Bolsonaro provoca “tragédia histórica” no Brasil, diz Drauzio Varella ao Guardian

"Estamos colhendo os resultados dessa política de antagonismo, de politização da epidemia - que é a pior situação possível", afirmou o médico

Jornal GGN – O médico Drazio Varella afirmou ao jornal The Guardian que o presidente Jair Bolsonaro leva o Brasil a uma “tragédia” sem precedentes por causa da politização e da inação na pandemia de coronavírus.

Para ele, o País caminho para bater recorde mundial em número de mortes. A crise sanitária poderia ter uma escala muito menos se Bolsonaro “reagisse de maneira diferente”, anotou o jornal.

“Nosso país teve tempo de se preparar para a epidemia e não se preparou. E quando a epidemia chegou, embora algumas medidas que poderiam ter tido um impacto em termos de isolamento tenham sido adotadas, isso foi torpedeado pelo governo federal”, disse Drauzio.

Enquanto outros países combateram o vírus que não tem remédio nem vacina com isolamento social, o Brasil emitiu “sinais conflitantes – com governadores e prefeitos promovendo a necessidade de isolamento, e o governo federal chamando isso de ultraje que destruiria a economia e faria com que mais pessoas morressem de fome do que com a doença.”

Para Drauzio, “esta é uma visão ridícula”, que “criou uma perspectiva muito difícil para o País. Agora estamos colhendo os resultados dessa política de antagonismo, de politização da epidemia – que é a pior situação possível.”

O médico também criticou a flexibilização da quarentena em diversos estados. “Pagaremos o preço pelo que está acontecendo agora – ter mais pessoas nas ruas, multidões. Em duas ou três semanas, o número de casos aumentará. Não há mágica nisso. Não há solução ou algo que signifique que o Brasil será diferente ”, alertou.

Coronavírus no Brasil vira caixa-preta com sonegação de dados e revisão de mortes

 

2 comentários

  1. O país tá cheio de médicos que adoram dar entrevistas, se.envolver na alta roda, mas que não dão um pio a favor do SUS……

    3
    2

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome