Exxon em Angola: a moral relativa da geopolítica do petróleo, por André Araújo

Exxon em Angola: a moral relativa da geopolítica do petróleo

por André Araújo

A Exxon celebrou um grande acordo com a Sonangol, a estatal angolana do petróleo, para exploração das reservas em águas profundas do litoral angolano. Enquanto a Petrobras está sendo processada pelo Departamento de Justiça dos EUA por casos de corrupção no Brasil, o mesmo Departamento não vê nada demais na empresa americana, símbolo da era do petróleo, se associar com uma estatal que em termos de corrupção conhecida tem poucos competidores no mundo.

Onde está o “compliance” da Exxon? Com a Sonangol não tem problema em assinar contratos? O Departamento de Justiça não vê nada demais? Acho que não, a Sonangol nunca foi investigada ou processada nos EUA. A lógica das leis americanas é bem flexível, o interesse dos EUA em primeiro lugar. Que coisa!

A Presidente do Conselho da Sonangol, Isabel dos Santos, filha do Presidente de Angola José Eduardo dos Santos, há 37 anos no poder, está numa revista americana, a FORBES, como a mulher mais rica da África. De onde vem sua fortuna? 

A imprensa econômica da Europa relata um desaparecimento de 32 a 50 bilhões de dólares dos cofres da Sonangol. (http://www.portugaldigital.com.br/economia/ver/20103540-presidente-da-sonangol-nega-rombo-de-us-50-mil-milhoes-de-dolares-na-estatal-de-petroleo). O caso não tem paralelo no planeta em termos de valor. Enquanto Angola se torna uma das potencias médias do petróleo mundial, toda sua produção é girada por petrolíferas americanas, a Petrobras tentou entrar em Angola e foi rechaçada.

Enquanto isso as condições de vida da população são péssimas, falta saneamento básico em Luanda, no interior nem se fala, falta tudo, enquanto Ministros do MPLA são bilionários, um deles, bem conhecido, tem apartamento na Av. Vieira Souto, no Rio. 

Leia também:  Demissão de Bolton mostra a face diplomática de Trump

Uma companhia com esse currículo é bem vinda ao se associar a Exxon, enquanto em Washington uma pesada artilharia legal criminaliza a Petrobras. É verdade que com apoio que vem do Brasil, numa acusação ilógica, a Petrobras é vitima e não autora e os atos ocorreram fora da jurisdição da lei americana. Se aos americanos a corrupção faz arrepiar e eles se propõem a ter jurisdição mundial para combatê-la, como se explica que fechem os olhos para o que acontece em Angola?

Atrevo-me a uma explicação: todo petróleo de Angola exportado, quase 2 milhões de barris/dia, mais que a Venezuela, vai para os EUA, um fornecedor importante e confiável. Então vamos deixar o moralismo para os brasileiros, antigo e tradicional aliado dos EUA,vamos processar e impor pesadas multas a nossos amigos, puni-los com apoio de brasileiros puros, prejudicando esse Pais que lutou a nosso lado na Segunda Guerra e que fornece mais que qualquer outro tropas para nossas missões de paz pelo mundo.

Pode-se alegar que a Exxon Mobil é uma empresa privada que faz os contratos que quiser. Negativo. Todas as atividades de empresas petrolíferas dos EUA pelo mundo são monitorados pelo Departamento de Energia e nenhuma empresa assina contratos no exterior sem o visto do DE e do Departamento de Estado. http://corporate.exxonmobil.com/en/company/worldwide-operations/locations/angola

Enquanto isso os EUA viram parceiros de cama, mesa e banho de um regime outrora marxista-terrorista e guerrilheiro contra o qual lutaram através da UNITA financiada pela CIA. Outrora visceralmente anti-americano, apoiado pela URSS e aparelhado por 25.000 soldados cubanos, o Movimento Popular de Libertação de Angola,  continua sendo o partido oficial que governa Angola. Hoje é íntimo parceiro e sócio dos EUA, que ironia da História. Dos tempos da aliança com a URSS ficou para Jose Eduardo dos Santos uma bonita lembrança, Isabel dos Santos,  sua filha e de sua primeira esposa russa,  atual Presidente do Conselho da SONANGOL.

Leia também:  A OEA, a agressão à Venezuela e os riscos para o Brasil, por Roberto Bitencourt da Silva

A Guerra Fria produziu bons frutos hoje cotados em dólar.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

21 comentários

  1. O que acontece hoje no Brasil

    O que acontece hoje no Brasil não é muito diferente do que houve em Portugal na época da inquisição = a vontade de ser o puro dos puros fez com que milhares de judeus portugueses deixassem o país e fossem pra Holanda, contribuindo para o desenvolvimento deste país e dando o empurrão que faltava pra Portugal ser a nação sem importância em termos de geopolítico desde 1560, quando foi anexada à Espanha. Aliás, uma das marcas mais clara que diferencia um paiseco de um país de verdade é que em país de verdade antes de haver ideologia, há pragmatismo. Lembremos que na terra que mais bate no peito Aqui é Capitalismo, Meu Filho! (rs), o governo não pensou duas vezes antes de injetar trilhões de dólares em bancos e na GM pra evitar a quebra deles – e isso influencaido pelo que Roosevelt fez no passado, desafiando a mística de que o governo não tem que se meter na economia e deixá-la livre, leve e solta. 

    Como eu gostaria de ter uma máquina de teletransporte. Aí na hora que tivesse passando as Mirians e Sandergergs na tv, ao vivo, eu teletransportava você pra lá pra “ajudar” na ánalise destes nossos analistas geniais (rs). 

     

     

    • exxon…

      E tem outra, geniais brasileiros, o mercado trilionário que estava sendo explorado pela Petrobrás em Angola. Com o interesse de nosso governo no desenvolvimento de uma nação amiga e com laços históricos e culturais conosco, está sendo entregue gratuitamente à uma empresa concorrente que praticará o capitalismo de sempre, sobre países em desenvolvimento: exploração e parasitismo. Brasil, continua no amadorismo.  

  2. Show de bola do AA, mais uma

    Show de bola do AA, mais uma vez. Adendo: Os presidentes americanos ajudaram as petrolíferas americanas a ganharem o mercado de petróleo de Angola. São guardiães dos interesses da grande nação americana. O presidente brasileiro que tentou ajudar empresas brasileiras a ganhar mercado em Angola é considerado criminoso.

    Precisa dizer mais alguma coisa? Apenas uma, é um juiz de primeira instância no Paraná que providencia o castigo por um ex-pau-de-arara tentar colocar o Brasil como player mundial. Alguém imagina um juiz de Arkansas prender o Clinton porque defendeu empresas americanas em países onde campeia a corrupção, como Angola? A CIA providenciava um paletó de madeira para o caipira

    E uma última coisa também. Todas as grandes potências que estão assistindo o que acontece no Brasil devem estar pensando: Como um país com essa imprensa e corporações do estado desse nível pode almejar a ser um player relevante no mundo de hoje?  

  3. Procurei e não achei a

    Procurei e não achei a SONAGOL na Bolsa de Valores de NY.

    Já a Petrobras encontrei.

    Não será essa a moral seletiva?

    Quer captar dinheiro de norte-americanos dentro dos EUA então tem de se adequar às leis locais de compliance?

    Acho que eu matei a charada!

     

     

    • Nada a ver. Os processos no

      Nada a ver. Os processos no DEPARTAMENTO DE JUSTIÇA se referem à alegada  infringencia ao Foreing Corrupt Practices Act – Lei Anti Corrupção em Paises Estrangeiros , de 1973.

      O caso de infringencia as regras da BOLSA DE VALORES DE NOVA YORK é um outro processo aberto pela SECURITIES AND EXCHANGE COMISSION. São jurisdições, processos e penas completamente separadas.

      • Mas tem como origem o

        Mas tem como origem o registro da Petrobrás em território Norte-americano.

        Me mostre o registro dessa empresa angolana nos EUA. Nem precisa ser na Bolsa.

        Fico no aguardo.

         

      • lei anti-corrupção

        Trabalhei em 3 multinacionais americanas -aqui no Brasil – e em todas elas tive que assinar declaração na qual tomava conhecimento dessa lei e dos riscos de a descumprir. 

        Ainda tinha que ver os videos anulamente e nos quais eram reafirmados os riscos de descumprimento da mesma.

         

  4. Ora, ora, André.

    Compliance no idioma de Shakespeare?. Esquece. Fiquemos com o termo compadrio no bom e velho português.

  5. Tambem me atrevo a um palpite.

    Para falar pouco.

    O pais está sob ataque, só que esses traidores estão longe de serem “brasileiros puros”.

    Da mesma forma a Alemanha e os EUA tambem não são geridos por “alemães e americanos puros”.

    Hoje quem está dando as cartas no mundo é o mesmo tipo de gente que levou a Alemanha

    ao caos no começo do século passado. Alguma novidade?

     

  6. O “principe” Zenú e a “princesa” Isabel

        Para quem quer ver mais sobre a corruptocracia do MPLA, de Isabel ( Sonangol ), Zenú ( Fundo Soberano ), o Condestavel do regime, General Alexandrino, as conexões com a “Nova Russia”, o do porque um ex-diretor gerente do Banco Central da Alemanha aceitou trabalhar em um banco de Angola, a ONG suiça montada por um picareta amigo de fé de Zenú, a pressõa da Chevron para receber US$ 300 Milhões, os “rolos” angolanos com chineses, franceses, alemães, suiços, americanos, consultem :

         www.makaangola.org/?s=%20FUNDO%20Soberano%20de%20Angola

        è de fazer o Brasil em matéria de corrupção ser uma Finlandia.

     

    • Propinha? Nada: participaçao societaria

      Junior,

      Nao sei se ja te falei. Quando estive la meu contato local disse: o nivel é tao elevado que ja nao é mais corrupçao. Eh participaçao societária. E eh mesmo: o “corrupto* em vez de propina (one off deal) quer parte na sociedade. Vejam-se a 1a filha e os demais q vc cita.

  7. Em materia de geopolitica o

    Em materia de geopolitica o Brasil esta se dando um verdadeiro ‘cuécao”. O sujeito que leva o tal cuécão se vira pro mais esperto e fala “Ohhh! Parece criança meu!!” Autocuécao é modalidade nova!!! Mas em se tratando do Brasil é possivel encontrar essa modalidade atraves dos tempos….

    • em….

      Grande lição a brasileiros: o mundo industrializado inteiro de EUA à Europa, de Russia a China, está associado ao governo angolano. Filiais, escritórios subsidiárias, politicos e empresários. Interesses de seus países de toda ordem. Quando a casa cair e o governo balançar, todos os dedos serão apontados aos angolanos. E governos ocidentais farão o que sempre fizeram: “não temos nada a ver com isto”. Acorda, inocente.

      • Serjão, a minha ignorancia e

        Serjão, a minha ignorancia e inocencia me permite saber que o mundo não é cor de rosa. Sera que a gente deva ficar por aqui mesmo e jamais explorar o mundo, seus negocios e oportunidades e ser apenas capacho de conquistadores historicos do mundo ocidental? Talvez a gente deva esperar pela (sic), primavera africana e quem sabe o mundo não se revesta de honestidade e prospere candidamente. Só que se esperarmos mais 500 anos, vamos ficar aqui falando em falta de educação, saude, segurança, em desigualdade e pior  brigando contra comunistas(?). Sinceramente do fundo da minha inocencia, os problemas do mundo não se resolvem com um comercial de refrigerante negro, que pode até te emocionar, só que engorda!!!

  8. Outros artigos nesta linha devem ser publicados.

    Prezados,

    Quem lê os comentários que posto no GGN, especialmente alguns em que faço críticas a André Araújo quando ele admite e compactua com a trama golpista e dá legitimidade a michel temer, percebe que tenho razão; este artigo mostra quão bem antenado e o quanto é conhecedor das forças externas que comandam o golpe de Estado em curso no Brasil (ainda não terminou) esse experiente advogado e consultor empresarial que redigiu o artigo em tela. 

    Os agentes do sitema de justiça brasileiro (incluam aí os profissionais da PF, do MP e do PJ) cooptados e servis ao alto comando do golpe – que André Araújo, eu e todos os leitores observadores e atentos perbemos há bastante tempo – cometem crimes de lesa Pátria, lesa soberania e contra o patrimônio público brasileiro. Esses servidores públicos, pagos com o dinheiro dos impostos pagos pelas classes trabalhadoras brasileiras, deverão ser julgados de forma implacável por um tribunal como o de Nüremberg, quando a Democracia for restabelecida no Brasil.

     

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome