Governo anuncia programa para pequenas e médias empresas pagarem salários

Empresas terão crédito para pagar até 2 meses de salários. O valor financiado para cada trabalhador será de até 2 salários mínimos

Jornal GGN – O governo federal anunciou nesta sexta (27) que vai abrir uma linha de crédito emergencial para pequenas e médias empresas pagarem salários de seus funcionários por até dois meses. A medida só vale para empresas que faturam anualmente entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões.

Pelo programa, as empresas poderão tomar crédito para pagar o limite de até 2 salários mínimos por funcionários. Isso significa que se o empregado ganha R$ 5 mil, só receberá R$ 2 mil com o financiamento. A empresa pode escolher se vai arcar sozinha ou não com o restante, para chegar ao salário cheio.

O dinheiro será depositado diretamente na conta do empregado, sem passar pelo caixa da empresa, para garantir que o programa será efetivo em meio à pandemia de coronavírus. Em troca, a empresa se compromete a não fazer demissões pelo período de dois meses.

No total, são disponibilizados R$ 40 bilhões para o programa, R$ 20 bilhões por mês de vigência. O governo estima contemplar 2 milhões de trabalhadores.

O Tesouro Nacional vai arcar com 85% do crédito, e o sistema bancário privado com os outros 15%. A taxa de juros será de 3,75% ao ano, sem spread.

O governo informou que escolheu agir com as pequenas e médias empresas porque elas têm maior dificuldade de obter crédito. Medidas para grandes empresas estão em análises.

As microempresas, que faturam menos de 365 mil por ano, não foram contempladas.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  ‘Basta!’ pedem juristas aos ataques cometidos contra os Poderes da República

2 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome