Homem que ameaçou Lula e STF tem prisão preventiva decretada

Investigado fica sem prazo determinado para ser solto por conta da divulgação de dois vídeos em suas redes sociais

Agência Brasil

O homem que divulgou vídeo com ameaças ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) teve sua prisão preventiva decretada pelo ministro Alexandre de Moraes nesta segunda-feira (01/08).

Desta forma, o investigado – chamado Ivan Rejane Fonte – ficará detido por tempo indeterminado. Na semana passada, ele também teve sua prisão preventiva decretada pela Polícia Federal.

“A prisão preventiva se trata, portanto, de medida razoável, adequada e proporcional para garantia da ordem pública com a cessação da prática criminosa reiterada, havendo, neste caso, fortes indícios de que o investigado integra associação criminosa”, disse Moraes em sua decisão, segundo o jornal Correio Braziliense.

Nos vídeos divulgados, Rejane diz aos ministros do Supremo para que “sumam do Brasil”, e que iria caçar uma série de ministros, chamando-os de “bandidos”.

Além disso, ele ainda chama o ex-presidente de “Lula Molusco” e diz que, caso fosse presidente, ele “estaria dentro da jaula” e que “não permitiria” que “um corrupto condenado e julgado em várias instâncias do jurídico brasileiro pudesse sequer concorrer às eleições”.

Leia Também

Moraes prorroga prisão de bolsonarista que ameaçou Lula e ministros do STF

Homem é preso em Belo Horizonte por ameaças a Lula e a ministros do STF

Eduardo Bolsonaro pode ser incluído em investigação sobre invasão ao Capitólio

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador