A visão seletiva da Lava Jato sobre o “estorvo do processo”

Em direito existe o que se chama de “estorvo do processo”. Todo cidadão está sujeito a ser processado, do mais humilde ao presidente da República.

Mas existe também o conceito da repercussão política do processo, princípio que rege muitas decisões judiciais.

Por exemplo, por mais justo que seja determinado pleito, nenhum Ministro do STF vai votar a favor de uma ação que implique na quebra do país.

O mesmo princípio vale para processos com repercussão política. Um juiz deverá tomar duas vezes mais cuidado para expor o presidente da República ao “estorvo do processo”. Não significa que deva poupá-lo, mas que tomará cuidado redobrado antes de expô-lo e com a própria exposição em si. Porque expor a presidência da República significa expor o país.

O Procurador Geral da República tomou a decisão de expor ao “estorvo do processo” campanhas de Lula e Dilma. Dilma é a presidente da República.

Lula é um ativo nacional, o político que representa a esperança de milhões de brasileiros e – queiram ou não os opositores – o brasileiro que melhor representa a face legítima do país perante o mundo. Ele está para o Brasil como Mandela para a África do Sul, Ghandi para a Índia, Luther King para os Estados Unidos.

Já Aécio Neves é um senador, candidato derrotado a presidente da República. Geraldo Alckmin é o governador de um estado importante, assim como José Serra,  um ex-governador, os três sem um centésimo da representatividade de uma presidente da República ou de uma personalidade internacional como Lula.

Leia também:  Pedido de expulsão de Aécio Neves é formalizado por diretório do PSDB em SP

Todas as empreiteiras citadas na Lava Jato colaboraram com a campanha de Aécio, seja por dívidas passadas, seja por promessas futuras. A não ser que se acredite que empreiteiro pague dízimo para ir para o céu.

Contra Aécio pesa uma delação premiada com todas as peças de esquemas de financiamento eleitoral ou de enriquecimento pessoal: os valores recebidos (US$ 150 mil mensais), a ponta pagadora (Furnas), a empresa que lavava o dinheiro (a Bauruense) e a destinatária (a irmã de Aécio).

Mesmo assim, Janot não julgou adequado expor Aécio ao “estorvo do processo”.

As empreiteiras implicadas na Lava Jato têm obras em Minas Gerais e São Paulo. Algumas delas têm mais obras com os respectivos governos estaduais do que com a própria Petrobras. No caso paulista, há em curso uma denúncia de suborno do cartel dos trens abafada pela cúpula do Ministério Público Estadual.

No entanto, Janot teve cuidado para não submeter ao “estorvo do processo” os ex-governadores Aécio Neves, José Serra e o governador Geraldo Alckmin.

No caso mineiro, Janot aceitou a denúncia contra o mais insuspeito dos políticos: o ex-governador Antonio Anastasia. Aparentou uma neutralidade discutível, porque quem conhece Minas, Aécio e Anastasia sabe onde o calo pega – e não é em Anastasia.

Que a lava Jato faça o PT purgar seus erros, sim. Arreglos políticos que permitiram descontroles de tal ordem, a ponto de um mero gerente acumular mais de US$ 100 milhões em dinheiro desviado, merece toda punição do mundo. E se o partido não tem a mínima capacidade de se defender de manobras políticas, problema dele.

Leia também:  Escolha de PGR fora da lista tríplice pode tornar MPF 'ingovernável'

Quando investe contra o instituto da presidência e contra o brasileiro mais reputado do planeta e, ao mesmo tempo, poupa todos os próceres do PSDB do “estorvo do processo”, Janot patina.

Não adianta alegar que o processo será isento, dando todas as oportunidades para as partes se defenderem. O efeito político é imediato. O “estorvo do processo” é combustível para campanhas de impeachment, para desestabilizações políticas mesmo que, ao final, absolva o investigado. Ao poupar Aécio, a Lava Jato abre espaço para que a oposição amplie a campanha do impeachment, com Aécio posando de grande cruzado da ética.

A opinião pública que conta – aquela realmente bem informada – sabe que o rei está nu. O que se pretende com essa blindagem?

Não adianta os bravos Intocáveis da Lava Jato sustentarem que seu foco são apenas os malfeitos na Petrobras. Não faz lógica que, tendo à mão a possibilidade de interrogar os maiores financiadores de campanha do país, aceitem ouvir apenas as denúncias contra um lado. Se podem passar o país inteiro à limpo, porque não aproveitam a possibilidade? De posse da denúncia, que se abram novos inquéritos para outros procuradores tocarem, permitindo à Lava Jato manter o foco.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

146 comentários

    • Concordo, com as instituições

      Concordo, com as instituições que temos, aparelhadas desde as capitanias hereditárias, o fator mais importante ao definir meu voto, é saber contra quem elas atuam.

      O PT tem o meu voto.

  1. Excelente publicação

    Excelente publicação (“post”). Concordo do princípio ao fim. 

    “É impossível juntar todas as penas espalhadas pelo vento”

  2. Brindeiro pode, mas o José Francisco não???????????

    Parabéns, Nassif, isso precisava ser dito. Mas o que houver, é e será responsabilidade da Presidenta Dilma Rousseff. Ao reconduzir Janot, ela lavou as mãos feito Pilatos. A Consltituição dá ao presidente da República o direito de nomear quem ele quiser para a PGR que esteja enquadrado nas exigências legais. Não tem obrigação de nomear o mais votado, mesmo porque, a experiência recente mostra quais procuradores (80%) estão politicamente comprometidos com o PSDB e quais não estão. Luiz Francisco Fernandes de Souza? Deveria ter sido nomeado já no governo Lula e reconduzido até a data de sua aposentadoria. Dilma quis enfiar a mão num formigueiro sem luvas, vai se ferrar e arrastar o Brasil com ela.

    • Absoluta e rigorosamente nada a ver

      A presidenta Dilma Rousseff não fez absolutamente nada de novo ao reconduzir o procurador mais votado no pleito interno do MPF. 

      Essa prática começou com o ex presidente Lula, em 2003. E de lá para cá tanto Lula quanto Dilma tem seguido esse modelo de nomeação de Procuradores-Gerais. 

      Atribuir uma culpa inexistente a Dilma, dizendo que ela deu uma de “Pôncio Pilatos”, é algo estritamente falso e que desconsidera que a prática mantida por ela surgiu com o próprio Lula. 

      Além de tudo isso, o próprio ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o maior defensor desse modelo, e defendeu inclusive a recondução do Procurador-Geral Rodrigo Janot, em vídeo postado nas redes sociais. 

      Uns e outros sentem saudades dos tempos do Engavetador-Geral da República, Geraldo Brindeiro. Felizmente estes uns e outros não se chamam Luiz Inácio Lula da Silva e nem Dilma Vana Rousseff. 

      • Sinceramente não entendo esse

        Sinceramente não entendo esse viés do debate político através da tática “Tavares”, aquele personagem surgido da genialidade de Chico Anisio cujo bordão era “sou, mas que não é?” ou, paradoxalmente, seu inverso: “deveríamos fazer como “eles” fizeram, mesmo que errados”. Convenhamos, é esquizofrenia demais para meu gosto. 

        Deixo para outra oportunidade o primeiro porque o segundo chiste é o que se adequa ao post e a alguns comentários. 

        Um dos méritos inegáveis dos governos petistas, merce dos adversários proclamarem – desonestamente – o contrário, foi o pudor, ou republicanismo, nas indicações para o provimento de vagas nos tribunais superiores e na PGR. O ponto fora da curva, reconheço, foi a indicação do hoje já ministro Tóffoli para o Supremo. NInguém é perfeito, afinal.

        Querer agora criticar Lula e Dilma por terem feito a coisa certa é de uma completa inversão de valores. 

         

      • Somente o Executivo avançou

        Em termos de combate à corrupção e da independência da Justiça, somente o Executivo avançou. Quanto ao caráter seletivo destas Instituições tipo MPF, PF e Judiciário, nada mudou, aliás, até pioraram, pois hoje a trama, o golpe  e a trambicagem corre à luz do dia pq amparados na máfia midiática. Essa situação abjeta não tem que a ver com Lula e Dilma, sabemos disso, eles fizeram o que deveria ter sido feito, embora eu não concorde que, o universo de votantes para a indicação à lista triplice seja tão reduzida, se constituindo num pequeno univeso de iluminados que estão para mais para politburo tucano que se eterniza à frente da PGR, não sei pq tem assim, se da base do Conselho Nacional do MP fazem parte de pelo menos 17 mil procuradores/promotores, pq essa gente não vota, me expliquem por favor.

        Quanto ao Engavetador Geral da República, Não há como sentir saudades do tempos de Geraldo Brindeiro, por outro lado aquele temo sombrio permanece e de forma bastante piorada, basta ver que a máfia midiático-penal joga para debaixo do tapete denúncias contra os tucanos, enquanto que a delação virou prova contrata, isso era imossível tempos atrás, no entanto a porteria da República da Delação foi aberta ainda no começo deste século com Roberto Jefferson, quando a mídia fez a festa ao constatar que, através da mentira de um bandido na iminência de levar 40 anos de prisão, conseguria jogar a cada dia um petista a leões famintos: é este o quadro.  

        Uma aberração do ponto de vista da democracia que o PGR tenha o poder de engavetar crimes ao seu bel prazer. = são vários os casos que comprovam isso:  o processo do “mensalão tucano” dorme em algum escaninho do Judiciário aguardando a prescrição das penas, desnecessário demonstrar o rosário de impunidades para os personagens da Casa Grande,…o Geraldo Brindeiro hoje atende pelo nome de Janot…Janot é o engavetador de hoje, ele engaveta toda e qualquer denúncia que tenha nome de tuccano, enfim, vivíssima a Era Gerlado Brindeiro…

  3. O verdadeiro estorvo para os

    O verdadeiro estorvo para os golpistas é o Lula.

    É um crime contra a democracia um PGR seletivo.

    Uma sociedade que se pretende civilizada tem que reagir contra isso à altura.

    Os golpistas estão mais ousados do que nunca, mormente agora que Lula declarou publicamente que pode se candidatar.

    Agem com tanta ou mais desfaçatez que com o sumiço de meia tonelada de cocaína encontrada com a oposição.

  4.  
    Procurador geral da

     

    Procurador geral da República ‘Rodrigo Moro Gurgel’ ou “Rodrigo Moro ‘Janó'”? I

     

    O DEMoTucano Aloysio Nunes – O Mateus do Assalto ao Trem Pagador – será “o arquivado (sic) Anastasia do Aécio ‘Never’ de amanhã”?!

     

    A conferir!…

     

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

     

    Tucano Aloysio Nunes passa a ser investigado pelo STF

     

    O ESTADO DE S. PAULO

    05 Setembro 2015 | 22h 10

     

    (…)

    No ano passado, Aloysio Nunes foi vice da chapa do candidato tucano Aécio Neves para a presidência. As declarações de Pessoa, no entanto, fazem referência ao período em que o parlamentar disputava vaga para o Senado.

    Em seu depoimento,  Pessoa afirmou ter feito duas doações ao senador tucano em 2010, quando ele se elegeu ao Senado: uma de R$ 300 mil e outra de R$ 200 mil, pelo caixa dois.

    Em junho, quando foi acusado por Pessoa, Aloysio Nunes declarou que a doação feita pela UTC à sua campanha em 2010 “foi efetiva e legalmente arrecadada”, conforme “consta da prestação de contas encaminhada à Justiça Eleitoral”.

    “Em 2010, não havia operação Lava Jato e eu, como a imensa maioria dos brasileiros, não tinha conhecimento das relações promíscuas entre a UTC e a Petrobrás”. (…) Podem investigar à vontade, pois nada tenho a ver com essa sujeira. Mas que investiguem mesmo: que investiguem tudo e todos”, declarou Aloysio. 

     

    Por jornalistas Beatriz Bulla, André Borges e Andreza Matais

     

    FONTE: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,tucano-aloysio-nunes-passa-a-ser-investigado-pelo-stf,1757244

     

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

     

    NÃO É ASSIM A SUA BRAVATA, NÃO, (DEMo)TUCANO ALOYSIO!

    Entenda

     

    DOAÇÃO DA UTC QUE ALOYSIO DIZ SER LEGAL NÃO CONSTA NO TSE

     

    Repasse de R$ 300 mil do empresário Ricardo Pessoa, da UTC, ao senador tucano em 2010 não consta no site do tribunal eleitoral, aponta o Jornal do Brasil; segundo a revista Veja, Aloysio Nunes teria recebido oficialmente R$ 300 mil e outros R$ 200 mil em dinheiro vivo, segundo delação do empreiteiro 

     

    29 DE JUNHO DE 2015 ÀS 16:05

     

    FONTE: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2015/06/28/doacao-da-utc-que-aloysio-nunes-diz-ser-legal-nao-consta-do-site-do-tse/

     

  5. Papel picado ao vento –

    Papel picado ao vento – sentença de um velho juiz

    autor desconhecido

    Um senhor, há muito tempo, tanto falou que seu vizinho era ladrão que o rapaz acabou preso! Dias depois, descobriram que era inocente. O rapaz foi solto, e processou o homem.

    No tribunal, o velho diz ao juiz: Comentários não causam tanto mal.

    E o juiz responde: Escreva os comentários num papel, “depois pique e jogue os pedaços no caminho de casa. Amanhã, volte para ouvir a sentença.

    O senhor obedeceu e voltou no dia seguinte. Antes da sentença, terá que catar os pedaços de papel que espalhou ontem”, disse o juiz.

    Responde o velho: Não posso fazer isso. O vento deve tê-los espalhado, já não sei onde estão.

    Responde o juiz: Da mesma maneira, um simples comentário pode destruir a honra de um homem, a ponto de não podermos consertar o mal.

    Se não se pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada. Sejamos donos de nossa boca, para não sermos escravos de nossas palavras.

  6. Quem será mesmo o “sindicato do crime”, heim Gilmar….

    Nos EUA, como forma de se conferir e dar mais poder ao presidente eleito e assim dar estabilidade ao pais e não ficar sobre essa instabilidade sem fim, o presidente pode demitir os congêneres de Janot. Já por aqui o sindicato dos procuradores instala um politburo tucano para eleger sucessivamente o PGR, e dá nisso: um Gilmar Mendes vindo a público para chamar milhões de brasileiros, no caso os petistas, de “sindicato do crime”. GM parece não saber que ao falar do outro fala de si mesmo, Freud explica. E nisso em que se resume esse republicanismo tosco que manda açoitar petistas no pelourinho mesmo que não tenha cometido crimes, prá isso sacam e deturpam a teoria do domínio de fato (sem provas) ao mesmo tempo em que personagens da Casa Grande, apesar do caminhão de provas,  continuam por ai em seu céu de brigadeiro, com o processo do mensalão tucano dormindo em algum escaninho do Judiciário a espera da prescrição das penas…nós pagamos os salários desses parasitas que vivem durante as 24 horas do dia  em conluio com essa máfia midiático-penal, os brasileiros não podemos aceitar isso de forma alguma, já chegou ao limite do suportável.

     

    Comentário aos post Janot pede ao STF investigação sobre campanha de Lula e Dilma

    http://josecarloslima80.blogspot.com.br/2015/09/comentario-ao-post-janot-pede-ao-stf.html

    • Não é bem assim

      O presidente dos EUA não pode admitir ou demitir procuradores a seu bel-prazer. Nunca pode fazer isso e na única vez que isso foi feito, por George W. Bush, a patranha se tornou o maior escândalo da história do Ministério Público dos EUA. 

      “(…) O presidente George Bush, o Procurador-Geral e chefe do Departamento de Justiça, Alberto Gonzales, e o estrategista Karl Rove, foram acusados de utilizar de má-fé a cláusula inserida na renovação do Ato Patriótico, e de politizar o Ministério Público Federal para blindar membros do Partido Republicano de investigações que vinham sendo feitas pelos procuradores federais demitidos em dezembro de 2006.

      O maior escândalo da história do Ministério Público norte-americano teve como consequências as saídas de Alberto Gonzales e de Karl Rove da administração de George W. Bush, em meados do ano de 2007.

      Além de perder os seus dois ‘braços direitos’, Bush viu o Senado aprovar a supressão da “emenda mão de gato”, ainda em março de 2007, por acachapantes 94 votos favoráveis e apenas dois contrários. Uma semana depois, com nova votação acachapante, a Câmara dos Deputados também aprovou a derrubada da cláusula que dava poderes ilimitados ao Departamento de Justiça e ao Procurador-Geral, com 329 votos favoráveis e apenas 78 contrários.

      O texto final foi aprovado por sessão conjunta do Congresso, em maio, e em junho de 2007 o presidente da república se viu na iminência de promulgá-lo. E assim o fez. A aventura autoritária de dar plena liberdade para a nomeação e demissão de procuradores federais, por parte do presidente e do Procurador-Geral, enfim chegava ao seu término. Aventura que durou, felizmente, apenas um ano e três meses. (…)”

      http://jornalggn.com.br/blog/diogo-costa/o-maior-escandalo-da-historia-do-ministerio-publico-federal-dos-eua

      • O funcionamento da

        O funcionamento da Procuradoria Geral nos EUA

           QUA, 19/09/2012 – 07:41ATUALIZADO EM 20/09/2012 – 05:43Andre Araujo

        Comentário ao post “A construção da independência do Ministério Público

        Nos EUA, democracia bem mais antiga que a nossa, o Procurador Geral dos EUA e os Procuradores Federais Regionais são nomeados pelo Presidente que tambem pode demiti-los quando quiser, eles são parte integral do Poder executivo e nem se cogita de se constituirem em um poder independente, aliás os formuladors do Estado democratico moderno, Montesquieu, Lafayette, De tocqueville nunca pensaram em um 4º poder alem dos tres classicos.

        As Constituições de 1946 e 1967 davam ao Presidente da Republica o poder de nomear e demitir o Procurador Geral. O mandato fixo de 2 anos é coisa nova, da Constituição de 88, mas o PGR pode ser demitido pelo Senado em votação de plenario com a maioria absoluta de votos (50% ++1 ) . o Presidente pode nomear o Procurador Geral entre todos os Procuradores de carreira das quatro coporações, sem lista triplice, bastando ser maior de 35 anos.

        Esse mandato de segurança parece algo incrivel O Procurador Geral a meu ver não pode entrar com mandato de segurança contra a Chefe de Estado, ele faz parte desse Estado e é nomeado pela Presidente, tem status ministerial, entra com mandato de segurança contra a Chefe do Estado do qual ele faz parte?

        • .

          Sobre o Ministério Público dos EUA, que faz parte do Poder Executivo através do Ministério da Justiça, Andre Araujo está ampla, geral e irrestritamente equivocado. 

          Nenhum presidente norte-americano tem o poder de admitir ou demitir procuradores a seu bel-prazer. O único que tentou fazer essa patranha foi George W. Bush.

          Bush tentou fazer isso com base numa modificação da Lei do Ato Patriótico. A rede ABC denunciou o golpe e Bush teve que voltar atrás e demitir dois de seus principais braços direitos, Karl Rove e Alberto Gonzales.

          Além dessas demissões, ainda teve que olhar duas derrotas acachapantes na Câmara dos Deputados e no Senado, que sepultaram de vez essa pérfida aventura de poder presidencial ilimitado para a escolha de procuradores federais. 

          Quem quiser acreditar nessa lenda de que o presidente dos EUA faz e acontece, nomeando ou destituindo procuradores como bem quiser, que fique a vontade. Vai acreditar, como foi dito, numa mera lenda urbana. 

      • Há controvérsias

        Em diversos artigos aqui publicados o insuspeito André Araujo nos disse que nos EUA o presidente tem e sempre teve esse poder de por e tirar o PGR.

        Cadê você André?

        O fato é que como você mesmo disse o Bush o fez a custa de um baita escândalo; que seja então, afinal de contas escandalo por escandalo, nenhum será maior do que ter um PGR acumpliciado com a oposição e abrindo fogo contra o governo e nós governistas posando de republicanismo enquanto companheiros são encarcerados.

        #republicanismoemeusovo

        Que se meta o pé no rabo do PGR e de quem mais for preciso, para que se estabeleça o mínimo de parcialidade nessa geringonça de pomposo nome de PGR,mesmo que em 1,5 anos, como no caso Bush, a oposiçao reestabeleça o controle, como tem agora.

        Nesse hiato dá para fazer uma revolução no ministério publico, contra toda a chiadeira da oposição, mídia inclusa.

        Vamos tentar?

         

      • Caro Diogo Costa, vc me deixou em dúvida…

        Gostaria de ler mais sobre demissão de PGR e Procuradores nos EUA. Não que devamos tê-los como modelo e sim como forma de dizer à coxinhada que sempre reclama da “falta de independência” do STF, PF, MPF que, segundo eles, seriam atrelados à Dilma ao PT: tá vendo, veja só como e nos states de seus sonhos. Na Terra Brasilis nem controle externo há, eles(promotores/procuradores) mesmos se fiscalizam, da mesma forma a PF, é uma coisa de louco isso aqui: o Conselho Nacional do MP é pra inglês ver,  há anos que são acrescidas mordomias e mais mordomias para essa casta

        ” (…)

        O Ministério Público nos Estados Unidos da América do Norte: tem uma estrutura selecionada não por concurso, mas por indicação política, ou eleição direta ou indireta, conforme se Federal ou Estadual. Em geral, para os cargos superiores são eleitos, mediante voto direto e facultativo, para um mandato de quatro anos, exceto o The United States Attorney General (figura correspondente ao nosso Procurador-Geral da República), que é indicado pelo Presidente da República ao Senado e demissível ad nutum. No Parquet Norte-americano não existe um quadro de carreira; Cada Procurador-Geral que é eleito tem poder para demitir promotores contratados nas gestão anterior e contratar novos auxiliares, dentre profissionais da área jurídica que sejam de sua maior confiança, isso para os cargos menores, pois os intermediários, em alguns casos são eleitos. No entanto, os seus membros possuem disponibilidade da ação penal e grande possibilidade de acordo para reduzir trâmite processual penal, desde que fundamentadamente. É preciso registrar que “Fundamentar” no direito de origem Viking não significa escrever um livro como no Romano, basta expor um motivo justo ou legal. Em torno de 80% das ações criminais terminam em acordo.

        Nem todos os membros têm independência funcional, além disso, há um controle social e estatal.

        A Constituição Norte Americana é de 1787 e não prevê expressamente o Ministério Público, mas na prática há uma influência do Executivo sobre o mesmo, o qual exerce uma fiscalização da função judicial.

        No Ministério Público dos Estados normalmente os promotores são escolhidos para mandatos mediante eleição direta ou indireta.

        Mas nos Estados Unidos há também Sistema Jurídico nos Condados e Municípios, inclusive polícias. Logo, temos Promotores Municipais. A Federação norte americana tem quatro níveis de Entes e não apenas três como no Brasil.(…)”

        Segue link para artigo sobre o MP no mundo, é do respeitado site Migalhas

         

        http://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI33277,91041-O+Ministerio+Publico+no+mundo

         

    • No Brasil, cada instituição

      No Brasil, cada instituição tem seu rei (ou reis), cada um querendo exercer seu poder de forma arbitrária, embora digam que não. É juiz federal imperial em Curitiba, e Gilmar Mendes no STF, é Janot no MP, é o conjunto de semi-reis da PF! O Brasil é terra onde todos mandam não com base na Constituição mas com base no direito consuetudinário que cada um deles inventa e reinventa como querem…

  7.  
     
    Procurador geral da

     

     

    Procurador geral da República ‘Rodrigo Moro Gurgel’ ou “Rodrigo Moro ‘Janó'”? II

     

    O DEMoTucano Aloysio Nunes – O Mateus do Assalto ao Trem Pagador – será “o arquivado (sic) Anastasia do Aécio ‘Never’ de amanhã”?!

     

    A conferir!…

     

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

     

     

    https://youtu.be/k-fE3OmeqBg

     

    https://www.youtube.com/watch?v=k-fE3OmeqBg

     

    Depoimento do deputado federal Jutahy Magalhães Junior

     

    Acompanhe a visão antinacionalista/entreguista do DEMoTucano Juathy Magalhães Junior (PSDB/BA) – e o comportamento, digamos, “lhano” do juiz Sérgio ‘MOR(t)O’!

    E um certo ar de indisfarçável atenção/preocupação com que o depoente previamente blindado iria proferir!

    E, no final do depoimento, o [seletivo] “o mais não vem ao caso” do atual “juiz [só se for do] ‘braZ$&l’”!

     

     

  8.  
     
    Procurador geral da

     

     

    Procurador geral da República ‘Rodrigo Moro Gurgel’ ou “Rodrigo Moro ‘Janó'”? III

     

    O DEMoTucano Aloysio Nunes – O Mateus do Assalto ao Trem Pagador – será “o arquivado (sic) Anastasia do Aécio ‘Never’ de amanhã”?!

     

    A conferir!…

     

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

     

    Delator diz que comprou decisão no TCU

     

    Por jornalistas Flávio Ferreira e Mario Cesar Carvalho
    De São Paulo
    Estelia Hass Carazzai
    De Curitiba

     

     

    26/06/2015  22p8

     

    Em depoimento de delação premiada, o dono da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, disse que pagou R$ 1 milhão para o TCU (Tribunal de Contas de União) liberar a licitação da usina nuclear Angra 3. O relator do caso foi o ministro Raimundo Carreiro.

    (…)

     

    FONTE, pasme: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1648578-delator-diz-que-comprou-decisao-no-tcu.shtml

  9. Janot patina?
    Gosto mais

    Janot patina?

    Gosto mais daquela frase usada quando da viagem do PGR aos EUA. Segundo informado pelo Nassif, comentava-se que o Dr. Janot teria ido aquele país “apresentar-se como avalista caso houvesse um interregno de democracia no Brasil”. Pelo andar da carruagem desde então, isso faz muito mais sentido.

  10.  
     
    Procurador geral da

     

     

    Procurador geral da República ‘Rodrigo Moro Gurgel’ ou “Rodrigo Moro ‘Janó'”? IV

     

    O DEMoTucano Aloysio Nunes – O Mateus do Assalto ao Trem Pagador – será “o arquivado (sic) Anastasia do Aécio ‘Never’ de amanhã”?!

     

    A conferir!…

     

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    Delator da UTC relata pagamentos a filho do presidente do TCU

     

    REDAÇÃO

    26 Junho 2015 | 21:58

     

    Segundo Ricardo Pessoa, advogado Tiago Cedraz, filho do ministro Aroldo Cedraz, recebia R$ 50 mil mensais para repassar à empreiteira informações do Tribunal de Contas

     

    Por jornalistas Fábio Fabrini, Fausto Macedo e Andreza Matais

     

    [‘Elle’?!  http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/wp-content/uploads/sites/41/2015/06/tiagocedraz.jpg  ]

     

    Filho do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz, o advogado Tiago Cedraz foi citado em depoimento de delação premiada do dono da UTC Participações, Ricardo Pessoa. Conforme o empresário, Tiago receberia pagamentos de R$ 50 mil mensais para repassar à empreiteira informações do tribunal que envolvessem seus interesses.

    Tiago também teria sido contratado pela UTC para atuar num caso sobre a Usina de Angra 3, que discutia licitação para obras de R$ 2 bilhões. Por esse caso, o escritório dele teria negociado pagamento de R$ 1 milhão. A empreiteira e outras empresas investigadas na Lava Jato integravam o Consórcio Una 3, interessado no contrato.

    (…)

     

    FONTE, pasme: http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/delator-da-utc-relata-pagamentos-a-filho-do-presidente-do-tcu/

  11.  
     
    UTC DOOU MAIS A AÉCIO QUE

     

     

    UTC DOOU MAIS A AÉCIO QUE A DILMA NA CAMPANHA DE 2014

     

    “Levantamento feito pelo site Às Claras, ligado à ONG Transparência Brasil, mostra que a UTC doou R$ 8.722.566,00 para a campanha a presidente de Aécio Neves, no ano passado. O valor é R$ 1,22 milhão superior ao valor doado à campanha de Dilma Rousseff na mesma época”, destaca Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania; ele diz “não entender” por que os grandes jornais destacaram como novas notícias que são, na verdade, “requentadas”; Guimarães coloca ainda a pergunta: “Diz o noticiário que Pessoa sentiu-se pressionado a doar a Dilma e ao PT porque tinha medo de que, se não doasse, o governo petista prejudicaria seus negócios. Por que Aécio, sem pressionar, recebeu mais do que Dilma?”

     

    27 DE JUNHO DE 2015 ÀS 14:07

     

    (…)

     

    FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/186636/UTC-doou-mais-a-A%C3%A9cio-que-a-Dilma-na-campanha-de-2014.htm

     

     

    http://www.brasil247.com/images/cache/1000×357/crop/images%7Ccms-image-000442547.jpg

  12.  
    … ‘Rodrigo Fernando

     

    … ‘Rodrigo Fernando Brindeiro Barbosa Moro Gurgel’, ‘O Sonso’, o nome do atual procurador geral da República!

     

    Quem quiser que acredite em nosso republicanismo de araque!

    Ou de fachada, como queira!…

  13. Infelizmente, o MPF é um

    Infelizmente, o MPF é um instituição sob suspeita, mesmo tendo toda a independência e autonomia possível fez opções políticas e carregará para sempre o ônus desta conduta.

    O mesmo vale para a PF que protagonizou o maior escândalo de abafamento da história do país ao livrar o senador perrela de responsabilização pela apreensão de meia tonelada de pasta básica de cocaína feita em um helicóptero de sua propriedade.

  14.  
    Procurador geral da

     

    Procurador geral da República ‘Rodrigo Moro Gurgel’ ou “Rodrigo Moro ‘Janó'”? VI

     

    O DEMoTucano Aloysio Nunes – O Mateus do Assalto ao Trem Pagador – será “o arquivado (sic) Anastasia do Aécio ‘Never’ de amanhã”?!

     

    A conferir!…

     

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

     

    “Se Janot não denunciar o Aécio nem abrir investigação, vou encaminhar denúncia ao Senado por crime de responsabilidade” Marco Aurélio Carone

    [ jornalista preso em Minas Gerais pela “milícia” do ‘Aécio Furnas Forever’, o mesmo “Ô candiadato” fragorosamente derrotado Aécio ‘Never’ do ‘AeroPÓrto [Arquivado (sic)] da Fazenda do Titio’!… Adendo do matuto]

     

    publicado em 25 de março de 2015 às 21:18

     

    Por conspícua e impávida jornalista Conceição Lemes 

     

    (…)

    Entre os documentos entregues agora está uma notificação do jornalista Marco Aurélio Carone ao procurador-geral da República sobre a Lista de Furnas.

    “Absurda a postura do PGR de nem ao menos abrir investigação”, diz, indignado, Carone ao Viomundo. “A delação de Youssef confirma a denúncia feita em 2012 pela procuradora federal Andrea Bayão.”

    Na notificação (na íntegra, ao final), Carone requer a Janot que ofereça denúncia contra o Aécio Neves, de acordo com os inquéritos do mensalão tucano e a Lista de Furnas. Ou abra uma investigação como fez com outros envolvidos na Lava Jato.

    “Se o PGR não cumprir o seu dever constitucional, vou encaminhar denúncia ao Senado por crime de responsabilidade, com base na lei 1.079, de 10 de abril de 1950, artigo 40”, observa Carone. “Isso pode abrir caminho para o pedido de seu impeachment.”

    (…)

     

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.viomundo.com.br/denuncias/carone-se-o-pgr-nao-oferecer-denuncia-contra-aecio-nem-abrir-investigacao-vou-encaminhar-denuncia-ao-senado-por-crime-de-responsabilidade.html

     

  15. Esqueceu do GM.

     

    “Por exemplo, por mais justo que seja determinado pleito, nenhum Ministro do STF vai votar a favor de uma ação que implique na quebra do país.”

     Não Nassif, Gilmar Mendes é capaz de votar a favor da quebra do país.

  16. Eh, mas o dia que Janot foi

    Eh, mas o dia que Janot foi ao congresso esse bando de bundas moles governistas nao fez UMA UNICA pergunta a ele a respeito de suas canalhadas com o governo.  NEM SEQUER UMA.  Dois dias depois foram latir entre si mesmos, longe das cameras.

    Eles “nao sabiam” que ele eh canalha?  “Nao sabiam” que ele eh tucano?  “Nao sabiam” que dali nao vai sair mais nada?

  17.  
    … Provavelmente, *‘O

     

    … Provavelmente, *‘O Sonso’ fez um gesto de paz, “de sossega leão”, para o desafeto de conveniência “supremo” Gilmar Mendes!…

    Resta saber qual demonstração congênere fará ao senador Fernando Color de Mello…

    *o atual procurador geral da República ‘Rodrigo Fernando Brindeiro Barbosa Moro Gurgel’

     

    Cumpre lembrar que o FHC nomeou o sétimo da Lista do ‘miniSTÉRIO’ Público!

    Portanto,…

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$

     

    Recondução de procurador-geral é criticada por associação de procuradores, que fez eleição simbólica

    FHC reconduz Brindeiro para 4º mandato

     

    DA SUCURSAL DE BRASÍLIA 

     

    (…)

     

    A ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) promoveu eleição simbólica de três procuradores para a sucessão de Brindeiro. (…)

    Brindeiro ficou em sétimo lugar, com 67 votos.
    “”Não há lista, há uma consulta informal da qual 40% do Ministério Público não participou”, comentou Brindeiro.
    O presidente da ANPR, Carlos Frederico, lamentou ontem a escolha de FHC: “É um ato legítimo do presidente indicar novamente o doutor Brindeiro porque (a recondução) está prevista na Constituição, mas esse ato não atende aos anseios dos procuradores”.
    A entidade defende mudança na Constituição para que o procurador-geral só possa ser reconduzido ao cargo uma vez e o presidente da República fique obrigado a fazer a indicação com base em lista tríplice. O governo discute a possibilidade de desvincular o cargo da carreira de procurador.

     

    FONTE, pasme: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2206200109.htm

     

  18. Alguem ai tem dúvida que esse

    Alguem ai tem dúvida que esse governo e o PT são suicidas.

    Nomear PGR por lista triplice, quando a CF não diz nada disso, é atestado de insanidade política.

    Sem falar no JB, Fux, etc…

    Simplesmente, merecem..

  19.  
    Vergonha de dizer que sou

     

    Vergonha de dizer que sou juiz

     

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz. E não preciso dizê-lo. No fórum, o lugar que ocupo diz quem eu sou; fora dele seria exploração de prestígio. Tenho vergonha de dizer que sou juiz, porque não o sou. Apenas ocupo um cargo com este nome e busco desempenhar responsavelmente suas atribuições.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz, pois podem me perguntar sobre bolso nas togas.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz e demonstrar minha incompetência em melhorar o mundo no qual vivo, apesar de sempre ter batalhado pela justiça, de ter-me cercado de gente séria e de ter primado pela ética.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz e ter que confessar minha incompetência na luta pela democracia e ter que testemunhar a derrocada dos valores republicanos, a ascensão do carreirismo e do patrimonialismo que confunde o público com o privado e se apropria do que deveria ser comum.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz e ter que responder porque – apesar de ter sempre lutado pela liberdade – o fascismo bate à nossa porta, desdenha do Direito, da cidadania e da justiça e encarcera e mata livremente.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz, porque posso ser lembrado da ausência de sensatez nos julgamentos, da negligência com os direitos dos excluídos, na demasiada preocupação com os auxílios moradia, transporte, alimentação, aperfeiçoamento e educação, em prejuízo dos valores que poderiam reforçar os laços sociais.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz porque posso ser confrontado com a indiferença com os que clamam por justiça, com a falta de racionalidade que deveria orientar os julgamentos e com a vingança mesquinha e rasteira de quem usurpa a toga que veste sem merecimento.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz porque posso ser lembrado da passividade diante da injustiça, das desculpas para os descasos cotidianos, da falta de humanidade para reconhecer os erros que se cometem em nome da justiça e de todos os “floreios”, sinônimos e figuras de linguagem para justificar atos abomináveis.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz porque faço parte de um Poder do Estado que nem sempre reconheço como aquele que trilha pelos caminhos que idealizei quando iniciei o estudo do Direito.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz, porque tenho vergonha por ser fraco, por não conhecer os caminhos pelos quais poderia andar com meus companheiros para construir uma justiça substancial e não apenas formal. E são muitos os juizes que igualmente desejam construí-la substancialmente.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz, mas não perco a garra, não abandono minhas ilusões e nem me dobro ao cansaço. Não me aparto da justiça que se encontra no horizonte, ainda que ela se distancie de mim a cada passo que dou em sua direção, porque eu a amo e vibro ao vê-la em cada despertar dos meus concidadãos para a labuta diária e porque o caminhar em direção a ela é que me põe em movimento.

    Acredito na humanidade e na sua capacidade de se reinventar, assim como na transitoriedade do triunfo da injustiça. Apesar de testemunhar o triunfo das nulidades, de ver prosperar a mediocridade, de ver crescer a iniquidade e de agigantaram-se os poderes nas mãos dos inescrupulosos, não desanimo da virtude, não rio da honra e não tenho vergonha de ser honesto.

    Tenho vergonha de dizer que sou juiz em razão das minhas fraquezas diante da grandeza dos que atravancam o caminho da justiça que eu gostaria de ver plena. Mas, eles passarão!

    João Batisa Damasceno ocupa o cargo de juiz de direito no tribunal de justiça do Estado do Rio de Janeiro. É doutor em Ciência Política.

     

    http://resistencialirica.blogspot.com.br/2015/06/vergonha-de-dizer-que-sou-juiz.html

     

     

  20. Janot, mais um tucano protegendo seus próceres.

    Não adianta, setores da justiça, MPF e PF entraram num caminho sem volta, recuar agora significa admitir todas as maldades. Irão até o fim na sua cruzada insana de limpar o país dos usurpadores petistas. Infelizmente parece ser esse o objetivo.

  21. Às favas a impessoalidade!

    Um princípio constitucional fundamental no exercício do serviço público é a impessoalidade. É tratar tudo e todos de maneira imparcial tendo sempre em vista o bem e interesse público. Rodrigo Janot, Sérgio Moro e Gilmar Mendes demonstram por seus atos e não por seus discursos que escolheram um lado, que vão investigar esse lado e o restante não vem ao caso. A impessoalidade foi às favas! E na República das bananas, do futebol, das novelas e do carnaval, estes servidores públicos têm fé pública!

  22.  
    O caso do deputado do PSDB

     

    O caso do deputado do PSDB que disse publicamente que nunca será preso por não ser petista

     

     

    por conspícuo e impávido jornalista Kiko Nogueira

     

    Postado em 14 mar 2015

     

     

    Jorge Pozzobom é um deputado estadual do PSDB do Rio Grande do Sul. Foi o mais votado de Santa Maria nas últimas eleições. É advogado criminalista formado pela UFSM. Líder da bancada tucana na Assembleia Legislativa, ele tem batido duramente no governo Dilma.

    (…)

    Sua resposta: “Me processa. Eu entro no Poder judiciário e por não ser petista não corro o risco de ser preso”.

    Repetindo: “Eu entro no Poder judiciário e por não ser petista não corro o risco de ser preso”.

    Não é que Pozzobom saiba de algo que você não sabe sobre a Justiça. Não é apenas pelo fato de ele ser advogado que ele diz esse tipo de barbaridade.

    É que ele pode. É senso comum. Apenas não havia sido vocalizado dessa maneira.

     

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/enfim-um-deputado-do-psdb-diz-publicamente-que-nunca-sera-preso-porque-nao-e-petista/

     

     

    • Messias, vê se organizas o caos ai

      Messias, que tal juntar todos os seus links num post só…gosto dos seus comentários autorais, mas essa infinidade de artigos atrapalha um pouco, vê se vc acha uma saída ai, abraço

      •  
        Prezado e consciente André

         

        Prezado e consciente André Sousa,

        diante da gravidade do acinte perpetrado pelo procurador geral ‘Rodrigo Moro Gurgel’ (sic), resolvi elencar alguns elementos que expressam – ainda que não totalmente – a natureza nefasta do atual *’miniSTÉRIO’ Público…

        *”um monstro”, segundo o jurista Sepúlveda Pertence

        Felicidades!

        Respeitosas saudações democráticas, civilizatórias e nacionalistas,

        Messias Macedo

  23. Novidades,by DCM.

    Esta reportagem é um teaser do novo projeto de crowdfunding do DCM sobre a Lista de Furnas. Entre aqui para conhecer e participar.

      

     

    A casa de número 50 da avenida Eurico Dutra, no Belvedere, um bairro de classe média alta da capital mineira, onde Aécio Neves teve 90% dos votos válidos da última eleição, é o que se poderia chamar de uma fortaleza.

    Ela pertence à prima de Aécio, Tânia Guimarães Campos, que mora ali com o marido, um construtor de obras públicas. Nesta casa, o ex-policial federal Jayme Alves, conhecido como Careca, teria entregue R$ 1 milhão de reais, dinheiro de propina, a um homem muito parecido com o senador Antônio Anastasia, ex-governador de Minas Gerais.

    A denúncia da propina já era conhecida desde que a Polícia Federal ouviu em depoimento o ex-policial Jayme, mas a história perdeu força quando o procurador-geral Rodrigo Janot determinou o arquivamento da investigação contra Anastasia, por considerar os indícios insuficientes para a abertura de um processo.

    Há dias, vazou a informação de que a PF pediu ao ministro do STF Teori Zavaski que mantenha a investigação, contrariando a manifestação do procurador-geral, pois teriam surgido fatos novos. Que fatos novos são estes? A casa de Tânia Guimarães é um deles. Mas isso basta para reabrir a investigação?

    O PSDB já divulgou nota na mesma linha de defesa usada em situações em que se viu em apuros. É tudo armação, Aécio é vítima. No caso da Lista de Furnas, o partido divulgou a versão de que a Lista era falsa. O tempo e a perícia da Polícia Federal provaram que não. A lista era autêntica.

    E o que tem a casa da prima de Aécio que pode complicar a vida de seu grupo político? Há na sua fachada muitas câmeras que registram a entrada e saída de qualquer pessoa. Um ex-aliado de Aécio, que já freqüentou o local, diz que o problema não são as câmeras externas, mas as internas.

    “A casa é um Big Brother, tem câmera para todo lado, até no quarto do casal, mas essas câmeras são voltadas para a porta e para o banheiro, não para a cama”, conta.

    Há câmeras nas salas, nos corredores e no escritório. Uma central, que funciona fora do imóvel, pode gravar tudo o que se passa ali. Isso é fato. O ex-aliado de Aécio, que hoje não priva da intimidade da família, diz que a fonte da informação da Polícia Federal é uma mulher que trabalhava na segurança do imóvel.

    Ela teria o registro do encontro de Anastasia com o ex-policial na casa de Tânia e teria tomado a iniciativa de enviar diretamente ao Palácio do Planalto um email com a reprodução de alguns alguns quadros da imagem gravados pelo circuito interno. É esse email que teria sido enviado ao Ministério da Justiça e daí à Polícia Federal.

    Fato também é que, além das câmeras, a casa é conhecida pelas festas. Um vizinho contou que já viu ali, além de Aécio, Ronaldo Fenômeno, Luciano, da dupla Zezé di Camargo, Luciano Huck (sem Angélica), e ex-jogadores como Palhinha, Piazza e até Rivelino. “É uma casa freqüentada por celebridades”, diz o vizinho.

    Tentei conversar com Tânia Guimarães Campos. Apertei a campainha e cães começaram a latir. Deu para ver por uma fresta do portão de madeira que eram buldogues brancos. Logo depois, uma mulher apareceu no muro para dizer que Tânia e o marido viajaram e só voltam depois do feriado.

    No trabalho de apuração da Lista de Furnas, a casa da prima de Aécio pode voltar a aparecer, porque, tanto naquele caso quanto no de Anastasia, o doleiro Alberto Youssef é a assombração que tira o sossego do grupo político que fincou raízes no estado e esparramou-se pelo Brasil.

     

     

     

  24. Amigos, nada mais nefasto do

    Amigos, nada mais nefasto do que aqueles homens que só procuram defeitos e crimes em outros!

    São hipócritas

    Este é o caso de “procuradores da res pública”, como o próprio nome diz, “procura dores”

    Eles são pessimistas, eles não procuram  as virtudes, só os defeitos!

    Eles se elegem donos da verdade, do bom caráter, mas são uns falsos!

    Seus valores são seletivos, só olham para os seus inimigos, não os da “res pública”!

    Impressiona a seletividade com que os procuradores só vêem crimes nos políticos do PT, partido do povo, partido popular!

    Não parece a nós, aqui do “chão de fábrica”, que só este partido cometeu crimes eleitorais!

    Os financiadores, ou seja, os agiotas, aplicaram dinheiro em todos os partidos e a todos os políticos, mas os “procura dores”, só têm um foco, o partido que mais fez pelo povo!

    É luta de classe!

    Somos bobos por acreditar neles!

  25.  
     
    Sobre o comportamento dos

     

     

    Sobre o comportamento dos representantes do Ministério Público

    “Tem uma herança de certa forma da Constituição de 1988 que é a democratização do acesso a alguns cargos. Hoje quem está no Ministério Público, quem está na magistratura são os filhos da classe média, via de regra. Essa classe média que aplaude a forma como a Operação [Lava Jato] está acontecendo. E o que é que nós temos, e, aí, eu concordo inteiramente com o doutor Paulo [Sérgio Leite Fernandes, advogado criminal], não fosse o [juiz] Sérgio Moro seria o ‘Manuel dos Anzóis’ ou o ‘Pedro Sei Lá das Quantas’, porque a classe média aplaude esta conduta! A questão que eu acho, e que a classe média tem que se colocar, é que uma hora isso irá chegar contra os seus filhos.” [Virará contra os filhos da classe média!]

    Por Arthur Scatolini – advogado e professor universitário

     

    https://www.youtube.com/watch?v=2waWqNhK29s

     

  26. torcedor

    Existem dois times principais na disputa.

    As duas torcidas são apaixonadas pelo seu time e pelo “status” que ele ocupa.

    A torcida menor é a mais endinheirada (e por isso mesmo detém a mídia esportiva) e luta ferozmente, nem sempre por meios honestos, para influenciar os torcedores dos outros times menores. 

    Pergunto: Par qual time torcem os procuradores, juizes, alto funcionários públicos, e os torcedores mais ricos?

  27. Janot é o rei dos tucanos,,.viva o Imperador…

    Janot é o rei dos tucanos,,.viva o Imperador…o povo brasileiro não podmos aceitar isso..inacreditável que Janot tenha tanto poder, como por exemplo o de engavetar processos[que envolva tucanos] ao seu bel prazer. O que é isso senão reinado, prerrogativa de Imperador..,..o motivo pelo qual a máfia midiático-penal fez das tripas coração para derrubar a PEC 37 é que lá havia um artigo que tirava do PGR o poder de engavetar como se fossse Rei Dom João VI…a este respeito segue artigo publicado por um delegado de polícia quando do debate sobre a PEC 37,.. o qual posto aqui por sua atualidade:

     

    “(…) Caros amigos e cidadãos catarinenses você concorda que os membros do Ministério Público tenham superpoderes em relação ao Judiciário, Legislativo e Executivo?

    Atualmente a atuação do MP nos remete ao período monárquico, onde estavam enfeixadas nas mãos do Imperador (no caso, Dom Pedro I e II) um poder quase que absoluto.
    O nome deste poder denominava-se Poder Moderador, em que o Imperador, sem regra alguma, podia anular decisões, por exemplo: do Poder Judiciário, fazendo que o princípio da tripartição de poderes fosse apenas uma ilação doutrinária.

    Você cidadão quer que a tripartição de poderes torne-se uma mera imaginação?
    Você concorda que um único órgão concentre a atividade de investigar e acusar? E mais: Investigar sem regra, sem prazo, sem limites, sem controle e de forma seletiva, como hordienamente ocorre nas investigações criminais entabuladas pelo Ministério Público?

    Podemos citar o caso das polícias judiciárias, leia-se: Polícias Civis e Federal, as quais atualmente, e diga-se de passagem, é salutar que assim seja, atuam de forma regrada, com prazos e limites estabelecidos e com rígida fiscalização interna do órgão policial e externa do próprio Ministério Público.

    Além disso, em respeito ao princípio da impessoalidade, do qual todos os órgãos da Administração Pública, inclusive o próprio Ministério Público deve se submeter, a investigação empreendida pelas polícias judiciárias é executada para todas as notícias criminais que chegam ao conhecimento delas, isto é, em seu atuar, por princípio constitucional expresso, as polícias judiciárias não o podem fazer de forma seletiva.

    Você sabia que a atuação seletiva por parte do Ministério Público só tem por objeto uma coisa, qual seja: a busca pelo poder em desconformidade com o que se encontra cristalizado na Constituição da República?
    Você concorda com isto?!
    Você concorda que este mesmo órgão que auto se atribui a imagem de ser ÚNICO órgão imaculado, ao atuar de forma seletiva, olvida-se de exercer o seu mister, tal como se sucedeu no caso da operação Vegas pela Polícia Federal, onde o Excelentíssimo Procurador Geral da República, senhor Gurgel, fato este que se tornou público pelos meios de imprensa, prevaricou ao engavetar um Inquérito Policial que investigava dentre outros personagens de nossa insipiente República, indivíduos como Carlinhos Cachoeira e o então Senador- Promotor de Justiça Demóstenes Torres, que foram investigados na natimorta – mais morta do que nati – CPI do Cachoeira?

    Ou ainda, você concorda que este órgão possa efetivamente ser o defensor da não impunidade, se unicamente visando chegar ao poder, ele só se lembrou (?) de denunciar o Senador Renan Calheiros após o período de 06(SEIS) longínquos anos em que as peças informativas de investigação estavam em sua mesa, e curiosamente, no mesmo período em que um outro Senador- Promotor de Justiça Pedro Taques disputava à Presidência do Senado com o agora (depois de seis anos) processado Renan Calheiros?
    Você anui que tal conduta possa ser considerada como um ato em desfavor da impunidade e que tal ato venha ao encontro dos princípios republicanos?

    Sem mencionar no auxílio-moradia e ainda, na auto concessão de polpudos abonos natalinos (14º, 15º e etc.,), os quais são pagos com o sobejo do orçamento anual do Ministério Público, vale dizer: com o dinheiro do contribuinte catarinense.
    Para você ter uma ideia cidadão: Analogicamente falando, seria a mesma coisa que o Governador do Estado não conseguir executar o orçamento anual, e transformá-lo em abonos natalinos para todos os servidores do poder executivo, fato este que evidentemente macularia frontalmente a princípio da Moralidade e inviabilizaria a qualidade da prestação de serviços públicos como a Educação, Saúde e Segurança Pública.
    Pois é cidadão! Isso ocorre em de Santa Catarina.

    Você efetivamente concorda com tudo isto?

    Então, de forma refletida, procure informações e pense bem antes de omitir opinião acerca da PEC n° 37/2011.
    A PEC 37/2011 possivelmente será o instrumento jurídico que porá marcos divisórias claros acerca da atribuição de cada órgão no Sistema Penal, até por que, hoje conforme já dito, temos um órgão que tudo pode e tudo faz!
    Diga Sim a PEC da Constitucionalidade, da Legalidade e da Cidadania!

    Fabiano Henrique Schmitt
    Delegado de Polícia de Santa Catarina

     

    http://wp.clicrbs.com.br/moacirpereira/2013/04/10/delegado-catarinense-defende-a-pec-37-e-critica-poderes-do-ministerio-publico/?topo=67,2,18,,,67

     

  28.  
     
     
    NO SENADO, COLLOR FAZ

     

     

     

    NO SENADO, COLLOR FAZ ACUSAÇÕES GRAVÍSSIMAS CONTRA JANOT

     

    Quem assistiu hoje à TV Senado teve uma surpresa. O senador Fernando Collor (PTB-AL) subiu à tribuna e fez um discurso duríssimo contra o procurador-geral da República Rodrigo Janot. Acusou-o de acobertar os crimes cometidos pelo irmão dele, Rogério Janot Monteiro de Barros, que sonegou dos cofres públicos da Bélgica 149 milhões de francos em impostos não recolhidos, era procurado em todo o mundo pela Interpol e, por isso, não podia sair do Brasil.

    “O senhor sabia, Sr. Janot, que seu irmão constava da Ordem de Captura, conhecida na Interpol como Difusão Vermelha, por meio da Circular nº 4834/96, de 29/04/96, requerida pela Juíza de Instrução Calewaert, de Bruxelas, inclusive com pedido de extradição ao Brasil caso ele fosse encontrado? Sr. Janot, o senhor chegou a orientar seu irmão nas atividades de ludibriar a lei e escafeder-se das malhas da justiça, seja ela nacional ou internacional? Por que ele, Sr. Janot, nunca foi procurado ou encontrado aqui no Brasil, mesmo com endereço certo e conhecido, para ao menos o Brasil negar o pedido de extradição?”, indagou Collor.

    OUTRAS ACUSAÇÕES

    (…)

     

     

    FONTE: 

     

    http://tribunadainternet.com.br/no-senado-collor-faz-acusacoes-gravissimas-contra-janot/

     

    Na tribuna do Senado, Collor chama Janot de ‘figura tosca’ e ‘fascista’

    Senador foi denunciado na Lava Jato por procurador-geral na última quinta.
    PGR informou que, a princípio, não irá se manifestar sobre a fala de Collor.

     

    24/08/2015 14p0

     

    Laís Alegretti

    Do G1, em Brasília

     

    (…)

     

    Há meses venho denunciando o perfil dessa figura tosca de Janot. A começar pelos sucessivos vazamentos de informação que correm em segredo de Justiça. (…) 

     

    FONTE: http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2015/08/collor-diz-que-janot-e-figura-tosca-e-o-acusa-de-arbitrariedade-em-denuncia.html

     

     

  29. “. Se podem passar o país

    “. Se podem passar o país inteiro à limpo, porque não aproveitam a possibilidade?”

    Esta é fácil. Porque esta NUNCA foi a intenção do Moro, MPF, PF, Janot ou quem quer que seja.

    Eles podem querer tudo, menos acabar com a corrupção.

    A continuar deste jeito, estes celerados do judiciário, MPF, PF e a mídia vão acabar causando um caos social e quebra o país. O que sobrará depois? ódio, raiva, pobreza. Os ricos acham que vão escapar ilesos?

    Os safados, idiotas e aloprados dos funcionários públicos acima citados podem escapar pois não podem ser demitidos, pelo menos ainda. Mas, de repente podem se ferrar também como subproduto do caos.

    Alguém tem de parar estes FDP.

  30. Dilma Rousseff errou duas vezes ao nomeá-lo duas vezes Bem feito

    Dilma Rousseff e o PT nào sabe até hoje quem são seus inimigos.

  31. Eu tive uma pequena esperança

    Eu tive uma pequena esperança nesse Janot. Acertei. É mais um do mesmo. Não é isento, nunca será. É por isso que não existe um novo pais nascendo nos escombros da Lava Jato. Nosso judiciário tem partido, tem lado, e não tem moral nenhuma pra julgar ninguém. São uma casta de privilegiados. Uma vergonha.

  32. Nassif: Estorvo do processo

    Após a eliminação dos tumores cancerosos será chegada a hora da quimioterapia.

    O processo é lento e doloroso.

    Vai levar muito tempo para nos livrarmos dos efeitos colaterais.

     

  33. monstros e heróis: não precisamos deles

    Cristalino. Será que é preciso desenhar para o entendimento dos que tratam os verdadeiros criminosos delatores de “colaboradores”. Seria cômico se não fosse trágico. O que se esconde atrás da caçada ao temível “monstro” da corrupção? A história está repleta de exemplos desastrosos de “monstros” criados para conduzir a opinião pública.O “programa” “Dez Medidas contra a Corrupção”, por exemplo, tem uma estrutura semelhante aos programas de autoajuda: “Fique rico em dez lições”, “Emagreça em dez passos” , “Dez medidas para a felicidade”. Não precisamos de heróis, muito menos desses. 

     

  34. O minitresco da justiça,

    O minitresco da justiça, deveria dar uma olhada mais aprofundada com o que está ocorrendo no subsolo do mpf. As repetidas engavetadas dos procuradoes sobre a corrupção do psdb(e olha que não são governo, imaginem, então, o porquê dos bicudos estarem  nadando na lama, desde os tempos do toma lá da cá das privatizações, mas os homenzinhos do mp, optam em nadar junto e livrar os corruptos bicudos de tudo). Há algo muito VISÍVEL no repetido acobertamento da corrupção do psdb pelos empregadinhoss da justiciaria, PAGOS PELO MEU IMPOSTO PARA TABALHAREM PARA MEU PAÍS. Querem aumento? Peçam para o patrão, psdb, pagar!

  35. O ministro Janot, decerto um

    O ministro Janot, decerto um servidor público sério, nos deixa desconcertados com essa seletividade absurda. O apelo ao chiste “pau que dá em Francisco dá em Chico” é apenas retórica vazia, nota-se. Parece-me que na realidade opera com um “olho no peixe e outro no gato”, a saber: quer agir com independência, mas ao mesmo tempo se dobra ao clamor(passional e muitas vezes irracional) das ruas e da imprensa(esta com interesses bem específicos e muitas vezes nada republicanos). 

    Quem parece efetivamente agir na forma do ditado popular é o ministro Teori Zavascki: autorizou investigação envolvendo o senador Aloysio Nunes e os ministros Edinho e Mercadante.  

  36. A visão seletiva da Lava Jato

    É bom recordar alguns princípios da propaganda nazista, sob o comando de Goebbels: “Simplifique, não diversifique, escolha um inimigo por vez. Ignore o que os outros fazem, concentre-se em um até acabar com ele”; …  “Transladar todos os males sociais a esse  inimigo”; …”Fazer ressonar os boatos até se transformarem em notícias sendo estas replicadas pela imprensa comprometida”; … “Ocultar toda informação que não seja conveniente”.

    E por aí vai. Eta escolinha pínguenta !

  37. Ele mandou investigar o
    Ele mandou investigar o terrorista Aloysio Nunes vice do Aécio do PSDB.
    Por enquanto e por mais crimes que Aécio cometeu Janó não abriu ainda uma investigação contra ele. Pode ser algum acerto de compadres antigo lá das Minas Gerais, quem sabe…
    A meu ver suspeito que Janó quer por fim a essa de abrir investigação contra o Edinho que coordenou a campanha de Dilma é mais para tentar baixar a grita dos golpistas inclusive do nefasto juiz corrupto , tucano e golpista Gilmalaco Dantas Mentes. Talvez isso faça arrefecer os animos dos fábricantes do golpe enquanto que a investigação é para se levar em banho Maria e deixar a poeira baixar. Estranho e suspeito é Janó não investigar quem recebeu mais “propina” no caso o PSDB, o dinheiro vinha da mesma fonte dessas mesmas empresas, agora como provar que quem pediu dinheiro sabia que era um dinheiro ilegal? Apenas pela delação de pessoas que desejam a todo custo se livrar da cadeia depois de meses sendo torturados psicologicamente por estarem presos, e aí acusam quem eles queremsendo que isso não pode ser considerado colaboração espontânea e sim chantagem, delação forçada por meio de prisão. Como provar que o PT seus tesoureiros sabiam que era dinheiro irregular vindo dessas empresas, sendo que tudo tem nota fiscal foi declarado não existe sequer uma gravação provando que o que se pedia é propina. Quem ali superfaturou algo foram os próprios empresários e alguns diretores gerentes da Petrobrás aceitavam porque recebiam dinheiro disso. Fora isso, só a seletividade, a covardia e a pilantragem de juízes, delegados e a mídia de oposição ligados ao PSDB ideologicamente, podem aceitar que tudo foi feito pelo PT para roubar a Petrobrás e se manter no poder. Estamos atentos a mais essa farsa esse circo judicial político midiático contra o PT. E é claro a forçassão de barra para se imputar crimes ao PT, haja visto a prisão de um só tesoureiro o do PT , mas e os outros tesoureiros do PMDB, PSDB , DEM e outros partidos que receberam até mais e que nem foram presos , incomodados, linchados em praça pública? Por isso se prova o quanto são corruptos esses esses do poder judiciário!

  38. O Povo quer mais governo, a elite quer o Pode excludenter!

    A violência atual será fichinha se os mandantes do judiciário sucumbirem aos caprichos dessa Elite qye não aceita a universalisação das oportunidades e do bem estar social.

    Entre outras coisas a sacanagem é tão grande que o sistema Globo Telejornais  e JornalExtra) esculhamba o minha casa minha vida. , ora os condominios tem nome e endereço mas os assaltos, os problemas de milícia,  com as briga e qualquer confusão lá vem eles com manchetes Aconteceuno condonminio de minha casa minha vida, ou minha casa minha sina: mulher é espulsa por traficantes.

    Eles querem obrigar o cidadão que construir casa é ruim pois pode haver briga de casal , ocupação de traficantes etc.

    fosse assim o rio de janeiro todo tem que ser apagado , será que eles concordan em jogar bomba atômica no rio e são paulo pra acabar com tráfego e com a seca?

    Nos anais da Cãmara e do Senado encontra farto registro dos oposicionistas demonizando programas sociais.

    A mídia e a corporações elitistas (um grande mau nacional) demonizaram o Mais Méidcos , o ENEM , o prouni etc,

    tem um caso de roubo de dinheiro  do pronaf numa cidadezeinha do Rio grande do Sul (um caso de polícia) que a Senadora Ana Amélia, rpresentante dos ruralistas já promoveu audiência esculhambando o Pronaf e o Governo Federal.

     

  39. Não tenho mais estômago.

    Não tenho mais estômago. Deixemos vir a tragédia e quem cuidou do estabelecimento do inferno que nele queime. Janot é somente mais um PGR representante de um grande “sindicato”. Danem-se!

    O PT e o governo continuam com esse lenga-lenga de republicanismo. A idiotia mais grave se manifesta com as expressões das cabeças pensantes ao final do julgamento da AP 470 e do massacre contra o Jose Dirceu: “decisão da justiça não se discute!”

    Ainda que uma das principais lideranças e o mais importante mentor dos governos petistas tivesse cometido todos os crimes que lhe são imputados, é justo aceitar a desumanidade que a mídia, o MP e a justiça praticam contra o homem Dirceu ao negar-lhe os mesmos direitos amplamente garantidos a contumazes criminosos do colarinho branco?

    O partido que sempre esteve como baluarte da legalidade e defensor dos direitos humanos para presos comuns, resolveu por conveniência eleitoral, abandonar um dos seus nas mãos de torturadores da mídia, do MP e dos justiceiros como Barbosa e Moro.

    Figuras gordurosas como o Zé Eduardo não contam mais com minha paciência. Dilma está próxima desse nível de intolerância.

    Se é inevitável o golpe, melhor que saia com dignidade. Lutando, denunciando os golpistas além de nossas fronteiras, mobilizando a militância para as lutas que vão se seguir após o estabelecimento da exceção. Essa apatia do governo suprime qualquer ânimo da militância

    Se gerir a economia é complexo e demanda tempo, na política o tempo e as ações são imediatos. Lula como ministro das relações exteriores seria um excelente fato político.

    E se, o ex-presidente não cessar com esses pruridos morais de não aceitar sua nomeação por causa dos possíveis embaraços a Dilma e interpretações maldosas da oposição, ou será constrangido ou acabará nas masmorras de Curitiba.

    Estou muito desesperançoso e revoltado.

    • ESTOU MUITÍSSIMO
      ESTOU MUITÍSSIMO DESESPERANÇADO .

      Passo a maior parte do meu tempo vendo a TV russa pela internet RT .

      Tudo, absolutamente tudo que envolve política brasileira me dá nojo .

    • Senta na cadeira de Dilma e

      Senta na cadeira de Dilma e do Lula 5 minutos, aliás 5 minutos é muito, 1 minuto. Depois me contem!

      • Eles é que quiseram  sentar

        Eles é que quiseram  sentar ali. Voluntariamente.

        E “fazem o diabo” para não sair.

      • Se o Lula sentou e a Dilma

        Se o Lula sentou e a Dilma ainda hoje está lá sentada, eu sou um dos mais ardorosos militantes responsável por esse status. O que me deixa atualmente revoltado é a inécia e covardia com vistas à manutenção de uma governabilidade que existiu precariamente com Lula e hoje não se apresenta. Dilma e seus ministros se põem deitados embaixo da mesa. Levantar e fazer os enfretamentos é necessário. Seria mais digno sair do governo resistindo e mobilizando os simpatizantes. Quando alguém com perfil diferenciado e coragem desagradou a “corja”, foi imediatamente afastado para não milindrar os verdadeiros donos do poder. Tome-se como Exemplo o Cid Gomes, Paulo Lacerda, Waldir Pires, etc.

  40. PGR +  MPF paranaense + PIG +

    PGR +  MPF paranaense + PIG + QG  do PSDB paulista = Central de linchamento do PT. Na realidade, as siglas podem ser fundidas numa só. Central Única de Linchamento do PT – CUL.

     

  41. Ironia da história = o lado

    Ironia da história = o lado mais raivoso de quem é antipetista sonha em ver Lula ir pra cadeia – tipo Zé Dirceu. Mas eu tenho quase certeza de que isso acontecendo, seria o renascer hoje da esquerda. O impacto de Lula sendo levado pela PF faria a maior parte da população ir às ruas apoiando Lula e indo contra os que foram responsáveis por sua prisão. Ela se perguntaria por que Lula – um dos poucos políticos que realmente governaram para a melhoria do povo – vai pra cadeia, enquanto gente da laia de um Collor, Cunha, Maluf  e afins não são incomodados.  Lula seria a personificação de que no Brasil só o andar de baixo se ferra, paga o pato. Seria equivalente ao suícidio de Vargas = Lacerda viu nisso o início de sua chegado ao poder – enquanto a realidade depois mostrou que o tiro que Vargas deu em si acertou em cheio também o Corvo e deu início ao marco que foi o governo JK. 

  42. E ainda tem gente que

    E ainda tem gente que acredita que esta operação Lava Jato, o MP e a PF estão agindo com isenção. Sei. Enquanto não colocarem meia dúzia de caciques tucanos na cadeia – não vale denúncia contra cacique tucano morto, como Sérgio Guerra, que não está aqui para dizer como e com quem ele repartiu os R$ 10 milhões que recebera de propina para abafar a CPI da Petrobras. Ou seja, enquanto estas operações não atingirem os principais representantes da Casa Grande, não dá para levá-las a sério. A Lava Jato continua sendo a prova de que no BraZil as aparentes mudanças são feitas para manter mais do mesmo.

  43. Faltou um detalhezinho!

    Nassif, sua análise deixou de fora o principal: Janot não tem o menor interesse na campanha de 2006 de Lula; ele já está é engajado na campanha de 2018 e defendendo o lado de seus verdadeiros patrões, ou seja, a plutocleptocracia que sempre mandou no Brasil e que não vai desistir disso nunca.

    Janot é apenas mais um na longa lista de capitães-do-mato, com a distinção de ser o mais chique, com títulos e nome francês…  

  44. Os crimes do Brasil
    Assistimos como que atordoados a investida das classes dominantes desse país contra o instituto da Democracia. Não nos queiram enganar: O governo Lula representou a inserção soberana do país nos mercados internacionais, o Governo FHC não conseguiu fazê-lo, apesar de se gabar de seus academicismos que se mostraram inócuos quando o Brasil se preparava para estender o pires ao FMI. Ninguém parece se lembrar…Mas da justiça brasileira que sempre se ocupou de punir, pobres, negros e ladrões de galinha jamais se atreveria a investigar os pecados do PSDB e seus caciques. Deviam tentar explicar à nação quanto custou a reeleição do governo Fernando Henrique Cardoso, ou a gestão Aécio em Minas Gerais e a sangria de empresas públicas dilapidadas pelo seu caciquismo e sonho desenfreado. Se existe uma expressãoque melhor define altas cortes breasileiras ela se chama: FALTA DE VERGONHA NA CARA!

  45. Só digo o seguinte: A mídia

    Só digo o seguinte: A mídia aqui de SP tenta jogar gasolina na fogueira. Para essa mídia golpista que se queixa da liberdade de imprensa quanto pior melhor. A perseguição seletiva em cima da Dilma é qualquer coisa de assustadora para dizer o mínimo. Isso ainda vai acabar mal e todos poderemos pagar o pato. Eles ,donos dessa mídia não se preocupam pois suas famílias tem endereço certo longre daqui para se protegerem do caos.

  46. Visão Seletiva.

    Srs. temos que concordar que o nosso parttido chegou longe demais, perderam a noção do perigo, o que começou como finaniamento de campanhas, acabou se transformando em enrequiciento pessoal para vários companheiros, gostaram do dinheiro fácil, se nivelaram aos politicos que sempre criticamos.

    Não tenho mais como defender nosso sonho.

    Vou pedir a minha disfiliação.

     

    • Mesmo assim é o único partido

      Mesmo assim é o único partido brasileiro que tem condições de fazer frente aos partidos de direita ou oposição. Lutemos, portante por ele.

    • Trollzinho de merda, prove

      Trollzinho de merda, prove pra nos sua filiacao primeiro antes de soltar uma dessas AQUI -se sinta livre pra soltar esses odores nos seus sites de sempre.

      AQUI voce nao ta lidando com idiotas.

  47. É chegada a hora de aparecer

    É chegada a hora de aparecer alguém de peso que diga: Parou! Essa brincadeirinha de menino mimado já deu! Não adianta analisar questões, os entendidos já sabem que se trata de um golpe, a massa alienada já é. Poxa, quem é que vai ter a coragem e a lucidez de gritar para esta nação: ou engaveta tudo, ou é Síria, meu irmão?

  48. O dr Janot quando foi

    O dr Janot quando foi questionado, durante a sabatina no Senado, sobre a imparcialidade do MP com a menção do ditado “pau que dá em Francisco também dá em Chico”, ele ficou em silêncio, porém, entendeu que a interpretação do ditado é a seguinte e passou-a a sua equipe:

    “Francisco” é Dilma e “Chico” é Lula e ele e sua equipe de 20 procuradores da Procuradoria Geral da República caíram na gargalhada.

    Funcionários terceirizados (aqueles invisíveis), que limpam as salas e banheiros, contam que eles não param de fazer piadas com o republicanismo de Zé Eduardo Cardoso, Dilma, Lula e o PT. Os terceirizados da limpeza dizem que não entendem nada, pois não sabem o que é republicanismo. Um deles tentou perguntar e eles nem se deram ao trabalho de explicar, pois o funcionário é mesmo invisível.

    Eles fizeram uma aposta para acertar quando Lula será preso. Tem procurador que defende a data de 15 de novembro, o dia da República, só para dar uma lição a esse operariozinho, retirante e deficiente físico, de tal forma que ele nunca mais, na história desse protetorado dos Estados Unidos da América, ouse se candidatar a Presidente. 

    Também, mantêm um link direto com o tucanato para informar a quanto andam “as investigações”, fazer denúncias seletivas e mangar (essa eu tirei do meu baú literário) do governo e do PT.

    O dia que eles mais se divertem é quando políticos do PT vão à Procuradoria levar provas ao Dr. Janot sobre os malfeitos do PSDB e do Aécio. É uma festa o dia inteiro. Ficam jogando bolinha de papel um no outro com o original da Lista de Furnas.

    O ídolo político deles é o Fernando Henrique Cardoso, aquele que nomeou o 7º colocado na votação dos procuradores para ser indicado à Procuradoria Geral da República em seu governo.. Por que ? Porque o Procurador-mor engavetava qualquer processo contra políticos da base aliada de FHC e, sem ter o que fazer, sobrava tempo para jogar paciência e navegar no site da “Playboy”.

    Agora, não, com esse Procurador Geral linha dura, eles têm  que ficar lendo as delações premiadas dos corruptores presos na Operação Lava Jato, obtidas através do novo método democrático de prisão preventiva, sem prazo para terminar. Depois, têm que colocar tarja preta em nomes  da oposição denunciados, inocentemente, pelos dedos-duros. É isto que eles entendem sobre o conceito de “estorvo do processo”. Pôrra ! Por que os delegados aecistas não informaram aos dedos-duros que a delação é só contra o governo ? Contra a oposição, não vem ao caso. O máximo que podemos tolerar é denúncia contra tucano morto.

    Não satisfeitos com o poder que detêm sobre todos os brasileiros, agora resolveram invadir a competência do Judiciário: já tem procurador condenando e definindo a dosimetria da pena. Resolveram recomendar ao juiz Sérgio Moro uma pena de 30 anos ao José Dirceu para que o mesmo, ao sair da prisão aos 100 anos, nunca mais faça consultorias.

    Afinal de contas, quem esse sujeito pensa que é ?

  49. Oportunidade

    O Brasil está perdendo a oportunidade de mudar a maneira de fazer política, primeiro deveria ocorre uma limpeza geral no quadro político, investigando e julgando TODOS os políticos corruptos, eu estou dizendo TODOS, e não somente um partido, como estão divulgando. O PSDB não pode assumir o poder,  pois ele não desenvolveu a sua forma de governar, então ocorrerá um retrocesso de gestão pública 

     

  50. Engavetador Geral dos Tucanos

    Quer dizer que foi so o coroné Gilmar da um piti, falar que investiga quem ele quiser e bater os pés para investigar as campanhas, que ele aprovou outrora, que o Procurador ‘mudou’ de idieia…  

    Se continuar brindando aécios, anastasias, serras e que tais, vai ganhar o apelidado de engavetador geral dos tucanos. 

  51. A explicação sobre o que está

    A explicação sobre o que está acontecendo na política brasileira contém sujeira suficiente para ser considerada teoria da conspiração e seria motivo para desmoralização para quem o fizesse. A espiral do silêncio está crescendo e tentando esmagar a opinião contrária. Uma denúncia contra o Aécio, atual líder da oposição e deste processo de desestabilização do governo, juntamente com a ação contra Cunha, poderia reverter esse movimento, desmoralizando o falso discurso de honestidade e trazer tranquilidade ao governo. Mas parece que o engavetador geral da república continua oficiando em favor de certos setores da sociedade e o governo mais preocupado com as questões éticas que envolvem os fatos.

     

     

     

  52. Assim sendo

    Parece que estamos diante de um dos maiores casos de genialidade da política dos tempos modernos, pois os “protegidos” teriam conseguido a façanha de, há poucos dias, durante a sabatina e a votação no plenário do Senado,  fazer com que os “perseguidos” apoiassem ( e arquitetassem ) a recondução do seu próprio perseguidor ao cargo, enquanto eles ( os “protegidos” ) de maneira dissimulada questionavam esta recondução.

    Realmente, se conseguiram isso, foram politicamente geniais, mas a mim ainda resta acreditar que Janot não é protetor e nem perseguidor de ninguém, baseia-se nas leis e nos fatos que tem em mãos.

  53. Velha mídia: Jornalismo das manchetes e a caminho da falência.

    Lendo duas postagens recentes do Nassif sobre os palacianos, Edinho Araújo e Mercadante e sobre o Procurador Geral da República Rodrigo Janot surgiu a ideia de pensar nos atos deles como uma situação de salvaguarda de suas reputações diante das manchetes da velha mídia.

    Velha mídia que utiliza os meios de comunicação para propaganda ideológica através das manchetes. Somos todos reféns das manchetes.

    Coloco aqui para reflexão.

    Velha mídia: Jornalismo das manchetes e a caminho da falência.

    Pensando nos meios de comunicação brasileiros da velha mídia oligopólica (Rede Globo, Band, Veja, Folha de São Paulo, Estadão & Cia.) veio-me a ideia de que a contribuição deles para as suas próprias falências futuras é inquestionável.

    Mídia oligopólica que detém mais 80% dos meios de comunicação que trazem ou deveriam trazer aos brasileiros as notícias importantes do Brasil e do Mundo.

    Vejamos a razão do processo viciado e circular de sua inquestionável falência futura.

    A razão da falência me veio ao pensamento e, posso afirmar, afeta todos os brasileiros nas suas ações cotidianas, passando pela Presidente da República, pelo Procurador Geral da República, pelo Ministro da Justiça, por todo o Judiciário, pelos políticos de todos os partidos, pelos líderes dos movimentos sociais, pelos pobres mortais, etc. E é bem assim:

    Eu torno o conteúdo da notícia secundário em relação ao papel que a sua manchete deve exercer no leitor, telespectador, ouvinte. E torno o convencimento da Ideologia que pratico mais importante que a notícia, disseminada a Ideologia na MANCHETE.

    Depois eu considero que o leitor, telespectador, ouvinte não deve ter um noticiário aprofundado, que me basta ser superficial e dar como vitoriosa fórmula de venda e audiência: as manchetes. Quanto maior o tamanho da letra na manchete melhor.

    Reproduzo em série um leitor, telespectador, ouvinte que vai, aos poucos, se familiarizando em se associar ao mundo das manchetes e não ao mundo da leitura de notícias.

    E acabo por criar o leitor, telespectador, ouvinte mero reprodutor da Ideologia que considero a ideal para a sociedade trafegar, via manchetes.

    E termino por colocar a Ideologia como foco da notícia e a manchete da minha Ideologia se torna o centro do Jornalismo. Manchete irradiadora da Ideologia que pratico e não síntese da notícia que, supostamente, vou descrever na sequência.

    Lembrando que para disseminar a Ideologia da velha mídia foi preciso criar temas e personagens colocados em evidência de forma positiva e temas e personagens colocados em evidência de forma negativa no noticiário, até as manchetes se bastarem.

    Com 13 anos de PT no Poder estes personagens se solidificaram.

    Temas e personagens que com o tempo se tornaram a encarnação do bem (iniciativa privada, mercado, PSDB, FHC, Serra, Alckmin, Aécio, etc.) e a encarnação do mal (Estado, Governo Federal, PT, Lula, Dilma, José Dirceu, Haddad, etc.).

    Temas e personagens que possibilitaram a quase total preponderância e evidência do Jornalismo de manchetes, onde o texto da notícia se tornou secundário e serve para referendar a propaganda Ideológica da manchete, manchete esta, que apenas se resume, em provocar uma divisão entre aliados ideológicos e inimigos: os de outra Ideologia tratados de forma, quase sempre, negativa e depreciativa nas manchetes, enquanto os aliados da velha mídia são, quase sempre, tratados de forma positiva.

    Manchetes que restringem a possibilidade de conteúdos diversos no telejornalismo, que restringem os temas a serem discutidos na sociedade e que restringem quase todas as manchetes principais para disseminação e defesa da Ideologia da velha mídia e de seus aliados ideológicos. E não há manchetes principais fora do jogo maniqueísta do bem contra o mal. Não vira manchete ações de agentes da sociedade fora do eixo principal: o da luta ideológica.

    Resumindo.

    No Brasil da velha mídia e seu oligopólio da informação o Jornalismo é a manchete e não o conteúdo da notícia, esta precisa apenas referendar a manchete que é, na verdade, a disseminação da Ideologia que pratica a velha mídia e o centro da notícia, ao invés de ser, a síntese do conteúdo da notícia. Esta a impressão que tem me saltado aos olhos.

    E é interessante que muitas das vezes a manchete e o texto da notícia não se casam, parecem divorciados, como se lêssemos outro conteúdo que a manchete não nos convidou a ler, ver, ouvir.

    Neste processo circular eu vicio meu leitor, telespectador, ouvinte a ter como prazer as manchetes e não a ler, assistir, ouvir e refletir (pensar) o conteúdo da notícia e nem a buscar informação de qualidade. Só manchetes para o seguidor da velha mídia, e que elas possam bastar, porque a manchete já diz o que eu quero que meu leitor, telespectador, ouvinte queira e ele inconscientemente quer:

    Manchetes para compartilhar e defender a Ideologia que os meios de comunicação defendem, agora, também, do leitor, telespectador e ouvinte da velha mídia. E para defender os personagens públicos que praticam a Ideologia da velha mídia. E para atacar os personagens públicos que não praticam a Ideologia da velha mídia.

    Para que o conteúdo da notícia se a manchete já diz tudo o que eu queria ler, ouvir, assistir?

    O leitor da velha mídia brasileira lê, ouve, assiste e compartilha manchetes. Manchetes repetidas à exaustão.

    Ai as manchetes se acumulam na Internet, também. Lá se repetem à exaustão, também, e o leitor, telespectador, ouvinte já não precisa mais dispender de seu tempo e do seu dinheiro para compartilhar notícias, elas, que ele já sabe o conteúdo de antemão, compartilhadas serão, sem gastar um tostão, sem gastar tempo em assinaturas, assinaturas on-line ou compras avulsas em bancas de jornal e livrarias e sem gastar um neurônio sequer.

    As manchetes estão em todo lugar com letras garrafais! Expostas à exaustão, é só fixar o olhar, ouvir e ver. E sempre as mesmas manchetes, não é bem assim?

    O leitor, telespectador, ouvinte da velha mídia já tem tudo pronto, os parágrafos escritos após a manchete não são sequer úteis, porque já se sabe o conteúdo e quem será o alvo da notícia e como será tratado este alvo. Todos sabemos.

    A manchete se compartilha e se considera a verdade absoluta, para além do conteúdo da notícia, mesmo que a manchete não case com o conteúdo da notícia. É como se houvesse um gozo coletivo.

    E, na outra ponta, esquecidos, vivem os potenciais fornecedores de disposição de compra, vontade de leitura do conteúdo das notícias, para além das manchetes e que poderiam ser fiéis consumidores de informação.

    Porém, potenciais compradores/ consumidores se a notícia fosse notícia e não propaganda ideológica feita por um Jornalista que buscasse qualidade e precisão na informação, indo além, do chato, repetitivo e já cansativo maniqueísmo do bem (os que defendem a Ideologia da velha mídia) contra o mal (os que não estão alinhados ideologicamente com a velha mídia).

    Estes potenciais leitores, telespectadores, ouvintes se tornaram esquecidos, porque a Ideologia se mantem acima da informação, porque formar leitores de manchete é o objetivo primevo e central do Jornalismo da velha mídia.

    Velha mídia e oligopólica que com mais de 80% de controle dos meios de informar os brasileiros em suas mãos pode chegar à falência em breve por abandono do Jornalismo; e que não estão preocupados com a falência os seus donos (empresários de mídia), pois, eles se comportam mais como Ideólogos de uma modelo de sociedade ideal para o Brasil do que empresários do ramo da comunicação.

    Neste monopólio se encaixa como uma luva o descompasso entre a realidade dos fatos e as ações da sociedade, do Judiciário, dos políticos aliados, dos teleguiados desta mídia contra partidos políticos, políticos e pessoas dos mais variados setores da sociedade civil com Ideologia diversa da velha mídia.

    Viramos no Brasil reféns das manchetes. Todos para salvarem suas reputações agem em prol de não virar alvo das manchetes negativas. E o caminho é: defender, agir em prol da consumação da Ideologia da velha mídia.

    Rodrigo Janot para ficar de bem com as manchetes pode abrir inquéritos contra o PT, o PMDB e não contra o PSDB. Edinho Araújo, Mercadante, Cardoso precisam se contorcer por completo em seus ministérios/cargos para não perderem a reputação e serem alvos das manchetes.

    Todos nós queremos estar salvos das manchetes!

    Imagina o poder de destruição da reputação de qualquer pessoa contido numa manchete que é disseminada simultaneamente por mais de 80% da mídia brasileira? Imaginou?

    Esta é a razão de muita cautela dos administradores públicos e o Rodrigo Janot é o exemplo mais claro, pôde abrir inquérito contra políticos do PT na Lava-Jato e é todo receoso de investigar denúncias na mesma Lava-Jato contra o queridinho da velha mídia: Aécio Neves.  

    Abrir investigação contra o PT é paz para si mesmo, seu sustento: a profissão de Procurador da República e sua família. Abrir contra o PSDB é assassinato de reputação e dores de cabeça intermináveis.

    Uma hora destas a Profissão Jornalista vai entrar para as profissões extintas nos meios de comunicação comerciais brasileiros por falta de Jornalismo e exaustiva propaganda Ideológica.

    Alguém conhece algum ramo de atividade em que os seus empresários/ donos não se importam com o seu público consumidor e nem em buscar novos consumidores para aumentar suas vendas e lucros?

    Respondo.

    Esta é a velha mídia. 

    Girando em círculo, presa nesta teia ideológica, neste maniqueísmo do bem contra o mal não se pode querer sobrevida, somente se pode ver no horizonte a falência coletiva dela em algum ponto do futuro e não muito distante. Por hora, ainda, todos se cobrem de zelos para não contrariar a velha mídia. 

    A Internet e as redes sociais vieram para ficar e atrapalhar a velha mídia, certamente, e com audiência em declínio contínuo e sem cativação de público para além das manchetes este Jornalismo se autoflagela. Justamente, o setor com infraestrutura acumulada para produzir conteúdo de qualidade e que possui estrutura física e humana + capital, apesar do declínio de suas receitas, preparada para fazer Jornalismo. 

    E nem sei se existe perspectiva de num futuro próximo substituirmos a massa gigantesca de brasileiros que são leitores, ouvintes e telespectadores de manchetes por leitores, telespectadores e ouvintes de notícias.

    E nem sei se teremos mídias alternativas para recolocar em evidência o Jornalismo e se os potenciais leitores, telespectadores e ouvintes esquecidos de hoje terão mídias para se associarem capazes de lhes oferecer um Jornalismo com produção de reportagens e notícias próprias.

    Bem sabemos que os conteúdos dos blogs e os poucos portais progressistas na Internet mais replicam a manchete/notícia da velha mídia (pra lá, talvez, dos 90%) do que produzem conteúdo próprio, pela falta de capital financeiro, humano e tecnológico. De inédito temos, basicamente, artigos de intelectuais, articulistas dos sites e leitores, todos de alguma maneira presos ao conteúdo das manchetes e produzido na velha mídia.

    Será que teremos forças, em futuro breve, para cativar novos leitores, telespectadores e ouvintes capazes de irem para além da propaganda Ideológica das manchetes?

    Ainda mais nos tempos de hoje em que os profissionais do Jornalismo viraram pop stars e ganham fortunas anunciando produtos manufaturados nas rádios, revistas e TVS do Brasil e apresentando reality shows.

    Estão perdendo os jornalistas da velha mídia tesão pela profissão que abraçaram? Ou estes profissionais confundem Jornalismo com reality shows e entretenimento das massas? Ou estamos num topa tudo por dinheiro?

    Estas perguntas finais deixo para nossa reflexão.

     

  54. Nassif , voce  escreveu  :  

    Nassif , voce  escreveu  :   ”  …

    Por exemplo, por mais justo que seja determinado pleito, nenhum Ministro do STF vai votar a favor de uma ação que implique na quebra do país……”

    Parece razovel seu comentario , entretanto quero completar  que  ;

    a) todo ministro do STF tem obrigação de preservar o pais

    ou seja, se  um politico tiver  levado o pais a bancarrota, deve ser punido exemplarmente.

     

    BINGO

    Quando se gasta mais  do que  se pode, simplesmente para se manter no poder;

    Que se processe o governo Dilma  por levar o Brasil á recessão  cauada por decisões  internas ao governo 

  55. Inquérito Policial é peça

    Inquérito Policial é peça inquisitorial, não contraditória

    Nota ao post:

    “Não adianta alegar que o inquérito será isento, dando todas as oportunidades para as partes se defenderem”

    Observação: Inquérito policial é peça inquisitiva. O inquérito é um procedimento administrativo inquisitorial informativo usado para dar embasamento à propositura, ou não, de uma ação penal. Nele não vige o princípio do contraditório.

    Alhures, ab argumentandum, apenas como informação – nos EUA, por exemplo – houveram inúmeros casos em que a acusação sonegou provas que poderiam ajudar a defesa]. 

  56. A lavajato é uma investigação de crimes cometidos na Petrobrás

    Ao defender a entrada de políticos do psdb na investigação da Lavajato, o articulista esquece-se que este processo está investigando um jogo de propinas na Petrobrás em prol de partidos políticos. É óbvio que o esquema não beneficiava a oposição. Seria ilógico que membros do governo ao criar a Petrolão, o fizessem para beneficiar o psdb ou o dem.

    • Não tem nada de óbvio. O

      Não tem nada de óbvio. O Sérgio Guerra, Presidente do psdb, foi acusado de receber 10 milhões para sair de uma CPI da Petrobrás em 2010. Se fosse só Petrobrás, porque não se investigou antes de 2003? 

    • Verdade, tens certeza?

      O STF acaba de autorizar abertura de investigação contra o tucano estridente e falso moralista Aluísio 300 mil, por envolvimento na vaza-jato!

    • Doações eleitorais….

      Olá Nadra! Creio existir um equívoco em se dizer que Moro só investiga “um jogo de propinas na Petrobrás”, pois se assim fosse não teria ocorrido a prisão do Almirante Othon, Presidente da Eletronuclear licenciado no momento em que foi preso. Por outro lado, como disse o Merval no J10 da Globo News, com a prisão deste Almirante entramos na seara do Eletrolão….Eletrolão lembra Eletrobrás, à qual vincula-se Furnas Centrais Elétricas, importante peça do sistema elétrico naciona….e aí fica configurado o esquema seletivo de Moro e sua força tarefa (PF+MPF) que fingem desconhecer as falas de Alberto Youssef & Paulo Roberto Costa que, em suas delações falaram, alto e bom som, respectivamente dos valores recebidos por Aécio Neves/PSDB (US$ 120.000 mensais desviados de Furnas), por Senador Sérgio Guerra/PSDB (R$10 milhões desviados da Petrobrás para abafar outra CPI em 2009) e por Eduardo Campos/PSB (R$ 20 milhões desviados da RNEST – Refinaria Abreu e Lima).

      Outrro aspecto que configura um escandaloso direcionamento diz respeito ao estranho fato de só o tesoureiro Vaccari estar preso, quando PMDB, PSDB, PP e PSB já foram citados em inúmeros vazamentos que vinculam Fernando Baiano e Renato Duque aos interesses do PMDB, também vinculam Paulo Roberto Costa aos interesses do PP e mesmo com Ricardo Pessoa tendo “delatado” o pagamento de propina ao Senador Aloisio Nunes Ferreira/PSDB, este senhor vem aos jornais de hoje dizer que “não tenho qualquer ligação com a Petrobrás”, esquecendo-se ingenuamente de reconhecer que estas mesmas empresas investigadas estão presentes nas grandes obras do governo tucano-paulista, como também sempre ocorreu no caso dos governos tucano-mineiros de Aécio & Anastasia….

      • Furnas

        Evidente que a hora da turma de Furnas está chegando. Mas querer associar a oposição ao Petrolão parece-me sem lógica.

      • Bom, vamos pela ordem.

        Bom, vamos pela ordem. Primeiro, as investigações referentes à Eletrobrás são derivadas daquelas da Petrobrás e, portanto, estão em fase ainda inicial. Chegará a vez de Furnas, não tenho dúvida quanto a isto.

        Com relação à prisão “somente” do Vacari, não concordo com a afirmativa, pois os operadores do PMDB e do PP também estão presos. Quanto ao senador Aloisio Nunes Ferreira, ele tem imunidade parlamentar e somente pode ser processado pelo STF. Que eu saiba, até o Collor ainda está solto.

        Finalizando, gostaria de ressaltar que apoio as investigações contra todos os partidos, porém, não concordo com as prisões efetuadas sem condenação final ou sem motivo previsto em lei. Parece-me que se trata de uma resposta do judiciário à sociedade.

    • Jornalista do Estadão Sonia Racy

      revelou que 21 empresas empresas ESTRANGEIRAS foram citadas na Lava a Jato mas não estão sendo investigadas. Por quê?.

           E as empreiteiras da Lava a Jato também fizeram e estão fazendo obras em São Paulo (muitas já com denuncias de ladroeiras). Porque não estão sendo investigadas tais obras de GERALDO AIDIMIM.

  57. Justiça de araque

    A insistência de parte esclarecida dos cidadãos em mostrar o quão tendenciosos são os julgamentos em curso, não gera o menor constrangimento aos julgadores e aos falsos paladinos da moralidade

    Os julgadores continuam desavergonhadamente a mirar apenas no PT e nas figuras de Lula e Dilma. Figuras que, como bem destacou Nassif, representam um Brasil de enorme respeitabilidade no exterior. O que muito afronta os fuleiros e insignificantes perdedores das últimas eleições.

  58. Nassif, tem uma onda de

    Nassif, tem uma onda de boatos e canalhadas pra te atingir seguida de acao “estatal” -provavelmente processo.

    E como eh que eu sei disso mesmo?

    Porque estou no computador da minha esposa e digitei “luis nassi” e a segunda sugestao do google foi “luis nassif petista”, depois de “online”.

    Tome cuidado, um movimento onda esta sendo preparado contra voce.

    • FHC …ESQUEÇAM TUDO O QUE ESCREVI…

      FHC …ESQUEÇAM TUDO O QUE ESCREVI…

       

      “A viagem relevante de FHC – A visita do presidente da República Fernando Henrique Cardoso aos Estados Unidos tem tudo para se transformar em acontecimento diplomático da maior relevância. (…) Agora, tem-se um presidente intelectualmente preparado, um embaixador em Washington -Paulo Tarso Flecha de Lima- que conhece como ninguém a arte da promoção e da recepção diplomática e o fim da utopia argentina e mexicana no imaginário do mundo financeiro local. Melhor: não se vai atrás de esmolas dos organismos multilaterais. O que se pretende é “vender” as oportunidades do país para os investidores e para o governo americano. Pode ser que a visita se dilua na grande caixa de ressonância que é a mídia americana. Mas tem tudo para se transformar em um dos grandes momentos da diplomacia brasileira.”  www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/4/18/dinheiro/11.html

      Ao contrário de tantos colegas “estruturalistas” dos anos 70, Serra continua acreditando piamente nas reformas estruturais, e no papel do Estado na área social. O que é fundamental. Mas se não compreender a tempo a dinâmica das relações do Estado com a nova economia, irá desperdiçar uma grande carreira de homem público. E o Brasil não está em condições de desperdiçar as poucas vocações públicas autênticas de que dispõe.” www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/7/26/dinheiro/10.html

      “O Bismarck brasileiro – Quem acusa o ministro do Planejamento José Serra de beneficiar São Paulo, ou setores da indústria, não tem a mínima informação sobre sua natureza. Serra é essencialmente homem de Estado www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/7/26/dinheiro/10.html

       

      “Mas Lula não ambiciona mudanças e não admite a aposentadoria. E, com isso,impede que o partido deslanche. Dentro dessa estratégia de sobrevivência, nos últimos tempos permitiu a veiculação das teses mais estapafúrdias -como o PT oferecendo um vice à candidatura de Itamar Franco ou apoiando o governador paranaense Jaime Lerner. Aparentemente, Lula não consegue admitir que o PT possa ser bem-sucedido sem ele. O operário que corria riscos em nome de uma bandeira não mais existe. A bandeira única de Lula chama-se Lula. E a barreira maior para o PT se firmar como o grande partido nacional chama-se Lula”  http://www1.folha.uol.com.br/paywall/login.shtml?http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1996/12/23/dinheiro/5.html

      • Comentar com comentarios que

        Comentar com comentarios que tem COMECO, MEIO, E FIM.  Nao tenho ideia do que voce postou.  Quer desenhar pra mim?

        • Pelo que entendi caro Ivan

          Como a mídia protegua o desgoverno FHC até o ranço. O próprio FHC chegou a comentar o exagero de babação de ovo da imprensa PIG. Que o povo desconfiaria. Já o Lula sempre foi descontruindo pelo PIG, Esta frase da imprensa de 1996 chega a ser hilárica, Lula destruindo o PT

          • Não abre os links cara Sandra

            Mas você diz que foi o Nassif? O Nassif até pouco tempo atrás ainda acreditava nos tucanos. Os próprios post dele mostravam isto. Mas acho que até ele perdeu a paciência. A coisa ficou tão nojenta, que qualquer seriedade ao PIG, justiça e oposição não dá mais. Seria dsefender o golpe e acabar a com a pseudodemocracia brasileira

  59. Acho que vai ser difícil o

    Acho que vai ser difícil o partido político que tope governar o Brasil depois de que a Justiça começou a ganhar gosto em acusar o Executivo com independência. Não é à toa que Aloysio Nunes disse que não quer o impeachment e, alinhado com o advogado filiado ao PSDB que disse que vai cortar a cabeça de Dilma amanhã, 7 de Setembro, declarou que quer mesmo é ver Dilma sangrar.

    Depois dessa creio que corrupção vai ficar cada vez mais difícil… Será?

    • E você acredita em papai noel também

      O unico objetivo é o PT caro ingenuo, Depois de destruirem o PT, volta tudo ao normal Asmesmas roubalheiras de sempre. Com as bençãos do Moro (olhe sua ficha corrida e depois pergunte se passa no teste da farinha) PF, PGR, STF e rede globo (quwe volta amamar nas tetas da republica. E o povo? Vai comer M e torcer para dar para todos

  60. Montanha Russa

    Vejo a imprensa alternativa prograssista comemorar seguidamento o “arrefecimento do Golpe” o “esvaziamento do golpe” só para ver que nada arrefeceu ou esvaziou um ou dois dias depois. É preciso encarar a realidade.

  61. A única certeza que tenho,

    A única certeza que tenho, eles(grande mídia e “justiça” seletivas) não querem o fim da corrupção, mas sim, dar carta branca aos seus apadrinhados tucanos para delapidarem o Brasil, sem serem incomodados. Caso isso venha a acontecer, O HAITI SERÁ AQUI. Quem viver verá.

  62. Luis Nassif

    Nassif, você é exceção nesse jornalismo podre do Brasil. Curto muito sua coluna. Tomara que você tenha saúde, muita saúde e passe dos cem anos ajudando a democracia de nosso país. Um grande abraço!

  63. Que a lava Jato faça o PT

    Que a lava Jato faça o PT purgar seus erros, sim. Arreglos políticos que permitiram descontroles de tal ordem, a ponto de um mero gerente acumular mais de US$ 100 milhões em dinheiro desviado, merece toda punição do mundo. E se o partido não tem a mínima capacidade de se defender de manobras políticas, problema dele.

    Não entendi bem, esse parágrafo, Nassif, daria para vc elaborar melhor? Qual diretor? Quais R$100 milhões? Em quanto tempo? Será que desde a era FHC? O que mais? Ora Nassif não fale por meias palavras ou como se todo mundo tivesse tudo claro, onde entra o PT nisso? Para além do blá, blá de delatores. Ainda mais esse tal de Pessoa, ele próprio com a maior cara de bandido.

    Ele disse que depositou não sei quanto na conta do PT. Ora onde estão os recibos? Ele deposita milhões e não guarda um documento?

    A PF diz que já tem provas de que o Dirceu operou sei lá 59 milhões, e aí? Que 59 milhões são esses? Onde estão as provas que a PF diz ter?

    Fico imaginando se vc não escrevu todo esse artigo só para encaixar esse parágrafo. 

    Também fico querendo saber como oJanot pode mandar investigar contas de campanha que já foram aprovadas pelo TSE. É sempre a mesma ladainha. A verdade para mim é que esses caras da lava jato não tem é nada contra o PT, daí ficarem rodando em círculos. Ainda mais quando Dirceu diz que não vai delatar e o figurão e seu pessoal da odebrecht idem. Será que aí o janot tem que entrar em cena, para não deixar a peteca cair?

     

     

    • Coerência nos argumentos …

      Aos defensores de plantão, a PF atua sem provas como fantoche de uma grande conspiração contra o PT que, até que se prove o contrário e que todos os recursos em todas as instâncias sejam julgados, inclusive nas cortes internacionais, nada aconteceu. Entretanto quando se levanta as dúvidas sobre as doações de campanhas de qualquer um da oposição, seja o caso de furnas, a delação premiada contra Aécio, mensalão mineiro e fraude no Metrô paulista, então a fúria no ataque é tão voraz como o da oposição ao exigir o impeachment.

      Temos uma imprensa chapa-branca financiada pelo atual modelo de governo, temos outra imprensa com uma tendência golpista com interesses economicos fortes pode de trás de suas matérias. A informação confiável existe somente em nossos indicadores econômicos e em nossa sensibilidade da crise em nosso dia-a-dia, coerência existe em quem consegue interpretar essa realidade e estabelecer o próprio juízo de valor, mesmo que este decida por apoiar A ou B baseado em uma análise limpa.

      Hoje nossa realidade é que não há opção, ai é a parte mais perigosa da mudança, que virá de qualquer forma. Daremos poderes a qualquer desconhecido pelo simples desejo de mudar. Esse país elegeu Collor sem saber de quem se tratava. Não que ele já fosse públicamente um crápula com hoje é um fato, mas ele era um desconhecido entre opções como Brizola, Ulisses, Lula, Gabeira, Covas entre outros. Optamos pelo desconhecido e o resultado todos conhecemos. Estamos novamente indo pelo mesmo caminho, sem opções. Quem será o novo Collor? Que tenhamos mais sorte dessa vez.

  64. O Brasil de hoje é o país da mentira

    Tudo farinha do mesmo saco na justiça brasileira. Palavrório empolado não disfarça o objetivo ÚNICO. Bem no popular, o negócio é FERRAR O PT.

     

    O resto é conversinha, blá blá blá, conversa mole pra boi dormir, etc

  65. Estorvo do processo

     

    Prezado Luis Nassif, 

    Gostaria que me explicasse duas de suas afirmações : uma delas sobre o ex-presidente Lula  ” como o brasileiro que melhor representa a face legítima do país perante o mundo ” e a outra , ” que ele ( Lula ) esta para o Brasil como Mandela para a Africa do Sul, Ghnadi para a Índia e Luther King para os Estados Unidos “.   Qual a lógica o sentimento que norteia essas suas afirmações ou esse seu pensamento ? 

    Devo dizer- lhe que sou apartidário e prezo pela coerência.

    Grato 

    • Muito bem colocado. Tenho

      Muito bem colocado. Tenho certeza que há uma falta de coerência e proporção nas afirmações. Assim como o MPF a imprensa deve-se manter na neutralidade.

    • Meu amigo, esta pergunta o

      Meu amigo, esta pergunta o senhor deverá fazer a um ser vivo deste país que até “ontem” passava fome e quanto muito só tinha palma ou nopal para dar as suas crianças para alimentá-los.

      Obs.: sou apartidário mas sou coerente.

    • Acho que Nassif nem deve

      Acho que Nassif nem deve responder a uma pergunta tão óbvia? Quem seria outro brasileiro que melhor represente a face do brasileiro perente o mundo? Aécio? Serra? FHC? Qual ser pensante concordaria com isso?

      Quando a Mandela e os demais? Qual o brasileiro ovacionado no mundo por seus feitos em prol da humanidade, das pessoas mais pobres? Por que será que Lula recebe títulos de doutor honoris causa às dezenas em vários países? 

      No mais, essa de ser apartidário, contra outra!

    • A pergunta foi para o Nassif,

      A pergunta foi para o Nassif, mas se você é realmente apartidário e preza pela coerência, não vai se importar de que eu lhe lembre que essa lógica exposta pelo Nassif  é resultante de um trabalho do presidente Lula para o povo brasileiro,  Henrique Claudio, não é para a elite. 

      Assim como se você perguntar para um segregacionista da primeira metade do século passado, na África ou nos EUA, ele vai dizer que Mandela e M. L. King não os representam legitimamente. 

      Assim como a elite no Brasil não se identifica com Lula. 

      Mas isso não muda o fato de que ele é a representação que legitimamente foi eleita pelo povo brasileiro é a que mais fez, disparado, pelo povo brasileiro. 

      E é assim que tem que ser, Claudio Henrique.

      Quem pode fazendo pelo que não pode.

      Quem tem, pagando para quem não tem.

      Quer coisa melhor na vida do que eu e você subsidiando quem não tem? Feliz de você e eu que podemos.

      Esse é o sonho.

      Isso é legítimo. 

    • Tomo a liberdade em

      Tomo a liberdade em responder, sei que é impossível em poucas linhas. Mas o maior legado deixado por Lula  foi a não discriminação entre povos, inter relacionando diplomaticamente com os países sem distinção de poderio econômico, raça, credo e respeitando a soberania de todos o regimes políticos, inclusive se tornando o maior parceiro comercial da maior economia do planeta Terra, a China.  Lá fora, Lula é visto como exemplo em exercitar a democracia na sua total plenitude. Quem duvidar, cite um, apenas um país que tenha conflitos odiosos com o Brasil. 

    • Vive em Marte coxinha “apartidário” quaquaquaquaquaquaquaqua!

      Leia pela imprensa internacional. Veja os mais de 80% de aprovação do Lula na sua saída de governo. Mesmo com a imprensa o descontruindo desde 2003. 

    • Mandela, Gandhi e Luther King

      quando estavam vivos e atuando todos os da direita iam contra suas lutas e somente descobriam e ‘denunciavam” seus erros (existiam, claro, são seres humanos). 

                 Até hoje publicam contra Gandhi e Martin Luther King.

                 Outro dia li que Luther King participava de orgias com várias mulhres loiras.

                HOJE, somente hoje, elogiam Mandela. No entanto, uma Embaixadaora da África do Sul afirmou que foram os Soldados Cubanos que lutaram pela liberdade contra os inimigos: « É o sangue dos heróis cubanos e não o dos nossos novos « amigos » que irriga a terra africana e a árvore da liberdade da Africa do Sul »

                 Lula desenvolveu regiões Norte e Nordeste, desenvolveu o país. Grandes obras em construção, diminuiu a miséria. DIMINUIU, sempre disse o governo e não como Jornalistas inimigos, omissos dizem: “os miseráveis foram para a nova classe média” de forma debochada.

  66. Estou curioso para saber o

    Estou curioso para saber o que Moro vai fazer com Marcelo Odebrech? Ela já disse que não vai delatar nada, que não tem nada a dizer. Então, o moro vai sentenciá-lo a 30 anos de cadeia. Será razoável pensar que um dos homens mais ricos do país vai se conformar em perder o resto de sua vida sem fazer nada? Logo ele que poderia contratar um exército para tirá-lo de qualquer prisão? E esses empresários todos, estão tão civilizados, que não maquinarão vinganças? 

  67. A grande orquestra chamada POVO BRASILEIRO.

    Este texto me parece muito com uma forma de articular a desinformação. Porque seu controle e forma de encadear os fatos mostram que se tudo for resolvido então Dilma e Lula irão cair naturalmente e assim você tenta evitar um exame completo e racional de qualquer cadeia de provas que fosse incriminá-los. Será que nesta altura dos acontecimentos devemos ficar nos preocupando em atacar adversários políticos com mentiras e enganos como um profissional na arte do engodo? Não falar do mal, não ver o mal e não ouvir o mal que Dilma e Lula fizeram ao Brasil e ao povo brasileiro vai ajudar a salvar o país da ruína? Tornar-se incrédulo e indignado com a conduta do Sr. Janot invocando autoridade sobre o assunto a base de xingamentos e ridicularização de oponentes distorcendo e amplificando boatos e trazendo a tona notícias antigas para criar distrações e silenciar os críticos vai ajudar o Brasil? Será que esta sua lógica de um “Brasil das Maravilhas” aonde Dilma e Lula tornam-se “mainha e painho” dos pobres se sustenta frente ao enriquecimento ilícito a tantas provas de corrupção e desvios do dinheiro público? Será que tudo não passa de mentira sobre a compra de Pasadena? Sobre o Porto de Mariel? Sobre os empréstimos faraônicos aos países de ideologias marxistas? Sobre as obras superfaturadas dos Elefantes Brancos dos Estádios de Futebol que só são frequentados por, como você dizem mesmo”? Coxinhas, ou seja, quem tem dinheiro suado para pagar pelos preços absurdos? Tudo desmorona a sua volta e você ainda acha que os culpados por tudo isso é a oposição? Que deve-se deixar tudo como esta para ver como fica? Que agora o Brasil deve se unir para salvar a “pátria” dos malfeitos do PT? Que nada deva ser investigado e que Dilma e Lula são figura “IMACULADAS” e “INTOCÁVEIS”? Seriam algo assim como “Nossa Senhora Mãe de Jesus e o próprio Jesus”. ME poupe, por favor. Meu caro, não dá mais para tapar o sol com a peneira. E tem mais, para sua informação quem está no comando de tudo chama-se Michel Temer, o Marechal do impeachment, que está nada mais do que canalizando o desejo de 93% dos brasileiros. Cunha é seu General da Guerra e toca a música que vocês do PT com ouvidos moucos não entendem ou se fingem de tolos para não dar o braço a torcer de que foram traídos pelo PMDB e estão na berlinda. A cada dia sabemos quem é o maestro música do impeachment, porque os demais citados no texto que são do PSDB não passam de músicos da grande orquestra chamada POVO BRASILEIRO.

  68. Estorvo do Processo

    Não houve desvio direto dos cofres da Petrobras, um diretor da empresa acusado disse em delação premiada que o dinheiro da propina vinha da margem de lucro das empreiteiras.

    A Petrobras usa um parâmetro para definir o ganhador de uma determinada obra, a saber: -10% ou +20% do valor calculado para a obra. Quem apresentar a melhor proposta dentro desse parâmetro ganha. 

    O que havia era um cartel que definia, de antemão, o ganhador. Somente uma empresa apresentava proposta dentro desse parâmetro, todas as outras iam abaixo ou acima.

    Não sei como o Luis Nassif descobriu que “um mero gerente (do PT?) acumular mais de US$ 100 milhões em dinheiro desviado”. Talvez ele queira agradar os muitos leitores dele que não são petistas.

  69. Que reconhecimento poderia

    É dia da Independência. Que reconhecimento poderia produzir melhor sensação de paz?

    Tendo em vista que a grande mídia do Brasil é corrupta, faço um apelo à imprensa internacional para se informar aqui no blog, para ver que nós não nos conformamos com esse sistema contaminado de justiça que quer apenas dominar o círculo político-eleitoral.

    Será que a PF, MP, STF, e o próprio Congresso Nacional que deveriam ser a casa do povo, não sabem que eles mesmos precisam se controlar?… e recusar a estada de domínio do dinheiro eletrônico de graça pelos bancos, porquanto decidiram atacar o motor da economia (a confiança) e cancelar a sensação de garantia da governança sobre as instituições públicas.

    Parece convites sensatos, pois ainda que Dilma tente ajudar a complementar o ajuste fiscal, Tombini,  Levy e o Barbosa não vão dar a ela a menor chance de redimir os cofres públicos. 

    O mercado não quer só dinheiro de todo o orçamento do governo, querem confusão entre os três poderes; para ressuscitar a velha guarda do PSDB, leal como foi em lua-de-mel com a famigerada economia na era FHC.

    Se essa conspiração chegar ao fim, os banqueiros  vão pegar o Aécio no colo, tirar o nome dele da lista da delação e leva-lo a fazer uma nova privataria  com a Petrobras e bancos estatais; e eles obterão a estrutura do preço justo.

  70. Estado Policial, há uma sanha punitiva de matiz ideológico.

    O estado policial fica livre para praticar arbitrariedades à margem do controle jurisdicional.

    Se permitimos o corrupto processo dois pesos e duas medidas (agride-se o PT que deu continuidade ao que já existia e abafa-se os podres da corrupção do psdb de Aécio, FHC e outros,que são a origem dos roubos), estamos fortalecendo não só o Estado policial, mas a barbárie social.

    ——————————————————————————————————-

    Habeas Corpus: estorvo ao estado policial*

    Arnaldo Malheiros Filho

     

    Um remédio processual só incomoda se acolhido. E só é acolhido se quem dele se vale tem razão.

    Quem se sente incomodado pelo habeas corpus na forma como ele é encarado desde Pedro Lessa? Certamente os que, por algum motivo, não gostam de vê-lo concedido.

    Na ditadura militar foi assim: proibiu-se, pura e simplesmente, o uso desse instrumento nos crimes contra a segurança nacional. Era, como diz o Ministro Marco Aurélio, “julgar pela capa dos autos”: bastava escrever na autuação que se tratava de crime contra a segurança nacional e o habeas corpus estava afastado. Com isso, o Estado policial ficava livre para praticar arbitrariedades à margem do controle jurisdicional.

    Hoje não temos mais a ditadura, mas o Estado policial é ameaça constante. Há uma sanha punitiva de matiz ideológico, há o despudor de dizer que garantias individuais são importantes na ditadura (exatamente onde elas não vigem), mas supérfluas num regime democrático, no qual a legitimidade eleitoral faz com que qualquer autoridade se proclame representante do povo e, com isso, acima da própria Constituição!

    E, para quem se deixa impregnar por essa mentalidade, o habeas corpus é, de fato, um estorvo insuportável. Daí as investidas para restringi-lo.

    Ora, o inciso LXVIII do art. 5º da Constituição diz textualmente: “Conceder-se-á habeas corpussempre que alguém sofrer ou se achar ameaçado de sofrer violência ou coação em sua liberdade de locomoção, por ilegalidade ou abuso de poder”. A palavra “sempre” significa exatamente isso: “sempre”. Ou seja, tantos forem os constrangimentos ilegais quantos serão osmandamusexpedidos.

    E por “abuso de poder”, nesse caso, entende-se uma série de atos ilegais de autoridades no curso da persecução penal, pois a potencial privação da liberdade é da essência do procedimento criminal. E, por isso, qualquer abuso de poder ou ilegalidade praticado no curso desse há de merecer combate por meio da garantia constitucional do habeas corpus.
    Assim, qualquer ilegalidade praticada na investigação criminal ou na ação penal significa, para o investigado ou acusado, “ameaça de sofrer violência ou coação em sua liberdade de locomoção”.

    É absurdo pretender violar a Constituição para limitar o direito de defesa, que a Carta exige ampla. Mais ainda para deturpar sua letra e querer proibir o habeas corpus para a ameaça à liberdade de locomoção, restringindo-o à consumada privação desse direito fundamental.

    Não faz muito, a Suprema Corte julgou caso em que se alegava não lhe ser lícito converter um pedido de habeas corpus preventivo em liberatório. A resposta foi muito clara: “O que foi dito[para fundamentar essa suposta impossibilidade] foi mais ou menos o seguinte: um cidadão bate às portas do Tribunal afirmando ‘tenho receio de ser preso’; quando o receio mostrar-se fundado, ele sendo efetivamente preso, o Tribunal haveria de dizer-lhe ‘seu pedido está prejudicado; agora o senhor não tem mais receio de nada, pois já está preso; vou mandar o seu caso para o arquivo e o senhor, querendo, comece sua via crucis outra vez, para dar tempo a seus algozes de infligir-lhe a ilegalidade que desejam’” (HC 95.009 – rel. Min. Eros Grau).

    A fala tresloucada de agora é um pouco diferente: o cidadão tem receio de que sua liberdade venha a ser cerceada, porque está sendo processado por juiz incompetente, ao arrepio do art. 5º, n. LIII, da Carta; ou porque sofre ação penal iniciada por denúncia inepta, à qual não se poderá correlacionar sentença válida; ou porque não há justa causa para a ação; ou porque lhe quebraram o sigilo bancário sem motivação suficiente, para obter prova contra ele; enfim, por qualquer motivo não relacionado imediatamente à prisão, mas que acena com sua possibilidade futura. O Judiciário deveria dizer: “não, meu caro, primeiro seja preso e depois venha reclamar…”

    Impossível não lembrar as palavras do Professor José Ignacio Botelho de Mesquita (citadas no mesmo acórdão acima invocado), de crítica ao que chama de “processo incivil”, onde “qualquer um pode ser privado de sua liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal, benefício que, após consumada a privação, lhe será integralmente concedido, para que se queixe à vontade”!

    A ameaça à liberdade de locomoção pode ser mediata, mas a resposta a ela deve ser pronta, célere. Toda ilegalidade nessa seara há de ser de logo rechaçada. A postergação da prestação jurisdicional, permitindo que a violência se consume, para depois cogitar-se de remediá-la, fere frontalmente a estrutura de nosso Estado de Direito.

    Há muitos habeas corpus nas Cortes? Decerto. Mas aqueles que foram impetrados sem razão ou fundamento são denegados, e habeas corpusdenegados a ninguém, salvo ao paciente, molestam. A aflição restritiva decorre dos concedidos, que o são porque o paciente tinha direito, e tinha direito porque houve autoridade que perpetrou ilegalidade ou abuso de poder.

    E, por maior que seja o número de pedidos, não pode o Estado alegar a própria torpeza, ou seja, porque ele não aparelha o Judiciário, porque ele não provê recursos materiais e humanos e porque ele abusa de seu poder, devem os cidadãos pagar com a restrição de uma garantia constitucional.

    Se tomarmos das mãos dos ameaçados essa via de socorro à legalidade, estaremos fortalecendo não só o Estado policial, mas a barbárie social.

    * Artigo extraído do Boletim IBCCRIM

     

    http://www.processocriminalpslf.com.br/site/?page_id=3828

  71. Desobedece o editorial, mas não perde a piada.

    . E diz que o Corinthians parece político do PSDB: sempre tem um juiz pra ajudar! (José Simão)

  72. A partir de hoje dou o carinhoso apelido ao Janot, JanoTUCANO

    Do “justiciário” eu só espero isso e mais nada, francamente, eu vi pessoas comemorarem algumas notícias sobre o “justiciário e as contas de campanha  do Aécio eu logo vi, cortina de fumaça para abrr precedentes e ir pra cima das contas da Dilma .

    MARX que me livre de algum dia precisar dos serviços do “justiciário”

  73. Estado policial da oposição e ditadura a caminho.

    Um elemento que nunca abandonará o franquismo é seu caráter de administrador de uma vitória militar. A ordem que Franco estabeleceu não podia ser concebido sem o Exército, a cujos oficiais atribuiu um papel relevante e cuja impronta se refletia no autoritarismo do regime. Aos militares confiaram-se-lhe numerosos governos civis e a responsabilidade da ordem pública. Todos os grevistas que se movessem em Espanha podiam ser acusados de rebelião militar e tribunais por tribunais formados por oficiais. Apesar desta militarización, Franco mal recorreu ao Exército para controlar a rua; bastou-lhe com a polícia armada e a Policia civil.

    http://www.resumosetrabalhos.com.br/franquismo_13.html

  74. A lei pode existir para ser instrumento de opressão…

    Reflexão – Lc 6, 6-11 (7 de Setembro de 2015)

    Duas perguntas podem ser feitas a partir do Evangelho de hoje: a primeira é sobre o motivo da existência da lei, e a segunda é sobre a nossa atitude em relação ao modo de agir das outras pessoas. No primeiro caso, a lei pode existir tanto para garantir direitos como para ser instrumento de opressão e de dominação. Os fariseus e os mestres da Lei fizerem da Lei de Deus não um meio para garantir o bem, mas um meio de estabelecerem relações de poder e dominação. No segundo caso, quando uma pessoa faz algo que nos surpreende, nós podemos condená-la e excluí-la porque não segue os padrões da normalidade ou podemos buscar os seus motivos, e talvez aprendamos novas formas de amar.

    http://liturgiadiaria.cnbb.org.br/app/user/user/UserView.php?ano=2015&mes=9&dia=7

  75. N]ap há como

    N]ap há como tergirversar….   Algumas atitudes de Janot demonstram que seu interesse pela Justiça é parcial, como sua atuação e consequentemente, seu caráter!  O medo da mídia, no caso de um procurador geral, é fraqueza imperdoável…… 

  76. Esse tucano ficou com medo de

    Esse tucano ficou com medo de Gilmar Mendes. Depois de ter rechaçado as investidas deste e ter levado vários safanões, resolve aderir ao golpe. E deixa Aécio Neves na mais santa paz.

  77. “Problema deles”.Problema de

    “Problema deles”.Problema de quase 2 milhões de filiados que morrerão se for preciso mas defenderão esse Partido.

    Não brinque com fogo!

  78. Somente o Poder Executivo avançou – Atualizado às 15:39

    Como sai para dar umas respiradas por ai, somente agora pude rever este comentário

    SOMENTE O PODER EXECUTIVO AVANÇOU

    Em termos de combate à corrupção e da independência da Justiça, somente o Executivo avançou. Quanto ao caráter seletivo destas Instituições tipo MPF, PF e Judiciário, nada mudou, aliás, até pioraram, pois hoje a trama, o golpe  e a trambicagem corre à luz do dia pq amparados na máfia midiática. Essa situação abjeta não tem que a ver com Lula e Dilma, sabemos disso, eles fizeram o que deveria ter sido feito, embora eu não concorde que, o universo de votantes para a indicação à lista triplice seja tão reduzida, se constituindo num pequeno univeso de iluminados que estão para mais para politburo tucano que se eterniza à frente da PGR, não sei pq tem assim, se da base do Conselho Nacional do MP fazem parte de pelo menos 17 mil procuradores/promotores, pq essa gente não vota, me expliquem por favor. 

    Quanto ao Engavetador Geral da República, Não há como sentir saudades do tempos de Geraldo Brindeiro, por outro lado aquele temo sombrio permanece e de forma bastante piorada, basta ver que a máfia midiático-penal joga para debaixo do tapete denúncias contra os tucanos, enquanto que a delação virou prova contrata, isso era imossível tempos atrás, no entanto a porteria da República da Delação foi aberta ainda no começo deste século com Roberto Jefferson, quando a mídia fez a festa ao constatar que, através da mentira de um bandido na iminência de levar 40 anos de prisão, conseguria jogar a cada dia um petista a leões famintos: é este o quadro.  

    Uma aberração do ponto de vista da democracia que o PGR tenha o poder de engavetar crimes ao seu bel prazer. = são vários os casos que comprovam isso:  o processo do “mensalão tucano” dorme em algum escaninho do Judiciário aguardando a prescrição das penas, desnecessário demonstrar o rosário de impunidades para os personagens da Casa Grande,…o Geraldo Brindeiro hoje atende pelo nome de Janot…Janot é o engavetador de hoje, ele engaveta toda e qualquer denúncia que tenha nome de tuccano, enfim, vivíssima a Era Gerlado Brindeiro…se bem que diria Marx: é a luta de classes, estúpido! Tivesse o PT se enquadrado nos ditames da Casa Grande, seus dirigentes não estariam passando por isso, hoje chegamos a um ponto em que se tornou senteça de morte ser tesoureiro do PT, e não adianta provar por A mais B que todos os partidos receberam doações de forma absolutamente iguais, não adianta o bandido no cadafalso abrir o bocão para salvar-se da tortura e de décadas de prisão que só valerá o que ele disser contra o PT, simples assim: é esta a República da Delação que os nobres procuradores do MP estão fundando com seus poderes imperiais, ou seja, essa prerrogativa que uma casta de nababos tem de engavetar denúncias contra PSDB e entregar diariamente carne (leia-se petistas) a leões famintos.

    • Fato.
      embora sejam

      Fato.

      embora sejam assalariados (com muito bons salários) não nos iludamos de que esses ocupantes de cargos de juízes e procuradores são oriundos da elite econômica, traduzindo: burguesia.

  79. Esse pau do Janot não acha o

    Esse pau do Janot não acha o Francisco de jeito nenhum, só bate mesmo, seletivamente e com vontade, no Chico (o PT e governo).

     

  80. Só frisando: quem foi mesmo
    Só frisando: quem foi mesmo que escolheu o procurador geral da República? Óbvio que se o Aécio tem culpa, tem que ser investigado. Mas se o procurador indicado pelo PT, reconduzido ao cargo pelo PT, acha que não há indícios para investigar, onde está o erro? Nele ou no PT?

    • O nome disso é

      O nome disso é “republicanismo infantil” do PT e desse governo mediocre.

      Sinceramente, merecem…tiveram a oportunidade de escolher quem quisesse para a PGR, mas não fizerem uso do que está escrito na CF.

      Portanto, não há de que reclamar. 

      • Se este País um dia quizer

        Se este País um dia quizer atingir um alto grau de civilidade, as instituições não deverão ser aparelhadas, acerta o governo ao indicar o mais votado pelos seus pares. Quem não deve não precisa temer, e se injustiça for cometida, quem deve estar alerta é o povo, verdadeiro detentor do poder em uma democracia.

  81. Particularmente acho que
    Particularmente acho que estamos assistido uma partida de futebol Corinthians e Palmeiras, onde o Juiz antecipadamente se declarou Palmeirense… Mesmo que ele tente ser imparcial e Justo difícilmente não será condenado pela sua atuação… É inadmissível vermos delegados federais atuarem em um processo com cunho tão político se declararem PSDebistas e continuarem a frente das investigações… É no mínimo anti-ético e pouco imparcial.

  82. Na boa!

    Amigos, na boa, não acredito em mais nada!

    Em 2018 Aécim, Geraldinho, Aluizio 300, Serra ( O tarja preta ) todos eles disputando cargos e com grande possibilidades de ganharem alguma coisa ( com a força do PIG ) não duvidem!!!!

    Pode levar anos para o PSDB ser investigado e muitos destes acima já estão mortos.

    Agora ( Namoradinha do Brasil ) quem tem medo sou eu!!!!!!!!!!   

  83. O “pau” do Janot

    E vamos avisando o Janot: “pau que bete em…. bate em Janot” . Ele está dando mole no PSDB. Ele só fala grosso com o pessoal ligado ao governo? Tome tento, Janot.

  84. NA MESMA FRASE???

    Lula.. na mesma frase comparativa a Ghandi, Mandela e Martin Luther King?? Não faz isso, Nassif.. não faz isso que você joga qualquer boa vontade com você… no lixo!!!!!! No lixo, como este senhor que você cita, fez com sua própria reputação, e com a ideologia que guiou MILHÕES a votar e acreditar nele, se envolvendo com tantas e tantas falcatruas.

  85. “estorvo do processo”

    O maior “estorvo” para o tucanato é justamente a reputação do Lula ser muito melhor do que a de qualquer tucano.Por mais bicudo que seja.

  86. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome