Xadrez da conformação da República fundamentalista de Bolsonaro, por Luis Nassif

As peças do jogo

Não se iluda com a bateção de cabeça na equipe de transição de Bolsonaro. Como um caminhão carregado de abóboras, a cada tranco as abóboras vão se ajeitando e redefinindo a nova conformação.

Das mensagens de Twitter, entrevistas, declarações algo caóticas do governo de transição, extraem-se os seguintes elementos sobre os grupos de poder.

Núcleo 1 – o grupo religioso

A afirmação de Jair Bolsonaro de que o maior problema do Brasil não é a corrupção, mas os vermelhos; as indicações de Ernesto Araújo para Ministro das Relações Exteriores, e de Ricardo Velez Rodrigues para Ministro da Educação, confirmam a influência do núcleo religioso do governo, centrada nos três primeiros-filhos e em Olavo de Carvalho e seus seguidores. Haverá um fundamentalismo religioso que terá em Bolsonaro o grande animador.

Núcleo 2 – A entrevista do general Hamilton Mourão à Folha de S. Paulo, reforçando a imagem de âncora do núcleo racional do governo.

Núcleo 3 – o controle de Paulo Guedes sobre a área econômica, com algumas posições que entram em conflito com as noções de segurança nacional do general Mourão.

Núcleo 4 – Sérgio Moro montando as bases do estado policial, com uma variante mais sútil da guerra ideológica, o chamado direito penal do inimigo.

A partir dessas peças, é possível compor melhor o que poderá ser o jogo no governo Bolsonaro.

Peça 1 – a República fundamentalista

Havia duas expectativas de abreviar o governo Bolsonaro:

  1. Loucuras na economia, decorrentes da falta de senso de Bolsonaro, passando a sensação de destruição econômica do país.
  2. A reversão de expectativas dos eleitores, fato que poderia ser acelerado pelas declarações continuadas de Bolsonaro, revelando seu baixíssimo preparo intelectual e sua incapacidade de articulação política ou midiática.

As asneiras ideológicas de Bolsonaro, com repercussões econômicas, foram contidas. Ele voltou atrás nas declarações sobre a China, sobre a mudança da embaixada de Israel para Jerusalém, nos ataques ao Mercosul, no alinhamento automático com Donald Trump etc.

Leia também:  Em estratégia bolsonarista, Russomanno procura um militar como vice

Parece ter caído a ficha de sua total incapacidade de se manifestar sobre qualquer tema relevante. E terceirizou esse trabalho para o vice-presidente general Hamilton Mourão.

Declarações como a de que “precisamos dar certo, se não eles voltam”, indicam qual foi a argumentação de Mourão. Deixe o trabalho pesado por nossa conta e faça o que você sabe fazer: a guerra moral-ideológica. Com isso libera Bolsonaro para se concentrar no discurso tatibitate que ele domina como poucos.

Por isso mesmo, a reversão de expectativas da opinião pública será enfrentada no melhor modelo da guerra fria: o combate sem tréguas ao inimigo vermelho, aquele que não permite que esta terra cumpra seu ideal.

Fica cada vez mais nítida a tentativa de implantação de uma república fundamentalista. E há condições objetivas de se montar uma estrutura nacional superior a de qualquer outro partido, explorando os baixos instintos que explodiram em todo o país durante a campanha eleitoral e a expansão fulminante das igrejas evangélicas conservadoras. A eclosão da direita radical tornou-se fenômeno nacional e o agente aglutinador simbólico é o próprio Bolsonaro.

O gabinete inicial para a guerra ideológica está fincado no Planalto, nas Relações Exteriores, com o alinhamento com a ultradireita mundial; e na Educação, em torno do tema escola sem partido.  A eles se agregarão as secretarias e ministérios comandadas por ruralistas e evangélicos com implicações em questões de terra, meio ambiente e movimentos sociais.

É um novo modelo, no qual o papel do Estado será se abster de qualquer ação moderadora, e de liberar as tropas na base.

No movimento estudantil, a estratégia delineada consiste em se valer das adesões ao MBL e à Escola Sem Partido para atacar o modelo UNE de organização.

No plano educacional, a ideia será fragmentar a supervisão educacional, jogando o controle das escolas para os municípios. E, aí, insuflar os grupos conservadores e as igrejas fundamentalistas a fazer pressão na ponta. Na campanha, foi o maior fator de mobilização da tropa bolsonariana.

Junto aos movimentos sociais, e setores recalcitrantes, haverá uma guerra surda envolvendo os setores partidarizados do Judiciário e do Ministério Público, sufocando os inimigos com montanhas de denúncias . No caso dos movimentos sociais, a polícia se valendo também da coerção física.

Leia também:  Entenda porque o Incra usou a Força Nacional em áreas de assentamentos no Extremo Sul da Bahia

Peça 2 – as vacinas contra as loucuras

Um fator de vulnerabilidade do governo Bolsonaro, como já se disse, é o conjunto de declarações estapafúrdias.

Essa vulnerabilidade está sendo trabalhada pelo vice-presidente, general Mourão. Pela entrevista dada à Folha, Mourão se consolida como a voz da razão no grupo Bolsonaro ou, como alguém mencionou, no único adulto no playground. Aparentemente, ele convenceu Bolsonaro a se abster de temas de peso, com o argumento de que a não abertura de frentes de desgaste é essencial para a grande missão de salvar o país da sanha dos vermelhos.

Não se trata de uma estratégia de unificação do país. Fosse assim, Mourão entenderia a importância do MST (Movimento dos Sem Terra) e do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) para a paz interna, suprindo o papel do Estado e abrindo oportunidades de trabalho e renda para seus integrantes.

O combate incessante aos movimentos sociais e ao pensamento crítico é peça central da estratégia política da nova república fundamentalista. Essa estratégia não prescindirá da manutenção da figura do inimigo interno. O maior fator de fortalecimento de Bolsonaro, quando começar a decepção, será a reação dos grupos depois de expropriados de seus direitos políticos e de organização, fornecendo o álibi para uma radicalização da barbárie.

Peça 3 – a preservação da economia

Em um dos primeiros Xadrez sobre o governo Bolsonaro, antecipei uma mudança nos discursos neoliberais dos militares – especialmente do militar que se pronunciava mais, o general Hamilton Mourão.

Antes de ser poder, limitava-se a repetir bordões da Globonews. Com a expectativa de poder, muda a lógica da analise. Sai dos bordões dos “bem-pensantes” – a mixórdia de slogans econômicos superficiais – para análise efetiva de cada caso. E, aí, impõe-se o ponto central do pensamento militar, que muda toda a lógica da analise de caso:  a segurança e o interesse nacional.

Leia também:  Por que o arroz está tão caro? Assista na TV GGN

O pensamento militar fica muito mais à vontade tendo os diversos fatores políticos e econômicos sob controle, ao contrário do pensamento do mercado e, em particular, da escola de Chicago, que abomina qualquer forma de regulação.

Além disso, o pensamento de mercado não tem o menor prurido com processos de destruição de valores, ao contrário do pensamento militar que valoriza o chamado patrimônio público.

Na entrevista à Folha, Mourão demonstrou pragmatismo não apenas em relação às questões internacionais, mas ao  próprio Programa Nuclear Brasileiro. E deixou claro que cada passo será precedido de estudos e analises sob sua responsabilidade, colocando-se como um filtro contra eventuais arroubos de privatização selvagem de Paulo Guedes.

Peça 4 – o objetivo maior

Não se iludam com eventuais descompassos entre Mourão e Bolsonaro. Ambos estão tomados pelo mesmo destino manifesto, de guerra total aos inimigos, de resistência ampla ao contraditório, especialmente em temas morais e políticos.

Pela primeira vez na história, o país experimentará o que significa a verdadeira teocracia, a visão moral-religiosa se impondo sobre o pluralismo e as liberdades individuais.

Ao mesmo tempo, há o risco de uma explosão incontrolável da violência, com o conceito de guerra ao inimigo contaminando definitivamente a segurança pública, as Polícias Militares, especialmente depois do incentivo que recebeu dos futuros governador João Dória Jr, de São Paulo, Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, e Romeu Zema, de Minas Gerais.

O busílis da questão é que estratégias de guerra, como a que desponta, só comportam dois desfechos: ou a radicalização final; ou o esgarçamento, pelo cansaço da nação.

Ainda é cedo para saber qual prevalecerá. De qualquer modo, a extensão e profundidade do pensamento conservador no país impede visões mais otimistas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

78 comentários

  1. A única constante no

    A única constante no “governo” Bolsonaro é a inconstância.

    Agora o generão Mourão virou a “voz da razão” no governo?

    Nunca é demais lembrar dos diversos “Cala a Boca, Magda” que o general recebeu durante a campanha, justamente pela quantidade de bobagens que falou.

    Se essa figura é o referencial de sanidade dessa turma, estamos indo muito bem…

  2. #

    Será que não seria melhor o Bostonauro ir para a PQP e o Mourão governar essa p*rra ?

    Me parece mais… ou melhor, menos destrutivo ao País.

    Pelo menos, apesar do caráter ultadireitista, Mourão não é um beócio como o “mito”, na verdade, o mico.

     

  3. Contradições e resistência

    os setores da soja e carnes já devem ter sentido os efeitos das declarações do novo governo, e pressionado para tentar reverte a situação, mas o estrago já foi feito se os nossos principais já estão a procura de alternativas.

    O Oriente Médio deve encontrar dificuldades para encontrar alternativas, mas a China tem dinheiro, tecnologia e parceiros na Africa para construir uma alternativa que terá impacto na nossa balança comercial nos próximos meses.

    A resistência nas escolas aumentará o ativismo políticos estudantil, e se novo governo durar muito tempo parte significativa do movimento estudantil estarão trabalhando, e ajudarão a fortalecer a militância nos sindicatos, com muitos deles assumindo a direção dos sindicatos.

    Com o liberalismo econômico e o alinhamento político com os EUA, caminharemos rapidamente para uma crise nas contas externas, o que fará o Brasil recorrer novamente ao FMI.

     

  4. Não concordo com o trecho ” a

    Não concordo com o trecho ” a extensão e a profundidade do pensamento conservador”.  O descrito no post não é um pensamento conservador – que em países desenvolvidos é fundamental para se confrontar com o pensamento progressista e desses atritos o país avançar. É um pensamento mega-reacionário, teocrático. 

    Bolsonaro é o mosquito que injetou 4 vírus – o vírus do pensamento militar (Mourão), o da justiça pro inimigo (Mouro), o do ultraliberalismo que faria Thatcher uma comuna enrustida (Paulo Guedes) e o teocrático (Araújo-Velez). Portanto, agora tanto faz se o mosquito for eliminado. Não há chance nenhuma de um país receber esses quatro vírus duma vez e não sair com sequelas eternas ou até morrer. E pra ferrar de vez o único médico que poderia evitar a desgraceira foi preso e tem chance enorme de sair da cadeia morto – de morte natural ou assassinado. 

    • Pensamento Conservador

      Verdade. O pensmento conservador é um contrapeso ao progressista. Hoje, existe muita essa confusão, essa mistura, de conceitos teocráticos, militaristas e simplistas com conservadorismo político. Hoje as pessoas preferem tomar um Trump como exemplo disso, quando se tinha um John McCain, o qual, militar torturado no Vietnã, era contrário ferrenho ao uso de tortura pelo governo dos EUA, e, crítico do Obama e suas posições, probibiu seu comitê de campanha de usar temas polêmicos ou fake news como estratégia na época eleitoral.

      A eleição do Bolsonaro parece uma coisa meio desconjuntada. A grande maioria dos apoiadores não consegue justificar o ufanismo e a emplgação com o futuro presidente, além de contra-argumentar com frases feitas e palavras de ordem, a maioria delas tendo a ver com ataques as outras posturas, do que com defesa e as vantagens do governo eleito. 

      Acho que essas abóboras vão se quebrar, algumas, enquanto o caminhão anda. 

      Um aspecto importante é lembrar que o governo Temer, ao determinar dotação orçamentária, fez cortes sgnificativos em áreas importantes, enquanto praticamente não limou aquilo que beneficia certa classe ou grupo (grandes montantes). Ainda haverá muita repercussão de um dos governos mais tesourantes da história no ano que vêm, e por isso, há de se fazer concessão em algumas críticas ao Bolsonaro nesse andar de carruagem. 

      • Essa distinção é muito

        Essa distinção é muito importante. O Partido Conservador britanico em 1939 era evidentemente anti-comunista, estava no lado da Direita mas tambem o era de Direita o Partido Fascista italiano, portanto ambos partidos anti-esquerdistas MAS completamente diferentes, um era civilizado e respeitava os contrarios, o outro não.

        O Conservador  classico quer manter as instituições de direito e as regras classicas do liberalismo economico, não é contra a evolução da sociedade mas entende que o movimento deve ser espaçado, regular e consensual.

        Já o Fascismo ´se pretende um ativismo guereiro em continuo movimento, não pode parar e não aceita oposição.

        Portanto há duas Direitas, a civilizada e a grotesca.

        • Progressistas + Conservadores

          Perfeito. É essa Direita que defende o Estado Democrático de Direito que precisa compor uma Frente Ampla. Um exemplo para ficar claro: o professor Cláudio Lembo (conservador assumido) deveria compor a coordenação da Frente.

          • Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla

            Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla

            Parece um disco quebrado. Numa frente as partes têm que ter posiçoes em comum. Nao dá para fazer frente nenhuma nao só com cachorros e gatos, mas tb com cobras, escorpioes, sapos e mosquitos.

          • Só é possível se a Frente

            Só é possível se a Frente Ampla defender a coroação de Ciro para Imperrador do Brasil. Fora isso, não vai rolar.

        • A grotesca vai governar o

          A grotesca vai governar o Brasil, São Paulo, Rio e Minas Gerais.

          AA, há direita civilizada no Brasil? Fora o sempre citado Claudio Lembo? Bom talvez agora o Alberto Golmdan e o Tasso Gereissati. No entanto me parecem sem força alguma

        • Pergunte a um irlandes

          Qual   a opinião dele sobre a democrática e adorável Srª. Tatcher, enquanto sentia os efeitos da pobreza , do desemprego e da ignominia.

          Exercito de ocupação em Belfast, com direito à milícias de cunho religioso. Qualquer semelhança nao é mera coincidência.

          Direita civilizada?

           

           

           

           

           

           

           

           

           

          • Sim, Direita civilizada. Por

            Sim, Direita civilizada. Por que não? A partir do instante que nos arvoramos como donos da Verdade, portadores de todas as Virtudes, automaticamente saímos da dimensão da Política para adentrarmos no sectarismo tosco e pueril.

            A maior evolução da Esquerda, na qual me perfilo idologicamente, foi, paulatinamente, abandonar essa pretensão de ser a “guia dos Povos”, a detentora de todas as razões, portanto indefectível e destinada – ad infinitum – ao protagnismo. Pretensão, é óbvio, que vai de encontro a própria natureza humana. 

            Se pararmos para examinar a nossa trajetória até aqui, é raso perceceber que foram os embates, os confrontos de ideias,muitas vezes drasticamente opostas e aparentemente irreconciliáveis, que nos proporcionaram sobreviver como civilização. 

            Há Direita e Esquerda civilizadas que poderm e devem divergir nas visões e proposições, jamais teleologicamente que, saliente-se, nada tem a ver com “paraísos” ou quimeras semelhantes, mas com algo bem mais simples:a sobrevivência da espécie humana enquanto tal. A reboque, tudo o mais(progresso econômico, social, científico etc). 

          • A direita civilizada deu um

            A direita civilizada deu um gople em Dilma em 2016. Não esperou 4 anos. PAra mim, agora a diferença entre a direita civilizada e essa turma é saber usar talheres ou não na mesa.

             

    • Maravilhoso !

      Maravilhoso!  É a nossa resposta, o contraponto  à violência, ao retrocesso, ao obscurantismo, ao medievalismo, à ignorância, à intolerância, à falta de solidariedade, à imbecilidade que reina nessa ultra direita

  5. Atenção! Vermelhas são aquelas pessoas que comem frutas

    vermelhas

     

    Algumas frutas vermelhas:

    Morango. Tem propriedades diuréticas, e é rico em vitamina C, que ajuda na cicatrização de ferimentos. …Goji Berry. Riquíssima em vitamina C e outras vitaminas como: B1, B2, B3 e B6. …Mirtilo (Blueberry) …Groselha. …Amora. …Framboesa. …Cranberry. …

     

      

    Resultados da pesquisa

    Snippet em destaque da Web

     

     

  6. Libianização do país via

    Libianização do país via Guerra Híbrida. É isso e sempre foi. Isso era visível a uns 2 anos, mas ninguém ligou. Achavam que era tudo brincadeira.

    Parece que nunca leram o Thierry Meyssan, nem o Pepe Escobar e muito menos o saudoso Luiz Alberto Moniz Bandeira.  

    E as tais “raposas do PT”? Nunca vi tanto amadorismo, que não enxergaram isso. Acho que ao invés de estudar “O Príncipe” se confundiram e foram ler “O Pequeno Príncipe”,

    • In Memoriam: Exupery
      Concordo com tudo que você comentou. Mas ficou parecendo que você menosprezou o grande Antoine Exupery e sua obra magna “O Pequeno Príncipe”.
      Espero que não tenha sido sua intenção, pois é bom lembrar que o escritor também foi aviador e morreu em combate na II Guerra Mundial. Além de escrever para crianças e adultos-crianças, Exupery escreveu com a própria vida, enfrentando os nazistas nos céus e na terra.

      • Caro, a intenção não foi

        Caro, a intenção não foi menosprezar Exupery.

        A intenção foi outra: deixar bem claro que existe uma brutal diferença entre a política real e o conto de fadas na qual vive nossa esquerda bananeira.

        Pra mim nossa esquerda nunca deixou a adolescência, por isso sempre se ferra e com ela ferra as esperanças do país.

         

    • Libianização, acertou em cheio

      É isso mesmo! Libianização do Brasi, ou melhor, destruição do Brasil, pois a Líbia, como era conhecida, não existe mais. As palhaçadas, o bate-cabeça, as declarações contra o inimigo interno, o escola sem Partido, é tudo manobra diversionosta, cortina de fumaça. Tudo para esconder o que está ocorrendo, e vai acontecer a passos mais rápidos: a destruição do Brasil. Bolsonaro é a continuinade de Temer. Não é melhor nem pior. Tudo o que a Lava-Jato e Temer fizeram já nos colocou a caminho da destruição, da fome e da miséria em massa.

      O brasil é o quinto país mais populoso, recentemente foi a sexta ou sétima economia do mundo e tem, segundo a perspectiva de especialistas, tem reservas de petróleo de 176 bilhões de barris de petróleo. (http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/08/pre-sal-do-brasil-contem-176-bilhoes-de-barris-de-petroleo-e-gas-diz-estudo.html). Será que nos iam deixar desfrutar desta aunomia energética?

      Se a coisa continuar assim, acho  que o próximo filme de Padilha será um remake de um filme distópico similar a Elysium ( http://www.adorocinema.com/filmes/filme-182991/ ), só que filmado ao vivo nas ruas das grandes cidades brasileiras.

  7. Precipitação

    Acho que é cedo para fazermos oposição efetiva. Contaremos com base parlamentar e social para agir e argumentos para comunicar isso ao povo, uma vez iniciado o novo governo e o novo congresso. Estamos sendo conduzidos para uma oposição antecipada e especulativa, chancelando uma ebulição editorial de muitos blogs progressistas (embora legítima). Ainda, muitos dos congressistas que não continuarão no próximo período são os que mais fazem declarações estridentes e de inconformismo, o que também é natural. O que não é natural somos nós começar a reclamar antes de começar o jogo, pois com isso estamos apenas seguindo o jogo do Bolsonaro. O que cabe agora (e sempre) é lutar pela liberdade do Lula.

    • a técnica avestruz

      ….mas quando Chamberlain chegou em Munique para assinar o tratado de paz com o Adolfinho o desfecho dos futuros acontecimentos era mais que evidente, afinal depois do terremoto e tsunami não chega a primavera.

      A melhor defesa é…..ou algo mudou?

      • Avestruz?

        É um bicho meio burro a avestruz

        Acredito que nós sejamos bem mais inteligentes do que isso, inclusive para ler e compreender um texto tão simples e objetivo, sem necessidade de citar esses exemplos desporporcionados que você citou.

        Estamos reclamando antes de tempo, seguindo o entusiasmo blogueiro por audiência e também o jogo do Bolsonaro, que se alimenta disso. Enquanto não assumir e agir, Bolsonaro não perde um único simpatizante dentre suas fileiras.

        Deixe que os partidos se reunam e criem os caminhos corretos de ressistência inteligente.

        • Sim, simples e objetivo

          Só quis mostrar como a história é mal contada e atitudes corretas são esquecidas facilmente quando versões fascistas são contadas até tornarem-se verdade. O povo brasileiro esqueceu o Lula, o acha ladrão e motivo da quebradeira brasileira! O povo Inglês acha que Churchill foi o seu salvador, apoiador de Dowding e seus garotos com sua frase “Nunca tantos deveram tanto a tão poucos”. Mas foi Churchill que desprezava estes “poucos” até salvarem o país. Infelizmente esta é a versão da história que o povo acredita

      • A história contada pelos vencedores

        No caso Churchill. Que fez muitas atrapalhadas e com custo alto de vida. Todos pensam que Churchill salvou a Grã Bretanha do nazismo. Mas no livro do Michael Korda, “Com Asas de Águia”, Churchill não gostava de Hugh Dowding, comandante do Comando de Caças da RAF e criador do primeiro sistema de defesa áereo antecipado da história, composto dos caças Spitifire e Hurricanes e radares de alerta antecipado. Churchill era apoiador da teoria que os bombardeiros sempre passarão e a priorização da criação do comando de bombardeiros quadrimotores e relegando os caças para segundo plano. Se não fosse Neville Chamberlain ser o primeiro ministro e apoiador dos planos de Dowding, quem teria salvado a Inglaterra? 

  8. Esse governo tosco, bizarro e
    Esse governo tosco, bizarro e tacanho de ideias é natimorto…..

    É um cadáver putrefato e o país vai se abraçar ao moribundo…….

    Até quando vamos suportar é a questão….o Mefistófeles não chega ao fim, ou será deposto ou se tornará figurativo, irrelevante e sem noção, como é…….

    O país seguirá a sina de dar cem passos para trás, e um para a frente……

    Continuará um território sem povo, ou não……

  9. Nassifão esse combate ao
    Nassifão esse combate ao inimigo é puro diversionismo, muito me intriga essa insistência ao extermínio “do inimigo”serve a quem?O debate/foco deve ser às medidas/iniciativas do governo Bolsonaro p a melhoria de TODOS BRASILEIROS(inclusive desses ditos inimigos q não são inimigos,são brasileiros amantes do povo e do Brasil)parece papo de louco como o do novo cara do Itamaraty q quer procurar pêlo em ovo na gestão Celso de Amorim q mentalidade medíocre é incrível isso,querem manter a bandeira antipetista no foco de qq jeito pra fazer lavagem cerebral no povo,só tem um jeito quando falam mal de vc,focar e falar bem de sí mesmo,mostrar fatos concretos contra os fatos irreais,verdade contra a mentira,o modus operandi deles já é manjado e a esquerda deveria já estar vacinada contra isso,vamos ao q interessa q é um governo Bolsonaro p melhorar as condições de vida do povo,muito me admira a esquerda não saber explorar a piora imensa nas condições do povão,das empresas de td em geral,da gasolina absurdamente cara,olha vou dizer pra vcs,esse entorpecente antipetista é fortíssimo,deixa todo mundo loucão mesmo,tb com esses traficantes de desinformação e diversionismo eficientes!

    • As más notícias
       

      A esquerda perdeu poder e não tem mais dinheiro para “convencer” a mídia a propagar a verdade para o povo.

      Muito pelo contrário para a mídia o povo livre dos patrões navega num mar de felicidade da iniciativa própria.

      Todo mundo é livre para investir, especular e ser próspero.

      Agora  todo o  cidadão pode ser  empresário.

  10. resumo da ópera: bolsonaro

    resumo da ópera: bolsonaro será o bufão, a fazer palahaçadas para distrair o distinto público e o general vai aparecer como o que tem algum juízo, embora seja duvidoso. Mas uma farda sempre cala a boca das dissidências

  11. Como o sr….
    Como o sr. Olavo de Carvalho disse “eles leem as besteiras que escrevo e acreditam nelas” , ele ironizou mas é por aí.

    Um Tabibã evangêlico…

  12. O texto não traz

    O texto não traz novidades

    Lendo o artigo acabo pensando que o BRASIL vive no mundo da LUA (isolado do planeta)  ..afinal, aonde entram os fatores externos na brincadeira ? Os vizinhos, parceiros, os não alinhados aos EUA ?  .. e a reação da igreja católica, da base congressual fragmentada, dos dissidentes nas diversas Instituições brasileiras, incluso golpistas ?

    ps – importante observarmos como a base de BOZO reagirá a reforma da previdência que, obrigatoriamente, pra ser efetiva e não cosmética, tem que pegar nos MILITARES e na turma do Judiciário/funcionários públicos  ..e não devemos esquecer que um potencial esgarçamente acelerado já começou, com o fim do MAIS MÈDICOS, por exemplo

    Fatos:

    – crise econômica a vista, as bolsas americanas entraram em novo ciclo de baixa (até quando e qual intensidade ?)  ..Trump tem popularidade e forças pra se reeleger ?

    – as commodities desabaram (petróleo perdeu 30% em 60 dias e o ferro esta 25 % abaixo do que era em 2017), já já agricolas e celulose podem tomar o mesmo rumo  ..isso, apesar do PHA dizer que foi culpa do Paulo Guedes pela bovespa ter desabado (plante boato e colha descrença, eu diria)

     – a Europa continua patinando e EUA perdendo o brilho  ..de novo, no mundo, a VITALIDADE vem dos BRICs sem B (associação militar India Russia e energética China Russia)

    – O projeto de privataria contaria com o apoio SUICIDA das forças armadas ? Como fazer o país decolar sem a força duma Petrobrás, BB, Caixa, BNDES e correios – comércio digital –  por trás ?  ..aqui não tratamos de meras empresas, mas de MERCADOS, de instrumentos indutores e REGULADORES, de política de Estado-geopolítica

    – sem consumo (população endividada e sem emprego), com empresas sem demanda, como atrair investimentos pros parques que estão OCIOSOS e ficando obsoletos ?

    – Neste contexto como reagiria a população diante duma provável condenação da ONU pelo martírio de LULA da SILVA ? A mídia fará chegar o tema à classe média e ao povão ? se não, a mídia alternativa tem força pra propagar a questão ?

    – Como ficarão a Justiça (STF, CNJ e TSE) e os Militares se forem classificados oficialmente como GOLPISTAS fascistas, internacionalmente ? ..e se viesse um improvável Nobel pra Luiz Inacio ?

    Questões e cenários não faltam pra serem explorados ..por exemplo, qual seria a reação da população a temas ISOLADAMENTE polêmicos mas que encontram MAIORIA apoiando, e  em desacordo com os conservadores do clã do Bozo (união civil por exemplo)

    …eu ainda aposto que o sucesso imediato do BOZO recai na Política de Segurança Publica com seus dados catastróficos (que bate em TODA POPULAÇÃO), e não necessariamente na perseguição da lava jato junto aos vermelhinhos (tema batido e que já deu na vista  ..foi perseguição, a população sabe disso e ainda aguarda pelo dinhero do LULA)

    ..e claro, aposto na preocupante decisão dessa turma em debilitar o alinhamento SUL SUL em prol duma submissão os EUA, alinhamento que é das poucas possibilidades pra desenvolvermos um papel pró ativo no mundo, e de porporcionarmos crescimento e desenvolvimento mais orgânico pro nosso povo

    enfim, vou ficar aguardando pelo próximo xadrez que, quem sabe, trará novidades

     

    • Frente Ampla Única é necessária

      ROMANELLI: todas as variáveis externas que você apontou têm influência sobre o movimento político interno. Penso que não há dúvida. Porém, se não tivermos uma forte organização INTERNA, essas ações externas terão pouca eficácia. 

      Existe na sociedade uma força contida de repulsa a Bolsonaro (vide os 47 milhões de votos contra no segundo turno). Parece-me que depois da morte do Otavinho Frias, a Folha SP teve uma inflexão editorial – ainda tênue, mas um sinal de mudança. Tudo isso precisa ser organizado e acredito que a melhor alternativa até o momento é a formação de uma Frente Ampla Única envolvendo TODOS os democratas (progressistas e conservadores). Mas os principais líderes aparentam estar mais preocupados com o “cálculo eleitoral”. 

      Ontem vi uma entrevista do presidente do PSol que me deixou um pouco esperançoso. Vamos aguardar…

      • Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla

        Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla, Frente Ampla…

        Continua tocando o mesmo disco rachado.

    • Perfeito. A análise do golpe,

      Perfeito. A análise do golpe, de sua consolidação pelas ‘eleições” e do seu futuro exige, impõe, a perspectiva geopolítica. E é necessário acompanhar com muita atenção o que ocorre no meio militar – o verdadeiro poder, que irá ganhar espaço e subordinar os demais núcleos do governo. É necessário também afastar a ilusão de uma separação entre militares da ativa e da reserva. O que cumpre investigar são as heterogeneidades no meio militar, que sempre existiram.

    • Eles vieram a isso mesmo

      Romanelli, as respostas as suas perguntas estão aqui ao lado, no governo Macri da Argentina. Em 3 anos, destruiu o Pais, acabou com poder aquisitivo conquistado e consequentemente a demanda interna, pulverizou a moeda desvalorizando-a em 400%, detonou as reservas, endividou-o em U$ 150 bilhões hipotecando o futuro por 100 anos junto ao FMI. Rifou a Soberania

      Eles vieram para isso mesmo, para detonar a economia, reduzir direitos, endividando-nos… a nos colocar de joelhos diante do Capital inernacional, num retorno ao Colonialismo. É um pojeto global com a conivencia das elites abutres locais.

      Esqueça o Nacionalismo… O mundo está pensado para um bilhão de pessoas viverem num padrão civilizatorio, o resto, os outros 7 bilhões, deverá se contentar em disputar as sobras

      • O resto para o resto
          

        “Esqueça o Nacionalismo… O mundo está pensado para um bilhão de pessoas viverem num padrão civilizatorio, o resto, os outros 7 bilhões, deverá se contentar em disputar as sobras”

        Disputarão as sobras os que sobreviverem.

  13. Eu achei a argumentação
    Eu achei a argumentação bonita, porém faltou embasamento em qualquer tipo de lógica política, você deixou de lado o senso jornalístico que devia ter sido o março de sustentação de seu discurso, enfim gostaria de pedir que você colocasse as fontes pelas quais tirou essas informações, pois dizer algo todos dizem mas a missão de um jornalista devia ser a busca pelos fatos mais próximos da verdade

  14. Sejamos Otimistas. O Brasil parece trilhar novo caminho.
    Façamos uma autocrítica. Lula e Dilma agora réus em novo processo. Os integrantes de nosso partido realmente excederam o limite da ética, da moral e bom senso e isso é tudo munição para os “anti- vermelhos” como disse o artigo. São fatos que depõem contra a esquerda e o povo não perdoa. Em pouco tempo, tido o PT estará ou na cadeia ou respondendo processo. Uma lástima. Temos de parar de ser cegos. Não dá mais para esconder o quão nefasto foi para o país,acesquerda no poder. Este rodízio fará bem.

  15. Sem discordar do

    Sem discordar do diagnóstico,fico pensando se este povo que conseguiu se eleger para ocupar o governo federal irá entrar em guerra contra o povo do Brasil.

    Não vejo possibilidade alguma de um governo dar certo entendendo o povo como inimigo,aliás,nem governo será.

    Contudo,diante de tantas declarações absurdas na sua essência,começo a ficar otimista com o futuro governo. Ainda faltam cerca de 40 dias para a posse,tempo suficiente para muito mais asneiras. Meu otimismo é baseado nisto.Uma hora o estoque de asneira acaba (embora essa gente tenha a capacidade criativa infinita para isso),e um pouco de racionalidade deve surgir e,com isso,um governo um pouco melhor do que se espera.

    De qualquer forma,pelo andar da carruagem,a equipe que inicia o governo não deverá permanecer por mais de 6 meses,quando as primeiras defecções deverão ocorrer.

  16. Entender os passos do Supremo Tribunal Federal

    Corre em alguns sites de Direta a historia relatada pelo advogado Paulo Carvalhosa de que o STF esteve durante toda o tempo das eleições sob Intervenção Militar. Em que pese teorias conspiratorias, eu acho bem provavel que o STF não somente esteve sob pressão dos militares, como ainda esta. Dizem que o general colocado como assessor de Toffoli foi mais uma forma de tentar apaziguar os militares que estão muito “aborrecidos” com a “roubalheira” em Brasilia, tanto do PT quanto do PMDB. Isso explica a prisão arbitraria do presidente Lula e aquela tentativa de revolta de Lewandoski quando liberou a entrevista de Lula à Folha. Gilmar Mendes anda estranhamente ‘casmurro’. Marco Aurélio Mello ? 

    Ha muitas coisas estranhas acontecendo no Brasil e tudo de forma difusa, mas rapida e assim vão desmontando o Pais, acabando com as garantias consititucionais e muito silêncio em torno disso tudo. Acho que essa historia de “intervenção militar” no STF deveria ser melhor investigada pelos jornalistas. Afinal as reações dos ministros do Supremo em relação aos processos da Lava Jato são muito estranhas, para não dizer, que estão agindo fora da curva.

  17. Quando até o Nassif começa

    Quando até o Nassif começa fazer posts pessimistas é que está na hora de deixar o país.

  18. Sim, mas…
    Ok, Nassif, mas o Brasil é grande demais para esse tipo de conflagração. Não haverá nem exército nem pm para caçar vermelhos nesse mundão todo. E o mais importante: um conflito dessa dimensão não interessa aaos EUA: ninguém gosta de bagunça no seu quintal.

    • Quanta inocência! O Sr.

      Quanta inocência! O Sr. acomanha o cenário internacional? Ucrânia, Egito, Honduras, Arábia Saudita, Venezuela, Argentina, Afeganistão, Síria? Quem disse que os EUA não gostam de bagunça em seu quintal?? Já diziam os romanos: divide e impera! Não creio que os EUA se oponham a uma guerra na América Latina.

  19. Eu de fato também fiquei

    Eu de fato também fiquei surpreso com a entrevista do Mourão. Durante a campanha não era nem um pouco assim. Fazia lambança atrás de lambança. Tanto é que torcia para ele ir nos debates no lugar do Bozo.

    Nassif, será que chamaram ele para “conversar” lá no alto comando? Com certeza a despeito de todo o anti-esquerdismo das FAs o generais que ainda não botaram o pijama tem compromisso com a racionalidade para dizer o mínimo. O risco de, em não se fazendo nada, o governo Bozo desmoralizar a FAs para sempre é para lá de real.

    De qualquer forma vejo algo nesse xadrez que não encaixa. O Mourão (da entrevista) e o Guedes não ficam em pé no mesmo tabuleiro. Um deles terá que dar cheque mate no outro. E aí, se o primeiro tem o suporte das armas o outro tem o do dinheiro pesado e transnacional. E então, o que será?

  20. Selvageria.
    Ainda não achei mais pessimista que eu. Mas explico novamente, é preferível sê-lo na análise imperfeita da conjuntura e ser otimista na ação. Reconheço que sou péssimo no xadrez, mas ainda assim admiro seus grandes jogadores e suas estratégias.

    De boxe, que sei menos que xadrez pois nunca lutei nem de brincadeira. Nele, muitos lutadores e técnicos almejam derrubar seu adversário logo no primeiro round. Os despreparados costumam abrir a guarda ao tentar resolver o combate logo no começo. Os estúpidos beijam a lona.

    Às vezes a luta fica chata de assistir, muito técnica, com abraços (é proibido abraçar). O juiz separa o abraço e ordena: Boxe!

    Bolsonaro tem queixo de vidro ? Sua boca blasfema e arrogante (Apocalipse 13) tem provocado os adversários que em vão repercutem e propagam suas falas. Tentam atingir seu queixo e acabam abrindo a guarda.

    Boxe é no fígado. É preciso esgotar o Mike Tyson. São 12, 14 rounds ? A luta pode não acabar depois do último, e por isso sou pessimista. Mas aqui ninguém vai jogar a toalha. Sangue, suor e lagrimas. Render-se jamais.

    O analista abaixo já dá como certo a bola da vez: Guilherme Boulos.

    https://www.revistaforum.com.br/valerio-arcary-seis-hipoteses-contrafactuais-polemicas-sobre-o-balanco-das-eleicoes/

    Eles precisam de inimigos para manter coesa a fronda irracional.

    A estratégia da nossa luta é simples: ao mesmo tempo, não abrir a guarda e bater no fígado do oponente. Ficar de pé. Se cair, levantar rapidamente.

    Para quem vai deixar o país, não julgo nem condeno. Siga sua consciência. Há muitas formas de se combater, e uma delas é impor a hora de combater, recusando as provocações.

    Jesus Cristo venceu a morte.

    • Selvageria
      Gostei muito do seu comentário.
      Serão dezenas de rounds até que esse governo e essa sociedade construída sobre mentiras caía. Muitos anos ainda. Mais do que este mandato presidencial. Mas no final a verdade vai vencer. Espero que dure não mais só 13 anos, mas que este país finalmente encontre sua soberania.

    • Racional vejo q sua imagem tb nao tá aparecendo e vc é cadastrad

      O mesmo está acontecendo com a minha. Eu usava um programa que acrescentava a imagem sempre que a gente comentava onde tinha indicado o email. Vc tb usava? Ele parou de existir? Sabe se existe outro que faça o mesmo? Sinto falta da imagem, nao só porque sou reconhecida por ela, mas tb facilita encontrar meus próprios comentários. Sem falar do fato de poder passar por nao cadastrado, possível troll.

    • Jesus Cristo não venceu nem o

      Jesus Cristo não venceu nem o medíocre do Paulo, que inventou um encontro de faz de conta e tomou para si o Cristianismo.

       

  21. E o peso dos acertos do Bolsonaro?

    Esta é a “elite” dos sonhos da direita brasileira. Cunha (ala evangélica), Severino calcante e Temer (ala dos conservadores), além do Aécio (ala tecnocrata); cometeram crimes com provas cabais e são, intelectual e políticamente, representantes muito + limitados dessas alas, se comparados com os membros da equipe do Bolsonaro. Então, espera-se que errem menos (no que é unamine, como a melhora dos sistemas e banco de dados usados para investigações policiais) e que errem mais, e de maneiras + complexas, quando a extrema direita desejar.

    Ai, eu fico pensando nas ações óbvias que qualquer bom ministro e presidente deveriam ter tomado e que eles poderão fazer a partir de 2019, e como ficará o saldo dos erros e acertos. Fora que pode ter uma outra ação com base ideológica que pra minha surpresa seja melhor pro país.

    *Me lembrei que só há uns 2 anos se tornou regra imprimir páginas de textos na frente e verso das folhas aonde eu trabalho, e que até hoje este órgão público estadual em que trabalho não obriga que os solicitantes/clientes façam o mesmo; e como é desanimador ter que carregar/manusear/organizar processo de 20 volumes; e que podiam ser 10-12 volumes.

  22. Cabe à esquerda apenas analisar o Xadrez q Direita está jogando

    Estamos fora do jogo de Xadrez… praticamente não há movimentos a serem feitos pela esquerda. Nos resta observar o jogo da direita e rezar pelo melhor. BolsonaroXGlobo… OlavistaXBolsonaristas Moderados… MoroXBolsonaro… ExércitoXCivil de Direita

    A ESQUERDA NÃO É CAPAZ DE DESCONSTRUIR O GOVERNO BOLSONARO… TRISTE VERDADE! 

    1-HÁ DÉCADAS A ESQUERDA NEGLIGENCIA OLAVO DE CARVALHO

    Fracasso completo em perceber o óbvio! Olavo de Carvalho foi montando seu castelo lentamente, como uma formiguinha, sem ninguém se opor a isso… de repetnte a esquerda se assustou com o “Imperio da Imbecilidade”… ohhhh 

    A esquerda se acha superior a isso tudo… mas não é!

    2-HÁ DÉCADAS A ESQUERDA NEGLIGENCIA O YOUTUBE, FACEBOOK E WHATSAPP

    Velhos jornalistas de esquerda fiéis aos seus blogs e suas “cartas abertas” irrelevantes… sutileza retórica e textos que não citam nomes… enfrentando Nando Moura e seus clones com milhões de inscritos, postando vídeos diários com sua metralhadora apontada diretamente no alvo. 

    3-ACADÊMICOS, LÍDERES SOCIAIS E FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DETESTADOS PELA POPULAÇÃO

    O time de ataque da esquerda ainda conta com a ajuda de setores DEMONIZADOS pela mídia. Essa demonização é justa? NÃO!!! Essa demonização funcionou??? SIM!!! 100%!!! Poucas coisa funcionaram tao bem quanto a mídia martelando dia após dia que a desgraça do país são os funcionários públicos e movimentos sociais. Agora quem vai defender sindicalista da Petrobrás ou dar espaço para UNE??? Tem o MBL para falar o que eles querem ouvir!

    Boulos é massacrado nas redes sociais… os filhos de Bolsonaro “playboys” inúteis, hipócritas e desprezíveis… são amados!!! Fracasso completo da esquerda! Um jovem negro e favelado se identifica com a caricatura extrema do opressor branco, rico e que nunca trabalhou… esse tipo de coisa está tão errada que é até difícil de entender!

    4-ESQUERDA SEGUE O MODELO ARQUIPÉLAGO E ISENTÃO COVARDE

    Enquanto a direita é toda unida e comandada por Olavo de Carvalho… uma unanimidade entre os palermas neo-conservadores. A esquerda segue em seu modelo arquipelago: cada pessoa é uma ilha! Acho que existe mais ataques dentro da própria esquerda entre PSOL, PT e Ciro do que entre a esquerda e Olavo de Carvalho. Também se orgulham em falar que não tem ligação com nenhum político de esquerda… parabéns! Enquanto Bolsonaro se alia descaradamente a canais de direita, fazendo todo tipo de promoção mútua!

    5-ANTES DE FALAR DE POLÍTICA, É OBRIGATÓRIO FALAR MAL DO PT PARA NÃO SER CHAMADO DE PETISTA

    Canais de esquerda criticam mais Lula e Dilma que os direitistas. Quando é para falar de política o cidadão se sente obrigado a ficar 5 minutos falando mal do PT para não ser chamado de petista. Assim a briga já começa perdida!

    6-A DIREITA SEGUE JOGANDO O XADREZ… A ESQUERDA FICA DE FORA OBSERVANDO E REZANDO PELO MELHOR

    Apesar de não estar no jogo… as peças de sacrifício são todas da esquerda… movimentadas pela direita.

     

  23. Idiotas úteis só são descartados após utilidade não compensar

    Primeiro as ‘metas’ precisam ser atingidas:

    Privatarização do que restou de fhc, avanços radicais dos ruralistas sobre terras nacionais (sendo desnacionalizadas?), evangélicos sobre a opinião pública predominante de crentes (um rebanho?), desnacionalização do pré-sal e riquezas minerais, consolidação (definitiva?) da economia dependente de commodities controladas de fora, desregulamentação financeira para a banca, repressão consolidadada aos diferentes e adversários, “reforma” fiscal para os ricos, “reforma” trabalhista para os empregadores, caos na segurança, adestramento em vez de educação, enfim, cobrança de aluguel aos brasileiros por se-los e de condominio por aqui viverem.

    Não esquecendo a consolidação internacional de nossa imagem: há mais de 5 séculos, um país de bananas.

    O mais rico país de bananas do planeta … único de uma espécie!

  24. Quem tem charges, videos, material

    Alguem aqui tem charges ou photo shops com esses malafaias, magnos maltas, felicianos, bolsonaros travestidos de Talibans? É opeciso desqualificar, desmiralizar, fazer sarcasmo  esses olivetes, esses mbls.  Eles dispõem de uma máquina de comunicação eficiefntìssima. São videos, charges, dizeres  que circulam rapidamente por wgatsapp.   Estamos completamente defasados nesse ponto. Quem tiver, por favor, publique. Temos que divulgar o besteirol diaário.

    •  A melhor coisa que a

       A melhor coisa que a esquerda tem que fazer (mas não fará) é associar toda esta gente a MACACOS ( tenho feito isto e o resultado é ótimo, assistir a cara destes babuinos é impagável quando se percebem burros)!  Pela burrice, truculência e por serem copias de tudo que vem do “states”. Tem que botar um espelho na cara deste lixo de gente, para perceberem que estão em uma cópia mal arrumada do antigo seriado Lancelot Link! Eles tem que sentir vergonha do que representam!

  25. Bomba relógio!

    O futuro governo Bolsonaro é uma bomba relógio.

    Não tenho dúvidas de que chegará um momento tenso entre os três poderes.

    A incógnita está em saber qual dos três poderes conseguirá se impor frente ao colapso

    completo da máquina pública.

    O Teto dos gastos é a bomba mais destrutiva para a população.

    A reforma da previdência é a pá de cal, a drenagem do seu capital político.

    Haverá a reversão de expectativas dos eleitores no curto prazo e a mídia tradicional iniciará

    o seu jornalismo de guerra.

    O dito ” deus mercado” pressionará por mais e mais austeridade fiscal.

    A violência irá explodir nos campos e cidades e não haverá controle eficaz para isto.

    Quem viver, verá.

  26. O tom de um governo

    Num trabalho militar não se exige amores sociais – militares são treinados para a guerra e qualquer guerra só é vencida pelos impiedosos – quem matar mais, vence…

    E é assim que precisamos das nossas forças armadas…

    Só acho que não poderia ser contra seu próprio povo…

    Então o Mourão faria seu trabalho praticamente igual tanto dentro de um governo LULA ou Temer…

    O tom de um governo, sua marca estão nos avanços civilizatórios e econômicos – não tem como sair disto…

    A escolha de Paulo Guedes é que será importante para o futuro –  e ele vai quebrar o Brasil e sem volta!

    Estamos criando uma pirâmide onde no fim quem pagará é o povo!

    Bilhões de reais da produção, das industrias e serviços estão migrando para o juros!

    Então o rumo do processo a cada dia torna-se mais irreversível, a cada bilhão que sair da produção e cair na ciranda dos juros se transforma em milhares de argumentos a favor de uma reforma previdenciária total, agressiva!

    A cada bilhão será menos SUS, menos educação pública!

    A cada bilhão que migrar para os juros fará com que produzir no pais só dará mais lucro que os juros, quando o emprego e obrigações sociais tenderem ao trabalho análogo ao escravo…

    Se você brecar isso, você terá bilionários revoltados pelo golpe em suas expectativas –  e sabemos que generais e juízes são sensíveis aos apelos dos bilionários…

    Podem morrer milhares de crianças de fome, doenças – isso não mudará o rumo do pais onde os juros têm fome!

    Não aparecerão na TV, que já não mostra mais nada e ficará a mercê de aparecer nos blogs sujos…

    As escolas sem partidos, a censura cultural vão regredir a percepção geral do Brasileiros – qualquer extravagância pode gerar absurdos em termos de violência apoiados pelo estado onde leis podem ser relativizadas sem aviso prévio a mercê da interpretação da lei por cada juiz que pode ser razoável ou não!

    Este será a pior herança do bolsonarismo – é de nos tornarmos parecidos com ele…

  27. Tem caroço nesse Golpe

    FHC, apesar de que diga o que diga não deva ser levado a serio, servindo a não ser como um indicador dos movimentos subterraneos da politica, especialista que é, manifestou, antes do final das eleições que, independente do seu resultado, o vitorioso (Bolsonaro ou Haddad) seria um governo passageiro.

    Emilio Odebrecht, há alguns dias atras repetiu a aposta de que esse governo não duraria 2 anos…

    A Direita pura, e não fundamentalista, não ficará de fora batendo palmas para os palhaços do circo dançarem. Não foi para isso que apostaram todo seu crédito (sic) num golpe. Esquentaram a água para outro tomar chimarrão?

    A cirurgia de Bolsonaro marcada para após à posse deverá trazer muita agitação e emoções. A luta será fraticida e, se necessária, magnicida. Não esqueçamos, 61% não querem o Bozo, sem falar nos já a esta altura, arrependidos.

  28. Quais as razões que teria o

    Quais as razões que teria o senador Romero Jucá

    para dizer -assim do nada- “temos que estancar essa

    porra dessa sangria, com o STF, com tudo”, Ora, se isso fosse dito

    pelo Bolsonaro, cairia num vazio profundo,pois ele se

    acostumou a desferir este tipo de coice.

    Ora, todos sabemos que o STF foi o principal responsável

    por essa, nem vou dizer bagunça politica, mas esculhambação

    politica que estamos atravessando. E ninguém, nem jornais, tvs,

    rádios,revistas, blogs, enfim ninguém procurou o Jucá para

    “explicar” a sua fala. Ele não volta para o senado. E está todo

    enrolado com a justiça, lá na sua capitania. E os meios de

    comunicação ficam procurando os bagrinhos para opinar

    sobre este ou aquele assunto. Quando a imprensa – e aí incluo

    os blogs – irão fazer “o mea culpa” coisa que dia sim outro também

    exige que o PT faça.

     

  29. …das perplexidades de pedra que nos paralisam…
    …das perplexidades de pedra que nos paralisam…
    .
    Nassif é um dos sólidos articulistas ativos em nosso país. Quando ele termina seus últimos artigos com frases semelhantes à que usou neste, assim como outros jornalistas independentes em várias reflexões, não deixa de ser um sinal de que a realidade se tornou nonsense “além do limite”.
    Porque é a terceira vez, se não me engano, nos últimos quinze dias, que ele encerra um texto com uma expressão que quer dizer algo do tipo: “não dá, no contexto atual, com esses elementos de que dispomos para análise, afirmar o que acontecerá com o Brasil nos próximos meses…” – referindo-se, é claro, ao governo (???) dessa criatura tosca, autoritária, bestial, que nossa sociedade elegeu para presidir o Brasil.
    .
    Então, a ficha caiu de vez: de todas as fraturas sociais havidas nesse Brasil secularmente fraturado, país mestre na exclusão do outro, a mais evidente é a que separa os LÚCIDOS dos ALIENADOS… os que vivem, pensam, sentem e reagem a um mundo REAL e os que vivem, pensam, sentem e reagem INSERIDOS EM UM MUNDO-MATRIX, mundo falsificado, recriado pela grande mídia para facilitar o tanger nossas classes médias – principalmente… – e os pobres que viessem como “um brinde”, do modo como são tangidos nos últimos anos: COMO UM GADO (DES)HUMANO.
    .
    Essa loucura, essa esquizofrenia acumulada, transbordante na forma de desesperança, desespero, indignação e as tais “perplexidades feitas de pedra”, nada mais são que essa horrenda DICOTOMIA entre realidade e o que estamos vivendo – a mais absoluta, perversa e hedionda FARSA criada pelo homem neste século!
    Não fomos “preparados” para isso! Repito: Não fomos e nem somos preparados para isso! Compreendamos que existem alguns PRESSUPOSTOS inerentes à vida, ao existir… Um deles, sólido como uma rocha, é que o mundo deve espelhar uma certa coerência entre “o que este mundo é”, em sociedade e a REALIDADE DAS COISAS….. Esse é um chão mínimo a que nos acostumamos a caminhar.
    .
    Foi exatamente esse chão que a grande mídia e toda uma série de DOENÇAS MENTAIS E SOCIAIS havidas em nossa sociedade (especialmente nas elites e classes médias…) nos roubaram. Onde havia um chão firme, hoje vemos pântanos e abismos, um mundo nonsense, cínico, uma ficção científica, uma coisa perversa, distorcida, TUDO, MENOS A REALIDADE…… – é simplesmente impossível não adoecer, se você faz parte do grupo que se manteve lúcido a maior parte desse tempo.
    .
    Fomos envolvidos, “nós” e “eles”, num mundo esquizofrênico, feito de mentiras, preconceitos, ódios, fanatismo e a partir de um determinado momento, e sem que isso tenha sido planejado passo a passo, nossas oligarquias perceberam que as portas estavam escancaradas para todos os seus desejos sórdidos… Me perdoem a expressão chula, mas éramos então, um “país de pernas abertas para que os estupradores fizessem a festa…” – como estão fazendo, demolindo nossa democracia, nossos sonhos, enquanto destruíam o chão de nossas instituições, nossa justiça, todos apodrecendo ao mesmo tempo, se vergando a essa “estranha sensação” que pairava no ar, que ninguém, mesmo que heroicamente quisesse, poderia evitar “o inevitável”. Tornou-se “mais fácil” a cada um deles tornar a si mesmo – o mais breve e radicalmente o possível… – um “COOPTADO VOLUNTÁRIO”: um a um, todos se ajoelharam à besta fascista, durante algum tempo personalizada no juiz Sérgio Moro, que percebeu, assim como toda a sociedade intuiu que assim era, que detinha em suas mãos O PODER ABSOLUTO, para fazer literalmente tudo o que sua mente e seu coração desejassem. O ponto de ruptura definitivo? A condução coercitiva de Lula, uma demonstração de FORÇA e FÚRIA incontroláveis, e paradoxalmente, de uma DESNECESSIDADE ABSOLUTA, pela óbvia intenção manifesta de Lula – e por todos conhecida! – de jamais desobedecer a qualquer convocação da Justiça. A patética e frágil reação dos ministros do STF àquela violência desmedida e selvagem a Lula e sua família, deu a Moro a certeza final “de que tudo podia” – como pôde, semanas depois, vazar a gravação de um telefonema com a própria presidente do país – recebendo igualmente, “leves palmadas no bum bum” de nossos acovardados ministros de um Supremo que já não existia a não ser como “peça decorativa de uma nação destruída”…..
    .
    Como e porque, então, uma multidão à nossa volta foi e é capaz de agirem de modo tão oposto ao nosso? Celebrarem todo o horror, o fim do Brasil enquanto nação civilizada, o fim do Estado de Direito, a eleição de um ser literalmente imbecilizado e bestial, tudo enfim que nos leva à perplexidade e desespero máximos? Por essa realidade social concreta, cristalina: o fato de sermos hoje “dois Brasis” – o que vive FORA DA BOLHA DO MUNDO-MATRIX e os que vivem, enfermos, zumbificados, dentro da bolha, escravos da Globo, da Folha, de sua própria classe social, e agora também escravos de uma rede social que parece estar ligada por fios invisíveis diretamente nos cérebros das pessoas, cegando-as, desumanizando-as, tornando-as toscas, imbecis, fanáticas e propensas a toda sorte de preconceitos, fanatismos e ódios diversos…
    .
    É “só esse” o chão que nos tiraram….. É preciso entendermos que “não é mi mi mi” nosso choro, nossa indignação, nossa depressão, nosso desespero!
    .
    Foi “ONTEM”, que vimos Lula celebrado e respeitado em e por todo o mundo civilizado, foi “ONTEM” que assistimos orgulhosos nosso país ser visto com respeito e admiração PELA PRIMEIRA VEZ EM NOSSA HISTÓRIA, foi “ONTEM”, que vimos 40 milhões de seres humanos, nossos compatriotas, vivendo com dignidade pela primeira vez em suas vidas, foi “ONTEM”, que vimos Luz para todos, FIES, ProUni, e europeus vindo ao Brasil atrás de empregos…… Todo um caminho pavimentado para em uma ou duas décadas tirarmos do Brasil as chagas sociais mais vexaminosas e cruéis….. Tudo, “ONTEM”…..
    .
    Portanto, são muitas, são terríveis, são montanhas de pedras, as nossas perplexidades, pior, são contínuas, o rio de esgoto fétido-fascista, a grande FARSA, não cessa, ela não descontinua nunca, não há sossego, não há oásis, não há PAZ!…
    .
    Por isso a turma do andar de cima do nosso jornalismo consciente não dá conta da realidade….. Nassif, Azenha, Eliane Brum, Jânio de Freitas, Saul Leblon, todos eles….. Atualmente limitam-se a nos mostrar “pedaços” do que virá, do que nos espera….. Nenhum deles – e nem poderiam, são apenas humanos… – pode arriscar dizer “o que virá”…. – em detalhes concretos.
    .
    Essa é a pergunta irrespondível no momento, nesse momento em que roubaram todo o nosso chão civilizatório: “O que virá pelas mãos da besta-mãe de todas as bestas, o que virá dessa gente insana, enferma, os que estão presos ao MUNDO-MATRIX, o que virá de Sérgio Moro e seu poder absoluto, sua crueldade absoluta, sua falta de escrúpulos absoluta….?
    .
    O QUE VIRÁ….? – Nos perguntamos, os lúcidos, perplexos como estátuas de pedra…
    .
    São estas (e resumidamente, diga-se!!!!) as perplexidades que nos paralisam, tornando-nos os “indignados das redes sociais”, enquanto, impotentes, volta e meia perguntamos a um amigo, que como nós não tem a resposta: “O que podemos fazer? Como podemos enfrentá-los…?”
    .
    Encontrar essa resposta e líderes que façam eclodir a necessária rebelião a todo o horror….. essa é a luta do nosso tempo!
    .

  30. O Liberalismo anacrônico, o

    O Liberalismo anacrônico, o Conservadorismo tosco e o Direitismo pueril: eis as três caricaturas políticas-ideológicas que norteiam a “Nova Ordem” que se instalará no país para o próximo quadriênio. 

    Claro que para consumo dos desavisados e idiotas úteis correrá por dentro e por fora o negacionismo mais delirante, qual seja, a negação tanto no sentido político como psicanalítico como método de indução e controle das massas. Algo como: “Nada de bom fez a Esquerda nas suas diversas faces (petismo, comunismo, socialismo etc) e todas as nossas dificuldades derivam, ou derivarão, dessa experiência”. Ou dito de outro modo: “Tudo dará certo. Se não der, é por culpa deles”. O tadinho do Bode, da espécie “expiatório”, tal qual ocorreu em tantos experimentos políticos ao longo da História, ocupará lugar de honra nessa epopeia.

    Liberalismo anacrônico porque mesmo sem a devida ponderação dos últimos desastres em forma de crises econômicas, máxime a de 2008, em nenhum lugar do Mundo se apela para um modelo que se esgota já nas primeiras décadas do século XX, cujo epítome foi a tão decantada crise de 1929. 

    Pois o que se afigura caso se concretize as intenções do guru Paulo Guedes, o hiper, super, mega, czar de todas as economias, é algo que nem o termo “caos” será capaz de definir. “Simplesmente não existirá Política Econômica”, mas de “Política de Extermínio Econômico”. O desmonte preconizado, sem tirar nem por. demolirá toda a base onde está assentada a economia do país, qual seja, a formada pela chamada – stricto sensu – infraestrutura com seus insumos básicos : energia, transporte, educação, comunicações etc.  

    Fiquemos com apenas um exemplo: com a prometida privatização do BB, CEF e o desmonte do BNDES quem suprirá a necessidade de capitais direcionados, com custos financeiros compatíveis e retorno de longo prazo num sistema produtivo historicamente dependente de recursos da espécie? Qual o impacto negativo  sobre o PIB pela óbvia retração que acarretará essa abrupta e insensata política de privatizações? 

    Conservadorismo tosco porque simplesmente pensado semanticamente, ou seja, no estrito sentido do termo, o que nada mais é que tentar parar a roda do tempo ou da História através do desconhecimento ou da rejeição e afronta aos avanços nos costumes e da própria arquitetura psicossocial da sociedade contemporânea. Exortam tanto o conservadorismo inglês e seus gurus, a exemplo de Roger Scruton, mas esquecem ou fazem leitura equivocada de alguns primados básicos. 

    O Direitismo pueril e, por que não dizer, cômico, se apresentam tanto pelo culto às duas variáveis anteriores, apreendidos como dogmas, como pela total indisponibilidade para o diálogo para com as demais correntes políticas à esquerda do espectro político. 

     

  31. Carnaval vem ai….Quero ver
    Carnaval vem ai….Quero ver eles barrarem a folia irreverente,provocadora,debochada que estão preparando.

  32. O post aborda duas

    O post aborda duas frentes  de “expectativas de abreviar o governo Bolsonaro”. Acrescentaria a terceira: os primeiros sinais de corrupção. Porque com essa orda de godos e visigodos, não irá demorar algum “malfeito” acontecer e vir à tona.

    O bastião da moralidade é uma das bandeiras do bolsonarismo. Mesmo que a imprensa tente abafar, subdimensionar, não conseguirá se houver uma frente progressista atuante, que saiba ventilar o assunto “indiretamente” (o leitor que entenda!).

  33. “No plano educacional, a
    “No plano educacional, a ideia será fragmentar a supervisão educacional, jogando o controle das escolas para os municípios”
    .
    ..não somente a educação: a tortura tmbm será municipalizada: as milicias locais serão autosustentáveis, a tortura gera dividendos: na ditadura retiravam tudo daqueles que resistiam e que eram pintados para o povo como sendo terroristas. ..o governo central fará de conta que não tem nada a ver com a Carnificina, isso faz parte da necropolitica … o México será fichinha….
    .
    a mídia nativa sonega a informação, enquanto que a imprensa estrangeira notícia

    https://www.revistaforum.com.br/integrantes-do-parlamento-britanico-pedem-libertacao-de-lula/

  34. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome