Início Crônica Página 76

Crônica

“Prezado ex-namorado, preciso lhe contar umas coisas”, por Mari Ene

 Do Blog Pau Pra Qualquer Obra  "Prezado ex-namorado, preciso lhe contar umas coisas" Por MARI ENE*- Muitos disseram que essa hora chegaria, este momento que eu conseguiria...

Buscando a serventia da compreensão, por Maíra Vasconcelos

                                               ...

Coisas que aprendi com o álcool

Enviado por Anarquista sério

O Mundo Num Labirinto-de-Sebes, por Maíra Vasconcelos

De repente, veio-me uma alucinação. Abatida está sobre mim: alucino, tenho certeza! E esse desvario não corresponde a nenhum personagem das minhas ficções, sou...

E se…

Eliana Rezende E se...Se sua vida terminasse hoje? Se hoje fosse seu último dia?A pergunta já se repetiu tanto e por tantos! A literatura, a...

Noveleta (parte IV, Fim), por Maíra Vasconcelos

Não me restou nenhum sonho: sou a pura realidade acontecendo. Venho da autodestruição dos devaneios, por isso vivo. Os sonhos ficaram para trás, deixando-me...

Noveleta (parte III), por Maíra Vasconcelos

Caminho com a intenção. Poderia juntar-me aos espaços desta varanda, averiguar se tenho coragem de olhar a cidade. Queria hoje poder transpassar-me a, estar...

Noveleta, por fim

O terceiro dia se aproxima, e o que vivo é uma saga. Tenho olhos tamanhamente viscosos. Considero-me um ser heroico. Por certo, deveria também...

Noveleta, o início

Estou agora numa destas noites, quando é mais difícil deixar-se estar em seu pleno escuro. Vou pelas beiradas claras. A espiar de fora. Pois...

Por um Triz

Não desejo hoje o escrever bonito. Vou fingir que não vejo cores e flores. Vou emparelhar-me no muro de guerra de concreto, e proferir...

Conversa Finada

Espere, não entendo, se Mário era íntimo de Oswald, porque Drummond não estava a conversar entre os dois? Pois se estava Carlos sempre com...

Metodologia

Não sei quando, nem como foi o começo do que chamaria de: escrever assim como escrevo. E desse modo que sabemos essa não sou...

Experiências Com a Palavra

Percebo saber tão pouco o significado das palavras, mesmo que as use na escrita cotidiana. Porque sei realmente o que quer dizer uma palavra,...

Na vizinhança dos teus 60 anos, por Urariano Mota

Dirás que me engano. Dirás que seria melhor eu escrever que completas hoje o vigor dos teus 59 anos. Mas tentarei adiante mostrar a...

Naturalidade dos Tempos

Na sua totalidade, não sei por que escrevo e busco a escrita, além da óbvia conversa que jamais tenho com outrem, e a tenho...

Insetos do Mundo, a-crônica de Maíra Vasconcelos

Confundida pelos rumos da escrita, devolvo agora este recado a uma amiga leitora. Beth telefonou-me às 7h30 da manhã, e transpôs em poucas palavras...

A Gentileza Ranzinza

Sempre gostei da despreocupação textual e presteza cíclica de fechamento contida nas palavras das minhas a-crônicas. Um gosto de revanche por não cumprir com...

Cumprindo Tais Casualidades, por Maíra Vasconcelos

Às vezes, escrevo em pensamento, e quando sento a desaguar nada tenho. Nenhuma palavra. Como está a acontecer neste exato momento, esqueci o que...

A Sheherazade da política que engoliu o próprio autor

Confesso que quando você me criou não levei muita fé. Os amigos saudaram seu senso de oportunidade. Afinal, Paulo Francis criou uma marca, morreu...

A razão da teimosia de algumas grandes mulheres

Dona Tereza nasceu em 1926; casou-se em 1949, aos 23 anos, seu Oscar aos 33.Depois de morta, tive acesso à correspondência de noivado entre...

Leia também

Últimas notícias