Nesta terça, 5 de outubro, sócio da VTCLog depõe na CPI da Covid

A CPI apura se havia ligação entre a VTCLog e o ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias.

O requerimento para a oitiva foi dos senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Eliziane Gama (Cidadania-MA) e Humberto Costa (PT-PE) Fonte: Agência Senado

Jornal GGN – Nesta terça-feira, próxima reunião da CPI da Pandemia, o sócio da empresa de logística VTCLog, Raimundo Nonato Brasil, irá depor. Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Eliziane Gama (Cidadania-MA) e Humberto Costa (PT-PE) foram os autores do requerimento de oitiva.

A empresa de logística presta serviços ao Ministério da Saúde desde o governo Temer, quando Ricardo Barros era o titular da pasta. A investigação é para saber se houve irregularidades nos contratos entre a empresa e o governo, inclusive na pandemia, com distribuição de vacinas.

A CPI apura se havia ligação entre a VTCLog e o ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias.

Outro ponto a ser explorado veio de informação veiculada no Jornal Nacional, quando foi apontado, no contrato, pela consultoria jurídica, de aditivo que poder ser desvantajoso para a administração pública, por sobrepreço. Na ocasião, a assessoria pediu à área técnica que avaliasse outras alternativas, inclusive rescisão contratual e nova licitação.

Raimundo Nonato teve quebra de sigilos telefônico, fiscal, bancário e telemático em agosto, a pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Na justificativa, Randolfe apontou que a empresa foi contratada depois que Ricardo Barros fechou a Central Nacional de Armazenagem e Distribuição de Imunobiológicos (Cenadi), no Rio de Janeiro.

Com informações da Agência Senado

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador