A corrupção e os privilégios mantêm Lula preso, por Aldo Fornazieri

A corrupção e os privilégios mantêm Lula preso

por Aldo Fornazieri

Dilma Rousseff foi derrubada por um esquema corrupto entranhado nas profundezas mais tenebrosas da história do Brasil, que se constituiu na descoberta e na colonização e que se prolonga até os nossos dias. O Brasil foi colonizado por criminosos, governado por corruptos, por promotores de extermínio de índios, por estupradores, por escravocratas, por espoliadores que nunca tiveram misericórdia nem piedade pelo sofrimento alheio e dos escravos e trabalhadores espezinhados que construam as suas riquezas. Esta bestialidade desumanizada foi constituindo a mentalidade de uma elite perversa, sanguinária e predatória. Mesmo que a elite se renovasse e trocasse de setores, a mentalidade pervertida continuou e mesma. Os principais postos do Estado sempre foram ocupados, ao longo dos tempos, por gente portadora de mentalidade assassina, predatória, corrupta.

Raros foram os momentos da nossa história em que pessoas de índole honesta, com propósitos universalizantes, orientados para o bem comum, ocuparam altos cargos na hierarquia estatal ou nas instâncias políticas. Essa mentalidade criminosa e delinquencial incrustou-se na farsa da Independência, na farsa da Proclamação da República e em tantos outros episódios retrógradas que marcaram o século XX e deste pouco de século XXI da nossa história.  

Se em determinados momentos a mentalidade criminosa das elites governou com certo pudor, usando a técnica do disfarce, ou justificando a violência aberta como foi o período da ditadura militar, com o golpe que derrubou Dilma, o despudor, a desfaçatez, a imoralidade, a indecência, a impudência se mostraram à luz do dia, sem rubor nas faces. Os artífices deste tormento não tiveram nem o cuidado de se justificar junto àqueles que enganaram: derrubar a Dilma em nome do combate à corrupção para instalar o governo mais abertamente corrupto da história do país. Aqueles que foram enganados passaram à condição de humilhados. Surgiu daí a conjugação da impotência e do imobilismo: de um lado os enganados humilhados e, o outro, o dos derrotados atordoados.

O esquema corrupto e criminoso não visava apenas derrubar Dilma, mas impedir a vitória de um candidato que representasse os setores populares nas eleições de 2018 – particularmente a vitória do presidente Lula. Por que? Porque Lula, acima de todos, e outros possíveis vitoriosos representam aquele sentido dos direitos universalizantes, orientados para o bem comum, que as elites querem impedir nesse país. Quanto mais igualdade e justiça, menos corrupção e privilégios. Então, neste país, as elites precisam impedir o avanço da igualdade e da justiça, dos direitos, porque isto bloqueia a corrupção e os privilégios.

Mas não são apenas os representantes políticos das elites corruptoras e corruptas que querem impedir que os valores da igualdade e da justiça se tornem minimamente efetivos neste país. Os altos funcionários do Judiciário, do Ministério Público, da Receita e dos organismos de segurança são a outra face do esquema corrupto e criminoso que governa o país. Os governos petistas deram autonomia, aparelhamento e leis para que esses setores pudessem combater a corrupção. Eles voltaram essa autonomia, esses instrumentos e essas leis justamente contra o PT. Por que? Porque esses setores estão corrompidos pelos altos salários e pelo estouro dos limites constitucionais desses altos salários e pela série de privilégios inescrupulosos, escandalosos e corruptos, a exemplo do auxilio moradia, que favorecem esses setores.

Mesmo que um salário de R$ 30.000 seja um salário dentro da lei é um salário que expressa uma forma de corrupção num país em que mais de 100 milhões de pessoas ganham até um salário mínimo e  em que a renda média do brasileiro é de R$ 1.268. Para manter um salário de mais de R$ 20.000 no setor público é preciso que falte educação, falte saúde, falte remédios, falte cultura falte direito para o povo pobre das periferias.

Os juízes, os procuradores, os delegados, os altos funcionários da Receita etc., excluindo-se as exceções, são inimigos do povo porque as necessidades do povo são inimigas dos seus altos salários e de seus privilégios. E, em sendo inimigos do povo, são inimigos dos políticos que lutam para fazer valer os direitos do povo. São os maiores inimigos de Lula porque Lula é a principal potência e possibilidade para introduzir mecanismos de igualdade e de justiça no Brasil. Mesmo que Lula favoreça e instrumentalize esses setores, eles serão inimigos de Lula ou de qualquer outro que represente as lutas por igualdade, justiça e direitos.

Se no setor político os políticos que representam esses esquemas criminosos e corruptos perderam o pudor em mostrar sua face vil, anti-social, antinacional e antipopular, no Judiciário também o despudor, a desfaçatez, a imoralidade, a indecência, a impudência se instalaram como modus operandi de juízes, de desembargadores e de ministros das Cortes superiores. Foi o que se viu com Moro, um juiz fora da lei, com Gebran Neto, com Thompson Flores, com Raquel Dodge com Laurita Vaz que, na última semana, não teceram o manto da misericórdia, mas forjaram a espada da injustiça, do ódio e da impiedade para manter Lula injustamente preso. Esta ordem templária do mal não teme em violar as leis e a Constituição, em destruir a hierarquia e os procedimentos, em rasgar a jurisprudência, em condenar sem provas, em se elevar na condição acusador e de juiz a exemplo dos tribunais da Inquisição, em condenar inocentes, seja porque são alvos dos seus ódios, seja porque os vêem como ameaças aos seus interesses.

Nada detém essa horda que pisoteia a Constituição. Negam aos outros juízes e desembargadores o direito de praticar aquilo que a função prescreve e que eles mesmos praticam. Instalaram o reino da exceção, no qual, a vontade arbitrária deles substitui as leis e a Constituição. Perseguem colegas, como estão perseguindo o desembargador Rogério Favreto, porque não aceitam quem contrarie os seus desmandos. O Congresso não os detém até porque já não há mais Congresso. O Executivo não os detêm até porque o governo está desmoralizado. Nem o STF os detêm porque o STF está tomado pela desordem anárquica e  abre espaços para o motim e para a indisciplina. Parecem não temer mais nenhum poder humano e nem mesmo o castigo de um Deus irado, tal certeza da impunidade que amealharam.

Se no Brasil nunca houve democracia efetiva, só sobram destroços de República porque já não há divisão de poderes. O Brasil vai sendo arrastado para uma destruição sem fim, para o descontrole da violência, vai se afastando da estrada da civilização e vai se embrenhando para dentro da sua própria dor e desesperança. Esta impotência da vida cívica, da coragem e da virtude abre as portas para que os demônios do mal se sintam confortáveis e bem quistos. O que dizer de um país que aceita que Bolsonaro, um candidato à presidência da República, pregue o massacre de camponeses pela política, como ocorreu no Pará? Bolsonaro não é um acaso. Ele é filho do golpe, camarada de Moro e de muitos outros juízes, um rebento do PSDB, conviva de empresários, visitante da grande mídia e até tolerado por progressistas.

Vivemos num país em que tudo é normal: Lula preso é normal, Bolsonaro pregando o crime é normal, uma quadrilha no governo é normal, juízes rasgando a Constituição é  normal, o crime e a violência são normais, a falta de saúde e de outros direitos é normal. O escandaloso perdeu todo o sentido e todo o status. Anormal é querer tratar o escandaloso como inaceitável. Junto com a corrupção e os privilégios, essa trágica normalidade, esta impávida passividade, são outras causas que mantêm Lula preso. Como não temos uma história de lutas gloriosos e nem heróis míticos donde possamos nos socorrer, precisamos olhar como outros povos se libertaram para seguir-lhe o exemplo. É preciso que a coragem e a bravura enfrentem a impiedade e a injustiça e que o nosso valor faça arder as lutas, pois só nelas reside a esperança.

Aldo Fornazieri – Professor da Escola de Sociologia e Política (FESPSP).

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

22 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rosely Franco

- 2018-07-27 04:11:41

Somos massacrados e
Somos massacrados e humilhados, voce conhece outro sinônimo que justifica a perversidade que estao praticando no nosso pais? Os poderosos da vez sempre nos deixara com as migalhas que sobrepujam das suas fartas lambança! A maioria hoje já percebeu isso, e se somará a vários outros que quizas ainda tem a mente entorpecida pelos vômitos enganosos da mídia e dos golpistas. #LulaLivreJá! E Presidente. Essa é a certeza dos que já não aceitam ser tolhidos dos seus direitos. É sabem qual é o dever do Estado.

Maria Luisa

- 2018-07-17 07:59:55

Professor Aldo quisera a

Professor Aldo quisera a população brasileira lesse seus artigos, em especial esse de hoje. Quisera tivesse ela consciência da sua condição e de seu estado. Quisera tivesse claro em sua mente que seu Pais encontra-se em pedaços e que as instituições não têm virtudes. Mas a população esta paralisada pela imprensa que diz a ela todos os dias o que ela deve pensar e [não] fazer e assim continuamos na nossa tragica condição de nação sem soberania, de povo sem voz e sem voto.

arkx

- 2018-07-17 00:27:59

A corrupção e os privilégios mantêm Lula preso

-> Os principais postos do Estado sempre foram ocupados, ao longo dos tempos, por gente portadora de mentalidade assassina, predatória, corrupta.

-> Bolsonaro não é um acaso. Ele é filho do golpe, camarada de Moro e de muitos outros juízes, um rebento do PSDB, conviva de empresários, visitante da grande mídia e até tolerado por progressistas.

-> Surgiu daí a conjugação da impotência e do imobilismo: de um lado os enganados humilhados e, o outro, o dos derrotados atordoados.

enquanto isto, Lula em seu último discurso antes de se entregar voluntariamente à PF afirmou: "- Mas eu acredito na Justiça. Numa Justiça justa.".

já o atual Ministro Constitucional da Justiça, Eugênio Aragão, insiste:

"Eu acredito que o Superior Tribunal de Justiça, a hora que tiver a oportunidade de confrontar com os fatos que embasaram essa condenação, quando entrarem no recurso especial, com todas as nulidades praticadas pelo Moro, vão realmente se convencer de que Lula foi vítima de uma atuação 'alternativista' da Justiça."

já o Desembargador Favreto foi exemplar ao demonstrar a total inadequação da estratégia do Lulismo para enfrentar o Golpe de 2016.

atuou dentro dos marcos da legalidade, mas só até o momento em que deveria ter dado o passo à frente e encarado os crimes cometidos por Sérgio Moro, pelos agentes da PF que se negaram a cumprir o alvará de soltura, pelo Desembargador relator e pelo Presidente do TRF-4.

a partir de sua atitude original, aceitar o HC, Favreto não tinha opção, senão pedir a prisão dos que se negaram a cumprí-lo.

só que ao agir assim, deflagraria o que o Lulismo mais teme: a crise institucional - muito embora nela já estejamos atolados desde o Golpeachment.

não é à tôa que o Brasil se encontra em estado de coma profundo.

anotem: com a onda de falências neste segundo semestre, virá também ainda mais depressão e uma epidemia de suicídios.

.

Frederico Firmo

- 2018-07-16 21:56:32

Perfeito Aldo

Muito bom e ao mesmo tempo muito triste. Enquanto o país se esfacela, enquanto os que estão prestes a fugir para Miami  continuam roubando, nosso judiciário, na figura de Aires Britto, vai à televisão  para defender Lauritas , Dodges Moros e cia. Carmem pergunta a Ali Kamel e Lo Prette o que deve fazer. E nossa tv se torna  um jornal policial para continuar minando a já tão atingida moral do brasileiro. O brasileiro nas telinhas se vê apenas como um sitiado por bandidos por todos os lados. Em discursos moralistas vâo perpetrando ataques e mais ataques para justificar quem sabe um aprofundamento do golpe. Os crimes e a violência como a corrupção  apenas criam  a cortina de fumaça, um chamariz no Jornal Nacional, para esconder o roubo  e entrega  do pais. É necessário  reafirmar a todo momento  que o país não tem jeito, para vender baratinho baratinho tudo que se construiu. E assim alimentam e são alimentados por uma classe média que nunca quis pertencer a este país e que bate palma até mesmo para sua própria destruição. Continuam adoradores do Deus Mercado.  Precisam ser lembrados que não existe fuga possível. A não ser para  Parente e companhia, que já se adiantaram e devem fugir do país logo logo. O instrumento egolatra de Curitiba, acha mesmo que tem todo o poder do mundo. Mal sabe que ficará até quando não tiver mais uso.  Nossos juizes vão de prosopopéia em prosopopéia, preparando um retorno que vai ser sangrento, após o recesso. As razões  por trás disto tudo é como diz Aldo, mais uma forma de  perpetuar o poder de predação. Nada tem a ver com justiça, ou com as funções e finalidades da instituição justiça. 

J.Conselheiro

- 2018-07-16 19:26:25

Verdade nua e crua

Meu Deus do céu. Até que enfim alguém disse a verdade nua e crua do país no qual vivemos. O golpe foi como sempre falei liderado por ladrões e criminosos da pior espécie. Bem disse Joesley Batista "o governo federal é composta de uma quadrilha perigosa". Mais o buraco é bem mais embaixo. A maioria esmagadora daqueles que saíram às ruas para pedir a saída de Dilma são farinha do mesmo saco. Uma horda de malfeitores da pior espécie é só verificar. No nordeste então a situação tornou-se muito pior do que já era. Lá os governantes do PMDB DEM PSDB  PP e outros partidos do governo são liderados por corruptos e assassinos sanguinários que vivem explorando e ameaçando de forma covarde o povo sofrido. O mais angusitiante e aterrador é saber que Lula está sob a custódia de gente dessa espécie que  ameaçados não exitarão nem um minuto para liquidá-lo.

João de Paiva

- 2018-07-16 18:39:50

Não perderei meu tempo debatendo com psuedônimos

Se você quer se esconder atrás de psudônimos para desqualificar os que criticamos, de forma fundamentada, o que escrevem e dizem medalhões acadêmicos como Aldo Fornazieri e Wanderley Guilherme, tentando criar polêmicas ou nos desestabilizar, saiba que não perderei meu tempo em debates infrutíferos. Se você lê meus textos e comentários é porque deve ver neles algum valor. Nunca dei bola para "medalhões" ou "vacas sagradas". Qualquer raciocínio ou idéia é passível de questionamento, inclusive os que exponho em comentários e artigos. Para criticar duramente os "medalhões" que citei devo dizer que li centenas de artigos e acompanhei várias entrevistas deles, além de alguns livros.

WGS se gaba - e seus admiradores sustentam essa aura - de que foi ele o 1º cientista a prever, e registrar em livro, a ocorrência do golpe de 1964. Como desde aquela época ele era um estudante ou acadêmico com acesso a informação "privilegiada" (ou seja acessível a pequeníssma parcela da população brasileira da época) esse feito não é tão admirável assim. Você me acusa por quilo que voceê é e faz. Ao agir assim  você revela não possuir aquilo que é necessário a um debate civilizado: argumentos. Estou fora dessa discussão e falsa polêmica que você quer criar comigo e com outros leitores.

AMORAIZA

- 2018-07-16 18:14:23

Genética e colonização

Nossa história política vem demonstrar que "quem sai aos seus não regenera".

 

oraculum

- 2018-07-16 18:13:29

Ofensas

Quem vem desqualificando e ofendendo os analistas críticos ao longo do tempo é você, João de Paiva. Venho lendo os teus posts faz tempo. O teu propósito é exclusivamente sectário e destrutivo.

AMORAIZA

- 2018-07-16 18:11:05

Poder e exercício
 

Melhor comentário!

 

João de Paiva

- 2018-07-16 15:20:19

Você está completamente equivocado, camarada.

Participei de mais de uma dezena de manifestações e enfrentei bombas, cavalaria, cassetetes, canhões d'água, ameaças e outras repressões que descrevi no comentário. Você, ou o autor do artigo, participaram de alguma? Em momento algum justifico imobilismo pois se eu asim pensasse ou agisse, não participaria de nenhuma manifestação ou ato contra o golpe de Estado e o desmonte do Brasil. Você me atribui um adjetivo que mais ajusta a você mesmo, pois quem demonstra ódio e sectarismo não sou eu, mas você e os que me atribuem tal pecha. De onde você tirou essa idéia de que sou presunçoso ou que eu tenha dado a você ou outros premissas para presumirem a presunção que me atribuem? 

Se você tem alguma dignidade e caráter, deve se retratar das agressões que me faz, ao me comparar com um juiz criminoso, como Sérgio Moro. Se você não fizer essa retratação, não é digno sequer de debater com outros leitores do blog e deve se abster de replicar meus comentários.

Quem escreve artigos e os publica está sujeito a críticas. Embora eu seja duro, impedoso, com Aldo Fornazieri, Wanderley Guilherme e outros, nunca fui desrespeitoso com eles e NUNCA lhes atribuí adjetivação pejorativa que não fosse fundamentada e/ou verificada a partir do que eles escrevem ou dizem. Você tem o direito de defender o ponto de vista de Aldo Fornaizieri, mas não o de ofender a mim e a outros leitores. Se você discorda do meu comentário, use argumentos, não adjetivação desabonadora para tentar me desqualificar ou ofender; mostre, com argumentos válidos, que minha análise não é mais adequada. 

oraculum

- 2018-07-16 14:50:56

Mentiroso

Pelo que vejo, você é um mentiroso Humberto Pereira. Aqui está a prova

https://www.youtube.com/watch?v=HUS6iANqq0I

oraculum

- 2018-07-16 14:45:49

Linha coerente do professor

Penso que o professor vem mantendo uma linha coerente, João de Paiva. Como os clássicos do marxismo-leninismo ensinaram, a crítica e a autocrítica são métodos irrecusáveis para quem quer transformar o mundo. Agora, você, João, justifica o imobilismo, a falta de coragem das direções partidárias e sua covardia. Você é um sectário que se move pelo ódio e pela presunção de que sabe muito. Distribui sentenças sobre quem escreve como se você fosse o próprio juiz Sérgio Moro. Moro é juiz absoluto da Lava Jato e você é juiz absoluto para condenar aqueles que escrevem e fazem análises com senso crítico.

jcordeiro

- 2018-07-16 14:15:59

Ser Corrupto Vale a Pena

Nassif: o negócio é ser corrupto. Dá status e vantagens que nenhuma outra classe tem. Se banqueiro, pode encampar outros bancos; se funcionário, tem grande chance de progresso na carreira. Se do Judiciário, nem se fala. Veja no Sul. E ai de quem os contrarie. Viu esse desembargador da Corte de Suplicação dos Pampas? Dona "Charged" tá pedindo a aposentadoria dele, em prol da moralidade dos corruptos (eles têm até Código de Ética).

Um ou outro, aqui e ali, pode até conseguir progredir com outra modalidade vivencial. Mas o corrupto ganha em rapidez, destesa e lucratividade. A grande mídia o venera e idolatra. A Elite, nem se fala. Os maiorais do Judiciário, do Legislativo e do Executivo não querem outro. Dentre a maioria dos empresarios safados e de altas patentes militares o cara vira heroi. Ganha até estatua em praça pública, plano de saude e aposentadoria aos 40 anos de vida.

De tanto ver triunfar os corruptos eu quero mais é ser corrupto...

João de Paiva

- 2018-07-16 14:15:29

Essa reportagem NUNCA foi desmentida

A reportagem citada é mais do que suficiente para que um governo legítimo extinguisse essa polícia política, comprada pelas agências e departamentos de espionagem e investigação dos EUA. A reportagem é de março de 2004. E o que fizeram os governos de Lula e Dilma? Em vez de desmontar e recosntruir essa PF, resolveram fortalecê-la e municiá-la com equipamento, verbas e concurseiros da classe média tucana. O mesmo se deu com o MPF. O resultado? O Golpe de Estado que derrubou Dilma, criminalizou o PT e a Esquerda, desmontou e destruiu o Brasil soberano , condenou e encarcerou, SEM UMA MÍSERA PROVA, o Ex-Presidnte Lula. Haja Síndrome de Estocolmo!

João de Paiva

- 2018-07-16 14:08:15

Quem topa enfrentar bombas, balas, canhões d'água ,cassetetes?

Prezados leitores,

Neste artigo, finalmente, AF não usa de sua verborragia acadêmica para espezinhar o PT e a Esquerda. Será que a dura realiadade e a destruição do Brasil pelos golpistas superaram o orgulho e ressentimento do escriba? Ou será apenas uma estratégia pra não perder alunos e leitores? Certo é que até os liberais e privatistas com algum discernimento - dentre eles Delfim Netto e Bresser Pereira - já perceberam que o único líder político capaz de pacificar e recolocar o Brasil nos trilhos é o Ex-Presidente Lula. NADA, absolutamente NADa do que expressa AF neste artigo é novidade para os leitores deste e de outros blogs não alinhados com o PIG/PPV. 

Clamar ou escrever palavras de ordem, insuflando levante popular é fácil. Difícil é ir às ruas, sabendo que TODO o aparato de força e de repressão está nas mão dos golpistas e que milhares tombarão, mortos, mutilados, metralhados, decapitados, pisoteados, asfixiados por bombas de gás, dilacerados por cães, com as residências destruídas por tanques e blindados, com a pele e cabelos arrancados por cassetetes... Levante ou revolução implicam em farto derramamento de sangue. Quem está disposto a morrer pelo Brasil?

Humberto Pereira

- 2018-07-16 13:54:56

Privilégios e privilégios. O que o público não quer saber.

é diferente quando, camaleônico, Fornazieri dá entrevista na poltrona no JRNews (dessa opinião compartilha um calejadeo militante do PT conhecido meu de Porto Alegre). "Privilégios": por coerência,não só ele,mas os "combativos" deveriam falar nos "privilégios" de mais de 40% dos presos nos presídios em todo o Brrasil. 40% sem sequeer serem julgados, anos a anos. Os demais presos também deveriam ter "privilégios"nas condições materiais, na assistência diversa. Mas esquecemos,não são do nosso time, da nossaa tchurma,não vestem a fantasia de esquerda.São seres humanos e até por egoismo uma reforma prisional aumentaria a probabilidade de ressocialização,e não de fábrica de mais criminosos justamente revoltados. 

NELSON VIANA DOS SANTOS

- 2018-07-16 13:27:54

A CORRUPÇÃO E O PRIVILÉGIO DAS ELITES

Bom dia a todas e todos

Prezado Professor Aldo Fornazieri

Leio seus textos todas as semanas. Creio que esse foi o melhor que li. A melhor análise sobre a situação que aflige nosso pobre país.

É fundamental a perspectiva histórica. Em toda a  história do Brasil, a única vez em que os pobres e miseráveis foram tratados com dignidade foi durante os governos Lula e Dilma, com a lembrança do presidente João Goulart, que por isso foi deposto.

No poder o PT cometeu erros que não foram pequenos. Todavia, o mérito de tentar melhorar a vida dos mais pobres jamais poderá ser negado por ninguém que tenha um mínimo de honestidade. Exatamente por isso Lula está preso. E se mobiliza o Ministério Público, o Judiciário, a Grande Mídia, candidatos fascistas etc. para justificar uma prisão ilegal e imoral. Leis são violadas, a Contituição rasgada, tiros são desferidos, tudo para impedir a volta de Lula ao poder.

E esses verdadeiros parisatas do povo: juízes, promotores, delegados, agentes, quase todos elitistas que apoiariam com alegria a instalação de um regime fascista no Brasil, disso ninguém duvide, são beneficiários da miséria de milhões, figuras sem moral, com as exceções que somente confirmam a regra. Foi sempre assim no Brasil.

Creio que somente uma revolução popular poderia modificar essa situação. Dentro do sistema representativo atual nada mudará. O povo precisa sair a rua, disposto a morrer para acabar com a escravidão disfarçada na qual ainda vivemos.

Parabéns, Prof. aldo.

 

Um abraço e vamos à luta

 

NÉLSON VIANA DOS SANTOS

maria rodrigues

- 2018-07-16 12:38:13

De um lado os enganados

De um lado os enganados humilhados e de outro, os derrotados atordoados. 

Dessa frase podemos extrair o quão profundo foi o golpe. Golpe de mestre. 

Se era a massa maior a encher às ruas e as praças do País em favor da queda de Dilma, enquanto se iludiam com Aécio Neves, podemos deduzir que não foi pouca a decepção dessa gente ao ver o mineiro desmascarado. Essa massa ficou aflita demais ao ver no que deu tantos esforços para derrubar uma presidente e não ter nada que prestasse pra substituí-la. Os índices de pesquisa a mostrar a rejeição de Temer são consequência do golpe, que se não agradam aos progressistas, também não serviram em nada para os ditos coxinhas hoje poderem dizer que estavam certos. Eles, na verdade, estão mais perdidos do cego em tiroteio, e em pior situação que eu, que pelo menos posso abrir a boca e achar tudo que acha Aldo Fornazieri no seu artigo. 

Os derrotados atordoados é a definição que cabe à esquerda. Lula preso é para os seus devotos uma derrota sem tamanho, sobretudo porque falta aos partidos de esquerda uma liderança capaz de agir, de se mover como pede o momento. Mas, estão atordoados, com as mentes obnubiladas, e não enxergam mais nada. Tudo que tem feito a ala dita progressista nada significa para o monstro de tantas mãos e pernas a devorá-la no dia a dia.

É como se só tivesse sobrado pra nós a desesperança, e até mesmo a possibilidade de amanhã termos no comando da nossa Nação um sujeito desprovido de princípios morais e éticos, que não dispensa elogios a estupradores e assassinos, enquanto prega a matança de pessoas de bem, que precisam do mínimo para sobreviver. Seria o mesmo que dizer que se era ruim com Temer, pior ficara. 

 

 

Jorge Leite Pinto

- 2018-07-16 12:38:05

Perfeito. Só a luta e a

Perfeito. Só a luta e a resistência resolvem.

Antero

- 2018-07-16 11:00:15

A pergunta é: mudou alguma coisa


 


Atualizado em 02/01/2016


 

Carlos Costa, que chefiou o FBI no Brasil por quatro anos, fala sobre como os EUA "compraram a Polícia Federal" e como a "ABIN se prostitui...". Uma das contas bancárias secretas utilizadas para receber o mensalão é a de número 284002-2, na agência 3476-2 do Banco do Brasil, em Brasília. O valor do mensalão depende do cargo que o indivíduo ocupa (delegado, etc.), mas em média gira em torno de 800 dólares por mês por cabeça. 



 

Revista CARTA-CAPITAL, Edição 283, de 24/03/2004Transcrição completa A HORA DA AUTÓPSIA Carlos Costa, que chefiou o FBI no Brasil por quatro anos, fala sobre ordens dos Estados Unidos para "monitorar" o País e relata: como os EUA "compraram a Polícia Federal", o terrorismo, o atentado tramado na Tríplice Fronteira, a bomba atômica que planejavam detonar em Washington... E UM SEGUNDA PERGUNTA É: DE ONDE VEM A ORDEM PARA NÃO SOLTAR LULA DE MANEIRA NENHUMA
 

Marly

- 2018-07-16 10:56:16

A verdade que não é divulgada!

Lula preso com a colaboração de parte da Justiça!  Mais especialmente com a " justissa" do Paraná!

Mas nada como ouvir a justiça, quando alia o conhecimento à experiência e imparcialidade!

 

[video:https://youtu.be/aI3zktR_a_0]

Bruno Cabral

- 2018-07-16 10:53:33

O poder da caneta
Dilma e JEC nao souberam usa-lo. Bastava trocar toda a equipe no primeiro vazamento da farsa a jato. E colocar nas chefias, inclusive do PGR, alinhados, ao invés de deixar tudo frouxo. Que justificativa haveria para indicar Fux e Fachin pro stf? Melhor teria sido DeSanctis e Dipp.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador