newsletter

Assinar

MPF está muito além de um partido político, por Junior50

MPF está muito além de um partido político

Por Junior50

Comentário ao post: O MPF se tornou um partido político?

Que já é clara a opção em "fazer politica", dos membros deste 5o Poder , não a simplesmente movida pela ideologia individual de cada procurador, algo até certo ponto aceitável, o problema tornou-se muito maior, pois as ações são coletivas, corporativas, o MPF age, não como um "partido politico", mas como um corpo coeso, com veleidades ditatoriais, com a certeza de seu poder e da infalibilidade de suas decisões. Contestá-los, mesmo que individualmente, acarreta a ira corporativa, portanto ultrapassou a tese de ser um "partido politico", eles se encaminham para uma ditadura jurídica.

Assenhoreado em seu protagonismo, este novo ente político, associado a mídia de massa, também atingiu esferas além da jurídica, pois suas atuações mais espetaculosas, refletiram e refletem continuadamente na economia nacional, declarações ou mesmo meras injunções proferidas por procuradores/juízes, açuladas e trombeteadas pelos seus "assessores de comunicação" (a mídia), alteram "preços" - todos, até câmbio, cotações de empresas em bolsa, rolagens de divida, bonus internos e externos - elevam custos de licitações, de projetos de infraestrutura. E, claro, eles sabem disto.

Até mesmo na área internacional, o PGR/MPF, em certas e conhecidas ações (Eletronuclear, por exemplo), extrapolou suas competências constitucionais, foi além do Itamaraty, do MinDefesa, MinCinTec, ao negociar/revelar a concorrência externa, detalhes de programas estratégicos do Estado, até mesmo os criminalizando - ação inédita em todo histórico relativo a geopolítica, de qualquer Estado Nacional - pois proteger a inserção internacional de suas empresas, é prerrogativa básica de qualquer Estado, de todos seus entes políticos/econômicos/judiciais.

Portanto estes movimentos, vão muito além de ações partidárias - ideológicas, são atitudes que revelam apetites ditatoriais, de uma necessidade deste grupo coeso, em controlar todas as instâncias do estado, de tange-lo, conduzi-lo, de acordo com seus interesses, evidenciando nestas ações, um desrespeito profundo pela própria democracia, pelo VOTO, acreditando que uma casta jurídico - burocrática, possui o poder de reformar a democracia, colocá-la em seus "trilhos" ( os deles ).

 

Média: 4.7 (24 votos)
31 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de crazy horse
crazy horse

Quem vigia os vigias?

Quem vigia os vigias?

Seu voto: Nenhum
imagem de Álvaro Noites
Álvaro Noites

E o que fazer? Esperar

E o que fazer?

Esperar Militares apontarem canhões no prédio espelhado?

Ou esperar a fúria da plebe?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Paulo F.
Paulo F.

Polícia política?

E para bom entendedor meia palavra basta!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

LEVIATÃ....

LEVIATÃ....

Seu voto: Nenhum (2 votos)

É por essas e outras que a nossa Constituição sabiamente...

É por essas e outras que a nossa Constituição sabiamente previu mecanismos de controle do Ministério Público, como CNMP. Se não fosse a ingenuidade da nossa presidenta isso tudo não teria ocorrido. O governo tem que parar de acreditar nesse conto de fadas de que as corporações públicas são isentas e neutras.

Faltou aos estrategistas do Planalto considerar a máxima de que não existe vácuo no poder. A partir do momento que o governo abdicou de sua prerrogativa de impor limites a estas corporações públicas, a oposição sorrateiramente assumiu o comando de postos chaves do MPF, da Polícia Federal e do próprio judiciário. 

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Carlos P.
Carlos P.

CONCORDO COM O QUE DIZ, MAS

CONCORDO COM O QUE DIZ, MAS AGORA INSTALOU-SE ALGO INÉDITO NO PAIS CRIANDO ESSE PRECEDENTE UM NOVO PARADGMA. ESTAS INSTITUIÇÕES NÃO VOLTARÃO AO SEU 'STATUS QUO' ANTERIOR JAMAIS. E LIDAR COM ISSO É QUE NINGUÉM SABE COMO SERÁ. MAS UMA COISA PARECE CERTA, O ESTADO NUNCA MAIS SERÁ O MESMO, E ESTÁ NA HORA DE PARARMOS DE ACREDITAR EM DEMOCRACIA SEM LUTA. O  NEOCAPITALISMO ENGOLIU O ESTADO. PARA MUDARMOS PRECISAMOS DE GRANDES HOMENS, E NAO TEMOS GRANDE HOMENS NO BRASIL E NEM TEREMOS A MÉDIO PRAZO. ACHO QUE O CAMINHO ESTÁ NAS RUAS, NO POVO...NOS MOVIMENTOS SOCIAIS...CHEGAR AO POVO E FALAR-LHES TODO DIA, TODA HORA... PRECISAMOS MUDAR ESSA CULTURA PASSIVA .... O GOVERNO DILMA AJUDARIA MUITO SE DEIXASSE DE FICAR (ETERNAMENTE) PARADO. ACORDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Seu voto: Nenhum
imagem de Delson
Delson

O MPF MUITO ALÉM DE UM PARTIDO POLÍTICO

Os americanos do norte têm lá a CIA e a NSA, e aqui no Brasil, seus terceirizados : o MPF. Simples assim !

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Que tal uma nova PEC 37?

Lembram de como a massa foi manipulada nas discussões da PEC 37/2011? Não seria hora de tentar novamente disciplinar essa prerrogativa investigativa?

Seu voto: Nenhum (5 votos)

tava me lembrando exatamente

tava me lembrando exatamente desse episódio.  Um monte de gente ignorante que sequer sabiam do que se tratava a PEC, invadiu às ruas.  Não há interesse por parte da mídia na informação capaz de explicar os fatos e sim apenas conturbar assim fica mais fácil criar uma leva de gente desinformada mas infladas, invadem às ruas para gritar cronta até de leis que as beneficiariam. São totalmente contraladas via pânico da mídia.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

imagem de Marco Vitis
Marco Vitis

O Poder Legislativo tem que agir

GUILHERME

Penso que a PEC 37 não é suficiente. O caso é ainda muito mais grave.

Como bem fundamentou Junior50, o MP estrá agindo como um poder tirânico.

O Congresso precisa colocar limites nas ações do MP e passar a responsabilizar os procuradores pelos excessos que cometem.

Se um médico comete um erro, ele é processado. Se um engenheiro civil erra no cálculo, ele responde pelas consequências. Com os procuradores nada acontece.

A impunidade dos procuradores e esse poder tirânico são incompatíveis com o Estado Democrático de Direito.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Concordo.

Alias, pergunto no caso de um advogado q é leniente, que não honra o combinado e mal defende seu cliente, etc. Como reclamar? Ou denunciar? Na OAB?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

ditadura do judiciário!

eles se arvoram a interpretar os textos sagrados, como faziam os religiosos, nos tempos primevos. ou seja conforme a sua vontade pessoal!

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Brasil, há muito pra temer!

A vida é curta demais para se beber cerveja barata!!

A folha é contra a corrupção no pt, no psdb não!!!

 Frede69

imagem de Mark Sandman
Mark Sandman

Republicanismo: a doença infantil da Democracia.

Há vários exageros e distorções na gestão democrática e na construção de instituições que sirvam a Democracia.

Chavão batido, digamos que tudo é um processo...e é.

Montesquieu "quebrou o coco", e surfou o contexto histórico que já apontava a desnecessidade, ou imposição estrutural, como queiram, de um poder monárquico que centralizasse a elaboração das leis, sua execução, e mais, a manutenção da ideia de poder como algo acima das relações humanas (poder do Rei emana de Deus e o Rei é a vontade de Deus em suas terras) e hereditário, logo, afeito a um campo de relações e disputas muito mais restrito.

Foi aí que Democracia engatou um namoro profano e instável com o insurgente Capitalismo.

É bem verdade que o Capitalismo veio sem necessidade de desmontar essa estrutura, nos seus tempos mercantis de acumulação.

O advento da industrialização jogou o poder absoluto dos monarcas no lixo da História.

Mas é aí que a porca torce o rabo.

Era preciso transformar as estruturas de poder, mas ao mesmo tempo, isso significava (e sempre significa) um desafio intransponível ao Capitalismo e sua ideia central de acumulação composta, descrita com maestria pelo Velho.

De forma rasa, assim como a contradição do capital é ter que explorar ao máximo sua mão-de-obra, e inseri-la de forma que ela consuma, onde esse equilíbrio nunca é alcançado, e a tendência geral é sempre a exclusão com concentração brutal de renda, no lado político, a ideia de voto sufragista universal (cada homem/mulher um voto) é um ataque direto a construção da hegemonia capitalista sobre a gestão do Estado, que é o centro da ação capitalista, ao contrário do que imaginam os economistas de coleira,os pobres diabos que vendem o verbo para a (de)formação da plateia.

Assim, de tempos em tempos são construídos novos consensos, ou são impostos novos "consensos", de acordo com o nível de "liberdade relativa" existente em cada sociedade.

O poder absoluto dos monarcas foi diluído para os donos da capital, com a engenhosa criação de sistemas de controle que fingem neutralidade, porém sempre servindo a manutenção do status quo e do establishment.

É claro que, dialeticamente, há brechas ofertadas para os que imaginam a superação do poder absoluto capitalista.

No entanto, a cada volta da História, os sistemas de controle se reciclam e assumem nova roupagem.

Só que temos a impressão que o Poder do Estado foi dividido em três, e que há controles freios, pesos e contrapesos (checks and balances) para organizar essa divisão.

Santa ingenuidade.

É o caso do MP, uma modernização do controle clássico de tempos passados, onde a Polícia e o Judiciário (sistema penal-policial) funcionavam de forma menos "sofisticada". Com a internet e seus imbecis (a benção Umberto Eco) era preciso elaborar algo mais fluído e com apelo popular.

Não por coincidência, a hipertrofia de poder dos MP (seja nos EUA ou aqui) veio junto com o desmonte do Estado. Na lacuna deixada pela sanha privatista, vieram promotores "concursados" que se dispunham a intromissão em tudo, desde gato na árvore até em segredos de Estado.

Passou batido que esse "banho de cidadania"(como gostam de autoproclamar nossa versão tupinambá de Harvey Dent)não resultou em nenhuma mudança estrutural, e nem poderia, porque não é da burocracia (por mais especializada que seja) essa tarefa. Mas o pior é que tudo foi vendido como se a existência de promotores concursados fosse nos redimir de todos os males.

Engolimos com gosto.

Esse blog mesmo até bem pouco tempo hesitava em admitir esse viés permanentemente autoritário dos burocratas do Parquet. 

Então, se antes juízes e promotores saíam do bolso das casacas da elite, hoje há a falsa impressão contagiada de republicanismo infantil, de que uma burocracia oriunda de concursos públicos pode dotar a Democraia e o Estado brasileiro de funiconários que entendam que o Estado deve servir a quem mais precisa dele.

Não cabem cópias, embora os cínicos sempre saquem uma referência a nossa Matrix (só quando interessa), porém, o fato é que em outras Democracias (onde temos a impressão que as coisas funcionam melhor que aqui) há um severo controle sobre os cargos de Estado.

Juízes, promotores, chefes de polícia, policiais, etc estão sempre sujeitos ao escrutínio e a avaliação popular, seja em processos eleitorais universais ou censitários (onde votam conselheiros comuintários, ou os pares), seja na limitação de seus mandatos (juízes e procuradores, que funcionam por tempo previsto).

Nos EUA o Procurador-Geral, quem também é o Secretário de Justiça, manda no FBI e é trocado quando assume outro presidente.

Eu sei, os EUA não são o paraíso.

Lá Obama está refém do Capital (seja por coação ou Síndrome de Estocolmo), mas  seu cativeiro passa pelo Congresso. Pelas relações políticas, por mais espúrias e House of Cards que possam ser.

Agora imagine se ainda que tivesse que lidar com juízecos de primeira instância e procuradores?

O comentário elevado a post é preciso. O MP não é um partido. É uma casta, uma casa de nobres que se apresenta vitalícia e inamovível e "independente".

Uma fábrica de napoleões.

Enquanto isso, brincamos de republicanismo.

Jantamos com canibais sem perceber que somos o próximo prato.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de j.marcelo
j.marcelo

Pois é Junior50,MPF,PF não

Pois é Junior50,MPF,PF não era "NADA" antes de LULA, que valorizou-os e agora persegue a ele !!

Dilma desonerou muitos setores empresariais,custando Bilhões ao País e,

Recebeu como gratidão a campanha "não vou pagar o pato" e apoio ao seu impeachment!

Getúlio,Jango e JK muitos já sabem o que  ocorreram com eles,o engraçado é que mesmo

acontecendo tudo isso,O GOVERNO AINDA LAMBE O RABO DESSA GENTE,têm q sofrer mesmo!!

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de altamiro  souza
altamiro souza

é ditadura de um segmento da

é ditadura de um segmento da sociedade, como já é a´gande midia,  cuja colusão de interesses

 tenta hegemonizar  o disurso e destruir as conquistas sociais

e beneficiar, me parece, aos interesses alienígeas, entregando a eles nossas riquezas.

isso torna-se  a cada dia mais evidente....

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Maria Rita
Maria Rita

Se dependermos de cérebros

Se dependermos de cérebros pensantes  tomando como exemplo Carlos Sampaio, Capez, Conserino, o povinho de Curitiba e outros, a reforma de Estado não durará um mês. Não acrescentam nada a nada. Pode ser coesa como corporação e não passa disso. A caixa de Pandora foi mesmo aberta por Joaquim Barbosa e a perseguição política a um só partido, aos seus líderes é prova maior, Manter um preso e represo como Dirceu é prova disso. Fazer , depois de meses na cela curitibana,  o interrogatório de nível infantil  e sem nada relevante que justificasse a obsessão em humilhar Zé Dirceu é outra prova disso. Além de ser prova irrefutável de que não há liderança de peso entre eles. Nenhum partido sobrevive sem liderança. Daí a crise da maioria de nossos partidos. Imagine o MPF...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Campanha agressiva de assinaturas

O MPF está fazendo uma campanha agressiva para angariar assinaturas para apoiar as 10 medidas contra a corrupção. A meta, se não me engano, é angariar um milhão e quinhentas mil assinaturas. Semana passada estive na Av Rio Branco e, passando na porta do Clube Naval, me deparei com uma banca e um cartaz, onde uma pessoa colhia assinaturas e explicava a campanha para os transeuntes. A rede de restaurantes fast food Koni também aderiu e está colhendo assinaturas nas suas filiais. Em breve a Globo vai entrar de sola na divulgação da campanha (se é que já não entrou). Nesse ritmo eles vãoconseguir rápidinho bater a meta.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

Pensava a mesma coisa por

Pensava a mesma coisa por esses dias. Os doutos senhores imaginam-se o quê? Uma casta de semideuses ilibados e infalíveis a assumir a missão divina de guiar-nos, pobres mortais impuros e inconsequentes? Outra categoria semidivina já experimentou a euforia do poder terreno - revesando-se por anos a fio no trono -, cujo resultado foi o explêndido legado que nós, os pobres mortais, tentamos até hoje reverter, com nosso mero esforço humano. A Historia se repete como farsa, mas falta aos 'escolhidos' pelos Deuses espírito do tempo.         

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Cunha
Cunha

Vai sobrar muita pedra sobre

Vai sobrar muita pedra sobre pedra, pois corrupção e justiça partidária são dois lados de uma mesma moeda.

A democracia já era.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Manubhz
Manubhz

Não sua maioria tem projeto

Não sua maioria tem projeto polítco, veja o capez..... Usam e  abusam do cargo, fazem o nome na sociedade e agem comos os evangélicos, deve-se levantar o numero de procuradores que viraram políticos.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de José X.
José X.

o MPF (e o ministério público

o MPF (e o ministério público em geral) se tornou um monstro disforme, esquizofrênico, cujo único propósito é espalhar o mal, o sofrimento, a destruição....é exagero ? talvez, mas não muito, pois o MPF abraçou completamente aquela tese de que "o poder corrompe, e o poder absoluto corrompe absolutamente"

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de renato arthur
renato arthur

Passou dos limites

São Patrimonialistas querem para si o patrimônio do estado no que tange as leis, os direitos, os bens e não podem ser contestados. Só se movimentam no sentido de prejudicar quem não tiver suas idéias políticas e pessoas que possam ser contrarias suas ambições ditatoriais. Usurpam o cargo do estado,nos quais recebem altíssimos salários, para utilizá-lo em proveito pessoal.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Pedro Rinck
Pedro Rinck

  O modelo atual do MPF pode

 

O modelo atual do MPF pode inviabilizar qualquer governo. Por isso, o próximo governo que sair das urnas terá que reformular o MPF para sua própria sobrevivência. 

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de Pedro Rinck
Pedro Rinck

  A Polícia Civil de Minas

 

A Polícia Civil de Minas votou em penso no Fernanda Pimentel, com o Aécio há um sucateamento dos órgãos públicos.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Com a simbiose que existe

Com a simbiose que existe entre MPF, PF, mídia e PSDB, se Aécio ganhar em 2018 não terá nenhum tipo de problema vindo das áreas citadas.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

imagem de Pedro Rinck
Pedro Rinck

  Mas o Aécio não paga mais

 

Mas o Aécio não paga mais que uns três mil reais para um agente da PF, assim, a revolta será questão de tempo.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Modus operandi do PSDB

Paga pouco para o policial, mas paga bem para o chefe dele, vide oficiais e delegados, que comem na mão dos tucanos.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Rédea curta.

Sim, mas sabendo do perigo que a PF pode representar, ele vai tratar de mantê-la relativamente bem remunerada (em relação ao resto do funcionalismo) , mas com rédea curta. Bem curta.

Com o MPF, PGR, STF, aparelhamento total.

O PSDB sabe como se manter no poder. Não tem essa de republicanismo tosco não.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

Segurança pessoal e egoísmo

Equipes como a do MPF e outras, que chegam a posições estratégicas do Estado, almejam ganhar más, com segurança e, ainda, com bela aposentadoria. Trata-se do Brasil hereditário, de fazendas, cartórios, concessões de taxi e de TV, e até de barracas em férias populares; de pai para filho, para filha de militar, etc. Quem poderia garantir isso para eles? Um Governo popular?

Apenas a estabilidade de uma nação bananeira, submissa, dependente da economia global e dos EUA, pode manter uma categoria egoísta como esta aqui no Brasil. Um Governo popular poderia “jogar tudo a perder” e destruir estas belas zonas de conforto que Brasil oferece há séculos para alguns poucos, que depois agradecem com uma “banana” desde Miami.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Mas no governo Dilma os

Mas no governo Dilma os membros do MPF ganham muitíssimo bem, fora os benefícios extra que engordam ainda mais o salário. Nos tempos de FHC o Ministério Público não era prestigiado e nem tinha a autonomia que tem hoje ( aquele promotor Francisco tornou-se incômodo e foi transferido para bem longe). O mesmo se pode dizer da PF, que era extremamente sucateada há 15, 20 anos atrás. Os salários eram baixos e ninguém piava. Agora ela está às raias da sublevação por causa de reivindicações salariais não atendidas.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

imagem de paulo roberto marques
paulo roberto marques

Se verificar no facebook as

Se verificar no facebook as relações de alguns personagens destacados na condução destes processos, e repórteres e outros membros do MP dos estados, verificará que forma-se uma nuvem (até onde fui pelo menos). Creio que se fizerem uma verificação mais fina, sob vários aspectos, "a coisa" se torna mais nítida.

Se achar que vale a pena...

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de veras
veras

Os novos donos da democracia

Perfeito!

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.