Os Pontos de Cultura para brasileiros vivendo no exterior e o presidente Lula, por Celio Turino

Foi o único pedido feito pelo presidente Lula: "não esqueçam dos brasileiros que vivem no exterior".

Mestre Vitalino

Os Pontos de Cultura para brasileiros vivendo no exterior e o presidente Lula

por Celio Turino

Acompanhando a deportação de emigrantes brasileiros nos EUA, com apoio e submissāo de Bolsonaro, preciso registrar que, no governo Lula, com o ministro Gilberto Gil, nós abrimos muitos Pontos de Cultura para brasileiros no exterior. Sempre com muito respeito aos emigrados. Independente se estivessem documentados ou não, sempre havia acolhida e o afeto. Eram, e são, cidadãos brasileiros e o dever de um governo é defender seu povo sob quaisquer circunstâncias, estejam onde estiverem, na condição que for.

Fort Lauderdale, na Flórida, junto ao principal Centro Cultural da cidade. Também em Connecticut. Nāo recordo do nome da cidade, mas lembro bem que a Main Street (rua principal) mais parecia uma cidade do interior de Goiás, uma comunidade com 10.000 brasileiros. Fomos lá, inauguramos o Ponto de Cultura na biblioteca pública da cidade, doamos 500 livros de literatura brasileira. O prefeito nos recebendo como convidados de honra. Gilberto Gil cantou à capela. Os brasileiros tão felizes, tão orgulhosos de seu país! San Francisco, na Califórnia; em Boston. Realizamos palestras nas Universidades de Harvard e UCLA/Berkeley, só para tratar dos Pontos de Cultura para brasileiros vivendo no exterior, e também para os nativos que desejavam aproximar-se nossa cultura.

Em Nova York fui inaugurar um Ponto de Cultura em uma academia de Capoeira (do mestre João Grande). Os brasileiros choravam de emoção, também os norte-americanos, a maioria jovens querendo aprender português por causa da capoeira. Foi um outro tempo, em que o governo do Brasil cuidava dos brasileiros, estando eles onde estivessem.

Um detalhe que muitos poucos sabem (se bem que todas as vezes que fui inaugurar Pontos de Cultura no exterior eu fazia questão de dizer), a abertura dos Pontos de Cultura no exterior foi pedido pessoal e direto do presidente Lula. Isso aconteceu quando fomos apresentar o programa Cultura Viva, que estávamos iniciando. Foi o único pedido feito pelo presidente Lula: “não esqueçam dos brasileiros que vivem no exterior”.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome