Juiz aponta citação em que Carlos Bolsonaro é indicado como chefe de organização criminosa

Vereador e filho de Jair Bolsonaro é investigado por suposto esquema de ‘rachadinha’ em seu gabinete

Foto: Reprodução/Twitter

Jornal GGN –  O filho 02 de Jair Bolsonaro (sem partido), o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), é apontado como de “chefe de organização” criminosa, de acordo com o juiz Marcello Rubioli, da 1ª Vara Criminal Especializada do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), que autorizou a quebra de sigilos bancário e fiscal do político, investigado por suposto esquema de ‘rachadinha’ em seu gabinete. As informações são da colunista Juliana Dal Piva, no portal Uol.

Rubioli afirmou em sua decisão, ao analisar os dados apresentados pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ), que verificou “indícios rotundos de atividade criminosa em regime organizado” e que “Carlos Nantes [Bolsonaro] é citado diretamente como o chefe da organização”.

:: A PARTIR DE R$ 10 VOCÊ PODE AJUDAR A MANTER O JORNALISMO INDEPENDENTE DO GGN. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS ::

A pedido do MP-RJ, o juiz autorizou a quebra dos sigilos de Carlos Bolsonaro, da segunda ex-mulher de Bolsonaro, Ana Cristina Valle, além de outros 25 investigados.

LEIA MAIS: MP aponta indícios de lavagem de dinheiro de ex de Bolsonaro

No sexto mandato como vereador no Rio, Carlos Bolsonaro se tornou alvo de investigação após denúncias de “rachadinha” e nomeação de funcionários fantasmas em seu gabinete, assim como o irmão 01, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Leia também:

MP rastreia esquema de rachadinhas envolvendo Carlos Bolsonaro

Jair é o “organizador” da rachadinha nos gabinetes do clã Bolsonaro: “está materializado”, diz Dal Piva ao GGN

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome