Convite a evangélico ao STF é apelo de Bolsonaro por queda de popularidade

Parte dos que desembarcaram do bolsonarismo são pessoas que votaram nele como o voto anti-PT e agora quer manter esses 30% de apoio, aponta historiador

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O aceno para um evangélico ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF), feito por Jair Bolsonaro na última semana, pode significar um apelo do mandatário para evitar a sua queda de popularidade.

A avaliação é de especialistas, ouvidos por reportagem publicada pelo Uol. “Quando Bolsonaro perde popularidade, é sinal de que ele está se afastando do eleitor médio, ou seja, de quem não era radicalmente a favor dele. Para tentar mostrar força, ele se aproxima dos seus nichos”, disse o cientista político, professor da PUC-MG, Malco Camargos.

Os dados foram registrados pela ultima pesquisa Ibope, feita no fim de abril, que apontou que o mandatário detinha somente 35% de aprovação. Pouco antes, o Datafolha também havia mostrado 32% de aprovação. Trata-se da pior avaliação entre os presidentes da República no Brasil em seus primeiros anos de mandato.

De acordo com o historiador Murilo Cleto, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), que vem desenvolvendo pesquisas sobre o movimento dos eleitores do mandatário e onda bolsonarista no país, o convite a um evangélico é um gesto claro para tentar manter em suas mãos o apoio dos chamados anti-PT, aqueles que votaram em Bolsonaro por exclusão nas eleições 2018.

“Bolsonaro viu a sua aprovação se desidratar nos últimos meses. E parte dos que desembarcaram do bolsonarismo são pessoas que votaram nele de uma forma mais pragmática, como o voto anti-PT. O presidente quer manter seus 30% de apoio, e esse apoio é fundamental para ele”, disse Cleto ao jornal. “E não é só quando ele defende a indicação de um ministro evangélico no STF, mas também quando posta o vídeo católico”, explicou.

Leia também:  “Teve muita fraude lá, isso ninguém discute”, diz Bolsonaro sobre eleições nos EUA

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. $érgio Moro vai virar evangélico. A palavra de Deus exorta a se buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas coisas, inclusive uma boquinha no $TF, serão acrescentadas ao evangélico por acréscimo. Moro fez o contrário: buscou primeiro a Justiça, isto é, o Ministério da Justiça, agora vai buscar o reino de Deus a fim de ser indicado ao $TF.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome