Estoque brasileiro de fertilizantes atende próxima safra, diz Tereza Cristina

Em entrevista, ministra da Agricultura diz que aumento dos preços dos alimentos vai depender do andamento dos confrontos

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O confronto entre Rússia e Ucrânia tem sido acompanhado no Brasil não só pela ótica política, mas também pelo viés econômico, uma vez que ambos são fornecedores de insumos importantes para o agronegócio brasileiro.

Em entrevista à CNN Brasil, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou que a situação é “preocupante” e é “acompanhada com cautela” pelo Ministério da Agricultura, mas garantiu que o país possui estoque de insumos para chegar até a próxima safra, em outubro.

A ministra ressaltou que o produto que mais preocupa é o potássio, com mais de 90% do produto vindo do exterior. Para atender a demanda, a ministra afirma que já estão articulando com outros países produtores, como o Canadá.

Sobre a possibilidade de reajuste nos preços dos alimentos, Tereza Cristina diz que não é possível prever – mas que as consequências serão maiores caso a guerra dure mais tempo.

Leia Também

Quais as estratégias viáveis para produzir alimentos em quantidade e qualidade para todos?

Ucrânia diz que apreendeu “documentos secretos da Rússia” indicando que guerra duraria 15 dias

Bolsonaro usa conflito russo para defender mineração em território indígena

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. “…Em junho de 1993, a antiga Ultrafértil, responsável na época pela produção de 42% dos fertilizantes do país, foi privatizada em um dos mais escandalosos leilões do Programa Nacional de Desestatização (PND), que dizimou a Petrobrás Fertilizantes (Petrofértil), através da qual o Estado controlava esse setor estratégico para a agricultura.A Ultrafértil e as demais empresas que pertenciam à Petrofértil (Nitrofértil, Fosfértil, Goiasfértil, Arafértil e outras) passaram a ser controladas pela multinacional Bunge e em 2010 foram adquiridas pela Vale Fertilizantes…”(Jornal da CUT). ANTICAPITALISMO DE ESTADO, em Crimes Continuados de Lesa-Pátria desde o ‘Neoliberalismo Caboclo e Tosco’ de EUGÊNIO GUDIN do pária fascista GETÚLIO VARGAS(Indústrias são para a Bélgica), que volta com toda força entre seus Lacaios, a partir de farsante Redemocracia, replicando Políticas Abjetas do Ditador entre PSDB e PT. Como será que construímos esta Latrina de Estrumes da Cleptocracia nestes 92 anos? Como será que colocamos de joelhos Nação Potência Continental como Terceiro Mundo, Paiseco, Anão Diplomático? Como colocamos em risco, Setor Econômico tão importante e estratégico para o Brasil e para o Planeta? Isto ainda tendo Petrobrás e Vale do Rio Doce. Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador