Bilhões de dólares e uma conta chamada tucano, por Armando Rodrigues Coelho Neto

Bilhões de dólares e uma conta chamada tucano

por Armando Rodrigues Coelho Neto

Aconteceu na década de 90. US$ 124 bilhões saíram do Brasil através das chamadas contas CC5. Há quem diga que, na época, nem as reservas brasileiras em moeda americana chegavam a esse total. O banco usado para a roubalheira foi o Banestado e o ralo era Foz do Iguaçu/PR, cidade onde antes durante ou depois foi trabalhar o tal “Japonês da Federal”, que nada tem a ver com a história.

Também meio antes, durante ou depois – a essa altura pouco importa, aconteceu a CPI dos Precatórios, que desaguou numa tal Operação Macuco da Polícia Federal, que entrou em cena e descobriu que pelo menos US$ 30 bilhões daquela cifra foram remessas ilegais.

Durante as investigações, a Procuradoria da República ia junto aos órgãos oficiais, perguntava uma coisa, respondiam outra. Refazia o pedido e a resposta vinha incompleta. E aí, ela radicalizou: pediu a quebra de sigilo de todas as contas CC-5 do País. Sugiro ao leitor uma visita ao Google para entender melhor essas tais contas.

A PF descobriu que o dinheiro passava por Nova Iorque (EUA), uma roubalheira que apesar de gigante, seria apenas a ponta de um iceberg. Entre os suspeitos estavam empresas financiadoras de campanha, alto empresariado em geral e membros da alta cúpula do governo brasileiro da era Fernando Henrique Cardoso.

O rombo era tamanho que os promotores americanos, abismados com o volume de dinheiro que havia transitado por aquela cidade, quebraram sigilo bancário em Nova Iorque. A equipe da PF foi reconhecida e ganhou a simpatia até do enfadonho e burocrático Banco Central (EUA), além da FBI (Polícia federal americana).

Leia também:  Ciro, um crítico dignificante ou um polemista nato? Por André-Kees Schouten

O mecanismo descoberto era e é um traçado muito bem articulado, de forma que os verdadeiros nomes dos titulares não possam aparecer. Desse modo, num passe-repasse, plataformas financeiras e coisa e tal, os trabalhos para ocultação envolvem ou envolveriam até cinco camadas ocultadoras.

Com esse grau de sofisticação, investigar seria percorrer o complexo caminho inverso, mergulhar nas tais camadas, até que se chegar aos verdadeiros titulares do dinheiro.

Estava tudo tão bom e tão bem protegido, que a prática consolidou-se, e como a corrupção no País é endógena, além de “lubrificar economias” (a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE que o diga!) as ratuínas foram abrindo a guarda. Com impunidade garantida, alguns grandes nomes relaxaram e apareceram por descuido.

Haja descuido! Surgiu até um óbvio – “Tucano” e um aleatório “Serra”. Tão óbvio que deixou perplexo não só o delegado que coordenava o trabalho, mas também os procuradores. Mero ato falho e primário, em tempos de abertura de guarda, de “engavetadores gerais da República. Tempos de gente honrada e das panelas silenciosas, da dita “grande mídia” calada, dos arautos da moralidade hodierna.

Há uma entrevista no Youtube com o delegado federal José Castilho Neto, coordenador da Operação Macuco. Sem fulanizar ou partidarizar, ele reclama da oportunidade aberta e perdida, naquela época, para o enfrentamento da banda podre, seja da política, seja do empresariado. O Cônsul do Brasil, que trabalhava em Nova Iorque, teria dito para as autoridades americanas que a cabeça do delegado Castilho “estava a prêmio”. Só não disse quem seria o pagador, se os protegidos ou os protetores.

Leia também:  Aparelhamento no governo Bolsonaro, por Gregório Duvivier

Castilho foi afastado. E o leitor a essa altura deve estar se perguntando: por que esse saudosismo tanto tempo depois?

Primeiramente para lembrar que a podridão de antes não inocenta ninguém. Mas serve pra provar a hipocrisia dos que hoje posam como arautos da moralidade. Mostra o cinismo dos paneleiros e demonstra com cristalina clareza a postura golpista da dita “grande imprensa”.

Em segundo lugar, para não ter que retornar aos tempos do Brasil Colônia ou da mordaça da ditadura militar, eu simplesmente gostaria de reafirmar que esse caso escabroso, narrado lá em cima, ocorreu na era do impoluto Fernando Henrique Cardoso. Sabe qual emissora de televisão de maior audiência? TV Globo. Sabem quem era o doleiro? Alberto Youssef. Sabem quem era o juiz? Sérgio Moro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

34 comentários

  1. Recordar é viver!

    Armando: Valeu! Conhecia parte da história, porém não sabia que o Meretíssimo Sr Juiz era Sergio “Duce” Moro. Não é à toa que usa frequentemente camisa preta. A História por certo o colocará e em seu devido lugar. Pena que por ser septuagenária não estarei viva para acompanhar sua derrocada. Vejam só onde foi parar Joaquim Barbosa! 

  2. Interessante….o mesmo
    Interessante….o mesmo Moro…o mesmo delator Youssef…o mesmo procurador Fernando Lima….a mesma mídia…o mesmo jogo para acobertar uma bona gente que só rouba no atacado e por isso nunca é investigada pela Justiça    

  3. mais

    No texto: “ocorreu na era do impoluto Fernando Henrique Cardoso. Sabe qual emissora de televisão de maior audiência? TV Globo. Sabem quem era o doleiro? Alberto Youssef. Sabem quem era o juiz? Sérgio Moro.”

    mais: Sabe aonde a mulher do mouro trabalhava? 

    Rememore: http://jornalggn.com.br/noticia/o-que-diferencia-o-caso-banestado-da-operacao-lava-jato

    http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/O-Caso-Banestado-a-Petrobras-e-o-feitico-do-tempo/4/32268

    http://limpinhoecheiroso.com/2015/06/21/sergio-moro-um-juiz-a-servico-da-tv-globo-e-do-psdb/

  4. Uma conta chamada “tucano”

    Todo mundo quer saber que força terrível está por trás do Moro.Esse juiz que trabalha fora da raia,pisa na justiça,não respeita direitos,prende sem provas.E o que é pio,r faz justiça seletiva e partidarizada.

  5. POxa… se aqueles que estão

    POxa… se aqueles que estão a favor do impedimento lessem até o último parágrafo, que é o parágrafo revelador. Entenderiam o que realmente está acontecendo neste país. A não ser que o Moro está planejando uma arapulca para o PSDB desde aquela época… para implementar depois, ele realmente não está do lado do povo brasileiro.

  6. Castilho me mostrou essa conta

    Foi em uma escrivaninha na cozinha da delegacia da PF que conheci Castilho, de onde ele despachava pq não tinha sala. FHC foi cruel. Ao Castilho levantar que Bornhausen era um dos principais beneficiados do esquema, foi enxotado de Brasília. 
    Vi essa e outras contas no dossiê, de capa dura marrom, que Castilho me mostrou. Passamos semanas conversando sobre o assunto, algumas vezes por bilhetes e outras em sua casa para fugirmos dos grampos e sistemas de gravação.
    Castilho precisava da mídia para ressuscitar as investigações, que tinham sido paralisadas por FHC após a revelação dos nomes dos caciques envolvidos no esquema. Mas agora Lula estava eleito e Castilho retornou a Brasília. Conseguiu montar uma força-tarefa que foi aos EUA…e levantou o esquema do Banestado a partir da agência de NY. Mas lá na frente tinha o juiz Sérgio Moro e o aparelhamento deixado pelo governo de FHC.

    • A HISTÓRIA SECRETA DO ESCÂNDALO BANESTADO E A LAVA A JATO

      Empresa de filho de FHC Sr PHC (Paulo Henrique Cardoso) fica sob o mesmo teto de empresas de fachada de Ricardo Sérgio e Verônica Serra

      Autor: Amaury Ribeiro Júnior

       

      ISTO EXPLICA AS CONTAS SECRETAS DESCOBERTAS PELO DELEGADO JOSÉ CASTILHO NETO  NA “OPERAÇÃO MACUCO” E NA “OPERAÇÃO CAYMAN” EM MARÇO DE 1998 ENTRE ELAS A “CONTA TUCANO”, “CONTA MARÍLIA” E A SINISTRA CONTA SECRETA CH J&T COM SALDOS DE HUM BILHÃO DE DÓLARES NAS ILHAS CAYMAN, BAHAMAS, SUÍÇA E PANAMÁ EM NOME DE FAMILIARES DE JOSÉ CHIRICO SERRA E DE FHC (DAVID ZYLBERSZTAJN E PHC -,GENRO E FILHO DE FHC-, E A SINISTRA SRA  VERÔNICA SERRA, ALEXANDRE BOURGEOIS – FILHA E GENRO DE SERRA,  E O CORRUPTO SR RICARDO SÉRGIO DE OLIVEIRA PRIMO DE SERRA) E TAMBÉM OS IMÓVEIS BILIONÁRIOS DE FHC EM PARIS CHAMPS ELISSES NO VALOR DE 37 MILHÕES DE REAIS, O IMÓVEL EM BARCELONA, O APARTAMENTO NO TOWER TRUMP EM NEW YORK,  E OS IMÓVEIS MILIONÁRIOS NA VIEIRA SOUTO NO LEBLON E EM HIGIENÓPOLIS (SÃO PAULO) E A FAZENDA MILIONÁRIA DE FHC EM BURISTIS (MG) OBTIDA DA FAMPILIA DE SERGIO MOTA EM “TROCA DE PROPINAS”  TODOS OBTIDOS DAS PRIVATARIAS ATÉ COM UM MEGA AEROPORTO CONSTRUÍDO PELA ODEBRECHT NA FAZENDA EM BURITIS (MG) LOGO APÓS FHC TER DOADO E ENTREGUE AS SEIS GIGANTESCAS PETROQUÍMICAS DA PETROBRAS (COPENE, BRASKEM, PETROFERTIL, COPESUL, PQU, FAFEN, ETC) PARA O GRUPO TURCO QUATOR E PARA O SINISTRO GRUPO ODEBRECHT O AMIGO PESSOAL DE FHC SR EMÍLIO E=ODEBRECHT.  DESDE 1986 O GRUPO ODEBRECHT ENVOLVIDO EM MUITA CORRUPÇÃO NO GOVERNO SARNEY E NO GOVERNO COLLOR (CONFIRAM NO YOUTUBE “A ODEBRECHT E A MORTE DO GOVERNADOR DO ACRE”  ELES PLANEJARAM ATÉ NA MORTE DO GOVERNADOR DO ACRE EM 17/05/1992 APÓS STER DENUNCIADO O ESQUEMA COLLOR PC FARIAS E O QUADRILHÃO DE TEMER EM 1992, EDMUNDO PINTO FOI MORTO COM TIROS NA CABEÇA NA  HOTEL DELLA VOLPE). ESSE QUADRILHÃO DOS “300 POLÍTICOS LADRÕES E PICARETAS” SÃO OS MESMOS BLINDADOS POR SERGIO MORO NO CASO BANESTADO (1997 A 2002) E NA SUA DERIVADA LAVA A JATO.

       

      O ESPANHOL NESTOR CERVERÓ, O DESPREPARADO SR ROBERTO COSTA – MAIS FEROZ ALIADO DE FHC NOS DESMONTES E PRIVATIZAÇÕES FRAUDULENTAS, O “TERCEIRIZADOR”  TESTA DE FERRO DA SBM SR PEDRO BARUSCO E O CORRUPTO BANQUEIRO FRANCÊS MONSIEUR HENRY PHILLIPE REISCHTULL (FHC TEVE QUE ALTERAR O ESTATUTO PARA NOMEAR O FRANCÊS COMO PRESIDENTE DA PETROBRAS NA ERA FHC CAUSOU MUITA CORRUPÇÃO, INÚMEROS DESASTRES ATÉ A EXPLOSÃO E NAUFRÁGIO DE UMA PLATAFORMA A P-36 QUE AFUNDOU NA BACIA DE CAMPOS EM 15/03/2001), TODOS ESSES “FEROZES ALIADOS NO DESMONTE”  FORAM NOMEADOS POR FHC EM 1995 E 1996  PARA FAZER AS 137 PRIVATARIAS TUCANAS, ENTREGA DE RESERVAS DE PETRÓLEO E RECURSOS NATURAIS E OS “APAGÕES” DO SETOR ELÉTRICO E O “ENCOLHIMENTO E INTERNACIONALIZAÇÃO DA PETROBRAS” EXIGIDOS PELO FMI. SEIS BILHÕES DE AÇÕES PREFERENCIAIS DA EX-ESTATAL PETROBRAS (100% DAS AÇÕES PETR4) FORAM DOADAS POR FHC NO NYSE NA “BACIA DAS ALMAS” EM 10 DE JANEIRO DE 1999, UM PREJUÍZO DE 350 BILHÕES, OS GRINGOS LEVARAM NA MÃO GRANDE O CONTROLE DA MAIOR EMPRESA NACIONAL.

       

      FHC SUPEROU ATÉ CALABAR NO ENTREGUISMO LESA PÁTRIA E NO  PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÃO DE UMA PESADA CORRUPÇÃO NOMEANDO FEROZES ALIADOS NO DESMONTE DO ESTADO NACIONAL. OS LIVROS “FHC, CRISE, DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO”, “A PRIVATARIA TUCANA”, “O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC”, “

       

      FHC realizou no seu desastroso desgoverno marcado por milhares de falcatruas, caos econômico, vinte milhões de desempregados, ajuda aos banqueiros, corrupção, maracutaias, planos secretos, assassinatos políticos, desmontes, fraudulentas privatizações e inúmeros esquemas de corrupção principalmente em Minas Gerais no “Mensalão Tucano” e no Paraná “ESQUEMA DE CORRUPÇÃO O PROPINODUTO BANESTADO”  (privatarias tucanas remuneradas no Banco do Estado do Paraná, com ajuda de Sergio Moro que entre 1997 e 2002 blindou os 300 políticos propinados pelas multinacionais) um antigo sonho declarado no livro “Dependência e Desenvolvimento da América Latina” (uma colcha de retalhos plagiada por FHC de autores americanos) em entregar as riquezas naturais (petróleo e minérios metais nobres) do Brasil para os EUA e mega especuladores internacionais.

      Quando FHC assumiu o ministério das relações exteriores no governo Itamar Franco logo tratou em armar um plano para colocar em prática o DESMONTE DO ESTADO NACIONAL e para fazê-lo FHC tramou uma plano para se eleger usando um “golpe eleitoreiro” levado a cabo pela REDE GLOBO que derrubou o autor do Plano Real ministro da fazenda Rubens Ricupero numa “entrevista emboscada” em meados de 1994, Ricupero caiu por ordens de Roberto Marinho e pasmem, o lesa pátria sr FHC assumiu a “falsa autoria do plano real” para fazer ponte para sua candidatura em novembro de 1994.

      Logo ao iniciar o seu governo FHC, ainda em 1995, FHC iniciou os desmontes, privatarias, esquemas de corrupção e propinodutos  para REMUNERAR POLÍTICOS OBEDIENTES (BANESTADO NO PARANÁ E O  MENSALÃO TUCANO EM MINAS GERAIS e matando os laranjas dos esquemas sra Cristane Aparecida e Sra Mirtes e o policial que investigou os crimes  da DHPP de BH Lucas Gomes Arcanjo morto em  26 de março de 2016) e FHC também cumpriu a risca TODAS a exigências do FMI e do famigerado CONSENSO DE WASHINGTON que ele mesmo ajudou  a elaborar quando foi ministro das relações exteriores de ITAMAR, crime de lesa patroa que FHC criou com ajuda do funcionário do BANCO FIRST CREDIT SUISSE BANK OF BOSTON O CORRUPTO LESA PÁTRIA SR HENRIQUE MEIRELES em WASHINGTON para entregar o Brasil, e com ajuda  do então sinistro funcionário do FMI Sr PEDRO PARENTE que tornou-se O MINISTRO DOS APAGÕES DE FHC EM 1999. Um documento altamente lesivo ao Brasil vazou na mídia no jornal empresarial RR RELATORIO RESERVADO: “PRELIMINARY  IDEAS STEP BY STEP FOR A PRIVATAIZATION MASTER PALN IN BRAZIL OF ELETROBRAS GROUP, TELEBRAS GROUP , VALE DO RIO DOCE GROUP, PETROBRAS & PETROCHEMICAL GROUP AND INFRAREO GROUP – CONFIDENTIAL MEMORANDUM- WASHINGTON DC- APRIL 1993”  O documento recomendou atos contra os interesses do país e a entrega de 137 estatais de distribuição de energia elétrica justificadas pelos “apagões planejados e sabotagens no setor elétrico brasileiro”,  os passos realizados por FHC orientados pelo FMI foram:

      A-     DESMONAR O SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO QUE ERA UMA REFERÊNCIA MUNDIAL, FHC TERIA QUE MUDAR ESSA IMAGEM CRIANDO OS APAGÕES PARA JUSTIFICAR AS PRIVATARIAS TUCANAS DE 38 EMPRESAS DE DISTRIBUIÇÃO NACIONAIS

      B-      RASGAR TODOS OS ACORDOS COLETIVOS DE TRABALHO NA PETRORAS E ELETROBRAS E VALE DO RIO DOCE PARA “PROVOCAR SINDICATROS A GREVES SUICIDAS” E AINDA PERMITIR A NOMEAÇÃO DE FEROZES ALIADOS. FHC MUDOU O ESTATUTO DAS EMPRESAS NACIONAIS PARA NOMEAR ESTRANGEIROS, FHC NOMEOU O DESPREPARADOS SRS DELCIDIO DIO AMARAL (DEPUTADO TUCANO PSDB-MT) E O SR  PAULO ROBERTO COSTA PARA A DIRETORIA DA GASPETRO EM 1995 E 1996, FHC TAMBEM NOMEOU O SINISTRO DIMAS TOLEDO EM FURNAS PARA AJUDAR NOS APAGÕES E NA CRIAÇÃO DO  ESQUEMA DE CORRUPÇÃO CONHECIDO COMO “ESQUEMA DE FURNAS TENDO NO COMANDO DE AECIO NEVES” , FHC NOMEOU EM 1999 O  ESPANHOL SR NESTOR CERVERÓ NA DIRETRORIA  INTERNACIONAL PARA TERCEIRIZAR E ENTREGAR AS AÇÕES NA BOLSA DE NY, NOMEOU O ITALIANO BARUSCO  PARA INICIAR A QUARTEIRIZAÇÃO E OS AFRETAMENTOS E  PASMEM FHC TAMBÉM NOMEOU O BANQUEIRO FRANCÊS DIRETOR DO SINISTRO BANCO PARIBAS PARA A PRESIDÊNCIA DA PETROBRAS, NESSE PERÍODO OCORRERAM GRANDES DESASTRES PELA AÇÃO DE REISCHTULL E O GENRO DE FHC O CORRUPTO SR DAVID ZYLBERSZTAJN

      C-       FHC CONFISCOU TODOS OS MAPAS DE PETRÓLEO DA PETROBRAS E ENTREGOU MILHARES DE MAPAS PARA O CORRUPTO GENRO DAVID ZYLBERSZTAJN QUE OS NEGOCIOU COM AS PETROLÍFERAS ESTRANGEIRA USANDO A EMPRESA “DZ ENERGIA” COMO FACHADA E O ESQUEMA BANESTADO NO PARANÁ TUDO ABAFADO PELO JUIZ SERGIO MORO E CARLOS FERNANDES SANTOS LIMA QUE TINHA A ESPOSA FUNCIONÁRIA DO BANESTADO ELA ATUAOU CO  ALBERTO YOUSSEF NAS LAVAGENS DO PROPINODUTO DAS PRIVATARIAS TUCANAS

      D-     FHC CRIOU UMA MAQUIAVÉLICA “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA” NO STF COM GIMAR MENDES E NA PGR COM GERALDO BRINDEIRO (PRIMO DO VICE SR MARCO MACIEL)  PARA ABAFAR E ENGAVETAR  TODOS OS CRIMES DE CORRUPÇÃO E AS PRIVATARIAS TUCANAS”  NOMEOU UM ADVOGADO TRIBUTÁRIO  NO PARANÁ, QUE FPOI NOMEADO POR UM COLEFIADO VIRANDO UM “JUIZ SEM TOGA, NÃO CONCURSADO”, NO PARANÁ . FHC E JAIME LERNER, GILMAR MENDES E GERALDO BRINDEIRO ESCOLHERAM O SINISTRO SR SERGIO MORO, QUE NEM SEQUER TEM OAB ELE FOI A PEÇA PRINCIPAL NA “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA”! DO EECANDALO BANESTADO. EM MARÇO DE 1999 0O DELEGADO JOSÉ CASTILHO NETO DESCOBROU O ESQUEMA DE CORRUPÇÃO MAIOR DA REPÚBLICA O ESQUE,A BANESTADO E PRENDEU 70 DOLEIROS E INDICIOU 300 POLÍTICOS CORRUPTOS PROPINADOS PELAS MULTINACIONAIS NO BANESTADO. COUBE A SERGIO MORO SOLTAR TODOS OS 70 DOLEIROS E BLINDAR OS S300 DO QUADRILHÃO DAS PRIVATARIAS NO ESQUEMA BANESTADO.

      E-      VINTE ANOS MAIS TARDE O MÊS MO JUIZ  SOBRINHO DE OSVALDO E LIAGDO AOS TUCANOS NO PARANÁ SR SERGIO MORO PLANEJOU E CRIOU A LAVA  JATO. OS TIOS DE SERGIO MORO SÃO OS DONOS DO PARANÁ BANCO, DA REDE GLOBO DO PARANÁ E DO GRUPO J MALUCELLI E TAMBÉ  SÃO OS FUNDADORES DO PARTIDO DOS TUCANOS NO PARANÁ E AINDA SÃO OS SUPLENTES DOS TUCANOS IRMÃOS METRALHA ALVARO DIAS E OSMAR DIAS.   ALVARO DIAS E OSMAR DIAS  USARM O JATO DE ALBERTO YOUSSEF NAS CAMPANHAS  PARA O SENADO  E O DINHEIRO DESVIADO PELO ADVOGADO SÓCIO DE MORO SR LUIZ ANTONIO PAOLICCI QUE FOI MORTO. ALVARO DIAS E OSAMAR DIAS  ELEGERAM SEUS SUPLENTES O SRS HIDELBRANDO MORO, JOEL MALUCELLI E OSVALDO MALUCELLI MORO, OS DONOS DO PARANÁ E PARENTES DE SERGIO MORO.  

      F-      VIDE REPORTAGEM PRAGMATISMO POLÍTICO: DELATOR FERNANDO BAIANO DENUNCIA O FILHO DE FHC EM PESADIO ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NOS CONTRATOS COM AS TERMELÉTRICAS NA ÉPOCA DOS “APAGÕES PLANEJADOS DE FHC”.

      https://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/09/delator-cita-filho-fhc-esquema-corrupcao-petrobras.html

       

      BIBLIOGRAFIA:

      1- LIVRO: “A OUTRA HISTÓRIA DA LAVA JATO”, Paulo Moreira Leite

      2- LIVRO – “FHC, CRISE, DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO- O CAMINHO DAS CONTAS SECRETAS TUCANAS”, 1999, H Fontana

      3- LIVRO “A PRIVATARIA TUCANA”, Amaury Junior

      4- LIVRO ” O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC” Larissa Burtone

      5- LIVRO “A PÁTRIA PEDE SOCORRO” brigadeiro Ivan Frota, 1995

      6- LIVRO: “TARDE DEMAIS PARA ESQUECER- FHC E FMI MONTAM ESQUEMAS DE CORRUPÇÃO E PROPINODUTO “BANESTADO”  PARA PRIVATARIA TUCANA NO PARANÁ”, Benedito C Bonfim, 1995

      7- LIVRO “EL COMPLOT DEL FMI PARA LAS NACCIONES DE IBERO AMERICA” livro cita o mais feroz colaborador do FMI em desmontes: FHC

      8- LIVRO: “FHC, JOSE SERRA, O GENRO DAVID E OS DESASTRES DOS APAGÕES E O NAUFRÁGIO DA P-36”

      9- LIVRO: “PASSANDO A LIMPO A TRAJETÓRIA DE UM FARSANTE”, Pedro C Mello, 1992

      10- YOUTUBE: “BILL CLINTON PASSA SERMÃO EM FHC PELA PESADA CORRUPÇÃO E LAVAGEM DE 125 BILHÕES DE DÓLARES VIA AGÊNCIA BANESTADO DE NEW YORK PARA CONTAS SECRETAS DE POLÍTICOS DEMO TUCANOS NO CARIBE. BANESTADO O PROPINODUTO DAS PRIVATARIAS TUCANAS

      https://www.youtube.com/watch?v=MeAOen8vyiQ

      11- YOUTUBE: “AS OVERDOSES DE AÉCIO, O TRÁFICO DE DROGAS E CONTRABANDO DE NIÓBIO” depoimento do jornalista Amaury Carone na comissão de direitos humanos ele revelOu como foi preso e torturado após denunciar Aécio Neves e Perrela no tráfico de drogas – caso HELICOCA abafado pelo juiz tucano mineiro sr Joaquim Barbosa que devolveu a aeronave e pasmem arquivou os dois assassinatos no mensalão tucano em Minas Gerais em troca de um imóvel milionário em Miami, Barbosa arquivou o Mensalão Tucano e as queimas de arquivos que envolveram Aécio, Azeredo, Nárcio Rodrigues, Clésio de Andrade, José Perrela e Walfrido de Mares Guia em dois assassinatos políticos em BH e mais recentemente na morte do policial Lucas Gomes Arcanjo que denunciou Aécio e a cúpula do quadrilhão. 

      12-YOUTUBE: ROBERTO REQUIÃO RELEMBRA EM DISCURSO NO DIA 30/09/2015 O ESCÂNDALO BANESTADO, O MAIOR CRIME DE CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DA REPÚBLICA QUE ENVOLVE OS MESMOS 70 DOLEIROS, OS MESMOS 300 POLÍTICOS E OS MESMOS JUIZES E OS MESMOS PROCURADORES DA LAVA JATO.

      13- YOUTUBE: “PRIVATARIAS GERARAM PREJUIZOS DE 15 TRILHÕES DE DÓLARES E PROPINAS DE 125 BILHÕES US4 NO ESQUEMA BANESTADO”, Café na política, autor P Moreno.

      14_ YOUTUBE: “CIA TREINOU SERGIO MORO EM 2009 PARA O GOLPE PARLAMENTAR E  JUDICIÁRIO, FAZER DESMONTES E ENTREGAR O PRESAL”

      15- WIKILEAKS: O CASO DA URGÊNCIA DA PEC-131 CIA E EMBAIXADA AMERICANA E PETROLÍFERAS AMERICANAS EXIGEM URGÊNCIA PARA VOTAR A ENTREGA DO PRESAL:  “E-MAILS DE JOSÉ CHIRICO SERRA VAZARAM: SERRA PARA CHEVRON E EMBAIXADA AMERICANA: “CALMA, APÓS A DERRUBADA DO GOVERNO VAMOS ENTREGAR O PRESAL” Agora Serra e Sergio Moro receberão as propinas pelo desmonte e pela entrega do presal.

      15- EX-ADVOGADO DA ODEBRECHT  TACLA DURAN ENTREGA PROVAS DE DEPÓSITO MILIONÁRIO DA ODEBRECHT EXIGIDO POR SERGIO MORO EM CONTA DA SRA ROSÂNGELA WOLFF QUADROS  MORO: QUATROCENTOS MILHÕES DE REAIS VIA APAE NO PARANÁ PARA BLINDAR OS NEGÓCIOS E EXECUTIVOS DA ODEBRECHT.

      16- YOUTUBE: “A ODEBRECHT O QUADRILHÃO  DOS ANÕES DO CONGRESSO E O ASSASSINATO DO JOVEM GOVERNADOR DO ACRE E A CPI ESQUEMA COLLOR PC FARIAS”

      O VAGABUNDO SR PHC (PAULO HENRIQUE CARDOSO), FILHO DO CORRUPTO CROCODILO CAIMÃO SR FHC TEM NEGÓCIOS BILIONÁRIOS NO PANAMÁ (PANAMÁ PAPERS NO ESQUEMA “MOSSAK FONSECA” E HUM BILHÃO DE REAIS EM CONTAS SECRETAS DENOMINADAS  “CONTA TUCANO”, “CONTA MARÍLIA” E “CONTA CH J&T”  NAS ILHAS CAYMAN E BAHAMAS COMO MOSTRAM MUITOS LIVROS SOBRE AS “PRIVATARIAS TUCANAS” E O LIVRO “FHC, CRISE, DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO”, “O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC” E “O OUTRO LADO DA LAVA JATO”, TODOS MOSTRAM COMO FHC MONTOU EM 1995 UMA COMPLEXA “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA” NO STF E NO JUDICIÁRIO DO PARANÁ PARA ABAFAR O MAIOR ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DA REPÚBLICA O “BANESTADO” QUE FOI O PROPINODUTO DAS PRIVATARIAS TUCANAS E TEVE UM ADVOGADO TRIBUTÁRIO COMO MAIOR BLINDADOR DOS TUCANOS O SR SERGIO MORO QUE NEM SEQUER TEM OAB E NÃO É JUIZ UM CONCURSADO SEM TOGA. MORO BLINDOU OS 300 POLÍTICOS E OS 70 DOLEIROS INVESTIGADOS NO PARANÁ NA “OPERAÇÃO MACUCO” 

      Empresa de filho de FHC fica sob o mesmo teto de empresas de fachada de Ricardo Sérgio e Veronica Serra

      O filho de Fernando Henrique, Paulo Henrique Cardoso, é dono de 98,6% das ações da Radio Holdings AS, que tem um capital social de 10 mil reais. Recentemente esta “pequena” empresa fez uma estranha aquisição milionária. Comprou por R$ 2,98 milhões – 300 vezes seu capital social – a Rádio Itapema FM, que pertenceu ao grupo Manchete e ao RBS. O negócio fez de Paulo Henrique sócio majoritário (provável laranja) da Walt Disney Company, sob o nome de ABC Venture Corp, localizada no endereço nos estúdios de Burbank, na Califórnia.

      Além disso, a empresa de Paulo Henrique Cardoso “hospeda-se” dentro de outra, uma espécie de arapuca “guarda-chuva”, de nome Citco Corporate Serviços Limitada, com sede na região central de São Paulo, segundo relata o blog do deputado Brizola Neto. Não há funcionários na empresa do filho de FHC. Se a chamada “mídia investigativa”, tão zelosa nas investigações de parentes e assessores de presidentes e ex-presidentes, alguma vez investigasse os tucanos, concluiria que a empresa do Paulo Henrique Cardoso é uma empresa fantasma. Se eles quisessem fazer “reportagens” sobre uma típica “empresa laranja”, com filmagens de uma sede sem nenhum funcionário, era só ir ao 14º andar do número 98 da Av. Bernardino de Campos e procurar os diretores e funcionários da Radio Holdings.

      A Citco Corporate, onde fica hospedada a empresa de PHC, é dirigida pelo senhor José Tavares de Lucena, que por sua vez é representante plenipotenciário da Citco Corporate Services, situada no 26° andar do número 701 da Brickell Avenue, em Miami, Flórida. A Citco do Brasil é também a sede, além da empresa do filho de FHC, de inúmeras outras empresas virtuais. O senhor José Tavares Lucena “administra” várias empresas ao mesmo tempo dedicadas a vários tipos de negócios. Negócios imobiliários (a Select Brasil Investimentos), de telecomunicações (BBT do Brasil), informática (Torex International Sistemas de Informática), de embalagens (Dixie Toga) e muitas outras. Ele é ajudado por um contador, Jobelino Vitoriano Locateli, ambos com múltiplas tarefas de representar oficialmente dezenas de empresas, inclusive também instituições de grande porte, como o JP Morgan e Citibank.

      Por coincidência, o livro “Privataria Tucana”, lançado recentemente pelo jornalista Amaury Ribeiro Jr, mostra que as empresas de fachada offshore de Ricardo Sérgio Oliveira, Verônica Serra e seu marido Alexandre Bourgeois foram abrigadas na mesma Citco, só que não a mesma onde fica a do filho de FHC. Eles foram diretamente para a matriz no Citco Building, edifício-sede de um grupo de companhias que, além das Ilhas Virgens, onde se situa, se espalha pelos ancoradouros piratas de Aruba, Curaçao, Bahamas, Ilhas Cayman, Barbados e outras.

      Ricardo Sergio mantinha há muitos anos empresas “offshore” em paraísos fiscais. O livro de Amaury mostra que na mesma ilha e no mesmo endereço (um escritório no Citco Building), onde Ricardo Sérgio tinha suas empresas offshores, o genro de Serra, Alexandre Bourgeois, abriu outras duas empresas offshores, logo depois das privatizações de FHC: a Vex Capital e a IConexa Inc. No mesmo endereço, ficava ainda a Decidir.com – empresa criada (originalmente com sede na Flórida) por Verônica Dantas (irmã do banqueiro Daniel Dantas) e Verônica Serra (filha do ex-governador José Serra). A filha de Serra atualmente é ré e responde processo aberto pela quebra, por sua empresa, a Decidir.com, de sigilo bancário de mais de 60 milhões de pessoas.

      As negociatas de Ricardo Sérgio e Verônica Serra, segundo o livro de Amauri, foram feitas a partir da sede da Citco B.V.I. Limited, em Tortola. Tortola é uma das maiores ilhas da dependência do Reino Unido nas Caraíbas, as Ilhas Virgens Britânicas. Era de lá que eles internalizavam os milhões de reais para o Brasil.

      O livro de Amauri traz também documentos que provam depósitos de uma empresa de Carlos Jereissati, participante do consórcio que arrematou a Tele Norte Leste, antiga Telemar, hoje OI, na conta de uma empresa de Ricardo Sérgio nas Ilhas Virgens Britânicas. Também revela que o primo de José Serra, Gregório Marin Preciado, movimentou 2,5 bilhões de dólares por meio de outra conta do mesmo Ricardo Sérgio. Segundo o livro, o ex-tesoureiro de Serra tirou ou internou no Brasil, em seu nome, cerca de 20 milhões de dólares em três anos.

      Ricardo Sérgio foi um dos principais operadores nas privatizações promovidas por Fernando Henrique Cardoso, especialmente nos casos da Companhia Vale do Rio Doce e do sistema Telebrás, duas das maiores negociatas do mundo. Em 1998, no episódio conhecido como “Grampo do BNDES”, Ricardo Sérgio foi flagrado confessando como agiam ao armar os negócios para o leilão das teles: “no limite da irresponsabilidade”, disse. Ricardo Sérgio foi caixa das campanhas de José Serra (1990 a 1996) e de Fernando Henrique (1994 e 1998).
        

  7. CC5 movimentaram US$ 124 bilhões em dez anos

    CC5 movimentaram US$ 124 bilhões em dez anos

    A remessa de recursos para o exterior por meio de contas CC5 a partir do Brasil se transformou, segundo o delegado da Polícia Federal José Castilho Neto, em uma “lavanderia de dinheiro mundial”. O delegado, que investigou o caso nos Estados Unidos, disse ontem durante depoimento à CPI do Banestado que em um período inferior a 10 anos, a partir da década de 90, foram movimentados US$ 124 bilhões por meio dessas contas, a maior parte de forma irregular.

    Por considerar que o crime financeiro serve como base para toda a criminalidade, Castilho saudou a criação da comissão parlamentar de inquérito que, bem conduzida, na sua opinião, será “a CPI das CPIs” porque terá condições de levantar provas documentais inclusive para as CPIs anteriores que detectaram a lavagem de dinheiro.

    Ele ofereceu à comissão o relatório da Operação Macuco, que investigou o caso e foi entregue em 2002 à direção da Polícia Federal. O delegado disse suspeitar que o relatório sequer foi lido, já que, nele, declarou, estão identificados os graves problemas e as soluções para combatê-los.

    Além do relatório, Castilho disse que, nas duas vezes em que esteve em Nova York para investigar as contas da agência do Banestado, obteve colaboração das autoridades locais, conseguiu a quebra do sigilo bancário e teve acesso a um banco de dados sem precedentes que mapeia a movimentação fraudulenta de bilhões de dólares.

     

    “Esse banco de dados é um grande golpe no crime organizado no Brasil. Ele dá acesso a toda a bandalheira que sabemos que acontece nesse país”, declarou.

    Para o delegado, o cruzamento das informações desse banco de dados vai permitir que se monte uma base documental sólida capaz de produzir provas contra criminosos, principalmente ligados à corrupção pública. Ele pediu agilidade na CPI, pois os caminhos para as investigações estão abertos. “As autoridades americanas estão à disposição, investigando brasileiros. Estamos perdendo tempo”, alertou.

    Serra

    O nome do ex-senador José Serra (PSDB) chegou a ser mencionado em reunião reservada na CPI mista do Banestado com o delegado federal José Castilho Neto. A comissão investiga a remessa ilegal de dinheiro para o exterior por meio das contas CC5. Segundo a senadora Ideli Salvati (PT-SC), os nomes mencionados por Castilho na reunião já foram divulgados pela imprensa, mas ainda não há provas que confirmem a participação dessa pessoas no caso.

    “A única maneira de comprovar qual José Serra é fazer o recrutamento da conta. Não tem nenhuma prova, a priori, de que seja o ex-senador, nem de que seja aquele Serra que já apareceu na imprensa”, disse. Já o deputado Paulo Kobaishi (PSDB-SP) acredita que não há elementos suficientes que comprovem a chamada “operação abafa”, que impedia as investigações no caso Banestado.

    Castilho Neto critica investigações

    O delegado da Polícia Federal José Castilho Neto se disse indignado com o que chamou de “operação abafa” para evitar a investigação da má utilização das contas CC5 e a lavagem de dinheiro. Enquanto esteve no caso, segundo seu próprio relato, Castilho disse que enfrentou todo tipo de dificuldades na tentativa de produzir provas contra os responsáveis pela evasão de divisas. “Foi uma atitude covarde e oculta”, declarou o delegado, que foi afastado das investigações pela direção da Polícia Federal em duas oportunidades.

    O delegado criticou ainda a forma como o Ministério Público e a Polícia Federal conduzem as investigações sobre lavagem de dinheiro. Para ele, os inquéritos se arrastam por muito tempo sob justificativas menores, como a impossibilidade de um agente público receber diárias de manutenção por mais de três meses. Assim, Castilho acredita que perde-se o princípio de oportunidade para a produção de provas, o que faz com que crimes financeiros cometidos em 1996 e 1997 já tenham prescrevido do ponto de vista fiscal.

    “Jogamos no lixo o princípio da oportunidade. O princípio da oportunidade significa que, ocorrido um crime, é preciso agir rapidamente para estancá-lo, caso contrário as provas se diluirão. O tempo corre contra as investigações. A PF não pode comer mosca em uma situação dessas. Quem é polícia sabe bem disso”, reclamou.

    Relator cobra explicação

    O relator da CPI do Banestado, deputado José Mentor (PT-SP), solicitou do delegado da Polícia Federal José Castilho Neto detalhes sobre as dificuldades que encontrou para conduzir as investigações a respeito da evasão de divisas por meio de contas CC5. Para o relator, a CPI precisa responsabilizar as pessoas que, segundo Castilho, tentaram abafar o esclarecimento do esquema de lavagem de dinheiro.

    José Castilho disse durante o depoimento na CPI que a “operação abafa” teve por finalidade parar as investigações que estavam em andamento desde 1997. Mas não revelou quem teria dado as ordens, apesar de estranhar que as “graves denúncias” por ele levantadas “não tenham empolgado a direção da Polícia Federal”.

    O delegado afirmou que a operação teria ficado clara quando o procurador Alexandre Porciúncula pediu o afastamento dele do caso, aceito pela direção da Polícia Federal, no primeiro semestre de 2002, quando resolveu instaurar três mil inquéritos para apurar a ilegalidade de supostas contas CC5. Já nessa época, observou, existiam indícios de que cerca de US$ 30 bilhões teriam sido transferidos irregularmente para o exterior, principalmente por meio da agência do banco Banestado de Foz do Iguaçu.

    José Castilho Neto estranhou que, após o seu afastamento do caso, “as investigações tenham sido paralisadas”, só retomando, conforme informou, em janeiro de 2003, quando ele assumiu de novo o comando das investigações em Nova York. Ele reclamou da ausência de apoio técnico e financeiro para que conduzisse com rigor as investigações.

    O delegado estranhou também que o Ministério Público não tenha aberto um inquérito disciplinar contra ele, considerado praxe toda vez que ocorre o afastamento do titular de uma investigação. Ele classificou a ausência da instauração do inquérito de “falta grave”. Mas reconheceu, em resposta ao deputado José Mentor, relator da CPI, “que é normal haver rodízio entre os delegados. Castilho admitiu, também, a dificuldade na apuração dos nomes vinculados a contas CC5, bem como ao fluxo de dinheiro, “já que narcotraficantes, empresários desonestos e até políticos usam empresas off-shore”.

    Argumentos são “frágeis”

    Brasília (AE) – O deputado federal Paulo Bernardo (PT) criticou e qualificou de “perigoso” o delegado da Polícia Federal José Castilho Neto. Segundo Bernardo, as declarações feitas à CPI pelo policial federal em nada ajudam as investigações. Castilho Neto é um dos principais autores das denúncias de que o dinheiro passou por um processo de “lavagem” no estrangeiro. Paulo Bernardo afirmou, ao sair da sessão fechada, que Castilho é “frágil” nas argumentações e que as informações do delegado não passam de dados já divulgados pela imprensa.

    Senadora decide convocar Maluf

    A senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) apresentou durante reunião da CPI do Banestado, requerimentos de convocação do ex-governador Paulo Maluf, da esposa do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta, Nicéia Camargo, e de outras pessoas que, segundo a senadora, estão sendo citadas pela imprensa como possíveis envolvidas em ocorrências de evasão de divisas.

    Outro requerimento apresentado à CPI é de convite ao secretário da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em 1995, Dom Raimundo Damasceno, e seus auxiliares, para falar sobre o levantamento realizado naquele ano pela entidade sobre as contas CC5.

    —————————————————

    Fonte: Paraná Online

    URL: http://www.parana-online.com.br/editoria/pais/news/54884/

  8. Enquanto isso…

    Ninguém do MP paranaense nem o Moro mexem na p… do caso Banestado.

    Ninguém quer levantar a o tapete da sujeira dos amigos.

    A complacência com a rouablheira tucana e a justiça pela metade com que Moro et caterva conduzem a LJ, condenando quem se envolva com o PT ou quem não representa o tucanato, é a mais pura demonstração da vileza do judiciário partidarizado.

    Moro, devolva a toga e se filie ao PSDB. É a sua cara.

  9. Codename

    Sempre claro e límpido. e até arranjei um codenome para seus textos… CRISTAL CLEAR…

     

    Armando, como já dissemos um ao outro pessoalmente, de que… Saber certas coisas às vezes nos angustia, mas de certas formas poder exercitar a cidadania e o dever cívico como você vem fazendo, significa uma LUZ enorme não somente para os que você conhece, mas que isso tem sido para a NAÇÃO chamada Brasil … que por hora não passa da AINDA da tal chamada Terras de Brasilis. Vejo simples e claramente que conseguiu um oportunidade de reconstruir a real e verdadeira HISTÓRIA do Brasil.

     

    TAMU JUNTO !!!!!!!!!

  10. Codename

    Sempre claro e límpido. e até arranjei um codenome para seus textos… CRISTAL CLEAR…

     

    Armando, como já dissemos um ao outro pessoalmente, de que… Saber certas coisas às vezes nos angustia, mas de certas formas poder exercitar a cidadania e o dever cívico como você vem fazendo, significa uma LUZ enorme não somente para os que você conhece, mas que isso tem sido para a NAÇÃO chamada Brasil … que por hora não passa da AINDA da tal chamada Terras de Brasilis. Vejo simples e claramente que conseguiu um oportunidade de reconstruir a real e verdadeira HISTÓRIA do Brasil.

     

    TAMU JUNTO !!!!!!!!!

  11. Cintra Bleuter, é possível

    Cintra Bleuter, é possível divulgar no Face estes dados. Já vi o video do Requião, mas não tinha tantas fontes. 

  12. Só quero saber quando teremos

    Só quero saber quando teremos um MPF, uma PF e um judiciário de verdade no Brasil, disposto a combater de verdade a corrupção e não se venderem. Quando investigarão a privataria tucana das privatizações, BANESTADO, PROER, CBMM do niõbio de Araxá, Mensalão Tucano, a atuação de Oswaldo Borges da Costa Filho no governo do Estado de MG, seu sócio Clemente Faria filho do padatro de Aécio, apartamentos e bens de FHC, bens das familias Sarneys, Magalhães, Calheiros, Collor, Vasconcelos, Barbalhos, Neves e tantos outros, sonegação e roubo das maiores empresas do país, quando veremos Cunha na cadeia? Jamais veremos combate a corrupção com esse MP, PF e judiciário vendidos as corrupção. Se quisessem combater a corrupção, já o teriam feito. São ladrões que nos roubam a decadas e apadrinhados pelo 3o poder desse país!!!

  13. pois é, esses caras de hoje

    pois é, esses caras de hoje da

    lava-jato são os falaciosos  hermeneutas da falsa moralidade…

    posando de heróis da escunalha tucana e golpísta…

    da escória  escravagista colonial…

  14. 3 ESCÂNDALOS:

    1º– O escândalo do Banestado. Na ação que se seguiu foi firmado o 1º acordo de delação do doleiro Yussef com o juiz Moro. Tinha um ninho cheio de tucanos que revoaram. O STF invalidou várias provas. Foi apurado à época (1992 a 2002) um desvio de U$ 124 bilhões, que no câmbio de hoje daria quase meio trilhão de reais.” (in.: http://blogs.odiario.com/messiasmendes/2015/11/18/a-operacao-macuco-escandalo-banestado-e-a-falsa-indignacao-de-uma-pa-de-gente-hipocrita/)

    – O Caso Concorde, inquérito distribuído ao juiz Sérgio Moro desde dezembro de 2012 pela ministra relatora Rosa Weber e que pega o Senador do PSDB Cássio Cunha lima, que agora é defensor da “moralidade pública”. “Diferentemente da ‘celeridade’ que pauta a Lava Jato, Moro não dispensou a mesma conduta e o processo contra Cássio está parado”.(in.: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/08/o-passado-sombrio-cassio-cunha-lima-paladino-da-moral.html)

    3º– A Lista de Furnas, que o Janot não quer investigar e que a justícia federal havia remetido para a Polícia Civil do Rio de Janeiro em 2013. Só agora indiciaram o Roberto Jefferson e outros 6 cujos nomes nem foram divulgados pela imprensa. Na Lista constam Aécio, Serra e Alckimin! O doleiro Youssef, em seu 2º acordo de delação com o Moro, desta vez na Lava Jato, cita Aécio:

    “Janot mandou arquivar denúncia do Yussef na Lava jato envolvendo Aécio em Furnas.

    Janot alegou serem insuficientes as informações fornecidas pelo doleiro Alberto Youssef.  A justificativa principal: os dois citados por Youssef – o ex-deputado José Janene  e empresário Airton Daré tinham morrido– e não poderiam confirmá-las.” (in.: http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2016/01/janot-e-o-desafio-de-denunciar-ou-nao-aecio-por-recebimento-de-propina-6672.html/)

    “Jefferson confirmou que recebeu o valor atribuído a ele na Lista de Furnas; Nilton Monteiro confirmou que a Bauruense, citada pelo doleiro Yousseff, fazia parte do esquema; Airton Daré, sócio da Bauruense, teve mais de um milhão de reais em dinheiro vivo apreendidos em casa(…)

    (..) O fato é que existe, sim, um inquérito envolvendo a Bauruense, que resultou em denúncia feita pela promotora Andréa Bayão Pereira, em 25 de janeiro de 2012 (íntegra no pé do post).

    O juiz Roberto Dantes Schuman de Paula não acatou a denúncia por considerar que não era da competência da Justiça Federal e remeteu o caso à Justiça Estadual do Rio de Janeiro.” (in.: http://www.viomundo.com.br/denuncias/ao-livrar-aecio-neves-de-inquerito-janot-desconheceu-denuncia-de-promotora-sobre-lista-de-furnas.html)

    Só que, como bem alertou o jornalista Luiz Carlos Azenha, ao livrar Aécio Neves, Janot desconheceu a denúncia feita em 25 de janeiro de 2012  pela promotora da Lista de Furnas.

    A promotora é a procuradora Andréa Bayão Pereira, atualmente está no Ministério Público Federal, em Brasília. Ou seja, trabalha com Janot.

    Diante da decisão de Janot por ‘provas insuficientes’, em 31 de março de 2015, Rogério Correia e os deputados federais do PT Padre João (MG), Adelmo Leão (MG), Pedro Uczai (SC) e Fernando Marroni (RS) foram novamente à Procuradoria-Geral da República, em Brasília. Dessa vez, foram recebidos pelo próprio PGR.

    Rogério Correia registrou:

    ‘Entregamos ao Dr. Janot as provas para abertura do inquérito contra Aécio Neves sobre o caso Lista de Furnas. O Procurador-Geral se comprometeu a fazer o estudo das provas apresentadas e estranhou o fato de que o processo da Lista de Furnas só tenha chegado à PGR agora, a partir de nossa intervenção.’

    Em um PS do Viomundo, Azenha observou:

    Estranho. Afinal, no início de 2014, os deputados estiveram pela primeira vez no gabinete de Janot, entregando os documentos referentes ao envolvimento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) na Lista de Furnas. Partindo do princípio de que o procurador-geral falou a verdade, o que aconteceu com eles? Foram para o lixo? Alguém os “guardou”? Estranho. Muito estranho.

    Da segunda ida dos deputados do PT ao Rodrigo Janot à denúncia de Rubens Valente se passaram nove meses. E Janot, ao menos pelo que se sabe, não tomou nenhuma medida.

    ‘Se agora, com a delação dos R$ 300 mil da UTC, o doutor Janot não abrir urgentemente inquérito contra o Aécio, o Ministério Público Federal pode fechar a porta”, afirma Correia. “Ficará comprovado o que se denuncia há tempos. O MP tem lado, age ideologicamente, o que inconcebível a quem atua nesse setor.’” (in.: http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2016/01/janot-e-o-desafio-de-denunciar-ou-nao-aecio-por-recebimento-de-propina-6672.html/)

    O Estado de São Paulo noticiou o arquivamento da denúncia: …“Congressistas do PSDB disseram ao Estado que um deputado do partido com interlocução no Ministério Público chegou a procurar Janot quando surgiram rumores sobre a citação do nome do tucano pelo doleiro. Em uma conversa descrita como dura, o procurador teria sido lembrado que uma denúncia vazia demonstraria apenas a intenção de envolver a oposição no esquema comandado por PT, PMDB e PP. Janot também ouviu que Aécio teve 53 milhões de votos nas últimas eleições e que o partido não aceitaria a ‘politização’ da denúncia. A assessoria de Janot não respondeu a questionamentos da reportagem sobre a suposta conversa a respeito de Aécio.” In.: (http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,janot-pede-arquivamento-de-inquerito-contra-aecio-citado-por-youssef,1644427)

  15. Eu quero saber quem vai pagar a conta.

    @desMOROnou

     

    A novela palhaçada encenada durante já dois anos paralisou o país, quebrou milhares de empresas, gerou milhões de pais de família desempregados e, pelas flagrantes e escandalosas ilegalidades, caminha inexorável para a declaração de nulidade legal. Ou seja, legalmente, não vale nada, mas os objetivos políticos persequidos já foram alcançados. A pergunda é:

    QUEM VAI PAGAR A CONTA?

    • LIVRO “QUEM PAGOU A CONTA” A HISTÓRIA SECRETA DE FHC CORRUPÇÃO
       O LIVRO “QUEM PAGOU A CONTA” DE SEBASTIÃO NERY  REVELA OS BASTIDORES DO QUADRILHÃO ESSA ORGANIZAÇÃO CRIMONOSA DE 300 POLÍTICOS LESA PÁTRIAS. ENTENDAM OS SEGREDOS DO QUADRILHÃO DE TEMER, FHC, SERRA, MEIRELLES E OUTROS 300 POLÍTICOS PICARETAS E VIRA LATAS REMUNERADOS PELAS MULTINACIONAIS E PETROLÍFERAS PARA SAQUEAR O BRASIL DESDE 1990 PESQUISEM NO GOOGLE OS SEGREDOS DAS PRIVATARIAS QUE TIVERAM NO PARANÁ UM PROPINODUTO AFABADO POR SERGIO “MORRO” , ESQUEMA FOI CRIADO EM 1995 (ESQUEMA BANESTADO CAPTOU 125 BILHÕES EM PROPINAS DAS MULTINACIONAIS) TEVE A BLINDAGEM JUDICIÁRIA NA “TEIA DE PROTEÇÃO TUCANA NO JUDICIÁRIO” E VEJAM O QUE RELATAM OS SITES INTERNACIONAIS AS SINISTRAS “CONTA TUCANO”, “CONTA CH J&T”  E “CONTA MARÍLIA” EM NOME DE FAMILIARES DE FHC, SERRA, MEIRELLES, MICHEL TEMER E EDUARDO CUNHA,  E ENTENDAM COMO FOI PLANTADA A “SEMENTE DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC”  AS RAÍZES DA CORRUPÇÃO E ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA NO BRASIL ENRAIZADA NA DÉCADA DE 1990, OS PLANOS DA CIA E DAS MULTINACIONAIS MINERADORAS E PETROLÍFERAS ANGLO AMERICANAS PARA REMUNERAR UM QUADRILHÃO DE 300 POLÍTICOS CORRUPTOS  E A SINISTRA HISTÓRIA SECRETA DA LAVA A JATO E DO ESCÂNDALO BANESTADO , UM DOS SEGREDOS MAIS BEM GUARDADOS DA REDE GLOBO E DA HISTÓRIA DA CORRUPÇÃO NO BRASIL. A HISTÓRIA SECRETA DA CRIAÇÃO DA REDE GLOBO NO BRASIL ESTÁ ARQUIVADA NA “CPI GLOBO TIME” QUE EXPLODIU NO BRASIL ENTRE 1964 E 1966 FOI TAMBÉM ARQUIVADA APÓS CENTENAS DE ATOS DE GANGSTERISMOS E ASSASSINATOS POLÍTICOS E ESTÁ ARQUIVADA SOB “SETE CHAVES”  NO ARQUIVO CONFIDENCIAL DO CONGRESSO NACIONAL. LEIAM O LIVRO “A HISTÓRIA SECRETA DA REDE GLOBO” (CONTRATO SECRETO “TLBI – TIME LIFE BROADCAST BRAZIL INCORPORTION”) OS LIVROS: “QUEM PAGOU A CONTA” (SEBASTIÃO NERY), “FHC, CRISE, DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO” (H FONTANA), “A PRIVATARIA TUCANA” ( AMAURY JUNIOR), “O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC” (LARISSA BURTONE, “A OUTRA HISTÓRIA DA LAVA JATO E DO ESCÂNDALO BANESTADO” (PAULO MOREIRA LEITE) E “A PATRIA PEDE SOCORRO” (BRIGADEIRO IVAN FROTA) E “EL COMPLOT PARA ANIQUILAR LAS NACIONES DE IBERO AMERICA” (LIDON LAROUCHE DESMAS CARAM ESSE QUADRILHÇAO DA CORRUPÇÃO DE FHC, TEMER, CUNHA (EX PRESIDENTE DA TELERJ), JOSÉ CHIRICO SERRA E OUTROS 300 POLÍTICOS BLINDADOS POR SERGIO MORO NO ESCANDALO BANESTADO (1997-2002) NA TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA TUCANA NO STF E NO PARANÁ

  16. Robalheira protegida

    E estes senhores estão novamente aí tentando destruir este país. Que vergonha e que impunidade, deles.

    Até quando?

  17. Conta dos tucanos

    Isso só demonstra que o nosso Judiciário sempre foi conivente com grandes criminosos. No tempo atual basta ver os que estão ai a cassar a Dilma.

    E digo mais o culpado de de hoje e de sempre chama-se Supremo Tribunal Federal, que peca por perseguição ideologica e ou por omissão. Não esqueçamos que é um STF que tem sobre sí pelo menos outros 4 golpes constitucionais.

  18. CENAS DE GANGSTERISMOS
    CENAS DE GANGSTERISMOS MARCARAM OS OITO ANOS DA “OPERAÇÃO ABAFA DO ESCÂNDALO BANESTADO NO GOVERNO FHC” E A “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA” CRIADA POR FHC E GERALDO BRINDEIRO (ENGAVETADOR GERAL DA REPÚBLICA DE FHC)  A ESPOSA DE SERGIO MORO ADVOGADA DOS TUCANOS E DA SHELL: COMO OCORRERAM AS QUEIMAS DE ARQUIVOS NA SHELL  A ESPOSA DE SERGIO MORO ROSÂNGELA QUADROS MORO ADVOGOU PARA A SHELL NO CASO DO ASSASSINATO DOS AUDITORES DA SHELL ASSASSINADOS NO BRASIL (ZERA TODD STAHELI E MICHELLI STAHELI VIERAM AO BRASIL EM 2002 PARA INVESTIGAR AS RELAÇÕES PROMÍSCUAS DE DIRETORES DA SHELL COM O SINISTRO GENRO DE FHC NA ANP): O PAGAMENTO FEITO A DAVID ZYLBERSZTAJN, SERRA E OUTROS PELA SHELL PARA COMPRAR BLOCOS PETROLÍFEROS NA BACIA DAS ALMAS DE DOIS BILHÕES DE DÓLARES EM PROPINAS NO BANESTADO  NO PARANÁ E FORAM BRUTALMENTE MORTOS COM ARMAS BRANCAS FACAS E OBJETOS CONTUNDENTES, SÓ ESCAPOU DA MORTE A FILHA DO CASAL UMA MENINA DE 13 ANOS QUE TRANCOU-SE NO BANHEIORO DA CASA. A ESPOSA DE CARLOS FERNANDES SANTOS LIMA E A LAVAGEM  A ESPOSA DE CARLOS FERNANDES SANTOS LIMA SRA VERA LÚCIA LIMA (O PROCURADOR É O BRAÇO DIREITO DE SERGIO MORO NA BLINDAGEM DE 300 POLÍTICOS CORRUPTOS NOS DOIS ESCÂNDALOS DE CORRUPÇÃO: “BANESTADO E A SUA DERIVADA LAVA A JATO” , MAS CONHECIDO NO PARANÁ COMO “BICHO DE GOIABA”) SRA VERA LÚCIA LIMA OPEROU A LAVAGEM NO ESCÂNDALO BANESTADO E O PROCURADOR OCULTOU PROVAS DA LAVAGEM E QUASE FOI PRESO NA “OPERAÇÃO MACUCO” DO DELEGADO PROTÓGENES E NA OPERAÇÃO CAYMAN DO DELEGADO VICENTE CHELOTTI E NA OPERAÇÃO BANQUEIRO DO DELEGADO PROTÓGENES. PROTÓGENES FOI AMEAÇADO E TEVE QUE PEDIR ASILO EM GENEBRA PARA NÃO SER MORTO.  Entendam como Sérgio Moro e os procuradores do Paraná agiram desde 1997 ajudando na corrupção, ELES SOLTARAM DOLEIROS PRESOS EM 1997, 1999 e 2002 O OFFICE-BOY DOS DEMO-TUCANOS E DA CORJA DE LADRÕES DAS PRIVATARIAS DE FHC SR ALBERTO YOUSSEF E OUTROS 70 DOLEIROS PRESOS NA “OPERAÇÃO MACUCO” PELO DELEGADO JOSÉ CASTILHO NETO NO PARANÁ OS JUÍZES DA LAVA A JATO  abafaram o ESCANDALO BANESTADO (BANCO DO ESTADO DO PARANÁ CAPTOU PROPINAS BILIONÁRIAS DAS MULTINACIONAIS ENTRE 1995 E 2002 PARA 300 POLÍTICOS BLINDADOS NO JUDICIÁRIO DO PARANÁ) BIBLIOGRAFIA: 1- “A OUTRA HISTÓRIA DA LAVA A JATO”, 2014, Paulo M Leite2- “FHC, CRISE, DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO”, 1999, H Fontana3- “A PÁTRIA PEDE SOCORRO” brigadeiro Ivan Frota, 19954- “O BANESTADO E A OPERAÇÃO LAVA A JATO, UM FEITIÇO DO TEMPO, ENVOLVEM OS MESMOS JUÍZES, OS MESMOS PROCURADORES, OS MESMOS DOLEIROS E OS MESMOS 300 POLÍTICOS PICARETAS E VIRA LATAS BLINDADOS DESDE 1997 NO JUDICIÁRIO DO PARANÁ”, Jandira Fegali, 20155- “A HISTÓRIA SECRETA DA REDE GLOBO”, Daniel Herz, 19786- “O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC – E A BLINDAGEM DA TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA” 7- “CARTA ABERTA AO MAIOR VAGABUNDO DA NAÇÃO: FHC”, Tribuna da Imprensa, 12/08/1998, tenente coronel Alcio Antunes (publicada uma página inteira no jornal revelando a história secreta de FHC: O FALSO EXÍLIO, A APOSENTADORIA PRECOCE OBTIDA COM AJUDA DO PAI GENERAL LEÒNIDAS CARDOSO, COMO FHC FOI COAPTADO PELA CIA E PELA FUNDAÇÃO FORD, ELE RECEBEU HUM MILHÃO DE DÓLARES POR ANO DA CIA E DA FORD PARA COMANDAR OS BLACKBLOCKS NO CHILE ENTRE 1970 E 1973 PRA AJUDAR A CIA A DERRUBAR ALLENDE E NA SEMANA DO GOLPE FHC FUGIU PARA OS EUA E LÁ VIVEU NA VAGABUNDAGEM.8- “YOUTUBE: ROBERTO REQUIÃO DISCURSO NO SENADO EM 30/09/2015 LEMBRA O CASIO BANESTADO NO PARANÁ QUE ENVOLVE OS MESMOS DOLEIROS SOLTOS POR SÉRGIO MORO, OS MESMOS POLÍTICOS E OS MESMOS PROCURADORES DA LAVA A JATO”  9- “QUEM PAGOU A CONTA” , Sebastião Nery: o livro bombástico revela a história secreta de FHC: O FALSO EXÍLIO, A APOSENTADORIA PRECOCE OBTIDA COM AJUDA DO PAI GENERAL LEÒNIDAS CARDOSO, COMO FHC FOI COAPTADO PELA CIA E PELA FUNDAÇÃO FORD, ELE RECEBEU HUM MILHÃO DE DÓLARES POR ANO DA CIA E DA FORD PARA COMANDAR OS BLACKBLOCKS NO CHILE ENTRE 1970 E 1973 PRA AJUDAR A CIA A DERRUBAR ALLENDE E NA SEMANA DO GOLPE FHC FUGIU PARA OS EUA E LÁ VIVEU NA VAGABUNDAGEM.10- “YOUTUBE: BILL CLINTON PASSA SERMÃO EM FHC PELA PESADA CORRUPÇÃO E LAVAGEM DE DINHEIRO NO ESCÂNDALO BANESTADO QUE USOU A AGÊNCIA BANESTADO DE NY COMO PONTE PARA FAZER REMESSAS ILEGAIS DE 125 BILHÕES DE DÓLARES NO PROPINODUTO DAS PRIVATARIAS TUCANAS, MEIO TRILHÃO DE REAIS FORAM REMETIDOS ILEGALMENTE ATRAVÉS DO BANESTADO NO PARANÁ (AGÊNCIA FOZ DO IGUAÇÚ) PELAS CONTAS CC-5 PARA A CONTA TUCANO E CONTA CJ J&T NAS ILHAS CAYMAN, PANAMÁ (FAMILIARES DE FHC, PAULO HENRIQUE CARDOSO (PHC FILHO VAGABUNDO DE FHC), DAVID ZYLBERSZTAJN (GENRO DE FHC),  VERÔNICA SERRA (FILHA CORRUPTA DE SERRA TESTA DE FERRO DE DANIEL DANTAS), MÁRIO COVAS, SÉRGIO MOTA, MENDONÇA DE BARROS, MENDONÇA FILHO, PADILHA, KASSAB, JOSÉ CHIRICO SERRA, VERÔNICA SERRA, DANIEL DANTAS, ALEXANDRE BOURGEOIS (GENRO CORRUPTO DE SERRA), ALOÍSIO NUNES, GEDDEL VIEIRA, JEREISSSATI, CAIADO, E OUTROS 300 POLÍTICOS MEGA DELATADOS E BLINDADOS NO ESCÂNDALO BANESTADO E NA OPERAÇÃO LAVA RATOS DO PARANÁ. 

  19. A HISTÓRIA SECRETA DO ESCÂNDALO BANESTADO E A LAVA A JATO
    A HISTÓRIA SECRETA DA REPÚBLICA QUE DURA MAIS DE VINTE ANOS ENTRE OS TUCANOS DO PARANÁ, A PLANEJADA “OPERAÇÃO LAVA A JATO” DERIVADA DO “ESCÂNDALO BANESTADO” DAS PRIVATARIAS TUCANAS REMUNERADAS NO PARANÁ PELAS MULTINACIONAIS NO GOVERNO FHC. OS DOIS ESCÂNDALOS BANESTADO E LAVA A JATO ENVOLVEM OS MESMOS  SETENTA DOLEIROS, O  “OFFICE-BOY” DOS TUCANOS ALBERTO YOUSSEF,  E O JUIZ SERGIO MORO QUE CONHECE INTIMAMENTE O SR ALBERTO YOUSSEF E SEU CHEFÃO SR ALVARO DIAS HÁ TRÊS DÉCADAS.  ESSE JUIZ SEQUER FOI CONCURSADO (ELE FOI NOMEADO EM 1997 POR UM “COLEGIADO DE MAGISTRADOS” INDICADO PELO PGR ENGAVETADOR GERAL DE FHC SR GERALDO BRINDEIRO) PARA BLINDAR TUCANOS NUMA COMPLEXA “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA CRIADA POR FHC EM 1995” PARA SEPULTAR AS PRIVATARIAS TUCANAS DE FHC QUE TRANSFERIU PARA OS GRINGOS UM PATRIMÔNIO DE 60 TRILHÕES DE REAIS (15 TRILHÕES DE DÓLARES) EM TROCA DE 125 BILHÕES DE DÓLARES (MEIO TRILHÃO DE REAIS) PAGOS PELAS MULTINACIONAIS A 300 POLÍTICOS CORRUPTOS BLINADOS NO PARANÁ DESDE 1997 OS LESA PÁTRIAS DEMOTUCANOS E DO PMDB E PFL ATUAL DEM LAVAR,AM MEIO TRILHÃO DE REAIS PARA AS ILHAS CAYMAN, PANAMÁ, BAHAMAS, SUÍÇA, EM NOME DE FAMILIARES DE FHC E SERRA (CONTA TUCANO E CONTA CH J&T)  A HISTORIA DETALHADA DESSAS PRIVATARIAS ESTÁ DETALHADA EM 12 LIVROS CITADOS SOBRE AS PRIVATARIAS TUCANAS E NOS BLOGS DO “CAFÉ NA POLÍTICA”  (PRIVATARIAS PREJUÍZOS DE 15 TRILHÕES DE DÓLARES COM FARTA LITERATURA)     TODOS OS PERSONAGENS DO “ESCÂNDALO BANESTADO E A LAVA A JATO” SÃO VELHOS CONHECIDOS HÁ MAIS DE 25 ANOS, OS TUCANOS ALVARO DIAS, O JUIZ, OS PROCURADORES, OS DOLEIROS E OS TUCANOS OSMAR DIAS, BETO RICHA, JAIME LERNER, OSVALDO MALUCELLI MORO, HIDELBRANDO MORO E JOEL MALUCELLI. ESSES ÚLTIMOS SÃO OS DONATÁRIOS DO ESTADO DO PARANÁ, DONOS DO “PARANÁ BANCO” E DO “GRUPO MALUCELLI” E DA “CONSTRUTORA J MALUCELLI” QUE CONSTRUIU A USINA DE BELO MONTE E FOI POUPADA NAS INVESTIGAÇÕES DA OPERAÇÃO LAVA RATOS DE CURITIBA PASMEM SERGIO CONHECE DESDE 1997 NAS PRISÕES FEITAS PELOS DELEGADOS JOSÉ CASTILHO NETO E VICENTE CHELOTTI (OPERAÇÃO MACUCO) OS SETENTA DOLEIROS PRESOS NO PARANÁ EM 1997, 1999 E 2002, INCLUINDO ALBERTO YOUSSEF E A SRA OLGA YOUSSEF QUE ATUARAM LIVREMENTE  E DESCARADAMENTE NO “ESCÂNDALO BANESTADO” DURANTE O GOVERNO FHC, E TAMBÉM, PASMEM, TODOS ESSES PERSONAGENS DA LAVA A JATO E DO ESCÂNDALO BANESTADO, CONHECERAM UMA “VÍTIMA MORTA POR QUEIMA DE ARQUIVO DO ESQUEMA TUCANO NO PARANA”, O BRAÇO DIREITO DE ÁLVARO DIAS E ALBERTO YOUSSEF NA CORRUPÇÃO TUCANA NO PARANÁ, O EX-SECRETÁRIO DAS FINANÇAS DE MARINGÁ ADV LUIZ PINHEIRO PAOLUCCI, ELE ATUOU COM YOUSSEF NO DESVIO DE 500 MILHÕES DE REAIS NO PARANÁ PARA AS CAMPANHAS TUCANAS E FOI ASSASSINADO EM MARINGÁ A MANDO DOS TUCANOS OSMAR DIAS E ALVARO DIAS PARA QUEIMA DE ARQUIVOS FOI BRUTALMENTE METRALHADO E SEU CORPO FOI DEIXADO NUM PORTA MALAS DE UM CARRO NO CENTRO DE MARINGÁ). PORTANTO A LAVA A JATO E O ESCÂNDALO BANESTADO SÃO UM FEITIÇO DO TEMPO, TODOS OS PERSONAGENS (OS 300 POLÍTICOS CORRUPTOS BLINDADOS OS JUIZES, OS PROCURADORES E DOLEIROS) JÁ ERAM VELHOS CONHECIDOS HÁ MAIS DE 25 ANOS!!!DESDE A DÉCADA DE 1990 O ESCÂNDALO POLÍTICO NÃO PARA POR AHI, OS MESMOS TREZENTOS POLÍTICOS DA LAVA A JATO E DO BANESTADO QUE FOI CEM VEZES MAIOR QUE A LAVA JATO, SÃO OS MESMOS PICARETAS QUE ESTÃO FAZENDO CORRUPÇÃO PESADA DESDE O INÍCIO DA NOVA REPÚBLICA DO PDMD. PSDB E O PFL (ATUAL DEM) PARA REFRESCAR A MEMÓRIA:1- “CPI ESQUEMA DO ORÇAMENTO-1988”. DENUNCIANTE ELISABETE LOFRANO, ELA FOI ASSASSINADA E SEU MARIDO O ECONOMISTA JOSÉ CARLOS LOFRANO QUE ERA FUNCIONÁRIO DA EQUIPE DO ORÇAMENTO DO CONGRESSO NACIONAL FOI ESCRACHADO E COLOCADO COMO AUTOR DO CRIME MAS A FILHA INOCENTOU O PAI POIS ESTAVA COM ELE NO MOMENTO DO CRIME. A MORTE FOI UMA “QUEIMA DE ARQUIVO” ELISABETE LOFRANO DENUNCIOU OS MESMOS 300 POLÍTICOS BLINDADOS NA LAVA A JATO E NO ESCÂNDALO BANESTADO (MICHEL TEMER, GEDDEL, ROMERO JUCÁ, JOAQUIM RORIZ, CAIADO, PADILHA, ALOISIO NUNES, JOSÉ CHIRICO SERRA, FHC, SARNEY, CASSIO NUNES, BETO MANSUR, E MUITOS OUTROS) , O JUIZ BLINDADOR FOI SERGIO MORO QUE MANTEVE SOLTO ALBERTO YOUSSEF E OS 300 POLÍTICOS ENVOLVIDOS BLINDADOS DESDE 1997 NO PARANÁ.2- “CPI ESQUEMA COLLOR PC FARIAS E ESQUEMA DEPROP ODEBRECHT” . ESSE ESQUEMA FOI DENUNCIADO EM MAIO DE 1992 PELO JOVEM GOVERNADOR DO ACRE EDMUNDO PINTO MORTO BRUTALMENTE NO DIA 18 DE MAIO DE 1992 NO HOTELA DELLA VOLPE, PARA QUEIMA DE ARQUIVO.  O GOVERNADOR DO ACRE EDMUNDO PINTO FEZ GRAVES ACUSAÇÕES CONTRA UM PESADO ESQUEMA DE CORRUPÇÃO DA ODEBRECHT DENOMINADO “DEPROP” NO “ESQUEMA DO ORÇAMENTO DO CONGRESSO NACIONAL E NA CÂMARA DOS DEPUTADOS” . PORTANTO, O ESQUEMA NÃO FOI DESCOBERTO PELA LAVA RATOS E SIM PELO GOVERNADOR DO ACRE EDMUNDO PINTO QUE FOI MORTO, PASMEM, HÁ 25 ANOS ATRÁS. NESSA ÉPOCA O PRESIDENTE DA CAMARA DEPUTADO ULYSSES GUIMARAES ACOLHEU AS GRAVES DENÚNCIAS CONTRA O SR EMILIO ODEBRECHT E OS TREZENTOS POLÍTICOS PICARETAS E AS GRAVES DENUNCIAS DO “ESQUEMA ODEBRECHT-COLLOR-PC FARIAS” E ABRIU UMA CPI E UM PROCESSO DE IMPEACHMENT. PASMEM, O LIDER DO PMDB EM SÃO PAULO QUE ESTAVA ENVOLVIDO NAS GRAVES DENÚNCIAS SR MICHEL TEMER, ABAFOU AS INVESTIGAÇÕES DO ASSASSINATO DO JOVEM  GOVERNADOR DO ACRE EDMUNDO PINTO MORTO COM TIROS NA CABEÇA NO HOTEL DELLA VOLPE NO DIA 18 DE MAIO DE 1992. QUATRO MESES APÓS O CRIME A CPI ESTAVA NA ETAPA FINAL O SR FERNANDO COLLOR RENUNCIOU POUCAS HORAS ANTES DO ENCERRAMENTO DA CPI. POUCAS SEMANAS APÓS O AFASTAMENTO DE FERNANDO COLLOR VEIO A VINGANÇA: A AERONAVE QUE TRANSPORTAVA ULYSSES PARA SÃO PAULO EXPLODIU NO AR E CAIU NO MAR PRÓXIMO AO LOCAL ONDE CAIU O MINISTRO TEORI ZAVASCHI ENTRE PARATY E ANGRA DOS REIS, O CORPO DE ULYSSES NÃO FOI ENCONTRADO, POSSIVELMENTE OS EXPLOSIVOS FORAM COLOCADOS BEM DEBAIXO DO SEU BANCO. YOUTUBE: “A ODEBRECHT, O DEPROP  E A MORTE DO GOVERNADOR DO ACRE EM 18 DE MAIO DE 1992”, JORNALISTA ALTINO MACHADO  OAB  PEDE URGÊNCIA NA ANÁLISE DO IMPEACHMENT DE MICHEL TEMER POR CORRUPÇÃO EXTORSÃO PECULATO E FORMAÇÃO DE QUADRILHA!!! FSP –  JOELMIR TAVARES SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – OAB PEDE URGÊNCIA AO STF E PROTOCOLA PEDIDOP DE IMPEACHMENT DE MICHELL TEMER COM PROVAS IRREFUTÁVEIS DE GRAVAÇÕES CRIMES DE CORRUPÇÃO, PECULATO, FORMAÇÃO DE QUADRILHA, EXTORSÃO A EMPRESÁRIOS E GASTANÇA IRRESPONSÁVEL DE VERBAS PÚBLICA PARA COMPRAR O SILÊNCIO DE DELATORES, BLINDAGEM DE JUÍZES E COMPRA DE VOTOS NA CÂMARA Com reclamação sobre “atraso injustificado”, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) entrou nesta quinta-feira (17) com uma ação no STF (Supremo Tribunal Federal) para que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), analise um pedido de impeachment do presidente Michel Temer apresentado pela entidade. O afastamento dele foi solicitado à Casa em maio, dias após o início do escândalo da JBS. Para a instituição, o presidente cometeu crime de responsabilidade e violou o decoro do cargo. No mandado de segurança protocolado no Supremo, o presidente do conselho nacional da OAB, Claudio Lamachia, requer que Maia seja acionado para fazer andar no Legislativo a análise sobre o afastamento de Temer. Pelas regras da Câmara, o presidente deve verificar se o pedido de impeachment atende aos requisitos e encaminhá-lo para uma comissão, que decide se ele terá seguimento. A denúncia da OAB se baseia em “provas amplamente divulgadas pela mídia”, além de usar as delações dos irmãos Batista como fundamento. E solicita que Joesley e Wesley sejam chamados como testemunhas no processo. O presidente da Câmara, que é aliado de Temer no Congresso, deve tomar uma atitude sobre a solicitação, “seja para seu recebimento e processamento, seja para sua rejeição liminar”, diz a OAB. “Não o é outorgada [a Maia] a faculdade legal de nada fazer, sob pena de mitigar a independência do parlamento e impossibilitar a investigação acerca de ilegalidades perpetradas pelo chefe do Poder Executivo quando este detiver o apoio do presidente da Câmara dos Deputados”, diz o documento enviado ao Supremo. Nele, Lamachia cobra que a Câmara desengavete o pedido feito pela OAB há mais de 80 dias e diz que “o atraso injustificado” na análise da denúncia “resta em flagrante prejuízo à sociedade”. Ao “deliberadamente retardar” a avaliação do pedido, afirma a entidade, Maia “incorre em omissão caracterizadora de desvio de finalidade”. Não está previsto em lei um prazo para que seja feita a análise de pedidos do tipo, mas a Ordem considera que a falta de providências “representa ato ilegal e omissivo e, ao final, revela grave violação aos preceitos constitucionais”. Maia ainda não se manifestou sobre o assunto. No início do mês, a Câmara rejeitou a autorização para que o STF analisasse a aceitação da denúncia de corrupção passiva contra o presidente formulada pela Procuradoria-Geral da República.Esse vampirão corrupto mega delatado faz extorsão e roubo de verbas públicas desde a a era Sarney e era FHC quando o ladrão de malas de dinheiro e rei da extorsão foi o chefe da quadrilha do PMDB e do PSDB em São Paulo. No governo Antonio Fleury e Sarney ele envolveu-se no escândalo de corrupção conhecido como “esquema dos anões do congresso e da câmara” e foi citado pelo governador do Acre Edmundo Pinto (o jovem governador do Acre foi morto a tiros no Hotel Della Volpe em São Paulo para “queima de arquivos” para apagar as provas do ESQUEMA DEPROP DA ODEBRECHT denunciado pela primeira vez pelo governador do Acre  (o esquema foi montado desde o início da nova república pelo PMDB e depois ampliado para os demo-tucanos em 1986, denunciado pelo governador do Acre vem maio de 1992) e também envolvido nas denúncias de delatores na  CPI ESQUEMA DO ORÇAMENTO E ESQUEMA COLLOR PC FARIAS. Temer foi denunciado em pesada corrupção na Operação Pandorra na privataria do Porto de Santos em conluio com o comparsa então prefeito de Santos o corrupto sr Beto Mansur. Temer também foi investigado na Operação Castelo de Areia no caso da construtora Guatama e foi blindado pela TEIA DE PROTEÇÃO DE FHC. O conde Drácula tupiniquim Michel Temer vem extorquindo empresários desde 2010 no Palácio do Jaburu onde arquitetava suas maracutaias e acerto de propinas. O Vampirão Temer é um mega corrupto, ladrão de malas de dinheiro e comparsa nos crimes demo-tucanos, é um cínico e entreguista lesa pátria sr MI-SHELL Temer está agonizando e o velório do governo golpista está chegando ao fim.   QUE CANALHAS!! BANDIDOS LADRÕES DO PATRIMÔNIO PÚBLICO PRIVATEIROS CORRUPTOS REMUNERADOS PELAS MULTINACIONAIS EM HUM TRILHÃO DE REAIS  NA ERA FHC.  ESSE SINISTRO PROCURADOR CARLOS FERNANDES, MAIS CONHECIDO NO PARANÁ COMO “BICHO DE GOIABA”  E O SINISTRO JUIZ SERGIO MORO (ESSE ADVOGADO TRIBUTÁRIO DE MARINGÁ ESTÁ ENVOLVIDO NO CASO DA QUEIMA DE ARQUIVO DO SECRETÁRIO DAS FINANÇAS LUIZ PINHEIRO PAOLUCCI MORTO E METRALHADO NO CENTRO DE MARINGÁ HÁ ANOS ATRÁS,  O SECRETÁRIO AGIU COM ALBERTO YOUSSEF UM  VELHO CONHECIDO DE SERGIO MORO E FOI OFFICE-BOY DOS TUCANOS NOS DESVIOS PARA CAMPANHA TUCANA DO PARANÁ, ESSE CRIME SEGUNDO OS JORNAIS DAQUELA ÉPOCA, TEVE COMO MANDANTE OS IRMÃOS METRALHA TUCANOS SRS ALVARO DIAS E OSMAR DIAS.  ELES ESTÃO ENVOLVIDOS NA MORTE DO SECRETÁRIO DAS FINANÇAS DO PARANÁ NA DÉCADA PASSADA E NOS DESVIOS DE MEIO BILHÃO DE REAIS DA PREFEITURA DE MARINGÁ É PARENTE DE TUCANOS DO PARANÁ, OSVALDO MALUCELLI MORO E HILDEBRANDO MORO QUE SÃO OS DONATÁRIOS DO ESTADO DO PARANÁ, SR HILDEBRANDO MORO, OSVALDO MALUCELLI MORO E JOEL MALUCELLI DONOS DO “PARANÁ BANCO”, DO GRUPO MALUCELLI E DA CONSTRUTORA J MALUCELLI QUE CONSTRUIU A USINA DE BELO MONTE E FICOU FORA DAS INVESTIGAÇÕES DA LAVA A JATO. O SR SERGIO MORO É UM APADRINHADO DO CORRUPTO LESA PÁTRIA SR FHC E PARENTE DOS DONATÁRIOS DO PODER ECONÒMICO NO ESTADO DO PARANÁ E FOI NOMEADO POR UM “COLEGIADO ESCOLHIDO POR FHC, JAIME LERNER E GERALDO BRINDEIRO” EM 1997.PASMEM, O ESCÂNDALO BANESTADO (MANTIDA ABAFADO 20 ANOS ATRÁS) E A LAVA A JATO ENVOLVEM OS MESMOS 70 DOLEIROS, OS MESMOS JUIZES, OS MESMOS PROCURADORES  E OS MESMOS 300 POLÍTICOS.SE OS SETENTA DOLEIROS PRESOS EM 1997 (ALBERTO YOUSSEF E OUTROS) ENJAULADOS NA “OPERAÇÃO MACUCO” PELO DELEGADO JOSÉ CASTILHO NETO NO CASO BANESTADO NÃO TIVESSEM SIDO MANTIDOS SOLTOS PELO JUIZ SERGIO MORO (ELE ATUOU DE FORMA PÍFIA NO ESCANDALO BANESTADO) A LAVA A JATO SEQUER TERIA ACONTECIDO; JATO.A ESPOSA DE SERGIO MORO SRA ROSANGELA QUADROS MORO FOI ADVOGADA DOS TUCANOS NO CASO BANESTADO E ELA TAMBÉM ADVOGOU PARA A PETROLÍFERA SHELL QUE FOI A MAIOR PAGADORA DE PROPINAS NO BANESTADO E A GANHADORA DAS DOAÇÕES DE CAMPOS PETROLÍFEROS DURANTE A GESTÃO DO CORRUPTO GENRO DE FHC NOS LEILÕES LESA PÁTRIAS DOS PETRÓLEO NA ANP, O SINISTRO SR DAVID ZYLBERSZTAJN QUE FOI EXONERADO DA ANO POR FAZER CENTENAS DE FALCATRUAS E MARACUTAIAS E RESPONSÁVEL PELO DESASTRE DA P-36 ELE FOI NOMEADO APÓS O DESASTRE PELO SOGRO FHC PARA A DIRETORIA DA VARIG EM 2002 E LÁ ELE QUEBROU A VARIG EM 2004. PORTANTO O PROCURADOR CARLOS NÃO ADIANTA FINGIR E NEM SE DESCULPAR PELAS MAZELAS DO JUDICIÁRIO DO PARANÁ NO ESCÂNDALO BANESTADO POIS SERGIO MORO E CARLOS FERNANDES  BLINDARAM OS 300 POLÍTICOS E SOLTARAM TRÊS VEZES SEGUIDAS OS 70 DOLEIROS PRESOS PELO DELEGADO JOSÉ CASTILHO NETO NA “OPERAÇÃO MACUCO” NO BANCO DO ESTADO DO PARANÁ  PELA LAVAGEM, PASME, DE HUM TRILHÃO DE REAIS EM PROPINAS PAGAS PELAS MULTINACIONAIS EM TROCA DAS PRIVATARIAS TUCANAS” AS PRISÕES OCORRERAM EM 1997, 1999 E 2002 E ESTÃO ENVOLVIDOS ATÉ O PESCOÇO NA “OPERAÇÃO ABAFA DO ESCÂNDALO BANESTADO” E NA CRIAÇÃO DA   “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA” CRIADA EM 1995 POR FHC E OI ENGAVETADOR GERAL DA REPÚBLICA DE FHC SR GERALDO BRINDEIRO. A ESPOSA DE CARLOS FERNANDES ERA FUNCIONÁRIA DO BANESTADO E OPEROU NA AGENCIA BANESTADO DE FOZ DO IGUAÇU COM ALBERTO YOUSSEF, OLGA YOUSSEF E OUTROS SETENTA DOLEIROS NESSA SINISTRA LAVAGEM DE 125 BILHÕES NO “PROPINODUTO DAS PRIVATARIAS TUCANAS. O ESCANDALO BANESTADO, COMO LEMBROU JANDIRA FEGALI FOI A SEMENTE DA CORRUPÇÃO PLANTADA EM 1995 PELO GOVERNO FHC PARA CAPTAR PROPINAS BILIONÁRIAS DE MULTINACIONAIS  EM TROCA DAS 137 PRIVATARIAS TUCANAS QUE GERARAM PREJUIZOS DE 15 TRILHÕES DE DÓLARES AO BRASIL – 60 TRILHÕES DE REAIS- E AINDA GEROU 125 BILHÕES DE DÓLARES EM PROPINAS PARA 300 POLÍTICOS DEMO-TUCANOS REQUIÃO NO DISCURSO NO SENADO EM 30/09/215 E O PROFESSOR MORENO (VIDE YOUTUBE) FOI A MAIOR ROUBALHEIRA DA HISTÓRIA DA REPÚBLICA!!!!E AINDA DEU ORIGEM A LAVA A JATO VINTE ANOS MAIS TARDE PARA AJUDAR A CIA A DERRUBAR O GOVERNO E A ENTREGAR O PRESAL PARA AS PETROLÍFERAS ESTRANGEIRAS. O EX-AGENTE DA CIA EDWSARD SNOWDEN ALERTOU JÁ EM 2011 QUE O BRASIL SERIA ESPIONADO E VITIMADO PARA SER SAQUEADO AS RESERVAS DO CAMPIO ULTRA GIGANTE DO PRESAL. SENDO UMA ENTREVISTA DO FILHO DE NELSON ROCKEFELLER EM 2015 O PRE-SAL VALE VINTE TRILHÕES DE REAIS, CERCA DE 30 VEZES O PIB DO BRASIL, ESSA É A MAIS PRODUTIVA E MAIS ECONÔMICA RESERVA PETROLÍFERA DO PLANETA E A SEGUNDA DO MUNDO EM VOLUME DE PETRÓLEO. O PRESAL FOI FORMADO HÁ 65 MILHÕES DE ANOS ATRÁS NO PERÍODO CRETÁCIO QUANDO UM METEORO GIGANTE SE COCOU CONTRA O PLANETA TERRA E PROVOCOU A SEPARAÇÃO DE TRÊS CONTINENTES E A MORTE DE 70 POR CENTO DA VIDA NA TERRA E A EXTINÇÃO DOS DINOSSAUROS. O CONTINENTE SULA AMERICANO SEPAROU-SE DA ÁFRICA E UMA FLORESTA MAIOR QUE A SELVA AMAZÔNICA FOI SOTERRADA NESSA SEPARAÇÃO DENOMINADA PELOS GEÓLOGOS COMO “SEPARAÇÃO DE GONDWANA” ESSA FLORESTA GIGANTE SOTERRADA FOI COBERTA POR UMA CAMADA DE SAL COM 2 KM DE ALTURA E DEU ORIGEM AO PRE-SAL BRASILEIRO E AO PRE-SAL AFRICANO. O PRE-SAL  BRASILEIRO É DEZ VEZES MAIOR QUE O AFRICANO QUE TAMBÉM FOI ALVO DE GOLPES PARLAMENTARES COM POLÍTICOS E JUIZES TRAIDORES REMUNERADOS PELA CIA E PELAS PETROLÍFERAS ANGLO-FRANCO-AMERICANAS E GERARAM MUITAS GUERRAS CIVIS NOS PAÍSES DA COSTA OESTE DA ÁFRICA (NIGÉRIA, MOÇAMBIQUE E ANGOLA) A PRIVATARIA TUCANA, O PROPINODUTO DAS MULTINACIONAIS NO ESTADO DO PARANÁ: BANESTADO CAPTOU MEIO TRILHÕES DE REAIS EM PROPINAS DURANTE O GOVERNO FHC BENEFICIOU 300 POLÍTICOS BLINDADOS PELO JUDICIÁRIO DO PARANÁ: A “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA CRIADA POR FHC PARA ABAFAR CRIMES TUCANOS José Chirico Serra, Mendonça de Barros e a quadrilha demo-tucana são réus em centenas de processos no MODECON  por crimes praticados contra a economia popular. Pedro o braço direito de FHC nas privatarias  foi funcionário do FMI na era Collor e Itamar, exatamente quando FHC foi ministro das relações exteriores atuando na assinatura do Consenso de Washington em 1993. Na mesma época o FMI e a consultoria do banco First Credit Suisse of Boston, contratada pelo FMI, elaboraram o relatório confidencial altamente lesivo aos interesses nacionais e ao patrimônio público  “Preliminary Ideas Step By Step for a Privatization Master Plan in Brazil  of Eletrobras Group, Telebras Group, Petrochemical Group, Vale do Rio doce Group, Petrobras Group and Infraero Group – Confidential Memorandum – April 1990”. O documento foi encomendado pelo presidente Fernando Collor de Mello, vazou na mídia no jornal RR Relatório Reservado em junho 1990, o plano do FMI colocado em prática pelo maior lesa pátria e entreguista da história doa Brasil, sr FHC,  signatário do famigerado “Consenso de Washington” . FHC como todos sabem é filho do general Leônidas Cardoso (ex-chefe do CNP na era Vargas testa de ferro da família Rockefeller, a ESSO, no Brasil, Leônidas combateu a Campanha do Petróleo feroz batalha travada entre 1948 e 1953, entre nacionalistas e entreguistas) foi agraciado pelo governo militar com uma gorda e integral aposentadoria precoce aos seis anos de serviço na USP como professor assistente de sociologia (aposentadoria integral obtida por decreto do governo militar), FHC  foi coaptado pela CIA e pela Fundação Ford em 1970, remunerado em hum milhão e meio de dólares, após a eleição de Salvador Allende no Chile, para comandar os blackblocks em Santiago e desestabilizar o governo Allende. A Fundação Ford alugou para FHC uma casa de luxo com lareira na capital chilena, ele lá permaneceu por 3 anos até a data do golpe militar. Essa passagem nefasta de FHC ajudando a CIA a desestabilizar  o governo Allende está muito bem detalhada no livro “QUEM PAGOU A CONTA” de Sebastião Nery.  FHC, antes de partir para o “exílio remunerado pelo governo militar e pela CIA e Fundação Ford no Chile” ele editou o livro “DEPENDÊNCIA E DESENVOLVIMENTO DA AMÉRICA LATINA” , obra na qual FHC defende que o Brasil e todos os países da AL entreguem suas riquezas naturais aos EUA e UK e sejam transformados em colônia dos EUA como única forma para o desenvolvimento, plagiada de autores e sociólogos norte-americanos (entre eles o sociólogo Louis Irving de Pittsburg, Universidade da Pensilvânia, autor do livro O Projeto Camelot).Portanto o lesa pátria mais feroz aliado de FHC nos apagões e desmontes voltou às cena do crime no governo golpista.   Um abraçoBibliografia:Livros1- QUEM PAGOU A CONTA, Sebastião Nery2- CONFISSÕES DE UM ASSASSINO ECONÔMICO, Perkins3- O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC, Larissa Burtone4- FHC, CRISE, DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO, H Fontana5- O BRASIL PRIVATIZADO, O SAQUE CONTINUA, Aloisio Biondi6- A PRIVATARIA TUCANA, Amaury Júnior (o autor foi baleado na saída de um restaurante na capital após ser ameaçado por um dos citados no livro sr José Chririco Serra, Verônica Serra filha de Serra, Ricardo Sérgio de Oliveira primo de Serra e o genro de Serra sr Alexandre Bourgeois. Verônica Serra foi citada na Revista Forbes em 2015 como dona de uma fortuna de origem suspeita de hum bilhão de dólares, ela atuou com o esposo e o primo de José Serra como laranjas do banqueiro Daniel Dantas nas privatarias tucanas no escândalo das TELES, dezenas de maracutaias do Bnaco Opportunity de Daniel Dantas intermediaram as negociatas e as empresas offshore fictícias usadas em nome da família Serra que ganharam bilhões em contas secretas captadas no ESQUEMA BANESTADO, Banco do Estado do Paraná, abafado por juizes e procuradores do Paraná, 32 empresas de telefonia estatais foram doadas a estrangeiros RTP Telecom e Telefônica de Espanha e para o políticos Jereissati, familiares de Serra e o banqueiro Dantas )7- YOUTUBE: “Bill Clinton passou sermão em FHC em Florença, novembro de 1999 pela pesada corrupção e lavagem de 125 bilhões de dólares” (MEIO TRILHÃO DE REAIS) em propinas pagas pelas multinacionais a 300 políticos demo-tucanos e do PMBD em troca das privatarias tucanas. FHC usou agencia BANESTADO de NY para fazer a ponte para a lavagem em NY para as Ilhas Cayman, Bahamas, Suíça e Panamá em 238 contas secretas denominadas CONTAS TUCANO e CONTA CH J&T em nome de familiares de FHC, José Chirico Serra, Mário Covas, Mendonça de Barros e outros 300 políticos demo tucano e do PMDB que votaram a favor das privatarias tucanas8- YOUTUBE: REQUIÃO DISCURSA NO SENADO EM 30/09/2015 LEMBRA ESCÂNDALO BANESTADO QUE FOI A MAIOR CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL CEM VEZES MAIOR QUE A LAVA A JATO E DEU ORIGEM A LAVA JATO: BANESTADO E LAVA JATO ENVOLVEM OS MESMOS JUIZES, OS MESMOS PROCURADORES E OS MESMOS 70 DOLEIROS (YOUSSEF E OUTROS SÃO VELHOS CONHECIDOS DE SERGIO MORO E CARLOS FERNANDES) E OS MESMOS 300 POLÍTICOS CORRUPTOS Fernando Henrique e sua quadrilha quando era governo,faliu e destruiu o Brasil dada a enorme evasão, roubalheira,entreguismo e corrupção. Tudo foi abafado, nada investigado comodeveria pelo tal rolo compressor (nome dado pela mídia dependida eburra que apoiava FHC) que era a maioria esmagadora tucano-pefelistaque compunha o congresso nacional lideados pelo ACM fraudador de paineleletrônico. Hoje esta oposição podre tucano-pefelista que destruiu80 anos o Brasil em apenas 8 anos posam de bastiões da moral. Valelembrar os escândalos da era FHC que foram abafados pela mídiagolpista que quer o tucanato de volta já que esta pendurou nasprivadoações dele: 1- SIVAM Logo no início da gestão de FHC, denúncias de corrupçãoe tráfico de influências no contrato de US$ 1,4 bilhão para acriação do Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam) derrubaram umministro e dois assessores presidenciais.O presidente dos EUA mandou seu assessor paraapoiar a candidatura deFHC e ganhou, de quebra, o Sivam, para uma empresa financiadora de suacampanha;Mas a CPI instalada no Congresso, após intensa pressão, foi esvaziadapelos aliados do governo e resultou apenas num relatório cominformações requentadas ao MinistérioPúblico. 2- Pasta Rosa:Pouco depois, em agosto de 1995, eclodiu a crise dosbancos Econômico (BA), Mercantil (PE) e Comercial (SP). Através doPrograma de Estímulo à Reestruturação do Sistema Financeiro(Proer), FHC beneficiou com R$ 9,6 bilhões o Banco Econômico numajogada política para favorecer o seu aliado ACM. A CPI instalada nãodurou cinco meses, justificou o “socorro” aos bancos quebrados e nemsequer averiguou o conteúdo de uma pasta rosa, que trazia o nome de 25deputados subornados pelo Econômico. 3- Precatórios: Em novembro de 1996 veio à tona a falcatrua nopagamento de títulos no Departamento de Estradas de Rodagem (Dner).Os beneficiados pela fraude pagavam 25% do valor destes precatóriospara a quadrilha que comandava o esquema, resultando num prejuízo àUnião de quase R$ 3 bilhões. A sujeira resultou na extinção doórgão, mas os aliados de FHC impediram a criação da CPI parainvestigar o caso. 4- Compra de votos: Em 1997, gravações telefônicas colocaram sobforte suspeita a aprovação da emenda constitucional que permitiria areeleição de FHC. Os deputados Ronivon Santiago e João Maia, ambosdo PFL do Acre, teriam recebido R$ 200 mil para votar a favor doprojeto do governo. Eles renunciaram ao mandato e foram expulsos dopartido, mas o pedido de uma CPI foi bombardeado pelos governistas. Oconluio entre a grade mídia privada e o governode FHC impediu que houvesse CPI da compra de votos;  5- Desvalorização do real: Num nítido estelionato eleitoral, ogoverno promoveu a desvalorização do real no início de 1999. Parapiorar, socorreu com R$ 1,6 bilhão os bancos Marka e FonteCidam -ambos com vínculos com tucanos de alta plumagem. A proposta decriação de uma CPI tramitou durante dois anos na Câmara Federal efoi arquivada por pressão da bancada governista. 6- Privataria: Durante a privatização do sistema Telebrás, gramposno BNDES flagraram conversas entre Luis Carlos Mendonça de Barros,ministro das Comunicações, e André Lara Resende, dirigente do banco.Eles articulavam o apoio a Previ, caixa de previdência do Banco doBrasil, para beneficiar o consórcio do banco Opportunity, que tinhacomo um dos donos o tucano Pérsio Árida. A negociata teve valorestimado de R$ 24 bilhões. Apesar do escândalo, FHC conseguiu evitara instalação da CPI. 7- CPI da Corrupção: Em 2001, chafurdando na lama, o governo aindabloqueou a abertura de uma CPI para apurar todas as denúncias contra asua triste gestão.Foram arrolados 28 casos de corrupção na esferafederal, que depois se concentraram nas falcatruas da Sudam, daprivatização do sistema Telebrás e no envolvimento do ex-ministroEduardo Jorge. A imundície no ninho tucano novamente ficou impune. 8- Eduardo Jorge: Secretário-geral do presidente, Eduardo Jorge foialvo de várias denúncias no reinado tucano: esquema de liberação deverbas no valor de R$ 169 milhões para o TRT-SP; montagem docaixa-dois para a reeleição de FHC; lobby para favorecer empresas deinformática com contratos no valor de R$ 21,1 milhões só para aMontreal; e uso de recursos dos fundos de pensão no processo dasprivatizações. Nada foi apurado e hoje o sinistro aparece na mídiapara criticar a “falta de ética” do governo Lula. 9- E apesar disto, FHC impediu qualquer apuração e sabotou todas asCPIs. Ele contou ainda com a ajuda do procurador-geral da República,Geraldo Brindeiro, que por isso foi batizado de “engavetador-geral”.Dos 626 inquéritos instalados até maio de 2001, 242 foram engavetadose outros 217 foram arquivados. Estes envolviam 194 deputados, 33senadores, 11 ministros e ex-ministros e em quatro o próprio FHC.Nadafoi apurado, a mídia evitou o alarde e os tucanos ficaramintactos.Lula inclusive revelou há pouco que evitou reabrir taisinvestigações – deve estar arrependido dessa bondade! (um grave erro,diga-se de passagem, porque acabou sendo conivente). 10- Vale do Rio Doce- Nunca devemos nos esquecer que a Cia. Vale doRio Doce foi vendida por R$ 3 bilhões de reais, financiados peloBNDES, e hoje vale mais de 60 bilhões, de dólares., sem investimentono período que justifique tal valorização. Ou seja o brasileiro foiroubado visto que este patrimônio do povo brasileiro foi entregue aospatrocinadores de FHC que apoiavam e sustentavam o tucanato. 11- RÃS do Barbalho – O escândalo Jader Barbalho e a criação deRãs de sua esposa, não teve CPI e ninguém devidamente punido. Mesmoapós alguns escândalos de Jader ligados ao Banco da Amazônia, elefoi indicado para presidência do senado por duas vezes por FHC. 12- Os Milhões da Limus – ROSEANA SARNEY DO PFL e apoiada por FHCDEU 6 DESCULPAS DIFERENTES PARA A ORIGEM DOS MILHÕES QUE ESTAVAM NOCOFRE DA EMPRESA LUMUS ( DE SEU MARIDO JORGE MURAD), Investigaçõesaabafadas e NEM CPI ACONTECEU; 13-FIRJAN- o Tucanato isentou todas indústrias filiadas a Firjan,Estado do RJ, de devida investigação quanto a arrecadação deimpostos federais. Sonegação correu solta. Nada de CPI. 14- EAS- Para comprar a Eletropaulo, em abril de 1998, a AESamericana recebeu de FHC dois empréstimos do BNDES, que totalizam US$1,2 bilhão. Não pagou a dívida e também não ofereceu nada emgarantia, a não ser as ações da própria Eletropaulo. O problema éque, depois de uma sucessão de erros de gestão que se somaram a umapolítica deliberada de remessas de dividendos para o exterior, oscofres da Eletropaulo secaram. A companhia deve R$ 5,5 bilhões, metadecom correção cambial, e, segundo a cotação das ações, vale apenasUS$ 280 milhões. Ou seja: a reestatização pode deixar um rombo deUS$ 1 bilhão para a União. Nada investigado.   15-WOLRDCOM- Esta empresa respondeu por fraude contábil e foi afalência nos EUA. Ela foi donatária da Embratel pelo doador FHC queentregou todo o Sistema Telebrás por míseros US$ 19 bilhões. AWorldCom não conseguiu Manter a Embratel e vendeu-a para o grupoMexicano Telmex. Para se ter uma idéia do prejuízo da entrega dasTeles, a estatal de teles da Nigéria foi vendida, 2 anos após aentrega da Telebrás, por US$ 31 bilhões para uma empresa alemã. OBNDES foi usado para empréstimo neste processo de privadoação dasTeles. Todas CPIs foram abafadas pela maioria esmagadora que compunha otal rolo compressor tucano-pefelista do congresso. 16-Sudam/Sudene – Foram extintas após escândalos de corrupção.Ninguém punido. Nenhum tostão retornou para ao erário. 17- Dívida pública – FHC herdou de Itamar Franco uma dívidapública de apenas R$ 63.000.000,00. Esta dívida foi para R$895.000.000,00, em dezembro de 2002 e foi altamente dolarizada. FHCalém de dolarizar a dívida pública multiplicou-a 14 vezes,aumentando-a, em 8 anos, 1320%, o que dá uma média de 165% por ano. A dívida pública em Março/2006, foi para em R$ 1.000.000.000,00,assim no governo de Lula, a dívida interna aumentou em apenas R$105.000.000,00, ou seja, em 3 anos e 3 meses, teve um aumento da ordemde 11,73%, o que dá uma média de 3,9% por ano. Lula ainda fez melhor,além de subir pouco a dívida, desdolarizou-a pois a parcelaindexada ao dólar acarretava constante aumento da taxa de câmbio novencimento do serviço desta dívida indexada na moeda americana. Porisso o dólar hoje está no patamar que deve. A mídia golpista nuncadestacou esta diferença de aumento da dívida entre os governos deLula e FHC.18- PSDB e o Crime organizado – O chefe do crime organizado no MatoGrosso, João Arcanjo Ribeiro, condenado a 37 anos de prisão pordiversos crimes, entre eles vários assassinatos, afirmou que o senadorAntero Paes de Barros (PSDB-MT) o procurou em sua fazenda em 2002 paraque ele financiasse a campanha do tucano ao governo do Estado. “Osenhor Antero é um velho conhecido, esteve comigo, pessoalmente, naminha fazenda, São João da Cachoeira, com dois amigos, antes daeleição de 2002. Lógico que como candidato ele não poderia ir lá epegar o dinheiro emprestado em seu próprio nome. Acertamos para eleprocurar o Nilson Teixeira, o chefe da factoring Confiança”, afirmouArcanjo. Para piorar ainda mais a situação do PSDB, a Justiça doMato Grosso expediu, em abr/06, carta precatória para o Juízo daComarca de Brasília com a finalidade de penhorar o Fundo Partidáriodo PSDB e de bens particulares de Antero Paes de Barros, doex-governador Dante de Oliveira e do vice-presidente do partido no MatoGrosso para quitar uma dívida de R$ 1,69 milhão com a gráfica Genusda campanha de 1998.19- FURNAS- Dimas Toledo- A lista de favorecidos com caixa 2 deFurnas feita em 2002 tem a maioria de tucanos e pefelistas,beneficiando acima de tudo as campanhas de Serra, Alckmin, AécioNeves, ACM e Neto.  20-BANESTADO- Mais de US$ 60 bilhões evadidos do Brasil na era FHCvia este banco. CPI para apurar a evasão via Banestado na era FHC foiabafada. Foi aberta investigação na era Lula. Porém o relator queera tucano arquivou o relatório.  21-CONFISCO- -Em 31/06/2002, o governo FHC através do Banco centralpromoveu um “confisco” nos moldes do governo Fernando Collor de Mello,ao mudar as regras dos FUNDOS DE RENDA FIXA, aplicação esta que éusada pela classe média como poupança já que a própria caderneta depoupança não cobre a inflação. Os rendimentos nestes fundos ficaramnegativos com PERDAS SIGNIFICANTES para os pequenos poupadores. Osgrandes poupadores sacaram o dinheiro com antecedência e o pequenopagou a conta. Foi pior que o confisco Collor já que este dinheironão será devolvido nem minguado e sim usado para rolar a imensadívida pública que FHC multiplicou por 12 (era 62 bi em 1994 passoupara mais de 700 bi em jun/2002). Lamentável a alta taxa dos juros ea decisão do Banco Central de encurtar o prazo de vencimento dostítulos públicos federais. Essa decisão foi um erro, medidaunilateral, um confisco escancarado do poupador e aplicador, um calote.O FHC usou a oposição como bode expiatório, ao atribuir esta crisena economia (aumento acentuado do dólar, aumento acentuado do riscoBrasil e queda acentuada na bolsa) decorrente deste confisco à faltade um projeto claro dos candidatos da oposição para manter aestabilidade. Muita cara de pau para um presidente escacaradamenteconfiscador do dinheiro público. Nada de CPI.  22-CSN- Em Jul/02, a privatizada (privadoada) CSN, maior siderúrgicada América Latina, foi desmascarada em relação a seu faturamento,apresentando uma dívida bruta de US$ 2,7 bilhões, quando da fusãocom a anglo-holandesa Corus. Antes os governistas prolatavam que depoisque foi privatizada (dada!), a CSN passou a dar lucros, pagar melhoressalários e a pagar mais impostos. Demitiram e só geraram prejuízo emais: não é era brasileira como prolatavam e tem sempre remessa delucros para o exterior já que o objetivo da Corus (dona) é apenaster matéria prima para produção do aço e obviamente reduzirinvestimentos. A CPI da privatização foi abafada.  23-PROER- FH e tucanato socorreu bancos privados e banqueiroscorruptos (Proer) com US$ 25 bilhões do dinheiro público. O PROER,programa criado pelo FHC para salvar os Bancos falidos (NACIONAL,BAMERINDUS, ECONÔMICO) deu prejuízo da ordem de US$ 29 bilhões, emvalores de hoje, aos cofres públicos. O governo conseguiu recuperarapenas 25% do que gastou. O PROER NÃO é um empréstimo, como aimprensa divulga (ONDE JÁ SE VIU EMPRESTAR DINHEIRO PARA MASSAFALIDA?) É dinheiro a fundo perdido mesmo, é dinheiro jogado fora eque não volta mais para o Tesouro Nacional, isto é, a sociedadebrasileira, todos nós. FHC socorreu bancos que foram administradosfraudulentamente, premiando assim empresários corruptos. Foi umestímulo a corrupção. Ninguém está na cadeia. CPI abafada.   24-GLOBO- FHC no apagar da luzes assinou projeto visando liberar maisde US$ 1 bilhão via BNDES para salvar a falida Globo-cabo. Oescândalo de FHC com a jornalista da Globo foi então abafado. Lula”descanetou” este empréstimo de FHC.   25-ENCOL- O presidente do Banco do Brasil na era FHC, Paulo CésarXimenes, juntamente com seis ex-diretores dessa instituiçãoforamacusados de gestão temerária devido a irregularidades emempréstimos feitos à falida construtora Encol entre 1994 e 1995. Nadainvestigado.  26- Caixa 2 de Serra Caixa das campanhas de José Serra (1990 a1996) e de Fernando Henrique (1994 e 1998), há envolvimento destes emdenúncias que vão desde pequenos problemas com a Receita Federal atéa suposta cobrança de uma propina de R$ 15 milhões do empresárioBenjamin Steinbruch, para favorecê-lo no leilão da Vale e prejudicaros fundos de pensão dos funcionários de estatais. O empresário teriadito, à época, que estava convencido de que Ricardo Sérgio falava emnome do PSDB e decidiu pagar a propina.  27- FHC e Editora Abril (revista Veja) O Grupo Civita, na Argentina,levou um pé na bunda quando tentou adquirir um grupo de mídiaargentino em estado falimentar. A mídia Argentina colocou para opúblico todas as maracutaias e corrupção com o governo FHCenvolvendo a editora Abril e narrou toda sua podre história. OsCivitas voltaram para casa com o rabo entre as pernas. Os vínculossorrateiros da “Veja” com o ex-presidente FHC, deram – na únicaresenha da imprensa – capa do seu livro, apresentada por um escriba deplantão;No Acordo entre tucanos e Editora Abril, Civita teria como incumbênciafomentar uma ação nacional por meio da revista Veja. Civita e FHCmantêm antiga amizade. O grupo doex-presidente ajudou a criar o modelo de ideologia que é propagadapela revista, uma colorida e didática cartilha neoliberal. Civita éconhecido por sua língua afiada e descontrolada. Certa vez, numareunião com executivos do grupo, chamou Pelé de “negrinho dopastoreio”. Em outra ocasião, disse que a ex-ministra Erundina era”uma gabirua que fedia a merda”. As histórias de Veja misturamroteiros de filmes sobre a Máfia com bizarrias hard-core. Durantemuitos anos, o feitor de Civita em Veja foi o truculento EduardoOinegue Faro, uma espécie de Jason Blair brasileiro, capaz de “fazer(ou inventar) qualquer negócio”, seja para vender revista ou paradestruir uma personalidade pública. Exagerado em suas doses, Oineguefoi transferido para a revista Exame. Há poucos meses, o “padrinhoCivita” sofreu ao saber que seu pupilo o estava roubando, exatamenteconforme nos roteiros dos filmes sobre a Cosa Nostra. Oinegue Faroestava embolsando mais de um milhão de Reais em negóciosinescrupulosos com um lobista. Triste fim para uma história deconfiança na “famiglia”. 28- GASODUTO BRASIL-BOLÍVIA- Quando Fernando Henrique Cardosoconvenceu Itamar Franco a construir o gasoduto Bolívia-Brasil, o corpotécnico da Petrobrás alertou que seria uma medida antieconômica parao País. Ao levar adiante o projeto, FHC voltou a não ouvir ostécnicos da Petrobrás e demitiu o então diretor da Petrobrás JoséM. Sobrinho por ele ser opor ao projeto. Tudo para atender àsmultinacionais Enron, British Gas, Total e Amoco, interessadas nomercado consumidor brasileiro. Além do gasoduto, a Petrobrás foiinstada a firmar um contrato com uma cláusula leonina chamada “take orpay”, no qual a empresa brasileira comprava volume de gás acima doconsumo do nosso país, bancou o risco cambial e, ainda, teve queadquirir termelétricas. Até hoje, a Petrobrás tem prejuízo com estasubserviência às multinacionais. Só na Usina Barbosa Lima Sobrinho,a empresa paga US$ 25 milhões por mês, mesmo que não opere, pararesolver o pepino deixado por Fernando Henrique. A Petrobrás teve queadquirir estas termelétricas mercantis para que o prejuízo não fossemaior, porque era obrigada a pagar um “mensalão” a empresas comoEnron, El Paso e ao Eike Batista.    Ainda tem, envolvendo dinheiro público, e não investigado:  29- FHC e FSP – O Grupo folha pendurou descaradamente nasprivadoações das Teles por FHC 30- FHC e JB – O controlador do JB, O Grupo Terra espanhol pendurounas privadoações de FHC. 31-FHC assinou o hipócrita tratado de não proliferação Nuclear.Correu grana por fora para FHC submeter tão facilmente a estehipócrita tratado, submetendo aos mandos e desmandos do G-7.  32-FHC e Correios _ 40 milhões fraudados em licitações (apurados naCPI dos correios da era Lula!)  33-FHC e não investigação fiscal dos associcados da Firjan.  34-FHC e seu escritório – FHC não conseguiu nenhum cargointernacional – como era seu sonho – e tem que se contentar com oluxuoso escritório no Vale do Anhangabaú, montado por grandesempresários paulistas, em agradecimento pelo que lucraram durante seugoverno;  35-FHC e Alca – FHC fez de tudo para liberalizar o Brasil já falidopor ele querendo aderir ao plano ALCA de apropriação dos latinospelos americanos. Clinton que já havia apropriado do petróleomexicano “convenceu” o deslumbrado FHC. Sorte que FH nãoconseguiu fazer o sucessor. Investigações abafadas.  36-FHC e viagens- Sem retorno algum para o Brasil. Só entreguismo edestruição.  37-FHC e o valerioduto do tucanato em MG – Este escândalo foiabafado por FHC e pelos tucanos-pefelistas em todas as CPIsinstauradas na era Lula.   38-FHC e Fiesp – FIESP sempre conseguiu o que quis na era FHC emmatéria de remessas, empréstimos, evasões, benesses, etc. Patrocinouo tucanato e o quer de volta.  39-FHC e Petrobrax FHC fatiou a Petrobras também tentou a mudança denome da empresa, visando sua entrega. O Povo não engoliu.  40-FHC e APAGÃO No governo FHC, o país não investiu em geração edistribuição de energia, o que desestimulou e dificultou ainstalação de industrias, causou racionamentos, apagões; recessão,etc. Nada investigado.  41- FHC e sumiço do dinheiro das privadoações Mais de US$ 60Bilhões, o povo não viu a cor deste dinheiro.  42- FHC e o sumiço das reservas – Mais de US$ 60 Bilhões. Ninguémviu a cor do dinheiro.  43- FHC e a Amazônia – No apagar das luzes do seu mandato FHC criouprojeto de lei para entrega de milhões de km2 da Amazônia para falsasONG’s internacionais, por 60 anos renováveis, o que foi repudiadoe arquivado pelo congresso na gestão de LULA, o sucessor.  44- FHC e o foro privilegiado – Pediu aos comparas e Criou a lei doforo privilegiado para os políticos inativos que desempenharamilegalmente suas funções, assim o próprio FH pôde se safar de umaenxurrada de ações contra seu desempenho medíocre, suspeito,”falidor” , ” apátrida”, xenófilo, incompetente,subserviente, entreguista, corrupto e miserável.  45 -FHC e a lei da Mordaça (lei 65/1999), no apagar das luzes do seumandato (dez/02). Esta lei beira a agressão e é uma iniciativa quelembra a época do totalitarismo. FHC enviou esta lei de de suaautoria para o Congresso em 1997. Os dois pontos mais questionados poramplos setores da sociedade e que demonstram o pânico de FH em terque enfrentar a Justiça, justamente por tem muita culpa no cartório,estão: uma alínea que seria acrescentada no artigo 3º da lei nº4.898, de 1965 – proibindo que procuradores da República, promotoresde Justiça, delegados de polícia, juízes e outras autoridadesdivulguem fatos ou informações sobre crimes cometidos por agentespúblicos e a alteração do parágrafo 5º do artigo 17 da nº 8.429,de 2 de junho de 1992, tenta passar a prerrogativa de foro privilegiadoem razão de exercício de função pública.  46- FHC e etc, etc, etc…que destruiu o Brasil 80 anos em 8., nadainvestigado, tudo abafado, inclusive pela mídia golpista. Porém omelhor presidente pós JK, Lula, é investigado como nenhum outro nahistória pelos invejosos e golpistas tucanos-pefelistas.   Lula foi eleito com o maior nº de votos da historia do país e osegundo maior na história do planeta. -No primeiro ano de governo,Lula apenas procurou colocar o país nos eixos já que recebeu umatremenda HERANÇA MALDITA: contratos capachos de concessões, paísaltamente vulnerável, sem crédito, e endividado (dívida pública =64% do PIB e dolarizada), taxa de câmbio alta, déficits constantesna balança comercial, risco país altíssimo, alto índice dedesemprego, etc.  No segundo ano do governo Lula as coisas melhoram para o país:históricos recordes constantes nas exportações, históricos recordespositivos na balança comercial , redução e desdolarização dadívida pública, crescimento econômico sustentado, criação deempregos, enfim ótimos índices macroeconômicos fazendo com que oBrasil alcançasse o maior crescimento dos últimos 11 anos.  No terceiro ano de governo Lula os resultados aparecem, a popularidadecresce ainda mais e deixam a mídia e oposição tucanos-pefelistas nodesespero: Lula pagou parte da dívida externa (nunca pagaram antes),Lula reduziu e desdolarizou a dívida pública (antes só subia edolarizava), Lula não pediu dinheiro e despachou/chutou o FMI(governos anteriores só pediam dinheiro ao FMI que impunhamcondições impeditivas de crescimento, FHC esmolou com o FMI por 3vezes), Lula tem dinheiro em caixa (nunca tiveram antes).  No governo Lula, o risco Brasil caiu a baixos níveis históricos(nunca caiu antes), Lula tem dinheiro para INVESTIMENTO social (nãotinham antes e chamavam de GASTO), Lula fabrica plataformas e Navios noBrasil (antes fecharam os estaleiros), O preço internacional dopetróleo subiu, mas a gasolina no Brasil de Lula não (subia sempreantes), no governo Lula há volumes grandes de investimento no Brasil(não tinha antes), Lula não vendeu ou doou empresas (entregaramvárias antes), Lula empregou 3,7 milhões em 3 anos (antes sódesempregavam, FHC desempregou mais de 8 milhões em 8 anos), na eraLula a PF prende tubarões (nunca prendiam antes).  No governo Lula, o salário mínimo foi a mais de US$ 150 (antes nuncapassou de 90 antes), recordes positivos históricos nas exportaçõesna era Lula (antes priorizavam a importação e pouco exportavam),recordes históricos na balança comercial de Lula (antes quase somentedéficits), dólar só cai no governo Lula (antes só subia), nagoverno Lula houve redução da miséria pela primeira vez na história(antes só aumento), no governo Lula o Brasil tem presençainternacional liderando e impondo respeito criando o G-4 e G-20 (antessó capachismo e submissão), no governo Lula tivemos o melhor ministroda fazenda de todos os tempos (antes só subalternos do capitalestrangeiro, submissos e capachos), no governo Lula tá tudo iluminado(antes só apagão). Isso tudo causou desespero da oposição tucano-pefelista que começouarmar um golpe. 

  20. JUIZ PAVÃO AGENTE DA CIA, DESMONTE NACIONAL A FARSA TRIPLEX
    A SINISTRA CONTA TUCANO LAVOU E DESVIOU DO BRASIL VIA CONTAS CC-5 NO “ESQUEMA BANESTADO” – BANCO DO ESTADO  ESTADO DO PARANÁ – CRIADO POR FHC EM 1995 UMA MEGA FORTUNA DE MEIO TRILHÃO DE REAIS (125 BILHÕES DE DÓLARES) EM PROPINAS PAGAS PELAS MULTINACIONAIS A 300 POLÍTICOS CORRUPTOS DEMO-TUCANOS E DO PFL (ATUAL DEM)  MEIO TRILHÃO DE REAIS, A GARNA SUJA FOI LAVADA PARA CONTAS SECRETAS NAS ILHAS CAYMAN, SUIÇA, BAHAMAS, PANAMÁ (ESQUEMA MOSSAK FONSECA DENOMINADO PANAMÁ PAPERS LAVA DINHEIRO SUJO DE CORRUPTOS DE TODO O PLANETA DESDE O FIM DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.   O PAVÃO MISTERIOSO AGENTE DA CIA E DEFENSOR DOS INTERESSES NORTE-AMERICANOS E DAS PETROLÍFERAS ESTRANGEIRAS FORÇOU LEO PINHEIRO A OAS A MENTIR NO CASO TRIPLEX (EM TROCA DE SUPOSTA LIBERDADE)  MAS A MENTIRA TEVE PERNAS CURTAS  E FOI DESMASCARADA ONTEM PELA DPF QUE DESCOBRIU A VERDADEIRA PROPRIETÁRIA DO FAMIGERADO TRIPLEX QUE ATORMENTOU ATÉ OS BRASILEIROS EM NOTICIÁRIOS PIROFÓRICOS DIÁRIOS DESGATANTES COM AQUELE IMBECIL  REPÓRTER DA RECORD E OS JORNALISTAS MAL INFORMADOS DA SBT E DA BAND, JORNALECOS BARATOS DESINFORMADOS QUE NÃO INVESTIGAM AS ORIGENS DAS INFORMAÇÕES, SÃO OS CORRESPONDENTES MIDIOTAS DA OPERAÇAO PARTIDÁRIA E PIROTÉCNICA DA OPERAÇÃO LAVA A JATO. AGORA COM ESSA FARSA DO “TRIPLEX DA NELCI DO MOSSAK FONSECA” DESCOBERTA E REVELADA QUEM IRÁ INDENIZAR LULA PELA MORTE DA ESPOSA? AS CONDENAÇÕES POR CONVICÇÕES MEDÍOCRES E FACISTAS E DESMENTIR PUBLICAMENTE ESSA FARSA E DIFAMAÇÃO E NAS COERCITIVAS SOBRE A FALSA PROPRIEDADE DO TRIPLEX???? PASMEM O ESQUEMA MOSSAK FONSECA FOI DENUNCIADO NO MUNDO HÁ MEIO SÉCULO E CONTINUA AGINDO NO BRASIL, O MOSSAK FONSECA TEM UMA SINISTRA SENHORA CONHECIDA COMO DONA “NELCI DA CORRUPÇÃO” ELA É REPRESENTANTE NO BRASIL DO MOSSAK FONSECA, PASMEM, ELA  ATUOU NA LAVA A JATO, MAS FOI DENUNCIADA ONTEM NUM RELATÓRIO DA DPF QUE INOCENTOU LULA, ELA FOI DESCOBERTA COMO SENDO A VERDADEIRA PROPRIETÁRIA DO FAMIGERADO “TRIPLEX DE GUARUJÁ”, ESSA FARSA MONTADA NA OPERAÇÃO LAVA RATOS DE CURITIBA PELA OAS EM TROCA DE REDUÇÃO DA PENA ELE TERIA QUE INVENTAR UMA ESTÓRIA CONTRA LULA), ESSA DESGRAÇA DA FARSA DO “TRIPLEX DE GUARUJÁ” DENOMINADA “OPERAÇÃO TRIPOEX”  DO JUIZ PAVÃO MISTERIOSO, INFERNIZOU A VIDA DOS FAMILIRES DE LULA E DA DONA MARISE,  ESPOSA DE LULA QUE MORREU ANGUSTIADA PELAS MENTIRA DE LEO PINHEIRO E DO JUIZECO TUCANO, O PAVÃO MISTERIOSO AGENTE DA CIA SÉRGIO MORO QUE FOI TREINADO PELA CIA EM 2009 PARA DERRUBAR O GOVERNO E PARALISAR DUAS MIL OBRAS NO PAÍS, RETORCER O PAÍS  E ENTREGAR AS RIQUEZAS NATURAIS DO BRASIL.  

  21. O QUE OS JUIZES E OS
    O QUE OS JUIZES E OS PROCURADORES DA LAVA JATO ESCONDERAM NO ESCÂNDALO BANESTADO E NA LAVA A JATO DESDE A ERA FHC: OS CRIMES DAS PRIVATARIAS TUCANAS LAVARAM MEIO TRILHÃO DE REAIS NO PARANÁ NA ERA FHC NO “PROPINODUTO DAS PRIVATARIAS TUCANAS”  CENAS DE GANGSTERISMOS E ASSASSINATOS MARCARAM A CORRUPÇÃO NO PARANÁ NA ERA FHC, MILHARES DE CRIMES ABAFADOS: SERGIO MORO E O DOLEIRO ALBERTO YOUSSEF E OS 300 DEMOTUCANOS E MICHEL TEMER SÃO VELHOS CONHECIDOS HÁ 30 ANOS!!!ELES PLANEJARAM COM APOIO DA CIA A LAVA A JATO:  EM 2009 O BRASIL BOMBAVA, COM ZERO DESEMPREGOS, 14 MILHÕES EMPREGADOS NA INDUSTRIA, A PETROBRAS BATIA RECORDES DE PRODUÇÃO NO PRESAL QUE CAUSOU ESPANTO NA OTC EM HOUSTON. O EX-AGENTE DA CIA ALERTOU QUE O PRESAÇL SERIA ALVO E QUE UM JUIZ BRASILEIRO JÁ HAVIA SIDO TREINADO PELA CIA EM 2009: SERGIO MORO E A CIA E OS TRAIODORES DA PÁTRIA.  O BANESTADO E A LAVA A JATO UM FEITIÇO DO TEMPO!! ENVOLVEM OS MESMOS JUIZES, OS MESMOS 300 POLÍTICOS DEMOTUCANOS E OS MESMOS 70 DOLEIROS DO ESCÂNDALO BANESTADO TODOS COMANDADOS PELO MAIS ANTIGO AMIGO DOS TUCANOS E DE SERGIO MORO: SR ALBERTO YOUSSEF É UM VELHO CONHECIDO DE MORO E DOS TUCANOS ELE FOI OFFICE BOY DE ALVARO DIAS, OSMAR DIAS E CENTENAS DE DEMO TUCANOS EM DESVIOS MILIONÁRIOS NO PARANÁ DESDE O INÍCIO DOS ANOS 1990!!! CONHEÇAM DETALHES DAS PRIVATARIAS TUCANAS ABAFADAS NO PARANÁ NA ERA FHC E DEPOIS VIROU A PLANEJADA “OPERAÇÃO LAVA A JATO, PASMEM, ENVOLVENDO OS MESMOS 300 POLITICOS CORRUPTOS,. OS MESMOS PROCURADORES E OS MESMOS JUIZES DA LAVA A JATO, PASMEM, O JUIZ FOI TREINADO PELA CIA EM 2009 NO ANO QUE O BRASIL INICIAVA A PRODUÇÃO DO PRE-SAL COM RESULTADOS SURPREENDENTES, MAIS DE DUAS MIL OBRAS EMPREGAVAM 14 MILHÕES DE BRASILEIROS,  CONHEÇAM AS ENTRANHAS SECRETAS DAS PRIVATARIAS TUCANAS E DO “CONSENSO DE WASHINGTON” DO QUAL FHC FOI SIGNATÁRIO EM 1993 NO CARGO DE MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES DO GOVERNO ITAMAR FRANCO (ANTES DE DERRUBAR O AUTOR DO PLANO REAL RUBENS RICUPERO, A GLOBO ARMOU O GOLPE PARA DERRUBAR RICUPERO E FORÇAR ITAMAR A COLOCAR FHC COMO FALSO AUTOR DO PLANO REAL. INFLELIZMENTE ESSE GOLPE ELEITOREIRO!!!), EM WASHINGTON FHC EM 1993 NA CONDIÇÃO DE MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES  PROMETEU AO FMI E AOS GRINGOS ESPECULADORES QUE IRÁ FAZER CENTENAS DE “NEGÓCIOS DA CHINA” RIFAR O PATRIMONIO DO BRASIL, VENDER POR PREÇOS ÍNFIMOS RESERVAS DE PETRÓLEO E MINÉRIOS E APLICAR UM GOLPE NO PATRIMÔNIO DO BRASIL, MAS O PREÇO ERA UM PROPINODUTO QUE FOI PLANEJADO NO PARANÁ O BANCO DO ESTADO DO PARANÁ BANESTADO CAPTOU  MEIO TRILHÃO DE REAIS DAS MULTINACIONAIS PARA REMUNERAR OS 300 POLÍTICOS DEMO-TUCANOS QUE SÃO OBEDIENTES A FHC NAS ENTREGAS DE PATRIMÔNIO PÚBLICO ANEXO O RELATO de Paulo Moreno (*) VIA CAFÉ NA POLÍTICA”PRIVATARIAS GERARAM PREJUIZOS DE 15 TRILHÕES US$ AO BRASIL” com os royalties para  o ilustre jornalista FRANCISCO LEITE FILHO Em email enviado a seu grupo de discussão, o professor Paulo Moreno, afirma que “FHC transferiu para mega-especuladores internacionais um patrimônio público de 15 trilhões de dólares em 137 estatais de energia, petróleo, telecomunicações, infra-estrutura, petroquimicas, (incluindo) a Vale do Rio Doce, maior mineradora do mundo”.– Todas foram criminosamente doatizadas por menos de 2% do valor”, acentua Moreno, lembrando ainda “da privataização branca da Petrobras, (quando) FHC doou um lote bilionário de seis bilhões de ações preferenciais da Petrobras, por menos de 2% do valor na Bolsa de New York em junho de 1999 para o patrão do Sr. Arminio Fraga, Sr. Seorge Soros (confiram no Google (digitando) “Soros financial crocodile”). (Ele) fez estragos na América Latina e agora saqueia a Ásia, a Sinopec, petrolifera da china e Metronas da Malásia, (que estãoS na mira de Soros). A seguir, o e-mail completo de Paulo Moreno, quase todo escrito em letras maiúsculas, como é de seu estilo: FHC TRANSFERIU PARA MEGA-ESPECULADORES INTERNACIONAIS UM PATRIMÔNIO PÚBLICO DE 15 TRILHÕES DE DÓLARES EM 137 ESTATAIS DE ENERGIA, PETRÓLEO, TELECOMUNICAÇÕES, INFRA-ESTRUTURA, PETROQUIMICAS, A VALE DO RIO DOCE MAIOR MINERADORA DO MUNDO, TODAS FORAM CRIMINOSAMENTE DOATIZADAS POR MENOS DE 2% DO VALOR E TAMBÉM A PRIVATAIZAÇÃO BRANCA DA PETROBRAS, FHC DOOU UM LOTE BILIONÁRIO DE SEIS BILHÕES DE AÇÕES PREFERENCIAIS DA PETROBRAS FORAM DOADAS POR MENOS DE 2% DO VALOR NA BOLSA DE NEW YORK EM JUNHO DE 1999 PARA O PATRÃO DO CORRUPTO SR ARMINIO FRAGA, O CROCODILO FINANCEIRO SR GEORGE SOROS (CONFIRAM NO GOOGLE SOROS FINANCIAL CROCODILE FEZ ESTRAGOS NA AMERICA LATINA AGORA SAQUEIA A ÁSIA, A SINOPEC, PETROLIFERA DA CHINA E PETRONAS DA MALASIA NA MIRA DE SOROS) A EUROTRADE CAYMA LTD, NAS ILHAS CAYMÃ, ERA A EMPRESA DE FACHADA QUE PAGAVA REMUNERAÇÃO A MIRIAN DUTRA. JONAS, DONO DA BRASIF, NÃO SE LEMBRA DAS OPERAÇÕES DE LAVAGEM FEITAS NAS ILHAS CAYMA NA “EUROTRADE” “A DONA MIRIAN PUBLICOU NA MAIORIA DOS JORNAIS DO BRASIL QUE O SR FHC, ALÉM DE TER OS IMÓVEIS BILIONÁRIOS EM PARIS, O DE BARCELONA (REPASSADO AO FILHO), ONDE ACONTECIAM OS ENCONTROS, ELE TEM CONTAS SECRETAS MILIONÁRIAS E NEGÓCIOS OCULTOS NAS ILHAS CAYMÃ. A CONTA SECRETA TUCANO E A CONTA CH J&T FOI CRIADA AINDA EM 1994, COM OBJETIVO CAPTAR PROPINAS DE PRIVATIZAÇÕES, EM CONTA NUMERADA SECRETA NAS ILHAS CAYMÃ, CRIADAS LÁ NAS ILHAS CAYMÃ, POR MARIO COVAS, FHC, JOSÉ CHIRICO SERRA E SÉRGIO MOTA E TINHA COMO PROCURADOR O TESTA-DE-FERRO AMERICANO TERRENCE NA AGÊNCIA BANESTADO DE NEW YORK (A CONTA CH J&T) TEM AS INICIAIS DOS SEUS CORRENTISTAS) EM NEW YORK ONDE AS PROPINAS FORAM REMETIDAS E DEPOIS LAVADAS PARA O DESTINO FINAL NAS ILHAS CAYMÃ. A CONTA CH J&T FOI RASTREADA EM 2002 NA “OPERAÇÃO MACUCO” PELOS DELEGADOS JOSE CASTAILHO NETO E PAULO DE TARSO, RAZÃO DA FEROZ PERSEGUIÇÃO DE FHC E DO JUDICIÁRIO DO PARANÁ AOS DELEGADOS E A ORDEM PARA SOLTAR O DOLEIRO YOUSSEF EM 2002, O DOLEIRO ERA O OFFICE-BOY DOS DEMO-TUCANOS NAS LAVAGENS DO BANESTADO, ELE FOI PRESO PEAL PF EM 2001 E SOLTO PELO JUDICIÁRIO PARANAENSE EM 2002, YOUSSEF, COM GARANTIA DA IMPUNIDADE CONTINUOU AGINDO SEM SER INCOMODADO POR QUASE 20 ANOS, ELE TINHA A CERTEZA DA BLINDAGEM TUCANA NO ESCANDALO BANESTADO E DEPOIS NA LAVA-JATO. AS PRIVATARIAS TUCANAS RENDERAM, SEGUNDO OS LIVROS ABAIXO CITADOS, UMA FORTUNA DE 124 BILHÕES DE DÓLARES A 130 POLÍTICOS DEMO-TUCANOS ENTRE 1995 E 2002 EM PROPINAS PAGAS PELAS MULTINACIONAIS BHP SAMARCO (PAGOU PROPINAS PARA OBTER A PRIVATARIA DA VALE, DOATIZADA POR MENOS DE 2% DO VALOR PATRIMONIAL PELO CORRUPTO LESA-PÁTRIA SR JOSE CHIRICO SERRA E SEUS FAMILIARES E INTERMEDIADA PELO BANQUEIRO DANTAS DO OPPORTUNITY E O PRIMO DE SERRA RICARDO SERGIO DE OLIVEIRA), AES-AMERICAN ENERGY SYSTEMS (PAGOU PROPINAS PARA OBTER A PRIVATARIA ELETROPAULO QUE GEROU PROPINAS MILIONÁRIAS PARA O GENRO DE FHC NO GOVERNO COVAS, SR DAVID ZYLBERSZTAJN), ALSTHOM E SIEMENS (CORRUPÇÃO NA VENDA DE TRENS NO METRÔ DE SP), SHELL DUTCH, EXXON MOBIL E CHEVRON(CORRUPÇÃO NA ANP NA GESTÃO DO CORRUPTO GENRO DE FHC, SR DAVID ZYLBERSZTAJN, PARA OBTER CONCESSÕES DE 29 BLOCOS PETROLÍFEROS A PREÇOS ÍNFIMOS), AMPLA (PAGOU PROPINAS PARA A PRIVATARIA DA CERJ- CENTRAIS ELÉTRICAS DO RIO DE JANEIRO), SBM, BW OFFSHORE, HALLIBOURTON E TRANSOCEAN ENVOLVIDA NO DESASTRE DE MACONDO (PAGARAM PROPINAS PARA OBTER NA ERA FHC OS CONTRATOS DE AFRETAMENTOS, PAGOU PROPINAS AO GENRO DE FHC, DAVID ZYLBEREZTAJN E PEDRO BARUSCO NA MODALIDADE DE TERCEIRIZAÇÃO DENOMINADA “QUARTEIRIZAÇÃO- AFRETAMENTO”, FOI CRIADA EM 1997, SOB O CONTROLE DE PEDRO BARUSCO POR UMA DÉCADA, ESSES AFRETAMENTOS POR ORDEM DE FHC, PARA DESMONTAR A INDUSTRIA NAVAL NO BRASIL E GERAR LUCROS MILIONÁRIOS ÀS MULTINACIONAIS), TELEFONICA E RTP TELECOM (PAGARAM PROPINAS MILIONÁRIAS A SERGIO MOTA, SPOCIO DE FHC NA EMPRESA NAS ILHAS CAYMÃ, PARA OBTER AS PRIVATARIAS DAS TELES, TAMBÉM A SRA VERONICA SERRA- FILHA DE JOSE SERRA- E VERONICA DANTAS – IRMÃ DO CORRUPTO BANQUEIRO- ERAM “TESTAS-DE-FERRO” NESSAS OPERAÇÕES ILÍCITAS DO BANCO OPPORTUNITY E NAS MARACUTAIAS DO DANIEL DANTAS, ELAS ESTÃO NA REVISTA FORBES, COMO AS BILIONÁRIAS NO BRASIL. O BANQUEIRO DANTAS É DONOS DE 8 EMPRESAS DE TELEFONIA CELULAR NO BRASIL, NOS ESTADOS DO NORTE E NORDESTE), AS PETROLÍFERAS CORRUPTORAS ENRON E A BRITISH PETROLEUM E BRITISH GAS (PAGARAM PROPINAS MILIONÁRIAS PARA OBTER O CONTRATO AO GENRO DE FHC DAVID ZYLBERSZTAJN E PAULOROBERTO COSTA, FEROZ ALIADO DE FHC, PARA OBTER A OBRA DO MEGA-GASODUTO BRASIL-BOLÍVIA, O GASBOL, DEPOIS A ENRON FALIU E ELAS PULARAM FORA DEIXANDO UM PREJUIZO DE 3 BILHÕES PARA A PETROBRAS EM 1998), A BRASIF USANDO EMPRESA DE FACHADA OFFSHORE NAS ILHAS CAYMA, EUROTRADE CAYMA LTD (REMUNEROU A PERMANENCIA DA AMANTE DE FHC EM CAYMÃ (PAGOU PROPINAS MILIONÁRIAS A FHC PARA OBTER OS CONTRATOS DE CONCESSÕES DAS LOJAS EM AEROPORTOS BRASILEIROS JUNTO A INFRAERO), E OUTRAS MULTINACIONAIS CITADAS NOS LIVROS PAGARAM PROPINAS A 130 POLÍTICOS NA ERA FHC. VIDE LISTA DE LIVROS. POR QUE A BRASIF, EMPRESA QUE PRESTAVA SERVIÇOS A ESTATAL INFRAERO PAGOU MESADA DE US$ 100.000 PARA A AMANTE DE FHC, DONA MIRIAN DUTRA, NAS ILHAS CAYMÃ? LIVROS: 1- “O OUTRO LADO DA LAVA-JATO”, Paulo Leite, 2016, contem revelações estarrecedoras que não chegaram ao conhecimento públicio e foram abafadas pela midia alienígena aliada aos lesa-pátrias2- “FHC, CRISE,M DECADÊNCIA E CORRUPÇÃO”, Henrique Fontana, o livro mostra com provas e riqueza de detalhes os caminhos das contas secretas de FHC e outros ferozes lesa-pátrias nas Ilhas Caymã, Suíça e Bahamas.3- “O MAPA DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC”, Larissa Bertone, 20134- “O ESCANDALO BANESTADO NO PARANÁ E A LAVA-JATO, UM FEITIÇO DO TEMPO”, Jandira Fegali5- “A PRIVATARIA TUCANA”, Amaury Junior, ele foi baleado em Brasilia por causa desse livro em agosto de 2007, o livro mostra com provas e riqueza de detalhes os caminhos das contas secretas de FHC e outros ferozes lesa-pátrias nas Ilhas Caymã, Suíça e Bahamas.6- “EL COMPLOT PARA ANIQUILAR LAS FUERZAS ARMADAS E LAS NACCIONES DE IBERO-AMERICA”, LIVRO DE LINDON lAROUCHE DETALHA OS ACORDOS SECRETOS DE FHC COM O FMI, AINDA EM 1993 QUANDO ELE ERA CHANCELER EM WASHINGTON.7- “O BRASIL PRIVATIZADO, O SAQUE CONTINUA”, Aloisio Biondi, 1998. o livro mostra com provas e riqueza de detalhes os caminhos das contas secretas de FHC e outros ferozes lesa-pátrias nas Ilhas Caymã, Suíça e Bahamas.8- “FHC, O PRÍNCIPE DA PRIVATARIA”, Palmério Dória, 20139- “A PÁTRIA PEDE SOCORRO”, Brigadeiro da FAB, Ivan Frota, 199510-“TARDE DEMAIS PARA ESQUECER”, jurista Benedito C. Bonfim, 199511- “PRELIMINARY IDEAS STEP-BY-STEP FOR A PRIVATAIZATION MASTER PLAN IN BRAZIL OF ELETROBRAS GROUP, TELEBRAS GROUP, VALE DO RIO DOCE GROUP, PETROBRAS GROUP, PETROCHEMICAL GROUP AND INFRAERO GROUP – CONFIDENTIAL MEMORANDUM- IMF- INTERNATIONAL MONETARY FUND & CREDIT SUISSE BANK, Jornal RR-Relatório Reservado12- “AS PRIVATARIAS DAS TELES, FHC, JOSE SERRA, LUIS CLAUDIO MENDONÇA DE BARROS E SERGIO MOTA NO LIMITE DA IRRESPONSABILIDADE”, revistas ISTOE, CARTA CAPITAL, publicação dos grampos da PF nas conversas palacianas. O presidente do BNDES, e o ministro das comunicações tiveram que ser demitidos pelas conversas gravadas publicadas nos jornais e revistas em outubro de 1998. Rogério Medeiros de Barros preso na Ordem de Captura INTERPOL 3466/1996 por lavagem de dinheiro é irmão do PGR Rodrigo Janot Monteiro de Barros. Rogério de Barros foi detido na Bélgica meses depois pela Interpol, como afirmou Fernando Collor de Mello na CPI, fazendo lavagem de centenas de milhões de dólares das propinas das TELES pagas pelas multis na sua gestão no BNDES no governo FHC”. (*) PauloMoreno é Professor aposentado______Observação. Quando escrevi ao professor Paulo Moreno solicitando autorização para a publicação de seu e-mail, no grupo de discussão a que pertenço, ele me respondeu o seguinte:“Francisco Sou professor aposentado e idoso, fui professor nas décadas de 1960 a 1990. Eu já enviei a matéria com os comentários para 655 jornalistas no Brasil em Copia oculta (o conterrâneo Amaury Júnior e também ao ilustre PHA, e outros jornalistas que tenho mais contato como correspondente) e também repassei para 180 associações de classe no Brasil e no exterior, incluindo os principais sindicatos dos jornalistas em todos os estado do Brasil. Estamos num “campo minado”, com agentes da CIA infiltrados novamente no judiciário e nas “polícias legislativas” do Brasil. Leia o livro O OUTRO LADO DA LAVA-JATO e confira as revelações estarrecedoras de dezenas de professores de direito renomados e de vários ministros do Supremo (o mais ilustre professor de direito da USP, dr Ricardo Lewandowsky, atual ministro do STF, o Marco Aurélio Melo, e muitos outros decalararam no livro bombástico de PAULO LEITE, que estão indignados com o caráter “novelesco”, midiático e medieval da Lava-jato que foi orquestrada desde 2003 na mesma época do “ACORDO DE GOVERNABILIDADE ENTRE LULA E FHC” e a famigerada OPERAÇÃO ABAFA DO ESCANDALO BANESTADO NO PARANÁ (o maior esquema de corrução da república como bem lembrou o Requião no discurso no Senado, teve os mesmos algozes, os mesmos juizes, os mesmos procuradores e os mesmos doleiros da Lava-jato). Um golpe paraguaio foi orquestrado em Assunção pela CIA como alertou o Edward Snowden e tentam desde janeiro de 2014 (época que foi iniciado o terrivel SEGUNDO DUMPING MUNDIAL DO PETRÓLEO PELA CIA E AS PETROLIFERAS AMERIACANAS QUE ROUBARAM E SAQUEARAM 5 BILHÕES DE BARRIS DE ÓLEO IRAQUIANO DO CAMPO DE MAJNOON NA FRONTEIRA DO KWAIT COM O IRAQUE USANDO A TÉCNICA DOS “POÇOS DIRECIONAIS” DA CHEVRON E DA EXXON, AGORA DESPEJAM O MESMO ÓLEO PARA TENTAR GERAR UMA “NOVA PERESTROYKA” GERADA NO “PRIMEIRO DUMPING DO PETROLEO 91983-1987) PARA AFETAR AS AÇÕES E FREAR OS PROJETOS DE EXPANSÃO DAS 15 PETROLÍFERAS MAIORES DO MUNDO (PETRONAS, STATOIL, TOTAL, PETROBRAS, GAZPRON, ETC) E CONTER O DESENVOLVIMENTO NOS PAÍSES DETENTORES DE GRANDES RESERVAS COMO A RUSSIA, BRASIL E VENEZUELA. A CIA tenta com ajuda de ferozes aliados aplicá-lo novamente no Brasil e na Venezuela para tentar se apoderar do Campo Gigante de “MARACAIBO LESTE” com 50 bilhões de barris, descoberto recentemente pela PDVSA em 2013 na Venezuela próximo a Guiana Inglesa (ameaça uma nova guerra das Mavinas no Caribe), e o ALVO PRINCIPAL é o ultra-mega-campo-gigante do PRESAL que opera com a mor taxa de produtividade do planeta atingiu a marca de hum milhão de barris em 4 anos superando a produtividade dos campos do Mar do Norte e do Golfo do México e até os campos mais antigos da Bacia de Campos descoberta em 1974, todos os campos do mundo, exceto MAJNOON que é também ULTRA-PRODUTIVO COMO O NOSSO PRESAL, os demais campos atingiram essa meta de hum milhão de barris em 20 anos (a PEC-131 que retornaria ao antigo Regime das Concessões da era FHC, exigida pelo embaixador americano ao antigo aliado lesa-pátria senador sr José Chirico Serra, o “Serralgio Vamp” como ele era chamado na época que liderou a luta armada e quando ele matou o estudante Antonio Lourenço da UNE (acusado por Serra com suspeito “informante da ditadura e foi justiçado numa emboscada” em 1969 e fugiu para a Bolívia e lá foi preso por ordem do presidente general Hugo Banzer a pedido do general Costa e Silva Snownden declarou ainda em 2011 que o Brasil e a Petrobras estavam gravemente sendo espionados por causa do PRESAL, a segunda maior reserva petrolífera do planeta ea maior do mundo em reserva offshore (no mar) e ainda mais assustador, o tenente-coronel Wayne Madsen está publicando desde outubro de 2014 que a CIA remunerou políticos para obter o regresso ao REGIME DAS CONCESSÕES da era FHC (quando o sinistro genro de FHC, o mafioso sr David Zylbersztajn foi nomeado pelo corrupto sogro na récem-criada ANP em 1997 e prenunciou os “leilões” bradando no auditório repleto de gringos: “SRS O PETRÓLEO É VOSSO!” assassinar os candidatos de “centro-nacionalistas” sr Eduardo Campos no Brasil e o Luis Donaldo no México (1995). Infelizmente essa é uma república que passa infindos golpes desde os tempos do Brasil Colônia. Aqui em MG muitos jornalistas, até dois conhecidos meus, colegas de escola secundária foram alvos de atentados e muitos jornalistas famosos em MG foram assassinados durante o desgoverno do traficante-drogado sr Aécio Cheira Neves Cunha, ele é um perigoso traficante ligado a outros perigosos traficantes de drogas em MG, entre eles os senador-traficante sr JOSE PERRELA, o senador-traficante sr Azambuja (psdb-ms, tesoureiro dos tucanos) e Vilmar Neneco, Ednaldo BH, . Esse cidadão perseguiu jornalistas, policiais e professores mineiros e foi rechaçado na manifestação dos professores e dos policiais em plena eleição presidencial. Ele é um notório usuário de drogas desde a década de 1970 é uma velho conhecido dos DENARCS de MG e RJ, e ainda por cima ligado a ferozes trafaicantes pela sociedade na empresa de fachada do traficante PERRELA a GAROPECUÁRIA LIMEIRA PARTICIPAÇÕES LTDA. Tenho muitos amigos na Polícia Mineira eles relataram os horrores dos famigerado CHOQUE FDE GESTÃO que justificou o desvio de 5 bilhões da saúde e o sucateamento das polícias civil e militar em MG, até os computadores foram retirados das delegacias em 2005 e voltaram para as obsoletas máquinas de datiliografia, os veículos ficaram em manutenção, as cotas de combustíveis impostas no famigerado “choque” (enquanto eles roubavam as verbas públicas para fazer “propaganda enganosa e matérias pagas com o erário público”, as cotas impostas por Aécio para as viaturas da polícias, como ele Aecio Cheira Neves (acesse ao BLOG DOS DELEGADOS MINEIROS CONTRA GESTÃO AÉCIO E AS DENUNCIAS DO PIOLICIAL ARCANJO GOMES NOGUEIRA, LIDERA DOS INVESTIGADORES DA POLICIA MINEIRA CONFIRA O QUE OS POLICAIS E OS PROFESSORES PENSAM SOBRE ESSE SENADOR-DROGADO-TRAFICANTE QUE TEVE O HELICOPTERO PRESO COM 450 KG DE COCAINA E ACESSE AO JORNAL INVESTIGATIVO AMERICANO O TMZ: AECIO NEVES SCANDALS THE COCAINE HELICOPTER), Aécio as odiava pelas abordagens antigo usuário de drogas, davam para rodar só 50 km por dia, Eu estudei nas décadas de 1950 e 1960 na Polícia Mineira na época que ainda era existia no Brasil a única polícia UNIFICADA no Brasil, em 1969 elas foram extintas pelo governo militar e todo o seu efetivo foi transferido à força (o proprio general Médici criou uma tabela de equivalência de cargos para as patentes militares nas PMs, 350 mil colegas foram transferidos à revelia para dentro dos quadros das PMs e desde 1970 as ruas do Brasil passaram a ser policiadas por policiais militares com a extinção das Forças Públicas Civis em dezembro de 1969 pelo DECRETO-LEI número 1072/69 – militarização do policiamento urbano no Brasil). A CONSTITUINTE FRAQUEJOU POIS TINHA A META DE RE-UNIFICAR AS POLICAIS NO BRASIL E PARA PIORAR A PROPRIA CONSTITUINTE SOB O LOBBY DOS PREFEITOS A CF DE 1988 CRIOU A FAMIGERADAS GMs PARA SERVIR DE MOEDA ELEITOREIRA PRA PREFEITOS E SEIUS CABIDES DE EMPREGOS. HOJE O BRASIL TEM HUM MILHÃO DE POLICIAIS EM CINCO MODALIDADES A MAIORIOA CRIADAS DESDE 1964 (PRF, PF CRIADAS EM OUTUBRO DE 1964, AS PMs, AS POLICIAIS CIVIS, AS GMs, pasme um verdadeiro Exército da China atuando de forma segregada, desordenada, despreparada, e mesmo com esse exército, o Brasil tem a segunda maior TAXA DE CRIMES VIOLENTOS NO MUNDO, NA MÉDIA 57 ASSASSINATOS PARA CADA GRUPO DE 100 MIL HABITANTES SEGUNDO O CRITÉRIO DA ONU, 60 MIL ASSASSINATOS POR ANO, UM HOMICÍDIO A CADA DOIS MINUTOS. O PLEBICISTO DA RE0UNIFICAÇÃO DAS POLICIAS DA CONSTITUINTE FOI DETONADO PELO LOBBY DAS 14 MIL EMPRESAS DE SEGURANÇA PRIVADA QUE FATURAM 3,5 BILHÕES POR ANO, TEMOS QUE PAGAR EM DUPLICIDADE OS IMPOSTOS E AS TAXAS COBRADAS PARA NÃOSERMOS ASSALTADOS EM SHOPPINGS, NAS RUAS DO BRASIL, NAS RODOVIAS OS PEDAGIOS E MESMO TENDO PAGO O ABSURDO IPVA CRADO POR FHC EM 1996 EM SUBSTITUIÇÃO A TRU-TAXA RODOVIÁRIA UNICA EXTINTA EEM 1995 QUE TINHA UM VALOR MUITO MAIS BAIXO PARA SER APLICADO NA ATIVIDADE FIM, A CONSERVAÇÃO DAS ESTRADAS, DESDE 1996 PAGAMOS ESSE ABSURDO IPVA QUE NÃO MAIS VAI PARA AS ESTRADAS E SIM PARA O BURACO NEGRO DA CORRUPÇÃO, O DINHEIRO É DESVIADO PARA OUTRAS FINALIDADES.POBRE PAÍS” (FC Leite Filho).

  22. AS AÇÕES OCULTAS E SIGILOSAS DE SERGIO MORO DESDE 1997
    O CASO BANESTADO O MAIOR CRIME DE CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DA REPÚBLICA TEVE A ATUAÇÃO DE SERGIO MORO PARA ABAFAR CRIMES DA ERA FHC (PROPINODUTO DAS  PRIVATARIAS TUCANAS) EM 1997, 1999 E 2002 SERGIO MORO SOLTOU NO PARANÁ ALBERTO YOUSSEF E UMA GANGUE DE 70 DOLEIROS PRESOS NA “OPERAÇÃO MACUCO”  DO DELEGADO JOSÉ CASTILHO NETO E BLINDOU 300 POLÍTICOS CORRUPTOS. ALBERTO YOUSSEF, OLGA YOUSSEF, ADIR ASSAD E SERGIO MORO SÃO VELHOS CONHECIDOS HÁ MAIS DE 25 ANOS NO PARANÁ. O JUIZ TAMBÉM SOLTOU OS PRESOS DA “OPERAÇÃO CURAÇÃO” DA PF EM CURITIBA, OS DOIS MAIORES ENVOKVIDOS CRISTIANO PALERMO E SOLON PALERMO FORAM SOLTOS POR SERGIO MORO, ELES DESVIARAM E LAVARAM PARA AS ILHAS BAHAMAS 300 MILHÕES NO PROPINODUTO TUCANO. SERGIO MORO TAMBÉM  ENVOLVEU-SE  NA SOLTURA DE PRESOS NO “CASO GARIBALDI” E NO “CASO PAOLICCHI” EM 2010 NO DESVIO DE 500 MILHÕES DE REAIS DA PREFEITURA DE MARINGÁ, PAOLICCHI ERA SECRETÁRIO DAS FINANÇAS DE MARINGÁ NO ESTADO DO PARANÁ, ELE DESVIOU 500 MILHÕES DE REAIS PARA AS CAM´PANHAS TUCANAS NA GESTÃO DE GIANOTTO NA PREFEITURA DE MARINGÁ, E DEPOIS DE PRESO PELA PF E SOLTO PELO JUDICIÁRIO PAOLICCHI FOI MORTO METRALHADO PARA “QUEIMA DE ARQUIVO” E COMO ELE ERA “MARIDO” DE ALBERTO YOUSSEF O CRIME TEVE UMA CONOTAÇÃO DE CASO PASSIONAL E O CASO FOI ESQUECIDO. OS IRMÃOS ÁLVARO DIAS E OSMAR DIAS, QUE TÊM COMO SUPLENTES OS PARENTES DE SERGIO MORO (OSVALDO MALUCELLI MORO E JOEL MALUCELLI SÃO DONOS DA CONSTRUTORA J MALUCELLI QUE CONSTRUIU BELO MONTE E FOI BLINDADA NA LAVA JATO, SÃO OS DONOS DO ESTADO DO PARANÁ E DO “PARANÁ BANCO”, COLIGADAS DA REDE GLOBO NO PARANÁ  E DA BAND NEWS EM SOCIEDADE COM JOÃO ASSAD NO PARANÁ)  FHC RASGOU NO DIA DA POSSE O “TRATADO ANTI-CORRUPÇÃO” ELABORADO POR ITAMAR FRANCO (PARA EVITAR A REPITIÇÃO DOS CRIMES DO ESQUEMA COLLOR PC FARIAS) E MAQUIAVELICAMENTE FHC CRIOU EM 1995 COM AJUDA DE GILMAR MENDES E GERALDO BRINDEIRO (ENGAVETADOR GERAL DA REPÚBLICA NA ERA FHC)  UMA COMPLEXA “TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA” PARA BLINDAR 300 POLÍTICOS CORRUPTOS DENUNCIADOS DESDE 1988 NA “CPI ESQUEMA DO ORÇAMENTO- OS ANÕES DO CONGRESSO  (CPI ENCERRADA EM 1989 COM AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS E COM O ASSASSINATO DA DENUNCIANTE ELISABETE LOFRANO ENVOLVE FHC, MICHEL TEMER, GEDDEL, PADILHA, ALOISIO NUNES, AÉCIO CHEIRA NEVES, CAIADO, BETO MANSUR, HENRIQUE ALVES, JOSÉ CHIRICO SERRA, ORESTES QUERCIA, MOREIRA FRANCO E MUITOS OUTROS CORRUPTOS) E NA “CPI ESQUEMA ODEBRECHT E ESQUEMA COLLOR PC FARIAS” CRIADA EM 1992 APÓS GRAVES DENÚNCIAS DO JOVEM GOVERNADOR DO ACRE EDMUNDO PINTO QUE DENUNCIOU, PASMEM,  HÁ 25 ANOS ATRÁS, TODO ESSE “QUADRILHÃO” E O ESQUEMA DEPROP DA ODEBRECHT E POR ESSA RAZÃO O GOVERNADOR DO ACRE FOI MORTO A TIROS EM 17/05/92

  23. CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC E SERGIO MORO BANESTADO
    PESQUISEM NO GOOGLE OS SEGREDOS DAS PRIVATARIAS QUE TIVERAM NO PARANÁ UM PROPINODUTO AFABADO POR SERGIO “MORRO” , ESQUEMA FOI CRIADO EM 1995 (ESQUEMA BANESTADO CAPTOU 125 BILHÕES EM PROPINAS DAS MULTINACIONAIS) TEVE A BLINDAGEM JUDICIÁRIA NA “TEIA DE PROTEÇÃO TUCANA NO JUDICIÁRIO” E VEJAM O QUE RELATAM OS SITES INTERNACIONAIS AS SINISTRAS “CONTA TUCANO”, “CONTA CH J&T”  E “CONTA MARÍLIA” EM NOME DE FAMILIARES DE FHC, SERRA, MEIRELLES, MICHEL TEMER E EDUARDO CUNHA,  E ENTENDAM COMO FOI PLANTADA A “SEMENTE DA CORRUPÇÃO NO GOVERNO FHC”  AS RAÍZES DA CORRUPÇÃO E ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA NO BRASIL ENRAIZADA NA DÉCADA DE 1990, OS PLANOS DA CIA E DAS MULTINACIONAIS MINERADORAS E PETROLÍFERAS ANGLO AMERICANAS PARA REMUNERAR UM QUADRILHÃO DE 300 POLÍTICOS CORRUPTOS  E A SINISTRA HISTÓRIA SECRETA DA LAVA A JATO E DO ESCÂNDALO BANESTADO , UM DOS SEGREDOS MAIS BEM GUARDADOS DA REDE GLOBO E DA HISTÓRIA DA CORRUPÇÃO NO BRASIL. A HISTÓRIA SECRETA DA CRIAÇÃO DA REDE GLOBO NO BRASIL ESTÁ ARQUIVADA NA “CPI GLOBO TIME” QUE EXPLODIU NO BRASIL ENTRE 1964 E 1966 FOI TAMBÉM ARQUIVADA APÓS CENTENAS DE ATOS DE GANGSTERISMOS E ASSASSINATOS POLÍTICOS E ESTÁ ARQUIVADA SOB “SETE CHAVES”  NO ARQUIVO CONFIDENCIAL DO CONGRESSO NACIONAL. LEIAM O LIVRO “A HISTÓRIA SECRETA DA REDE GLOBO” (CONTRATO SECRETO “TLBI – TIME LIFE BROADCAST BRAZIL INCORPORTION”)

  24. A ROUBALHEIRA PROTEGIDA PELO TUCANO SERGIO MORO AGENTE DA CIA
    O JORNALISTA GREEN GREENWALD E O EX AGENTE DA CIA EDWARD SNOWDEN ALERTARAM PASMEM EM 2011 QUE O BRASIL SERIA ESPIONADO E GOLPEADO PARA ROUBAR O PRESAL COM AJUDA DE 300 POLÍTICOS CORRUPTOS, JUÍZES CORRUPTOS E VIRA LATAS TRAIDORES AS PRIVATARIAS TUCANAS E O JUIZ SERGIO MORO AGENTE DA CIA NA TEIA TUCANA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA CRIADA EM 1995 POR FHC NO STF, PGR E NO PARANÁ ONDE OCORREU ESSE MAIOR CRIME DE CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL ENTRE 1995 E 2002 E DEU ORIGEM A PLANEJADA LAVA JATO PARA CONTINUAR SAQUEANDO O BRASIL  http://www.cafenapolitica.com.br/prejuizo-com-privataria-de-fhc-chegaria-a-15-trilhoes-de-dolares/ ESSE CRIME DAS PRIVATARIAS  GEROU UM ROMBO DE 15 TRILHÕES DE DÓLARES NO PARAIMÔNIO PÚBLICO E PROPINAS BILIONÁRIAS REMUNERADAS PELAS MULTINACAIONAIS BHP SAMARCO, AES –AMERICAN ENERGY  SSYTEMS, ALSTHOM, SIEMENS, LIGHT,  SHELL, EXXON MOBIL, AGIP, ENRON, EL PASO,  DEPOSITADAS E LAVADAS VIA CONTAS CC5 ILICITAMENTE NO PARANÁ  NO GOVERNO FHC  PARA REMUNERAR  300 POLÍTICPOS CORRUPTOS E LESA PÁTRIAS  OBEDIENTES AOS DESMONTES DO ESATADO NACIONAL. ESSA CORRUPÇÃO TEVE COMO CHEFOES  DA CORRUPÇÃO OS FAMILIARES DE FHC E SERRA  (PROCESSO 0000370-36.2003.4.03.6181) FOI INVESTIGADO NUMA AÇÃO  DA POLÍCIA FEDERAL NO PARANÁ PELOS DELEGADOS JOSÉ CASTILHO NETO,  VICENTE CHELOTTI E PAULO DE TARSO ENTRE 1997 E 2002 NAS OPERAÇÃO MACUCO, “OPERAÇÃO CAYMAN” E OPERAÇÃO BANQUEIRO” . ENTRETANTO FHC PERSEGUIU E EXONEROU OS POLICIAIS E DELEGADOS ENVOLVIDOS  NA INVESTIGAÇÃO E O CASO FOI ABAFADO PELO JUDICIÁRIO DO PARANÁ, JUIZ SERGIO MORO  NA 13 a VARA CRIMINAL DE CURITIBA  QUE BLINDOU OS 300 POLÍTICOS DEMO-TUCANOS ENVOLVIDOS  E MANTEVE SOLTOS  OS SETENTA DOLEIROS PRESOS PELA PF NA “OPERAÇÃO MACUCO” E NA “OPERAÇÃO CAYMAN”  (OPERAÇÃO CARIBE) E NA OPERAÇÃO BANQUEIRO E SATIAGAHA DO DELEGADO PROTÓGENES QUE PRENDEU O BANQUEIRO DANIEL DANTAS DONO DO BANCO OPPORTUNITTY, O BANCO QUE INTERMEDIOU ESSAS MARACUTAIAS  DAS PRIVATARIAS  “BANCO DAS PRIVATARIAS TUCANAS” , PROTOGENES FOI PERSEGUIDO PELO BRAÇO DIREITO DE FHC NA BLINDAGEM DESSA CORRUPÇÃO O SR GILMAR MENDES QUE PERSEGUIU O DELEGADO QUEIROZ ATÉ QUE ELE DESISTIU DA CARREIRA E VIVE NO EXÍLIO EM GENEBRA, MAS GUARDA TODOS OS SEGREDOS DAS PRIVATARIAS E DO ESQUEMA DA PRIVATARIA TUCANA E  TODA A CORRUPÇÃO DO BANCO OPPORTUNITTY O BANESTADO – BANCO DO ESTADO DO PARANÁ  – FOI O AGENTE DA CORRUPÇÃO E LAVAGEM  DAS PRIVATARIAS TUCANAS  NO GOVERNO FHC– UM, BANCO DE NEGÓCIOS DA CORRUPÇÃO NO PARANÁ E ENVOLVE PASMEM, OS MESMOS DOLEIROS, OS MESMOS PROCURADORES E O MESMO JUIZ PAVÃO DE CURITIBA  LESA PÁTRIA AGENTE DA CIA SR SERGIO MORO,. PARENTE DE TUCANOS FUNDADORES DO PSDB NO PARANÁ SRS OLVALDO MALUCELLI MORO E JOEL MALUCELLI  QUE SÃO OS SUPLENTES DOS IRMÃOS METRALHA TUCANOS  ALVARO DIAS E OSMAR  DIAS  ENVOLVIDOS COM ALBERTO YOUSSEF EM MUITAS CORRUPÇÃO DESDE O INÍCIO DOS ANOS 1990. O DOLEIRO ALBERTO YOUSSEF, A DOLEIRA OLGA YOUSSEF E NELMA KODAMO SÃO VELHOS CONHECIDOS DE SERGIO MORO DESDE 1997 E TAMBÉM  DOS TUCANOS DO PARANÁ, ALBERTO YOUSSEF AJUDOU ALVARO DIAS E SOMARA DIAS E O GOVERNO TUCANO EM MARINGÁ A DESVIAR  500 MILHÕES DE REAIS DA PREFEITURA (GESTÃO DO PREFEITO TUCANO DE MARINGÁ SR GIANOTO)  E TIVERAM A PARTICIPAÇÃO DO EX SECRETÁRIO DAS FINAÇAS DO PARANÁ SR LUIZ ANTONIO PAOLICCHI  (AMRIDO DE ALBERTO YOUSSEF) QUE FOI ASSASSINADO METRALHADO E SEU CORPO FOI DEIXADO NUM PORTA MALAS DE UM CARRO NO CENTRO DE MARINGÁ. O CRIME FOI MANTIDO ABAFADO NO PARANÁ PELO JUIZ TUCANO SERGIO MORO QUE TAMBÉM BLINDOU OS TUCANOS ENVOLVIDOS E OS BANDIDOS IRMÃOS ALVARO DIAS E SOMAR DIAS E SEUS COMPARSAS OS IRMÃOS SOLON PALERMPO E CRISTIANO PALERMO PRESOS PELA PF NO PARANÁ E SOLTOS POR SERGIO MORO . PORTANTO OS IRMÃOS DIAS, OS IRMÃOS YOUSSEF (OLGA E ALBERTO) E OS DOLEIROS IRMÃOS PALERMO (SOLON E CRISTIANO) SÃO VELHOS CONHECIDOS DO JUIZ TUCANO AGENTE DA CIA SERGIO MORO.   AS PRIVATARIAS GERARAM PREJUIZOS DE 15 TRILHÕES DE DÓLARES E 125 BILHÕES DE DÓLARES EM PROPINAS NA ERA FHC: TUDO FOI ABAFADO  PELA TEIA DE PROTEÇÃO JUDICIÁRIA A  PRIVATARIA TUCANA  Sem dúvida , como reforçou o senador Requião no YOUTUBE no seu discurso no Senado Federal  EM 30/09/2015 O ESCANDALO BANESTADO, PROPINODUTO DAS PRIVATARIAS TUCANAS foi  o maior crime de corrupção da história do Brasil e toda a roubalheira gerou uma transferência de  15 trilhões de dólares em patrimônio público incluindo 38 empresas de energia doadas  através de uma plano maquiavélico de “apagões planejados pelo quadrilhão de FHC, o sinistro genro David Zylbersztajn remunerou o cunhado PHC (filho de FHC) em contas secretas no Caribe, Ilhas Cayman, Bahamas  e Panamá Papers e Suíça  (CONTA TUCANO,CONTA MARÍLIA, CONTA CH J&) em contratos fraudulentos das termelétricas e também envolve o enriquecimento ilícito do genro e filha de Serra (Verônica Serra e Alexandre Bourgeois) e o corruptíssomo primo de Serra Sr Ricardo Sérgio de Oliveira conforme processo de indiciamento por peculato, corrupção ativa e lavagem de dinheiro  familiares de José Chirico Serra , 45 empresas de telefonia móvel e celular, e reservas minerais e mais da metade das reservas petrolíferas  do Brasil e doação na bacia das almas na BOLSA DE NEW YORK  ( na data histórica da PRIVATIZAÇÃO BRANCA DA PETROBRAS NO NYSE NO DIA 10/01/2000) seis bilhões de ações preferenciais da Petrobras  um total de 137 privatarias feitas na era FHC para mega especuladores internacionais e em troca de MEIO TRILHÃO DE REAIS EM PROPINAS PAGAS PELAS MULTINACIONAIS NO BANESTADO (BANCO DO ESTADO DO PARANÁ) TUDO FOI MANTIDO ABAFADO E BLINDADO E ARQUIVADO PELO JUIZ TUCANO  AGENTE DA CIA SERGIO MORO ENTRE 1997 E 2002.

  25. DOLEIROS DÁRIO MESSER E ADIR ASSAD O ELO ENTRE FHC E SERGIO MORO

    OS DOLEIROS DÁRIO MESSER, ADIR ASSAD, RICARDO SÉRGIO (PRIMO DE SERRA), ALEXANDRE BOURGEOIS (GENRO DE SERRA) SÃO OS ELOS DE LIAGAÇÃO AD CORRUPÇÃO ENTRE SERGIO MORO E FHC NO ESCÂNDALO BANESTADO

    CONFIRAM NO GOOGLE OU NOS LIVROS SOBRE AS PRIVATARIAS TUCANAS

  26. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome