Lula não quer indulto, quer provar sua inocência, diz Damous

Jornal GGN – O advogado Wadih Damous esteve com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta terça-feira, dia 18. Lula mandou um recado bem claro: quer ver reconhecida a sua inocência e não quer saber de indulto.

Aos presentes, Wadih explicou que Lula não quer confundir a intenção do indulto com reconhecimento de culpa, e o que quer é que os tribunais superiores julguem seu processo e reconheçam sua inocência.

Lula também pede ‘muita garra, muita dedicação e muita combatividade ao povo brasileiro e à militância do PT para eleger Fernando Haddad’, disse Wadih Damous.

Ele também relatou que Lula está muito contente com o resultado das últimas pesquisas, que mostram Haddad avançando e que o ex-presidente externou a certeza de que, quanto mais o povo tem conhecimento de que Fernando Haddad é seu substituto nessa eleição, mais adesão ganha.

Lula ainda disse a Wadih que tem a certeza e a convicção ‘que vamos ganhar essa eleição’.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. Gastar sola do sapato
    A militância do PT tem q gastar sola do sapato, visitando todos lugares principalmente da população de baixa renda, conversando olho no olho e mostrar o desastre da candidatura desse ex militar representa para a democracia. Sim vamos a luta, Haddad presidente

  2. Visionário mesmo…

    …Aceitar indulto é dobrar-se ao que de mais errado há no Brasil. Não há conciliação possível com tais sem o risco de comprometer-se com os mesmos. Aparentemente, Lula percebeu que não deve tolerar o intolorável e muito se equivoca quem pensa o contrário. Entendo o medo da Globo, Estadão, Folha e o tal Mercado…

  3. Lula devia exigir que provassem sua culpa

    Lula não deve provar sua inocência, pois até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória, ele é presumido inocente. Ele tem é que exigir que os Ratos do MPF provem a sua culpa.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome