Flávio Bolsonaro vai à PGR contra Renan Calheiros

Para Flávio, houve desrespeito do Código Penal, da Lei de Abuso de Autoridade e do Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil.

Fabio Rodrigues Pozzebom – Agência Brasil

Jornal GGN – Flávio Bolsonaro, senador e filho de Jair, acusará o senador Renan Calheiros, relator da CPI da Covid, por 20 crimes durante esses seis meses de trabalho da comissão. Os crimes que ele entende que foram praticados estão em uma representação que fez à PGR e entregará nos próximos dias.

Para Flávio, houve desrespeito do Código Penal, da Lei de Abuso de Autoridade e do Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil.

O filho do presidente acusa Renan, pelo Código Penal, de ter cometido os crimes de calúnia; difamação; injúria; perseguição; estelionato; prevaricação; violação de sigilo funcional; denunciação caluniosa; comunicação falsa de crime; coação no curso do processo; exercício arbitrário das próprias razões; e fraude processual.

Além disso, colocou na denúncia o cometimento de seis crimes previstos na Lei de Abuso de Autoridade, que Renan ajudou a escrever. Entre os crimes estão inovar artificiosamente no curso de um processo; obter prova por meio ilícito; iniciar persecução penal sem justa causa; negar ao interessado acesso aos autos de investigação; exigir informação sem expresso amparo legal; e antecipar o responsável pelas investigações antes de formalizada a acusação.

E mais, Flávio acusou Renan de violar os direitos de advogados previstos no Estatuto da OAB.

A tentativa de Flávio acontece poucos dias depois da votação do relatório da CPI da Covid, de responsabilidade de Renan, seu relator. O documento acusa o clã Bolsonaro, de 00 a 03. Bolsonaro teve indiciamento pedido por 9 crimes, Flávio por 2. A decisão de indiciamento agora está nas mãos do PGR, Augusto Aras, pois eles têm foro privilegiado.

Com informações do Correio Braziliense.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AMBAR

- 2021-10-28 16:22:59

O Flavinho não compareceu 20 vezes, ao menos, à CPI para acusar o Renan de 20 crimes. Ele teria que ter assistido a algumas seções para ter alguma justificativa que não fosse o seu despeito. Esse garoto dá uma preguiça!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador