Organização Trump pede ajuda ao Reino Unido; democratas pedem detalhes

Movimento para busca de financiamento no exterior é visto como potencial violação à constituição dos Estados Unidos

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Os investigadores do Congresso norte-americano estão exigindo mais informações sobre investimentos e outras buscas de fundos realizadas pela Organização Trump no exterior, incluindo a Grã-Bretanha, em meio à pandemia do coronavírus.

Segundo informações do jornal The Guardian, a busca por informações segue reportagem publicada pela agência de notícias Bloomberg no mês de abril. Na ocasião, o veículo informou que a Organização Trump procurava por socorro financeiro em fundos britânicos e irlandeses para cobrir os salários dos funcionários que foram afastados dos campos de golfe da empresa na Europa devido à pandemia.

Em carta encaminhada a Eric Trump , vice-presidente da Organização Trump e filho do presidente Donald Trump, a democrata Carolyn Maloney, presidente do comitê de supervisão e reforma da Câmara, sugeriu que a decisão de buscar financiamento no Reino Unido era problemática e potencialmente uma violação da Constituição norte-americana, que exige que um presidente tenha lealdade absoluta aos EUA.

Em seu pedido, Maloney pediu a Eric Trump que entregasse até 21 de maio “todos os documentos e comunicações relacionados ao pedido da Organização Trump para empréstimos ou outros fundos de qualquer entidade governamental nacional ou estrangeira, incluindo o governo britânico”.

A congressista também está buscando todos os documentos e comunicações efetuadas entre a Organização Trump e quaisquer autoridades e funcionários federais norte-americanos que estejam relacionados ao novo coronavírus.

 

Leia Também
Suécia tem taxa de mortalidade por coronavírus superior a dos EUA
Coronavírus: França tem menor número de mortos em quatro dias
GGN revisita a trajetória de Moro em projeto inédito. Saiba mais aqui

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Itália iniciará campanha de vacinação contra a Covid-19 em janeiro

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome