www.blogdacidadania.com.br/2015/02/abertura-de-contas-no-hsbc-suico-teve-pico-durante-privatizacoes-de-fhc/#comment-1555686

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Estou estranhando que, até

Estou estranhando que, até este momento, não tenha surgido ainda o argumento milenar - desde os Templários só muda de nome - de "risco sistêmico" que a Banca e seus doutrinados sacam da cartola sempre que uma "instituição" é ameaçada de sanções quando pega em "erros administrativos". Aspas para as hipocrisias embutidas em todas as narrativas destes entes econômicos - importantes, claro - mas tão sujeitos às leis quanto eu. Se eu ando na linha e arco com as consequências e restrições que acompanham o cumprir as leis, justo é que arquem com consequências os que se afastam - muitos bilhões - delas.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Anna

imagem de Jose Paulo
Jose Paulo

offshore leaks não é HSBC, não é swissleaks

Estão procurando no lugar errado. Esse é outra coisa.

 

Swiss Leaks (HSBC)

http://en.wikipedia.org/wiki/Swiss_Leaks

 

Offshore Leaks:

http://en.wikipedia.org/wiki/Offshore_leaks

 

Outra... contas secretas são as numeradas. Contas com nomes normalmente não são (normalmente) decorrentes de fraudes.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

De graça

 Trabalhando, fuçando, se achando importante no momento, comentando em blogs e nas redes sociais sobre este escandalo de mais de 5 anos atrás, que qualquer um mais "frio", já sabe qual será o resultado aqui no Brasil: Futura frustração - claro que se acharem alguem do governo, petrobrás, empreiteiras, aí será publicado, esm,iuçado por algum procurador sedento de fama, nada alem disto.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

junior50

imagem de nosden
nosden

Voce tem o direito de

Voce tem o direito de desistir, mas nao o de colaborar para que outros se desmotivem . . . . . . nao quer? vai dar uma volta, pescar, sei lá . . . . .

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de +almeida
+almeida

*#>`?:¨$"&~\;[!

Vamos mostrar que não dependemos dessa imprensa golpista, parcial e partidária, para nada. Devemos registrar, que imprensa igual a essa *#>`?:¨$"&~\;[!, que aí está, não nos interessa e que o destino que lhe damos é o do esgoto fétido e degradante.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Henrique Outro
Henrique Outro

AMAURY JR. ABANDONA ICIJ

 Amaury Ribeiro Jr. deixa o Comitê de Jornalistas Investigativos com a suspeita de que ele investiga só um lado publicado em 19 de fevereiro de 2015 às 14:45  Da Redação - VIOMUNDO A troca de correspondência entre o jornalista Amaury Ribeiro Jr. e a vice-diretora do ICIJ (Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos), Marina Walker Guevara, nos foi enviada pelo repórter. O ICIJ recebeu do diário francês Le Monde os Swiss Leaks  –vazamento de dados referentes às contas secretas do banco HSBC na Suiça. Os vazamentos estão sendo investigados por autoridades de vários países, uma vez que podem indicar que o banco era usado para sonegação de impostos ou simplesmente esconder dinheiro sujo. No Brasil, o ICIJ repassou a tarefa de investigar e divulgar as contas ao UOL, do Grupo Folha, representado pelo jornalista Fernando Rodrigues, integrante do ICIJ, do qual Amaury também fazia parte. O UOL e a mídia corporativa brasileira, por enquanto, só entraram no caso para denunciar contas no HSBC associadas ao escândalo da Petrobras: Querida Ms Walker: O seu nome me foi indicado pelo amigo Rosenthal Calmon. Meu nome é Amaury Ribeiro Jr, sou jornalista, escritor e membro do ICIJ desde a fundação da organização em 1997, na Universidade de Harvard. Estava lá na companhia de Calmon e outros amigos. Tenho me dedicado durante os 30 anos de traballho à publicação de livros, que ajudaram a elucidar vários casos de lavagem de dinheiro. Entre os meus livros públicados estão A Privataria Tucana (mais de duzentos mil cópias vendidas no Brasil) e O Lado Sujo do Futebol (compartilhado com amigos da TV Record e traduzido para o espanhol). Desde que o ICIJ decidiu publicar as contas de políticos na Suiça, o meu telefona não pára de tocar. Ao me pedirem ajuda, os jornalistas de toda parte do Brasil dizem que o site UOL (escolhido pelo ICIJ para divulgar o caso), ao contrário do que vem ocorrendo em outros países, só tem divulgado o nome de políticos de esquerda, livrando os chamados políticos neoliberais apoiados pela grande mídia. Me comprometi, como membro do ICIJ, a tentar obter a lista. Caso consiga com o ICIJ, me comprometi a divulgar somente as chamadas contas sujas e não declaradas ao Fisco, na íntegra, aos demais colegas da imprensa. O Brasil vive uma crise política sem precedentes, que poderá acabar para sempre com todo o esquema de corrupção que perdura há mais 50 anos. Mas, para que isso ocorra, a imprensa não deve colaborar com a manipulação de dados. Mando-lhe também, para a sede do ICIJ, os exemplares dos meus livros. Grato, Amaury Ribeiro Jr ***** Amaury, Bom ouvir de você. Tenho trabalhado para o ICIJ por quase 10 anos e penso que esta é a primeira vez que você entra em contato conosco em busca de uma reportagem. Como você sabe, estamos trabalhando com o Fernando Rodrigues, que ainda está fazendo as reportagens. Ele vai publicar outras delas brevemente. Não sei no que você baseou sua afirmação de que Fernando está escondendo o nome de políticos neoliberais. Você viu os dados para fazer tal acusação tão séria contra seu colega e co-integrante do ICIJ? Não estamos planejando abrir os dados para outras organizações de mídia do Brasil por agora. Se isso mudar, você será informado. Obrigado, Marina ***** Marina, Quem sabe talvez você, uma jornalista argentina, se interesse em conhecer o mínimo do que está acontecendo em seu país vizinho. Não estou acusando o Fernando Rodrigues, colega há mais de 30 anos, e sim a empresa em que ele trabalha (UOL). Assim como todos os grandes grandes veículos de comunicação do Brasil, o UOL segue a cartilha neoliberal dos patrões. A denúncia de que o UOL está escondendo as contas de políticos me foi feita por centenas de jornalistas. Eles viram meu nome na lista do ICIJ e passaram a me cobrar. Por isso eu te escrevi após conversar com o Rosenthal, que me indicou para o ICIJ. A informação também me foi confirmada por fontes da Polícia Federal, que garantem que no HSBC está grande parte do dinheiro que foi desviado na época das privatizações. Te encaminhei a carta apenas para dar satisfação aos meus colegas do país. Queria deixar bem claro que não estou escondendo nada de ninguém. Mas há uma maneira fácil de resolvermos o problema. Tire o meu nome da lista dos membros do ICIJ. A partir de hoje não faço mais parte da organização de jornalistas. Fico devendo a prova das contas dos ladrões neoliberais que vocês estão ajudando a esconder. Nas contas offshores desses paraísos fiscais está amopitado o dinheiro que eles desviaram durante o processo de privatizações. Nós, jornalistas progressistas brasileiros, acostumados a tantos golpes da mídia patronal, não podiamos esperar nada de uma organização mantida pelo megassonegador George Soros. Amaury Ribeiro Jr. ***** ​Amaury, Obrigado por compartilhar suas impressões. Não concordo com elas, mas respeito. Tal como você pediu, retiraremos sua biografia do site do ICIJ e aceitamos sua renúncia como membro. Muito obrigado, Marina Walker Guevara ICIJ Deputy Director [email protected] do Viomundo: O fato de que existe um monopólio da informação sobre as mais de 8 mil contas de brasileiros significa que nunca saberemos se o UOL está divulgando os dados de forma manipulada ou não, pelo simples fato de que ninguém mais poderá se debruçar sobre as mesmas contas. Parece óbvio, não? Embora não comprovadas, as suspeitas de Amaury Ribeiro Jr. são absolutamente pertinentes. Aparentemente, elas permanecerão para sempre, já que o ICIJ não pretende jamais divulgar a lista completa das contas de brasileiros. Eterno mistério, pois: haverá ou não manipulação de dados? Pela cobertura que a mídia brasileira deu ao caso, até agora, sobram motivos para suspeitas: toda a ênfase é dada às contas no HSBC associadas ao escândalo da Petrobras, o “escândalo que interessa” ao baronato midiático  http://www.viomundo.com.br/denuncias/amaury-ribeiro-jr-deixa-o-comite-de-jornalistas-investigativos-com-suspeita-de-que-ele-investiga-um-lado.html

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de LuizOP
LuizOP

CADÊ OS NOMES?

Por errinhos pífios na Declaração, a Receita não nos dá paz.

Ao mesmo tempo, pessoas abonadas sonegam sem qualquer incômodo.

Isso não é justo. É o fim da picada! 

Quem são os brasileiros sonegadores? Temo que saber os nomes, por que essas pessoas não são melhores do que nós.

 

 

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Fernando Rodrigues,agora é um

Fernando Rodrigues,agora é um GANSO valiosíssimo,deixem o bicho curtir o momento,essa espécie tem vida curta.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

chico da dilma

imagem de J K
J K

Em portugal

Uma das pessoas que constam na lista é uma portuguesa de uma família pobre, mas que vive em Luxemburgo com o marido. Tem vida modesta , o que leva a crer que abriram a conta-corrente falso titular.

eu sou João l. S. M.. Se aparecer grana no meu nome favor me entregar, vai ver que é parte do que paguei de imposto sem ter tido nenhum retorno. Paguei escola, plano de saúde e, e fui assaltado 4 vezes. Enquanto isso esses sacanas levam todos pelos túneis .

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Jorge Morgan
Jorge Morgan

Brasileiros do HSBC

Parece que esse pessoal investiu bastante na Petrobras, afinal, o Tuma tem quase 1 milhao de reais declarado como açoes da estatal.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Ernest Question
Ernest Question

Amaury não tem o direito de denunciar, a Folha tem de esconder

Amaury cai fora 
do HSBC da Fel-lha

ICIJ entregou o ouro à Fel-lha !!!

 



Sra Marina Walker é a responsável pela distribuição exclusiva à Fel-lha da lista dos lavadores de dinheiro brasileiros no HSBC.

Amaury Ribeiro Jr fazia parte dessa organização supostamente independente – ICIJ – equis acesso à lista.

Não conseguiu.

A sra Walker enviou esse gentil e-mail ao Amaury para aceitar sua demissão da independente organização…

(Foi o Amaury quem, gentilmente, nos enviou o e-mail da Sra Walker.)


Amaury, good to hear from you. I have worked for ICIJ for nearly 10 years and I think this is the first time you get in touch with us for a story. 

As you know, we are working with Fernando Rodrigues who is still reporting his stories. He will publish more of them soon. I don’t know what you based on your assumption that Fernando is hiding neoliberal politicians names. Have you seen the data in order to make such serious accusation against your colleague and fellow ICIJ member? 

We are not planning to open the data to other media organizations in Brasil for now. If that changes, I will let you know. 

Thank you

Marina 




Vou responder em português. Quem sabe talvez  você, uma jornalista argentina, se interessa em conhecer  o mínimo do que está acontecendo em seu país vizinho.

Não estou acusando o Fernando Rodriguez, colega há mais de 30 anos,  e sim o blog da empresa em que ele trabalha(UOL). Assim como todos os grandes  grandes veículos de comunicação do Brasil, o UOL segue a cartilha neoliberal dos patrões. Um dos dono do site é a revista Veja  órgão de comunicação  mais facista do planeta.. A denúncia de que o UOL está escondendo as contas de políticos me foi denunciada por centenas de jornalistas. Eles viram meu nome na lista do ICIJ e passaram a me cobrar . Por isso eu te escrevi após conversar com o Rosenthal que me indicou para o ICIJ. A informação também ne foi confirmada por fontes  Polícia Federal, que garantem que no HSBC está grande parte do dinheiro que foi desviado na época das privatizações. Te encaminhei a carta apenas para dar satisfação aos meus  colegas do país.Queria deixar bem claro que não estou escondendo nada de ninguém. 
Mas há uma maneira fácil de resolvermos o problema. Tire o meu nome da lista dos membros da ICIJ.  A partir de hoje não faço mais parte da organização. de jornalistas i.Fico de devendo a prova das contas dos ladrões neoliberais que vocês estão ajudando a esconder. Nas contas offshores desse paraíso fiscais,  está amopitado o dinheiro que eles desviaram durante o processo de Privatizações. Nós, jornalistas progrtessistas  brasileiros, acostumados a tantos golpes da  mídia patronal,  não podiamos esperar nada de uma organização,  mantida pelo megasonegador George Soros  

AMAURY RIBEIRO JR




​Amaury, 

Gracias por compartir tus impresiones. No las comparto pero las respeto. Tal como nos has pedido, sacaremos tu biografía del website de ICIJ y aceptamos tu renuncia como miembro. 

Muchas gracias

Marina Walker Guevara




Leia também:


 

AMAURY QUER A LISTA DO HSBC



 

HSBC VAI DETONAR A LAVA JATO



 

PIMENTA QUER JANOT EM CIMA DO HSBC





 

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

http://br29.com.br/governo-co

http://br29.com.br/governo-confirma-corte-de-verbas-para-editora-abril-e...

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Pouco; ainda muito pouco.

Pouco; ainda muito pouco. Mas a ação educativa é o mais importante. Estou contente com o posicionamento e com a ação (canetada pertinente) alinhada a ele. Espero que não seja apenas um "soluço", uma ação pontual e isolada, mas política consistente e igualitária.
A toda ação...

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Anna

imagem de Augusto Brasileiro
Augusto Brasileiro

Impressionante. Desde que

Impressionante. Desde que você ficou irritado com o post dele falando de seus "isentos" patrocícios a cada dia surge um post para falar mal do outro reporter.

Isso mostra como você lida com as notícias de forma pessoal e não isenta, como tanto propaga.

Seu voto: Nenhum (24 votos)
imagem de nosden
nosden

.............................

...........................................  #HSBC.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Assim que aparecer o nome(s)

Assim que aparecer o nome(s)  certo a mídia venal entra..

entra atacando os "blogs sjuos" de forma covarde!Então

vamos infestar a "net".. até  dia 15 de março os "bois"

terão nome endereço e dono.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de nosden
nosden

.............................

...........................................  #HSBC.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

há que elogiar a coragem do

há que elogiar a coragem do blog e dos comentaristas em

sair na frente nessa discussão.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Jose Silva
Jose Silva

Internautas fazem o trabalho...

É aterreador verificar que a imprensa que tanto se vangloria de ter lutado pela liberdade, pelo direito à informação, hoje se submete à censura "chapa branca". Esconde, omite, muda o foco, diminui a informação. A mídia, no Brasil, transformou-se em comparsa do grupo político que apoia. Lamentável.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

O pig e seus interesses

O pig tem seus interesses e deles não abre mão. Como alguns da justiça, que não acreditam na justiça e usam a mídia bandida com instrumento de judiciamento, o pig também nunca acreditou em imprensa livre, essa bobagem, e usa os meios de comunicação como meio para ganhar dinheiro, estão bilionários, e poder. E usando concessão pública, na nossa cara.

Assim é o pig bandido. Notícias, comentários neutros, controversias e até oposição política séria, nunca serão encontrados alí. Desinformação, deformação da realidade, chantagem, proteção aos que lhes darão maior retorno, ainda mais dinheiro, aí sim. 

Trensalão, crise da seca em sp, crise no paraná, helicóptero que virou fumaça, wikileaks, corrupção interncional, promoção do preconceito, suição, hsbc bandido, processo sobre sonegação da globo e posterior "sumiço" ( que gracinha!) ( não abriram inquerito para saber como e porque sumiu e quem nem percebeu e esqueceu?) do processo de 1 bi para a receita, corrupção na fifa amigiuinha da globo, escandalos da piratização documentda em livros, conluio revistinha do esgoto e cachoeira e suas consequencias, compra por estado de assinaturas de jornais e revistas amiguinhos, etc, etc, esquece.

Dava manchete para 20 "fantásticos" fantásticos se aquilo fosse jornalismo. E tem joranlista do pig dizendo que seleciona o que é ou não notícia. Bandido.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Quem não desconfia de si próprio não merece a confiança dos outros ( ditado árabe)

imagem de juridico
juridico

na verdade ele está com medo

na verdade ele está com medo que acabem com a GUATANAMO do PARANA por isso pediu ajuda ao JOAQUIM. quizim, morolista (minúscula mesmo) ,globo e veja armam para esconder caso HSBC onde a globo está envolvida ate o “cabo”

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de nosden
nosden

Globo, Abril, Banestado,

Globo, Abril, Banestado, Privataria, tá tudo até o cabo . . . . . . eu suspeito até que este lance do Amaury Jr. em escrever e ter saido da organização que deveria divulgar os crimes, se deve ao fato de tentar nao se complicar com o Bispo Mais Cedo . . . .  ...........................................  #HSBC.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de trower
trower

Essa cruzada contra a grande

Essa cruzada contra a grande imprensa é risível. Vamos troca-la por quem? Do que vejo em em blogs pró governo por ai,  prefiro deixar como está.

Seu voto: Nenhum (31 votos)
imagem de nosden
nosden

Trocá-la por quem ???? . . .

Trocá-la por quem ???? . . . .  Ora, por algo que preste . . . . . voce fala assim por talvez nunca ter visto algo que preste . . .

Seu voto: Nenhum (8 votos)

  Risível é sua inocência.  

  Risível é sua inocência.

  Não se trata de destruir a imprensa, mas de forçá-la a exercer o que deveria ser seu papel, ou seja, publicar o que é relevante e de interesse público, não fazer política nem esconder escândalos de grupos políticos a ela associados. Quando isso acontece, quem perde é você...

  ...mas infelizmente você prefere ficar rindo. Na próxima vez em que der vontade de soltar um "mas esse país não vai pra frente" (parece ser seu tipo), dirija-se ao espelho mais próximo para identificar um culpado/inocente útil.

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de Ricardo JC
Ricardo JC

Hahahaha...já tem coxinha se

Hahahaha...já tem coxinha se borrando de medo!!!!

Quanto a deixar como está...você só pode estar de brincadeira. O que você chama de "grande imprensa" esconde, mente, manipula, deturpa...ou seja, faz o diabo, e você prefere deixar como está? Que Deus nos salve com gente como você. 

 

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Esqueceram de algo importante....

Os comentaristas estão esquecendo de algo importante, Fernando Rodrigues está desempregado, e manter o leite das crianças é algo prioritário.

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de Marianne
Marianne

Algo importante

Também me ocorreu. Aliás, me ocorreu antes de qualquer outra coisa.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Desempregado com esta lista, duvido

Desempregado com uma lista desta na mão? Dvido. Acho que ele foi colocado em "uma nova posição" para poder agir ainda mais conforme manda o patrão.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Quem não desconfia de si próprio não merece a confiança dos outros ( ditado árabe)

imagem de Nostradamus II
Nostradamus II

Vazamento pode? Pode!

Entendi, tem vazamento que pode e vazamento que não pode, humm, muito justo e nada tendencioso. Um vazamento você critica, outro você investiga... Entendam caríssimos, todo vazamento "pode", é matéria prima da imprensa, e cada um publica o que lhe interessa. Ou porque vocês acham que existe o tal sagrado "direito de sigilo da fonte"? Tudo é vazamento e tudo é publicado seletivamente, em TODOS os veículos, inclusos nos minúsculos. Tenho visto todos os dias reportagens sobre isso na grande mídia, nomes? Aqui não vi nenhum, certamente serão diferentes dos "de lá", ótimo, é só juntar tudo e fazer uma bela lista de bandidos.

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Leandro_O
Leandro_O

Ei ei ei! Mais devagar!

Vocês tem certeza que não estão misturando os projetos do ICIJ??

Uma coisa é a lista dos mais de 8.000 brasileiros clientes do HSBC, outra é a lista trazida pelo projeto  "Offshore Leaks".

A propósito, sugiro analisar um terceiro projeto: LUXEMBOURG LEAKS e vejam como o Bradesco e o Itau fazem.

Seu voto: Nenhum (14 votos)
imagem de naldo
naldo

É o de sempre, estão

É o de sempre, estão procurando um boi de piranha, assim jogam a estoria nos jornais enquanto a boiada passa, se for o Zè Dirceu melhor, se aparecesse um amigo, do vizinho, da tia, do avo de um sujeito que tirou uma foto com o Lula há trinta anos  seria o Nirvana.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Álvaro Noites
Álvaro Noites

Esse mutirão para encontrar e

Esse mutirão para encontrar e divulgar os nomes do Suiçalão será o prego no caixão dos grandes grupos de mídia brasileiros.

A cada dia, a cada "escândalo", a cada jogada, mais e mais vão se desnudando e mostrando-se o quão imprestáveis são para o público em busca de informação.

Caminham rapidamente para tornar-se apenas produtores de rações para os propagadores do ódio da internet.

 

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Jose Saguy Tenorio
Jose Saguy Tenorio

O Globo

Aí O Globo para tentar mostrar que que faz ""Jornalimos" fez isso:

http://oglobo.globo.com/economia/negocios/procurador-suico-invade-sede-d...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de nosden
nosden

Proucurador suiço invade sede

Proucurador suiço invade sede  . . . . . . fiquei esperando pelo fim da manchete, E PRENDE OS IRMÃOS MARINHO . . .

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Estão entrando na moda, na

Estão entrando na moda, na Europa, as associações de monitoramento da mídia. Agora mesmo uma dessas associações obteve sucesso na Alemanha, ao questionar a manipulação de notícias sobre a guerra na Ucrânia, manipulação esta particularmente absurda em determinado grande jornal, que publicou fotografias de colunas de tanques russos como se estivessem invadindo a Ucrânia. Só que a associação descobriu que as tais fotografias são de 2008 e se referem ao território da Ossétia do Norte, e não da Ucrânia. O caso foi parar com muita força na justiça alemã e está se estendendo com grande repercussão. Este é o momento de fundar uma nossa organização como essa e respaldá-la com nomes de peso da vida intelectual do país, os quais com certeza vão aderir com prazer à idéia. E o primeiro grande trabalho dessa associação seria o acompanhamento em profundidade das revelações acerca desta já famosa lista do HSBC. E trabalhar uma denuncia de alto nível, por todos os meios possíveis inclusive os jurídicos, apesar de tudo, denúncia esta atacando ou inquirindo frontalmente os veículos de comunicação de massas que não derem a cobertura necessária ao caso ou a derem de forma manipulada.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.