Seriedade, trabalho e coragem, por Flávio Dino

Mesmo com a maré totalmente contrária, estamos conseguindo entregar obras que o povo do Maranhão precisa. E ampliando serviços públicos para a população.

Seriedade, trabalho e coragem

por Flávio Dino

Ao longo dos últimos 4 anos, estamos enfrentando dois desafios históricos. Temos o peso do passado de terríveis desigualdades sociais, manifestadas na dualidade Casa Grande e Senzala, que alguns querem eternizar. E o presente nos trouxe a maior crise do país dos últimos 100 anos. Crise econômica e política que tem nos feito redobrar a necessidade de planejamento e também a coragem para enfrentar as adversidades.

Mesmo com a maré totalmente contrária, estamos conseguindo entregar obras que o povo do Maranhão precisa. E ampliando serviços públicos para a população. Vejam que poucos estados têm conseguido manter os salários dos servidores em dia, como estamos fazendo há 52 meses. E normalmente as taxas de investimento público tem girado em 4%, enquanto conseguimos em 2018 mais de 10%.

Estamos executando o maior programa educacional do país, o Escola Digna, por meio do qual construímos ou reformamos mais de 800 escolas e valorizamos professores, pagando o maior salário do país. As mudanças estão por todo o Maranhão. Basta querer ver. Cito o exemplo de Imperatriz, que recebe a Escola Tancredo Neves novinha, e Penalva, que em pouco tempo vai oferecer ensino médio no povoado Jacaré pela primeira vez, com a construção de uma nova escola.

Na saúde, o Hospital da Ilha, situado na Avenida São Luís Rei de França, está com obras a todo vapor e, em breve, vai se tornar o maior centro de urgência e emergência do estado. Esta semana entregamos mais um Centro de Reabilitação dedicado ao Transtorno do Espectro Autista (TEA) e o Serviço CUIDAR, que vai oferecer suporte especializado no atendimento de urgências e emergências obstétricas para 67 unidades de saúde de 60 municípios maranhenses.

Ampliamos o combate à mortalidade materna e infantil no Maranhão. Em nosso governo, a redução da mortalidade materna já foi de 30%. E em maio as gestantes carentes vão começar a receber o Cheque Cesta Básica, mais um programa para contribuir com essa queda da mortalidade.

Para enfrentar os desafios, temos também buscado parcerias com o setor privado. É o caso da que recentemente celebramos no Porto do Itaqui com a empresa Suzano, que arrendou do Governo Federal um dos terminais para exportação de seus produtos. O acordo trará investimentos de R$ 124 milhões ao porto, gerando cerca de 700 empregos diretos durante a obra.

Outras Parcerias Público-Privadas (PPPs) estão em andamento, como é o caso do novo centro administrativo que será instalado no Edifício João Goulart, em fase de conclusão. E estamos fazendo outros projetos para parcerias com empresas, a exemplo do maravilhoso cais turístico da Ponta D’Areia e de Alcântara.

Em meio à crise que parece não se dissipar no horizonte do país, vamos seguir este caminho, com seriedade e trabalho. Com todos os esforços e com muita coragem, continuaremos lutando por um Maranhão melhor para todos.

2 comentários

  1. Meus cumprimentos ao melhor governador dos últimos anos. Uma homenagem sincera de uma carioca que acompanha seu brilhante governo. Parabéns!!!

  2. Quando eu era criança, minhas professoras enchiam a boca pra falar que o Piauí era o estado mais miserável da federação, depois de 50 anos de atuação da famiglia sarney, o Maranhão tomou o lugar do Piaui com honras.
    Parabéns Dino pelo esforço em tornar o estado do Maranhão menos miserável, e mais digno pra se viver.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome