Lava Jato força delação contra Lulinha sobre caso já arquivado pelo próprio MPF

A teoria da turma de Deltan Dallagnol não poderia ser mais curiosa: como a Andrade Gutierrez é uma empreiteira íntima de Aécio Neves – a ponto de pagar propina nas obras da Cidade Administrativa – decidiu comprar o filho de Lula para ter acesso à cúpula do PT

Jornal GGN – A Folha de S. Paulo deste domingo (26) prova que os procuradores de Curitiba não pensam em dar sossego ao ex-presidente Lula e família tão cedo. O título da reportagem, “Lava Jato pressiona Andrade Gutierrez a delatar filho de Lula”, expõe a criação à fórceps de um escândalo sobre a Gamecorp. E a teoria da turma de Deltan Dallagnol não poderia ser mais curiosa: como a Andrade Gutierrez é uma empreiteira íntima de Aécio Neves – a ponto de pegar propina nas obras da Cidade Administrativa – decidiu comprar o filho de Lula para ter acesso à cúpula do PT.

Ainda mais curiosa é a informação que a Folha simplesmente esqueceu de publicar: os negócios da Gamecorp com o BNDES, Brasil Telecom e Telemar (antigo nome da Oi, onde a Andrade Gutierrez tem parte) foram vasculhados pelo Ministério Público Federal no Distrito Federal em 2005, e os procuradores concluiram, após anos de investigação, que não houve nenhum ato de corrupção entre as empresas que pudessem ter lesado os cofres públicos. O inquérito foi arquivado em 2010.

“A promoção de arquivamento elaborada pelo procurador da República Marcus Goulart, em novembro de 2010, deixa claro que ‘não foi possível obter qualquer prova que demonstre efetivamente que o investimento da Telemar na Gamecorp exerceu influência na posterior alteração da norma que veio a permitir a compra da Brasil Telecom’ e que ‘tampouco se obteve prova de que o investimento se deu em razão da presença do filho do presidente da República no quadro societário da Gamecorp'”, descreveu o MPF em 2012.

Segundo a reportagem da Folha, os procuradores de Curitiba estão fazendo um “recall” da delação da Andrade Gutierrez e avisaram aos envolvidos que “sem Gamecorp, Lulinha e teles, não tem acordo”.

Leia também:  Contestação de Aras coloca Lava-Jato em ponto crítico

Ao que tudo indica, Dallagnol e companhia pretendem montar uma tese sobre tráfico de influência. Eles querem explorar fatos relacionados ao investimento de R$ 82 milhões que a Oi investiu na Gamecorp. A reportagem diz que foram R$ 5,2 milhões em 2005 e mais pagamentos posteriores feitos por outras empresas ligadas à Oi, como a Oi Móvel e a Telemar Internet. Hoje, mais de 10 anos após os eventos “suspeitos”, a Oi tem dívidas de R$ 64 bilhões e está em recuperação judicial.

O problema é que o tráfico de influência que a imprensa ficou martelando à época, na verdade, também já foi investigado. “Referido inquérito foi arquivado em maio de 2012 pela Justiça Federal em São Paulo, por não haver provas que apontassem concretamente o recebimento ou promessa de vantagens a pretexto de influenciar a atuação de funcionário público”, explicou o MPF.

Além disso, a Procuradoria do DF destacou que “Telemar e a Gamecorp são instituições privadas, são livres para investir e participar em outras empresas.” A fusão da Brasil Telecom com a Oi também foi acompanhada pelo MPF.

Os procuradores do DF foram ainda mais longe. Disseram que não adiantaria sucumbir à pressão da mídia e forçar a barra por uma investigação sobre tráfico de influência anos após o acontecimento dos fatos, e por um motivo muito simples:

“Sem medidas de interceptação de comunicações telefônicas e de dados em tempo real, é quase impossível investigar esse tipo de ilegalidade, até porque não se espera que os investigados se dirijam à Polícia ou ao Ministério Público para confessar os fatos nem que registrem essas tratativas em documentos.”

O que os procuradores de Curitiba estão fazendo é justamente forçar os depoimentos, ignorando uma lição deixada pelos colegas de Brasília:

Leia também:  O FBI no núcleo da Lava Jato e a guerra híbrida, por Roberto Bueno

“Quando não há provas para embasar acusações nem meios legais e reais de obtê-las, é dever do MPF proceder ao arquivamento dos autos, para não favorecer nem perseguir essa ou aquela agremiação política”, foi o que disse o MPF em 2012, sobre o arquivamento do caso Gamecorp. [Leia a nota completa aqui]

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

21 comentários

  1. Se eles tivessem PROVAS não precisariam dessa perseguição

    Pra mim essa perseguição toda só prova que eles não tem absolutamente nada de relevante que incrimine Lula e por isso precisam apelar para toda forma de acusação na esperança de que o somatório delas convença a opinião pública da culpa de Lula.

    Lula deveria vir a público e expor essa estratégia: QUANTO MAIS ELES PERSEGUEM, MAIS FICA CLARO QUE NÃO TEM PROVA NENHUMA.

    O objetivo é criar manchete e instigar a opinião pública… porém o desgaste do material já ficou óbvio… 

    Criem um contador de Acusações contra Lula sem nenhuma prova!

    • Não entendi Rei. …”Lula

      Não entendi Rei. …”Lula deveria vir a público”…

      A não ser que vosmecê esteja a se referir ao público cativo da encantadora-de-jumento, rede bobo de trapaças. Mas ai os irmãos metralhas, digo, marinho, desligariam os refletores e…sem luz ninguém veria a cara do Lula na telinha.

      Se for o caso, peço vênia

      Orlando

  2. Sobre Lula e FHC
     

    Se eu fosse o Lula,  já teria pego minha família, saido do país e pedido asilo político há muito tempo, como fez FHC nos tempos da ditadura.

    Lula, diferentemente de FHC, também nos tempos da ditadura, não pediu asilo, não saiu do país com a família. Ficou e lutou.

    Ambos são brasileiros, ambos são políticos, ambos são apaixonados, um pelo poder, outro pelo bem estar do povo.

    Ambos tiveram o mesmo sucesso e as mesmas oportunidades, o que os diferencia é apenas a frieza de têmpera e a natureza do caráter.

    Para FHC – a retirada estratégica. Há tempo de ir e se recompor, há tempo de ficar e se dar bem. Lutar é para os idealistas apaixonados.

    Os inteligentes aproveitam as oportunidades.

    Para LULA, o fique e lute. O mundo é dos bravos, dos idealistas, dos heróis protetores do bem e da justiça.

    Quem tem razão, FHC ou Lula? Quem toma sopa quente pelas beiradas, como o FHC, ou quem queima a língua com a sopa quente mas não deixa o prato?

    O povo?

    Vive seu destino, indiferentemente,  sob a influência de ambos.

      

    • É exatamente isso que eles querem

      O sonho maior de Moro, do MP, do PSDB, da Globo, etc. é que Lula entre no jogo e fuja do país. Assim eles não precisariam fazer aquilo que até hoje não conseguiram: Provar o envolvimento direto de Lula com a corrupção. 

      Eles sabem que o dia que prenderem Lula, a notícia vai correr o mundo e todos vão se perguntar onde estão as provas. Ainda mais com casos de corrupção explícita de Aécio e Temer totalmente blindados. 

      Se Lula sair do país a narrativa de “fugiu por que tem culpa” vai cair como uma luva.

      Enquanto Lula ficar no Brasi Moro e a Globo vão ficar nessa sinuca de bico… tentando arrumar provas… tentando manipular a opinião pública… mas sem resultados definitivos. 

      Vale lembrar que a própria mídia já investiu no “fakenews” de que existia um plano de fuga para Lula.

      • Rei
         

        A narrativa “fugiu porque tem culpa” se aplica somente aos brasileiros tolos, manipulados pela mídia local. Fora do Brasil, justamente pela acirrada perseguição que sofre em seu país, Lula encontraria o maior apoio.

        Lula só não é “o cara” em “terra-brasilis”.

        Ah! sim, se Lula for preso, ninguém no mundo vai perguntar das provas contra ele. Isso será noticiado como a  justa condenação de um presidente corrupto, como alguns pasquins tendenciosos já o vem fazendo, da mesma forma que esses pasquins  atribuem a culpa de tudo o que se sucede no país à má administração da Dilma. A mídia faz a notícia e não tem nenhum compromisso com a verdade.

         

  3. Sinônimos

    Se for verdade (e tudo indica que é) trata-se de indecência, indignidade, baixeza, torpeza, descaramento, despudor, desonestidade, canalhice e mais um bocado de sinônimos a gosto de cada um. E o oposto é impossível. E a tendência é eles terem sucesso, como por exemplo nos casos  de Palloci, Delcídio, Léo Pinheiro, já que, contra Lula, não há necessidade de provas. Vale tudo. 

    • lulinha

      Ora, se o caso foi julgado inocente, por que tanto medo em ser trazido à tona novamente??? O medo dos petralhas comunistas é que a verdade verdadeira seja trazida à tona, agora, como verdade, não comprada como foi ao ser engavetada pelo STF, onde, sabemos, não tem nenhum santinho. O melhorzinho deles vende a mãe, mas não entrega.

      • Leitura


        Sugiro ler de novo, com  mais atenção, a notícia. Verá que a denúncia é de que procuradores estão tentando forçar o Sr. Andrade Gutierez a delatar um filho de Lula, condicionando o acordo de delação a isso. Não se trata nem um pouco de medo dos  já inocentados pelo MPF. Trata-se, se for verdade o que diz o jornal, da óbvia intenção de gerar notícia negativa contra Lula e família, ou acusá-los, como até agora nos outros casos, sem provas. Esses marajás não teriam outra coisa para fazer?

  4. Os procuradores não

    Os procuradores não encontraram provas, o que não quer dizer que essa história da Gamecorp não seja MUITO suspeita…

    • Só um imbecil

      Ou um  troll tucano enrustido aprovaria os gastos de milhares ou milhões de reais com uma tropa da PF mais procuradores para uma investigação que já foi executada por procuradores em dois estados, São Paulo e Distrito Federal e que deram como resultados ausência de provas e arquivamento. Ainda mais quando os escândalos do PSDB e PMDB brotam como cogumelos mas são ignorados solenemente ou escondidos em gavetas até o dia de São Nunca. Tinha mesmo de sair de uma múmia esta opinião de gerico.

  5. Dalagnol é realmente um

    Dalagnol é realmente um CANALHA. Aliás, como o são os demais trapaceiros e ignorantes concurseiros dependurados e infiltrados nos cofres e no Estado brasileiro.

    O que é muito grave. Estes canalhas estão engajados numa ação criminosa, comandado por agentes externos, aos quais, regular e ostensivamente cumprem prestar contas de suas tarefas criminosas no Brasil.

    Estes canalhas, provavelmente só serão punidos. quando o governo americano realizar uma das suas periódicas queima-de-arquivos.

    Lembro aos canalhas locais, do fim que tiveram agentes como: Sadan Houssem, Bin Ladem e do coronel Kadafi, dentre outros tantos. Por certo, o mesmo destino está reservado a sub-sátrapas e quinta-colunas como vocês.

    Orlando

  6. Que tal Dallagnol ?

    Que tal PARAR com essa perseguição insana e medíocre contra Lula e familiares e alugar aos mais necessitados, com aluguel modesto, os apartamentos que, sem pudor, você comprou no Minha Casa Minha Vida?  Vergonha!!! E nós pagamos os altos salários dessas criaturas cujo trabalho é perseguir alguns e proteger os seus.

  7. Casos podem ser reabertos se

    Casos podem ser reabertos se se encontra novas provas.

    É p´blico e notório o envolvimento da Andrade Gutierrez no pagamento de propinas a políticos a fim de se facilitar negócios com a Estatal Petrobrás.

    A Andrade Gutierrez também é uma das donas da Oi, que recebeu bilionários aportes de dinheiro do governo federal.

    Assim o correto é se rever todas as investigações referentes à atuação dessa empreiteira, em todos os negócios que manteve com o governo.

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome