Anvisa autoriza início de testes em humanos de soro anti-Covid

Os estudos irão verificar a segurança e a eficácia do soro em pacientes infectados pela Covid-19. Ao todo, 3.000 frascos de soro estão prontos para o início imediato dos testes em humanos

Foto: Raoni Maddalena/ RBA

Jornal GGN – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta terça-feira, 25, o início dos testes em humanos do soro hiperimune anti-Sars-CoV-2, desenvolvido pelo Instituto Butantan.

A reguladora já havia liberado a realização da pesquisa com o soro em 24 de março, mas o Instituto ainda não havia enviado todos os dados para o início oficial dos testes.

Agora, após enviar um novo protocolo clínico com o restante das informações, o laboratório já pode começar a aplicação do soro em voluntários da pesquisa clínica.

O Butantan informou que os estudos clínicos serão conduzidos em parceria com a Hospital do Rim e Hipertensão e com o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade São Paulo.

Os estudos irão verificar a segurança e a eficácia do soro em pacientes infectados pela Covid-19. Ao todo, 3.000 frascos de soro estão prontos para o início imediato dos testes em humanos.

Segundo o Butantan o soro “é feito a partir de um vírus inativado por radiação e aplicado em cavalos”. Os animais, explicou o instituto”produzem anticorpos do tipo IgG, extraídos do sangue e purificados com uma técnica usada há décadas no Butantan”.

Caso apresente os resultados esperados, o soro poderá ser usado para tratar pacientes infectados com sintomas, visando bloquear o avanço da doença.

Com informações da Folha de S. Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome