Delegado encontra escuta na sede da Polícia Federal de Curitiba

Jornal GGN – Um equipamento de escuta foi encontrado nesta sexta-feira (15) na sede da Polícia Federal de Curitiba, onde parte das investigações da Operação Lava Jato – que apura esquemas de corrupção na Petrobras – é desenvolvida.

Segundo informações da Folha, um delegado encontrou o aparelho instalado um andar abaixo do setor onde fica a equipe da Lava Jato.

Apesar disso, oficiais, em condição de anonimato, disseram ao jornal que não acreditam que a intenção tenha sido obter informações sobre o caso Petrobras.

“Na visão deles, a instalação do equipamento está ligado às disputas internas pelo poder. Um grupo de delegados que perdeu poder estaria tentando derrubar o superintendente regional da PF no Paraná, o delegado Rosalvo Franco”, escreveu a Folha.

A comunicação da Polícia Federal de Curitiba afirmou que não vai comentar o caso até que uma investigação seja feita. O equipamento, por sua vez, foi encaminhado para Brasília, para análise.

O periódico destacou que esta não é a primeira vez que a PF flagra um aparelho de escuta em suas dependências desde que a Operação Lava Jato teve início, em março de 2014. Já no mês seguinte, antes de fazer o acordo de delação, o doleiro Alberto Youssef, um dos principais réus delatores de todo o esquema na Petobras, detectou uma escuta em sua cela.

Uma sindicância foi instaurada e concluiu que o aparelho estava inativo. O juiz federal Sergio Moro entendeu que não houve violação aos direitos do réu porque “não havia nenhuma gravação para provar que o equipamento havia sido usado.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

21 comentários

  1. E ………………………

    Sendo assim, que tal a Dilma chamar a sí o comando da PF, e da ABIN, tal qual fez a Cristina na Argentina!

    Ests órgãos de inteligencia e investigação, estão se deixando levar pelos holofotes  e commpromentendo o profissionalismo que se espera deles!!!!

    Há que se tomar uma posição mais dura com relação a estes “saltos alto” que a mídia prostitua,  com seus flashs, vêm  deturpando !!!

    Uma PF séria, uma ABIN mais ainda, e por ultimo mas não menos importante, uma Força Armada equipada e moderna para fazer frente aos possiveis saqueadores que estão de boca aberta para nos deglutir, ou melhor, deglutir nossas riquezas minerais !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Que “profissionalismo” eh

      Que “profissionalismo” eh esse?  Delegados de merda nao conseguiram derrubar DIlma e derrubam…  um superintendente local!?!

      Lembrete secreto a ninguem em particular:  que eles se matem.

  2. Era uma vez…

    Que convescote flácido para bovinos caírem nos braços de Morfeu, Dr. Moro… O crime de ESCUTA ILEGAL se perpetra pela instalação de equipamento destinado a gravar, e não pela “divulgação”, como ela faz supor. Essa intrepretação caiu com a publicação da Lei nº. 9.296, em seu Art. 10, que assim dispõe:

    “CONSTITUI CRIME REALIZAR INTERCEPTAÇÃO DE COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, DE INFORMÁTICA OU DE TELEMÁTICA, OU QUEBRAR SEGREDO DE JUSTIÇA, SEM AUTORIZAÇÃO JUDICIAL OU COM OBJETIVOS NÃO AUTORIZADOS EM LEI.
    PENA: RECLUSÃO DE DOIS A QUATRO ANOS E MULTA”.

    Portanto, senhor juiz, o senhor está ABSOLUTAMENTE DESATUALIZADO em relação à legislação em vigor. “Realizar a interceptação”, quer haja ou não gravação, é o crime. Quem, o comete, deve sofrer SANÇÃO!

    Leia mais: http://jus.com.br/artigos/192/da-escuta-telefonica-clandestina#ixzz3aEeRsWj5

    • Interpretação de texto.

      Meu caro, neste caso, a tipificação do crime de escuta ilegal e sua autoria não se confundem com a prova do prejuízo sofrido ou não pelos réus. Em outras palavras, embora tenha havido crime de intercerptação ilegal, tentado ou não, se faz necessário provar que houve prejuízo para a defesa daqueles que seriam os alvos da escuta. É Isso o que consta na explicação do Moro.

  3. Era uma vez…

    Que convescote flácido para bovinos caírem nos braços de Morfeu, Dr. Moro… O crime de ESCUTA ILEGAL se perpetra pela instalação de equipamento destinado a gravar, e não pela “divulgação”, como ela faz supor. Essa intrepretação caiu com a publicação da Lei nº. 9.296, em seu Art. 10, que assim dispõe:

    “CONSTITUI CRIME REALIZAR INTERCEPTAÇÃO DE COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, DE INFORMÁTICA OU DE TELEMÁTICA, OU QUEBRAR SEGREDO DE JUSTIÇA, SEM AUTORIZAÇÃO JUDICIAL OU COM OBJETIVOS NÃO AUTORIZADOS EM LEI.
    PENA: RECLUSÃO DE DOIS A QUATRO ANOS E MULTA”.

    Portanto, senhor juiz, o senhor está ABSOLUTAMENTE DESATUALIZADO em relação à legislação em vigor. “Realizar a interceptação”, quer haja ou não gravação, é o crime. Quem, o comete, deve sofrer SANÇÃO!

    Leia mais: http://jus.com.br/artigos/192/da-escuta-telefonica-clandestina#ixzz3aEeRsWj5

    • Adorei seu comentario,

      Adorei seu comentario, tecnico o bastante. Mas Moro nao disse nada a respeito de divulgacao nao!  Alias, eu nunca ouvi falar de investigado preso que nao tinha escuta em sua cela nos EUA antes e nem sei se isso acontece.  Alem disso a escuta te prostitui ao vivo, em real time -qualquer filho da puta pode ir viver a sua vida, comer a sua comida, arrotas os seus arrotos, cossar as suas coceiras, com voce em real time- enquanto a gravacao eh pros que tambem nao sao filhos da puta e nao querem dividir seu timeline com eles proprios.  Isso eh, a gravacao eh post-facto, pra qualquer um da Humanidade.

      MEU ponto tecnico (estritamente pros espiritas) eh que a divulgacao posterior nao me interfere e a escuta interfere com minha vida inteira do comeco ao fim.  So que EU nao estou aqui pra ser prostituido, muito menos gigolado.  E so tem 5 anos que eu estou falando isso.  Pra demonios.

  4. Um grampo sem audio.

    Tem cara de vacina, cheiro de vacina, é vacina.

    Parece que a vaca dos vazadores está indo pro brejo. Alguém deve estar fungando no cangote deles.

    Aí temos um grampo, uma escuta ambiental, instalada por alguém, não sabemos quem. Um álibe “plantado”.

    • Também cogito essa hipótese.

      Também cogito essa hipótese. Tá tudo muito mal contado – e a gente suspeita por quê.

      OFernando Brito do Tijolaço também traz considerações interessantes…

       

      Eu te escuto, você me escuta. A PF do Paraná e a tragicomédia dos grampos

      15 de maio de 2015 | 19:03 Autor: Fernando Brito

      Os grandes sites deram a notícia sem detalhes, apenas de que tinha sido encontrado um “aparelho de escuta” prédio da superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba.

      Ponto, mais nada.

      Só o repórter Diego Ribeiro, do paranaense Gazeta do Povo, foi um pouco além. E vejam que pérolas que grifei:

      “Um grupo de policiais federais descobriu um grampo ilegal dentro da sede da PF em Curitiba. A descoberta foi feita por acaso, enquanto os policias conversavam no cafezinho da PF sobre outra escuta ilegal descoberta na carceragem do ano passado.

      O grampo a que eles se referiam foi descoberto na cela de Alberto Youssef. Na semana passada, um agente da PF admitiu que foi ele quem colocou a escuta. E disse que o fez a mando de três delegados que participam da Operação Lava Jato.

      Na conversa informal, no cafezinho, os policiais se tocaram de que sempre os agente usam aquele lugar para conversar. E pensaram se não poderia ter alguém ouvindo aquilo ilegalmente. Começaram a procurar e acharam em seguida. A escuta estava em uma caixa de lâmpada de emergência.

      Imediatamente, os policiais fizeram o registro da descoberta. Nos depoimentos que prestaram, consta que foi descoberto um aparelho “envolto em fita adesiva”, “aparentemente para captação de sinais sonoros” e “aparentando ter microfones nas pontas”. Curiosamente, um adesivo indicava o número “6”.

      A história fica entre a comédia e a tragédia.

      Quem entraria na sede da Polícia Federal para colocar um “grampo”? O Ed Mort, do Veríssimo? O detetive de infidelidade conjugal? Os repórteres-grampeadores da Veja?

      A escuta na cela de Youssef era para escutar ele falando com as paredes? Ou para saber se ele falava dormindo?

      Este policial foi preso? Os delegados que teriam mandado fazer a escuta estão afastados e respondendo a inquérito?

      E os agentes, assim, casualmente, enquanto comentam o jogo do Barcelona no cafezinho, têm um estalo de Vieira e saem metendo a chave de fenda nas luminárias, com o “palpite” de que ouviam suas conversas amenas no lanche?

      As imundícies da Lava-Jato não se resume, todos estão vendo, aos corruptos. Quando a sede da Polícia Federal vira palco de bandidagem desta natureza e a imprensa se cala está claro que lá, entre as araucárias, está implantado o vale-tudo.

  5. Polícia Federal de alto

    Polícia Federal de alto nível. Essa deve ser a polícia federal republicana do ministro José Eduardo Cardozo. O próximo degrau de evolução do republicanismo da PF será quando os delegados passarem a resolver suas diferenças á bala.  

  6. ESSA NOTÍCIA TEM UMA CURIOSIDADE.

    Imagine você cidadão normal com erros e acertos e defeitos nesse caça as bruxas. pensem se grapiam a PF, o que será que estão fazendo conosco? pensem, isso é surreal, mas é tão vedadeiro quanto possível. Politizaram até o que tinhamos de mais confiavel. Continuem confiando na PF, são os melhores, essa turma logo passa.

  7. ESQUECI, FIZERAM “CAGADA” E AGORA QUEREM SE SAFAR.

    Não tem como mais fingir, era GOLPE MESMO, acreditaram em ilusões baratas, o povo ficou quieto, o povo verdadeiro. Macular a imagem de uma polícia dessas foi sacanagem de meia dúzia. Avante PF, puna quem deve ser punido, inclusive ai, mas aja com serenidade, sem corporativismo, o erro e passivel de todos, até dos melhores. Porém o Helicóptero do pó não tem com engoli. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome