E Temer grava novo vídeo contando a Alckmin que PSDB foi sua base

 

 
Jornal GGN – Michel Temer volta à carga contra Alckmin e sua deslealdade. Lembra ao candidato que seu partido, o PSDB, foi a base de seu governo. Lembra que nomeou Serra, Bruno Araújo e Imbassahy, que o apoiaram dentro do governo. Quer que Alckmin seja realista e conte realmente a verdade. 
 
A dúvida que paira é se tal esculhambo vai tirar ou arrebanhar votos para o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin. Alguns entendem que Temer reclamar dele significa que é bom. Outros, no entanto, acham que grudar a imagem do PSDB ao atual governo, que não tem nenhuma simpatia do povo, pode tirar votos.
 
A certeza é que, seja aumentando ou diminuindo o número de votos, Alckmin tem ainda muito a fazer para desgrudar da quarta ou quinta posição no ranking de presidenciáveis.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

17 comentários

  1. Ninguém é de ninguém

    Essa eleição 2018 transformou-se em verdadeira suruba desorganizada, aquela em que ninguém é de ninguém, vale tudo, o bumba meu boi instalado. No meio dessa zona, o futuro do país.

  2. Sei não… Sei não…

    Penso que se Alckmin fosse vencedor, Temer teria condições de ter um cargo que lhe proporcionaria foro privilegiado. Não à toa, Alckmim teve o apoio do Centrão que blindaTemer. Correu no Whatsapp a foto do Temer mesclada com a do Alckmim com a inscrição: Alckmin é Temer. Alckmin não decolou com sua candidatura. Daí, forjar uma suposta desavença para que a estrondosa rejeição a Temer não contamine a candidatura de Alckmin, pode ter acontecido.  ESTÁ VALENDO TUDO PARA SE LIVRAR DA PRISÃO. 

    • Bozonaro é o ungido. Agiotagem derruba o Amoedo.

      A Globo já foi convocada pelo QG do golpe, o mercado (via Paulo Guedes), para fazer do Bozo o mesmo que fez com Collor em 1989: a árdua tarefa de repaginar o Bozo ou descontruir Haddad para o Bozo vencer no 2o. turno.

      Amoedo não decola. É o famoso cara que sobe até atingir o nível hierárquico da incompetência. Aconteceu com Guilherme Afif em 1989. Era bom falador, começou a despontar como “novidade”, quando surgiu a notícia de que foi nota zero na Constituinte. Votou tudo contra os direitos do trabalhador.

      Como Amoedo vai explicar que vive de juros, ganhando mais de R$ 1 milhão sem trabalhar? E que sua fortuna veio dos juros abusivos que deixa o cidadão só de cuecas para pagar? E ainda vem com o programa neoliberal mais radical do que Temer para pagar mais juros? Não há Globo que resolva.

  3. Parece que é briga entre o

    Parece que é briga entre o Meirelles e o Aklcmin: este quer posar de vestal e fazer de conta que o PSDB não tem nenhuma responsabilidade no absoluto fracasso da administração Temer, enquanto Meirelles pretende ficar com a parte boa do governo Temer (ele acha que há alguma… ) e com o sucesso do Governo Lula. Que se matem; o fato é que Meirelles, Alckmin, Temer, se misturados com merda de gato, nunca mais se conseguirá distinguir o que é uma coisa e o que é outra. kkk   

  4. Os Golpistas estão doentes e descontrolados

    Penso comigo que o processo que levou ao Golpe de 2016 fabricou junto um total deslimite para os atos de todos os envolvidos e dessa liberdade irrestrita, anárquica até, todos surtaram e vivem todos na crença messiânica de predestinados, e cada um, o único capacitado, cada um com o direito de agir de modo particular e para si próprio.

    O Golpe dividiu a direita em várias, bem sabemos, cada Golpista passou a viver em uma realidade paralela do cada um por si, não se respeitam mais regras, a única que se respeita é a de não deixar o PT e Lula e as esquerdas retomarem o Poder de volta. 

    Só que é uma doença social que vive a Direita Golpista e ela não controla a situação, não tem condição de manter a razão em funcionamento e se auto implode, todos doentes ao mesmo tempo e cada vez mais descontrolados.

    Até outubro será mais radical ainda a Luta deles, a briga interna e a disputa pelo Poder em frangalhos, além, da paranoia de não deixar os de fora da realidade paralela procurar a cura pros doentes, retornando ao Governo Federal. 

    Globo & velha mídia, partes significativas dos postos de comando do Judiciário, Executivo e Legislativo, partes significativas das elites econômicas se perderam no mundo, da possibilidade de fazer tudo o que bem entendem pelo Poder e pelo Dinheiro, viraram doentes e cegos, e se desesperam ao ver que a maior parte da Sociedade não os acompanha. 

    As arbitrariedades eleitorais vão crescer, não tenhamos dúvidas. E doentes não medem ações e nem enxergam lado, vai respingar pra todos dessa realidade paralela.

    O que Temer fez com Alckmin e o PSDB é só o começo da implosão interna da bolha social do Golpe.  

  5. A Direita briga, só resta o judiciário!

    Chegamos no Brasil a lago inusitado, mas pensando bem, previsível, a briga entre quadrilheiros.

    Quando se fala em crime organizado, uma tônica no assunto é a mortandade entre as diversas quadrilhas para ver quem fica chefe do pedaço. Pois bem, o que se passa nos dias de hoje é exatamente isto, a famosa briga entre as diversas quadrilhas da direita para ver quem fica chefe da “boca”.

    No momento em que há estas famosas brigas entre os donos das “bocas” geralmente um tenta matar literalmente os outros, e o Vídeo do Temer, dizendo que o Alckmin é um mentiroso é uma demonstração de um dos falecidos nesta briga, o atual ocupante do cargo de presidência da república, tentando levar para o fundo toda a quadrilha de apoio ao PSDB, DEM, PR, PP e outros vão se enterrando junto com Temer, ou melhor Temer vai puxando para o caixão a turminha do golpe.

    Esta atitude enterrando definitivamente Geraldo Alckmin tem algumas origens ocultas e várias consequências inusitadas que demonstram o que ocorre na direita brasileira. Pois vamos a elas:

    1) Como Temer foi escolhido pelos golpistas como seu gerente, que na linguagem da Máfia seria o “Consigliere” , é o sujeito escolhido para os chefões, nosso caso o Imperialismo Internacional, para ser bem mais do que um conselheiro, que seria uma tradução literal e errada do termo italiano pois um “consigliere” no caso mafioso ele além de ser um elemento de extrema confiança do “Capo” (chefe), ele é um elemento executivo com condições de agir por conta própria dentro da política do “capo”.

    2) Como o “consigliere” JAMAIS age contra a política estabelecida pelo capo”, se vê claramente que Temer que está agindo pelo Imperialismo Internacional, recebeu as instruções para retirar Alckmin do caminho de outro candidato do Imperialismo, ou seja, ele foi literalmente morto como candidato do grande capital.

    Se o ex-candidato do Capitalismo Internacional foi “assassinado” pelo “consigliere” a mando do “capo”, é porque outro candidato vai entrar no seu lugar, mas a pergunta que vale bilhões de dólares (literalmente e não em sentido figurado) é. Quem é o novo candidato que será apoiado pelo capo? Há algumas possibilidades que veremos brevemente explicitada no futuro. Bolsonaro, Marina, Meirelles e Ciro.

    A grande pergunta que talvez até o próprio “capo” ainda não tenha uma definição correta, é quem destes quatro que deve ser apoiado. Cada um tem as suas vantagens, mas ao mesmo tempo tem pontos de fraqueza evidentes.

    Bolsonaro, se fosse um pouco mais tragável pelo imperialismo internacional, não se encaixa no Imperialismo “democrático” do grupo que aparece com a grife dos democratas norte-americanos. Caso estes democratas norte-americanos tenham êxito em derrubar Trump, como a “democracia” dos mesmos é baseada em políticas identitárias, LGBT, mulheres e outras minorias norte-americanas administráveis, o apoio a um governo Bolsonaro é perfeitamente impossível. É mais fácil o governo norte-americano apoiar o DAESH do que Bolsonaro. Logo, pontos de atrito imensos seriam criados entre o governo Bolsonaro com o “capo”.

    Outro problema de Bolsonaro, foi a escolha do ainda mais lunático candidato a vice-presidente, que não dá a mínima tranquilidade ao capital internacional, pois é mais ligado a setores de extrema-direita conservadora, que ao chamados intervencionistas, que são uma verdadeira fauna humana que chegam alguns a dizer que a Terra é Plana.

    Marina, que era mais forte enquanto os Verdes Europeus (European Greens–European Free Alliance – EELV) apoiavam a sua candidatura nas eleições passadas, com todos os rolos envolvendo “Dany, Le Rouge” (Daniel Cohn-Bendit) após várias acusações não confirmadas de ser um elemento vinculado a CIA, e acusações reais dos verdes e principalmente de Dany Le Rouge, sem um pedófilo declarado e ele e mais outros num passado recente ter feito de plataforma política a liberalização da pedofilia em “determinados casos” (Dany no seu livro Der grosse Basar, descreve com detalhes seus contatos nada recomendáveis com criancinhas de uma creche em que ele entrou como professor). Devido a desmistificação da Ecologia Liberal do grupo EELV, uma ecologia misturada com apoio ao liberalismo de mercado, o grupo vem em plena decadência caindo pela metade nas eleições europeias de 2009 para 2014, com tendência a praticamente desaparecer nas próximas eleições.

    Muitos no Brasil, justificam a perda de apoio de Marina a uma perda de apoio do Banco Itaú, entretanto o que há com Marina é mais grave, o que ela está perdendo é o apoio internacional, por ter entrado no grupo “Verde” (EELV) que não tem mais base nenhuma internacional. Além deste apoio, que é o mesmo que o apoio de Temer a Alckmin, Marina não tem carisma para ultrapassar ninguém numa campanha nacional.

    Meirelles, que em termos de apoio, não nega o seu passado de contribuinte do golpe e seria um candidato ideal da banca internacional, porém assim como Alckmin é dotado de uma tal imagem e incapacidade de transformá-la numa operação tipo Macron que também como Macri na Argentina, está em ladeira abaixo na sua popularidade. Outra coisa, Meirelles nunca se preparou como Macron na França para pousar como algo moderno e inédito.

    O último da lista, Ciro Gomes, é uma expressão do ditado romano, O Homem é o Lobo do Homem, só que neste caso ele tem tendências a autofagia. Porém não são só as características autofágicas de Ciro que incomodam e impedem um apoio do Imperialismo Internacional, é que Ciro apoia-se numa plataforma de Imperialismo que não existe mais, um Imperialismo anterior a 1980, baseado na transferência das indústrias mais poluentes e com uso intensivo de mão de obra para fora dos países Imperialistas centrais. Porém com o crescimento sem controle da China e outros países asiáticos, os Imperialistas houveram por bem desistir deste modelo.

    A única defesa da direita atualmente é no Partido do Judiciário, porém como os juízes como Moro e Joaquim Barbosa correram da raia por covardia e não aceitaram uma carreira solo, só há uma solução além do adiamento das eleições, a impugnação de todas as chapas exceto a escolhida pelo Imperialismo.

     

  6. Matriz ou filial

    Tinha muito disso nos anos 70. O sujeito arrumava um xodó na zona, daquelas paixões tórridas, daí tirava ela daquela vida, daquele lugar, montava casa em algum lugar distante e discreto. O problema: o cara era noivo há 8 anos, sem volta, noiva de família tradicional na cidade. E vai mantendo a vida dupla por muito tempo. Faltando poucos dias para o casamento, o cara some, desaparece, não responde os recados mandados por mensageiros tentando apagar o passado e iniciar vida nova. 

    A amante, furiosa, resolve que não vai deixar barato. No dia do casamento, quando os noivos deixam a igreja em frente à praça onde jorra a fonte luminosa, dão de cara com a amante (Temer) segurando 3 filhos (ministros) pequenos pelas mãos, fruto da união espúria. Nem precisa DNA, os barrigudinhos são a cara do pai (Alckmin). E o mais velho ostenta Júnior no sobrenome. E ali, perante toda a sociedade local, invoca seus direitos de matriz, porque a união antecede em muito aquela que acabou de acontecer. 

    O pai da noiva cancela a festa e bota a cabeça do noivo a prêmio. E na calada da madrugada o noivo toma uma decisão: “Deus é grande, mas o Mato Grosso é maior.” E ninguém nunca mais ouve falar dele.  

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=RWCTUX5vkrI%5D

     

  7. Sabe aquele enredo de filme
    Sabe aquele enredo de filme em que a bandidagem não se entende quanto a divisão do produto do crime? Uns passando a perna nos outros?
    Esse é o dilema dos golpistas. Desfecho previsível.
    Falta apenas o livro do FHC: Arrependimento eficaz na política.

  8. Perguntas

    1) Há uso de dinheiro público para fazer esses vídeos, mais o vídeo dirigido ao Haddad. mais outros vídeos já anunciados? Se há, impeachment nop Temer, para ontem!

    2) O “presidente” não tinha de estar governando o País, ao invés de estar batendo boca e defendendo sua “obra” (aspas triplas em “obras)? Se sim, cabem impeachment ou interdição. Ou ambos.

    3) Se isso tudo for para distraia a atenção, parabéns! Quase esqueço que quem está a dar lição de moral é um golpista enrolado com recebimento de propina há trinta anos.

    4) Sem vídeos, por favor!…

  9. Nassif;
    Veja como o cara é

    Nassif;

    Veja como o cara é patife, ele citou o serra, o imbassay e bruno araujo,  tucanos que apoiaram o golpe e assumiram postos no desgoverno e já cairam fora.

    Mas não citou a ameba, Aluisio Alves, que continua no desgoverno, destruindo o Itamarati e enlameando a imagem do Brasil no exterior.

    Canalha!!!

    sds

     

    Genaro

  10. jogo combinado

    Nao acredito nesta briguinha. 

    Assim como no golpe, eles estao combinados.

    Jose Emilio Guedes Lages

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome