O crescimento das exportações de bens de capital, por Luís Nassif

Em relação aos Estados Unidos, o maior aumento de vendas foi em bens de capital (+41,2%) e combustíveis e lubrificamtes elaborados.

Car production line, skilled workers are working tense.

A balança comercial brasileira é subdividida por grandes grupos de acordo com a Classificação por Grandes Categorias Econômicas (CGCE): bens de capital, bens de consumo, bens intermediários, bens não especificados e combustíveis e lubrificantes.

Por valor agregado, as categorias mais relevantes são a de bens de capital e bens de consumo. Bens de capital são aqueles utilizados para produzir outros bens ou serviços. Eles também são conhecidos como bens de produção.

Vamos a um pequeno raio-x das exportações brasileiras de bens de capital.

2023 fechou com aumento de 20% em relação a 2022, puxado principalmente pelos Estados Unidos – cujas compras aumentaram 30,6%, além de um aumento inesperado do Canadá (+402,2%).

O crescimento mais consistente são nas vendas para os Estados Unidos.

Vamos analisar, primeiro, a balança comercial com o Canadá.

No total, as exportações para o Canadá cresceram 6,9%. O grande salto ocorreu em equipamentos de transporte industrial (+442,7%) e bens de capital (+49,2%).

A curva de vendas, no entanto, mostra que foi um salto fortuito.

Já em relação aos Estados Unidos, o maior aumento de vendas foi em bens de capital (+41,2%) e combustíveis e lubrificamtes elaborados.

Luis Nassif

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador