A insanidade do presidente mitômano já é manifesta, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O presidente brasileiro já conspira abertamente para provocar uma ruptura da legalidade com o intuito de permanecer no poder a força mesmo que seja derrotado.

A insanidade do presidente mitômano já é manifesta

por Fábio de Oliveira Ribeiro

Há quase um ano, vários cidadãos renomados protocolaram no STF uma petição requerendo a interdição do presidente Jair Bolsonaro. O processo foi autuado como PET 9657. Na oportunidade, requeri minha admissão aos autos na qualidade de Litisconsorte dos Autores.

Referida PET 9657 está conclusa com o Ministro Gilmar Mendes desde 14/05/2021. Muita coisa aconteceu desde então, mas nenhuma das extravagâncias e insanidades presidenciais foram noticiadas nos autos.

Hoje resolvi anexar vários documentos ao pedido de interdição de Bolsonaro, pois tudo indica que a insanidade dele está se tornando mais e mais manifesta e potencialmente perigosa. O presidente brasileiro continua incentivando a população a ser armar para poder interferir no processo eleitoral. Ele está dividindo a população em campos antagônicos irreconciliáveis e armados. Isso não é apenas inconstitucional. Na verdade, o comportamento presidencial pode em tese justificar a incidência da Lei 13.260/2016 e Lei 14.197/2021.

Mesmo sendo assessorado por juristas, Bolsonaro insiste em transformar a eleição numa guerra verdadeira, com mortos e feridos, para garantir o sucesso nas urnas, ou pior, sua perpetuação no poder apesar do resultado da eleição. Ele faria isso se estivesse de posse de suas faculdades mentais? O requerente entende que não.

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Bolsonaro é uma figura canhestra, bestial e violenta. Um ser humano deformado pela ideologia que torturou o Brasil nos anos 1970. Todavia, o que está ocorrendo nesse momento é uma novidade, um indício claro de que o presidente perdeu o contato com a realidade e está disposto a mergulhar o Brasil numa guerra civil para preservar o cargo. Nunca é demais lembrar que durante a disputa eleitoral de 2018 ele se limitou a distribuir Fake News e a surfar na onda política de anti-petismo que foi criada pela Lava Jato com ajuda da imprensa brasileira. O que ele faz agora é muito diferente e potencialmente explosivo.

O presidente brasileiro já conspira abertamente para provocar uma ruptura da legalidade com o intuito de permanecer no poder a força mesmo que seja derrotado. Isso pode ser considerado um indício claro de insanidade mental. A possibilidade de um golpe de estado patrocinado por milícias armadas com apoio de contingentes policiais e militares já é abertamente admitida por jornalistas brasileiros e pelo Departamento de Estado dos EUA.

Não compete a mim dizer o que o STF deve fazer. Apenas cumpri meu dever de cidadão de informar no processo o que está ocorrendo, provando os fatos que foram aqui sumariamente narrados.

Fábio de Oliveira Ribeiro, 22/11/1964, advogado desde 1990. Inimigo do fascismo e do fundamentalismo religioso. Defensor das causas perdidas. Estudioso incansável de tudo aquilo que nos transforma em seres realmente humanos.

O texto não representa necessariamente a opinião do Jornal GGN. Concorda ou tem ponto de vista diferente? Mande seu artigo para [email protected]

peticao-de-juntada-12-05-2022-assinada

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador