Ministro da Saúde testa positivo para Covid-19 e fará quarentena em Nova York

Queiroga avisou a amigos que está assintomático e, pelo Twitter, disse que seguirá todos os protocolos de segurança sanitária. Disse, ainda, que o Ministério da Saúde continuará seu trabalho de enfrentamento à pandemia no Brasil

Reprodução Redes Sociais

Jornal GGN – O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, está em Nova York cumprindo quarentena após ter testado positivo para Covid-19. O ministro, vacinado, é o segundo da delegação brasileira a testar positivo. Ele participa da delegação do presidente Jair Bolsonaro, que foi fazer o discurso anual brasileiro na ONU.

O ministro precisou fazer o teste para voltar ao Brasil. Positivo, foi obrigado a ficar no hotel, nos EUA, e cumprir a quarentena. Neste hotel ficaram alguns integrantes da comitiva que ainda têm compromissos no país nos próximos dias.

Queiroga avisou a amigos que está assintomático e, pelo Twitter, disse que seguirá todos os protocolos de segurança sanitária. Disse, ainda, que o Ministério da Saúde continuará seu trabalho de enfrentamento à pandemia no Brasil.

O problema, no entanto, é que Queiroga pode não ser o único, já que circulou de van com os integrantes da delegação. A única boa notícia é que ele permaneceu o tempo todo com a máscara.

A Secom avisou, em nota, que o ministro passa bem e que os demais integrantes da comitiva testaram negativo para Covid-19. Mesmo assim, a delegação entrará em modo remoto até o final da Assembleia Geral, que vai até a próxima segunda-feira.

O ministro da Saúde teve agenda cheia em Nova York. Encontrou-se com investidores no Consulado Geral do Brasil, na segunda, e lá circularam cerca de 60 pessoas entre servidores e contratados. No mesmo dia, à tarde, foi com Bolsonaro ao encontro do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, no Consulado Geral do Reino Unido. Ainda na segunda, reuniu-se com pesquisadores brasileiros que trabalham nos EUA e, no encontro, Michelle Bolsonaro esteve presente.

Isso fez com que diplomatas e funcionários sediados na missão permanente do Brasil na ONU passassem a atuar remotamente até segunda ordem.

Queiroga acompanhou Bolsonaro na Assembleia Geral da ONU ao encontro com o presidente polonês e com o secretário-geral da ONU, António Guterres. Depois disso foi a um evento da OPAS – Organização Pan-Americana da Saúde. Findo o encontro, foi com Bolsonaro na visita ao Memorial do 11 de Setembro. No Memorial houve aglomeração.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome