Governo Temer quer substituir médicos cubanos mesmo com desistência de brasileiros

Foto: Marcos Correa/PR

Jornal GGN – O governo Michel Temer está tentando substituir os cubanos do Mais Médicos mesmo sabendo que há alto índice de desistência entre os brasileiros que se inscrevem no programa. É o que informa a jornalista Mônica Bergamo, nesta segunda (16).

Segundo a colunista, o Ministério da Saúde pretende abrir em novembro um novo concurso para selecionar brasileiros para o Mais Médicos. Na rodada de fevereiro, apenas metade dos brasileiros inscritos apareceram para trabalhar e, deste total, 30% já abandonaram o programa. O salário e a necessidade de atuar em postos de saúde no interior dos estados são as principais dificuldades.

“Apesar da intenção declarada de substituir os médicos cubanos por profissionais do país, a dependência deles ainda é grande já que boa parte dos doutores brasileiros abandona o posto depois de seis meses. Quando isso ocorre, Cuba é acionada para enviar seus médicos”, apontou.

“No último concurso, em fevereiro, 6.285 médicos brasileiros se inscreveram, para 2.320 vagas. Só 1.626 se apresentaram para trabalhar. Destes, cerca de 30% já deixaram seus postos”, acrescentou.

Além disso, a comunicação com o governo cubano tem sido diferente com Temer no poder. A administração da ilha está “incomodada com a falta de clareza sobre o número de médicos do país que ainda serão chamados para vir ao Brasil”, disse a colunista. O ministro da Saúde Ricardo Barros já recebeu até uma reclamação oficial.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Para reabrir escolas é preciso fazer testagem em massa e rastreamento, diz estudo da UCL

9 comentários

  1. o luxo da cadeia

    Esse criminoso governo golpista tem que ser tirado na marra, o quanto antes. Tirado e jogado na caçamba de lixo mais próxima. Depois de recolhidos trancafiar todos nos presídios. Cadeia pra eles!!!

  2. se fizerem isso, logo o “Mais

    se fizerem isso, logo o “Mais Médicos” será igual aos postos de saúde do interior: o cara vai uma vez por semana, fica até atender o número de pacientes que ele mesmo estipulou e vai embora para outro município fazer o mesmo tipo de ação, rápida e rasteira. no contrato, o médico tem que fazer 20 ou 40 horas semanais para justificar o salário (6, 7, 10 ou 12 mil – basta ler agora qualquer edital de seleção de alguma prefeitura no país). alguns prefeitos não podem impor nada (pressionado, o doutor larga o posto), outros não se preocupam com isso. MP faz das suas para não atacar alguém que consideram “da sua classe” embora venham exigindo que prefeituras implantem cartão de ponto para as outras categorias. a fúria despejada contra o mais médicos se explica também porque os cubanos são pessoas como qualquer mortal, não fazem comércio da medicina, têm preparo para atenção básica e… trabalham as oito horas diárias! a destruição do mais médicos é altamente estratégica para esse estamento da sociedade brasileira continuar poupado da construção nacional. a ela, o bônus, ainda que imoral e ilegal

    • Mais Mérdicos

      Neste país o que mais se forma são “mais Mérdicos” e a elite Topo da piramide os “ardivogados” a turma do direito só deles! Essa elite que usa da maxima do quanto pior, melhor.! E ainda são prós a administração que criam dificuldades para Venderem facilidades.!

    • Mais Mérdicos

      E não se esqueça dos consultórios nas grandes cidades; “Saude na Mão”, “Dr. Consulta” e outras grandes sacada destes MÉRDICOS TUPINIQUINS que apostam no “quanto pior melhor” ! Salve os M È D I C O S Cubanos!!!!!

    • Mais Mérdicos

      E não se esqueça dos consultórios nas grandes cidades; “Saude na Mão”, “Dr. Consulta” e outras grandes sacada destes MÉRDICOS TUPINIQUINS que apostam no “quanto pior melhor” ! Salve os M È D I C O S Cubanos!!!!!

  3. Governo Temer quer substituir médicos cubanos…

    Mesmo em cidades (como Campinas/SP) em que não há falta de médicos brasileiros, não se consegue substituir os cubanos. Os salários iniciais oferecidos são menores que o valor da bolsa oferecida pelo Programa Mais Médicos. Geralmente por conta dos limites da LRF. E o Governo Federal se recusa a contribuir com uma complementação. Nossa dependencia de Cuba nesse setor não vai acabar tão cedo. Melhor aceitar de uma vez!

  4. Os campeões de batimento de

    Os campeões de batimento de panelas com certeza vestiam jalecos brancos. São os profissionais que mais rancor guardam dos governos petistas. A vinda dos médicos cubanos elevou essa ojeriza ao paroxismo em termos de fel. Achavam que tinham direito a “reserva de mercado”, mesmo se negando a trabalhar para o governo em função dos salários e a localização de trabalho. Ou seja: não cag….nem desocupam a moita. 

    Para aumentar a dor de cotovelo os “escravos” cubanos deram, e continuam dando, show em termos de eficiência e humanidade por esse Brasil afora. Brasil desconhecido pela maioria dos colegas doutores que os desprezam. 

    • os….

      Política de Governo que deveria ter se tornado Política de Estado. Mostra claramente que a Latrina onde está enfiado tem um interesse expresso da nossa Elite do Poder Público, com auxílio explicito das nossa Ditaduras de Corporações e Federaçõe. No caso CRM. A fraqueza, anemia e omissão de uma Sociedade Civil anencéfala e carente de um Salvador da Pátria Ideológico mostra o porque de tamanho atraso. Uma simples política de envio de Profissionais de Saúde às regiões carentes já foi um espetacular salto de qualidade no Atendimento Médico. Mas a Sociedade se sujeita aos interesses do “Capitão do Mato” que estiver no Poder. A nossa limitação é medíocre, como nossa farsa de Democracia e Constituição. Nós nos explicamos.  

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome