Bolsonaro tem esperanças de aprovar reforma da Previdência em um mês

A expectativa foi retomada após o "pacto" de Bolsonaro fechado com os presidentes do Congresso e com Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal

Foto: Carolina Antunes/PR

Jornal GGN – O “pacto” entre Jair Bolsonaro, os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, e do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, levantou os ânimos do mandatário para tentar aprovar a Reforma da Previdência antes de julho.

Um ministro do governo de Bolsonaro trouxe essa informação à jornalista Andreia Sadi, que divulgou em seu blog que o encontro realizado na semana passada com os chefes dos Três Poderes foi decisivo para um nova retomada das articulações.

Dentro do Congresso, apesar de haver resistências por parte de algumas bancadas, seja a oposição pelo próprio teor das mudanças nas aposentadorias dos brasileiros, ou as do chamado “centrão” que ainda esperam mais moedas de troca para esse apoio, governistas tentam levantar a pauta para aprovar antes do recesso parlamentar, que ocorre em julho.

Segundo as palavras deste ministro, “o mar está de almirante: é só remar”. A proposta de Paulo Guedes com a capitalização da previdência estima um retorno de R$ 1 trilhão, nos cálculos otimistas do governo, ao Orçamento da União. Por outro lado, o restante desta conta ficará às custas das futuras aposentadorias dos brasileiros.

Mas se o momento é visto como positivo para a aprovação da reforma aos olhos de Bolsonaro, após firmar um tipo de “pacto” com o Congresso e com o STF, contraditoriamente uma semana depois dos apoiadores do governo sairem às ruas contra esses dois poderes, deputados acreditam que o caminho não é tão fácil.

Leia também:  Congresso assumiu protagonismo das mudanças no país, diz Alcolumbre

Isso porque a Câmara ainda não chega a um consenso sobre o texto e não se mostra tão disposta a aprovar com rapidez. Há outras prioridades para os deputados, como a conclusão da PEC que discute o Orçamento Impositivo, que havia sido aprovada, mas retornou aos deputados após sofrer mudanças no Senado.

Os parlamentares querem acelerar a aprovação dessa medida ainda nesta semana, para depois se concentrar na previdência.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. “De repente, entramos em “crise”: o PIB caiu 7% em 2015-2016; em vez do histórico superávit primário passamos ao déficit primário, e as contribuições já não foram mais suficientes para cobrir todo o gasto da Seguridade Social.

    Essa inversão repentina não foi causada pelos fatores que produzem crise (quebra de bancos, como aconteceu nos Estados Unidos em 2008; quebra de safra; adoecimento da população ou guerra), mas pela insana política monetária.

    Essa crise fabricada tem servido de justificativa para medidas que só favorecem o setor financeiro, a exemplo da capitalização”

    Fonte completa https://www.osentinela.org/maria-lucia-fattorelli/capitalizacao-so-favorece-o-setor-financeiro/?unapproved=22872&moderation-hash=50ee4be03ba0ccb2e9fbf1846e2bf36f#comment-22872

    ALGUÉM ACHA QUE SE A PREVIDÊNCIA ESTIVESSE REALMENTE QUEBRADA, OS BANCOS TERIAM ALGUM INTERESSE POR ELA? SOMENTE INGÊNUO E DESINFORMADO PARA CRER E PROMOVER NESTA PROPAGANDAS PAGAS COM DINHEIRO PÚBLICO APESAR DE ILEGAIS, 11:30 > https://www.youtube.com/watch?v=f7hllRAt7c4

    Quando as faixas salariais estiverem nestes MESMOS patamares http://maracai.sp.gov.br/uploads/concurso/EDITAL-RESUMIDO-MARACAI-4.pdf?fbclid=IwAR1DDUXJGphy3or7A–1Q8v1jstWEKEARxaahxWZvzZw0JRk2BKl8uX8_iU estaremos todos em uma senzala https://cpcon.uepb.edu.br/concursos/PM_Itaporanga/Edital/EDITAL_NORMATIVO_CONCURSO_PUBLICO_N_002_2019_PMI-PB_RET.pdf

    A REFORMA PREVIDENCIÁRIA É PATRANHA ÚTIL SOMENTE AOS BANCOS E AO SISTEMA FINANCEIRO 👉 Não compreender o CONTEXTO DA REFORMA PREVIDENCIÁRIA é seguir em um caminho escuro sem conhecer sua direção 01:23 👇https://www.youtube.com/watch?v=lb494CJbiAg 06:27 o déficit nominal não está nem nunca esteve na PREVIDÊNCIA SOCIAL – PREVIDÊNCIA SOCIAL NÃO É PROBLEMA – É SOLUÇÃO PORQUE MINORA AS DESIGUALDADES SOCIAIS – O PROBLEMA FISCAL BRASILEIRO ESTÁ E SEMPRE ESTEVE NO BANCO CENTRAL

    Sempre que o governo e a mídia apresentem somente a versão dos prós e omitam a dos contras – estarão seguramente fazendo a população de idiota. Esse vídeo é muito esclarecedor ! Mãos a obra 👊
    https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2441308149434585&id=1444471542451589

    A questão fundamental que deve se conhecer quando se faz alteração de políticas públicas é saber quais são os impactos e quem ganha e quem perde com tais alterações https://www.youtube.com/watch?v=GVA_R3u_1W0&t=283s 07:50 o custo de transição para o regime de capitalização será, no mínimo, 161% do PIB 😳 08:55 segundo a OIT o custo de transição dos países que optaram pelo regime de capitalização, sempre foi superior do que se calculou inicialmente 🧐 na Argentina este custo revelou-se 18 vezes maior que o inicial 🙄 11:10 não obstante o altíssimo custo de transição, quais impactos sociais haverá então? 🧐 comprovadamente constatou-se que nos países que seguiram este paradigma de reforma previdenciária, reduziu-se o de beneficiários assim como, o valor dos benefícios aos poucos que tiveram acesso a eles e 🧐 11:50 o valor dos benefícios fica abaixo do mínimo de 40% de reposição do salário da ativa 🙄 na Bolívia somente 20%, na Hungria 12% abaixo do valor anterior à reforma 😳 no Chile é impressionante 😨 79% das pensões são menores que o salário mínimo. 🙄 e 44% abaixo da linha da pobreza 😳 a taxa de reposição para os trabalhadores mais pobres é apenas 3,8% dos trabalhadores da ativa 😰 e para piorar aumenta a desigualdade de gênero, porque a mulher é que fica mais abaixo da linha da pobreza 12:42 E quanto aos impactos econômicos? Haverá AFINAL crescimento? QUAIS SÃO OS ARGUMENTOS IRREFUTÁVEIS DE QUEM DEFENDE ESTE CONLUIO? 👉 “trata-se de um projeto muito caro e socialmente ruim, mas que promoverá crescimento ao país”😳13:07 O PROBLEMA É QUE O REGIME DE CAPITALIZAÇÃO PIORA A SITUAÇÃO FISCAL E ASSIM DETERIORARÁ A CONFIANÇA EM VEZ DE MELHORAR, VISTO QUE SEU ELEVADO CUSTO FISCAL CONSUMIRÁ TODA A ECONOMIA QUE SE APROVOU NO REGIME DE REPARTIÇÃO, 🙄 E AINDA NÃO SER SUFICIENTE 🧐🧐 A LITERATURA INTERNACIONAL TEM APONTADO QUE CHOQUES DE AUSTERIDADE E REDUÇÃO DE PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS DE GASTOS PÚBLICOS – EM VERDADE REDUZEM A CONFIANÇA NA ECONOMIA EM VEZ DE AUMENTAR 🧐14:15 todos fundos de previdência privada brasileiros não ajudam a financiar INFRAESTRUTURA E DESENVOLVIMENTO = 🧐 ELES APLICAM SOMENTE EM TÍTULOS DO GOVERNO E QUANDO PRETENDEM FINANCIAR ALGO AINDA IMPORTAM, EM VEZ DE COMPRAR ALGO PRODUZIDO AQUI, 🙄 TODA PESSOA SABENDO QUE NO FUTURO TERÁ UMA APOSENTADORIA REDUZIDA OU QUASE INEXISTENTE DEIXA DE CONSUMIR HOJE E POUPA PENANDO EM SEU FUTURO. ISSO GERA UM EFEITO NEGATIVO NO CRESCIMENTO ECONÔMICO E GERAÇÃO DE EMPREGOS🙄 concatenando – OS TRABALHADORES CLARAMENTE PERDERÃO COM MENOR COBERTURA E MENOR BENEFÍCIO E AINDA ARCARÃO COM OS CUSTOS DA INSTABILIDADE FINANCEIRA PORQUE OS FUNDOS PREVIDENCIÁRIOS FLUTUARÃO COM O MERCADO

  2. Duas coisas que não estou entendendo.Na entrevista concedida hoje a um desses jornais que ascende uma vela para Deus outra para o Demo,Maia afirma peremptoriamente que o País está a beira “do colapso social”.Toffoli não possuiu aval da maioria dos seus pares para fazer acordo algum,ele é minoria lá.Que porra de pacto é esse?Do cinismo?Da molecagem?Da safadeza?Se for isso,tudo bem.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome