Temer promete impor limites à saúde e educação até 18 de dezembro


 

Jornal GGN – Nos Estados Unidos para a convenção da ONU, o presidente Michel Temer concedeu, na terça (20), entrevista exclusiva ao portal Bloomberg, oportunidade em que foi questionado sobre as reformas que promete entregar até o final de 2018.

Pressionado pelo entrevistador a mostrar compromisso com as pautas relacionadas ao ajuste fiscal, Temer disse que, em seu cronograma, a primeira demanda que vai entregar é a PEC 241, que estabelece um limite para os gastos públicos, reduzindo o aporte para saúde e educação. Segundo ele, essa matéria avançará em comissões especiais da Câmara a partir de 3 de outubro e será concluída no Senado até 18 de dezembro.

Quanto à reforma da Previdência, Temer garantiu que ela será enviada ao Congresso ainda neste ano e deve ser aprovada até o final do primeiro semestre de 2017. “Tem ainda a terceira reforma, que é a trabalhista, para garantir o emprego. Matéria, aliás, que vem sendo trabalhada na Suprema Corte. A proposta que eu defendo, de fazer prevalecer acordos coletivos entre trabalhadores e empregadores sobre o que está registrado, já vem sendo tratada no Supremo”, disse.

Segundo Temer, o fato de ele não ter “interesses eleitorais” o ajuda a aprovar demandas impopulares. Ele disse que está inspirado no ex-presidente Juscelino Kubitschek, que era “muito ativo, modernizante e fazia um governo alegre. Minha função – em dois anos e quatro meses – é colocar o Brasil nos trilhos. Não pretendo mais do que isso.”

O mesmo não pode ser dito sobre José Serra. Segundo a redação do Bloombergh, o ministro de Relações Exteriores acompanhou Temer na entrevista concedida em Nova York, e não parava de interromper o presidente para dar pitacos nas questões sobre economia.

“Na entrevista, o presidente estava acompanhado por membros do gabinete, incluindo o ministro das Relações Exteriores, José Serra, ex-candidato presidencial que estaria analisando a possibilidade de concorrer novamente a presidência. Serra tomou a palavra diversas vezes para dar suas opiniões a respeito do estado da economia.” (Leia mais aqui).

TEMER NA ONU

A passagem de Temer pela Assembleia Geral da ONU foi marcada por um erro em seu discurso sobre refugiados, muito criticado por internacionalista. O presidente disse que o Brasil recebeu nos últimos anos 95 mil refugiados, incluind 85 mil haitinos. De fato, esse é o número de haitianos no país, mas eles entraram como passaporte humanitário, que é diferente do conceito empregado nos casos de refugiados.

Para Juana Kweitel, diretora de Programas da Conectas Direitos Humanos, “a confusão do presidente e do ministro com essas duas categorias distintas é inadmissível”. Em entrevista ao portal Brasil Post, ela ainda disse que “não há indícios de que o Planalto esteja trabalhando para construir políticas concretas para receber um número maior de refugiados ou mesmo para incluir os haitianos que chegam ao país num sistema de proteção mais acessível e robusto, como é o do refúgio”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

16 comentários

  1. coiso

    Em qual cartório eleitoral ele registrou esse plano de governo? Quem o golpista pensa que é? 

    Ele ocupa a cadeira que roubou, tramou, traiu. Nada mais. O povo só quer saber de foratemer!

    Com os votos da globobo e o apoio de seus comparsas ele vai implantar a monarquia?

    Isso NÃO vai acabar bem!

  2. “Matéria, aliás, que vem sendo trabalhada na Suprema Corte”

    Até quando o STF vai aceitar esse papel acoelhado e submisso de avalista desse Governo?

    Será que no futuro algum dos ministros atuais vai reconhecer que deram aval a todo esse golpe por falta de coragem pra reagir?

    (Exceto o Gilmar Mendes, que sempre deu aval a tudo isso por amor ao que não presta mesmo…)

    • É a judicialização da

      É a judicialização da politica economica. Como haverá dificuldades de passar a reforma trabalhista no congresso – mesmo que seja pela resistencia minima da esquerda – e mobilização social, a coisa se decide no judiciário que não precisa ser eleito ou prestar contas ao eleitor. Acho muito significativa e perigosa essa indicação do Temer sobre o Supremo se intromentendo em questões legislatisvas…

  3. Temer se comparando a

    Temer se comparando a JK??

    Realmente, cada dia é um absurdo maior que outro que temos que ouvir. Já nem sei mais se aquele velho adágio “melhor ouvir isso que ser surdo” está valendo.

  4. Mas limite no gasto com

    Mas limite no gasto com juros, que é o que realmente pesa no orçamento brasileiro, Temer não diz nada. Mais uma vez eu digo, brrasileiros: Vocês precisam tomar de volta o comando do seu país, com o uso da força se for preciso (que justiça vocês nunca tiveram)

  5. Nem pensou em fazer auditoria

    Nem pensou em fazer auditoria na divida publica!

    Deve haver bilhões que já foram pagos MAIS DE UMA VEZ…

    Os rentistas estão SEMPRE TRANQUILOS…

    Já a saúde, educação e aposentados – quanta diferença…

  6. Mas os marchadeiros

    Mas os marchadeiros verdeeamarelon não queriam uma saúde e educação padrão FIFA? Taí: conseguriam. Agora o Temer vai cortar todos os gastos nestas áreas e só vai restar mesmo pedir ajuda pra FIFA.

    Imbecis.

  7. Foi patética

      Escrevi ontem, que mesmo a afluência de mais de 200 investidores na palestra de Temer , e após protocolarmente tenham se declarado “otimistas”, a realidade é , era, sempre foi esta, que sem as reformas prometidas, investimentos não irão aparecer, tipo assim : primeiro vc. aprova, depois a gente conversa.

       Quanto a Serra, novamente confirma-se o que Pedro Malan, FHC e até Sergio Motta, comentavam sobre a personalidade dele, é desagregador e liderança negativa em qualquer governo, invade areas sem ser convidado, dá palpites como se fosse a verdade absoluta, tem idéias fixas inemoviveis, e o mais estranho ( aliás desde que o conheci pela 1a vez, em 1979 ) é que apesar de tentar firmar-se, aparecer como um presuntivo “lider”, é extremamente inseguro com mania de ser perseguido, que todos estão contra ele.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome