Mídia internacional repercute escândalo da “carne podre” do Brasil

 
Jornal GGN – A Carne Fraca, operação que a Polícia Federal  tratou como a “maior da história da corporação” para atrair a atenção de toda a mídia nacional, já ultrapassou as fronteiras e provocou danos à imagem do País no exterior. Antes de Europa e países asiáticos pedirem a suspensão da importação do produto brasileiro, a mídia interncional repercutiu em todas os canais possíveis o “escândalo da carne podre”.
 
O New York Times, por exemplo, escreveu que o episódio “lança dúvidas sobre a indústria do agronegócio no Brasil, um pilar relativamente firme da fraca economia do país” e avaliou a investigação da PF como um “golpe” na economia nacional, que tem “lutado para se recuperar de escândalos colossais na Petrobras, a companhia nacional do petróleo, e na Odebrecht, uma construtora gigante.”
 
O jornal ainda mencionou o vínculo do PMDB, “partido do presidente Michel Temer”, com o esquema de pagamento de propina para evitar fiscalização do Ministério da Agricultura nas empresas produtoras de carne.
 
O Financial Times levantou dúvidas sobre o futuro da indústria da carne no Brasil após o escândalo. “A investigação – que a polícia afirma ter envolvimento de fiscais da saúde e políticos do Partido do Movimento Democrático Brasileiro recebendo propina das empresas – vai levantar preocupações sobre a indústria da carne brasileira, que ascendeu na última década para se tornar uma das mais importantes do mundo”, publicou o jornal.
 
O The Telegraph citou as acusações de corrupção para “manter a carne podre no mercado”. “Empresas brasileiras ‘subornaram fiscais para manter carne podre no mercado’ e se envolveram em investigação de corrupção”, dizia a manchete. 
 
“Brasil investiga gigantes de alimentos que estariam vendendo carne podre”, manchetou a CNN, emissora que transmite conteúdo para o mundo todo. “Gigantes indústrias de carne do Brasil são alvo em investigação sobre corrupção”, cravou o Washington Post.
 
Na última sexta (17), a Polícia Federal, capitaneada pelo delegado Maurício Grillo – licenciado da Lava Jato – convocou a imprensa para lançar a operação Carne Fraca. Os oficiais disseram que, em dois anos de investigação, teriam colhidos algumas evidências de esquema de pagamento de propina que mascarava a venda interna e exportação de produto adulterado.
 
Na ocasição, o delegado Grillo se negou a informar quais empresas foram investigadas. Ele disse que aguardava que algumas prisões levassem a força-tarefa a alguns “colaboradores” que pudessem prestar mais esclarecimentos.
 
Nesta segunda (20), a Folha de S. Paulo revelou que a PF só fez perícia em apenas um frigorífico, ao longo desses dois anos. Enquanto isso, empresas administradas pela JBS e BRF, como Sadia, Perdigão, Friboi e Seara, tiveram de comprar espaço em veículos de comunicação para informar que não compactuam com qualquer ato que coloque a qualidade de seus produtos em xeque.
 
Jornais também passaram a publicar entrevistas com especialistas desmitificando alguns dos pontos levantados pela PF. Entre eles, o uso de substâncias que a corporação taxou de cancerígenas. Segundo especialistas, as substâncias usadas são legais desde que respeitem os níveis e critérios estabelecidos em lei. Como a PF não aprofundou as perícias, ainda não é possível saber se as evidências colhidas provam os crimes anunciados.
 
 
Com informações da BBC Brasil

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Onças com patas queimadas e animais carbonizados "são a imagem do Brasil sob Bolsonaro"

9 comentários

  1. Perde o Brasil.
    Ganham os

    Perde o Brasil.

    Ganham os “amigos” dos maçons brasileiros nos outros países (Austrália e EUA).

    O que os traíras de avental branco e colares vistosos ganharam fodendo nosso país nunca saberemos. 

     

  2. Se é para entregar tudo

    Se é para entregar tudo mesmo, por que não substituem a polícia federal pelo FBI ? Assim, os rentistas, a mídia neoliberal e a juristocracia alcançam dois objetivos simultâneos: eliminam alguns intermediários e reduzem o tamanho do estado. Sem falar que a coisa toda fica um pouco menos constrangedora.

  3. Continuo dizendo a mesma

    Continuo dizendo a mesma coisa: Instalada a SURUBACRACIA na REPÚBLICA DOS VARA MOLE!!!!!!

  4. .só o ministro FROTA não

    .só o ministro FROTA não vê

    Dia desses eu dizia aqui do meu INCONFORMISMO com a reforma do ensino no 2o grau (período integral) que deixou de fora a obrigatoriedade pelas matérias de fisica, quimica, biologia, geografia e história  ..exigindo matematica, portugues, ingles, e como ppcionais, ginastica, artes, sociologia e filosofia

    POIS BEM  ..a midia noticía que a Polícia Federal ficou “chocada” com o fato de que em determinado processo uma das empresas adicionara “acido ascórbico” aos alimentos ..o qual foi relatado que os policiais desconheciam tratar-se de VITAMINA C (C6H8O6)

    Gente do céu  ..se com a grade curricular de hoje esta assim (em que temos – bem ou mal – as cadeiras de ciências) ..imagine a hora que faltar quimica e biologia básicas pros nossos jovens em futuro próximo ??!!

    ,  

     

  5. Eu não gostaria de morrer…

    Sem conhecer todos os podres do Golpe e o que levaram. Paredon é pouco.

    Enquanto isto, lá na câmara trabalham loucamente pelas reformas – enquanto a carne podre é espetacularizada. É o timing da PF Não perdem tempo em arrumar uma maneira de livrar suas caras de ladrões s/ vergonha, sob a batuta do Gilmar. E a presidento, não está aguentando o tranco do STF ? Pobrezinha, é uma mineira de outra estirpe da ex presidenta Dilma. Só sabe latir, na hora de morder, não aguenta o tranco e pede renúncia. Tb o que ela estava adiantando lá? nada vezes nada, o comando é do Gilmar, independente de quem seja o Presidente/a do STF, pois ele foi colocado lá pelo FHC,

     

  6. Se a “substância cancerígena” é o ácido ascórbico…

    Se a “substância cancerígena” é o ácido ascórbico, também conhecido como vitamina C, trata-se de substância usada para evitar a formação de agente cancerígeno: o nitrato, usado no processamento de embutidos, pode se transformar em um agente cancerígeno. O ácido ascórbico ajuda a evitar isso, agindo sobre o nitrato.

    Há relatos de que o excesso de vitamina C teria apressado, em vez de combater, o desenvolvimento de câncer em ratos, mas o uso no processamento de embutidos é recomendado por especialistas pelo motivo contrário.

    Mas talvez o delegado saiba mais sobre processamento de carnes do que nós e até os especialistas no assunto… Afinal, é um dos responsáveis pelos processos contra Lula, todos muito sérios e bem fundamentados… como provam os elogios de Reinaldo Azevedo à qualidade do processo contra Lula, acusado de obstrução de justiça (https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/285095/Reinaldo-reconhece-%E2%80%9CLula-fez-barba-cabelo-e-bigode%E2%80%9D.htm). E pudemos ver na incrível acusação de que Bumlai teria ligado para Dona Marisa por motivos escusos… no dia do aniversário dela. Como também na descoberta sensacional, em outro processo, este na República de Curitiba, de que a Odebrecht teria feito reformas no palácio de Lula em Brasília (o Alvorada). Se tivesse mais tempo e condições de trabalho, a Lava Jato teria comprovado a formação de quadrilha, composta por várias empreiteiras, na reforma do palácio, gratuita e, portanto, com grande prejuízo para os cofres públicos…

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome