Duas valentes economistas desafiam o ‘mercado bolha’, por Andre Motta Araujo

Cérebros brilhantes estão percebendo que NÃO EXISTE MERCADO SÓLIDO EM UM PAIS MISERÁVEL, com o desastre social de 27 milhões de desempregados e desalentados, mais outro tanto de subempregados

Duas valentes economistas desafiam o ‘mercado bolha’

por Andre Motta Araujo

No mar de desfaçatez, ignorância e ganância que cobre grande parte do ambiente econômico conhecido como “mercado”, duas valorosas mulheres economistas de primeira linha, Monica de Bolle e Zeina Latif, comprometidas com a verdade da ciência e não com a mentira do marketing sabujo da política praticada por brasileiros, que o são só na certidão de nascimento, porque são almas penadas cujo epicentro é Nova York com puxadinho em Miami.

Monica de Bolle é uma das economistas brasileiras de maior currículo, hoje nos EUA nos melhores think tanks, como o Peterson Institute e em universidades como John Hopkins. Monica colaborava na rádio CBN e em um icônico programa, ainda em 2019, contrariou frontalmente o ancora Carlos Sardenberg ao dizer que o “otimismo” do jornalista era falso, a economia brasileira não estava deslanchando, como insistentemente tem propagado a CBN há três anos, servindo de  porta voz dos “economistas de mercado” desligados da economia real e mais ainda desligados da realidade terrível da população brasileira.

Evidentemente que Monica não atendia à linha do Grupo GLOBO, engajado no apoio ao mais primitivo neoliberalismo representado pela predominância absoluta do mercado financeiro, representado pelo Ministro da Economia, sobre a economia produtiva e muito mais, sobre as necessidades, carências e demandas da esmagadora maioria da população brasileira, olimpicamente ignoradas pelo grupo que comanda a economia aliado aos “mercados”.

Os “rapazes do mercado” e seus parceiros na equipe econômica de Guedes querem forçar a ideia de que “agora a economia vai”, sem que exista qualquer fundamento lógico para um ciclo de crescimento, que pode vir da DEMANDA, que não existe porque a renda da população está caindo e não subindo ou do INVESTIMENTO que hoje está no seu nível TOTAL mais baixo dos últimos 50 anos, mas o INVESTIMENTO PÚBLICO baixou mais ainda do que o total, de onde virá essa “arrancada” de crescimento sem motor de arranque? É um engodo, mas os “rapazes do mercado” e seus ´parceiros na GLOBONEWS precisam criar um “clima” de agora vai, que é FALSO, não tem alicerce na realidade, algo que De Bolle e Zeina Latif sabem e divulgam.

Leia também:  Prescrição: Quem é o guardião da lei ordinária? STJ ou STF?, por Lenio Luiz Streck

ZEINA LATIF SAI DA XP

A flamante XP, maior anunciante da TV brasileira, precisa mostrar a seus clientes que a economia “está numa pista de decolagem” como dizem seus boletins.

A economista chefe da XP pensa diferente porque ela se baseia na realidade e não no marketing dos “garotos convencidos” da XP, então ela não serve.

A XP e seus similares no mercado precisam inflar a bolha do mercado de ações, APESAR da retirada em massa do investidor estrangeiro da bolsa brasileira, saíram US$43 bilhões de capital estrangeiro em 2019, obrigando o BC a torrar 10% das reservas internacionais em 2019, US$37 bilhões e apesar da chocante queda da produção industrial em novembro e dezembro de 2019, um sinal claro de retrocesso, recessão e falta de vigor da economia.

Criou-se então no mercado de ações uma BOLHA soprada pela baixa do rendimento dos CDBs e empurrada pelas XPs da vida, agora com uma estrela telegênica, seu fundador aparece como garoto propaganda dele mesmo, lembrando outro “star” do mercado de ações, EIKE BATISTA, que a revista FORBES, a bíblia desse pessoal listou como a 8ª fortuna do mundo, um saco de ar quente, Eike vendia projetos bem apresentados em “power point”, atrás dos projetos só havia esperanças, a bolha estourou MAS ELA SÓ EXISTIU PORQUE OS “RAPAZES DE MERCADO” empurraram o Eike e suas fantasias.

Então a XP não pode ter uma Zeina que em seus relatórios e coluna no ESTADÃO diga a verdade, eles precisam entusiasmar os clientes para que esses tragam dinheiro para o “cofre” do mercado, ajudando a enriquecer os já bilionários donos, hoje inebriados com seu próprio sucesso a ponto de querer fazer o próximo Presidente, o garoto propaganda da XP Luciano Huck. O sucesso subiu à cabeça e eles se julgam donos do Brasil, mas lembrem-se de que Eike por um bom tempo foi também o Rei do Brasil NESSE MESMO MERCADO que vocês estão inflando para recolher dinheiro dos “impressionados”.

Leia também:  A esquerda e o governo (2), por José Luís Fiori

O QUE DE BOLLE, ZEINA E ARMINIO ESTÃO VENDO

Três cérebros brilhantes estão percebendo que NÃO EXISTE MERCADO SÓLIDO EM UM PAIS MISERÁVEL, o desastre social de 27 milhões de desempregados e desalentados, mais outro tanto de subempregados, estão sendo empurrados para um campo de extermínio. TODAS AS POLÍTICAS do Ministério da Economia cortam na já pouca renda dos mais pobres, nas corporações de renda alta se dão aumentos, na renda dos pobres se corta, a saber:

1.Pseudo programa de combate a fraudes no INSS e Bolsa Família, corta na dúvida para depois o prejudicado tentar provar. A quantidade de fraudes apontadas é irreal e foi criado um “ambiente” onde na dúvida se corta na renda de gente já miserável que sobrevive com esses pequenos valores.

2.REPRESAMENTO de concessão de aposentadorias pelo INSS, consta que já está em 3 milhões de pedidos, o atraso ECONOMIZA dinheiro para o Ministério da Economia e está criando uma situação pavorosa na vida de gente das classes C e D, gente que já não tem o salário do emprego e precisa da aposentadoria.

3.Não correção da tabela do Imposto de renda, que se corrigida pela inflação levaria o limite de corte para R$3.800 e isentaria 10 milhões de contribuintes que hoje pagam imposto com renda cima de R$1.700, uma iniquidade absoluta, quando os acionistas do ITAU e da XP estão isentos nos seus dividendos.

AS VALENTES ECONOMISTAS

De Bolle e Zena perderam empregos bem pagos em nome do caráter e da verdade, ao contrário do grande número de economistas que “aderem” ao mercado fajuto para manter seus empregos e bônus, vivendo em cima de “fake news” que não tem como se concretizar, não há fundamentos.

Leia também:  Paulo Guedes, o Caco Antibes racista da vida real, por Djefferson Amadeus e Arthur Almeida

Leia também: Monica de Bolle no teatro da recessão

O BRASIL NÃO ESTÁ NA ROTA DE CRESCIMENTO, o ridículo Boletim Focus não acerta uma, nem a taxa de inflação, nem o valor do dólar, nem o PIB, nada.

Se pegarmos o Boletim de janeiro de 2019 e confrontarmos com dezembro, nenhum número chegou sequer próximo, erraram feio na inflação, no dólar, no PIB, para que fazer essa bobagem que evidencia uma “parceria” mal ajambrada entre o BC e o “mercado”?

Leia também: A lógica cruel do Boletim Focus, por Andre Araujo

A salvação do País está na mão de pessoas valorosas como essas duas economistas e não dos “rapazes” do mercado, da mesma tribo que criou em 1929 a maior crise econômica do Século XX, inflando preços de papeis, e em 2008 repetiu a dose inflando papeis podres para empurrar a “investidores” chucros como os dessa nova safra que aparece nos anúncios de TV, investimento vendido como sabonete, na História isso nunca deu certo.

AMA

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

68 comentários

  1. Não estou nem perto, ou melhor, estou a léguas do nível de conhecimento de macroeconomia para discutir ou contestar qualquer economista. Entretanto, no “b, a, ba” do assunto arrisco algumas conclusões e ela está absolutamente em linha com o comentado no artigo.
    Além dos 3 elementos citados que compõem o PIB (pelo lado da demanda), renda das famílias, gastos do setor público e investimentos (FBKF e variação de estoques) há o resultado da balança comercial cujo resultado também – para usar o eufemismo do mercado quando deu merda – veio abaixo das expectativas.
    O problema aqui não é sobre números e sim acerca da forçação de barra do “agora vai”. Há, em minha opinião 3 diferentes tipos de “economistas” nessa vibe. Os primeiros são os interessados em fazer grana no mercado, o máximo e o mais rapidamente, que sabem perfeitamente o que ocorre e estão lixando-se para as consequências e para a plebe. Os segundos são aqueles cuja ideologia cega impede-os de vislumbrar qualquer saída fora do dogma que reza pela lei de Say e do trickle-down. E os últimos, a maioria, são simplesmente estúpidos que formam opinião ouvindo. lendo e assistindo Miriam Leitão, Sardenberg, Ricardo Amorim, et alii.
    A única coisa bombando é a bolsa de valores, sustentada por investidores locais, já que os estrangeiros que ainda não deram no pé rumo a porto mais seguros estão com de velas alçadas prontos a soltar amarras. Aqui fica a pergunta, até quando? A hora que essa bolha estourar não sobra um meu irmão!

    43
    1
      • O impressionante é que a grande midia NÃO chama a atenção para a queima de reservas, que existem para GARANTIR A IMPORAÇÃO DE INSUMOS ESSENCIAIS e não para ajudar especuladores que retiram dinheiro do Brasil.
        E um ritmo PERIGOSO de queima financeira de reservas, algo gravissimo.

        21
        1
        • André não vejo diferença entre a “queima” das reservas e os leilões das privatizações. Estes são riquezas do país que são “torradas” para manter um governo que não consegue fazer a economia deslanchar e produzir recursos e vão se esvair como fumaça, cumprindo compromissos com sistema financeiro. Se este governo se manter por quatro anos nesta linha ao país vai sobrar apenas commodities e um povo miserável e sem tecnologia.

          18
      • “Ué, não diziam que o PT tinha quebrado o Brasil? Que reservas são essas?”
        Na verdade, a meta é o FMI.
        Quando chegarmos ao FMI o trabalho do golpe estará completo e o presente grego estará entregue.
        Pobres, endividados, ignorantes e manietados, assim como os argentinos iniciaremos a próxima leva de “desenvolvimento” e extrativismo, devidamente encabeçada por um governo de esquerda, para que, após um novo golpe, se faça a colheita do que semearmos.
        Somos tratados como vegetais e nem nos damos conta disso.

        16
        • Olha, perfeito seu comentário. Metáfora perfeita e muito bem aplicada. Foi avisado nos idos de 2015: eles querem ir à forra, depois entrega o bagaço pra esquerda (ou melhor, se puder, centro-esquerda-direita) consertar a máquina e fazer rodar enquanto eles tramam os novos golpes, adequando às realidades e possibilidades do momento. Somo uma grande plantação, cultivada pela pior espécie de agricultor.

  2. E podem ser vistos vários vídeos no Youtube, fazendo propaganda sobre “investimentos”, com indisfarçável intenção de enganar os mais afoitos: um desses vídeos fala sem pudores: “A BOLSA EXPLODINDO, TODO MUNDO FICANDO RICO, E VOCÊ AÍ PARADO?” E nem a expressão da “artista’ disfarça o acinte. E a seguir fala para o candidato a milionário: ‘TEMOS UM VÍDEO AÍ EMBAIXO QUE VAI TE ENSINAR O CAMINHO DA FORTUNA”. Interessante, que me fez lembrar das aulas de Direito Penal, quando essa matéria ainda valia alguma coisa.Diziam os professores: Na verdade, a vítima pretendeu ser mais esperto que o rei e acabou como mendigo. Interessante também saber:O que faz uma pessoa bondosa, a ponto de dividir com terceiros, o mapa do tesouro tão procurado por tantos

    23
    2
  3. Keynes, cujas ideias SALVARAM (de salvar, mesmo) o capitalismo duas vezes nos últimos 90 anos, ouviria “vai pra Cuba”, “vai pra Venezuela”, hoje em dia…

    É o que eu chamo de “boçalidade de mercado”.

    Já era.

    26
  4. Constataram o óbvio: que é IMPOSSÍVEL uma economia funcionar sem uma coisa fundamental, a tal da renda… Se não me falha a memória um tal de Marx já tinha constato o mesmo a uns 150 anos atrás… Se bem que, qualquer economista meia-boca que tenha um mínimo de honestidade intelectual conseguiu enxergar a mesma coisa sem fazer muita força…

    26
    4
  5. A Mônica é até uma surpresa, dado que ela teve a formação inicial na PUC-Rio, o bastião dos neoliberais brasileiros.

    • Mas ela traduziu o livro de Pikety do francês para o português, livro que é uma biblia do anti-neoliberalismo, o que já é um sinal de pragmatismo intelectual. Sobre a PUC Rio sugiro modestamente meu livro A ESCOLA DO RIO (Editora Alfa Omega), creia que seja o unico trabalho
      CRITICO dessa catedral do neoliberalismo primário.

      13
      • Ela tem uma firmeza incrível para ter escapado à lavagem cerebral que ocorre ali. O livro “A escola do Rio” eu já tenho, André, me foi muito útil para não cair na cantilena dos economistas badalados na grande mídia, sem falar nas indicações de leitura ao final do livro. Fui procurar no site da Alfa Omega o seu livro “Mercados Soberanos” e achei uma resenha escrita pelo Nassif da A escola do Rio: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi0310200109.htm

        • Agradeço seu interesse sobre meus livros e o resgate do comentario do Nassif, creio que fui um dos primeiros a chamar a atenção naquela época (1995) sobre os perigos do neoliberalismo no Brasil, então no topo de seu prestigio por causa do Plano real.

  6. Não nos lamentemos pelas bravas economistas que, em tempos áureos, aconselham a venda de lenços aos que choram.
    Tampouco nos lamentemos pelos desalentados que, desejando mudanças, votaram cravado para viver essa “alternativa quântica” que é o governo bozo.
    Os desalentados estão cada vez mais cheios de fé em deus e no governo e ainda que as duas bravas economistas não queiram mais ser timoneiras desse barco de ilusão, ele segue veloz o seu destino, como a barca de Dante.
    E tem mais, a plebe não se contentará com um mandato só. Poderá reeleger o mandatário ou pugnar pelo heróico moro.

    22
    1
    • A formção delas é “mainstream” mas elas demonstraram ter um compromisso com a verdade
      mesmo dentro da formção ortodoxa, o que as distingue da malta dos “rapazes do mercado”.

      11
  7. “Pessoas valorosas como essas duas economistas”? Agora vamos exaltar nossos algozes só porque foram limados pelo mercado? Haja paciência.

    14
    1
    • Como já foi dito num comentário anterior, criticar é fácil, aponta possíveis erros mais fácil ainda. Difícil mesmo é indicar a solução.

      As “brilhantes economistas” parecem mais se prestarem à construção de um discurso ideológico que essa pretensa luz consciente que a matéria tenta mostrar. No final é tudo um jogo que nesse caso custou à economista o importante cargo na XP, que em tempo descobriu que te la na empresa era dormir com o(a) inimigo, considerando suas matérias na coluna do Estadão.

      Agora por verdade, convicção ou vingança, decidiu apontar seu canhão para a XP e o mercado que a criou.

      Os filhos (as) são assim mesmo, nalgum momento sempre brigam com os irmãos (meninos do mercado) e declaram guerra ao pai.

      6
      1
    • Elas fizeram o que uma centena de outros não fizeram, ai está o valor delas. Keynes tambem era ortodoxo antes de ser heterodoxo em 1933.

  8. Mas não dá para esquecer o que elas fizeram nos verões passados… Ninguém frequenta CBN e Globo News impunemente. Alguém que teve a desfaçatez de atribuir o lockout dos caminhoneiros em 2018 aos financiamentos de caminhões do governo Lula ocorridos quase uma décadas antes – como fez Zeina Latif -, desfruta da mesma credibilidade do Boletim Focus.

    27
    • Não guardo raiva no congelador. Elas tiveram uma atitude virtuosa AGORA, e o que interessa.
      Erros no passado todos podem cometer, a vida é dinamica, vale a capacidade de se reciclar.

      12
      1
  9. As duas economistss incensadas neste artigo são duas economistas neoliberais que apoiaram o golpe e que elogiaram o governo Temer. Acho ótimo que elas tenham ficado antibolsonaristas; todo liberal decente deveria ter feito isso faz muito tempo. Mas a distância entre elas e os economistas progressistas é enorme.

    26
    1
    • Exatamente. Sempre achei curioso esse encantamento com eventuais pronunciamentos de economistas neoliberais que simplesmente repetem algo que há muito é dito por economistas progressistas.

      10
  10. Caro André Araújo, muito aprecio seus textos aqui no GGN. Recomendei alguns deles, inclusive, para pessoas progressistas, pelo seu grande conhecimento de relações internacionais, especialmente. De início: governos de esquerda ou centro esquerda devem ter a capacidade de dialogar com excelentes quadros de conhecimentos elevados, ainda que não das mesmas correntes ideológicas, no que se refere à economia. Cabe lembrar que até alguns líderes de revoluções fizeram e preconizaram isso. Estas duas economistas possuem alto nível, por certo. Faço uma ponderação, entretanto, no que se refere à Zeina Latif. Por casualidade, está publicada no principal jornal de minha cidade, Porto Alegre, uma entrevista dela neste fim de semana. Ela diz textualmente: “O primeiro ano de governo teve muitos pontos POSITIVOS (destaques meus, MDC), mas deixou a desejar quando olhamos outras frentes de batalha. PERDEU TEMPO NO PRIMEIRO ANO QUE É, NATURALMENTE, O MAIS REFORMISTA.” Quando fala em Reforma Tributária, Zeina menciona “revogar complexidades” e não defende com clareza o estabelecimento de um sistema efetivamente progressivo e justo. Não bastasse isso, ainda afirma que “O próprio governo Temer deixou legado importante” (!!!!). Em resumo, não assume em nenhum momento, ao menos na entrevista, uma postura mais contundente contra o choque de selvageria nas relações capital-trabalho, que pode excluir do acesso ao consumo decente de bens e serviços uns 2/3 da população, iniciado e aprofundado após o golpe parlamentar de 2016.

    19
    1
  11. André foi extremamente elegante porque não mencionou que ELES podem estar pendurados no topo e tem que ter muito volume financeiro pra propiciar a saída.

  12. Blz , mas qual é a proposta delas. Criticar ate um papagaio.
    Nós não somos capazes por causa da nossa educação positivista socialista entender o mundo de outra forma.
    Porque as pessoas estão desempregadas?
    Em economia tem um termo “encaixe”, a nossa legislação impede que as empresas e empregados se “encaixe” adequadamente . Existe um risco para o empregador empregar um mal funcionário. E para o empregado também em menor grau.
    A dificuldade para se “encaixar” por causa da lei trabalhista provoca este risco muito elevado. E é um dos motivos da falta de emprego. Quantas vezes já vimos trabalhadores e empregadores insatisfeitos com o trabalho e são impedidos pela legislação
    (Encaixe e o percentual do volume monetário que o banco pode colocar a disposição para empréstimos é determinado pelo Banco Central que é uma fraude mas e pra depois).

    2
    2
  13. Para sermos justos, faltou falar do Eduardo Moreira que, competentemente, vem desmascarando esse economistas do mainstream faz tempo.

  14. ô nassif. essas moças bateram direto na dilma e no lula de graça. e agora continuam a tucanar. estou estranhando a sua incoerência.

    9
    1
  15. ANDRÉ
    Creio que os principais indicadores macroeconômicos referente a 2019 já estão disponíveis.
    Sugiro que você faça uma tabela pedagógica: informar as previsões do Boletim Focus anunciadas em Janeiro/2019 e compará-las com a Realidade de Dezembro/2019. Analisar o que foi corretamente previsto e o que foi redondamente errado.

  16. Esse pseudo-entusiasmo da XP e seus aceclas chicago-boys já passa.No primeiro tombo ladeira abaixo das cotações da bolsa veremos como se sairão perante os gananciosos investidores com fome de ganho rápido. Quando os papéis das empresas não valarem o preço que estão cotados aí veremos como as formulas mágicas vão recuperar o “mercado”. Chama o governo prá socorrer os liberais.

  17. Artigo bem intencionado, mas texto horrível – o q tem acontecido frequentemente no GGN.
    Podiam criar uma equipe de revisão ae..

    • Meu caro, eu tenho enviado dois artigos por dia, se for fazer revisão e editoração caprichada, daria um artigo por semana, internete não é como editar livro, a linguagem é mais livre e tem tropeços.

      • Não tome como uma crítica pessoal (na vdd, admiro muito a argumentação de seus textos); foi mais uma “crítica construtiva” ao site.

        Nassif é um dos maiores jornalistas brasileiros e, como tal, sabe da importância da forma (sem se descurar, é claro, do conteúdo).

        Por isso, insisto: o GGN poderia se empenhar mais no arremate dos textos, até pq a maioria é texto de articulista (o q pode ser melhor trabalhado) e não “hot news” (matérias q demandam urgência).

  18. O problema é que essas “valentes” criticam (até minha avó faz),. mas não escrevem uma linhá com sugestao de como sair desse imbróglio.

  19. Andre, pela primeira vez discordo de voce. Elas pularam do barco afundando. Zeina disse em 2018 que 2019 cresceríamos 3 % aa…

    13
  20. As “valentes” economistas eram as preferidas do programa Globo News Painel no tempo de William Waak contra o governo Lula e Dilma. O deus mercado era a salvação para ambas

    12
    • Esse PAINEL do Waack acabou,hoje com Lo Prete baixou muito o nivel dos convidados, procura-se
      convergencia e não confronto entre os tres, economistas progressistas nem por sonho, sí gente
      do campo do Guedes com pequenas divergencias de nuances, ninguem ataca a base do projeto,
      Lo Prete adora o tema ” reformas” e seus micro detalhes, tudo dentro do roteiro “maiinstream”.

      2
      1
  21. DE TODOS OS ÍNDICES do governo Bolsonaro, SÓ 2 ESTÃO MELHORES DO QUE OS DO GOVERNO DILMA: O da inflamação e o da Taxa de juros. – POREM SÃO ILUSÓRIOS, porque: “””””SEM EMPREGO”””””” o povo não tem dinheiro pra comprar, então “AS EMPRESAS ‘NAO PODEM AUMENTAR OS PREÇOS’, e isso ‘deixa a INFLAÇÃO zerada, 0% de inflação’, e PRA NÃO PERDER MERCADORIAS PERECÍVEIS, QUE ESTRAGAM, as empresas TÊM QUE BAIXAR OS PREÇOS, FAZER PROMOÇÕES PRA VENDER AS MERCADORIAS, e isso gera a DEFLAÇÃO, a inflação fica abaixo de Zero”. Então “”””””POR QUE A INFLAMAÇÃO FICOU A MAIS DE 4% NESSE PRIMEIRO ANO DO GOVERNO BOZO?””””” – Por que “”Como o congresso não deixou o governo CRIAR MAIS IMPOSTOS, o BOLSONARO, AUMENTOU OS COMBUSTÍVEIS, A ENERGIA ELETRICA E O GAS DE COZINHA””, ou seja: OS AUMENTOS DO GOVERNO GEROU A INFLAÇÃO. – Já a taxa de juros baixa, é que “COMO OS EMPRESÁRIOS NÃO ESTÃO VENDENDO, E , NÃO CONFIAM QUE O BRASIL VAI MELHORAR, ‘ELES NÃO INVESTEM NA AMPLIAÇÃO DE SUAS EMPRESAS’, PREFEREM POR O DINHEIRO NO BANCO, INVESTIR EM DOLLAR, OURO E ETC”””; e aí o governo tentar OFERECER DINHEIRO COM JUROS MAIS BAIXOS PARA TENTAR CONVENCER OS EMPRESÁRIOS A FAZER EMPRÉSTIMOS PARA AUMENTAR AS SUAS EMPRESAS; da mesma forma que COM A FALTA DE EMPREGO, diminuem o número de pessoas que pegam empréstimos nos bancos, e com isso OS BANCOS TAMBÉM TENTAM ATRAIR CLIENTES OFERECENDO JUROS MAIS BAIXOS””””. E por aí se vê que são dois índices ILUSÓRIOS, porque “””OS DOIS DEPENDEM MUITO DO AUMENTO DO EMPREGO, PARA SE MANTEREM””””. E sem crescimento da economia, NÃO DIMINUI O DESEMPREGO, e sem emprego OS BANCOS NÃO DÃO EMPRÉSTIMOS, PORQUE NÃO TEM GARANTIAS QUE OS CLIENTES PAGARÃO AS PARCELAS. – E isso não vai mudar, porque “””COM O JEITO TOSCO E COMPORTAMENTOS INSANOS DO BOLSONARO, ‘ELE AFASTA O O MUNDO DO BRASIL’, e com isso DIMINUEM AS EXPORTAÇÕES, E SEM EXPORTAÇÕES NÃO AUMENTA A PRODUÇÃO DAS MERCADORIAS, E SEM AUMENTAR A PRODUÇÃO, NÃO PRECISA CONTRATAR MAIS TRABALHADORES, E SEM CONTRATAR MAIS TRABALHADORES, NÃO DIMINUI O DESEMPREGO, E CONTINUANDO DESEMPREGADOS, AS PESSOAS NÃO TEM DINHEIRO PARA COMPRAR E AJUDAR A MELHORAR AS VENDAS.

    3
    1
    • gesiel fala muito…com emprego ou sem emprego o brasileiro sempre vai consumir, vai gastar e comprar e muita conversa muito debate e pouca solucao..devemos colocar na cabeca que e cada um por si.. devemos deixar de colocar a culpa dos fracassos em pessoas e governos.
      devemos apenas fazer nossa parte

  22. Essa moça Monica Debolle estudou na PUC-Rio na mesma época da Cristiane Pelágio as duas foram brilhantes alunas. Quando eu comecei a ouvir essa moça fazendo comentários no CBN-BRASIL – ancorado pelo Sardenberg, eu mandava inúmeros e-mails pra ele, pro programa e para ela, contestando os números que eram ali apresentados, basta lembrar que a Mônica Debolle não acreditava no PRÉ-SAL. Pra mim aquilo era insustentável, vindo de uma Economista tão responsável. Deu no que deu – que bom, que ela se livrou a tempo, ou seja, não deu tempo de ser vampirizada pelo Grupo Globo.

  23. Duas comunistas, filhotes de Paulo freire, arrotam caviar e adoram morar e viver num país capitalista. Incoerências e máscara, nojentas e repugnantes.

    2
    8
  24. Acho que, antes de completar um século, teremos uma nova crise do capitalismo que fará a crise de 1929 parecer inofensiva.
    A história toda tentou conformar a ser humano à sua condição de miserável, enquanto uma pequeníssima porção da população gozava de todas as formas.
    Hoje, com essa poderosíssima rede de comunicação….nossa! como ficou fácil enganar e convencer a pessoa comum. Eles simplesmente acreditam: em deus, em Bozo, em Conge, em Record/Globo/ etc….
    E, se um dia, pelo caminho do voto se encontrar um jeito de dar cidadania ao mais humilde, então é hora de dar outro golpe. Aí com armas mesmo. Ou uma “guerrinha”.
    ( Aliás, há “esquerda”?).
    Enfim, Paul Krugman, em 2008, ao ser perguntado, no Brazil, se os títulos do tesouro americano poderiam ser rebaixados, (eventualmente à condição de lixo), calma, firme e serenamente respondeu:
    – a guerra nuclear não trará nenhum vencedor à humanidade.
    …………..

  25. Excelente André.
    Esta desgraça chamada de “mercado” pela globo news já levou dezenas de milhares para o túmulo.

    1
    1
  26. Acho que, antes de completar um século, teremos uma nova crise do capitalismo que fará a crise de 1929 parecer pequena.
    Durante toda a história houve o esforço dos mais ricos em conformar o ser humano comum à sua condição de miserável. Enquanto essa parcela rica gozava de todas as formas.
    Hoje, com essa poderosíssima rede de comunicação…nossa! como ficou fácil enganar e manipular as pessoas. Elas simplesmente acreditam! Acreditam em deus, em Bozo, em Conge, em RTC em Sarnembergue, em Globo, etc…
    E se um dia, pelo caminho do voto, se encontrar um jeito de dar cidadania ao mais humilde, então é hora de dar outro golpe. Aí com armas mesmo. Ou uma ‘guerrinha”.
    ( Aliás, há “esquerda”?)
    Enfim, Paul Krugman, em 2008, ao ser perguntado , no Brazil, se os titulos do tesouro americano poderiam ser rebaixados ( eventualmente a uma condição igual a do terceiro mundo), calma, firme e serenamente respondeu:
    – a guerra nuclear não trará nenhum vencedor à humanidade!

  27. Cara, tem alguma coisa estranha. Onde moro, vou no supermercado e constato o seguinte. Tempos atrás, 90% das frutas e verduras eram vendidas até 5,00 R$/kg. Hoje, 90% destes produtos estão acima deste valor.

    Que conversa esta de inflação dentro da meta ou próximo a zero?

  28. Quem tem uma porta aberta pra comercializar alguma coisa, nota a diferença qdo o pobre consome e qdo deixa de consumir. O baque é grande!

  29. Zeina Latif é uma economista que participou ativamente da construção narrativa contra a qual ela ora se insurge. Recordo suas palavras contra o pleno emprego em um programa painel ainda no governo Dilma. Segundo ela uma dose de desemprego seria salutar para a economia. Usando a velha idéia do exército de mão de obra de reserva, uma dose de desemprego daria às empresas melhores condições para negociar os salários e as “vantagens”. Isto ´e o pleno emprego fazia parte em sua concepção do custo Brasil.
    Em artigo recente chama os desempregados de desocupados e alerta contra o perigo da complacência que poderia colocar em risco as tão “sonhadas reformas”. Em resumo Zeina está agora sendo deglutida pelo próprio sistema que ajudou a criar. Vai se juntar à longa fila dos arrependidos ma non troppo. Se estiver por algum acaso se preocupando com a realidade, e se por algum acaso começa a perceber que a sociedade como um nicho ecológico não pode ser violentada sem consequências eu a parabenizo. Porém eu e muitos outros sabemos o que Zeina fez no verão passado.Se agora se tornou vítima da narrativa, talvez saiba que não se pode enganar todo o mundo por todo o tempo.

  30. A XP colocou suas ações na Bolsa de NY em 2019 mas não permitiu a compra de suas ações por brasileiros. Um escândalo.
    O Brasil de Bolsonaro se inviabilizou como Nação alienando todo o seu patrimônio e desprezando sua juventude.
    A elite só pensa em residir em Miami ou em enviar seus filhos para estudar fora. Não temos projeto de país.
    A elite só quer parasitar. Está feio até para quem é da elite como essas duas moças.

  31. E continua Nassif vociferando e torcendo contra. Agora descobriu duas economistas “geniais” que não tem nenhuma ideia que ajude o governo. Só falta ressuscitar a grande equipe da Dilma. Tu és cansativo, meu caro.

  32. Como já foi dito num comentário anterior, criticar é fácil, aponta possíveis erros mais fácil ainda. Difícil mesmo é indicar a solução.

    As “brilhantes economistas” parecem mais se prestarem à construção de um discurso ideológico que essa pretensa luz consciente que a matéria tenta mostrar. No final é tudo um jogo que nesse caso custou à economista o importante cargo na XP, que em tempo descobriu que te la na empresa era dormir com o(a) inimigo, considerando suas matérias na coluna do Estadão.

    Agora por verdade, convicção ou vingança, decidiu apontar seu canhão para a XP e o mercado que a criou.

    Os filhos (as) são assim mesmo, nalgum momento sempre brigam com os irmãos (meninos do mercado) e declaram guerra ao pai.

  33. Voces esqueceram que Bolsonaro não manda em nada e que as Reformas ja estão todas aprovadas e a Selic nunca teve tão baixa não tem outro lugar pra investir, senão na bolsa ,, noticias ruins sae todas as semanas
    Bando de Embalistas, se a Bolsa cair é compra e não saída!!!
    Abraão Guto

  34. Caro André,

    Eu já assisti entrevistas da Zeina Latif a defender o aumento do desemprego para redução do valor de mão de obra e se posicionar contra o regime de partilha e conteúdo local na exploração de petróleo do pré-sal e pós-sal. Tudo isso para delírio da Miriam Leitão. Portanto, o que você está escrevendo é que fizeram uma análise real da economia, mas eu acho que na prática a cartilha da economista e do Arminio Fraga continua dentro do receituário neoliberal.

  35. discordo pelo fato de que apenas houve uma migracao da renda fixa para a variável… mais nada… e recurso q ja esta no mercado investida n é novo ou especulativo … toda novidade mais rentável e procurada por qualquer um inclusive o da poupança…

  36. Se essa Zeina é um “jênio”, eu ou sou o gênio da lâmpada. Ela só fala abobrinha e vive no Reino da GloboNews, onde tudo vai dar certo. Uma catástrofe se aproxima.

  37. Mercado financeiro sempre foi assim: meia dúzia de tubarões comendo milhões de peixinhos. Conselho: não entre agora na Bolsa nem sob tortura. IBOVESPA a 116.000 pontos é mais artificial que Dubai, Abu Dhabi e Doha juntas. Totalmente IRREAL. A bolha vai estourar ainda neste 2020. Quando a Bolsa cair para 70.000 pontos, aí eu entro, ok ? Por enquanto, só OTÁRIO vai comprar o bilhete premiado da XP.

  38. Guedes é uma piada, toda a elite brasileira quis pagar pra ver com as malditas reformas e o golpe, quanto q os empresários deixaram de ganhar com esta crise criada?Compensou?Pra bancos sim!Lavaram e lavam a égua (KKK tomaram e tomam um golpe tb até hj)oras não adiantava nós aqui no GGN dizermos q tavam tirando de circulação o dinheiro,limitando renda e blá,blá,blá,eles queriam fazer o q fizeram e pronto,td incentivado pela Globo,bancos,EUA,militares, Judiciário “dizendo”é isso mesmo vamos lá!”,huum todos Maria vai com as outras e o resultado?Já estamos colhendo enquanto os bancos lucram muito,compram tudo e tão dando risada,por isso falo,TÁ POUCO GOLPISTAS,PRECISA MAIS e quem sabe de alguma forma o povão acorda quando olhar direito os escombros do Brasil !!
    V I V A O B R A S I L

  39. E por acaso Economista entende alguma coisa de Bolsa?,salve-se um ou outro!,
    não sabem nem sequer analisar os indicativos de um único Ativo na Bolsa,se a Selic
    ja esta abaixo de 4.6% e as Reformas foram todas aprovadas, quem cai na conversa dessas
    duas Mongas é a Manada retardada que compões 98% dos Brasileiros
    Bolsa passa dos 250mil ptos em menos de 24 meses printa ai
    Abraão GutO

    2
    2
    • estas duas são uma vergonha abraão guto, o mundo esta crescendo assustadoramente e os mercados também, não existe mais tesouro direto nos 4.5% isto é poupança, só resta a bolsa

  40. Em uma nação onde quem nada produz (extra classe)e que consome uma fatia considerável do PIB apenas para manter seu privilégios, que vive bem e melhor e ainda dita as regras para quem produz realmente não pode ser visto como confiável, adjetivo chave no campo da economia! Pobre Brasil, tão rico e o filhos da mãe gentil tão pobres e explorados.

  41. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome