Intimado a depor sobre cartel, Serra diz que PF atua politicamente

Jornal GGN – A Polícia Federal intima José Serra, ex-governador e candidato do PSDB ao Senado, para que explique a tentativa de interferir em disputa entre multinacionais. A Folha traz a matéria hoje, com direito a três linhas de chamada em canto de página principal, do lado esquerdo, e manchete interna com matéria e explicação da assessoria de Serra, o “outro lado”.

A Polícia Federal está convocando Serra para que se explique quanto aos e-mails e depoimento de ex-executivo que sugerem que teria atuado a favor da CAF e da Alstom. Segundo o inquérito da PF, conduzido por Milton Fornazieri Júnior, três das sete concorrências sob investigação ocorreram durante o governo José Serra, entre 2007 e 2010. O executivo da Siemens, Nelson Branco Marchetti, sugeriu que houve pressão do então governador para que a empresa CAF desistisse de recurso judicial por ter sido preterida, pois isso atrapalharia uma outra licitação em curso, onde teria a melhor proposta e seria aprovada. Segundo Marchetti, Serra sugeriu que a empresa alemã buscasse acordo para evitar disputa com a CAF.

Serra é citado também em outro e-mail, desta vez do presidente da Alstom José Luiz Álqueres, que diz que o tucano ajudou na abertura de uma fábrica da empresa.

A assessoria de Serra diz estranhar a inclusão do nome do ex-governador nesse inquérito “às vésperas da eleição, sobretudo depois que o Ministério Público Estadual, e até o procurador-geral da Justiça, arquivaram a mesma investigação”. Segundo a nota, “o vazamento desse inquérito neste período eleitoral revela motivação política para produzir artificialmente uma notícia”.

Leia também:  Caos em Manaus: Autoridades amazonenses pedem transferência de 60 bebês prematuros

Leia a matéria da Folha.

da Folha

PF intima Serra a depor sobre cartel de trens

Candidato ao Senado, ex-governador é chamado para explicar tentativa de interferir em disputa entre multinacionais

Segundo executivo da Siemens, Serra sugeriu acordo para evitar ação contra espanhola CAF quando governava SP

FLÁVIO FERREIRA

MARIO CESAR CARVALHO

DE SÃO PAULO

A Polícia Federal intimou o ex-governador paulista e candidato ao Senado José Serra (PSDB) para depor sobre os contatos que manteve com empresas do cartel de trens que atuou no Estado entre 1998 e 2008, de acordo com documento obtido pela Folha.

A PF quer saber se o tucano, quando era governador, atuou a favor das multinacionais CAF e Alstom, como sugerem e-mails e o depoimento de um executivo. No caso da CAF, a interferência seria numa disputa com outra empresa do cartel, a Siemens.

Além de Serra, outras 44 pessoas serão ouvidas pela polícia, que investiga suspeitas de fraude em licitações em sucessivos governos do PSDB. O depoimento de Serra foi marcado para 7 de outubro, dois dias após o primeiro turno das eleições deste ano.

Também foram convocados o ex-secretário dos Transportes Metropolitanos José Luiz Portella, o atual presidente da estatal CPTM Mário Bandeira e o ex-presidente do Metrô Sérgio Avelleda.

No inquérito conduzido pelo delegado Milton Fornazari Júnior, três das sete concorrências sob investigação foram realizadas durante o governo José Serra (2007-2010).

E-mail de 2008 e depoimento do executivo da multinacional alemã Siemens Nelson Branco Marchetti sugerem que houve pressão de Serra e de Portella para que a empresa desistisse de um recurso judicial que impediria a conclusão de uma licitação da CPTM na qual a CAF apresentara a melhor proposta.

Leia também:  "Vai esperar chegar o oxigênio. Não tem o que fazer", disse Pazuello em Manaus

O e-mail relata uma conversa do executivo com Serra e Portella durante congresso do setor ferroviário em Amsterdã, na Holanda, em 2008.

Segundo Marchetti, Serra sugeriu que a companhia alemã buscasse um acordo para evitar a disputa com a CAF.

Na licitação da CPTM, que tinha como objeto a compra de 40 trens, a Siemens ameaçava questionar na Justiça o resultado da concorrência.

A Siemens apresentou a segunda melhor oferta, mas esperava ficar com o contrato se conseguisse desqualificar a rival, que apresentara a proposta com preço mais baixo.

Segundo Marchetti, Serra alertou que a licitação seria cancelada se a CAF fosse desqualificada, mas disse que ele e Portella “considerariam” outras soluções para evitar que a disputa provocasse atraso na entrega dos trens.

De acordo com o e-mail, uma das saídas discutidas seria a CAF dividir a encomenda com a Siemens, subcontratando a empresa alemã para a execução de 30% do contrato. Outra possibilidade seria encomendar à Siemens os componentes dos trens.

Outro e-mail, do ex-presidente da Alstom José Luiz Álqueres, também cita Serra. Alquéres relata que o tucano ajudou na abertura de uma fábrica da Alstom em uma antiga unidade da empresa Mafersa, em São Paulo.

Outro lado

Tucano diz que motivos políticos orientam polícia

DE SÃO PAULO

A assessoria do ex-governador José Serra (PSDB) disse que “estranha muito a inclusão do nome dele nesse inquérito às vésperas da eleição, sobretudo depois que o Ministério Público Estadual, e até o procurador-geral de Justiça, arquivaram a mesma investigação”.

Segundo nota da assessoria do tucano, “o vazamento desse inquérito neste período eleitoral revela motivação política para produzir artificialmente uma notícia”.

Leia também:  Os efeitos drásticos da pandemia em Manaus: falta de oxigênio, pacientes transferidos e toque de recolher

A nota afirma que o procurador-geral “reconheceu que Serra atuou de maneira a evitar qualquer cartel quando esteve no governo”.

Anteriormente, Serra dissera que defendeu o interesse público ao se opor à medida judicial da Siemens, já que o preço oferecido pela CAF era muito mais baixo.

Serra afirma que não sabia do motivo da intimação da PF até ser procurado pela Folha.

O ex-secretário de Transportes Metropolitanos José Luiz Portella e o ex-presidente do Metrô Sérgio Avelleda não quiseram se pronunciar.

A CPTM afirma que os seus “dirigentes continuam colaborando com os órgãos que investigam as denúncias sobre formação de cartel por parte das empresas que participaram de licitações”.

A estatal diz ter “total interesse em apurar os fatos e, constatado o prejuízo, exigir ressarcimento”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

29 comentários

  1. Serra pensava que a PF ainda

    Serra pensava que a PF ainda é majoritariamente tucana e que continuaria blindado. Mas acontece que há uma investigação sobre o caso da corrupção milionária do trensalão tucano-empresarial em SP, ou deveria haver.

    • Eh possivel que com sua

      Eh possivel que com sua candidatura ferida de morte e com ele indo pro inferno eleitoral, Aecio resolveu que nao ira sozinho. Melhor mal acompanhado do que so. Por isso resolveu levar Serra com ele.

  2. A estaca foi cravada no peito

    A estaca foi cravada no peito do vampiro, mas ele ainda não está morto. Aliás, é neste momento que toda besta fera infernal se torna mais perigosa. Urge enterrar a estaca toda no coração do nosferatu cortando a cabeça dele em seguida. Caso contrário ele fará mais mal agora do que jamais fez no passado. 

  3. O santo homem

    “A assessoria de Serra diz estranhar a inclusão do nome do ex-governador nesse inquérito”.

    Se desde o governo Covas até o Alckminnnn, estão todos enrolados com licitações viciadas e a consequente formação de cartel, porque o José Serra não sera um dos ouvidos, no caso ? Sabe o que é estranho ? Eh que essas investigações continuam marcando passo e o Alckmin vai para reeleição se safando de ser ‘incomodado’ pela justiça.  

  4. Nem depor ele quer…

    Petista acusado de malfeito tem que morrer apedrejado em praça pública. Tucano não quer nem ter que depor…

    • Além do que…

      É de uma burrice sem fim acusar a polícia que o investiga/investigará de ser movida politicamente.

      Mas que o Serra é um jumento de lote, isso eu já sabia. Agora ele só passou mais um atestado…

    • Na mosca

      Na mosca, Andre. É um padrão. Ele só acusa os outros de fazer isso e aquilo, por que ele é, de longe, o maior especialista nessa questão.  Dossies, uso politico da PF … o caso Roseana Sarney lá em 2002, não foi ele que arquitetou? Ele acha que tudo mundo pensa e age como ele, naquilo qe ele tem de pior …

  5. Sao todos inocentes

    Sao todos inocentes perseguidos pela PF , ministerio publico etc

    Se for condenado saira com o punho cerrado se dizendo preso politico

    Não sei quem é mais desavergonhado, eles ou os que reproduzem essas defesas pateticas…

  6. Tanto eh mentira que NADA

    Tanto eh mentira que NADA vazou da PF sobre Serra e seu envolvimento.

    Enquanto a “pf de Serra” vazava igual peneira…

  7. fórmulas

    “Intimado a depor sobre cartel, Serra diz que PF atua politicamente”

    Algebricamente, a fórmula é neutra.

    Saca só: “em ‘x’, ‘y’ diz que ‘z’ atua politicamente”.

    “x” , “y” e “z” podem assumir quaisquer “valores”.

    Por exemplo: “no julgamento do Mensalão, “petista” diz que “STF” atua politicamente.

    • Mas a  opção pode ser provada

      Mas a opção 2 pode ser provada como verdadeira, já que o Z enviou o mensalão do psdb para instâncias inferiores, onde x=a+b+c sendo que A é o Marcos Valério, B bancos Rural e BMG e C Caixa dois, assim como no mensalão petista x=a+b+c. E nas instâncias inferiores os processos do psdb evaporaram (ou prescreveram).

       

  8. O que não pode ser negado, e

    O que não pode ser negado, e até o próprio PIG reconhece, é que auxiliares diretos dos 3 governadores tucanos de São Paulo estavam atolados até o pescoço no esquema criminoso e absolutamente nada foi feito pelos governadores nem contra seus auxiliares nem contra  o esquema durante 20  anos, durante os quais a fraude rolou livre e solta. Se fossem do PT…

  9. Eu já vi muitos políticos

    Eu já vi muitos políticos cínicos no PSDB e em outros partidos tb, mas como o Serra, só o Maluf mesmo. Embora o Alckmin não fique mt atrás. Toda aquelas histórias s/ o filho do Lula, nasceram da mente doentia desse filho de verdureiro, cuja filha sempre fez e aconteceu. Qdo digo “Filho do verdureiro” é pq um cara que jamais teve herança chegou onde chegou, somente na política, tornando-se o dono do PSDB, um coronel a quem todos tem de tomar a benção, inclusive o outro coronelzinho de Minas. Mas é só o PT que tem projeto de poder, e eles somente fizeram a reeleição pq nos EUA tem, UAI !

  10. Em matéria de vazamentos e

    Em matéria de vazamentos e auação pol[itica da PF o Serra sabe tudo…

  11.  
    Tá certo que o Serra não

     

    Tá certo que o Serra não vale porra nenhuma. Nem mesmo, em troca de um pedaço de quarto de libra de fumo de corda ordinário. Mas, o parceiro dele lá das alterosas! Credo em cruz!! Valha-me deus padre. Vixi…  o neto do Tancredo é de lascar.

    Aquele não vale uma pista de terra clandestina, ops, quem mesmo é clandestino? Só pode ser a terra, ou seria a pista?…

    Não tenho a menor ideia, de qual arte do diabo, levou o professor Cardoso a escolher esse vadio e completo oligofrênico do Aécio. Olhe!…

    Ainda bem que a beata Marina do Mógno não embarcou naquele fatídico jatinho. Segundo a própria beata, ao ser inquerida por jornalista a respeito, respondeu que não foi no voo que matou o Eduardo e equipe, disse ela: “deus não permitiu que embarcasse no avião, ele tinha outros planos pra mim e pro Brasil”.

    Zorra! Vá ter prestigio com o homi assim na pqp. Desse jeito, com tamanho apoio, não vai ter pra nnguém. Melhor pro Brasil, obteve reforço melhor que o conseguido pela a Argentina com o sub do sub….do su…do s…do…d…

    Orlando

  12. Chico e Francisco. .
    O episódio da milicia tucana invadindo a casa do até então senador-lider Netinho de Paula, para ajudar o tungano Aluísio Nunes, foi puro republicanosmo então?

  13. o trololó de serra de que a

    o trololó de serra de que a polícia age por motivos políticos  é  a eterna desculpa esfarrapada dos tucanos para sair ilesos de seus malfeitos.

    pra sair bem de uma acusação acuse o que não tem a hegemonia pra se defender nem a mídia dominada como tem o tucanato.  

  14. Ele é mestre no assunto

    Olha só quem fala…ele é mestre nesse assunto de usar a PF para fins politicos. Quem não se lembra do caso da Lunus, que derrubou a Roseana Sarney da disputa presidencial?

    Ele se juntou ao delegado Marcelo Itagiba, hoje filiado ao PSDB, e montou uma grande rede de espionagem no ministério da Saúde.

    O Serra ainda tem muitos amigos na Policia Federal, quem sabe eles poderão ajudá-lo?

     

    Serra, o sr. pensa que todo mundo é idiota como são seus eleitores?????

     

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome