Qual é a verdadeira posição política de Jair Bolsonaro? Alguém sabe?, por Rogério Maestri

Qual é a verdadeira posição política de Jair Bolsonaro? Alguém sabe?

por Rogério Maestri

Muito se tem falado nos últimos anos nesta figura política que se chama Jair Bolsonaro que milita como deputado federal há décadas (1991-até a presente data=25 anos), bem menos tempo que serviu ao exército (11 anos) de forma, que já tentando localizá-lo no espectro político, podemos dizer que ele representa mais as forças conservadoras do que o próprio exército, pois sua “memória de militar” já faz parte de seu passado longínquo.

Pois bem, muito se tem falado, mas na realidade poucos falam sobre qual a verdadeira posição política deste político bem votado no Rio de Janeiro. Geralmente as críticas a este político vêm principalmente de dois deputados federais, a deputada Maria do Rosário do PT e mais recentemente do deputado Jean Wyllys do PSOL.

Diria que as críticas destes dois deputados não são credíveis em questão de posicionar Jair Bolsonaro no verdadeiro espectro político e classificação de seu verdadeiro posicionamento. Tanto a deputada do PT como o do PSOL classificam erroneamente este deputado como fascista, e esta classificação é corroborada por uma falsa ligação entre o que se passou a convencionar chamar de Comportamento Fascista com Ideologia Fascista, confusão esta que é levada a excelência pela filósofa, musa de uma parte da esquerda brasileira, Márcia Tiburi, no seu livro “Como Conversar com um fascista – Reflexões sobre o Cotidiano Autoritário Brasileiro”, um verdadeiro desserviço a política brasileira.

Chamo a atenção que o Comportamento Fascista pode ser identificado em qualquer época da história do mundo, por exemplo, em sociedades rurais escravocratas e que a Ideologia Fascista necessita ao mínimo da presença de um estado industrializado ou semi industrializado que passou por um período capitalista liberal anterior e a Ideologia Fascista vem ao seu socorro quando o proletariado começa a se manifestar de forma mais intensa. A Ideologia Fascista é claramente uma forma de a burguesia conseguir a resistir à organização da esquerda marxista, isto fica evidente em todos os países em que o Fascismo triunfou ou pelo menos tentou se instalar.

O mais preocupante de tudo é que esta confusão entre Comportamento e Ideologia começa até atingir pessoas que jamais poderiam fazer este erro como o conhecido presidente do PCO, Rui Pimenta, que não tem a autorização de cometer estes erros. Esta insistência em separar o Comportamento da Ideologia pode parecer um ranço teórico, entretanto classificação errada de nuances do Fascismo pode levar a propostas de luta contra estas duas excrescências erradas e com consequentes resultados ineficazes.

Voltando ao objeto central deste artigo, tanto a deputada do PT como o do PSOL, lutam contra ao claro Comportamento Fascista de Jair Bolsonaro, classificando este comportamento como algo autoritário, truculento, racista e homofóbico, porém todas estas características são usuais, mas não necessárias para regimes claramente fascistas. Cito exemplos, Ernst Röhm, o segundo homem mais poderoso do partido nazista, que chegou a comandar 3.000.000 de Sturmabteilung nazi (“Tropa” ou Divisão de Assalto do Partido Nazista), os famigerados SA ou camisas marrons do partido Nazista era um homossexual declarado e ao mesmo tempo a única pessoa que se dirigia a Hitler pelo seu prenome Adolf e chamava este por “du” (uma forma extremamente familiar em alemão de chamar uma pessoa na segunda pessoa do singular). Algumas pessoas simplificam a homofobia declarada do partido Nazi como efetiva, pois Röhm foi executado pelas ordens de Hitler em 1º de julho de 1934, porém poucos lembram que esta execução se deveu a seríssimas divergências programáticas entre Hitler e Röhm, pois este último queria promover o que se chamava a Segunda Revolução, em que ele pretendia a nacionalizar as grandes empresas industriais, expandir os controles dos trabalhadores sobre a sociedade, confiscar e redistribuir as propriedades da velha aristocracia, e promover uma maior igualdade social, coisas que os capitalistas, nesta época já aliados a Hitler não permitiriam de forma nenhuma.

Da mesma forma, o fascismo italiano não era racista no mesmo nível do que o fascismo alemão, assim como o fascismo espanhol, restando a estes o autoritarismo e a truculência que eram necessárias para dominar as massas já que as mesmas tinham sido traídas pelos próprios desvios que a Ideologia Fascista.

Poderíamos dizer que a Prática dos Fascistas tinham duas fases completamente distintas, uma primeira que procurava se apoiar em massas trabalhadoras e uma segunda, que traindo estas massas trabalhadoras e a sua própria ideologia inicial, se aliavam as classes dominantes e oligarcas para se manter no poder através do autoritarismo e truculência. Esta característica, que ultrapassa uma questão de nuance ultrapassa a compreensão de imensa parte da esquerda.

Pois bem, além destas características do Fascismo, tanto Ideológicas como comportamentais vem junto com um aspecto FUNDAMENTAL do FASCISMO, O NACIONALISMO real desta ideologia, ponto que será importante para definir politicamente o objeto de nosso texto. Fascismo sem nacionalismo é um fato que não pode e não existe tanto na teoria como na prática. De novo, voltando aos países em que esta ideologia se impôs a sua existência, começa antes da tomada do poder e se perpetua com este. Este aspecto é primordial para definir a Ideologia do Deputado Jair Bolsonaro.

Como o Deputado em questão é praticamente virgem em colocar suas posições políticas em livros, livretos ou até brochuras, ou seja, ele não escreve nada. Tivemos que procurar no seu método principal de divulgação o YouTube. Como em 99% dos vídeos do Deputado ele fica simplesmente repetindo suas posições mais “morais” do que políticas, somente numa entrevista mais longa realizada por um “Youtuber” conservador, Nando Moura, que é possível descobrir a verdadeira face IDEOLÓGICA do deputado. Em dois vídeos que perfazem mais de hora e meia fica claro a posição do Deputado deixam mais claras as posições do deputado. Como estes vídeos são longos, tão longos que os próprios cultivadores da personagem Bolsonaro não assistiram, pois o segundo vídeo tem menos de 27% conseguem aguentar a assistir a segunda parte mais longa. Provavelmente ninguém de esquerda conseguiu passar dos minutos iniciais do primeiro vídeo.

Pois não esperem grande coisa sobre as posições políticas do Deputado Bolsonaro, pois quando este começa a falar em assuntos de economia e de posição do Estado na participação na sociedade, que vem o mais revelador. O Deputado Bolsonaro nem sabe como se posicionar politicamente em assuntos que escapam aos seus discursos “éticos” e “morais”. Ou seja, Bolsonaro ideologicamente falando é um amontoado de contradições que demonstram a sua total, completa e absoluta ignorância sobre o que foge ao seu script que ele esgrime na câmara baixa do congresso.

Este Deputado se declara com posições conflitantes dentro de seu próprio discurso, ele se diz conservador e nacionalista e no frigir dos ovos ele é moralmente conservador e politicamente liberal, se diz nacionalista, mas propõe ações claramente antinacionalistas, ou seja, um mar de contradições. Para de novo não ficar no discurso retórico e vazio, vamos a alguma pérolas do Deputado.

Autodeclarando-se conservador e nacionalista e protetor da indústria nacional, é de se esperar que ele proponha na prática ações que sigam esta auto declaração, entretanto por total e completa incapacidade de saber o que significam as suas palavras iniciais ele começa com um rosário de propostas que o definiram exatamente ao contrário.

Ele fica indignado do Brasil não ter aderido ao falecido TPP (Trans-Pacific Partnership), nem entrando no mérito do tratado ser reservado a países banhados pelo Oceano Pacífico e dando um voto de confiança ao deputado que pode transferir a culpa ao seu professor de geografia, porém a indigência mental do deputado é tamanha que o mesmo nem se dá conta que alguém que se diz nacionalista como a direita europeia e norte-americana, JAMAIS e não são adeptos a tratados tipo TTP, pois nestes tratados além de trazer malefícios a indústria nacional de países com industrialização atrasada, como o Brasil, os Estados abrem mão por completo da soberania de suas instituições jurídicas passando as desavenças comerciais entre Estados ou Estados versus Empresas a serem tratadas não mais pela OMC ou o judiciário de cada país, mas sim por arbitragem internacional. Na realidade tratados como o TTP, não pode derrubar as leis locais que violam acordos comerciais, entretanto podem conceder ganhos monetários aos investidores privados prejudicados por qualquer lei nacional que seja criada. Um exemplo disto é a Austrália que participa de outro tratado de mesma formatação, que a fazer uma lei de combate ao tabagismo, teve que indenizar as perdas futuras de empresas de produção de cigarros que se sentiram prejudicadas pela lei.

Em resumo, alguém que se diz conservador e nacionalista, como toda a extrema direita mundial faz, deve se opor a qualquer tratado com semelhança ao TTP. Ou seja, o Deputado não tem a mínima noção sobre comércio internacional e suas implicações nas políticas internas. Uma confirmação objetiva disto é que o atual presidente eleito norte-americano Donald Trump disse claro e em bom tom que não assinará o TTP, colocando um verdadeiro último prego no caixão deste tratado.

Seguindo no problema de política comercial internacional, Bolsonaro diz que priorizaria o comércio com os países desenvolvidos em detrimento ao comércio com o terceiro mundo. Isto é uma inversão de uma política que o Brasil vem aderindo com sucesso desde os governos MILITARES (principalmente o governo Geisel). Esta mudança de eixo é um verdadeiro descalabro, pois o comércio do Brasil com países mais desenvolvidos dá uma relação de troca COMPLETAMENTE DESEQUILIBRADA PARA PAÍSES MENOS DESENVOLVIDOS, pois exportaríamos somente produtos primários com baixo valor agregado e importaríamos produtos industrializados com altos valores agregados, sem criar empregos e muito menos tecnologia básica no nosso país.

Agora falando em termos de política econômica interna, o Deputado se coloca como um defensor do pequeno produtor industrial, mas ao mesmo tempo ele fala a liberalização dos mercados da forma mais radical possível que provoca a destruição das pequenas empresas à medida que o mesmo propõe cláusulas de liberdade econômica que impedem a interferência direta do Estado no apoio da média e pequena empresa.

Poderia seguir adiante nas contradições claras, inequívocas e escandalosas dentro do próprio discurso do Deputado Jair Bolsonaro, porém devido a um discurso pueril de deputados que deveriam ser de esquerda contra este pseudo representante da direita “nacionalista” enuviam completamente o debate, que em poucas frases diretas, absolutas e claras poderiam desmascarar alguém que nem sabe o que é.

Deixando clara a resposta à pergunta do título do texto o Deputado Jair Bolsonaro, não é nacionalista, não é fascista e na realidade nem ele sabe o que ele é. Este representante da bancada da bala é ESPERTO, porém BURRO, pois em 25 anos de atuação parlamentar achou de forma ESPERTA um nicho de discurso simplório e provocativo que qualquer imbecil poderia fazer e que poderá ser seguido por um mar de idiotas políticos. Entretanto ele é BURRO a tal ponto que no mesmo período de mandato não conseguiu nem se auto definir segundo o seu próprio discurso.

Se não houvesse Marias do Rosário ou Jeans Wyllys para dar palco a uma atuação mambembe e tacanha deste elemento da política brasileira, ele como centenas de outros que foram eleitos através de discursos pseudo moralistas já havia sumido por completo da política parlamentar, que permite no máximo uma reeleição a discursos vazio sem a mínima coerência.

41 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Alfred Carstens

- 2020-06-14 09:17:53

SHARE TWEET SHARE EMAIL COMMENTS Sobre: “Bolsonaro foi expulso do Exército”, esclarecendo a leitores Vez por outra chega até a editoria da Revista Sociedade Militar algum questionamento alegando que se Bolsonaro foi expulso do exército não poderia ser chamado de capitão. Entenda isso É verdade que o atual presidente da república enquanto estava na ativa como capitão do Exercito Brasileiro foi implicado em vários itens do regulamento disciplinar, chegando a ser indiciado como réu em processo que tramitou na justiça militar. O capitão Bolsonaro, por ter se indisposto com a cúpula do Exército por causa de questões salariais que afetavam principalmente a baixa oficialidade e graduados, acabou se tornando para estes o militar mais admirado de sua época e, por outro lado – pela ótica da cúpula – o mais odiado. Foi justamente esse apreço e admiração por parte da tropa que fez com que fosse absolvido na justiça militar federal. Segundo jornais da época os Altos Coturnos, inclusive o todo poderoso general Leônidas Pires Gonçalves, tiveram medo de que uma punição rigorosa ou expulsão contra Jair Messias Bolsonaro causasse uma grande indignação em sargentos e baixa oficialidade a ponto de ocorrer uma insurreição em pleno fim do regime militar. Nunca antes um militar do Exército ousaram tanto a ponto de desafiar e expor o exército em jornais e revistas de âmbito nacional. A força não admitia que ninguém que não pertencesse à cúpula falasse sobre os soldos. Não é de hoje que BOLSONARO se impõe diante de generais, por isso atira-se no lixo das falácias qualquer colocação que de longe sugira que hoje, como PRESIDENTE DA REPÚBLICA, possa ser manobrado ou influenciado pelos generais que emprega em seu governo. Vários foram demitidos e outros tantos serão, caso não queiram se submeter a suas ordens. O Jornal A Tribuna de 4 de setembro de 1986 dizia, sobre uma possível prisão de Bolsonaro: “assim que a notícia se espalhar muitos outros oficiais se apresentarão presos e os desdobramentos serão inevitáveis…” Jair Bolsonaro não foi expulso. Ele se afastou temporariamente em 1987 para se candidatar a vereador pela cidade do Rio de Janeiro e após eleito, em 1988 – por força da lei foi reformado ex-officio como capitão da reserva no dia em que foi diplomado como vereador. Estatuto dos Militares , artigo 52. “… se eleito, será, no ato da diplomação, transferido para a reserva remunerada, percebendo a remuneração a que fizer jus em função do seu tempo de serviço.” Portanto, Bolsonaro não foi expulso do Exército, é um capitão na reserva. Robson Augusto, Revista Sociedade Militar

pedro

- 2019-04-08 12:53:15

este artigo parece que foi copiado e colado kkkkkk

felix

- 2019-04-08 12:51:39

bom com todo respeito a todos os comentários mas o artigo e bem tendencioso e não classifica o conteúdo como neutro e sim uma posição partidária e politica ao se retratar já no começo a fala como esta figura já deixa bem claro o desgosto de quem escreve pelo aleito presidente uma simpatia pelo ex deputado Jean W. e Maria do Rosário jornalista devem ter coerência na hora de determinado assuntos mesmo tendo um lado pessoal e não tem lados na hora de uma analise como no texto acima.

Ronaldo Cabral

- 2018-12-18 05:37:14

Despreparo da Esquerda

Parabéns pela matéria, se a esquerda do Brasil não fosse tão analfabeta funcional Bolsonaro não iria ter sido eleito. Ele é um espertalhão nada mais.

Ryan

- 2018-10-05 20:51:08

falta de informação dicernida da opinião do autor

muita falta de profissionalismo vcs colocam um texto totalmente esquerdista e q lista apenas seu ponto de vista , uma pesquisa/reportagem profissional deve ser feita sem levar em conta a opinião de quem o escreveu e devem ser apresentados os fatos para q o proprio leitor possa formar sua opinião

 

R

- 2018-04-11 07:39:16

   Interessante explanação do

   Interessante explanação do texto, porém, não basta apontar o defeito de cada um, isso já é feito por cada partido concorrente, seria bom moldar um candidado às necessidades do país, desde sua tenra idade.

   O fato é que ao se isentar de certos assuntos ele (Bolsonado) vem ganhando popularidade, pois as pessoas não querem mais saber de tanta repercusão negativa. E esta atitude de isenção também pode ser seu fim, pois aquele que permanece em cima do muro não é digno de nenhum dos lados. [Ainda que não se deva misturar política com religião, os candidatos são, antes de mais nada, pessoas, então não custa lembrar de algumas citações: Apocalipse 3.15,16; 1 Coríntios 10:31; 2Crônicas 24-25; JOÃO 1:12; 1 Reis 18:21; Josué 24:15].

   Acredito que ninguém no Brasil, pode dizer que conhecia bem o suficiente, qualquer um dos candidatos que já foram eleitos, de tal forma que conseguiu prever por completo, todas as suas atuações efetivamente desempenhadas. Quem pode dizer olhando no fundo do seu coração que não se surpreendeu ou se decepcionou de alguma forma com seu preferido?

   Bolsonaro é uma opção? Outro é uma opção melhor? Esse é o problema do brasileiro (e de muitos outros povos, se não de todos) não se chega a um concenso por completo, os candidados são escolhidos apenas por votos alheios, que somados, (em uma urna, fabricada por uma empresa que já foi condenada nos Estados Unidos da América por corrupção?) e que resultam em todos os problemas que ocorreram desde que alguém votou pela primeira vez.

   Geralmente, uma pessoa fica dias, meses, anos namorando outra pessoa (convivendo), e ainda assim nunca saberá exatamente o que se passa na cabeça dessa pessoa escolhida. Imagina só, quando um candidado é escolhido apenas por suas falácias, discursos (cuidadosamente preparados por profissionais, que trabalham a vida toda para se aperfeiçoar em conseguir os resultados esperados por suas influencias) aparições em público etc, menos ainda se conhecerá esse candidato.

   Todos os sistemas de governo são ruins, seja com um rei, ou presidente etc, mexer com pessoas, representar pessoas, esse é um problemas que não tem solução. Da mesma forma, também todos sistemas têm alguma eficiência em particular.

  Só uma coisa é certa, ninguém consegue agradar a todos, mas acredito que aquele que vacilar, já deve esperar por sua punição, e pagar cada débito, se não mais. Nem é peciso comentar que seus descendentes também pagarão pelos erros.

Viviane Santos

- 2018-04-10 12:38:08

Percebe-se que na autoria do

Percebe-se que na autoria do texto há uma certa "inclinação" favorável a Bolsonaro, o que torna a leitura uma leitura sobre "opinião alheia" e não de realidade.

Fico na esperança de jornalistas e escritores livres de influência e manipulações, mas antes de tudo devemos abrir nossos olhos e discernir e interpretar cada palavra publicada em nossas mídias. Cada frase expressa um propósito.

Atenção e muito cuidado a cada informação absorvida, em período de polêmicas e manipulações tudo pode ser "contornado", atentem-se prezados leitores, precisamos nos preocupar com nossa nação e com nossa posição política!

Busquemos conhecimento em fontes verdadeiras e livres, comecemos na história da política mundial e de cara percebamos que Bolsonaro passa LONGE de ser um bom candidato a presidência.

#PORUMBRASILLIVRE

Ademir Sprdemann

- 2018-01-07 14:59:40

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bolsonaro 2018

Jessica M

- 2017-11-21 02:39:19

O texto é excelente e os
O texto é excelente e os comentários também.. Mas ouso discordar de uma pequena parte do texto onde menciona que o nacionalismo é direita.. O nacionalismo pode ser tanto de direita (quando se exalta a bandeira, hino e conservação da identidade da nação), quanto de esquerda (onde há intervenção do estado nos setores da economia). O tema não é pacifico, obvio, visto que o liberalismo (em termos de comércio) já "andou" tanto com a direita quanto com a esquerda. Mas essa discussão, convenhamos, de direita e esquerda, é totalmente inocua. As teorias de esquerda quanto de direita mesclam-se em qualquer estado. Esses dias estava na página do filho de Jair Bolsonaro, Eduardo, e me deparei com textos mal escrito em que mencionava que a ressocializacao foi criado pelo socialismo para justificar o encarceramento ad infinitum!!! Estudei direito e aprendi que o instituto surgiu durante o iluminismo,após a idade média, iluminismo este que influenciou a criação do socialismo.. Mas claro, se você coloca socialismo, comunismo e esquerda tem votos dos "bolsominions" e se discorda vem o melhor argumento: vai tomar no c*! Além disso são craques em deturpar as notícias e omitir partes de textos para incitar ódio nas redes sociais. Sabe o que melhor? Bolsonaro fala que vai acabar com o Estatuto do desarmamento e uma série de leis quando for presidente.. Acontece que as leis, via de regra, são alteradas pelo senado e CAMARA DOS DEPUTADOS ONDE, COINCIDENTEMENTE, ELE TRABALHA! Nada faz sentido!

Breno Silva

- 2017-10-09 06:44:35

Passe o link que comprove
Passe o link que comprove essa afirmação, porque oque eu fiquei sabendo é que ele teria ido para reserva remunerada, o que por si só é um absurdo, é só depois ele foi para política.

Marco Malheiros

- 2017-01-03 11:33:20

Faltou uma revisão pesada no

Faltou uma revisão pesada no texto. Muitos erros na escrita típicos de um texto que não foi relido pelo autor.

Bolsonaro é um idiota compelto. Não entendo como tem mínimo espaço na política.

rdmaestri

- 2017-01-02 15:49:39

Alexis, o pior é que não é.

O vídeo obtido por um trabalho arqueológico de Zé Trindade, que o colocarei aqui, 

[video:https://youtu.be/3JBD5v8YxIU]

é um exemplo patente que Bolsonaro não é anti-nada, ele é na realidade um político oportunista que navega de acordo com a maré, ele inclusive não escolhe seus adversários, ele simplesmente deixa ocorrer e se dá Ibope ele insiste a exaustão no desempenho do personagem.

Concordo em pleno que se Maria do Rosário e Jean Wyllys quisessem e desejassem que este personagem desaparecesse da cena política simplesmente o ignorariam. Porém é importante deixar claro que a polarização entre alguém truculento e atores mais normais SERVEM PARA A DIVULGAÇÃO do contraponto.

Não sei se notaste, não sou tolerante contra os ditos "opositores" principais de Jair Bolsonaro (Maria do Rosário e Jean Wyllys), eles também tem ganhos políticos claros e inequívocos, se continuarem "opositores" do Bolsonaro tem suas eleições garantidas sem muito esforço. Ou seja, a vitimização dos dois perante um pérfido algoz, cai como uma luva para quem quer fazer um papel de vítima. Como a realidade sempre supera a ficção, não sei se há um acordo tácito entre os três, tu nos persegue de forma brutal e violenta, que dá uma credibilidade para Bolsonaro, e nós somos os perseguidos!

rdmaestri

- 2017-01-02 15:41:41

Leia a resposta que dei logo abaixo para o Alexis.

Não sei de quem é a frase, mas é lapidar:

A realidade sempre supera a ficção.

Rui Ribeiro

- 2017-01-02 11:24:33

Bostonaro não gosta de homos pq ele odeia a concorrência

Quando essa bixa vai sair do armário?

cvilela

- 2017-01-02 10:22:19

Bolsonaro

(...) "Se não houvesse Marias do Rosário ou Jeans Wyllys para dar palco a uma atuação mambembe....      Perfeito! Eu sempre critiquei a oposição BURRA a este deputado. 

alexis

- 2017-01-02 08:37:08

Posição Política?

Bolsonaro é um típico representante da categoria anti-PT (anti-esquerda, em geral), ou seja, se alimenta de sentimentos “contra” e, por conta disso, nunca se manifesta em prol de nada. Os seus seguidores são exatamente aqueles cujos sentimentos similares foram despertados e atiçados por conta de episódios cotidianos e comportamentais, dos quais Bolsonaro tira proveito.

Por exemplo, contra Wyllys o Bolsonaro explora a homofobia que existe ou que aflora em parte do eleitorado e, contra Maria do Rosário, Bolsonaro explora o machismo. A sua base eleitoral, normalmente do segmento evangélico, constitui a direita tupiniquim, cuja bandeira principal é ser contra a visão social do estado e, particularmente, contra os direitos de determinadas minorias. Bolsonaro constrói uma plataforma política acima de assuntos que não são necessariamente políticos, a resolver na urna, gerando apenas uma base de revoltados antidemocráticos.

Concordo com o post, no sentido que Bolsonaro se fortalece com barracos muito bem divulgados pela mídia e, pelo contrario, desapareceria na sua insignificância no momento em que for ignorado. Bolsonaro não merece uma discussão, nem um cuspe do Wyllys, mas apenas umas chicotadas de indiferença. Bolsonaro é como um demônio que se alimenta da própria ira de gente irracional. Assim como a ira, o Bolsonaro morre ao ser esquecido

Francisco J. Corrêa

- 2017-01-02 00:32:09

Meu caro Zé Trindade,  você

Meu caro Zé Trindade,  você conseguiu exumar entrevista completa do deputado representante do Rio de Janeiro. Vale como registro de que realmente houve uma entrevista, mas daí a assisti-la, desculpe, o estomago fraco pelos abusos dos festejos de final de ano não permite o sacrifício de assistir. 

Bolsonaro é como aquele parente chato que vive querendo levar vantagem em cima de toda a família e a mesma suporta por vergonha, mas ele é incorrigível; no próximo minuto vai querer levar vantagem em cima de você.

Como seria bom se existissem ilhas desertas para confinamento desses tipos.

Deley Gazinelli

- 2017-01-02 00:30:22

bolsonaro
Bolsonaro é o típico homossexual no armário. Quando encontra um homossexual, vê seu reflexo. Sua reação é um produto da sua educação, quando foi ensinado que a homossexualidade era um pecado. Para mostrar aos outros que ele não é homossexual, Bolsonaro ataca aqueles que são ou são vistos como homossexuais. Mas em seus momentos privados e nos seus sonhos Bolsonaro vê-se tendo relações sexuais com homens e saboreando o fruto proibido. Isto é um problema que vai ser muito difícil para ele atacar.

Pinto

- 2017-01-01 23:40:18

Comentários sôbre a vida militar de Bolsonaro
Achei interessante o texto mas, ao passar aos comentários, observei alguém citando que faltou dizer que o Bolsonaro "não passou na prova do Estado Maior, foi expulso por insubordinação e aposentado previamente no período FHC". Essas observações reduziram o texto e os comentários ao nível de meras especulações e fofocas SEM fundamento/pesquisa. Texto e comentários de opositores políticos que dão-se so luxo inclusive de "criar verdades" desde que desclassifiquem o seu "Alvo da fofoca". Na ativa o Bolsonaro era apenas um Capitão. Não poderia prestar Concurso para o Estado Maior. Sôbre aposentadoria, êle foi transferido para a Reserva Remunerada por ter sido eleito Vereador pela Cidade do Rio de Janeiro, e isso não foi no período FHC. Não foi expulso do Exército por insubordinação. Foi eleito Vereador. As mentiras grosseiras diminuem em muito a credibilidade do texto e de seus colaboradores.

Bruno Cabral

- 2017-01-01 23:08:18

Um imbecil que tem imbecis como seguidores

A atriz americana Ellen Paige foi entrevistar Bolsonaro só para ouvir uma cantada dele "se você fosse mais novinha"... outra pérola da entrevista, quando ele defende sua homofobia ela retrucou "quer dizer que se meus pais me batessem eu não seria gay?"

O vídeo feito por ela fala por si só

[video:https://www.youtube.com/watch?v=wbmBp8WLhjI]

rdmaestri

- 2017-01-01 22:57:46

Caro Zé, ele não pensava assim, ou melhor ele não pensa!

Ele adapta o seu discurso conforme a conveniêcia e os MODISMO do momento, realmente se chamarmos de oportunista não escapamos muito do real caráter do mesmo.

rdmaestri

- 2017-01-01 22:49:27

Claro, ele está numa região de conforto.

Consegue emprego para os filhos (exceto aqueles que tentam voos maiores) recebe uma boa grana e se diverte bastante, o que ele deveria desejar a mais para sua vida?

rdmaestri

- 2017-01-01 22:46:42

Celso, se olhares o número de eleitores do Rio, e a ............

Celso, se olhares o número de eleitores do Rio, e a capacidade que o mesmo tem em aglutinar um determinado setor, não é impossível se eleger pessoas como ele, datenas, ratinhos e outros servem para criar o tipo, mas quem alimenta que um faça o papel, que qualquer outro poderia fazer, são os que citei.

Há um reforço da imagem como contraponto, pois não tivesse esse contraponto o cabo XXXX ou o delegado YYYY o substituiriam depois de um ou dois mandatos, é só olhares nas propagandas eleitorais, paladinos da "moral" e dos "bons costumes" é o que não falta, se sucedem eleição após outra, mas para que o personagem que falamos continuar por longo tempo foi devido a felizes coincidências que ocorreram na sua vida parlamentar.

rdmaestri

- 2017-01-01 22:37:27

Mário, alguém tem que fazer o sacrifício!

Foi penoso, porém as outras pessoas poderão, sem passar por esta pena, aproveitar as críticas.

rdmaestri

- 2017-01-01 22:35:01

André, realmente o pior de tudo foi ter que assistir os.....

André, realmente o pior de tudo foi ter que assistir os vídeos, e assistir prestando atenção aos detalhes e as palavras. Ninguém com um pingo de bom senso (até pessoas conservadoras) conseguem assisti-los, é um monte de besteiras, de lugares comuns que cansam qualquer um, porém coloquei como uma espécie de penitência em fazê-los.

O próximo projeto é o astrólogo, porém ele não é burro mas é extreamente fácil de leitura, mas precisa de tempo, vou continuar a penar, e se vier a falecer, provavelmente irei direto para o Céu, pois já paguei todos os meus pecados aqui neste nível.

Mário Mendonça

- 2017-01-01 22:29:05

Prezado Rogerio Boa

Prezado Rogerio

Boa noite

Peço desculpas, mas não acredito que tu perdeste tempo com essa figura!

Minha ousadia, é por gostar de sua escriba!

Abração

rdmaestri

- 2017-01-01 22:28:18

Justiniano meu caro, a minha observação sobre a burrice da .....

Justiniano meu caro, a minha observação sobre a burrice da criatura não é retórica, é real, primeiro por ele não ter passado para o exame de estado maior, já é uma mostra de deficiência intelectual, mas isto poderia ser produto de um stress real ou simplesmente uma falha que acontece com pessoas normais ao longo da vida. Entretanto na sua vida de caserna mostra uma total incapacidade de se adaptar ao meio, que também poderia ser relevado um pouco.

Porém quando alguém com 25 anos de mandato parlamentar não consegue sair do seu próprio personagem e pensar um pouco elaborando um pouco em termos de política aí começa a ser demais. Se tiveres a paciência de assistires o vídeo completo, que para mim foi um esforço enorme, verás que ele é uma pilha de frases feitas que copia daqui e dali sem a mínima capacidade de concatená-las ou simplesmente selecioná-las.

Ele foi esperto a medida que aproveitou uma onda de politicamente incorreto, porém na costura de sua imagem agregou diversos matizes que são completamente divergentes. E além de esperto ele teve sorte de cruzar com personagens de esquerda que toparam fazer o contraponto a sua imagem e representar em parte o seu canhestro papel, se ele não tivesse cruzado com estes personagens ele já teria caído fora, pois na minha vida já vi o mesmo tipo de farsa de diversos outros que faziam o personagem de indignado com "a bandidagem" e que ladrão bom é ladrão morto, eles rapidamente perdem o gaz , cansam o eleitorado e caem fora.

edir

- 2017-01-01 22:23:58

verdade, eu dei uma olhada no

verdade, eu dei uma olhada no site do STE e lá consta. Bolsonaro foi eleito pelo PP e o PP é o partido mais envolvido nas propinas da Petrobrás. O bolsonitos espalham nas redes sociais que o Friboi é do filho do Lula, mas o Bolsonaro recebeu doacäo da Friboi. O PP recebeu "doacöes" da Odebrecht/OAS/Gutierrez e mais umas duas empresas.
Portanto, o moralista e o contra corrupcäo Bolsonaro recebeu propina indiretamenta.

 

MarFig

- 2017-01-01 22:13:13

Boçalnato quer só continuar

Boçalnato quer só continuar mamando nas tetas do estado, esse é seu único objetivo. Esse não nasceu pra trabalhar. Assim como ele tem um monte por aí, vai lá no Congresso de vez em quando, fala uma bobagem qualquer que vai agradar seus seguidores e depois desaparece. Ele não quer ser Prefeito, Ministro, Governador, Presidente pois sabe que assim toda a sua ignorância e incompetência ficarão evidentes, até para seus eleitores.

Marcos Carvalho

- 2017-01-01 21:42:17

Tente outra vez (Nova Versão)

[video:https://www.youtube.com/watch?v=h-q6MZP6Hmg&feature=youtu.be]

Celso Paulo da Silva

- 2017-01-01 21:36:27

Sabe porque ele se elegeu

Sabe porque ele se elegeu tantas vezes ? Porque a maior parte dos eleitores do Brasil é igualzinho a ele. A Dilma caiu porque o povo brasileiro é muito raso em termos de política. Prefere tudo prontinho, acabado, descomplicado, tipo novelas da globo . E como se prevê por este blog, vai  pagar muito caro por sua alienação. Então, discordo do final do texto. Os bolsonaros da vida não precisam da Rosário ou do Jean pra se dar bem. Os verdadeiros cabos eleitorais desse tipo de políticos são os datenas, os m resende, os ratinhos, os comentaristas moralistas que toda emissora do brasil tem pelo menos um e assim por diante.

Justiniano

- 2017-01-01 20:32:32

Para tirar a máscara.

Um passarinho verde, quero dizer um amigo de farda (agora na reserva) que não tolera este tipo de político, passou por aqui dia destes e cantou uns versos interessantes.

Disse ele que verificando a prestação de contas do dito elemento na última eleição, estranhou que o grande doador foi o partido dele na época, o PP. Curiosamente o PP, tanto do diretório do RJ quanto do RS (olá, Senadora Ana Amélia!) foi um dos principais dutos das propinas das empreiteiras lavajateadas. Espécie de diretório-lavanderia. Somente aqueles gatunos amadores preferiram receber diretamente os pixulecos. Curioso, não?

Se alguém quiser se aprofundar em desvendar este mistério de sacristia, agradeceremos.

Nisio

- 2017-01-01 20:19:22

A serpente sem cabeça

Excelente matéria, onde o autor com sua dedicação consegue descobrir e mostrar que a serpente não tem cabeça. Domenico De Masi, acertou em cheio quando disse que o povo brasileiro é muito infantil. Neste caso mostra que a situação é ainda pior.

 

Justiniano

- 2017-01-01 20:12:10

Esclarecedor.

Muito bem abordado, Maestri. Discordo apenas que o elemento não é burro, apesar de ser uma analfabeto político e motivo de vergonha para a carreira militar. A esperteza dele é falar as sandices aos imbecis, como uma soprano a cantar olhando de frente ao indivíduo. Ao escutar as patifarias, o imbecil logo se identifica e passa a se sentir parte do projeto. Esta é mina inesgotável de votos deste elemento.

Sobre nacionalismo, o conceito dele é o mesmo desta canalhada marchadeira. Basta comprar uma camiseta da CBF e estará com o certificado.

André STK

- 2017-01-01 20:11:41

Parabéns seu

Parabéns seu Maestri,principalmente pela coragem em assistir aos vídeos desse energúmeno,coisa que me faltou.Mas pelos votos dessa ¨virgem da política¨,também se chega nessa conclusão.

P.S

Faltou Furnas e a mansão sub-faturada,mas talvez fique para um segundo artigo,do tipo...Mais um moralista sem moral.

Rui Ribeiro

- 2017-01-01 19:58:48

Sua posição é de 4, arregaçado, diante do poder economico

Essa lombriga é um quadrúpede no cio, tentando acasalar com os agentes d capital, principalmente com os agentes do capital financeiro, que não tem problemas de liquidez.

rdmaestri

- 2017-01-01 19:43:09

Minhas desculpas a todos, não corrigi o texto, está um horror.

Minhas desculpas a todos, não corrigi o texto, está um horror.

Zé Trindade

- 2017-01-01 19:37:06

Sei lá eu. Só sei que ele em

Sei lá eu. Só sei que ele em 1999 pensava assim:

https://youtu.be/3JBD5v8YxIU

Depois o cara quer ser presidente (rs rs rs) é só passar o vídeoe blau-blau Bolsominto...

Entrevista completa
https://youtu.be/MkBJuABRey8

 

rdmaestri

- 2017-01-01 19:36:14

Parabéns aos editores do GGN, as .....

Parabéns aos editores do GGN, as fotos caíram como uma luva no contexto, não teria a mínima condição de escolher melhor.

Mariano S Silva

- 2017-01-01 19:21:29

Perfeito, Maestri! Vivo

Perfeito, Maestri! Vivo dizendo essas coisas do Bolsonaro, mas você matou a cobra e mostrou o pau. Só faltou completar que ele não conseguiu passar na prova de estado -maior do exército e que foi expulso deste por insubordinação e aposentado precocemente. Detalhe, isso ocorreu durante o governo fhc!

Rei

- 2017-01-01 18:57:06

Idiota útil usado pela Casa-Grande

Ele sabe o seu lugar... sabe se colocar de forma tal que sua "metralhadora giratória" nunca atinja nenhum representante da Casa-Grande.

Iguais a ele existem dezenas... conservadores a favor da guerra contra as dogas mas nunca citaram as 3 overdoses de Aécio Neves no palácio do governo ou o helicóptero do pó... homofóbicos que nunca citaram Anastasia... nacionalistas que nunca citaram a privataria de FHC.. militantes anti-aborto que nunca citaram a mulher do Serra... contra os defensores de estupradores dos direitos humanos mas nunca citam Gilmar Mendes que libertou o médico acusado de centena de estupros... militantes anti-corrupção que nunca ouviram falar da corrupção do PSDB...

Ele dança balet em um campo minado... se contradiz... rebola... mas vai comendo pelas beiradas...

O dia em que atravessar o caminho de Serra, Aécio, Temer, FHC... sabe que será destruído... não aguenta 3 minutos de Jornal Nacional ou uma entrevista da Veja... talvez um blogueiro menor como Reinaldo Azevedo já consiga destruílo sem precisar usar as páginas daquele lixo de revista.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador