A parceria não explicada da Cemig com a Andrade Gutierrez

Empresa entrou em negócios desastrosos, que arruinaram seu balanço mas livraram a Andrade Gutierrez de prejuízos certos
 
 

Jornal GGN – A divulgação de um balanço desastroso pela Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) deve-se muito mais a operações ruinosas com a Andrade Gutierrez do que aos efeitos da redução tarifária do final do primeiro governo Dilma Rousseff.

O balanço do terceiro trimestre do ano passado mostrou uma queda de 96% no lucro líquido – que passou de R$ 788,8 milhões no terceiro trimestre de 2013 para penas R$ 29,1 milhões.

Outro dado que chamou a atenção foi o da equivalência patrimonial, negativo em R$ 102,1 milhões contra um resultado positivo de R$ 349,1 milhões no mesmo período do ano anterior.

Ambos os resultados estão diretamente relacionados com operações da Cemig com a empreiteira Andrade Gutierrez – envolvida com a Lava Jato – na hidrelétrica de Santo Antônio, em Rondônia.

Os resultados operacionais

Os resultados operacionais foram satisfatórios. Sempre em relação ao mesmo período do ano anterior, houve crescimento de 8,1% na receita líquida, que foi de R$ 3,83 bilhões. O volume de energia fornecida aos consumidores aumentou 7,7% com aumento médio de 14,76% nas contas residencial, comercial e industrial.

Houve aumento de 22,4% nos custos operacionais, que bateram em R$ 3,42 bilhões, principalmente devido ao gasto maior com a compra de energia de outras geradoras par que revenda, pois a seca impediu que honrasse o contrato de fornecimento com os distribuidores. Os gastos totais foram de R$ 1,78 bilhão, aumento de 22,8%.

Os investimentos em Santo Antônio

A Cemig detinha uma participação de 10% na usina Santo Antônio, em Rondônia, pela qual investira R$ 610 milhões. A usina vinha registrando prejuízos recorrentes.

Leia também:  Escolha de PGR fora da lista tríplice pode tornar MPF 'ingovernável'

Aí, teve início a operação que jogou a Cemig no fundo do poço.

O controle da usina pertence ao fundo FIP Malboure, do qual participvam a Cemig, a Andrade Gutierrez e outros sócios.

No dia 6 de junho, a Cemig adquiriu da Andrade Gutierrez Participações S.A. o equivalente a 83% de sua participação no FIP, ou 12,4% do total do fundo, ao custo de R$ 654 milhões. Os demais cotistas compraram a participação restante por R$ 124 milhões.

O argumento da Cemig é que precisaria investir em Santo Antônio para compensar a devolução de ativos de geração cuja concessão venceu e ela não aceitou renovar.

A operação de Santo Antônio, no entanto, revestiu-se de algumas peculiaridades.

Os interesses cruzados

A Andrade Gutierrez é a maior acionista individual da Cemig, depois do governo de Minas. Controla 33% do capital, possui assento no Conselho de Administração e indica justamente o Diretor de Novos Negócios da empresa

Ela participava da Santo Antônio como investidora e também como construtora, ao lado da Norberto Odebrecht. Em agosto ameaçou paralisar os trabalhos, devido às dificuldades de recebimento pelo trabalho realizado.

Para cobrir as despesas, o Madeira Energia S.A (MESA), consórcio que administra o empreendimento, anunciou uma nova chamada de capital para os acionistas.

Aí montou-se a operação:

1.         No dia 6 de junho, a Cemig adquiriu a parte da Andrade Gutierrez na usina.

2.         No dia 21 de outubro, a Santo Antônio energia convocou Assembleia de Acionistas que aprovou aumento de capital de R$ 1,59 bilhão., a maior parte para honrar dívida com as empreiteiras, que chegava a R$ 700 milhões.

Leia também:  Odeio hipérboles, porque elas empobrecem o discurso, por Wilson Gomes

3.         Além de adquirir a participação da Andrade Gutierrez, a Cemig precisou subscrever o aumento de capital. Sua participação equivale a R$ 3,617 bilhões, ou 17,7% do valor patrimonial da companhia.

4.         A Andrade Gutierrez recebeu pela venda da sua participação como acionista, livrou-se da nova chamada de capital e recebeu os pagamentos atrasados, de seu trabalho na construção da usina.

Tudo não passaria de um negócio de oportunidade, se a Usina Santo Antônio estivesse bem. Atualmente – segundo o jornalista José Antônio Bicalho – ela produz pouco mais da metade da energia prevista. Com isso está sendo obrigada a comprar energia no mercado livre para cumprir seus contratos com as distribuidoras.

A jogada na Guanhães

Operação semelhante foi realizada na Guanhães Energia.

O tema Guanhães voltou ao noticiário graças ao doleiro Alberto Yousseff, que reiterou denúncia do ano passado, de que tinha recebido R$ 4,3 milhões referentes à venda de participação na Guanhães Energia. Afirmou não saber do destino do dinheiro, se para pagamento de propina para funcionários da Cemig ou para políticos.

A operação foi assim:

A Cemig era sócia minoritária (49%) da Guanhães Energia, que está construindo quatro pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) no interior de Minas. Os 51% do controle estavam com a Investminas, do ex-secretário de Assuntos Estratégicos do governo Collor, Paulo Leoni Ramos. As PCHs enfrentaram inúmeros problemas. Estavam planejadas para entrar em operação de outubro de 2013 a fevereiro de 2014 mas ainda não começaram a produzir.

Leia também:  Após acordo com Mercosul, empresário sueco promete cruzada contra produtos brasileiros

No ano passado, a Guanhães registrou prejuízo de R$ 32,7 milhões, devido à contabilização de valor de ativos de R$ 21,5 milhões, decorrentes de problemas técnicos de implantação.

Mesmo assim, em fevereiro de 2012, o Conselho de Administração da Light )na qual a Cemig é sócia majoritária) aprovou a aquisição de 51% da Guanhães pelo montante de R$ 25 milhões. A proposta foi levada à Light pela Cemig.

Em ambos os casos, os sócios são investigados pela Lava Jato.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

30 comentários

  1. Isso eh lavagem de dinheiro

    Isso eh lavagem de dinheiro em uma escala tao grande que eu jamais a havia imaginado…

    • Falando em lavagem de

      Falando em lavagem de dinheiro…

      A Polícia Federal (PF) concluiu nesta terça-feira (1º) dois inquéritos da Operação Lava Jato e indiciou 14 pessoas, entre elas, o ex-ministro José Dirceu, que está preso na carceragem da corporação, em Curitiba, há quase um mês. O ex-ministro foi indiciado pelos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

      Na conclusão dos inquéritos, o delegado da PF Márcio Anselmo afirmou que há “fartos indícios de que Jose Dirceu de Oliveira e Silva e outras pessoas a ele relacionadas  foram beneficiários diretos de valores objeto de desvios no âmbito da Petrobras, apurados na Operação Lava Jato”. A filha de José Dirceu, e o irmão dele, estão na lista de indiciados.

      • Por falar em saudade…digo em PF

        Nos regulamentos internos da PF consta que criticar o governo (por exemplo, usar foto da Dilma como alvo de treinamento de tiros), vazar informações que comprometam investigações da PF é crime e dá demissão e cadeia. José Eduardo Cardozo cochila tanto que qualquer dia alguém vai passar pelo prédio do Ministério de Justiça e ouvir seus roncos. Acorda, Zé!

      • NAO existe chance NENHUMA que

        NAO existe chance NENHUMA que Jose Dirceu estava “lavando dinheiro” nenhum.  Isso eh impossivel.

      • Midiotas de plantão têm verdadeiros orgasmos com máfia tucana
        Já foi para o banheiro com essa reportagem? É bom para aliviar o stress da derrota nas urnas. Quanto ao “farto blablablablablá” não poderia ser diferente vindo de uma PF dominada pela máfia demotucana. São omissos, cúmplices e coniventes com seus comparsas demotucanos, enquanto perseguem seus desafetos e adversários políticos. Mas, com uma platéia de palhaços como você, sempre terão público para aplaudir suas trapaças. Provas, para que? Picaretas!

      • Midiotas de plantão têm verdadeiros orgasmos com máfia tucana
        Já foi para o banheiro com essa reportagem? É bom para aliviar o stress da derrota nas urnas. Quanto ao “farto blablablablablá”, não poderia ser diferente vindo de uma PF dominada pela máfia demotucana. São omissos, cúmplices e coniventes com seus comparsas demotucanos, enquanto perseguem seus desafetos e adversários políticos. Mas, com uma platéia de palhaços como você, sempre terão público para aplaudir suas trapaças. Provas, para que? Picaretas!

  2. Seria privatizada mas não foi…

    Vale lembrar que Cemig quase foi inteiramente privatizada mas por intervenção de Itamar Franco, na época governador de Minas Gerais, o estado de MG manteve o controle da empresa. Aí veio a “gangue” do Aébrio Never que se aproveitou da empresa continuar sob controle do estado para realizar essas operações suspeitas… E ainda tem gente que acredita que o M.C.F.P foi um bom governador…Sob o controle brutal da imprensa vendida de MG só agora vamos descobrindo esses fatos.

  3. O que fará o governo mineiro,

    O que fará o governo mineiro, maior acionista da CEMIG, quanto a isso? O que o prof. Mauro Borges, presidente da CEMIG em a dizer a respeito disso? O que a bancada do PT na Assembleia Legislativa fará? O que o bloco Minas sem Censura, que iria contestar o acordo de 2011 entre a CEMIG e a Andrade, fará? Mas será que Fernando Pimentel fará como Itamar fez com a AES e colocará a Andrade para fora da CEMIG? Essas são as perguntas interessantes. 

  4. quando tem tucano na parada…

    tem complexidade, profissionalização e diversas fases de lavagem

    reparem como lava jato, ao identificar o ponto de partida, deixa de se preocupar com o ponto final

    é no ponto final que acontece a transformação em ganhos lícitos

    eu já desconfiava que alguém ía se aproveitar das medidas do governo, neste setor, para criar um mercado ilegal de energia, assim como já criaram, outros, em outros países e em época de vacas magras, para bebidas e drogas

  5. A própria aquisição dos 33%
    A própria aquisição dos 33% das ações da CEMIG pela AG seguiu uma lógica parecida com essa… com certeza mereceria ter sido investigado…

  6. notem bem, Senhora e senhores…

    como as fases anteriores saltam aos olhos

    e jamais esqueçam que no mensalão os delitos anteriores não existiam

    foram inventados para possibilitar a condenação

  7. tá bom…………………….chega, peregrino, não se atreva

    me atrevo sim: que tal cruzarmos nossos interesses carnais esta noite?

    reponda lá, hoje ainda, ou descruze estas pernocas para sempre

  8. Simplificando o féretro

    Sempre que for noticiado que papéis estão sendo trocados por empresas envolvidas em escândalos, pode-se entender que sócios comprometidos tentam empurrar para as investidas prejuízos futuros no reconhecimento de passivos ou de perdas.

    Isto está ligado à maioridade do capital.

    Simplificando para o entendimento: Se sou sócio majoritário em A, participo majoritáriamente em B, mas tenho ações de C adquiridas por A, porém C está em investigação e em vias de ter que reconhecer judicialmente grande prejuízo, determino via pressão societária que B adquira minhas ações de C. Caso C venha a valer pouco, B arcará com o prejuízo via equivalência patrimonial, sofrerá perda de valor de mercado e então poderei descartá-la da minha carteira de investimentos pelo que ela valer após os ajustes, absorvendo o prejuízo financeiro sem contaminar minha empresa com desmandos administrativos que mandei praticar.

    Preservo A e me preservo de ser investidor na escandalosa C.

    A,B e C podem ser companhias mistas ou sociedades anônimas, tanto faz.

    Nos Estados Unidos isto dá cadeia. Aqui dá colocação premiada para A nos Tops 500 da revista Exame.

  9. E-da-í?!
    Alguém acredita

    E-da-í?!

    Alguém acredita ainda que PF, MP ou Judiciário sejam capazes de mover uma palha contra esses inimputáveis da oposição? Que esses concurseiros com seus salários de 20, 30, 40, 70, 80 mil vão atrás exatamente daqueles que eles invejam?

  10. Se gritar PEGA LADRÃO, avisa ao Aético e à PF demotucana
    Vão investigar as estreitas relações entre a Andrade Gutierres e os governos tucanos? E os “presentes” dados a Aético por essa empreiteira? Tucanos têm permissão para roubar?

  11. Uso do dinheiro do Plano de Previdência dos empregados da Cemig

    A coisa é muito pior.

    Muita gente pensa que é um dinheiro da empresa e ninguém tem nada a ver com isso.

    Raciocínio ilógico, já que a empresa é pública.

    No entanto, a Cemig forçou o Fundo de Pensão, Forluz, a investir nessa canoa furada.

    Ou seja, comprometeu o dinheiro que seus funcionários reservam mensalmente para o futuro.

    Veja a notícia do sindicato da categoria em 23/07/2014:

     Denúncia 

    Notícias

     23/07/2014Na pressão   por Benedito Maia

    Às vésperas da eleição para o governo do Estado, e sob pressão da Andrade Gutierrez (AG) e Cemig, o Conselho Deliberativo da Forluz (entidade que cuida do plano de previdência complementar dos eletricitários) aprovou, na terça-feira (15), a compra de ações da AG na Usina de Santo Antônio. A negociação envolve aporte de 80 milhões do Plano A.

    Inicialmente, a proposta seria utilizar R$ 40 milhões do Plano B e os outros R$ 40 milhões viriam do Plano A. Mas, para isso, a proposta teria que ser aprovada também pelos conselheiros representantes dos participantes.

    Sabendo que a proposta seria rejeitada pelos participantes, a Cemig decidiu então usar a prerrogativa do voto de minerva e aprovou a compra das ações com recursos financeiros exclusivos do Plano A. No plano B não existe voto de minerva em favor da patrocinadora.
    Para o Sindieletro, a imagem da Forluz fica arranhada com essa compra a toque de caixa. É uma negociação nebulosa em fim de mandato da diretoria da patrocinadora. Prevaleceu a pressão exercida pela Andrade Gutierrez e Cemig.

     

        Rua Mucuri, 271 , Bairro Floresta, Belo Horizonte MG, Cep 30.150.190. (31) 3238-5000 cinformacao@sindieletromg.org.br© 2013 Sindieletro-MG – Todos os Direitos ReservadosGerenciar

     

  12. Tucano não precisa explicar

    Tucano não precisa explicar nada, eles nunca são cobrados pelas instituições legalizadas, inclusive pela grande mídia, que se finge de cega, surda e muda para os seus desmandos e roubalheiras.

     

    • R$ 2 milhões

      Adalbertocat,

      Tem novidade sim no Petrolão!!!

      A novidade é que os técnicos do TSE informaram que a candidatura do Senador Carioca, mas eleito por Minas Gerais, Sr. Aébrio Neves, não registrou a propina, digo, a doação de R$ 2 milhões da empreiteira Odebrecht.

      Será que o Gilmar Dantas vai mandar investigar ?!?

  13. CEMIG.

    “A Andrade Gutierrez é a maior acionista individual da Cemig, depois do governo de Minas. Controla 33% do capital, possui assento no Conselho de Administração e indica justamente o Diretor de Novos Negócios da empresa”

    O caso é muito mais complexo.

    Como, os 33%?

    Muito longo!

  14.  
    Da narrativa depreende-se

     

    Da narrativa depreende-se que o negócio foi normal.

    As “peculiaridades” é onde o Nassif enxergou a falcatrua. Mas qual foi a falcatrua?

    Qual o valor da Usina? Não diz. Sem o valor da usina como se pode saber se o negócio foi bom ou não?

    Oras, a AG, assim como as empreiteiras estão atoladas em dívidas devido à Lava-Jato.

    É natural que elas queiram vender suas participações para gerar caixa.

    Ela tinha recebíveis pelos seus trabalhos de empreiteira, e ainda tinha participação como investidora e ela vendeu sua participação e ainda recebeu o que lhe era devido? Qual é o problema?

    O X da questão é que está se dizendo que a situação da Usina é ruim porque está produzindo pouco. Oras, Usina não produz pouco ou muito, ela converte água em energia. Se o Brasil está numa crise hídrica então é natural que produza menos. Aliás TODAS AS USINAS HIDROELÉTRICAS do Brasil estão produzindo menos do que podem, enquanto durar a falta de chuvas.

    Tempestade em meio copo d’agua.

     

    • “Da narrativa depreende-se que o negócio foi normal.”

      Normal igual Pasadena?

      Achei esse da CEMIG menos “normal”, mas tanto faz, né? O que importa é falar da corrupção do PT, e apenas essa.

  15. … Lembrar à ‘coxinhada’

    … Lembrar à ‘coxinhada’ aloprada e hipócrita nativa que a Cemig – junto com a Copasa e o Bemge – está ‘gordona’ no MENSALÃO [arquivado (sic)] da QUADRILHA do DEMoTucano réu confesso **[eduardo] AZARedo!

    *22 anos de Papuda merecida, segundo o procurador geral Rodrigo Janot!

    [No entanto] “Soltos, todos soltos!”

    E – sob a tutela festiva e criminosa do PIG decadente – apontando os dedos IMUNDOS para os inimigos!

     

    É a impunidade,  estúpido!

     

  16. Vem aí novo prejuízo para a CEMIG

    A CEMIG está prestes a assinar um contrato com valor inicial de 42 milhões que prevê o repasse do parque de informática para a empresa ATIVAS. Estudos mostram que por um valor 7 vezes menor a CEMIG faria sua própria modernização com qualidade e eficiência. A ATIVAS teve prejuízo de 26 milhões em 2013 e de 38 milhões em 2014. Fica a pergunta: Quem ganhará com a assinatura deste contrato? Andrade Gutierrez? É certo que para CEMIG este contrato será um novo prejuizo.

  17. EMPREITEIRAS

    Independente do governo, são sempre as mesmas: Andrade Gutierrez, Odebrecht, Mendes Júnior, OAS… O negócio acentuou com o PT porque a divisão do bolo aumentou. 

  18. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome