Xadrez do governo Temer e o fator militar

Peça 1 – o contexto civil

Tem-se de um lado a completa desarticulação das instituições civis, uma irresponsabilidade ampla e generalizada em relação ao cargo de presidente. Enfraquecida, a presidência passa a ser atacada por enxames de aves predadoras até estar prestes a ser apeada do poder, em favor de um vice-presidente de escassa legitimidade, com a falência dos sistemas de mediação, a começar do STF (Supremo Tribunal Federal).

Esse vácuo de poder cria uma corrida das corporações públicas para ampliar seu espaço no Estado. Ministério Público e Tribunais de Conta ampliam em cima da missão do combate à corrupção. O Poder Judiciário amplia porque é poder.

É nesse quadro que se insere a corporação militar. Com a diferença, que é uma corporação armada e precisa encontrar um tema legitimador.

Peça 2 – o contexto militar

Nos últimos anos, beneficiadas pelos ventos favoráveis da economia e quando parecia que o país começava a desenvolver um projeto autônomo, as Forças Armadas pareciam ter encontrado o lugar de suas congêneres em todas as médias potências. De um lado, avançaram em projetos de aperfeiçoamento tecnológico, desde o reaparelhamento da Força Aérea ao submarino nuclear, de mísseis a sistemas de radares. E a missão parecia claramente delineada em defender a Amazônia verde, a chamada Amazônia azul e as fronteiras.

Agora, o jogo começa a mudar. A crise fiscal e o desmonte da estrutura de empresas associadas acenam com a escassez de verbas. A geopolítica, por trás da Lava Jato e do projeto PMDB-PSDB, remete de novo para o papel de potência auxiliar da diplomacia norte-americana.

Mas com o vale-tudo corporativo instituído, começam a aparecer os planos de devolver algum protagonismo político às Forças Armadas, a exemplo do ativismo atual do MPF, do TCU e das demais corporações de estado. Com a diferença que se trata de uma corporação armada.

Leia também:  Confissões confirmam Golpe de 2016, por Márcia Lia

Mas qual a missão legitimadora nesses novos-velhos tempos?

Peça 3 – o governo Michel Temer

Consumado o golpe, Michel Temer assumiria a presidência em um quadro de ampla instabilidade política, agravado pela perda de seu mais eficiente operador, Eduardo Cunha.

Não haverá como se apresentar à opinião pública com um ministério de notáveis. Por outro lado, para dar conta dos compromissos firmados com o mercado, terá que recorrer a medidas fiscais drásticas, ampliando a reação dos movimentos sociais e o mal-estar geral. E não terá recursos para manter os programas de renovação das Forças Armadas.

É aí que se junta a Peça 3 com a Peça 2: identificação de um novo inimigo interno e externo que justificasse a volta do protagonismo político.

Do lado de Temer, uma das maneiras de desviar o foco das críticas seria a criação do inimigo interno. Nos últimos anos, uma certa imprensa de ultradireita recriou versões tupininquins da Guerra Fria, com pirações de toda ordem – como a invasão das FARCs, a aliança com as forças bolivarianas. A tentativa de recriação da legitimidade política das Forças Armadas passa por aí.

Peça 4 – as cassandras de volta aos quarteis

A maneira dos militares voltarem para a política seria através da recriação de uma estrutura militar de controle no governo federal, mas diferente do extinto GSI (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República) e mais próximo do SNI (Serviço Nacional de Informações) e da segurança presidencial.

Quem está à frente dessas articulações é o general Sérgio Etchegoyen, chefe do Estado Maior do Exercito Brasileiro e de uma família que faz parte da própria história do Exército.

Leia também:  O jogo dos juros, o impacto na economia e na Globo, por Luis Nassif

O meio campo com o governo Temer está sendo articulado pelo filósofo Denis Rosenfield, articulista do Estadão e colaborador do Instituto Milenium. Denis é amigo de Etchegoyen, provavelmente devido à mesma origem gaúcha, foi indicado assessor de Temer e há indícios de que mantem contatos com governos estrangeiros.

No dia 22 de abril, por exemplo, encontrou-se com Etchegoyen no Centro Brasil 21, em Brasília. Dois dias antes, a pedido de Etchegoyen, agendou jantar na residência do general com os comandantes da Marinha e da Aeronáutica. A intenção era montar uma frente que forçasse Temer a assumir compromisso de nomear um militar para o Ministério da Defesa. O indicado seria o general Joaquim Silva e Luna, Secretário Geral do Ministério do Exército.

Além disso, se tentaria arrancar de Temer o compromisso de assegurar a permanência dos comandantes em seus postos, recriar o Gabinete de Segurança Nacional, sob a chefia do general Etchegoyen, e colocar Denis na Secretaria de Comunicação da Presidência. Para o lugar de Etchegoyen iria o General Mourão, de pensamento similar.

Antes do jantar, Denis vazou para o Estadão matéria sobre a manutenção dos três comandantes, criação do GSI e controle da inteligência. A intenção foi criar um fato consumado para Temer.

Segundo oficiais críticos da proposta, nem Marinha em Aeronáutica compactuaram com a ideia de retorno ao cenário político.

No último domingo Etchegoyen encontrou-se com Temer, para tentar impor a criação do gabinete. Os argumentos de pressão são os riscos de perda de controle dos movimentos sociais, ameaças bolivarianas de governos vizinhos.  Na terça passada, foi a vez do general Eduardo Villas Bôas visitar o vice no palácio Jaburu.

Leia também:  Cadê a autocrítica dos fariseus arrependidos?, por Francisco Celso Calmon

Há relatos de consultas a alguns governos estrangeiros, visando ganhar apoio para a proposta. Provavelmente, entra aí o fator Boeing, a anulação da compra de jatos da Suécia 

Peça 5 – a indicação do Ministro da Justiça.

A Lava Jato conseguiu afastar do Ministério da Justiça o criminalista Antônio Mariz de Oliveira, um militante histórico da humanização das prisões. Para seu lugar está cotado Alexandre de Moraes, o truculento Secretário de Segurança de São  Paulo.

Moraes surfou por vários partidos. Sob seu comando, aumentaram as denúncias de violência da Polícia Militar e caíram as punições.

É a mais radical vocação autoritária que passou por São  Paulo desde o infausto Secretário Saulo de Castro Abreu.

Conclusão

Este são  apenas alguns dos fantasmas que surgem no horizonte político, a partir da consolidação do chamado golpe parlamentar. Se não houver um mínimo de bom senso nos próximos dias, o país ingressará em uma aventura política de final imprevisível.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

174 comentários

  1. As más notícias não param de

    As más notícias não param de chegar. Só que, repito, os tempos são outros. Utilizar dos mesmos mecanismos que a ditadura de 64 numa época de internet levará o país a um banho de sangue sem precedentes. Parabéns aos “j”ênios que tiraram o diabo da garrafa…

    • Plutocracia e Ruptura Social

      Sérgio

      Um fato, que alguns não querem aceitar, é que a Constituição foi rasgada.

      Portanto, há que se constituir uma nova ordenação. É isso o que o Nassif está descrevendo.

      Tudo aponta para uma configuração plutocrática, mantendo a extrema desigualdade social.

      Esses pólos socias, como no fenômeno elétrico, gera uma tensão.

      Acredito que neste momento histórico haverá uma ruptura social e política, com imprevisíveis consequências.

    • O problema é se o objetivo

      O problema é se o objetivo dos conspiradores externos não for criar um México, como pensamos anteriormente, e sim, uma Síria…

       

  2. Meu Deus Nassif, sei que
    Meu Deus Nassif, sei que posso estar sendo injusto, pois não o conheço, mas só de ouvir o nome Etchgoyen no meio já me dá ojeriza……

    • “Meu Deus Nassif, sei que

      “Meu Deus Nassif, sei que posso estar sendo injusto, pois não o conheço, mas só de ouvir o nome Etchgoyen no meio já me dá ojeriza…”

       

      Isso é bobagem…

      Nome ou sobrenome não dizem NADA!  O que importa é QUEM é.

  3. Uma palavra apenas:

    JE – SUS!

    Mentira… tem outras tb:

    – fico “aliviado” de viver fora do Brasil e ter dupla-nacionalidade?

    – nao fico nao.

    – Minha familia e meus amigos estao todos no Brasil.

    – Mesmo que nao estivessem, sempre serei brasileiro e sempre sofrerei pela minha gente e pelo meu pais.

    * * *

    Nesse ponto ja nao sei se estrategicamente é melhor – na transiçao – atuar para enfraquecer Temer ainda mais ou nao.

    P.e., uma resistencia no Planalto à la Allende no Palacio de La Moneda atacado pelos caças de Pinochet.

    Nao que eu pense em bombardeio e mortes, mas nas imagens geradas para o mundo todo da Presidente, seu gabinete e milhares de populares apoiadores sendo retirados à força do Planalta.

    Nao havia pensado em algo do tipo.

    Mas em comentario ao meu post de mais cedo, o leitor “akxy” fez consideraçao dessa natureza.

    Ele é sempre mais radical do que eu, mas dessa vez concordei 100%.

    Nao pela eficacia no Presente, mas pela dimensao historica.

    Vejam o valor e o peso das imagens do bombardeio do La Moneda.

    Ou mesmo as dos tanques nas ruas das grandes cidades em 64.

    Pensava ser esse registro importante para a Historia e para, no presente, desmoralizar ainda mais o golpe.

    O que os demais acham?

    • Meu titulo ai embaixo ta errado!

      e eu preocupado com Joaquim Barbosa e Sergio Moro no medio prazo…

      Acaba que a loucura do PSDB/PMDB É SIM A MAIOR AMEAçA À DEMOCRACIA.

      >>> PMDB/PSDB são ‘a’ ameaça à democracia? Pense de novo <<<

       

       ROMULUS__SEX, 06/05/2016 – 22:39ATUALIZADO EM 06/05/2016 – 23:48

      PMDB/PSDB são ‘a’ ameaça à democracia? Pense de novo

      * * *

      Li o post “Joaquim Barbosa, pelo Twitter, se posiciona quanto ao impeachment e ao STF” aqui no GGN.

      Leiam vocês também antes das considerações a seguir.

      Termina com a seguinte reprodução de tweets de Barbosa:

      “Minha posição encontra-se nas entrelinhas da intervenção feita há pouco pela ótima senadora Simone Tebet. O que disse ela? Ela “abriu o verbo” contra o deputado Eduardo Cunha, por tê-la privado de poder discutir a integralidade das acusações feitas à Presidente da República”. E diz pensar que a discussão está fora de foco, deslocada, desde o início. “E isso foi proposital”.

      * * *

      Menos, Batman, menos…

      Entrelinhas?

      Você é mais transparente do que pensa. Ou gostaria.

      Para quem ouviu a senadora Simone Tebet nesta semana e na semana passada, a posição de Joaquim Barbosa não é mistério nenhum. LEIA MAIS »

    • Romulus, realmente já pensei

      Romulus, realmente já pensei em La Moneda quando Dilma disse que não seria nem Getúlio nem Jango. Um renunciou desta vida e entrou para a história e o outro exilou-se para evitar a guerra civil. Nos dois casos as Forças Armadas estavam, claramente, do lado dos golpistas. Eram tempos de guerra fria e havia o medo real de subversão comunista nas elites dominantes. Hoje as “tais” nossas elites não passam de rentistas não empreendedores (Skaf é um exemplo típico) que estão interessados apenas em ganhar mais dinheiro, nem que isto seja pela venda e recolonização do país. Inexiste qualquer ideologia além do vil metal. Alguns de nossos juízes estrelas dessa conspiração midiática-judiciária (parlamento junto, com aquele lugar onde nunca bate sol, na mão) fizeram cursos em instituições dos EUA (os militares de pijama de hoje fizeram cursos em academias militares dos EUA, no passado) e ali aprenderam toda a lição de como usar a justiça (com jota minúsculo) para derrubar um governo invencível no voto. Note a sincronicidade dessas ações pelo mundo.

      Militares estudam geopolítica, coisa que raros civis o fazem e, inclusive, aprendem sobre conspirações, coisa que no meio acadêmico é banida em virtude de inúmeras campanhas de vacinação por parte de autoridades devidamente selecionadas por prêmios cala-a-boca-dos-outros. Livre pensar é só pensar como dizia o Henfil ou Ziraldo? Ora, nunca soube de império algum na história da humanidade que tenha admitido a criação de forças armadas independentes do poder central em colônias. As forças armadas coloniais servem apenas para reprimir, prender e matar seus próprios cidadãos em favor do império. Quem garante a defesa externa da colônia é a tropa do império. Não faz sentido algum, por mais que tentem enganar os militares, a continuidade do investimento nesses projetos de reerguimento da indústria de defesa concebidos nos governos trabalhistas de defesa da nação. O Império vai querer nos vender armamento que eles controlem completamente: “espelhinhos” inúteis encalhados em seus estoques para venda aos idiotas que pensam estar se armando para enfrentar agressões externas.

      Ora, que farão nossos militares se a Presidenta da República tomar a decisão de resistir à força, pelo bem da Nação. Servirão de carrascos da vida dela e dos demais que decidirem se imolar junto, prestando serviço a um Império alienígena? Ou aderirão ao chamamento da Nação confinando seus algozes e juntamente com as forças vivas do Brasil, fazendo o real serviço de limpeza, que inclusive, muitos dos cidadãos de múltiplas opiniões  realmente desejam? A ver…

      • Caro,
        Pontos importantes, mas

        Caro,

        Pontos importantes, mas discordo.

        Militares de fato pensam estrategicamente. Muito mais que civis.

        Veja uma Escola Superior de Guerra, por exemplo.

        E sobre as FFAA:

        Mesmo aliando-se pontualmente com os EUA por interesses convergentes, sao acima te tudo nacionalistas – mesmo que de direta e conservadores.

        Veja a politica externa independente de Geisel, p.e.

        E o programa nuclear secreto. Continuou durante todo o governo Sarney “sem o conhecimento deste”.

        A pa de cal so foi LITERALMENTE jogada por Collor na Serra do Cachimbo em 90.

        Vou postar aqui um post meu sobre militares e pensamento estrategico/geopolitica de umas semanas atras. 

        Da uma olhada.

        • Romulus não estou dizendo

          Romulus não estou dizendo coisa muito diferente do que você falou. Fui casado com filha de militar, de maneira que conheço um pouco a cabeça da corporação. O que eu disse foi mais uma conclamação à classe em face da situação atual, que vejo como uma entrega do país à um império estrangeiro.

    • sobre Allende e La Moneda

      em junho de 1973, Allende logra debelar uma tentativa de golpe, o  “tanquetazo”, graças a resoluta e heróica postura do General Carlos Prats, então Comandante em Chefe do Exército do Chile. entretanto, em agosto de 1973, Prats cede a pressão dos golpistas e renuncia, recomendando como seu substituto Pinochet. Allende aceita e nomeia seu carrasco. Prats é assassinado no exílio, em 1974.

      na manhã de 11/09/1973, ao se ver cercado no Palácio de La Moneda sob bombardeio cerrado, Allende ainda bradava pelo socorro de Pinochet: “onde está  Pinochet?”. Pinochet estava no comando do golpe.

      a auto-ilusão e a falta de auto-crítica sempre foram os principais inimigos da Esquerda.

      p.s.: os secundaristas souberam fazer da reintegração de posse e de sua saída da Alesp marcantes atos políticos. 

  4. As esquerdas vão cair feito

    As esquerdas vão cair feito patinho nessa arapuca.

    Só estão esperando a CUT, MST, MTST e UNE incendiárem o Brasil. Será o álibi para se iniciar a escalada militar no Brasil.

    Veja o que aconteceu em São Paulo. Estão criminalizando os estudantes como vandalos e ladrões por causa das depredações e roubos no Centro Paula Souza.

    Deram o pretexto para a mídia meter o pau nos estudantes, agora transformados em bandidos e ladrões.

    Se os movimentos socias entrarem nessa armadilha serão criminalizados combatidos e extintos.

    O PT será calado, os movimentos sociais idem. A hora não é partir para o confronto. Não se pode ganhar todas as batalhas, e deve-se saber recuar pois o guerreiro que sobrevive, pode empreender novas batalhas quando o momento estiver mais favorável.

    • NÃO! NÃO! NÃO!

      Nem vem com essa! Sai pra lá! A pior de todas as alternativas é deixar quieto e recuar. Tem de ter luta, não podemos fazer como em 64 – e não adiantou nada, pois um golpe contra a democracia traz em seu bojo o germe do autoritarismo.

      Isso é chantagem, não vamos cair nessa. 

      Aí, Romulus, tô com vc.

    • “O PT será calado, os

      “O PT será calado, os movimentos sociais idem. A hora não é partir para o confronto. Não se pode ganhar todas as batalhas, e deve-se saber recuar pois o guerreiro que sobrevive, pode empreender novas batalhas quando o momento estiver mais favorável.”

       

      Eleição direta JÁ para presidente!

      As esquerdas têm bons nomes… Se não der, não deu…

      O povo decide.

      E a possibilidade de caos iminente se afasta.

      Eu concordo com o Nassif, não sei se ele concorda comigo.

  5. Eu acho que  A GRANDE PARTE

    Eu acho que  A GRANDE PARTE QUE SEGURA O BRASIL É JUSTAMENTE OS QUE SERÃO ALIJADOS DE SEUS DIREITOS.

    SÃO OS QUE ACREDITAM NA POLITICA COMO ARMA DE TRANSFORMAÇÃO!

    A produtividade do pais vai cair…

    • É cara, a do Iraque, da

      É cara, a do Iraque, da Líbia, da Síria, da Grécia, etc, também cairam. Você acha que o Império está preocupado com isto? O grande jogo é desmantelar os BRICS e controlar energia e alimentos para encurralar a Rússia e a China. Este é justamente o lado perigoso. Se alguém se lembra porque o Japão atacou Pearl Harbour na 2ª grande guerra, verá aí motivo, não para a história se repetindo como farsa e sim como tragédia de novo: nuclear dessa vez!

  6. Nassif! isso corrobora com os

    Nassif! isso corrobora com os balões de ensaio,da grande imprensa,sobre a bancada ruralista,exigir a convocação da FA para conter o MST….

    Estamos fodidos!Cabe a Dilma um contra golpe…

  7. Traidor comandante das Forças Armadas ?

    Os militares que fizerem acordo comTemer perderão o respeito e a capacidade de comando.

    Explico:

    Temer é reconhecido por todos os brasileiros como um Traidor.

    Na formação militar, o traidor é um ser abominável.  A necessària coesão de grupo, imprescindível para qualquer estrutura militar, depende de valores como Lealdade e Integridade. Estes dois valores são incompatíveis com o Traidor.

    Os militares que aliarem-se a Temer perderão a dignidade militar.

    Um traidor não pode ser Comandante das Forças Armadas. Qual o oficial que vai prestar continência a um Traidor ?

  8. Não sei, Nassif. Temer não

    Não sei, Nassif. Temer não tem cacife para dialogar com militares que estarão a reboque de uma ditadura civil  extremamente corrupta. Esses com os quais Temer conversa, segundo suas informações, se estão com a intenção de criar um inimigo interno, não receberão apoio das forças armadas. Poderá haver uma ruptura militar.

  9. Se os militares embarcarem

    Se os militares embarcarem nessa canoa furado com o Temer, quero mais que todos os projetos desenvolvimentista do país se lasquem, que estacionem. E que esses milicos golpistas lambam muito bem as botas dos soldado americanos.

    E aproveita o embalo entrega o pré sal para as empresas Americanas.

    Abra a centrifuga de enriquecimento de urânio para ser vistoriada e copiada pelos americanos, pois é considerada a melhor do mundo.

    Tomara que os americanos, no grito, instale uma base militar na amazônia.

    Que pare os projetos dos submarinos nuclear, assim como a construção dos caças

    E por ai vai

    PQP ! mais 25 anos pelo menos de atraso no país, por causa de um canalha, ladrão, psicopata;.

    Desejo tudo de ruim para o Cunha e sua família pelo mal que está fazendo à nação.

    • Tem militar que só Jesus na

      Tem militar que só Jesus na causa, já se esqueceram que quase cedem um pedaço do país aos estadunidenses em troca umas tralha velhas?? tem gente que não sabe o que está fazendo nesse mundo.

    • Não é a melhor do mundo
      E tem mais.

      É de baixa capacidade de carga. Há centrífugas que enriquecem quantidades muito maiores.

      Menas!

      O que dizem é que, com escala, o custo seria mais baixo.

  10. “A geopolítica, por trás da

    “A geopolítica, por trás da Lava Jato e do projeto PMDB-PSDB, remete de novo para o papel de potência auxiliar da diplomacia norte-americana.”

     

    Agora os EUA não precisam mais espionar a Dilma e nem a Petrobras. Os “novos governantes” entregam tudo de bandeja.

    O “namoro” do Serra com a Chevron, revelado pelo WikiLeaks é uma prova clara disso.

    Mas, os coxinhas e o cartel midiático brasileiro gostam dele e não do Lula…

     

  11. 64 outra vez NÃO.
    A probabilidade de ocorrer o pior existe.
    Prova é q Temer não chegaria até este ponto sem preparar o terreno na área militar.
    O que precisa ficar claro é que está nas mãos do STF a possibilidade de abortar está Teratológica criatura -golpe gangster travestido de parlamentar/branco -gestada no ventre das forças políticas mais reacionárias PSDB/DEM/evangélicos, que representam a entrega da soberania de nosso país.
    Será que o STF já tem algum plano para reativar o Tribunal Militar/64 para julgar DILMA e LULA após o parto do golpe no Senado???

    • Discordo.É a ultima

      Discordo.

      É a ultima tentativa de mostrar a apoiadores levianos do golpe e omissos os riscos que existem e que eles endossam.

      Mesmo que o risco seja de 50% ou menos, é algo muito relevante.

      Ainda temos alguns poucos dias para evitar essas possibilidades.

      Daí a importancia do post.

      (1) vc acha que os movimentos sociais vao entubar calados a “Ponte pro Buraco”?

      (2) vc acha que Temer, cuja chance de governo mediocre ja é reduzida, passou por tudo o que passou para aceitar facil ter seu governo inviabilizado?

      (3) vc acha que as FFAA estao muito tranquilas com o corte exponencial dos orçamentos?

      Coteje (1), (2) e (3), como fez o Nassif, e vc chegara a uma chance real, mesmo que incerta.

      Essa era apenas a hipotese.

      Alem disso ele apurou movimentaçoes de inviduos que casam com a hipotese, aumentando sua probabilidade de ser real.

      Nao vale a pena leva-la em consideraçao nestes dias que precedem o lance final?

      • O governo Temer só terá paz

        O governo Temer só terá paz social com a ajuda dos milicos.

        Acredito que é isso que ele deve está tratando com os militares.

        E com certeza dará carta branca aos bolsonaros para combater todos os grupos sociais e trata-los como terroristas.

        Mas se Deus quiser, deverá prevalecer o bom senso de pelo menos seis ministro do STF.

        Ainda acredito nessa hipótese

    • “Acho uma irresponsabilidade

      “Acho uma irresponsabilidade ficar levantando esses cenários”

      O que você quer dizer com isso?

      Anarquista, esses caras não precisam de sugestões ou ideias de ninguém! Engendrar atos maquiavélicos é com eles mesmos!

      O que o Nassif está dizendo não serve como ideia a eles e sim como alerta aos demais.

    • Típico comportamento de avestruz

      Nada é mais útil nesse momento do que denunciar. A probabilidade de o Sr. Temer comer na mão de militares é real, devido principalmente a sua ilegitimidade. A nomeação de Alexandre Moraes é outro insulto. É esse o paspalho responsável por mandar a PM paulista bater nas crianças da rede púbica de ensino. Mas para mim o maior entulho vai colocar o Cerra no governo, seja lá em que pasta for. Esse idiota quase provocou uma guerra campal em frente do palácio dos Bandeirantes, quando governador, ao jogar a PM contra policiais civis em greve. Em que um lunático desse pode contribuir para o país? É incrível com as pessoas se esquecem facilmente da postura de alguns políticos então tem que haver esse debate sim.

  12. Deveriam invadir o congresso

    Deveriam invadir o congresso e não deixarem votar esse palhaçada, se o congresso não respeita o voto do povo o povo não deve respeitar o voto do congresso e derruba-lo, o resto é conversa fiada.

  13. Esses milicos com carta

    Esses milicos com carta branca para agir vai ser um genocídio.

    Eles estiveram comandando por mais de um ano a favela da maré aqui no RJ.

    Os moradores contam que sofreram os piores abuso por parte do militares do exército. Perda total de liberdade e direito dentro da comunidade. Tudo em nome de combate ao tráfico, que é claro não existia mais.

    Tudo era censurado. O espaço aéreo foi fechado, para que o helicópteros das TV não filmassem a favela.

    Os repórteres em geral eram proibido de ingressar na favela para fazer qualquer tipo de reportagem. Só valia a versão do porta voz do exercito.

    Jovens eram mortos e os corpos sumiam. Casas eram invadidas, e festas infantis eram interrompidas

    Ninguém sabe desses detalhes, porque como disse, era tudo censurado.

    Sei dessas estórias porque conheço alguns moradores da comunidade, que me contavam essas brutalidades que ocorriam lá dentro que não saiam na mídia.

    Pior que vai começar tudo de novo, só que escala nacional.

  14. Ao vivo e a cores

    A morte política de um projeto de futuro

    “O cérebro e o cofre do golpe estão fora do País” – Marcello Lavenère, ex-Presidente da OAB 

     

    “É a morte política de um projeto que, pela primeira vez na história desse País, em 500 anos, se volta para os mais pobres, se volta para um projeto de inclusão, aplicada a pena de morte política não só à presidenta Dilma, não só a seus correligionários. Estão aplicando a pena de morte aos sonhos de um País”, salientou para, em seguida, arrematar: “as nuvens que pesam no horizonte são muito negras”.

    http://www.ocafezinho.com/2016/05/06/lavenere-o-cerebro-e-o-cofre-do-golpe-estao-fora-do-pais/

    *

    O caos político que precedeu o golpe de 64

    http://jornalggn.com.br/noticia/o-caos-politico-que-precedeu-o-golpe-de-64

    • Mais uma das nuances

      Mais uma das nuances surrealistas do nosso fantástico golpe de estado. Este homem há pouco era presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, uma organização outrora orgulhosa e que hoje virou subitamente uma entidade dominada por reles golpistas. Quando foi que a cultura de tipos como Alexandre Frota conseguiu se impor como cultura dominante do país? Os altivos senadores estão vidrados de emoção com a perspectiva de passarem a  viver em país de segunda classe, e afiam a faca com muito gosto para assassinar a democracia e se transformarem em pulhas indisculpáveis. E ainda se dão ao desplante de tentar dizer que o crime não é deles, é da mão deles que estava desgovernada. Tudo isto parece um pesadelo maluco, não é possível que esteja acontecendo tamanha loucura em nosso país. Talvez o que tenhamos de fazer de mais urgente seja lutar contra a mídia empresarial com todas as nossas forças.

  15. Cenários

    CLEPTOCRACIA

    O Brasil, implodido economicamente e arrastado-se para um cenário de endividamento, caminha para ser detonado e dizimado pelos cleptocratas de todos os escalões da república, voltando a ser dependente de empréstimos estrangeiros e, brutalmente, tutelado pelo FMI, UE e EUA.

     

  16.  Nassif já está dando como

     Nassif já está dando como favas contadas que o STF entrou de cabaça no golpe.

    Vou contra a manada. Ainda acho que vai prevalecer o bom senso de pelo menos uns seis ministro.

    Um pais conflagrado num caos total, com poder politico dos militares, não seria bom para os ministro do STF.

    Eles perderiam força e status, ficariam a reboque e sob as ordem dos militares.

    • “Ainda acho que vai

      “Ainda acho que vai prevalecer o bom senso de pelo menos uns seis ministro.”

      Não quero desanimà-lo, mas não é certo nem que o STF vai julgar algo a respeito.

      Ficaram 140 dias para afastar o Cunha. Enquanto isso julgaram o caso das pipocas e outras banalidades. “Banalidades” em comparação com o caso em questão: O impedimento presidencial e a ruptura democrática por causa do mérito nulo. Ou seja, não há crime!

      Teori disse, em outras palavras, que Cunha é um câncer a ser eliminado a bem da República.

      Então por quê demorou 140 dias pra fazer algo? Por que esperou ele manobrar e aprovar o impeachment? 

    • Eles gostam. Quando papai
      Eles gostam. Quando papai chegar eles vão se sentir mais seguros, você não viu a foto deles em volta do Eduardo Cunha? Todos encantados em torno da torre. Algo mudou então e eles não se importariam com a submissão a caserna, é menos vergonhoso do que a submissão direta aos irmãos do mar, os marinhos.

  17. O Brasil acabou
    Um país com um STF como o nosso simplesmente não existe, porque não tem constituição. Tem um livro verde que não serve para nada.

  18. Atos terroristas fabricados?

    “Isso é assim mesmo, é do jogo” – Renan Calheiros

    “Acorda, Brasil! Aqui fala quem gosta e respeita o seu país.” – Carlos Costa

    “Os Estados Unidos compraram a Polícia Federal. Há um antigo ditado, e ele é real: quem paga dá as ordens, mesmo que indiretamente. A verdade é esta: a vossa Polícia Federal é nossa, trabalha para nós.” – Carlos Costa

    CC: O fato é que aqui parece ser a casa-da-mãe-joana. 

    CAC: Já sei o que é a mãe-joana, e é isso mesmo. Mas, em relação aos Serviços Secretos nossos, ao FBI, até no Congresso dos Estados Unidos já existe uma controvérsia. Alguns congressistas com mais perspicácia questionam a presença operacional do FBI, uma polícia federal, no estrangeiro. Mas os próprios agentes do FBI nos Estados Unidos requerem operações de lá; operações como se o Brasil fosse uma extensão do território norte-americano. Eu recebia instruções assim: “Localize, conduza a investigação apropriada e prenda fulano de tal…”. 

    CC: Recebia documentos secretos que diziam “localize e prenda tal cidadão”, como se você estivesse em Chicago, Miami? 
    CAC: Isso. Diziam: “Esse fugitivo está no Brasil”. Eu respondia: “Nós não temos autoridade para fazer uma coisa dessas, temos de trabalhar em conjunto com a Polícia Federal”. 

    CC: E qual era a contra-argumentação de Washington? 
    CAC: Muitos respondiam, indignados: ‘Porra, isso aí é o Brasil! Just do it! (Apenas faça!)’.

    CAC: Eu muitas vezes precisava de uma informação rápida sobre alguém e, para não expor o FBI, pedia a esses seguranças: vão à Polícia Federal obter um cadastro sobre fulano de tal. Em minutos eu tinha a resposta. Um policial brasileiro não tem a mesma facilidade. Em outras situações, eu sentava em frente a um terminal da sua polícia e lia informações sobre brasileiros, estacionava sempre meu carro na garagem da sede da PF. Sabe quando isso aconteceria com um policial brasileiro nos Estados Unidos, na Europa, Ásia? Nunca. Um policial ou representante de uma polícia de um outro país entrar com facilidade e obter informações sobre um cidadão do seu território sem haver uma razão? Acorda, Brasil! Aqui fala quem gosta e respeita o seu país. 

    CC: Então essas polícias, entre elas as norte-americanas, estão aqui a fazer o quê? 
    CAC: Toda e qualquer coisa que seja do nosso interesse. Ponto final. Mas isso é o que nós chamamos de ações de Inteligência ou contra-inteligência. 

    Vale a pena conferir a entrevista de Carlos Costa, ex-Chefe do FBI no Brasil concedida ao jornalista Bob Fernandes, que foi publicada na revista Carta Capital, Ano X – Nº 284, no dia 31 de Março de 2004.

    LINK: http://jornalggn.com.br/noticia/a-policia-federal-vista-de-dentro-por-um-de-seus-integrantes?page=1

  19. “Quem está à frente dessas

    “Quem está à frente dessas articulações é o general Sérgio Etchegoyen, chefe do Estado Maior do Exercito Brasileiro e de uma família que faz parte da própria história do Exército.

    O meio campo com o governo Temer está sendo articulado pelo filósofo Denis Rosenfield, articulista do Estadão e colaborador do Instituto Milenium. Denis é amigo de Etchegoyen”

    A imprensa internacional bem como a OEA e a UNASUL precisam saber disso com detalhes.

    Isso e muito mais, como por exemplo, o vazamento revelado pelo wikileaks flagrando Serra num ato de entreguismo da Petrobras à Chevron.

    Em minha opinião um ato de lesa-pátria.

    Tudo isso caracteriza a verve golpita dos envolvidos.

  20. Oh não!

    E pensar que foi a Dilma que “descobriu” o pré-sal…agora todo mundo quer tirar uma casquinha em poder ou dinheiro mesmo.

    O Brasil vai virar uma Arábia Saudita – com uma casta aristocrática armada até os dentes e uma perigosa corte de fundamentalistas, neste caso fundamentalistas cristãos. Do tipo que levou Bush a invadir o Iraque.

    Vou providenciar minha mudança para a Suécia.

    BTW – Imaginem o quão gigantesco é o pré-sal.

  21. NÃO QUERO VER

    NÃO QUERO VER A DITADURA NO MEU PAIS DE NOVO. NEM O MEU PIOR INIMIGO MERECE TER ESSE CANALHA DO TEMER E SUAS CORJAS GOVERNANDO O NOSSO PAÍS. SE  ISSO ACONTECER O MAIOR CULPADO SERÁ A SUPREMA CORTE FEDERAL QUE NÃO LIGA,  QUE NÃO QUER IMPEDIR ESSE GOLPE.

  22. Pois é, o vácuo de poder no

    Pois é, o vácuo de poder no Brasil atinge proporções incriveis. Um anão político, um imbecil como o Temer governar a sétima, oitava economia do planeta. A fatura tá ficando alta e de dificil pagamento. Esse imbecil golpista pode ser apeado do poder. E por militares. 

  23. “Num tempo
    Página infeliz da

    “Num tempo

    Página infeliz da nossa história

    Passagem desbotada na memória

    Das nossas novas gerações

    Dormia

    A nossa pátria mãe tão distraída

    Sem perceber que era subtraída

    Em tenebrosas transações”

     

    Plagiando Eduardo Cunha no seu voto: “Misericórdia para o Brasil” – fico pensando, o que ele queria dizer com isso?

  24. Bom senso nao pressupoe

    Bom senso nao pressupoe aceitar o governo usurpador e fim de papo. Não tem conciliação Nassif, esquece. Se o golpe não for anulado, é desobediência civil, confronto direto. Sem ah tá, fazer o que? Não. Enfrentamento. Da maneira que for 

    • Acho que esse era o ponto do

      Acho que esse era o ponto do Nassif, Juliano:  a criacao do “inimigo interno” eh fenomeno real e vai acontecer.  E dessa vez o bicho papao nao vai ser so o PT.

  25. Tem coisas piores

    Os Militares não decidem o Golpe, eles só organizam, após os EUA terem decidido. Pelo menos os militares são “nacionalistas”, vão soltar o almirante Othon, sob o comando deles o Brasil crescia 11% ao ano na década de 70, não eram como o Moro, que destruiu as principais empreiteiras do país, deixando numa recessão de 4% ao ano.

    Pensem na Líbia, que não tinha forças Armadas, e quando Whashington decidiu o golpe lá, o país se esfarelou em centenas de grupos se digladiando pelo poder, e a Líbia deixou de existir como país. Os militares garantem a coesão nacional em caso de Golpe, continua existindo uma nação, para que um governo civil volte um dia.

    Além do mais, os militares são os únicos com poder para dominar o PiG, que se deixado solto, destruiria o Brasil, junto com todas as maiores empresas nacionais.

    A única coisa seria uma articulação do povo, solicitando respeitosamente a ausência de torturas num eventual Governo Militar, se é que isto tem alguma possibilidade de ser.

    ” A gente não domina a força das enxurradas, apenas as direciona, se adaptando a elas”.

      • Kadafi era um coronel sem

        Kadafi era um coronel sem exército. Ele governava através de ampla autonomia dada aos conselhos tribais locais. Sua autoridade moral era inquestionável. Foi muito fácil mover uma campanha de demonização e desmoralização contra ele  convencer aquelas tribos a rejeitarem o progresso e a vida moderna implantandos por Kadafi, e a abraçarem o radicalismo islâmico minimalista e medieval.

    • Já não sei, sinceramente, se

      Já não sei, sinceramente, se os militares continuam sendo nacionalistas. A cultura Alexandre Frota é muito forte, é como um miasma que vai se infiltrando em tudo através da rede Globo e de outras fontes de dominação informaiva.

  26. “Dois dias antes, a pedido de

    “Dois dias antes, a pedido de Etchegoyen, agendou jantar na residência do general com os comandantes da Marinha e da Aeronáutica. A intenção era montar uma frente que forçasse Temer a assumir compromisso de nomear um militar para o Ministério da Defesa. O indicado seria o general Joaquim Silva e Luna, Secretário Geral do Ministério do Exército”:

    So que poucos paragrafos antes voce disse isso:

    “Esse vácuo de poder cria uma corrida das corporações públicas para ampliar seu espaço no Estado. Ministério Público e Tribunais de Conta ampliam em cima da missão do combate à corrupção. O Poder Judiciário amplia porque é poder.

    É nesse quadro que se insere a corporação militar. Com a diferença, que é uma corporação armada e precisa encontrar um tema legitimador”

    Entao em como os militares magicamente deixam a compania de irresponsaveis corruptos destruindo o pais se sao somente mais uma corporacao na fila do “eu tambem”?

    Eles vao beijar a bunda de golpistas sonhando ser o que Lula os fez e sonhando ter o que Lula lhes deu e querem legitimidade?!

  27. Se TCU, MPF e outros órgãos

    Se TCU, MPF e outros órgãos sem voto, podem ter protagonismo político, por que não as Forças Armadas? Eles podem tentar também, é óbvio. Brasil brincando com coisa muito séria. 

  28. Caro Nassif
    Os militares

    Caro Nassif

    Os militares estão preparados até os dentes, para caçar os movimentos sociais, os petralhas e todos progressistas São Paulo é uma pequena amostra.

    A classe média, adora esses lances. Telhada mora no coração de muitos.Enrtrar disparando em favelas, levam alguns ao orgasmo múltiplo.

    Há que se criar um novo exército, uma nova polícia, um novo STF, entre outros.

    O que está ai, incluo o exército representa a casa grande, que de nacionalismo, nada tem a ver.

    Saudações

     

     

     

     

    • Confusão

      Uma coisa é gambé da FIESP com spray de pimenta e bala de borracha pra bater em criança a mando do Geraldo Merendão. Outra coisa são as FA com um SN na linha de produção, Grippen domesticado, e o sentimento de grandeza. Como em todo grupamento humano, há as almas tacanhas, mas não quero crer que prevalecerão desta vez.

      • Caro Flaviano
        Essas almas

        Caro Flaviano

        Essas almas tacanhas, tem grande poder de fogo, como é o caso do Cunha, e dentro do exército, também os há.

        Assim como, dentro da PM do Geraldo, mais que obedecer ordens, é o prazer de avançar em cima do povo.

        Acredito sim que eles virão com tudo, como aconteceu com o STF.

        A reação a essa reação será num nível feroz, e sem prazo para terminar.

        Os que tentaram ser do contra, como Lamarca, entre outros, simplesmente matam.

        Saudações

  29. Ai, ai ai…

    Etchegoyen, Etchegoyen ?

    Me fez lembrar da temerbrosa “casa de Petrópolis” (Um centro de torturas, mortes e esquartejamentos do Doi-Codi no RJ) e o temerbroso desaparecimento do Deputado Rubens Paiva ….  

    • Uma temeridade !A que ponto

      Uma temeridade !

      A que ponto a ditadura Temer Cunha dos Marinhos nos levou .

      Pra fechar as barbaridades, basta o Bolsonazi lançar um projeto de lei re-anistiando torturadores, indenizando-os pelos “serviços de alto risco” nas perseguições aos insurgentes de esquerda .

  30. As Forças Armadas deixaram de

    As Forças Armadas deixaram de ser nacionalistas? Vão querer poder político para levar o país à total perda da soberania, dentro da doutrina de beijar os pés de americanos, propagada pelo sociólogo Fernando Henrique Cardoso, um entreguista que articulou a privatização da Petrobras, a destruição da Embratel, a destruição do parque energético brasileiro e a abdicação do domínio nacional sobre o pré-sal, com seu parceiro Serra? Se as Forças Armadas querem poder político, que saibam ver quem são os verdadeiros inimigos do Brasill e não se deixem levar por propaganda ideológica de quinta categoria. Brasil acima de tudo!

    • Elas nao querem poder

      Elas nao querem poder politico.

      Muitos aqui nao estao entendendo qual o incentivo:

      Elas nao querem ser parte dos cordeiros sacrificados no AUSTERICIDIO de Temer.

      A unica maneira de se vacinar é mostrar-se indispensavel a Temer.

      Virar prioridade no orçamento.

      É o choque entre interesses de longo prazo com os de curto/medio prazo.

      Sao contraditorios.

  31. Se o governo Temer conseguir

    Se o governo Temer conseguir dar um mínimo de alento econômico para a população ( e aí falo da população que não é defensora de um lado ou de outro ) ele se mantém. Como disse o acessor de Clinto, é economia, eu estúpido. E um mínimo de estabilidade econômico dará a carta branca pro Temer deixar gente como criacionista na pasta da ciência e Alexandre Imorais na Justiça. É terrível você ver a contagem regressiva pro navio bater no iceberg, mas é isso que estamos vivendo. Para evitar a ida do poder ao Temer, só se Dilma renunciasse em favor de novas eleições – que a lei prevê se presidente e vice renunciarem. SEria um mal menor. Mas vamos ao mal maior, que é o governo ir para Temer. 

    E que os militares ficam quietos no seu quadrado. Quand sairam de lá em 64, foi umdesastre de duas décadas que até hoje ainda o país sente. 

  32. pelo o que eu entendi da

    pelo o que eu entendi da leitura do texto, as forças armadas estão divididas. de um lado a marinha e a aeronautica, e de outro o exercito. e nem dá para saber ao certo se o exercito está coeso nesta aventura politica atual. muito se comenta sobre 1964. naquele momento havia um contexto complicado, ideologicio entre capitalismo e socialismo. o mundo dividido entre blocos de influencia.revoluções apareciam a toda hora. parece-me que desde o primeiro governo de getulio vargas o brasil escolheu a via capitalista e consolidou a industria de base no brasil. com a confusão de 1964 os tenentes que apoiaram getulio terminaram a obra. deixaram o brasil com o legado economico não muito bom mas com uma infraestrutura que sofreu desmontes com os governo que proclamaram o estado minimo, nas decadas seguintes. quando o PT  assumiu o poder em brasilia os militares ganharam protagonismo. o ciclo da produção do combustivel atomico foi uma grande conquista, algo que os militares perseguiam desde a decada de 1950 do século XX. eu me lembro que houve uma confusão pois a ONU queria inspecionar as centrifugas feitas com tecnologia brasileira,em 2004. Lula achava um desperdicio vender ao exterior uranio, como um outro minerio qualquer. já na area civil os miltares se integraram abrindo as portas das instalaçãos para os nossos jovens atletas. atraves do minsterio da defesa, unem-se aos clubes e federações de todo o pais. e o apoio as comunidades carentes é inestimavel a colaboração das forças armadas. se em 1964 tinhamos o fantasma do comunismo e os estados unidos eram aliados, hoje eu não sei se são tão aliados assim.. as forças armadas correm riscos com um futuro governo Temer que deseja que as forças armadas sejam apenas uma linha auxiliar americana..bolivarianismo e outros ismos só assustam quem não sabe quem foi bolivar. não devem assustar as forças armadas.

    Enquanto ao Supremo continua uma caixa de surpresas..

    Enquanto ao Temer, foi de uma arrogancia sem tamnho. nem esperou o processo de impedimento acabar para tomar posse de fato. já escolhendo ministros. a nossa elite é tão arrogante que ela nem se preocupa mais em deixar o jogo nas sombras. quando algo sai do controle chama os militares. adorei a resposta que o chefe do exercito deu ao Cerra, quando ele afirmou que as forças armadas já deviam ter dado o golpe. e ele respondeu: só trabalho com o artigo 46 da constituição…

  33. Patriotismo

    Toda a formação militar é patriótica, voltada à soberania e valores nacionais.

    Perguntas:

    Aceitariam os militares a assistir calados um governo ilegítimo entregar as empresas nacionais? Banco do Brasil, Caixa Federal, Correios e até o pipoqueiro da esquina?

    A Petrobrás e o Pré Sal são estratégicos, para a soberania. ÇERRA45 entrega para a chevrom e fica por isso mesmo?

    Que fim levou o Almirante Othon e a construção do submarino nuclear? A Marinha vai abrir mão dessa arma? 

    A inteligência das forças armadas estuda geo-política e vê o desmonte iniciado na Argentina, a perda de muito talento e dinheiro no fim do programa do satélite de comunicações e a entrega das comunicações à globobo de lá ?

    Os milicos na hipótese da saida de Dilma vão se submeter a um governo notóriamente corrupto e anti-nacional?

     

     

  34. É FATO !!Há meses o

    É FATO !!

    Há meses o aCunhalador Michel Temer formou parceria com o Denis Rosenfield para conspirar contra a nossa democracia .

    Tomara que ao final de toda esta nojeira, estes (e os demais) conspiradores sejam severamente punidos  :

     

     21/abr/2016, 18p2min

    Denis Rosenfield teria lugar garantido em um eventual governo Temer

        

     

    Denis Rosenfield | Youtube

    Do Brasil de Fato

    O colunista de ZH e cofundador do Instituto Millenium, Denis Lerrer Rosenfield, recebeu ontem, em Brasília, a medalha da Ordem do Mérito Militar. Nos últimos meses, Rosenfield transformou-se em um dos mais próximos conselheiros do vice-presidente Michel Temer.

    A relação nasceu bem antes da perspectiva concreta de poder, quando Temer convidou-o para conversar. O vice quis aprofundar as ideias expressas nos artigos publicados por Rosenfield na imprensa nacional.

    Denis teria lugar garantido em um eventual governo Temer.

    Nos últimos dias, o gaúcho tem passado mais tempo com o vice do que em Porto Alegre. Além de conselheiro, aproximou de Temer setores que cumprirão um papel importante no apoio a um provável governo pós-impeachment.

     

    • Ano passado, em 19.04., dia

      Ano passado, em 19.04., dia do Exército brasileiro, dentre outras figuras, foram condecorados com a Medalha do Mérito Militar :

      Eduardo Cunha

      Denis Rosenfield

      Rodrigo Janot

      Ronaldo Caiado

       

      É importante ressaltar, que a lista de personalidades a serem condecoradas com esta comenda é escolhida pelo comando militar e os presidentes apenas aprovam .

    • desconfio que nessa aí pode

      desconfio que nessa aí pode inclusive haver um goilpe da ultra-

      direita dentro do golpe falaciosamente dito democrático do temeroso…

      lembrei dos tempos de geisel, que teve de se livrfar das provocações

      do exrtremista da direita general silvio frota…

  35. A paz queremos com fervor a guerra só nos causa dor

    Do ponto de vista militar, o prezado saiu para caçar, atirou na perdiz mas acabou acertando a bunda do cão perdigueiro.

    Não há sequer indícios de uma retomada do poder político pelo milicos. Este ou aquele outro movimento isolado se deve ao fato de que a instituição está abandonada. E não é por outro motivo senão pela total falta de uso.

    Senão vejamos: submarino, o Sr diz. Ora, ora, isto é uma piada? Esta máquina obsoleta, se não me engano única na força, não tem eletrônica embarcada capaz de enfrentar sequer uma lancha dos Seals. Do ‘porta aviões teco-tecos’ Minas Gerais nada mais se soube. Não temos sequer navios suficientes e adequados para montar um frota de escolta para este pinico velho, se é que ainda navega. Em caso de guerra, se sair ao mar, deve sufocar o inimigo com a fumaceira que faz.

    Os veículos blindados do exército ainda são dos tempos em que o país fabricava tais armamentos para o Iraque. Eram embarcados para lá junto com os VW modelo Passat, que então se exportava para aquele país. Enquanto a NATO possui tanques que disparam em movimento à noite debaixo de chuva e neve, com margem de erro de 0,5%, nossos veículos, se forem ao conflito serão usados apenas para dissimulação. Coitado de quem for destacado para pilotá-los.

    Transporte de tropas? Nem pensar. Os soldados irão mesmo sentados nos bancos de madeira montados nas carrocerias dos velhos caminhões Mercedes Benz L1113, ano 85, donde já devem ter arrancado os trucks de tração boomerang por falta de uso ou de manutenção. Consequentemente só trafegam no asfalto.

    Na aeronáutica, um pouquinho mais bem cuidada (mas só um pouquinho) devido ao interesse na venda de Tucanos para o Mercosul, pode-se dizer que estamos com uns… talvez 15% de eficiência. Dizem que vão comprar caças. Provavelmente para caçar marido porque dinheiro que é bom bão há. Então as entregas são a perder de vista. Quando chegarem as aeronaves estarão obsoletas em função do uso de drones e aeronaves não tripuladas. Não sei como ficou o contrato mas à princípio estes caças viriam sem a aviônica, ou seja, sem a eletrõnica embarcada dos sistemas de mira e ataque. Enquanto um jato F16 norte americano já conseguia no fim dos anos 90 abater uma aeronave inimiga a 25milhas de distância, os pilotos brasileiros ainda são obrigados a recorrer ao dog fight nos tucanos brasileiros. Isto é, se conseguirem perseguir e voar na traseira de um jato militar moderno.

    Enquanto os USA chegaram a ter 160 mil soldados no auge de uma gerra no Iraque, foi recentemente divulgado que o contingente da PM só no Estado de São Paulo chegava quase a 300 mil homens. E esta é a força militar que será convocada em caso de guerra. Os jovens, hoje em dia, não servem mais o exército, se manifestam para exigir merenda.

    Quanto ao armamento, os militares antigamente usavam FAL e pistolas Taurus. Hoje, militares e traficantes querem o AR15 e a polícia porta as Glock, ambos importados. Se dependermos da indústria nacional de armamentos a luta será com carabinas de pressão da Rossi.

    Nossas ‘forças armadas’ são uma piada, de péssimo mau gosto, e esse desmonte vem desde o tempo das ‘diretas’. Por absoluto revanchismo políticos que sucederam a redemocratização desmontaram as forças, simplesmente excluindo os gastos militares dos orçamentos.

    Então pode ficar sossegado prezado bloguista. Se houver algum levante militar a própria PM será capaz de colocar os meninos na linha. Os tucanos serão abatidos com armas leves de mão mesmo e a ‘frota’ marítima eu duvido que a marinha tenha dinheiro para comprar o diesel que estes poucos navios consomem. Então não há risco de golpe militar. Os carinhas estavam só buscando espaço para conservar suas mordomias de oficiais militares em tempos de paz. Nada além disso.

     

  36. Os militares estão divididos
    Os militares estão divididos interiormente,

    Cada um deles sabe que:

    1) todo petista é comunista e o petismo bolivariano;
    2) sabe que nunca tiveram tanta atenção na reestruturação do material bélico e com transferência de inteligência tecnológica. Para acrescentar ao texto de Nassif a fábrica de helicópteros em MG e a de veículos blindados leves polivalentes no RGS.

    Conclusão.

    Ops!

  37. N’O Processo de Kafka, “ao

    N’O Processo de Kafka, “ao final de seu longo diálogo sobre os possíveis sentidos da relação entre o porteiro e o homem do interior que busca acesso à Lei, Josef K. expressa, perplexo, sua discordância do ponto de vista do abade:

    _(…) pois, a aceitá-la, será preciso tomar por verdadeiro tudo o que diz o guarda. Você mesmo expôs as razções por que isso é impossível.

    _Não – disse o abade – não é necessário aceitar tudo como verdadeiro, deve-se apenas aceitá-lo como necessário.

    _Triste conclusão – disse K. – ela transforma a mentira num princípio universal”

    (Eric Santner,  em A Alemanha de Schreber)

  38. Paulatinamente, Alexandre de

    Paulatinamente, Alexandre de Morais trilha o caminho para o STF. Teremos um novo Gilmar Mendes, mas de feição mais autoritária.  Um pesadelo, simplesmente.

  39. Alguém por favor avise o Alto Comando das Forças Armadas

    Alguém por favor avise o Alto Comando das Forças Armadas que Rússia e China decidiram (de comum acordo!) decidiram peitar a hegemonia norte-americana unilaterista, e estão se rearmando velozmente para a guerra que virá contra os norte-americanos, que por sua própria natureza vão exigir (voltar a) submeter Rússia e China. O resultado disso possivelmente será uma guerra nuclear que afetará todo o planeta:

    http://jornalggn.com.br/noticia/%E2%80%9Cpreparem-se-para-a-guerra%E2%80%9D-global-quica-nuclear http://jornalggn.com.br/noticia/a-russia-muda-a-orientacao-da-politica-externa http://jornalggn.com.br/noticia/eua-e-as-estruturas-de-poder-ocidental-por-scott http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/220182/Alexei-Pushkov-A-ordem-mundial-se-decide-na-S%C3%ADria.htm http://redecastorphoto.blogspot.com.br/2015/06/china-e-russia-russia-e-china-o-que.html http://brasildebate.com.br/o-mar-do-sul-da-china-sera-o-campo-de-batalha-do-futuro/ Senhores comandantes das Forças Armadas, os senhores vão permitir (mais uma vez!) atrelar vergonhosamente o nosso país aos interesses geopolíticos norte-americanos??!!? Aquele tempo da luta do “mundo livre” contra o comunismo ACABOU, isso que os Estados Unidos agora estão travando é a luta do grande capital para subjugar todo o mundo aos seus ditames. Lembram o que foi que bradou D. Pedro? Pois é, independência ou morte. Saibam os senhores que a dependência a que os sabujos querem arrastar as Forças Armadas brasileiras não deixará de ser uma morte em vida. Soldados como Marcílio Dias ou os Dezoito do Forte deram suas vidas em nome da Pátria e da honra. Dos Senhores, se espera agora um verdadeiro patriotismo. Que Deus os ilumine e abençoe.  

     

  40. Uma análise da conclusão do texto
    Não há bom senso em qualquer forma de golpe.

    Todo golpe tem final previsível. A confusão institucional criada para derrubar o governo eleito permanece, e só se consegue manter o controle com muita repressão e corrupção (basta ver que os militares nomearam ACM, Sarney, Maluf, Collor, e outros, como seus representantes biônicos).

    Mantida a confusão institucional, estourada a repressão violenta para conter os insatisfeitos e a consolidação do que se propõe o golpe, – retrocesso de avanços sociais e trabalhistas e nova abertura de mercado com privatizações e flexibilização dos controles de proteção do que é nacional –
    perde-se totalmente o controle pela fragilidade institucional e violência que geram mais descontentamento, e o governo cai.

    • Exato. Mas isso no longo

      Exato. Mas isso no longo prazo.

      Todos sabemos que daqui a “20 anos” ja teremos “anistia, a volta dos exilados, diretas ja, constituinte”.

      O problema é o agora.

  41. Os militares têm muito mais a perder do que ganhar apoiando o Mi

    Os militares têm muito mais a perder do que ganhar apoiando o Michel Temer. O golpe em curso foi engendrado por uma oligarquia que em nenhum momento prestigiou os interesses nacionais. A entrega do pré-sal, a privatização de empresas nacionais como a Petrobras, Banco do Brasil e a Caixa se chocam frontalmente com o nacionalismo reinante na caserna.

    Além disso, o golpe já nasce maculado como fruto da vingança pessoal de Eduardo Cunha contra a presidente Dilma. Não acredito que os militares estejam dispostos a comprometer a imagem que possuem numa aventura golpista amadora. Quando o Michel Temer sinaliza nomear Alexandre de Moraes para gerir o aparato repressivo estatal, os militares provavelmente sacaram que se trata de uma furada.

    Boa parte dos militares do alto comando têm plena consciência dos erros cometidos durante a ditadura militar. Ou seja, a perda de controle do aparato repressivo estatal que criou uma verdadeira usina de injustiça e tortura. Quando Michel Temer busca contemplar figuras macabras como Alexandre de Moraes e busca apoio da significativa bancada da bala, podem ter certeza de que será um governo marcado pelas mesmas atrocidades que marcaram os anos de chumbo.

    Tudo leva a crer que o governo Temer terá de recrudescer a repressão contra movimentos sociais e principalmente os estudantes, que estão assumindo a dianteira da luta política. É o tipo de luta que os militares não estão preparados a enfrentar. Agredir filhos de trabalhadores e da classe média é uma verdadeira armadilha capaz de desmoralizar qualquer governo. Além disso, os militares teriam que administrar o enfrentamento de pautas trazidas pelos movimentos sociais como feminismo, lgbt, racismo, lei de anistia entre outras pautas, assim como defender a banda podre do PMDB que assumiria o poder.

    Esse golpe em curso conduzido pela dupla Cunha-Temer funciona como o mito do rei Midas às avessas, ou seja tudo aquilo que os golpistas tocarem apodrecerá.

    • Golpe?
      Desculpa, mas quem fala que a atual presidente está sofrendo golpe, está totalmente errado.
      Golpe foi o que ela fez com todos ao mentir descaradamente em suas propagandas políticas, golpe foi o PT conseguir dinheiro para as campanhas de forma ilícita, uma eleição comprada, golpe foi ela fazer no mínimo vista grossa a roubalheira na petrobras, golpe foi a péssima gestão financeira do país, golpe foi um partido que se diz dos trabalhadores fechar 10 milhões de vagas e ainda apoiar a retirada de benefícios já conquistadas pelos trabalhadores. Isso tudo aí que essa incompetente fez sim é um golpe, não vou nem falar sobre pedaladas, sobre a tentativa de proteger criminoso (lula), por esse assunto já está demasiadamente gasto.
      Mas claro, não sou a favor de Michel Temer ficar no poder, pois é tão sujo quanto. O correto seria novas eleições. Enfim…
      FORA DILMA, FORA PT. E FORA MICHEL

      • Se vc pensa que com novas

        Se vc pensa que com novas eleições sua candidata Marina será eleita, tire o cavalinho da chuva. O restante das bobagens que vc escreve com certeza teve a Veja como fonte, mas acreditar nelas é  triste. E mesmo que toda essas bobagens fossem verdadeiras, Dilma teria sido a pior candidata, fora os outros que disputaram com ela. Quem está sofrendo o golpe não é a presidente é a Democracia. Finalmente, chamar alguém de criminoso antes de qualquer julgamento é…, deixa pra lá, mas não aceito seu pedido de desculpas, é golpe sim e vc é um golpista.

      • Li o seu comentário!

        Li o seu comentáriom, também concordo com sua visão. 

        No curto prazo alguns militares oportunistas vão tentar se aproveitar da situação, como esse tal de general Sérgio Etchegoyen. Entretanto, o alto comando das Forças Armadas parece ter muito mais bom senso do que o instituto millenium faz parecer crer. Mesmo assim o cenário todo está muito imprevisível.

  42. as 3 camadas da arquitetura do caos

    1. a interna e imediata: um setor dominante historicamente escravagista e colonial tem como único projeto sua subserviente condição de sócio minoritário do grande interesse internacional. negociam o pré-sal e almejam o fim dos direitos trabalhistas;

    2. a externa e geopolítica: redefinição da institucionalidade mundial sob a égide da tirania financeira. um mundo pós nacional, prescindindo da democracia, com uma governança global e a serviço de mega corporações cartelizadas. ordenação jurídica através de acordos trans-nacionais: TTIP (Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento), TPSEP (Acordo de Parceria Econômica Estratégica Trans-Pacífico) e TISA (Acordo sobre o Comércio de Serviços);

    3. Millenium: neo-fascismo, zumbificação, anomia, admirável mundo novo, robótica, engenharia genética, nanotecnologia, singularidade científica…

  43. Licença para um xadrez “alternativo”

    Peça 1 – o contexto civil

    Neste item parece certa a tentativa de expansão dos poderes civis paralelos, dos “meritocráticos”, até por que isso faz parte do neoliberalismo. O país está sendo desenhado para um comando superior que contempla: Fazenda, Planejamento, Infraestrutura, Relações Exteriores e Banco Central, com o qual as rédeas da economia e das relações com o mundo (leia-se EUA) são geridas (vejam como o resto fica nas mãos de baixo clero, pastores e etc.). Haverá o poder meritocrático, com os poderes paralelos mais fortes na PF, Ministério Público, Tribunais de Justiça, CGU, TCU e etc. Um poder legislativo representado pelo poder econômico e bancadas diversas, que apenas irão legitimar os atos do comando superior e, finalmente, um triste Poder Executivo, onde o povo acha que dá o poder, mas, ficará cerceado pelos poderes anteriores; ficará limitado a administrar planos sociais, escolas, postos de saúde e redes de esgoto, ainda se a Lei de Responsabilidade Fiscal, cada vez mais engessada, lhe permitir.

    Peça 2 – o contexto militar

    “A geopolítica, por trás da Lava Jato e do projeto PMDB-PSDB, remete de novo para o papel de potência auxiliar da diplomacia norte-americana.”

    Acho que irão querer fazer isso mesmo. Vão querer enviar oficiais para a Escola das Américas no Panamá, vão querer trocar os “caças” suecos por norte-americanos, ceder algumas bases para os EUA no território brasileiro, entregar Alcântara para envio de foguetes ao espaço e etc. Vão quebrar a cara, pois aí é que as FFAA não vão topar.

    Peça 3 – o governo Michel Temer

    Haverá pouco tempo para implantar medidas mais duradouras, pois ainda acho que Dilma volta antes dos 180 dias. O golpe será contestado nas ruas e ficará pouco tempo para adotar as medidas desgastantes, de ordem local que são pretendidas no plano “Um Golpe para o Futuro”.

    Mas, haverá tempo suficiente para adotar as medidas mandadas pelo “comando superior”, quais são: Autonomia do BC; realinhamento com os EUA e ruptura de acordos com MERCOSUL (se aproveitarão da fome por holofotes dos senadores golpistas, e será um festival de palavrões acima dos nossos países vizinhos); algumas alterações nas leis trabalhistas e de previdência serão rapidamente votadas; mudanças no pré-sal favorecendo multinacionais; farão da Responsabilidade Fiscal uma cláusula pétrea; e outras medidas emanadas desde o “comando superior”.

    O restante dos ministérios do baixo clero ficará no Governo Temer fazendo o trabalho de síndico de prédio, coordenando postos de saúde e escolas, amordaçando a opinião pública e reprimido manifestações contrárias.

    Na volta de Dilma será uma tarefa dura alterar algumas situações executadas, ainda mais sem ajuda de parlamentares corruptos. Faremos então outra peça de xadrez no final: O Retorno de Dilma

    Peça 4 – as cassandras de volta aos quarteis

    Nada acontecerá nos quartéis, que não seja um discreto compasso de espera até a volta de Dilma.

    Peça 5 – a indicação do Ministro da Justiça.

    Não fará diferença nenhuma, considerando que os poderes paralelos dos meritocráticos serão aprofundados, pois servem e sempre serviram a Washington. Não precissam de Ministro de Justiça lutador, pois não há nada para lutar…..a Justiça também é golpista.

    Peça 6 – O Retorno de Dilma

    Se o povo sair nas ruas e lutar, palmo a palmo e, ainda, se Lewandowsky (como presidente da nova comissão no senado) consegue demonstrar – com habilidade – que não há crime algum, haverá sim suficiente senador para acabar com o impeachment e Dilma volta, levada pelos braços do povo, já desiludido com Temer, Serra e toda essa gente 1000 vezes rejeitada nas urnas. Ainda, dezenas de parlamentares já terão sido presos, ficando claro para o povo onde estava mesmo a corrupção (nunca com Dilma).

    Conclusão

    Temer não irá longe. Continuará sendo Temer “o breve”, em tamanho, moral e tempo de governo.

  44. General Etchegoyen, General

    General Etchegoyen, General Mourão !  Lei do eterno retorno? Será que retornarão também Arena e MDB, este sem Ulisses, sem Tancredo, numa versão muito, mas muito mesmo, piorada? Uma Arena com Bolsonaros, Aloysios, Serras e “Evangélicos” e um MDB com Cunhas, Temeres e Fiespes? Se isso ocorrer, já que não temos como ir para Pasárgada, espero que alguém ao menos pare o mundo, para cairmos fora.

  45. Alguém ainda duvida

    que Temer vai remontar o aparato repressivo do estado, nos moldes dos anos 60 a 80, e que terá nos militares talvez a espinha dorsal dessa remontagem?

    Ele e seus comparsas de golpe de estado sabem que terão necessidade de ter ao seu comando um estado policial forte e “comprometido com os interesses do Brasil” para conter a onda contrária, que já está sendo anunciada antes de sua “posse”, que seu governo ilegítimo enfrentará; mirem-se em SP e PR e apenas projetem isso no plano nacional pois é isso que teremos: porrada e balas no lombo dos dissidentes, “vândalos” e “baderneiros”

    Que Deus tenha piedade daqueles e daquelas que cairem nas mãos desse aparato após o dia 10/05.

     

  46. Pungueiros que pegaram carona no golpe

    Não creio que esses senhores citados representem a corporação militar, são 2 ou 3 aventureiros em busca de poder. Podem até conseguir, por que o Temer é uma galinha choca. Mas daí a se transformar em liderança do setor vai uma longa estrada. Sem dinheiro, sem projeto que fortaleça o setor, não se ganha nada. Só quem ganha são os 3 pungueiros que pegaram carona no golpe e estão atras de uma sinecura.  

  47. seguramente, …

    .. as Forças Armadas de hoje não apoiam as ações do #golpedosladrões.  Se os traidores do país contam com o apoio dos militares para sufocar uma eventual e provável revolta da população, … acho que terão uma surpresinha…

  48. É assustador o protagonismo

    É assustador o protagonismo de Denis Rosenfield junto a Temer, esse sujeito é formado no pior pensamento direitista do planeta: o judaíco… Netanyahu, o truculento presidente de Israel é um tipo que comunga da  mesma formação de Rosenfield.

    Não se sabe até onde os militares estão dispostos a ser fiador (armado) do governo ilegítimo e usurpador de Temer, seria a repetição de um erro histórico ocorrido em 1964 quando as forças armadas interviram em ajuda à oligarquia e depois ficaram com a fatura: foram os grandes vilões da bárbarie enquanto os civis envolvidos no golpe faziam discursos de exaltação da democracia para se legitimar para os novos tempos.

    No atual esfarelamento da institucionalidade brasileira tudo é possível, o ambiente está propício à aventuras do todos os tipos, gângsters são saudados como heróis, ladrões são comemorados como salvadores do país, o caos está instalado e não se sabe o que vai ocorrer semana que vem quanto mais a longo prazo.

     

    • Ontem, o Romulus indicou um

      Ontem, o Romulus indicou um dos governos estrangeiros que teriam sido consultados em busca de apoio à proposta de maior protagonismo político dos militares. O seu comentário deu a pista para o outro governo.

  49. Post meu de 3 semanas atras ref. MILITARES

    Tinha escrito o post abaixo umas semanas atras.

    Me causava especie a falta de analises colocando os militares nas consideraçoes.

    Repercutiu muito nas redes sociais – chegando inclusive ao “lado de la”. Vi alegaçoes “tapadas” deles de que no Post eu sugiro um golpe militar. Ma fe ou falta de interpretaçao de texto.

    No post trato dos interesses estrategicos e da geo-politica sob a perspectiva deles.

    De fato, no longo prazo, um governo nacional-desenvolvimentista c/politica externa independente converge mais com a perspectiva estrategica e geo-politica dos militares – mesmo que de esquerda.

    Mas na minha analise desconsiderei o que o Nassif nos traz agora.

    Nassif mostra que – no curto/medio prazo – pode acabar interessando às FFAAs aderir ao golpe.

    Leiam.

    >>> MILITARES – sorriso de Monalisa <<<

     

    ROMULUS__QUA, 13/04/2016 – 20:18ATUALIZADO EM 14/04/2016 – 03:14

    A questão do alinhamento dos militares no dia seguinte a eventual impeachment de Dilma e posse de Temer me intriga bastante. Pouquíssimas pessoas têm analisado essa variável. Registro a coluna de Jânio de Freitas há algumas semanas (link aqui), da qual debochou de forma bastante arrogante a Ombudsman da Folha, sobre o mal explicado episódio da condução coercitiva de Lula e a intervenção da Aeronáutica para frustrar o dia de glória do juiz Sérgio Moro.

    Quando falo do alinhamento dos militares, não penso nos soldados rasos – decerto com grande contingente de “bolsonaretes” – mas no alto comando das FFAA.

    Estão ressabiados com a Lavajato desde o episodio da prisão do Alm. Otto e da aliança DoJ/EUA + MPF/BR para derrubar o programa nuclear brasileiro – civil e militar. Decerto não lhes escapa o garrote que essa aliança aperta sobre o pescoço da Odebrecht, empresa que constrói o estaleiro dos submarinos com propulsão nuclear, além de grande ativo nacional enquanto empresa de engenharia de excelência.

    Com certeza também tomaram nota de como a Presidente Dilma Roussef lutou o quanto pode pela manutenção da Petrobras operadora do Pre-Sal. Até capitular frente à chantagem de Renan Calheiros/Serra. Bem sabem que a lei do pré-sal é o mais caro “bebê” da ex-Ministra de Minas e Energia de Lula e atual Presidente da República. Cortar ao bebé um braço certamente doeu mais no coração da mãe do que nos nossos, também violentados. Mas foi o preço que ela aceitou pagar para não ver o bebê roubado e entregue a pais adotivos estrangeiros. Paciência…

    Como autoridades incontornáveis em temas de estratégia e geo-política, não escapa aos Comandantes das FFAA o que significa abrir mão de ser a Petrobras a operadora exclusiva.

    *********

    Para as pessoas que não são da área abro agora uma pequena digressão no post, explicando mais detidamente essa questão. Extraio comentário meu nas redes sociais no dia 24/2/2016, quando a Presidente Dilma Roussef capitulou diante das forças combinadas de: (1) oligarquias políticas locais tentando comprar passe livre da Lavajato + (2) lobistas das empresas internacionais do petróleo (cujo despudor lhes permitiu mesmo acompanhar – no plenário do Senado! – a votação, para revolta do Sen. Requião) + (3) retaguarda oferecida por interesses estratégicos de seus países de origem.

    Segue:

    “Desculpem o post longo, mas é o assunto mais importante para o Brasil hoje e amanhã. Talvez desde 1822. Ontem Getúlio Vargas levou o segundo tiro no peito. Dia sinistro. Somente se salvaram os 26 senadores que votaram pela manutenção da Petrobras como operadora. Roberto Requião A FRENTE E TODA A BANCADA DO PT ATRAS – votando contra o governo!

    – Nesse vídeo Requião da nome aos bois e fala – da tribuna – da promessa de Serra a Chevron de entregar o pre-sal ainda em 2010. Fala das manobras regimentais de Renan para aprovar o projeto por caminhos obscuros (esse, Renan, parece estar pagando antecipadamente o salva-conduto frente à Lava Jato. É uma nova modalidade: a “votação premiada”).

    – No vídeo Requião destrói todas as falácias da dupla Serra-Renan. “Urgência”. Oi?! Num momento em que ha excesso de produção de petróleo no mundo e em que as petroleiras internacionais estão no vermelho sem poder investir? Logico que não! Usam os números negativos da conjuntura pra mudar a estrutura e entregar la na frente, quando o petróleo subir e as petroleiras internacionais tiverem de novo bala na agulha para comprar o patrimônio nacional. Ai basta só combinar na véspera com as agencias de rating e fazer o risco pais subir e o real desabar, para comprar bem baratinho. Onde foi que vi esse filme antes? Ah sim… na Privataria tucana. Disso o Serra entende.

    PARTE TÉCNICA sobre o que estava em jogo na votação (leiam também para poderem argumentar e saberem do que estão falando… vou mastigar aí embaixo, prometo!):

    Qualquer pessoa que conheça minimamente a industria do petróleo sabe o que significa abrir mão de ser operador em um bloco de exploração:

    – Aspecto financeiro-fiscal: em um sistema de partilha de produção de petróleo, como o que o Brasil adotou para o pre-sal, os custos dos sub-contratados (quem investiga o solo, quem fura, quem faz a logística…) são repassados proporcionalmente à União, através do desconto do montante de petróleo que a União terá a receber. A operadora é quem faz as contratações. Os subcontratados que existem hoje são todos gigantes transnacionais também (Halliburton, Schlumberger…). Elas podem superfaturar os custos no Brasil em dobradinha com uma operadora estrangeira que não seja a Petrobras e assim sangrar o montante de petróleo que a União tem a receber. Depois dividem esse “lucro” em alguma outra operação fora do pais (elas sempre atuam juntas em toda parte) com subfaturamento, superfaturamento, simulação, troca de ativos, etc.

    – Aspecto econômico estratégico: é a operadora quem toca o dia a dia da operação do bloco de petróleo. As outras só vão em reuniões de escritório de tempos em tempos para aprovar pautas apresentadas pela operadora e depois receberem a sua parte no resultado da venda do petróleo. Mal comparando são como meros “acionistas” de uma empresa… não são parte da “diretoria”. É quem opera quem lida com os subcontratados e com os clientes, quem desenvolve e assimila o know-how, quem pode integrar as suas diferentes operações e fazer sinergias… ou seja, atuar estrategicamente e construir valor agregado e capacitação que a cacifem para ganhar mais projetos – mesmo em outros países – e crescer, ganhar cada vez mais importância. Quem cresce tecnicamente é a operadora. As outras só ganham o “dinheirinho”. 

    – Em resumo: a Petrobras é a soberania do Brasil na industria do Petróleo – dentro e fora do pais. Petrobras não ser operadora enfraquece a empresa hoje e amanha. Abre espaço ainda para os estrangeiros superfaturarem a rodo – sem o olho do dono em cima – dilapidando a parte do petróleo que cabe a União pela partilha.

    TEMOS QUE DERRUBAR ESSE PROJETO. Sim ou com certeza?”

    *********

    O comando militar – conservador mas nacionalista – sabe que a agenda econômica é a de desnacionalização dos ativos estratégicos (como o pré-sal), com lesa ao patrimônio da União (com deságio artificial pelo baixo preço do petróleo por articulação EUA-Arábia Saudita), bem como nova hibernação dos programas militares civil e militar (submarinos e enriquecimento de urânio). Se há ademais ameaça de vazamento da tecnologia autóctone de enriquecimento de urânio às mui interessadas potências nucleares estrangeiras eu não sei. Não sei como funcionam as “muralhas chinesas” para compartimentação do acesso a esse conhecimento chave ao longo da cadeia de comando, até chegar ao comandante-em-chefe, o Presidente da República.

    Dá-me esperança pensar que o segredo aparentemente sobreviveu ao período FHC.

    O “pé atrás” dos militares com o que ocorre na política nacional ficou evidente com a intervenção da Aeronáutica na tentativa de embarque (e prisão?) de Lula, no MUITO mal explicado episódio da “condução coercitiva” em Congonhas. Como disse na abertura do post,  a intervenção da Aeronáutica frustrou o projeto de dia de glória do juiz Sérgio Moro. Aliás, o abatimento do juiz naquele dia era evidente e foi registrado até por veículos da imprensa familiar, seus aliados de ocasião. Terá sido motivado por semblantes franzidos de senhores uniformizados e estrelados? Algum efeito tais semblantes causaram. Tanto assim que o arrogante juiz, em atitude raríssima, veio a público tempos depois declarar que a prisão do Alm. Otto fora “um erro”. Acredite quem quiser na sinceridade do rapaz.

    Até que ponto o juramento à Constituição e o apego ao interesse nacional e à visão estratégica de uma ESG (cujas discussões já tive o privilégio de presenciar), por exemplo, influenciarão os Comandantes das FFAA no dia seguinte ao impeachment? Com quem – e como – se alinharão?

    Comandantes são precavidos. É certo que já avaliaram as opções.

    Decerto não gostam particularmente do PT e da esquerda. Certo também é que não engoliram a Comissão da Verdade. Mas gostam menos ainda de alinhamento automático da política externa – e das disciplinas internas que regem a economia também! – a interesses estranhos à nacionalidade.

    Essa é a esperança que resta para quem o verdade e amarelo corre nas veias (talvez junto ao vermelho, por que não?). E não se limita a usar a camisa da CBF em passeatas na praia e na Paulista.

     

    Atualização:

    Após discutir o post com alguns companheiros no Twitter, lembrei-me de fato muito relevante para essa discussão. Segue reprodução dos meus tweets aos companheiros:

    1- Sem esquecer de algo MUITO importante. Acho ate q vou acrescentar ao post. Foi com o $ da Petrobras

    2-q a MARINHA teve recursos p/mapear td plataforma continental dentro do periodo permitido pela

    3-convençao d Montego Bay. Foi assim que o Brasil ”ganhou soberania” sobre td plataforma continental, alem

    4-das 200 milhas nauticas. Isso garantiu td o pre-sal p/BR. Para odio dos EUA, q tavam de olho c/4a frota

    5-Amazonia Azul é p/monitorar justamente td a plataforma continental q Marinha+Petrobras nos deram!!

      

    • Nenhum militar que seja

      Nenhum militar que seja nacionalista tem o direito de se iludir quanto a um governo neoliberal de estofo internacionalista, como o que se anuncia para depois do golpe no Brasil, operado por gente que não tem o mínimo apreço pelo país em que nasceu. Óbvio que eles vão querer um alinhamento automático com os interesses americanos, que não são os mesmos interesses brasileiros. Isso lhes vai render muito dinheiro, embora não seja o que convém ao Brasil. Segundo eles, se o Brasil vai querer armas, então que as compre muito caras aos americanos e não tente fabricá-las desenvolvendo tecnologia própria. Para quê? O país não renunciou a ser brasileiro “demais” para ser mesmo parte do mundo americano? Para que esta história de querer sua própria indústria do petróleo? Para que esta história de querer soberania plena da Amazônia? O Brasil pode ser visto como um novo Oeste a ser desbravado por americanos, e eles não vão matar apenas índios, mas também brasileiros outros, o que para eles dá na mesma. Se algum militar olha para a bandeira que jurou defender e pensa em um Brasil independente e soberano, não pode em hipótese nenhuma ser um americanófilo. Uma coisa até pode ser admirar os Estados Unidos como nação, e outra bem diferente é desconhecer o papel que eles representam no cenário internacional, onde todos para eles são concorrentes e eles não procuram ter amigos, mas subordinados.

      • Não esqueçamos de terras, agua e sol

        Não esqueçamos de terras, agua e sol

        Nas considerações sobre interesse no Brasil nas décadas vindouras em geral pensamos no Pre-sal e em outras riquezas minerais / naturais.

        Ve meu novo comentario ai em cima.

  50. Ocupando um vácuo

    Nassif, seu texto faz sentido. Mas só faz sentido quando se considera a premissa de vácuo de poder. Ora, Michel está fazendo o papel dele em conversar e procurar soluções negociadas. E o que faz o governo Dilma? É impressionante a falta de capacidade de articulação, infelizmente. Tivesse a mesma agilidade, já teria convencido aos militares de que ainda é a melhor alternativa à corporação, uma vez que foi quem liderou o projeto de não-alinhamento automático á geopolítica norte-americana, e soberania política e territorial defendida por uma força reequipada. Foram os governos PT que prestigiaram os militares. É um absurdo não terem trabalhado para contarem com eles agora.

    Outra premissa é a de que todo este rearranjo se daria assim que o golpe fosse conclupido. Pois é, então a única reação é nao deixar o golpe se concluir, criar um impasse anterior a isso. de que forma? Colocar todos os movimentos sociais nas ruas e NOS PALÁCIOS antes de terça-feira. Colocar e manter: OCUPAR.

    Neste momento, as forças armadas terão que se posicionar. Ou vao lá, com a imprensa internacional cobrindo ao vivo, e se colocam contra o povo; ou aderem á defesa da democracia. Se é a última mão do jogo, jogue-se todas as fichas.

    Sempre há divisões. Até em 64 havia muitas tropas leais aJango. Em geral, para evitar o conflito aberto, a tendência das forças armadas é assumir o papel de defensora daquele que primeiro faz uso delas. De uma forma ou de outra, havará adesões dos dois lados, mas uma reação de força a ação de uma das partes é difícil ocorrer. Portanto, é colocar gente para ocupar todos os espaços, usar as forças armadas para defender esta gente e sufocar focos de reação.

    • meu achismo indica que os

      meu achismo indica que os militares serão os fieis da balança. as forças armadas são poder no brasil. eu não sei o que farão, que atitude terão, mas vamos ver.

  51. Alguém por favor avise o Alto Comando das Forças Armadas
    (ao GGN: estou postando novamente, porque a formatação havia ficado comprometida, assim, se possível, peço que deletem o comentário abaixo, de mesmo título) Alguém por favor avise o Alto Comando das Forças Armadas que Rússia e China decidiram (de comum acordo!) decidiram peitar a hegemonia norte-americana unilaterista, e estão se rearmando velozmente para a guerra que virá contra os norte-americanos, que por sua própria natureza vão exigir (voltar a) submeter Rússia e China. O resultado disso possivelmente será uma guerra nuclear que afetará todo o planeta: http://jornalggn.com.br/noticia/%E2%80%9Cpreparem-se-para-a-guerra%E2%80%9D-global-quica-nuclear http://jornalggn.com.br/noticia/a-russia-muda-a-orientacao-da-politica-externa http://jornalggn.com.br/noticia/eua-e-as-estruturas-de-poder-ocidental-por-scott http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/220182/Alexei-Pushkov-A-ordem-mundial-se-decide-na-S%C3%ADria.htm http://redecastorphoto.blogspot.com.br/2015/06/china-e-russia-russia-e-china-o-que.html http://brasildebate.com.br/o-mar-do-sul-da-china-sera-o-campo-de-batalha-do-futuro/ Senhores comandantes das Forças Armadas, os senhores vão permitir (mais uma vez!) atrelar vergonhosamente o nosso país aos interesses geopolíticos norte-americanos??!!? Aquele tempo da luta do “mundo livre” contra o comunismo ACABOU, isso que os Estados Unidos agora estão travando é a luta do grande capital para subjugar todo o mundo aos seus ditames. Lembram o que foi que bradou D. Pedro? Pois é, independência ou morte. Saibam os senhores que a dependência a que os sabujos querem arrastar as Forças Armadas brasileiras não deixará de ser uma morte em vida. Soldados como Marcílio Dias ou os Dezoito do Forte deram suas vidas em nome da Pátria e da honra. Dos Senhores, se espera agora um verdadeiro patriotismo. Que Deus os ilumine e abençoe.   

    • Prezado primo Naveira
      Se Deus

      Prezado primo Naveira

      Se Deus existe (eu creio que, por muitos motivos pessoais), então a extinção da Terra pela guerra nuclear só poderá acontecer com a permissão Dele.

      Se Deus não existe, logo após a i n e v i t á v e l falência do sistema capitalista, para qualquer hora dessas, após quebradeiras e corridas à bancos em todo o mundo, sinalizando a agonia final do capitalismo em clima de pânico e desespero global, inclusive, com os EUA intervendo e censurando a internet, TV, rádio e telefonia  em todo o mundo “livre”, aí então, nesse ambiente de altas tensões e bagunça total, a possibilidade de dar início a um guerra nuclear, fica muito grande.

      Abraços

      Welinton

  52. Como eu avisei antes, vocês
    Como eu avisei antes, vocês estão caminhando com passos largos para mais uma ditadura. Que um eventual governo Temer não vai conseguir se manter no poder sem reprimir a população com violência.

  53. Cai a máscara, segue o enterro

    Cai a máscara, segue o enterro

    A truculenta tentativa de impeachment da presidente Dilma Rousseff, teve inicio nas  gigantescas operações de sabotagens da economia do Brasil, jamais vistas, iniciadas nas inacreditáveis badernas por todo o Brasil capitaneadas por lideranças da turma de preto com objetivo vingarem de Dilma/PT por conta da Comissão da Verdade e outras iniciativas, tentando lançar luzes sobre os hediondos crimes praticados na ditadura militar. Livres da justiça dos homens, sem arrependimentos algum, nem o temor a Deus, em plena democracia e diante do mundo, desencadearam um grotesco infundado golpe para depor Dilma/PT, fazendo milhares de falências e desempregados, desesperadamente catando e montando motivos para depor Dilma/PT, de qualquer jeito, sem medir consequências.  

    Sem encontrar nada de sério, apesar de inéditas e intensas buscas que embasasse o impeachment de Dilma/PT aceito no Congresso por um declarado delinquente, valeram-se de motivos fúteis e infundados com todo o apoio da irresponsável e leviana oposição, do conhecido delinquente e de muitos bandidos.  Inclusive, notórios entreguistas e traidores da Pátria, como FHC/PSDB. Nessa suja operação, o pesado bombardeio diário da grande mídia foi importantíssimo na divulgação de todo tipo de vazamentos, mentiras, factoides, ilegais prisões, cinismos, falsas denúncias e outras mais para a formatação da cabeça do povão apoiar o golpe.

    Nesse perverso contexto de desmontagem da economia do Brasil, é oportuno chamar a atenção do preocupante estado geral da economia mundial, há décadas perdendo fôlego, atestando crítico estado em final de 2007, início da atual grande crise mundial. Das inúmeras contradições do sistema capitalista, o crescente desemprego tecnológico é um dos principais responsáveis pela grande crise do sistema. Se depender do desenvolvimento da inteligência artificial, robótica, humanoides e outros mais, para eficientemente ocupar o lugar de quase todos os trabalhadores humanos, antes de 2030 o mundo capitalista poderá colapsar.

    Já por volta de 2025 todas as empresas estarão utilizando computadores aptos à conversa. Aptos a trocarem ideias com os seres humanos e com outros computadores na elaboração e otimização de diversos projetos, nas mais variadas áreas da tecnologia, ciência, produção, comércio, finanças, médica, jurídica, logística, etc. Agora em 2017, a China estará testando a inteligência, comportamento e habilidades de uma bonita “mulher” humanoide fazendo provas de vestibular numa de suas melhores universidades, junto com os demais vestibulandos. A tecnologia humanoide deixou de ser ficção.

    Por toda a tecnologia que já está no comércio, por toda a tecnologia que vêm por aí, prometem gigantesco desemprego mundial já para os próximos 10 anos. Por conta desse desemprego inviabilizando o devido consumo, teremos inevitáveis falências de milhares de empresas, adicionando outros milhões de desempregados por todos os continentes, gerando mais inadimplências, descrenças e desânimos, acabando por configurar maximizada crise bancária mundial, empurrando o sistema para o colapso global, como em 1929. Só que, em proporções muitas vezes superiores. Pouca coisa restará de pé.

    Estarão livres de devastadores desmantelamento fabril, econômico, financeiro, social e político, poucas nações, como a China, Coreia do Norte e Cuba, por conta de suas estruturas econômicas e sociais diferenciadas. Quem sabe, mais alguns países, dentre eles, a Rússia e a Noruega. Para as demais nações estruturadas, as consequências serão devastadoras e cruéis. Após os primeiros meses dessa catástrofe mundial, por certo que haverá muita brutalidade e repressão de todo o tipo. Tudo de selvagem poderá acontecer.

    A guerra nuclear só não terá início se a humanidade tiver a coragem e a inteligência para a implantação de um novo regime econômico e social de grande distribuição de riquezas, pondo um fim nas conhecidas gigantescas concentrações em mãos de poucos, à custas do trabalho e sacrifício de milhares de trabalhadores. Teremos que dar imediato início a construção de uma sociedade justa, fraterna, ecológica, sem ódios e guerras, ou, pegar outros caminhos, que fatalmente levarão a uma devastadora guerra nuclear, com a extinção da humanidade. A escolha será nossa.

    Pois não é que, bem diante dessa grande turbulência a caminho, nada distante, a turma de preto desencadeia uma mega operação de sabotagem da economia do Brasil, intensamente mantida desde junho de 2013, com todo apoio da grande mídia por conta dos escândalo de roubalheiras centralizadas na Petrobras, objetivando desmontar a crença, interna e externa, na sólida economia Dilma/PT de até junho de 2013.

    Fizeram a cabeça do povão com a grande mídia, em cima de escândalos, roubalheiras, vazamentos, prisões, factoides e mentiras, gerando incertezas, inseguranças e desempregos, criando o necessário clima para o golpe de deposição de Dilma/PT, contando ainda com todo apoio de elementos do Congresso, Justiça, MP e AGU, muitos, conhecidos bandidos.

    Para que não reste dúvida alguma dos objetivos e propósitos desse golpe, basta ver o perfil moral do pessoal que estão à frente dessa sujeira toda, delinquentes, corruptos e desmoralizados, e ainda, com conhecidos entreguistas a postos. Promessa de muita corrupção e traição à Pátria, com todo apoio da grande mídia “livre”.

    Tudo indica que já está na ordem do dia, privatizações de riquíssimas empresas estatais, a preços de bananas, como no governo entreguista FHC/PSDB. As gigantescas reservas de petróleo e gás do Pré Sal, descobertas pela competente Petrobras, serão entregues aos gringos a preços reduzidos. Possui um dos petróleos de menores custos de produção do mundo. Desmantelarão também, importantes projetos e empreendimentos da estratégica área da Defesa. Provavelmente, serão desfeitos os nossos importantes e estratégicos laços com o MERCOSUL e BRICS. Vergonhosamente, retornaremos para a cativa órbita econômica e política dos EUA.

    Diante da gigantesca turbulência econômica mundial bem a vista, diante do muito provável desmonte de nossa economia e soberania pelo novo governo, depois de Eduardo Cunha ser taxado de delinquente, o Congresso tem a desfaçatez de aprovar o golpe, dia 06 de maio de 2016. Esse dia, passará como o marco da irresponsabilidade e conhecida farsa da democracia, ratificando a sabida desmoralização da Justiça, Congresso, MP e AGU, participantes do golpe contra Dilma/PT. De agora em diante, só Deus sabe qual será o destino do Brasil e de seu despolitizado povão. Quem sabe, será o início da extinção de uma nação, com provável guerra civil logo mais adiante. Que Deus nos ilumine.

     

  54. Esse tal Denis vai gerenciar

    Esse tal Denis vai gerenciar toda propaganda do governo Remer.

    Ele é que vai decidir os veículos de mídia que receberão verbas.

  55. ‎Célia Garcia‎ para Waldir

    Célia Garcia‎ para Waldir Garcia

    5 de maio às 20:31  

    Olha aí irmão! …

    4 de Maio de 2016 – 9p4 
    Dilma atende Aldo Rebelo e amplia gratificação para militares

    A presidenta Dilma Rousseff assinou decreto atendendo a uma reivindicação de mais de dez anos das Forças Armadas. A norma, publicada na edição desta terça-feira (3) do Diário Oficial da União, foi resultado de negociação conduzida pelo ministro da Defesa, Aldo Rebelo, e ajusta critérios para a concessão da gratificação de representação a militares do serviço ativo das Forças Armadas que forem deslocados para atuação nas fronteiras e em operações de Garantia da Lei da Ordem (GLO).

    MD
    O decreto atende aos militares que atuam nas fronteiras do Brasil e aos militares que atuam em operações de GLO, afirmou Aldo Rebelo. 
    O decreto atende aos militares que atuam nas fronteiras do Brasil e aos militares que atuam em operações de GLO, afirmou Aldo Rebelo.

    Com a novidade, os mais de 38 mil militares que atuarão na segurança dos Jogos Olímpicos, através de operação de GLO, já serão beneficiados.

    O decreto corrige, sem impacto nas dotações orçamentárias, uma distorção. Apesar de tal gratificação já estar prevista na legislação (Medida Provisória nº 2.215-10 de 2001), militares que participavam do emprego operacional na mesma sede não eram abrangidos pelos critérios de concessão, enquanto os militares de fora da sede empregados na mesma operação faziam jus à gratificação.

    “O decreto tem a grande virtude de estender aos militares que atuam na proteção das fronteiras mais remotas do Brasil o beneficio da gratificação e, também, reconhece e estende o mesmo beneficio a todos os militares que atuam em operações de GLO”, afirmou Aldo Rebelo.

    Antes do decreto, por exemplo, para atuar via GLO em uma região de conflito, como no caso do Morro do Alemão, no Rio de Janeiro, só recebiam gratificação de representação as tropas vindas de outros estados, enquanto militares sediados no Rio de Janeiro não eram contemplados. “É um ato de justiça e de reconhecimento aos militares”, comemorou o ministro da Defesa.

    Para o secretário-geral do Ministério da Defesa, general Silva e Luna, o decreto presidencial é uma grande conquista dos militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. “Ajusta critérios e corrige distorções, particularmente, no que diz respeito ao preparo e ao emprego das tropas, o que será muito positivo porque elimina diferenças de emprego operacional e apoia o adestramento, não só em casos de emprego de tropa na mesma sede em que ela já opera, como também, em adestramentos para missões de paz e ações subsidiárias”, afirmou.

    Fonte: Ministério da Defesa

     

    http://www.m.vermelho.org.br/noticia/280285-1

     

  56. O governo não poderia

    O governo não poderia utilizar a rota militar para se manter no poder. Isso colocaria no PT o rótulo de golpista e seria eleitoralmente desastroso para o partido, pois de fato desarticularia sua base eleitoral. Antes sofrer um golpe do que dar um.

    Se os militares realmente embarcarem na aventura Temer, acho que estamos prontos para desistir de ser nação e alugar o território com a população dentro para outros países interessdos em expandir seus territórios, como era Hog Kong para os ingleses, pois será sinal de que os brasileiros não têm a menor capacidade de construir uma nação.

    Em 1964, civis seduziram militares. O plano era depor pelas armas o governo Jango e que os militares, após o golpe, entregassem o poder aos civis golpistas. Escaldados pelo estado novo e conhecendo o caráter dos civis golpistas, os militares mudaram o reteiro e ficaram eles mesmos no poder. Quando o golpe fez água, mais de década depois, os civis que mamaram nas tetas do governo militar golpista, passaram a cuspir no prato que comeram e sairam se dizendo democratas de berço.

    Em 2016, os civis planejam e executam sozinhos o golpe. Para conter uma provável resistência civil, uma parte dos militares se oferece para limpar as ruas. Burrice maior não existe. Vai assumir a responsabilidade pelo serviço sujo e ser linha auxiliar do governo? O final é por demais previsível: quando a coisa toda falir, os civis sairão com o discurso democrata e os militares serão apontados como os culpados de tudo. Se as instituições (judici´rio, legislativo, executivo, MP) mostram toda sua incapacidade, só faltava os militares dizerem que não querem ficar por baixo e se mostrarem ainda mais ineptos. Como disse antes, proporei alugar partes do territ[orio nacional para nações estrangeiras construírem aqui algo que valha a pena, para não desperdiçar espaço nesse mundão de meu Deus.

    • Militares já embarcaram

      Prezado, os militares já embarcaram no golpe há tempos, estão nele desde o começo. Tenho um colega que foi a um desses encontros de militares da ativa e da reserva ocorrido no final do ano passado e relata com entusiasmo que todos, sem exceção, pregavam a derrubada do governo. Esse tal de Mourão discursou e falou, com todas as letras, que até 2016 o governo já estaria derrubado. Segundo relato desse colega, foi aplaudido de pé, com entusiasmo delirante por todos que estavam presentes. Vocês todos aqui, a começar pelo Nassif, se iludem muito. O STF já estava escancaradamente no golpe desde o início também e o Nassif escrevendo carta para os ministros achando que podia chamá-los à razão. Essa gente não é razoável. A única coisa que os move é o ódio que sentem por ver o PT no poder. Vão fazer o que puderem para eliminar o PT e, principalmente, o Lula. Veja bem! Eliminar! Não é derrotar democraticamente. Vitória democrática não faz parte do pensamento dessa corja.

      Sobre as nossas Forças Armadas, afirmo que formam um covil do que há de pior em nossa sociedade juntamente com o judiciário e o MP. É uma escória autoritária, desleal, traidora da pátria, cínica, debochada, dissimulada, sem ranço sequer de civilidade e, acima de tudo, violenta. O Bolsonaro é um exemplo clássico do que são as nossas FA, do que são os integrantes tanto do exército, quanto da marinha e da aeronáutica. Da década de 90 para cá então, só entraram nas FA o lixo da classe média, o suprassumo do reacionarismo, da boçalidade e da cretinice.

    • Militares já embarcaram

      Prezado, os militares já embarcaram no golpe há tempos, estão nele desde o começo. Tenho um colega que foi a um desses encontros de militares da ativa e da reserva ocorrido no final do ano passado e relata com entusiasmo que todos, sem exceção, pregavam a derrubada do governo. Esse tal de Mourão discursou e falou, com todas as letras, que até 2016 o governo já estaria derrubado. Segundo relato desse colega, foi aplaudido de pé, com entusiasmo delirante por todos que estavam presentes. Vocês todos aqui, a começar pelo Nassif, se iludem muito. O STF já estava escancaradamente no golpe desde o início também e o Nassif escrevendo carta para os ministros achando que podia chamá-los à razão. Essa gente não é razoável. A única coisa que os move é o ódio que sentem por ver o PT no poder. Vão fazer o que puderem para eliminar o PT e, principalmente, o Lula. Veja bem! Eliminar! Não é derrotar democraticamente. Vitória democrática não faz parte do pensamento dessa corja.

      Sobre as nossas Forças Armadas, afirmo que formam um covil do que há de pior em nossa sociedade juntamente com o judiciário e o MP. É uma escória autoritária, desleal, traidora da pátria, cínica, debochada, dissimulada, sem ranço sequer de civilidade e, acima de tudo, violenta. O Bolsonaro é um exemplo clássico do que são as nossas FA, do que são os integrantes tanto do exército, quanto da marinha e da aeronáutica. Da década de 90 para cá então, só entraram nas FA o lixo da classe média, o suprassumo do reacionarismo, da boçalidade e da cretinice.

      • Aí está a verdade com todas

        Aí está a verdade com todas as letras. Não se pode esperar NADA das forças armadas a não ser golpes, certamente tem “dedo” deles nesse que vivemos atualmente. Não ponho a “mão no fogo” por nenhum militar. 

  57. Eu separo pessoas de

    Eu separo pessoas de corporações.

    Se uma pessoa comete erros, não justifica condenar uma corporação.

    Houveram militares que erraram, SIM, mas as forças ARMADAS SÃO DO BRASIL!

    Por isso ACHO SER INADMISSÍVEL QUE AS FORÇAS ARMADAS ESTEJAM SOB A TUTELA DE UM CORRUPTO, DE UM CONGRESSO CORRUPTO E UM JUDICIÁRIO OMISSO OU ESTRUTURAS ESPÚRIAS COMO MP E PF!

    VÃO DESAPARECER OS CRIMES DE BILHÕES DA ZELOTES, OS BILHÕES DE DÍVIDA DO ITAÚ, E OUTROS BILHÕES DA RECEITA FEDERAL – A JUSTIÇA IGNOROU SOLENEMENTE A ZELOTES!

    POR ISSO,  as Forças Armadas tenham sua própria GOVERNANÇA, se misturar neste governo NASCIDO DO GOLPE, E GOLPE ESPÚRIO COM FINS LUCRATIVOS PARA UMA ELITE QUE FOGE DOS IMPOSTOS E DA JUSTIÇA, é se misturar num balde de água suja, DEPOIS SERÁ IMPOSSÍVEL TIRAR UM COPO DE ÁGUA LIMPA!

  58. Alguém por favor avise o Alto Comando das Forças Armadas

    (ao GGN: mais uma vez houve perda de formatação, por isso estou re-postando esse comentário, com o mesmo título)

     

    Alguém por favor avise o Alto Comando das Forças Armadas que Rússia e China decidiram (de comum acordo!) decidiram peitar a hegemonia norte-americana unilaterista, e estão se rearmando velozmente para a guerra que virá contra os norte-americanos, que por sua própria natureza vão exigir (voltar a) submeter Rússia e China. O resultado disso possivelmente será uma guerra nuclear que afetará todo o planeta:

     

    http://jornalggn.com.br/noticia/%E2%80%9Cpreparem-se-para-a-guerra%E2%80%9D-global-quica-nuclear

     

    http://jornalggn.com.br/noticia/a-russia-muda-a-orientacao-da-politica-externa

     

    http://jornalggn.com.br/noticia/eua-e-as-estruturas-de-poder-ocidental-por-scott

     

    http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/220182/Alexei-Pushkov-A-ordem-mundial-se-decide-na-S%C3%ADria.htm

     

    http://redecastorphoto.blogspot.com.br/2015/06/china-e-russia-russia-e-china-o-que.html

     

    http://brasildebate.com.br/o-mar-do-sul-da-china-sera-o-campo-de-batalha-do-futuro/

     

    Senhores comandantes das Forças Armadas, os senhores vão permitir (mais uma vez!) atrelar vergonhosamente o nosso país aos interesses geopolíticos norte-americanos??!!?

     

    Aquele tempo da luta do “mundo livre” contra o comunismo ACABOU, isso que os Estados Unidos agora estão travando é a luta do grande capital para subjugar todo o mundo aos seus ditames.

     

    Lembram o que foi que bradou D. Pedro? Pois é, independência ou morte. Saibam os senhores que a dependência a que os sabujos querem arrastar as Forças Armadas brasileiras não deixará de ser uma morte em vida.

     

    Soldados como Marcílio Dias ou os Dezoito do Forte deram suas vidas em nome da Pátria e da honra. Dos Senhores, se espera agora um verdadeiro patriotismo. Que Deus os ilumine e abençoe.

     

  59. Não esqueçamos de terras, agua e sol

    Não esqueçamos de terras, agua e sol

    Nas considerações sobre interesse no Brasil nas décadas vindouras em geral pensamos no Pre-sal e em outras riquezas minerais / naturais.

    Em geral se esquece de elencar tb recursos hídricos e insolação / potencial de produção agrícola / biomassa.

    Administramos mal nossos recursos e dai a escassez atual.

    Mas em um século em que a agua vai faltar – e será o “novo petróleo” – somos a nação mais privilegiada.

    Combinando agua com nosso sol, somos imbatíveis no potencial de produção de alimentos em um mundo onde haverá tb escassez.

    Já houve VARIAS tentativas no Congresso de banir as já PIFIAS restrições – muitas vezes burladas – para que PJs estrangeiras comprem terras sem limite no Brasil.

    Fernando Henrique – sempre ele! – ao banir o conceito diferenciado de PJ nacional em 1995 acabou com qualquer restrição e fez (mais um) liberou geral.

    O governo Lula encomendou à AGU um parecer que fez as antigas regras valerem para o setor publico. Como o parecer da AGU vincula ao menos o setor público federal, cartórios não podem registrar – legalmente – a venda de terras além das restrições para estrangeiros. Tais registros são nulos.

    OU SEJA, Lula acabou com a farra iniciada por FHC.

    Isso no momento do boom das commodities em que estrangeiros – incluindo FUNDOS SOBERANOS DE DIVERSOS PAISES! – compravam largas extensões de terras agricultáveis pelo mundo.

    Todos os países sensatos começaram a aumentar suas restrições a estrangeiros, inclusive a Austrália. Argentina dos Kirchner fez o mesmo, entre outros.

    Pois bem, depois de Lula fazer a mesma coisa o que fez o Congresso?

    Por meio de um projeto de Lei patrocinado pela bancada do boi – que quer ganhar dinheiro vendendo suas terras mais caro, não importa a quem – tenta reestabelecer o liberou geral.

    Digam-me:

    – Como se posicionará o fraco, neoliberal e alinhado governo Temer sobre esse tema DE SUMA IMPORTANCIA?

    Sei desses detalhes porque estudo o tema para fins acadêmicos.

    Faz parte do chamado “land grab”, muito estudado e criticado no contexto do direito internacional.

    Na África foi feita uma festa.

    Presidente corrupto de Madagascar chegou a arrendar 2/3 DO PAIS A UM FUNDO SUL-COREANO.

    As pessoas seriam simplesmente removidas.

    Houve revolta popular e ele foi expulso do país.

     

    • Sobre o tema, exemplo anedótico dos Bush (ingles):

      >>> Bush Family Evil Empire join the rush to privatize the world’s water supplies <<<   

       References for when “Fuck Jeb Bush” is not enough, in and of itself. 

      http://climatesoscanada.org/blog/2013/02/15/profiting-from-your-thirst-as-global-elite-rush-to-control-water-worldwide/ 

      Former President George H.W. Bush’s Family Bought 300,000 Acres on South America’s and World’s Largest Aquifer, Acuifero Guaraní 

      In my 2008 article, I overlooked the astonishingly large land purchases (298,840 acres, to be exact) by the Bush family in 2005 and 2006. In 2006, while on a trip to Paraguay for the United Nation’s children’s group UNICEF, Jenna Bush (daughter of former President George W. Bush and granddaughter of former President George H.W. Bush) reportedly bought 98,840 acres of land in Chaco, Paraguay, near the Triple Frontier (Bolivia, Brazil, and Paraguay). This land is said to be near the 200,000 acres purchased by her grandfather, George H.W. Bush, in 2005. 

      The lands purchased by the Bush family sit over not only South America’s largest aquifer — but the world’s as well — Acuifero Guaraní, which runs beneath Argentina, Brazil, Paraguay, and Uruguay. This aquifer is larger than Texas and California combined. 

      Online political magazine Counterpunch quoted Argentinean pacifist Adolfo Perez Esquivel, the winner of 1981 Nobel Peace Prize, who “warned that the real war will be fought not for oil, but for water, and recalled that Acuifero Guaraní is one of the largest underground water reserves in South America….” 

      According to Wikipedia, this aquifer covers 1,200,000 km², with a volume of about 40,000 km³, a thickness of between 50 m and 800 m and a maximum depth of about 1,800 m. It is estimated to contain about 37,000 km³ of water (arguably the largest single body of groundwater in the world, although the overall volume of the constituent parts of the Great Artesian Basin is much larger), with a total recharge rate of about 166 km³/year from precipitation. It is said that this vast underground reservoir could supply fresh drinking water to the world for 200 years.

    • Site com aconselhamento sobre comprar terras no BR, PY e UY!

      Olha ai…

      O capital internacional de bobo nao tem nada.

      Vejam a parte em negrito – sobre o Brasil.

      Eles mencionam as restriçoes atuais, que a bancada do boi tenta derrubar.

      Argentina dos Kirchner, que nao é boba, saiu da lista.

      Sera que volta com Macri?

      * * *

      >>> Buying farmland in Paraguay, Uruguay, and Brazil <<<  

      South American farmland can be a good investment if you know where to look. We investigated Paraguay, Uruguay, and Brazil

      Dateline: Atlantida, Uruguay

      Andrew has long outlined the benefits of farmland investment, not only in Asia but especially in South America.

      Although land prices have increased in the past few years, the current strength of the US dollar makes a strong case for investing in farmland Latin American’s Mercosur region. The countries in the Mercosur include Uruguay, Argentina, Venezuela, Paraguay and Brazil.

      These counties share an asset that some say is more valuable than gold: The Guarani Aquifier.

      The Guarani Aquifer sits beneath the surface of Argentina, Brazil, Paraguay, and Uruguay. As one of the world’s largest aquifer systems, this extensive reservoir encompasses 1.2 million square kilometers, and contains an unprecedented amount of water.

      Experts believe that this water body can supply enough drinking water to last 200 years. Given the importance of water for agriculture, this makes the Mercosur an attractive region for farmland investment.

      The largest segment of the Guarani Aquifier lies beneath Brazil. Let’s start there…

      Farmland Investment in Brazil

      Brazil boasts the second largest cattle herd in the world, making it the second biggest exporter of beef. In addition to its beef and dairy products, Brazil is a key producer of coffee, sugar, orange juice, and other agricultural products.

      Unfortunately, the investment process is anything but easy. Brian Bruha notes some of the obstacles associated with buying Brazilian farmland include Brazilian laws that require rural landowners to invest in complicated GPS technology to georeference their land.

      It’s a way to prevent future land disputes, but it’s expensive.

      On top of that, foreign-owned farmland in Brazil can not exceed 25 percent of the municipality in which it sits. The government limits you to 5,000 hectares or 12,000 acres depending on the circumstances, and there are zoning restrictions as well.

      Farmland Investment in Uruguay

      Restrictions are less stringent here in Uruguay, where the Uruguayan government does not limit land ownership by foreign buyers so long as those buyers aren’t foreign governments.

      In other words, as long as Uncle Sam or any other country, is not one of your shareholders, you’ll be OK. I would guess that regular Nomad Capitalist readers do not have the government on their shareholder list, so no problem there.

      Investors in Uruguay can manage their own land, hire local managers or lease out the land. Uruguay has some excellent soil for certain crops and, while the cost of living can be expensive, is a very free market economy and a hub of offshore banking for those lucky enough to escape Argentina.

      However, Uruguay is not perfect either. Thanks to total government control of the water supply, companies have been found to have introduced chemicals that led to the water in some cities – particularly in the Maldinado region – being undrinkable.

      One government official actually argued this was reason enough to privatize the water supply. Can you believe it; a government official saying the government’s failure should be the lead cause for privatization.

      Although Uruguay is more libertarian than other Latin American countries, you are still dealing with a socialist government and that kind of view is quite rare.

      I have asked friends from the Maldonado region how this water crisis has affected farming. Thus far, I have not received any definitive answers. However, this incident indicates the importance of staying up-to-date on issues that might affect life in Latin America.

       

      Farmland Investment in Paraguay

      Now to Paraguay…

      Paraguay might attract investors interested in the Mercosur’s “roads less traveled”, as it offers a low-tax policy for foreign investors. Additionally, Paraguay’s labor costs are is lower than most of the other Mercosur countries.

      Paraguay and Brazil own a bi-national hydroelectric dam, which is the world’s largest generator of renewable clean energy. Consequently, energy costs are low. Even better, Paraguay is strategically located with easy access to neighboring countries and has a stable currency as far as South American currencies go.

      In fact, it has been reported that Paraguay has the second highest return-on-investment for the private sector in Latin America. That is why so many people are not only flocking to Paraguay as a second residency haven, but as a cheap investment opportunity.

      With over eight million hectares available for agriculture, Paraguay’s agriculture can potentially triple its food production output, and Paraguay is the second largest exporter of stevia, the natural sweetener that is rapidly gaining s greater share of the global market.

      Numerous South American countries offer excellent opportunities for agriculture investment. If you have minimal funds and want to get started with fewer hassles, you’ll find Paraguay to be your best bet. Sadly, too many countries in this part of the world can’t get past their socialist, big government past.

       

  60. E o Haiti ???

    Não se pode falar do EB hoje sem citar nossa participação sórdida, colaboracionista, na Minustah.

    Há 12 anos o Brasil faz o papel de vassalo das potências internacionais, principalmnete dos yankees, e da ONU do país centro-americano.

    Todo um histórico de atentado contra os direitos civis dos haitianos, corrupção, “exportação” de mão-de-obra, etc, etc, etc que custaram atá agora aos cofres brasileiros mais de 2 bilhões de reais.

    Sem contar o “aprendizado” da repressão, da ocupação militar de áreas civis, trazido diretamente de Citi Soleil para o Complexo da Maré.

    As forças democráticas que ainda resistem no Haiti depois do “serviço” feito pelo EB exigem a saída dos ocupantes brasileiros.

    Apenas para ilustrar, uma matéria da insuspeita Carta Capital :

    http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Internacional/Dez-anos-da-ocupacao-militar-no-Haiti-o-povo-quer-que-as-tropas-saiam-ja-/6/30985

     

    Em tempo, por que motivo não são aprovados ( ou desaprovados ) os cadastros de alguns comentaristas ? Aguardo há mais de um mes minha aprovação ou desaprovação.

    Pelo menos um email de negação do registro seria uma atitude mais democrática do que a simples indiferença a quem se deu o trabalho de se registrar no blog.

    • Novos membros
      Minha solicitação é de 20 de março. Sem resposta. Vai ver tem um limite… Já são muitos os membros.

      Enquanto aguardo, leio aqui e comento na origem.

  61. O silêncio

    Me instiga o desaparecimento e o silêncio de Lula.

    Na mega manifestação do dia 1º de Maio Lula não esteve presente, apesar de ser anunciado, disseram que foi por conta da sua voz, do qual eu creio.

    Mas até agora, Lula em silêncio.

    Faço o link com a história mal contada da frustrada condução coercitiva dele, a mando de Moro.

    Faço outro link com a informação do Nassif: Aeronáutica e Marinha são contra as Forças Armadas assumirem poder.

    Como sou um cara otimista, eu venho defendendo a tese, e até que se prove o contrário, a unica instituição que não se enlameou nesse processo golpita foram as Forças Armadas.

  62. Fator Boeing

      Muito remota a anulação do contrato sueco/americano, parte dele já foi até pago, e mesmo que negociadas, as multas seriam pesadas, e Temer arrumaria um problema sérissimo com um de seus principais apoiadores, a FIESP.

       Posição americana :  Aos Estados Unidos não interessa, no momento que procura a Suécia visando sua adesão explicita a Nato, cancelar este contrato, mesmo a Boeing desgastar-se com a SAAB é inviavel, seria uma tremenda besteira, uma vez que estaão associadas no Programa T-X da USAF, alem dp que varios paises aliados americanos, participam ativamente do Gripen BR , como Israel *, tanto suas subsidiarias brasileiras como as sediadas nos Estados Unidos, outros paises NATO – OCCAR estão neste contrato, como a Alemanha.

       Contratos que serão denegados por Temer , e tambem seriam por Dilma, aliás já foram, são os relativos a aquisições da Russia

    • Concordo contigo. Até porque

      Concordo contigo. Até porque o avião tem inúmeros componente norte-americanos. E foi seguido a escolha dos próprios militares.

      • Russos e CAMM

             Negociar com russos é complicado,  vc. solicita alguma coisa, eles oferecem outra, isto na parte técnica, já na parte financeira, a situação fica mais difcil ainda, portanto “rodaram”, as muitas “indas e vindas” do negócio, desagradaram muita gente, e :

              Enquanto enrolava cada vez mais a negociação com os russos, a européia MBDA , que possui uma relação bastante proxima com a Avibrás, firmou um MoU ( Memorando de entendimento ) com a empresa nacional, visando a participação brasileira – compatibilização de sistemas – no CAMM ( Commom Anti – air Modular Missile ) uma familia de missies SAM de médio alcance, com variantes naval e terrestre. 

               A versão navalizada ( CAMM – Sea Ceptor ), já encontra-se selecionada como armamento basico das futuras Corvetas ” Classe Tamandaré ” da MB, e em processo de compatibilização com os radares/sistemas nacionais, que estão sendo desenvolvidos pela MB ( Fundação Patria – Aramar ) e BAe Systems/MBDA/Omnisys-Thales.

               Já ano passado, a Avibrás/MBDA/Bradar , apresentaram em Formosa (GO), a versão primaria do CAMM – L ( FLAADS)*, que comunicou-se, tanto com os radares do DACTA , como com os radares nacionais da série SABER.

               FLAADS : Future Local Area Air Defence System ou ” Land Ceptor “.

        • No fundo, os russos não

          No fundo, os russos não confiam no Brasil. A confiança deles se resume a providências econômicas como o Banco dos Brics, que eles sabem que, se amanhã o Brasil refugar, mesmo assim o banco continuará a existir. Os russos avaliam a estrutura de poder do Brasil e entendem que o Brasil é uma espécie de pais ainda subalterno e atrelado aos EUA. O caso Lula foi uma excepcionalidade, eles entendem bem isso. Mesmo em pleno governo petista, para os russos o Brasil é território de domínio americano e não havia solidez na independência fugaz e frágil que os governos petistas representavam. Tinham razão, um miserável golpe judiciário deixou a inocente democracia do Brasil destroçada. Com a Índia, porque sabem que a Índia é realmente um país independente e soberano, com uma imprensa totalmente independente do domínio da informação exercido pelo ocidente americanizado, os russos fizeram profundos acordos de desenvolvimento mútuo de armas de penúltima e até de última geração, mas com o Brasil jamais fariam isso. Eles têm certeza de que entregar ao Brasil algum segredo militar será o mesmo que entregá-lo aos Estados Unidos.

  63. MB

         Este “xadrez” vaza de problemas para sua implantação em varios tópicos, aliás quando um academico como Rosenfeld, um homem de “idéias” arcaicas, que só sabe falar e dar péssimas aulas, resolve se juntar a um “cavalariano” estabanado, cuja inteligência não vai 2,00 metros alem da blindagem de seu Leopard A5 BR ( que o “centauro dos pampas”, Gen. Etchegoyen, lembre-se de seu contrato com a KMW Santa Maria, prometeu e perdeu o LMV 4 x 4 para a IVECO ), só pode dar noticia de jornal e especulações.

          A MB , em que pese a preocupação com a possivel utilização do CFN (Tonelero ), em ações internas, algo que já foi feito no Rio de Janeiro, e avaliado criticamente como ineficaz, e ruim para a imagem do CFN, pode entregar alguns de seus projetos ao “cadafalso”, como o da reestruturação da capacidade aeronaval, o PROSUPER das fragatas, visando concentrar as verbas nos projetos principais, como : Patrulhas oceanicas, Patrulhas leves ( meios distritais no jargão ), aumento da capacidade de ações assimétricas; todas estas destinadas a “Amazonia Azul ” e” Provincias Petroliferas”, outra constatação tanto da MB como EB e EMCFA, é relativa a “Fronteira Oeste”, “calhas amazonicas ” centradas na “cabeça do cachorro”, ainda muito desprovidas de meios.

          

  64. GSI/N e Corporações

          Que os governos petistas deram, ofereceram, muito protagonismo a certas corporações do Estado, é fato, e analisando o que ocorreu com a pretensa estrutura de inteligência do País, tal movimento deu tal preponderancia a Policia Federal, associada a membros do MPF, tanto que a ABIN encontra-se praticamente na mão destes entes estatais, até Dilma percebeu tardiamente esta situação, nas ocasiões que o Chefe do GSI ( um militar ), não conseguia saber nada, nenhuma informação, da ABIN, uma agencia a ele subordinada, mas dominada pela PF.

           Acreditar que corporações estatais, que atingiram e solidificaram seu protagonismo, irão entrega – lo facilmente, com uma canetada dada por um general + um filosofo de jornal, só pode ser delirio, desmontar tal estrutura será um trabalho de longo prazo.

    • Será que é tão complicado

      Será que é tão complicado assim?

      A PF tem essa autonomia toda por lei que pode ser alterada, não?

      O MP tá solto na constituição (“criei um monstro” – S. Pertence). Uma PEC não resolve? 

      O Congresso pode rever tudo isso, não? Estão até propondo cortar as asas do STF …

      Ou não tem mais jeito e vai ser assim até o final dos tempos?

      Imaginava que nesse novo contexto, independência total seria garantida só pro BACEN.

       

  65. Colocar um militar no min da
    Colocar um militar no min da defesa é receita garantida para criar a cizânia no meio militar. A premissa básica para criacão desse ministério concentrando as três armas sob seu guarda chuvas foi a de que seria sempre ocupado por um civil. Antes, justamente para evitar a briga política e a ciumeira das fardas, cada arma tinha seu próprio ministério e o chefe da arma era o ministro. Se colocaram um militar no min def vai dar M, é questão de tempo.

  66. Nassif, PARABÉNS!!! Sua

    Nassif, PARABÉNS!!! Sua postagem é uma denúncia, um alerta sobre o que pode ocorrer nos próximos meses. É ainda uma possibilidade, que não pode ser desprezada de forma alguma. Esta postagem é dos mesmos moldes daquelas que você nos agraciou na vespera do segundo turno das eleições de 2014, sobre o jornal nacional, ou ainda, aquela sobre o julgamento das contas de campanha da Dilma pelo TSE. Em relação aos militares, acredito que seja impresível a posição deles. Sei que não são simpáticos ao PT, por outro lado, é inegável que os governos petistas foram os que mais investiram na modernização de nossas Forças Armadas, depois da redemocratização. Sobre sua postagem, alguns pontos chamam atenção: primeiro, não há consenso sobre embarcar na aventura golpista do imbecil vice decorativo; segundo, minha impressão é que o imbecil golpista do Temer e sua turma, estão sondando o ânimo das tropas e saber se podem contar com os militares se barra pesar pro lado dos picaretas. Não dá pra negar que existam militares aloprados, coisa e tal, mas acredito que o bom senso também seja predominante. De toda forma, ficaremos de olho. Alerta máximo com vagabundos golpistas.

  67. já vi algo muito parecido…

    e como rolava no absurdo, transitei entre o deprimente e o divertido

    jogos de treinamento para  a Olimpíada

    e a Presidência era o evento

    vencendo, consequentemente, ou pelo que estamos acompanhando, os invasores

    mas golpe como o que tivemos tem tudo para atrair tudo isso mesmo

  68. Mais um motivo para ter

    Mais um motivo para ter vergonha se ser gaúcho: Denis Rosenfield. Ele consegue ser pior que a Ana Amélia e o Lasier Martins juntos. 

    • Alguma dúvida de que essa

      Alguma dúvida de que essa familia de conspiradores aliados a CIA e ao Mossad estão por trás dessa perseguição aos petistas a partir da Lava Jato.,… qualquer motivo é motivo para o Janot manda-los para a forca…quando não há provas ou motivos, inventam…quando não conseguem inventar sacam da cartola a tese do dominio de fato(sem provas)..,.Lula e PT passaram a ser tratados como inimigos de guerra..,.alias, uma guerra bem sincronizada, no momento casada com o calendário do golpe parlamentar. eu heim, xô satanas…

      ……………………………………………………………..

       

      Cloves Borba Filho Coi disse:

       

      GLEISI CONTESTA DENÚNCIA E ACUSA ADVOGADO DO DOLEIRO YOUSSEF !!!… Cloves/Coi

      Ao se defender da denúncia formulada contra ela pelo procurador Rodrigo Janot, a senadora Gleisi Hoffmann levantou suspeita sobre a delação do doleiro Alberto Youssef, uma vez que seu advogado, Figueiredo Basto, teria envolvimento político. Confira abaixo:

      SOBRE A DENÚNCIA:

      Hoje saiu a notícia de que o Procurador Geral da República denunciou a mim e a meu marido ao Supremo Tribunal Federal, por termos recebido recursos ilegais para minha campanha eleitoral de 2010. Venho sofrendo com este assunto desde outubro de 2014, quando um delator da Lava Jato afirmou que repassou esses recursos. O indiciamento da Polícia Federal sobre o caso foi rejeitado. Agora, vou defender-me junto ao Supremo. Como já falei inúmeras vezes sobre esse assunto, posto discurso que fiz da tribuna do Senado esclarecendo todos os pontos, inclusive o envolvimento político do advogado do delator, Figueiredo Bastos, que tem sido o coordenador profissional de diversas delações, incluindo delatores e delatados. – Gleisi.

         

       

  69. A familia Etchegoyen traz o golpismo no DNA

    A familia Etchegoyen traz o golpismo no DNA, afrotaram a Comissão Nacional da Verdade tal qual fez o Torturador Brilhante Ustra.

    “Quase um século une os Etchegoyen ao Exército Brasileiro. Mais do que a tradição, o nome da família está ligado às agitações nos quartéis e revoltas militares desde os anos 1920, quando os tenentes Alcides e Nelson Etchegoyen sublevaram o regimento de artilharia montada de Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, em uma tentativa de impedir a posse do presidente Washington Luís.”

     

    Do site do Senado:

    http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/505190/noticia.html?sequence=1

    O General de Exército da ativa, Sérgio Etchegoyen, chefe do Departamento Geral do Pessoal, divulgou ontem, com sua família, nota de repúdio ao relatório da Comissão Nacional da Verdade. Para o oficial, o documento divulgado na quarta-feira é fruto de um trabalho “leviano”.

    A comissão responsabilizou o pai do atual chefe do DGP – o General Leo Guedes Etchegoyen, morto em 2003 – e outros 376 civis e militares por violações de direitos humanos no regime militar. “Ao apresentar seu nome, acompanhado de apenas três das muitas funções que desempenhou a serviço do Brasil, sem qualquer vinculação a fatos ou vítimas, os integrantes da CNV deixaram clara a natureza leviana de suas investigações e explicitaram o propósito de seu trabalho, qual seja o de puramente denegrir”, diz a nota, revelada pelo estadao.com.br. A família estuda formas de entrar na Justiça contra a comissão.

    Esta é a primeira manifestação contra a Comissão da Verdade feita por um general da ativa, integrante do Alto Comando do Exército. Tanto o comandante da força, General Enzo Peri, como o ministro da Defesa, Celso Amorim, foram comunicados previamente por Etchegoyen da decisão da família de não deixar sem resposta os “covardes” ataques “contra um cidadão já falecido, sem qualquer possibilidade de defesa”.

    Desde cedo, a decisão do Exército era de que não havia motivo para enquadrar o General no Regulamento Disciplinar, que proíbe militares da ativa de fazerem “manifestação de caráter político”. O entendimento era de que ele falava “em caráter familiar”. O próprio ministro entendeu que a declaração teve “forte conotação emocional” e que “o melhor é deixar a poeira baixar”.

    ‘Panos frios’

    Coube ao ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, por determinação da presidente Dilma Rousseff, conversar com Amorim sobre o caso. A decisão do Planalto era “botar panos frios na fervura”. O entendimento foi de que punir o general levaria a um movimento de solidariedade nas Forças Armadas que poderia transformá-lo em “mártir e botar lenha na fogueira”.

    Chegou a ser reconhecido no governo que incluir o nome de Leo Etchegoyen como um dos “autores de graves violações de direitos humanos” foi “excesso desnecessário” da comissão. Além disso, o Planalto considerou a carta do general “respeitosa” e sem ataques ao governo.

    Hoje, Dilma vai ter o primeiro encontro com o ministro da Defesa e os comandantes militares após a divulgação do relatório, ao inaugurar a primeira etapa do estaleiro de construção de submarinos, no Rio.

    Após a publicação do texto da família Etchegoyen, a Comissão da Verdade divulgou nota elencando fatos que considera suficientes para incluir Leo Guedes Etchegoyen como “responsável pela gestão de estruturas” onde ocorreram violações.

    Segundo o colegiado, Leo chefiou a Polícia Civil do Rio Grande do Sul após o golpe, “período no qual recebeu Daniel Anthony Mitrione, notório especialista norte americano em métodos de tortura contra presos políticos, para ministrar curso à Guarda Civil do Estado”.

    A comissão cita elogios do general ao tenente-coronel Dalmo Lúcio Muniz Cyrillo, chefe do DOI- Codi em São Paulo. E a atuação dele na prisão coletiva de sindicalistas e líderes metalúrgicos do ABC paulista, assim como de seus defensores – um deles o advogado José Carlos Dias, integrante da Comissão da Verdade.

     

    Uma família ligada aos levantes nos quartéis há 90 anos

    MARCELO GODOY

     

    Quase um século une os Etchegoyen ao Exército Brasileiro. Mais do que a tradição, o nome da família está ligado às agitações nos quartéis e revoltas militares desde os anos 1920, quando os tenentes Alcides e Nelson Etchegoyen sublevaram o regimento de artilharia montada de Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, em uma tentativa de impedir a posse do presidente Washington Luís.

    Derrotado e perseguido, o tenente Alcides, avô do general Sérgio Etchegoyen, participaria quatro anos depois da Revolução que derrubou a República Velha. Durante o governo Vargas, ele trabalhou no gabinete do ministro da guerra Eurico Gaspar Dutra e, depois, substituiu Filinto Müller como chefe da polícia do Distrito Federal, então sediado no Rio.

     

    Nos anos 1950, Alcides encabeçou a chapa Cruzada Democrática nas eleições para a presidência do Clube Militar em oposição à liderada pelo general nacionalista Newton Estilac Leal. Venceu. Em agosto de 1954, assinou o manifesto que exigia a renúncia de Getúlio Vargas. Acabou preso em 1955 pelo ministro Henrique Teixeira Lott, quando este resolveu depor o presidente interino Carlos Luz.

     

    Alcides morreu em 1956. Deixou dois filhos no Exército: Leo Guedes e Cyro. Leo é o pai do general Sérgio. Participou da derrubada de João Goulart em 1964 e se tornou secretário da Segurança Pública do Rio Grande do Sul até 1965. Foi assessor do presidente Emílio Garrastazu Médici. Enquanto isso, Cyro trabalhava com o general Milton Tavares, o todo-poderoso chefe do Centro de Informações do Exército (CIE).

     

    Identificados com a linha dura, os Etchegoyen perderam espaço no Exército quando Ernesto Geisel iniciou a abertura do regime. Em 1979, Leo foi nomeado chefe do Estado-Maior do então comandante do 2.º Exército (São Paulo), Milton Tavares. O irmão chefiou a 2.ª Seção do Estado-Maior (Informações). Juntos, cuidaram da repressão às greves do ABC. O pai de Sérgio decidiu passar para reserva após o irmão ter sido preterido na promoção para general, em 1983.

     

    Leo acreditava que “quem enfrenta a guerra suja tem de usar métodos semelhantes ao do inimigo, sob a pena de ser derrotado”. Em 2003, depois dos atentados de 11 de setembro no Estados Unidos, deu uma sugestão aos americanos sobre como lidar com Osama Bin Laden: “Bastava oferecerem US$ 1 bilhão para o Mossad – o serviço secreto israelense – que eles iriam lá e resolveriam o problema”. Leo morreu em 2003.

     

    Lista de vítimas da esquerda tem ex-PM ainda vivo

    WILSON TOSTA E MARCELO GODOY 

     

    Em resposta a relatório da CNV, oficiais divulgam nomes de mortos pelas guerrilhas; material tem mais erros de informação

    Divulgada pelos clubes militares como resposta à Comissão Nacional da Verdade, uma lista de 126 vítimas mortas pelos grupos de luta armada contra a ditadura militar tem pelo menos sete erros. Um dos “mortos” por cuja alma “roga-se uma prece” em anúncio publicado no jornal O Globo foi entrevistado ontem. Há na relação três pessoas abatidas por engano ou acidente por policiais e três, por criminosos comuns. Assinam o texto os Clubes Naval, Militar e de Aeronáutica. O primeiro defende a lista.

    O PM aposentado José Aleixo Nunes foi ferido em ataque da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) e da Ação Libertadora Nacional (ALN) em 1970. Levou dois tiros de raspão e sobreviveu. Morreram no episódio, na zona leste paulistana, o sargento Garibaldo de Souza, incluído na lista dos clubes, e um taxista que passava pelo local.

     

    “Fomos metralhados”, contou ontem Aleixo, que aos 67 anos mora em Marília (SP) e, segundo disse, está com boa saúde. “Fui ferido na cabeça e nas costas.” Reformado em 1995, há quatro anos Aleixo já havia sido erroneamente incluído entre mortos pela guerrilha urbana em lista divulgada pelo coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra.

     

    Dois outros listados pelos clubes militares foram alvejados por policiais do DOPS no cerco ao líder da ALN, Carlos Marighella, em 1969. Eram o protético Friedrich A. Rojhman e a investigadora Stella Morato. Ele passava pela Alameda Casa Branca quando a polícia abriu fogo contra o guerrilheiro. A policial participava do cerco. Sem escolta, Marighella não teve como reagir à ação. Só policiais fizeram disparos.

     

    Acidente. O sargento-PM Geraldo Nogueira, lotado no DOI-Codi de São Paulo, morreu em tiroteio acidental entre agentes. O confronto ocorreu em um aparelho estourado, onde policiais montavam guarda. Outros policiais que se dirigiram para o local em diligência não sabiam disso e, ao confundirem os ocupantes com guerrilheiros, deram início ao tiroteio.

     

    Em confronto com o assaltante Milton da Silva Marques, em 8 de outubro de 1969, em Santo André, foi baleado mortalmente o PM Romildo Otênio. Ambos morreram no episódio.

     

    Outros dois PMs, Guido Bone e Natalino Amaro Teixeira, foram tratados como mortos pela guerrilha, mas a própria polícia, após investigação, comprovou que eles foram vítimas de policiais envolvidos em assaltos.

     

    O presidente do Clube Naval, vice-almirante fuzileiro naval reformado Paulo Frederico Soriano Dobbin, primeiro afirmou não saber se o Aleixo vivo era um homônimo. Informado que o PM aposentado fora entrevistado pelo Estado, disse: “Ainda bem”. Ele insistiu que os outros seis foram mortos em confronto com guerrilheiros, segundo jornais da época, e descartou que agentes tenham matado colegas por engano. “Não foi fogo amigo, não. Foram fuzilados mesmo. Houve reação.”

     

    Ex-militante está ora viva, ora morta em relatório final

     

    Fábio Brandt e Leonencio Nossa

     

    Com espanto e uma gargalhada, Dirce Machado da Silva, ex-filiada ao extinto Partido Comunista Brasileiro(PCB), recebe a notícia de que é citada, em um trecho específico do relatório final da Comissão Nacional da Verdade, entre “mortos e desaparecidos” na ditadura militar. É no capítulo dedicado à Revolta de Trombas e Formoso, um movimento camponês ocorrido no norte de Goiás na década de 1950. Apesar de ser citada erroneamente como morta em dado momento, logo ela reaparece no relatório final da maneira correta: como testemunha da revolta. Dirce foi ouvida oficialmente pela comissão, que não se pronunciou ontem sobre o erro.

    Ela também não foi incluída na lista oficial dos 434 mortos e desaparecidos do volume 3 do relatório final da comissão. Ou seja, o equívoco se restringiu a um trecho do capítulo sobre a Revolta de Trombas e Formoso. “Este fantasma está com 80 anos”, brinca dona Dirce ao receber a reportagem do Estado em sua casa, em Goiânia.

    Dirce diz que soube da pesquisa da Comissão da Verdade por meio da Comissão da Anistia e que teve dois contatos com a Comissão da Verdade. Gravou depoimento em vídeo. “Eu relatei tudo sobre Trombas”, diz. “E mesmo assim deu essa…”, ela termina a frase com uma risada.

     

    Atuação. Sem filiação partidária, dona Dirce deixa claro que sua militância atual é a ajuda prestada aos colegas da região onde já morou. “Eu sou ainda o apoio daquela turma. Minha casa é feita para abrigar doente, para tudo. Às vezes tem duas, três famílias que vêm de lá para tratamento de saúde. De Trombas, de Formoso, Porangatu, Iporá”. Dona Dirce, como é chamada, dá ainda informações sobre os outros incluídos pela Comissão da Verdade entre os mortos e desaparecidos “sem dados” do episódio de Trombas e Formoso.

    Bartolomeu Gomes da Silva, por exemplo, ela conta que morou na região do Bico do Papagaio, no Tocantins e, apesar de ter ficado “perturbado” por causa da tortura, segundo afirma Dirce, enfrentou um câncer antes de morrer. Ela não sabe dizer as causas das mortes de Geraldo Tibúrcio e de Geraldo Marques da Silva, mas, no último contato que tiveram, moravam em Anápolis e em Goiânia, respectivamente. Nenhum morreu na prisão.

    Aos 20 anos, dona Dirce foi com colegas a povoados de Trombas e Formoso para ajudar na organização dos camponeses estabelecidos em terras devolutas que enfrentavam fazendeiros.  

     

  70. FAB, “bolivarianos”, Etchegoyen e outras

          1. A FAB não se envolverá em aventuras politcas, pois tal como a MB, todo seu comando – não os generais apenas – tornaram-se um corpo técnico, que apesar dos baixos vencimentos quando comparados a outras carreiras de Estado, cortes de verbas, encontram-se focados em suas perspectivas estratégico – profissionais, e baseando-me no texto, uma “volta ao passado”, com os amassadores de barro, os “chucros”, “pés de poeira”, “carne para canhão” – o pessoal do Exército – comandando o MinDef , é algo inimaginavel, tanto para a FAB como para a MB. A proporção antiga, do 60 – 20 – 20, não seria aceita.

          2. ” Bolivarianos ” : Desde o governo Lula, o MinDef e seu componente operacional (EMCFA), dedicaram-se a aumentar a proteção da Fronteira Oeste, Cabeça do Cachorro, e mais recentemente do ” Deslocamento Roraima”, transferindo varias unidades, criando novas, nestas regiões, e em processo ainda, a falta de verbas impediu, a transferencia de unidades estratégicas, como a Bgda Aeroterrestre + apoios logisticos, para o Planalto Central, tanto é verdade comprovada, que as Forças Especiais do Exército e da FAB, foram do Rio de Janeiro, para bases do Centro Oeste ( Cuiabá e Campo Grande ).

           A maior preocupação estratégica, de contingencia, a atual, não são as FARCs, mas duas probabilidades estão expostas nos estudos de EM, relativas a situação venezuelana, não a de baixo impacto referente a Colombia, mas a possivel guerra civil que lá pode ser deflagrada, ou a uma inciativa de Maduro quanto a Questão do Essequibo.

          3. Sérgio Etchegoyen, o “alemão”, é um cavalariano, com carreira inteira nos pampas ( 3a DE ), voluntarioso, estabanado, cujo amigo civil próximo a Michel, e do qual foi assessor especial durante dois anos no MinDef , tb. é gaucho, Nelson Jobim, aliás, o “alemão” escuta muito mais Jobim do que Rosenfeld, e esta estória do Gen. Luna ( um “amazonico” e de “estado maior” ), se tornar oficialmente o que já é na pratica ( muito amigo de Rebelo, inclusive ), é absurda, Luna não se exporia, ainda mais com Olimpiadas rolando, mas poderia ser um boa pessoa em um futuro Gabinete Militar.

           P.S. : Ao pessoal que não conhece, é bom explicar que, pela CF88 e leis complementares, militares da ativa não podm assumir cargos no executivo, a não ser que passem a reserva, tais como : MinDefesa e Chefe do EMCFA.

           P.S. 2 :  ” Junior50 existem planos de contingência para assuntos internos ? ” : Sim, no ambito do “PROTEGER”, estão contemplados estudos e deslocamentos, visando a proteção das estruturas estratégicas do Estado, referentes a ações conduzidas por elementos internos, tanto pela perspectiva de movimentos individuais, como de grupos organizados.

  71. Eu sempre desconfiei…

    Eu sempre desconfiei que havia mato verde oliva nesse coelho da insurreição da direita enrustida contra a ordem democrática do País.

    Pelo Xadrez esclarecedor do Nassif, dá pra gente deduzir que as coisas só tiveram esse encadeamento que todos sabemos, principalmente da adesão quase que repentina da maioria absoluta dos partidos políticos às vésperas de 17/04 porque tiveram, com certeza, a revelação do aval decidido do Exército Brasileiro de olhos azuis.

    Sendo assim, esse é um componente que torna o cenário ainda mais anuviado e que, por sua gravidade, exige agora um posicionamento público das Forças Armadas para o fim precípuo de abortar ou consumar a deposição da Presidenta.

    Da minha parte vejo como equivocado o alijamento dos militares de espaços que foram tradicionalmente deles, ou que lhes competem por afinidade como é o caso do Ministério da Defesa e mesmo do Gabinete de Segurança Institucional que, se a Dilma o tivesse, e com ele dialogasse, é provável que não haveriam esses atrevimentos que hoje lhe afrontam e a todos nós.

  72. O que eles querem?

    Pós segunda guerra mundial, os Estados Unidos tratam de estabelecer um rígido controle sobre as forças armadas dos países latinos por meio de uma série de atividades de colaboração tendo por escopo o controle ideológico sob a égide da chamada “guerra fria”. Haja vista as inúmeras intervenções militar, inclusive no Brasil, tendo a subjugação total aos interesses estadunidense.Acontece que esse expediente apresenta uma eficácia duvidosa, já que a razão precípua de existência das FFAA é a defesa nacional e a política do imperialismo de salvação da crise mundial do capitalismo, a partir de 2008, é a destruição do estado nacional.

    O golpe em Honduras, assim como no Paraguai, foi o laboratório para um novo modus operandi de intervenção branca, sem uso das armas. O Brasil é o grande país que está-se perpetrando esse rompimento institucional pelo viés da manipulação juridíco-midiática. 

    Superando essa fase, urge do novo governo, por imposição da “banca internacional”, aplicar a mais draconiana política de desmonte do estado e isso certamente vai causar uma revolta social sem precedentes na história do Brasil. Decorre daí os projetos de lei que visam criminalizar todos os movimentos sociais que potencialmente ofereçam resistência. Mas eles sabem que isso não será suficiente para controlar a turba e há grande risco de uma “argentinização”. Bem provável que se estabeleça um estado-policial de forma híbrida sob o manto de um aparente verniz institucional.

    As Forças Armadas é a caixa de Pandora, ninguém sabe o que pode sair daí, sendo ela reflatária de um mar de contradições. Lembremos que nos anos 90 houve um sucateamente progressivo, de Collor a FHC; somente a partir do governo Lula é que foi retomado um forte investimento em armamentos, veículos, tecnologia, pessoal, etc..

    A pergunta que não quer calar: qual a posição do Pentágono sobre as FFAA brasileiras? Hipoteticamente o Brasil poderia assumir o papel de preposto dos EUA na “estabilização” política nos países sul-americanos, caso contrário não haveria outro interesse senão sua completa precarização. 

     

  73. Das ligações dos Etchegoyen com a terrível Casa da Morte

    Ele também apontou o coronel Cyro Guedes Etchegoyen, chefe de contrainformações do CIE, como comandante da Casa da Morte.

    https://fichacorrida.wordpress.com/?s=Etchegoyen+

    (…)

    Parentes de desaparecidos, ex-presos políticos e a única sobrevivente da Casa da Morte, Inês Etienne Romeu, foram à sede do Arquivo Nacional para ouvir o oficial. Ele só aceitou falar diante da comissão e dos jornalistas.

    Confrontado com nomes e fotos de vítimas, Malhães alegou que não conseguia reconhecê-los. Também se recusou a indicar colegas da repressão, com raras exceções.

    Numa delas, disse ter recebido ordem do coronel Coelho Neto, então subchefe do CIE (Centro de Informações do Exército), para ocultar a ossada do ex-deputado Rubens Paiva, morto em 1971. Mas afirmou não ter executado a tarefa, contrariando o que disse recentemente aos jornais “O Dia” e “O Globo”.

    Ele também apontou o coronel Cyro Guedes Etchegoyen, chefe de contrainformações do CIE, como comandante da Casa da Morte.

    “Mesmo com tantos anos de advocacia, me choquei com a descrição da mutilação de arcadas dentárias e digitais”, disse o ex-ministro José Carlos Dias. “Eu não diria que ele foi corajoso. É um exibicionista, um sádico.”

    Em depoimento à Comissão da Verdade no dia 15, a ex-presa política Inês Etienne Romeu, apontou seis agentes da ditadura como torturadores que trabalhavam na Casa da Morte.

     

     

  74. Por causa da abertura, Geisel defenestrou os Etchegoyen

    Este artigo do Estadão fala que os Etchegoyen, ligados a Casa da Morte, eram tão terriveis que Geisel os recusou quando do inicio da abertura

    Nos anos 1950 Alcides conspirou contra Getulio Vargas

    Alcides morreu em 1956 deixando os filhos Leo e Cyro (apontado como chefe da Casa da Morte)…

    Segio Etchegoyen, que integrará o governo Temer, é filho de Leo…

    Os Etchegoven cuidaram da repressão às greves do ABC

    Quando do atentado as torres gemeas Leo deu uma sugestão aos EUA: ofereçam 1 bi de U$$ para o Mossad – o serviço secreto israelense- que eles vão lá e resolvem…

    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,cenario-uma-familia-ligada-aos-levantes-nos-quarteis-ha-90-anos-imp-,1605865

  75. Quem comandava a Casa da Morte?

    Do Estadão, em 22/10/2014

    http://politica.estadao.com.br/blogs/roldao-arruda/comissao-tera-acesso-a-informacoes-sobre-militar-apontado-como-chefe-da-casa-da-morte

    Comissão terá acesso a informações sobre militar apontado como chefe da Casa da Morte
    ROLDÃO ARRUDA
    22 Outubro 2014 | 21:25

    Tribunal suspende efeitos da liminar que impedia acesso às chamadas folhas de alterações do coronel Cyro Etchegoyen, apontado como chefe da Casa da Morte, centro de tortura clandestino que funcionou em Petrópolis
    Por decisão do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região (Rio de Janeiro), a Comissão Nacional da Verdade vai ter acesso à folha de alterações do coronel reformado do Exército Cyro Guedes Etchegoyen, que integrou o Centro de Informações do Exército (CIE) e é apontado como o comandante da Casa da Morte, centro de tortura clandestino que funcionou em Petrópolis nos anos da ditadura. O acesso da comissão aos documentos havia sido suspenso por meio de uma liminar obtida pela esposa do coronel reformado.
    A desembargadora federal Vera Lúcia Lima, da oitava turma do Tribunal Regional, aceitou recurso da Advocacia Geral da União e determinou a suspensão dos efeitos da liminar. Com isso volta a valer o sistema de acesso a informações de folhas de alterações de militares da Marinha, Exército e Aeronáutica já acertado com o Ministério da Defesa e os comandos militares.
    A disponibilização das informações deve ser feita de acordo com o que está disposto na Lei de Acesso à Informação, ficando assegurada a proteção de informações pessoais, sem prejuízo do acesso a informações administrativas úteis às investigações da Comissão Nacional. O objetivo é esclarecer graves violações de direitos humanos e identificar estruturas e locais associados a essas violações.
    No final de agosto, a viúva do coronel Etchegoyen, Mary Alves da Cunha Etchegoyen, ingressou na 12ª Vara Federal do Rio com ação ordinária com pedido de liminar para que não fossem entregues à comissão as folhas de alterações do marido, já morto. Segundo a petição apresentada, o objetivo da ação era “preservar a memória do seu marido, seu direito personalíssimo à imagem, honra e dignidade”.
    A liminar foi concedida pelo juízo de primeira instância, mas a comissão recorreu por meio da Procuradoria Regional da União (AGU). Alegou que se tratava de uma questão administrativa e não pessoal.
    Pelos documentos aos quais vai ter acesso, nos quais normalmente ficam registradas todas as alterações ocorridas nas atividades dos militares, como mudança de posto, promoções, viagens, recebimento de diárias para deslocamento, a comissão espera obter mais informações sobre a possível passagem do coronel pela Casa da Morte. Em março deste ano, o coronel reformado do Exército Paulo Malhães, que atuou na Casa da Morte de Petrópolis, afirmou diante de integrantes da comissão que o Etchegoyen era o chefe do centro de tortura.
    Tags: Casa da Morte, Comissão Nacional da Verdade, Cyro Guedes Etchegoyen, Ministério da Defesa, Paulo Malhães, tortura, Tribunal Regional Federal da 2.ª Região, Vera Lúcia Lima

      

     

  76. Fim da era dos ladrões
    Que caiam todos estes e que fiquem para a história como o que realmente são: SAQUEADORES do país. Corjas vestidas de partido.

  77. Com a colaboração de

    Com a colaboração de militares subalternos dos Estados Unidos nosso destino é ser a eterna colônia um Porto Rico continental.

  78. Não é custoso lembra que

    Não é custoso lembra que decadência começou no governo Collor que desmontou a indústria bélica brasileira, porém no governo tucano virou um escracho total. Durante o governo FHC, que o exercito mais sofreu com cortes de verbas, alimentação (merenda) salários e sucateamento das tropas. Já no governo Lula foi assinada em 2008, a Estratégia Nacional de Defesa (END) que previa o reaparelhamento das Forças Armadas. Embora esse plano pouco avançarão até os dias de hoje. Verdade seja dita, nos governo de esquerda ironicamente o exercito assume uma posição mais institucional, cidadã e profissional. Já nos governo neoliberal tornam-se políticos e ironicamente sucateados, sem efetivos, merenda e soldos militares. Enfim, talvez porque no imaginário dos poderosos o Exercito  precisam conter os movimentos sociais desordeiros que ameaçam as elites.

  79. Nossa arma é denunciar ao
    Nossa arma é denunciar ao povo o que está por vir e os interesses por trás disso!
    Eles estão COOPTANDO até o exército em uma clara ocupação do vácuo no poder!
    EXIJAMOS RESPEITO A CONSTITUIÇÃO E AO VOTO DO POVO,ou virá uma” NOVA
    DITADURA” transvestida de legalidade com apoio até do STF,pelo fato do protagonismo do Brasil no mundo e principalmente na América Latina
    NÃO DEVE OCORRER O GOLPE JURÍDICO MÍDIO PARLAMENTAR!!

  80. Esperança última que se esvai

    Se realmente é essa a realidade de nossas FA, então, não há o que lamentar.

    Se são golpistas, merecem ser cauda e nunca serão protagonistas na história mundial, como tem sido desde sempre. O contrário poderia ser verdadeiro. Se os comandantes levantassem contra o golpe as suas vozes, em favor de um governo que trouxe uma visão mais moderna às FA e dignidade a este gigante Brasil, poderiam aí  sim manter o sonho de um Brasil grande e orgulhoso de si.

    Se não são mesmo patriotas, como a história pontua com o golpe de 64, se nada mudou na caserna nesses 50 anos. Se permanecem os valores da força ao invés da democracia, lamentar o quê? Se o  golpe está tendo esse apoio militar, só uma coisa a lamentar. ter acreditado, um dia,  que lá existem homens de bem, que se diferenciam de  outros homens de bem, pelo simples fato de usarem farda, como foi ensinado numa palestra, algures, numa aula inaugural de uma escola preparatória de oficiais. Tinha sido hipócrita a palestra.

    Seremos ridículos, amantes da tirania, inimigos da democracia e considerados sub raça como sempre fomos. E teremos de novo a volta do seus velhos sonhos: GO TO MIAMI.

  81. Forcas Armadas

    As Forcas Armadas tem a credibilidade e o respeito de 80% da população brasileira. Claro que não e unanimidade, mas isso faz parte da democracia.

    O Gabinete de Segurança Institucional existiu durante 77 anos, mas Dilma extinguiu na reforma ministerial, mesmo com o pedido de reconsideração do Gen. Elito e do Min. Aloisio Mercadante. Um Órgão que dava apoio estratégico a todos os governos passados, mas ela optou pelo apoio politico, preferindo não destituir os 3.000 funcionários comissionados.

    As Forcas Armadas não irão sujar as mãos nesse mar de lama politico que estamos vivenciando. Todos os ex-ministros da Defesa e o atual (Min. Aldo Rebelo- P. C do B), nutem profundo respeito e admiração pelo profissionalismo e patriotismo das Forcas Armadas porque estão  conhecendo “in loco” e não apenas no “ouvi dizer”.

    As Forcas Armadas tem um projeto de Brasil e não um projeto poder. Para se ter uma ideia a Forca Aérea, por exemplo, publicou um documento detalhado (passo-a-passo) de como a Forca pretende ser em 2041. O Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) acaba de fazer uma parceria com o Hospital Albert Einstein para criar materiais para a Saúde (biotecnologia). As melhores escolas de ensino (ITA, IME, COLEGIOS MILITARES, Escolas Preparatorias, Academias Militares,Escola Rego Barros no Para, etc) estão sempre entre as melhores Instituições de ensino do pais. São exemplos para qualquer governo que queira um pais melhor e na vanguarda do mundo.

    • FA

      É reconfortante ler essa descrição das FA.

      Infelizmente, a verdade é que agora como em 64, não há homogeneidade dentro das FA. Há os eternos conspiradores golpistas envolvidos em sociedades secretas, sempre com o bote armado para tomar o controle da instituição e usá-la contra a democracia.

      Sem dúvida que nossas FA tem homens de valor, gente que assume o que faz e que genuinamente tem interesse na grandeza do país, mas tem também gente da pior espécie. Espero que aqueles que tencionam cumprir seu juramento consigam manter o controle das FA.

  82. Desde o julgamento do

    Desde o julgamento do mensalão surgiu o bordão do “projeto do PT para se perpetuar no poder” que é repetido pelos representantes da oposição, incluindo aí alguns membros do judiciário, mais frequentemente por Gilmar Mendes.

    Mas o que seria esse projeto do PT para se perpertuar no poder ?  Seria montar um esquema de corrupção e recebimento de propina, como pretendem que seja entendido,  para financiar e vencer as eleições  ? Não. A oposição, mesmo não estando no poder, também recebe nas mesmas proporções doações dos mesmos financiadores. Será que seria aparelhar o Estado e controlar os outros Poderes ? Não. A julgar pelas nomeações do PGR e dos Ministros do STF que ocorreram durante o governo, não parece razoável acreditar nessa hipótese. 

    Então, qual seria o projeto do PT para se perpetuar no poder ?  Governar para a maioria. Esse é o projeto do PT para se perpetuar no poder. Enquanto o governo agradar a maioria, ele conseguirá a maioria dos votos na urna. Então, como a proposta da oposição é governar para uma minoria de privilegiados, ele nunca conseguirá os votos necessários para vencer as eleições. Nesse contexto, somente usurpando a representação popular, de um governo eleito democraticamente,  é que a oposição conseguirá inviabilizar esse “projeto do PT para se perpetuar no poder”.  As demais alegações são apenas pretextos para justificar o golpe.

     

     

      • Agora vai ser uma maravilha,

        Agora vai ser uma maravilha, não é mesmo, nem Controladoria Geral da União atuante como tem sido, contra a corrupção, teremos mais. Parabéns.

  83. “Xadrez do governo Temer”

    Estão esquecendo os interesses e investimentos feitos pela China na America do sul e no País.

    A doutrina da Escola Superior de Guerra foi para o abismo.

    Recriar posições de golpe – com todas as vênias ao teor do tema.

    Não se pode subestimar a força e a intensidade e o farol que está focado na América do Sul pelos Chineses – Indianos – Russos.

    Duvido que essa intentona aventureira seja levada a efeito – “camaleonicamente” – com os insurgentes estrangeiros como foi feito em 1964,

    Auxiliados pela mídia “insana”.

    Eles sabem que não vão depor a Presidenta Dilma – esses exercícios – ensaios de mau agouro contra o País.

    Terá reação interna inédita – morrerão muitos brasileiros e brasileiros em holocausto/oferenda – que darão sangue – para não voltarmos a ditaduras 

    Empíricas.

    (Holocausto – oferenda:)

     (A palavra original é derivada de uma raiz que significa ‘ascender’, e aplicava-se à oferta que era inteiramente consumida pelo fogo e no seu fumo subia até Deus).

    As grandes corporações sabem que assumirão risco excessivo.

    E os alvos deverão ser as corporações e não o povo nas ruas.

    Será um levante democrático brasileiro sem precedentes.

    (A Guerra Civil Americana, também conhecida como Guerra de Secessão ou Guerra Civil dos Estados Unidos) – terá a sua versão contemporânea – aqui no Brasil – e o custo será uma lástima.

    Se o povo há de passar fome e reprimido como foi antes e depois de 1964.

    Teremos no Brasil um levante civil inimaginável.

    Os Governos Chinês e Russo não estão para a cronologia atual – como estavam ao saírem da II Guerra Mundial.

    Estão bem mais qualificados para uma ação sem precedentes – na história da Humanidade.

  84. Temer assume e governa

    Temer assume e governa temerariamente. O país vira uma bagunça só. Importa aos Estados Unidos, coordenadores-mores do Golpe que assim seja. As ruas clamam por ordem, e o radicalismo mais se acentua, destroçado no Congresso, nos tribunais e na mídia, o PT que minguou a dez por cento do que teve, já nas eleições municipais de 2016, vê seu papel no país praticamente desaparecer em 2018, quando, paralelamente o messianismo diretóide chega ao apogeu e elege Jair Bolsonaro, porque “é forte”, porque “é do exército”, porque “é o único que pode impor a ordem”.

    Ocorre que Alexandre Magno destruiu o então maior império que a Terra já havia conhecido; mas depois da última batalha não sabia o que fazer com o que conquistou. A sorte da humanidade foi o mosquito, que, ao lhe abreviar a vida, abriu espaço para que seus gerais desse forma à massa disforme de terra arrasada que ele deixou.

    Bolsonaro vai recorrer ao Exército, que, se houver juízo, lembrará de seus grandes estrategistas e se negará a embarcar na loucura, até mesmo por falta de apoio das outras forças. Mas a agonia com um país cada vez mais indo ao fundo do poço clama mais alto; e, a única instituição que sobrou com alguma integridade são as Forças Armadas. Torna-se impossível o seu não retorno ao teatro da política, e candidatura a um nove desastre. Pior, quanto mais demorar isso mas a “República Velha” se reinstalará, e suas indefctíveis quarteladas tipicamente latino-americanas.

    De volta a cem anos atrás.

  85. Parabéns!

    Este, entre outros artigos de alta valia, esclarecedores e pertinentes. De fato, o Sérgio Etchegoyen é ministro do Gabinete de Segurança Institucional. Sua análise estava certíssima. Parabéns e obrigado por nos alimentar com boas informações.

  86. Se nada for feito teremos

    Se nada for feito teremos muito terrorismo no futuro.O pvoo não aceita nada disso com FA ou sem FA.Hoje o mundo é outro.

  87. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome