Roberto Freire se irrita com denúncia do golpe no Parlasul

freire.png
 
Foto: Reprodução
 
Jornal GGN – Durante sessão do Parlamento del Mercosur, o Parlasul, o deputado e ex-ministro do governo Temer, Roberto Freire (PPS-SP) se irritou quando Jean Wyllys denunciou a repressão contra manifestantes que pediam por eleições diretas no Brasil. 
 
Em determinada momento da sessão, realizada em Montevidéu, no Uruguai, os deputados debatiam a votação de um requerimento para discutir a situação do Brasil e da Venezuela. Freire defendeu que fosse discutida somente a questão do país de Nicolas Maduro, dizendo que o Brasil não tem presos político e sim “políticos presos”. 
 
Jean Wyllys pediu a palavra e falou sobre a repressão policial contra o ato contra o governo de Michel Temer, realizado na semana passada em Brasília. Freire interrompeu o deputado gritando que o que Wyllys dizia era mentira. 

 
Roberto Freire foi ministro da Cultura durante seis meses no governo Temer, e pediu demissão após a divulgação das gravações de Joesley Batista, da JBS.
 
Assista o vídeo abaixo: 
 

Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora