Odebrecht não suportará bloqueio de países com bilhões de dólares em negócios

 
Jornal GGN – Se seguirem o exemplo do Panamá e do Peru, os bloqueios de todos os países que mantém negócios com a Odebrecht podem levar a companhia brasileira à falência. A Odebrecht ocupou o 13º lugar das empresas que mais conseguiram contratos públicos bilionários no ano de 2015, segundo dados da Engineering News-Record (ENR). Dos Estados Unidos, só ultrapassaram a brasileira duas norte-americanas: as também construtoras Bechtel e Fluor Corp. 
 
Além do peso mundial, o impacto de sanções internacionais afetará em cheio a empreiteira, que possui mais de 70% de sua carteira de lucros com contratos fora do Brasil.
 
 
Os maiores projetos hoje em andamento pela Odebrecht são doze negócios concentrados em 29 países. Destes, 12 países foram apontados pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos como já envolvidos em propinas de licitações e contratos com a empresa brasileira. São os países citados recentemente pela polícia norte-americana, em coletiva de imprensa, ao firmar acordo de leniência com a companhia.
 
Além do Brasil, estão Angola, Argentina, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Moçambique, Panamá, Peru e Vezenuela.
 
Nesta terça-feira (27), Panamá foi o primeiro governo a anunciar que a Odebrecht não poderá participar de futuras obras no país. O comunicado ocorreu pelo ministro da Presidência, Álvaro Alemán, proibindo que a empreiteira “obtenha qualquer contrato em futuros processos de licitação pública”.
 
Ainda, o governo panamenho anunciou que cancelará “sem custo para o Estado” um contrato com a Odebrecht para a construção de um hidrelétrica. 
 
A medida de bloqueio ocorrerá até que a Odebrecht demonstre “uma colaboração efetiva e eficaz nas investigações do Ministério Público e se garantam os valores que o grupo deve restituir ao Estado” pelos prejuízos causados. 
 
Segundo documentos dos investigadores norte-americanos, a Odebrecht foi acusada de pagar US$ 59 milhões de propinas, envolvendo servidores públicos, para fechar contratos totalizando U$ 175 milhões, entre 2010 e 2014.
 
Logo após o comunicado do Panamá, foi a vez do Peru anunciar o também bloqueio da Odebrecht das licitações futuras no país, nesta quarta-feira (28).
 
A exemplo do Panamá, o chefe do Gabinete Ministerial do Peru, Fernando Zavala, informou que serão feitas mudanças na Lei de Contratação com o Estado para barrar a empreiteira brasileira pelos atos de corrupção. “Combinamos implementar mecanismos na nova Lei de Contratação do Estado para impedir que as empresas sancionadas por corrupção não participem em novas licitações convocadas pelo Estado”, disse.
 
No país, uma das principais obras é uma rodovia que liga a Amazônia brasileira aos portos localizados na costa do Peru; um projeto Vias Nuevas de Lima, que expande as três principais ruas de acesso à capital; outro que reforma e moderniza 100 km de estrada na região de Ancash; e a construção da Central Hidrelétrica Chaglla.
 
Mas não é apenas Panamá e Peru que devem manter o bloqueio, que pode ocasionar a quebra dos negócios internacionais da empreiteira. A Colômbia já anunciava no ano passado que caso o país receba “qualquer condenação internacional em relação a suborno”, a Odebrecht será impedida de executar obras por 20 anos no país.
 
A manifestação foi do vice-presidente da Colômbia, Germán Vargas Llera, que disse que a condição é parte do estatuto anticorrupção do país andino. Será outra grande perda para a companhia, que possui contratos no país há muitos anos. No país, uma das obras mais importantes é a construção da rodovia Ruta del Sol, de 528 km, e o Corredor Transversal de Boyacá, de 49 km.
 
No país, o Departamento de Justiça dos EUA apontou o pagamento de, pelo menos, US$ 11 milhões para contratos junto ao governo colombiano, para em troca ter lucros superiores a US$ 50 milhões.
 
O triplo teria sido pago de repasses ilícitos para a Odebrecht conseguir contratos no Equador: US$ 33,5 milhões, segundo os documentos dos procuradores de Justiça dos EUA e da Seção de Fraude da Divisão Criminal da polícia norte-americana.
 
E o Equador, onde a Odebrecht atua há 27 anos e é responsável pelas obras do Aqueduto La Esperanza, com 93 km de extensão, e do Poliduto Pascuales-Cuenca, de 220 km, também está na mira da empresa brasileira, realizando auditoria em contratos desde o ano passado. Somente o metrô de Quito repassa à Odebrecht um montante de US$ 1,5 bilhão.
 
Poderá anunciar sanções a qualquer momento. Isso porque o governo já expulsou a Odebrecht em 2008, por irregularidades na construção da hidroelétrica San Francisco, retornando em 2010 a participar de licitações, e pediu que o Ministério Público investigue supostos subornos nos contratos milionários. 
 
“Neste momento estou enviando ao Ministério Público uma solicitação para que investigue tudo o que tem a ver com os supostos atos de corrupção da Odebrecht no país”, disse o secretário jurídico da Presidência do Equador, Alexis Mera.
 
“Não vamos proteger ninguém, não vamos encobrir ninguém; estamos absolutamente tranquilos do que fizemos. Atuamos com essa companhia de maneira muito rigorosa”, completou. 
 
A Argentina também deu início à investigação contra a empresa nacional. O Escritório Anticorrupção da Argentina disse que entrou em contato com os investigadores do Brasil, a força-tarefa da Lava Jato, para obter mais informações sobre os US$ 35 milhões de supostos subornos pagos a funcionários argentinos, entre 2007 e 2015. 
 
Outros dois dos países que teriam movimentado maiores repasses de propina foram a República Dominicana e Venezuela. 
 
“Entre 2001 e 2014, a Odebrecht movimentou mais de US$ 92 milhões de pagamentos corruptos a servidores do governo e intermediários trabalhando em nome deles na República Dominicana. A Odebrecht obteve benefícios de US$ 163 milhões como resultado desses pagamentos corruptos”, afirmaram os investigadores.
 
No país, são dois principais projetos: os aquedutos na província de Samaná e na província Hermanas Mirabal, concluído em 2013, e a reconstrução da Rodovia Piedra Blanca-Cruce de Ocoa, de 83 km de extensão, que liga as províncias de Monseñor Nouel (Norte) e Peravia (Sul).
 
Na Venezuela, suspeita-se um pagamento de US$ 98 milhões de propinas. E foram bilionários os contratos obtidos pela empresa brasileira, com as obras da Refinaria de Puerto La Cruz, a construção de plantas de açúcar e álcool e centrais operacionais de gás, além de obras do Aeroporto Internacional Simón Bolívar e de linhas do Metrô no país.
 
No país, a Comissão de Controladoria do Parlamento, que é dominado pela oposição, disse que irá investigar a corrupção da Odebrecht junto a funcionários do governo para obras públicas entre 2006 e 2015, durante os governos de Hugo Chávez e Nicolás Maduro.
 
***
 
Veja o ranking Top 250 Contratos Internacionais da ENR aqui.
Leia os documentos do Departamento de Justiça dos EUA aqui.
Acompanhe os projetos e negócios da Odebrecht pelo mundo aqui.
 

Leia também: Brasil, projeto de potência?, por André Araújo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

37 comentários

  1. E daí ???
    Quem se importa

    E daí ???

    Quem se importa ??

    O Brasileiro é que não se importa !!!

    Trocou prato de comida por pseudo-combate a corrupção !!!!

    A Halliburton tirará bom proveito !!!

    O plano sempre foi esse !!!

  2. Departamento de Justiça dos
    Departamento de Justiça dos EUA intervindo decisivamente para quebrar uma das maiores concorrentes das empresas norte americanas do ramo de engenharia, aliás, com a ajuda do Ministério Público brasileiro. É muito assustador reconhecer que tal processo foi descrito por John Perkins, no seu livro Confissões de um Assassino Econômico.

  3. Embargo

    Esse é o novo mecanismo dos EUA par arruinar economias que pretendem se desenvolver, principalmente um país com as dimensões e importância do Brasil.

    Cuba pagou e está ainda pagando pela ousadia de enfrentar o imperialismo.

    E o Brasil, com todas as condições possíveis para sua libertação, capitulou vergosamente.

    Será que a besta do Moro sabe em quantos países a Odebrecht atua?

  4. Torço diariamente

    Eu torço diariamente para que o Brasil faça o mesmo!

    É inadmissível uma empresa com este modo.

    E antes que se fale de empregos, 95% dos funcionários desta empresa são terceiros e de empresas terceiras.

    Isto, não seriam penalizados, a Odebrecht só tem habilidade em assinatura de contratos, e agora sabemos como ela os conquista, depois que ela pega o contrato ela sub contrata empresas para execução!

    Chega de impunidade!

    A minha dúvida é se o governo ainda trabalhará com ela, a economia privada irá se blindar contra ela certamente 

    • Burrice monumental

      Exatamente estúpido, quantos de nós, “terceiros” fomos contratados em 2016 pela substituta da Odebrecht dentro do Brasil?

      O terceiro que trabalhava para a Odebrecht nunca pagou propina para ser contratado por esta, o que sempre foi cobrado pelos governos em todas as esferas. A única forma de ser contratado pelo “governo” e não receber um calote, parcelamento do pagamento em precatórios ou ser envolvido de gaiato em algum processo politiqueiro de ocasião, além de ser cobrado propina, era concorrer para ser contratado por uma das grandes. Quem tomou o lugar delas?

      Esse ano recusamos orçamentos das grandes com medo de ter algum pagamento retido pois alguém em algum lugar pode ter o nome utilizado para fabricar um escândalo passageiro que quebraria irremediavelmente a empresa. Receio mais que fundamentado. Com a economia congelada, os orçamentos de casa de cachorro disputados em briga de faca, ninguém construiu nada em 2016, isso considerando a construção civil como responsável por 13,5% de toda a força de trabalho do país, com um 2017 que só promete catástrofes, vê a tsunami de desemprego se aproximando?

       

      Agora multiplica isso milhares de vezes, compreendendo a economia de escala, da produção de porcas, parafusos, portas, vidros, comprados localmente e fretados, da contratação de empresas no país inteiro, do trabalho temporário, ou permanente sempre com carteira assinada, para o ferragista, soldador, pedreiro… no interior mais profundo do país.

       

      Energúmeno irresponsável!

      • Burrice Inimaginável ou

        O desconhecimento proposital é uma forma de burrice.

         

        Os contratos ainda estão com a Odebrecht…

         

        E só por isso, as novas empresas não podem fazer suceder este contrato.

         

        Mas assim que os sucedâneos assumirem as terceiras voltaram a ativa.

         

        Ninguém dá a função de segurança do cofre para um cara condenado como assaltante de banco.

         

        Novas empresas sérias irão aparecer no setor.

        Você pode até não acreditar, o que não mudará uma única vírgula na opinião de quem deseja que a justiça seja feita.

  5. o que mais me revolta…

    ver todos destruindo uma grande empresa como se fosse a primeira transa com a corrupção

    só brasileiro mesmo para entrar de gaiato nesse projeto americano……………………….

    mas, até entendo……………………….traição à distância nunca será punida

    • pode separar qualquer uma da lista e aplicar o mesmo…

      truque foi fazer nossos traidores acreditarem que a corrupção só teve um sentido, da empresa para a vítima

  6. Escravos atlânticos

    Depois de conceber, testar e disseminar a escravização transatlântica, o Brasil conseguiu se aperfeiçoar ao longo de séculos para se entregar como nação escrava transatlântica.

  7. Comentário para o Nassif

    Caro Nassif,

     

    Em primeiro lugar: Boas Festas e um Feliz Ano 2017 .

    Parabéns pelo altíssimo nível de seus artigos e comentários, bem como o alto nível dos colunistas do seu blog.

    Se por um lado fico impressionada com as preciosas informações do GGN, de outro lado estou profundamente triste com a realidade do nosso grande Brasil hoje.

    O que está acontecendo é a marcha da insensatez, o desmonte do Estado de Bem-Estar Social, a destruição das grandes empresas nacionais, o entreguismo descarado e desmedido das grandes riquezas nacionais, a supressão dos direitos dos trabalhadores, a falta de representatividade política, a partidarização do judiciário, etc, etc

    É a política do retrocesso, do atraso, da subserviência ao país imperialista (EUA).

    E o povo, meu irmão? Ah, o povo está passivo, existem focos de resistência aqui e acolá, nada mais.

    Infelizmente, os governos petistas não se preocuparam com o nível da educação no país, eles criaram escolas técnicas, universidades, programas, mas não pensaram no principal: A qualidade do ensino, o instrumento eficaz para formar cidadãos críticos.

    Hoje, tem-se heróis, são premiados, bajulados e com legião de seguidores.

    Ninguém é contra ao combate da corrupção, mas há de se respeitar o contraditório e o devido processo legal, não precisamos de linchamentos em praça pública.

    Para onde caminha a sociedade brasileira? Para o caos político e econômico? Para o abismo? Para uma convulsão social?

    O país precisa de um pacto entre a sociedade e com os altos dirigentes desse país, caso contrário, a marcha da insensatez pode nos levar para um cenário de TERRA ARRASADA.

    Quem viver, verá. 

  8. O plano da Lava Jato é

    O plano da Lava Jato é justamente esse : tirar a presença brasileira no mundo por causa de alguns nilhões que todos os paises fazem. 
    As obras da nossa construtora então sobra para as concstrutoras americanas e européias, como combinado.
    Vê se o Depto de justiça americano denunciam alguma construtora russa, chinesa, européia ou mesmo norteamericana? São todas santinhas? Não, é que farlta governos sério, com firmeza para defender nossos interesses.
    O desmprego vai subir, especialmente para peão de obra.

  9. E a Alston ?

    Que ganhou tantos contratos c/ o governo de Sum Paulo ? Foram perdoados ? qual foi a contrapartida? Não investigar os tucanos ?

    Nos dias em que o Sérgio Cabral foi preso, eu fiquei prestando bem atenção se algum “apresentador” de noticias falaria algo s/ a Delta, cujo proprietário se esbaldou em Paris, com o governador.

    Como essa empresa tinha vários contratos em SP c/ o governo, fiquei esperando e nada. Todos caladinhos né sr. Juiz e rede Globo. Quando interessa eles só faltam “berrar” a notícia, quando não, dão uma de João sem braço.

    Essa rede tem que ser expulsa do país.

  10. A quebra da odebrect, maior

    A quebra da odebrect, maior empresa privada brasileira, pode ser colocada também na conta dessa moçada boníssima de curitiba.Sempre foi o sonho deles acabar com tudo que tenha o selo de qualidade brasileira. Eu ainda no futuro, não muito distante, irei esfregar na cara desses panacas que acham esses caras da da vaza jato heróis esse comentário que hoje escrevo. Nunca foram heróis , eles são os maiores bandidos que essa pátria já pariu.

      • O pior analfabeto é o político

        Lendo esse teu comentário, tenho a certeza de que Brecht escreveu pensando em pessoas assim.

        “O Analfabeto Político
        O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
        O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.”

         

  11. A aceitação do óbvio

    Chega um ponto que chegamos a aceitação do óbvio. Dizia Maquiavel que para dominar uma nação rebelde, deve-se ou destruí-la ou ocupa-la. Pois eu digo que os EUA farão ambas as estratégias conosco. 

    Se alguém tinha alguma dúvida sobre o fim da Odebrecht estas dúvidas estão prestes a se dissipar. As empresas brasileiras de grande porte mudarão sua matriz para o exterior, como fez a Ambev, se tiverem inteligência.

    Dificilmente alguma empresa brasileira ou não fará negócios com o governo brasileiro. E menos ainda com um goveno petista.

    A partir de então, ninguém mais aceitará empresas brasileiras em seu território, e nem empresas estrangeiras aceitarão vir para o Brasil correr riscos jurídicos. Isto é, em poucas palavras o fim do Brasil.

    Os EUA destruirão o Brasil por completo, se bobear, até sobrar só mato e índios. Talvez demore décadas ou séculos, mas farão isto. Então eles ocuparão o Brasil. Seja por construção de bases, ou uma colonização mesmo. Talvez então imponham o inglês como língua oficial aqui, e suas leis e costumes. Ou talvez até anexem o Brasil aos EUA. Talvez não cheguem a tanto.

     

    Os EUA não deixarão uma segunda oportunidade de o Brasil se aliar à Rússia e China de novo. Isto pouco importa se a população reagir ou não.

    Não há muito o que fazer, é como passar um tanque de guerra sobre um formigueiro. Chega o ponto da aceitação, quando você percebe que fez o seu melhor, que não tem mais o que fazer e entrega nas mãos da Justiça Divina, e para de sofrer.

     

    ———-

    A aceitação e a entrega existem quando você não se pergunta mais: “Por que isso foi acontecer comigo?”. A História mostra homens e mulheres que, ao enfrentarem uma grande perda, doença, prisão ou a ameaça de morte iminente, aceitaram o que era aparentemente inaceitável e assim encontraram “a Paz que vai além de toda compreensão”.

    Eckhart Tolle.

    ——–

    Oração da Serenidade

    Concedei-me, Senhor a serenidade necessária
    Para aceitar as coisa que não posso modificar.
    Coragem para modificar aquelas que posso e
    Sabedoria para conhecer a diferença entre elas.

     

     

    • Quem mandou querer se aliar

      Quem mandou querer se aliar com os BRICS?

      Outro aliado de Rússsia e China no quintal ianque, buscando soberania e independencia?

      Com uma classe média que sonha ir passar férias em Miami e uma elite que se ressente até a alma por não ter nascido na terra de nossos mestres do norte, destruir o Brasil com o argumento (regado a alfafa para os que acreditam) de que o FBI veio nos salvar foi fácil

      • Quem mandou?
        Tem que pedir permissão pra alguém? Se um país não é dono do seu próprio nariz, então não é um país. O que mais me estarrece é os militares brasileiros aceitarem o subjulgo dessa forma. Cadê as cabeças pensantes da ESG? O judiciário é formado por um bando de nulidades corrruptas e provincianas. Mas os militares aceitarem a submissão a estrangeiros é alta traição.

        • Militares brasileiros contra quem?

          Caro Leonardo.

          Os militares brasileiros enfrentariam a 4° frota americana ? Nossos militares não tem munição para meia hora de batalha…

          Os militares brasileiros não reagem às determinações dos EUA porque são exímios estrategístas e sabem até onde podem ir. Sabem que país nenhum jamais venceu os EUA, em nenhuma guerra, e se os EUA não venceram, destruiram o país por completo, como no Vietnan.

          Nossos militares jamais enfrentariam os EUA, para não passarem vergonha, eles tem o pé no chão.

          ———

          Acredito que chegará um dia em que os EUA cairão, pois nada dura para sempre neste mundo. E os países dominados por eles retomarão sua soberania. Mas este dia pode estar a séculos ou milênios de distância.

          ” A Paciência é a maior de todas as orações “

          Sidarta Gautama

  12. Não é possível, esse Moro vai

    Não é possível, esse Moro vai se ferrar.

    Alguma coisa vai acontecer. Ninguém destroi parte de um país e fica por isso mesmo.

    Vai acontecer alguma coisa.

    Tem muita grana envolvida nessa história

  13. Menos, uma vai sobrar

        Com certeza 3 unidades de negócios da Odebrecht irão continuar operando, ainda mais agora que a partir de fevereiro, uma nova administração irá assumir com sérias propostas de aumento de investimentos internos, principalmente em obras de infraestrutura que gerem muitos empregos.

         São as unidades da : Flórida, Texas e Louisiana, afinal norteamericanos protegem as empresas lá instaladas.

    • A peça Odebrecht
      Agora que tio Sam está sendo empurrado para borda do tabuleiro Eurasiano, penso que a Odebrecht poderá seguir a nova rota dá sedã integrando projetos de infraestrutura. Tio San se batendo, ferido gravemente em seu reduto, não manda mais sozinho no mundo, Rússia e China estão fazendo frente e o Brasil tá na briga.

  14. Era mesmo necessário?

    Pelo que aconpanho a mais de 1/2 século, me parece que não há santo na política e nas corporações. Corporações do mundo todo pagam propinas, corropem, superfaturam etc em todos os países. Será que era mesmo necessário destruir a Odebrecht. a Petrobras e outras empresas brasileiras?

  15. Nassif é uma pena. Porém, 99%

    Nassif é uma pena. Porém, 99% dos funcionários da Odebrecht foram às  ruas pedindo o impedimento da Presidenta Dilma e apoiando a lava jato, então, que se f…..

  16. Lic. Zavala – Fiscalia del Perú

      Vamos ver se tu és “macho”, em investigar “TODA” a operação do Complexo Energético de Chaglla, pois pegar para “Cristo” a Odebrecht Latinversion, com ajuda de nossos vestais curitibanos ( autorizados previamente por Washington ), uma empresa desta republica de bananas é doce, a gente se entrega facinho, mas e a “sócia”, o sr. não vai atrás ?

       Tudo bem que a fornecedora das turbinas e subestações de Chaglla é uma empresa que internacionalmente tem reputação ilibada, nunca subornou ninguem em lugar nenhum, é uma “Santa” de retidão incontestavel, inclusive no Brasil, só teve um probleminha aqui, pois gosta de cevar aves, tucanos de preferencia e em São Paulo, então meu querido…..

        Quero ver o sr. investigar a ALSTOM, sócia da Odebrecht em Chaglla, será que o MP da França irá recebe-lo, ou lhe mandará comer ceviche, beber pisco, e voltar para sua terrinha com o rabinho entre as pernas.

         Aproveita, caso na Europa, vá a Italia, tente investigar a Ansaldo ( um centenario icone industrial italiano ), fornecedora dos trens para o Metro de Lima, uma obra Odebrecht associada a eles e a um grupo ai do Perú, o Graña y Montero.

         Bater no “perro muerto”, até peruano e panamenho bate, brasileiro é tão bonzinho, quem sabe no futuro a Graña y Montero não vem fazer metro em São Paulo, lógico que com trnes da Alstom ou da Ansaldo.

  17. Os mais cômico é que as

    Os mais cômico é que as “autoridades” que anunciam pomposamente a exclusão da Odebrecht das licitações em seus países provavelmente recebem ou receberam propinas de diversas empresas. Agora posam de honestos.

  18. YES, WE ARE VIRA

    YES, WE ARE VIRA LATAS!

     

    Estarrecedor ver como brasileiros são capazes de fazer isso com seu próprio país. Ninguém faz isso cm suas empresas no mundo. Que ódio é esse que nossas elites alimentam pelo Brasil??

  19. É evidente para qualquer

    É evidente para qualquer leitor medianamente informado que a Odebrecht está sendo deliberadamente assassinada pelo MPF e pela Justiça Federal.

    Impossível dizer o que os promotores e juizes ganharão com a destruição desta empresa e quem irá pagá-los pelos serviços extra-legais que foram prestados. 

  20. O Judiciário e o MP

    O Judiciário e o MP brasileiros na sanha de aparecer e de serem protagonistas, aproveitaram o moralismo udenista contra o PT e construiram uma narrativa da corrupção que no final das contas é o álibi para manter seus velhos privilégios corporativistas, como cupins estão destruindo por dentro as empresas brasileiras e facilitando o serviço dos inimigos.

     

    Não estão nem ai para a impostância de empresas nacionais no cenário mundial, estão sofregamente alinhados com o inimigo para tornar o Brasil cada vez mais irrelevante no mundo, a única preocupação desta gente é com o cumprimento da pauta debilóide suportada pela montanha de processos sustentados por delações premiadas de bandidos que estão escapando de qualquer punição, nada de pensar na soberania nacional, na estratégia de estado com vistas à liderança do Brasil no cenário internacional.

     

    Agora, ouvimos a falar apenas de ações da PF, discursos e apresentações aos holofotes de procuradores, decisões vingativas e personalistas de juízes que se pensam heróis, continuaremos assim nesta triste sina de ser um gigante sem dentes e alquebrado, sem cumprir jamais suas potencialidades.

  21. Enquanto isso , TEMMMER acaba

    Enquanto isso , TEMMMER acaba de editar  medida provisoria  para  dar aumento de salario a funcionarios da Receita federal, INSS, Comandantes da Marinha , Exercito e Aeronautica , Diplomatas e Defensores Publicos total da brincadeira 8,0 Bilhões de reais ao ano …  É pra fechar 2016 com Golpe  de Ouro .. E o povão!    ¨ A não vem a caso  ¨….

     

    • Ignorante

      Comentário ignorante esse.

      A MP editada pelo Temer CUMPRE os acordos firmados com a Dilma e inclui somente as últimas categorias que haviam ficado sem reajuste esse ano.

      O golpista do Temer tem todos os defeitos, mas nessa questão ele apenas honrou o acordado pela Dilma.

      Pena que há gente que se julga capaz de comentar qualquer assunto na internet, mesmo ignorando-o completamente.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome