Partido alemão é expulso do grupo de extrema direita do Parlamento Europeu

Tatiane Correia
Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.
[email protected]

Grupo afirma que não quer ser associado a incidentes envolvendo o principal candidato do Alternativa para Alemanha nas eleições

Por Treehill – Obra do próprio, CC BY-SA 4.0 via Wikipedia

O grupo de extrema-direita Identidade e Democracia (ID) decidiu expulsar a delegação do partido Alternativa para a Alemanha (AfD) semanas antes das eleições para a assembleia do Parlamento Europeu.

“O Bureau do Grupo Identidade e Democracia no Parlamento Europeu decidiu hoje excluir a delegação alemã, AfD, com efeito imediato”, disse o ID num comunicado na quinta-feira.

Segundo a Al Jazeera, tal decisão foi tomada após comentários feitos por Maximilian Krah, o principal candidato da AfD nas eleições, a um jornal italiano no último final de semana.

Na ocasião, Krah declarou que os integrantes da força paramilitar nazi SS “não eram todos criminosos”. “O Grupo ID já não quer ser associado aos incidentes envolvendo Maximilian Krah, chefe da lista da AfD para as eleições europeias”, diz o texto.

O político alemão já teve de se demitir do conselho responsável por liderar o AfD e prometeu não fazer mais aparições em campanha, embora ainda tente a reeleição para o Parlamento Europeu.

Atualmente, os partidos de extrema-direita no Parlamento Europeu estão divididos entre os Conservadores e Reformistas Europeus (ECR), cujo líder é a primeira-ministra italiana Giorgia Meloni, e o grupo ID, liderado pelo grupo da francesa Marine Le Pen.

Leia Também

Tatiane Correia

Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador