Mulheres negras são 2,5% no Congresso, mostra dossiê

Segundo o TSE, entre os homens eleitos na Câmara, apenas 4% são negros. Em 2018, 7 estados brasileiros não elegeram nenhuma pessoa negra

Ilustração: Suellem Cosme / Negrê

Jornal GGN – Na atual legislatura federal, as mulheres negras representam apenas 2,5% (13 eleitas) do total de eleitos, enquanto as mulheres brancas são 12,28% (63 eleitas), os homens negros 22,02% (113 eleitos) e os homens brancos 62,57% (321 eleitos), de acordo com dados divulgados pela FGV.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), entre os homens eleitos para a Câmara em 2018, apenas 4% são negros.

Em 2018, 7 estados brasileiros – Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Goiás, Mato Grosso e Sergipe – não elegeram nenhuma pessoa negra. Naquele mesmo ano, não houve nenhum candidato negro à Prefeitura, vice-Prefeitura e vereador do Acre.

O estado que possui o maior percentual de candidaturas negras eleitas, há dois anos, foi a Bahia, com 12%, seguido do Rio de Janeiro, com 8%.

Estes são alguns dos dados do Dossiê Enegrecer a Política, divulgado pelo projeto Enegrecer a Política, que apresenta um panorama sobre as candidaturas e eleições de pessoas negras no Brasil, e que pode ser lido abaixo. Outros dados podem ser conferidos aqui.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Eleições 2020: de 25 capitais, somente 1 elegeu mulher e 8 elegeram negros

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome