Lava Jato manipula perícia do sistema Odebrecht, apresentando apenas 2 HDs

A informação de que o Ministério Público Federal (MPF) pediu, finalmente, a perícia no sistema Drousys da Odebrecht (que registrava todas as operação do Departamentyo de Operações Estruturadas) contém duas omissões:

Y 1. O pedido só foi feito depois que a CPI da JBS deu todas as informações relevantes sobre o sistema.

2. A perícia será feita em cima de dois HDs e um pen drive, que seriam os equipamentos enviados pela Justiça Suíça.

Só um completo jejuno em informática imaginaria que um sistema complexo como o Drousys, que registrou milhares de transações, movimento bilhões de dólares, caberia em dois HDs e um pen drive. O sistema completo tinha vários servidores. É impossível que o conteúdo coubesse em dois HDs e um pen drive.

No fundo, a Lava Jato sabe que caiu em uma esparrela.

Primeiro, obrigou os delatores da Odebrecht e delatar Lula. Era a condição essencial para a delação ser aceita.

Como delação tem que apresentar provas, e como não existiam as provas do que diziam, recorreram à falsificação dos extratos do Banco Meinl e do sistema de transações do Drousys.

O livro de Tacla Duran escancarou a armação que era canhestra: alguns dos extratos falsificados tinham as datas em português, revelando o uso de Excel para montar o extrato, . Em vez de considerar as novas provas, os bravos procuradores tratam, agora, de esconder o rinoceronte debaixo do tapete, e apregoar que o rabo que ficou de fora é do contracheque para Lula.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro promoveu reunião entre advogadas de Flávio, GSI e Abin no Planalto

18 comentários

  1. E em paises que nao sao de

    E em paises que nao sao de merda essa “operacao” ja estaria com um monte de procuradores e juizes presos ANOS atraz…

  2. Só a título de informação…
    Só a título de informação… é perfeitamente possível (e provável) que um sistema caiba “apenas” em dois HDs.

  3. Já que os dados estão em

    Já que os dados estão em banco na Suiça, bem que eles poderiam abrir as informações para o mundo todo.

     

  4. Lava Jato manipula perícia do sistema Odebrecht

    Não por acaso o assim chamado julgador não permitiu que a defesa de Lula participasse da “perícia”.

    Posteriormente Tacla Duran desmontou a farsa a jato com as afirmações que o arquivo base já estaria contaminado por alterações.

    Mais, mostrou as impropriedades de um “documento” que seria extraído  do tal Drousys, como já tinham feito os advogados de Lula.

    A idéia é apenas seguir o espetáculo circense para seguir comovendo os incautos e dar alguma base aos tribunais superiores para seguir com a farsa.

    Afinal vivemos em tempos excepcionais, como já afirmou um desembargador, e, assim, a Constituição deve ser “relativizada” para se adequar aos tempos presentes.

    Milhões elegem deputados e senadores, por pior que sejam, para que façam as leis e, depois, elas são “qualificadas” para os feitos que “vem ao caso”.

    E o CNJ e STF quietos. Cegos, surdos e mudos.

  5. Informar o tamanho do sistema

    Há HDs de até 4.000 GB e pendrive de 128 GB a venda na internet.

    Então, é bom dizer o tamanho do sistema p/ ter certeza d que não pode caber em 2 HDs

    • Estamos falando de tecnologia de 2013 no máximo.

      A lista da odeberecht está rodando por aí desde 2015. Achar que os servidores são novos não faz sentido. 4 tb é teconologia de 2014, estamos falando de Brasil e de um servidor de dados, não estamos falando de apenas um HD mesmo que fosse um de 12 TB como como os atuais ou um pen drive de 128GB em 2014. Estamos falando de servidores em Racks cada um com 40 sockets com cada socket segurando 8 hdds em Raid. Isso ai dá de terabites a petabites.

       

      8 Terabites é o que tenho no meu desktop aqui do trabalho. São 4 hdds de 2 TB. 

      Pode ter certeza que para somar miseros 12TB em Raid num Rack estavam usando muito mais que 8 HDDs.

  6. Eita país esculhambado! Os

    Eita país esculhambado! Os heróis de uma parte do povo brasileiro são esses mentirosos, ladrões e manipuladores da Lava Jato. 

    É a Liga da Injustiça em ação.

  7. O primeiro passo é analisar

    O primeiro passo é analisar os valores sintéticos. Os somatórios totais da lava jato batem com os enviados pela Suíça?

    Se sim, aí vem o trabalho pesado de analisar cada registro. 

    • Nao, nao batem.  E nao eh a

      Nao, nao batem.  E nao eh a primeira vez que a Suissa se fode “colaborando” com a justica do Brasil tampouco.

      • Aa proposito, Raphael, o

        Aa proposito, Raphael, o proprio Tacla Duran ja mostrou documentos que a LavaBunda falsificou.

  8. A Fraude Jato é um cadáver insepulto

    Há poucos dias Luís Nassif mostrou que o depoimentodo advogado Rodrigo Tacla Durán foi uma punhalada no fígado da ORCRIM Fraude a Jato, no que ele está com toda a razão.

    Atingido num dos órgãos vitais, esse mosnstrengo, essa ORCRIM institucional, se contorce, dando rabanadas, chifradas, coices, vomitando fogo, lama e esgoto, exalando das entranhas expostas fedor de carne podre, dejetos humanos e enxôfre.

  9. Os falsos heróis da lava jato
    As máscaras dos falsos heróis estão começando a cair,estão tentando de tudo pra desviar o foco calaram as midias,até dinheiro pra Petrobrás estão devolvendo mas a verdade vai aparecer o moro já negou pela terçeira vez seguida ouvir o tacla com alegação de que ele não tem nada a acrescentar mos como ele sabe se ainda não o interrogou? Isso tá cheirando rabo prezo

  10. … A Suíça pode ter enviado os HDs originaís, mas provavelmente eles possuem uma cópia, em sistema de informação, os dados, as informações em geral, não ficam armazenada em 1 ou 2 HDs, a informação é distribuida, os dados são replicados em vários servidores backup que empresas compartilham, um servidor da Suíça, para preservar dados, replicam esses dados em parceria com outras empresas de outros países, se um ataque a rede interna de uma dessas empresas corromper ou apagar os dados eles serão repostos através da rede.

     

         A tecnologia é de banco de dados distribuídos, um servidor tem um banco de dados que é chamado de master e poderá ter vários slaves, quando o banco de dados master tem uma informação nova, esse sistema atualiza os dados nos bancos de dados slaves, caso o banco de dados master sofrer uma pane, esse banco de dados é formatado, o sistema é restaurado e esse banco torna-se um slave, o slave torna-se master e a atualização dos dados são feitas ao banco de dados que novamente se tornará master. A maioria dos sistemas de dados tem a tecnologia MASTER-SLAVE. Se os dados dos HDs enviado pela Suíça foram fraudados, isso poderá se comprovar facilmente, o planeta é grande e muitos HDs com os slaves (ou espelho) desse sistema está com os dados originaís, caso o pessoal do MP não tenham entrado no sistema de dados em rede, pois isto fraudaria também os dados originaís, mas se o pessoal do MP só buscaram essas informações apenas no HD então os originaís estão em algum lugar, basta saber quaís empresas parceiras que mantinham os servidores na Suíça, essas empresas parceiras tem os dados originaís.

       Para saber mais, basta conversar com um técnico por exemplo, do SERPRO, serpro cuida dos dados da previdência social, alguém já imaginou como é manter os dados da previdência ? É uma loucura !

  11. CRIAR DIFICULDADES PARA

    CRIAR DIFICULDADES PARA VENDER FACILIDADES

    1. ALBERTO VANUCCI, Prof.de Ciência Política na Universidade de Pisa, It, orientador de cursos de Pós Graduação em análise e prevenção do crime organizado e da corrupção, estudioso, especialista e autor de inúmeros livros e estudos em organização criminosa e corrupção como, por exemplo, Corruzione politica e amministrazione pubblica (1995), Il mercato della corruzione (1997), Un paese anormale (1999), Corrupt Exchanges (1999), Mãos Limpas (2007), The hidden order of corruptios (2012) entre outros diz – ao apontar os fracassosr da operação Mãos Limpas na Itália – modelo da Lava Jato – que:

    “pior [de tudo], na Itália, agora, os políticos corruptos, servidores públicos e empresários aprenderam a lição da Mãos Limpas e não estão cometendo os mesmos erros daqueles que foram presos. 

    Nos últimos anos, eles desenvolveram técnicas mais sofisticadas para praticar corrupção com mais chances de ficarem impunes, como dissimular pagamentos de propinas, ou multiplicar conflitos de interesses”

    BBC

    2. VITO LO MONACO presidente do CENTRO STUDI PIO LA TORRE, Instituto Italiano responsável pelo Projeto Educativo Antimáfia, diz que “A máfia é forte porque se infiltra no Estado”.

    3. “GORJETA” MILIONÁRIA PARA O MP NOS ACORDOS DE DELAÇÃO

    https://www.brasil247.com/pt/247/rs247/330492/Pimenta-denuncia-%E2%80%9Cgorjeta%E2%80%9D-milion%C3%A1ria-para-o-MP-nos-acordos-de-dela%C3%A7%C3%A3o.htm

    4. Corrupção no Exército? Procuradoria denuncia esquema de militares

    https://www.cartacapital.com.br/politica/corrupcao-nas-forcas-armadas-procuradoria-denuncia-esquema-com-militares/

    5. Cercado de corruptos Moro pede ajuda para combater – ele diz – a corrupção

    https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/331063/Damous-como-%C3%A9-que-Moro-se-mistura-com-gente-que-ele-diz-combater.htm

    6. Amigo de Moro que teria pedido propina em troca de delação será convocado por CPMI

    https://jornalggn.com.br/noticia/amigo-de-moro-que-teria-pedido-propina-em-troca-de-delacao-sera-convocado-por-cpmi

    7. MATÉRIAS SOBRE DELAÇÕES-GGN E DCM (pequeno resumo)

    Caso 1:

    LUIZ AUGUSTO FRANÇA, MARCO BILINSKI e VINICIUS BORIN peixes graúdos no mundo dos doleiros e das empresas offshore – pioneiros no mercado com os Paraísos Fiscais e com dinheiro não declarado (lavagem de $$ sujo e ilícito) – e operadores da Odebrecht.

    Celebraram – na Lava Jato – Acordo de Delação Premiada com o MPF de Curitiba e depois homologado (aprovado) por Sérgio Moro com as seguintes (e incompreensívies) benesses:

    Penas de 8 anos em Regime Aberto diferenciado por um (1) ano e a Suspensão Condicional da Pena sem condições e Multa de apenas 3,4 milhões quando teriam recebido 326 milhões.

    As penas propostas para os três foram:

    1.          Condenação à pena unificada máxima de 8 anos de reclusão e suspensão dos demais feitos criminais.

    2.         Um ano em Regime Aberto diferenciado, com a única obrigação de recolhimento domiciliar noturno nos dias úteis   (das 20 às 6 horas) e integral nos feriados e fins de semana, sem tornozeleira.

    3.         Seis meses em regime aberto com recolhimento integral apenas nos finais de semana e feriado, sem tornozeleira.

    4.         De 3 a 6 meses de pena restritiva de direitos: 6 horas semanais de prestação de serviços à comunidade.

    5.         Depois disso, suspensão condicional da pena, sem quaisquer condições restritivas pelo período restante

    6.         Ficou acertada, ainda, a possibilidade de 6 viagens nacionais ou internacionais a trabalho, durante o cumprimento da pena prevista, com prévia autorização judicial pelo período máximo de 7 dias

    7.         E uma multa de apenas US$ 1 milhão, que será paga apenas após a repatriação de valores do exterior.

    Para saber quanto dinheiro eles ganharam, a conta é simples. Recebiam 4% sobre as operações da Odebrecht feitas através do banco. Dois valores aparecem relacionados às operações do Meinl Bank relacionadas  à Odebrecht — ora 1,6 bilhão, ora 2,6 bilhões. De dólares.

    Considerando que o número correto seja 1,6 bilhão de dólares, a comissão do grupo foi de cerca de 64 milhões de dólares. Além disso, o banco recebia mais 2% pela movimentação oficial do dinheiro, o que representaria mais 32 milhões.

    No total, estima-se que os três, mais Olívio Rodrigues, o quarto sócio — além dos dois sócios ocultos — receberam 96 milhões de dólares de comissão, o que corresponde a 326 milhões de reais.

    Mas a Lava Jato só cobrou dos três a multa de R$ 3,4 milhões de reais e fichou ridícula pela corporal em Regime Aberto diferenciado (leiam acima )

    ***

    Caso 2: DARIO MESSER

    DARIO MESSER esquecido pela Lava Jato, da mesma forma como foi esquecido no caso Banestado, cujo juiz do processo foi Sérgio Moro.

    É bastante estranho que MESSER apontado como o maior doleiro do Brasil e que esteve por trás das maiores operações realizadas pelo grupo – de França, Bilinski e Borin – foi omitido da Delação acordada e homologada.

    Estranho, ainda, pois MESSER é antigo conhecido do juiz SERGIO MORO, apareceu no escândalo do Banestado como grande operador e, também, dali se safou. SÉRGIO MORO foi o juiz do caso Banestado. E MESSER de lá se saiu livre, sem arranhões.

    Banestado: 134 bilhões de dólares levados ao exterior (evasão de divisas, sonegação e impostos, remessa ilegal de divisas). Atingia a nata do PSDB e do PMDB na época do governo de FHC. Moro condenou 26 “laranjas”(pessoas comuns usadas para desviar $$$. Nenhum nome importante foi condenado como políticos; empresários de empreiteiras envolvidas (Odebrecht, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, OAS, Camargo Correia), de mídia (Globo, Abril, RBS, RTB-Sílvio Santos, Correio Braziliense) e outros grandes figurões. Delator doleiro: o de sempre, Youssef. Delações, 30. Processos desmembrados, arquivados, crimes prescritos, 26 condenações sem importância e  ainda poucos paralizados nos Tribunais. Valor em reais 436 bilhões hoje. A acrescer ainda o juros e correção das moedas (fatos apurados entre 1966 a 2002 durante os governos do PSDB, PMDB, PTB, PFL).

    http://www.robertorequiao.com.br/discurso-do-senador-requiao-sobre-o-caso-banestado/

    https://www.cartacapital.com.br/revista/874/a-semente-dos-escandalos-9478.html

    ***

    Caso 3: TECLA DURÁN

    CARLOS ZUCOLOTTO sócio de escritório da esposa de Sérgio Moro, amigo próximo e padrinho de casamento do casal teria pedido 5 milhões de reais por fora para conseguir acerto mitigado em delação na Lava Jato.

    DURÁN junta – na CPMI – documentos comprovando a oferta e diversos outros documentos que revelam os subterrâneos da Lava Jato:

    30/11/2017

    Documentos em delação de executivos da Odebrecht foram adulterados, diz Duran

    http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2017/11/documentos-em-delacao-de-executivos-da-odebrecht-foram-adulterados-diz-tacla-duran

    01/12/2017

    Advogado [padrinho, advogado e] amigo de Sergio Moro será convidado a explicar R$ 5 milhões ‘por fora’

    http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2017/12/advogado-amigo-sergio-moro-deve-explicar-5-milhoes-por-fora

    30/11/2017

    Para deputados Durán revela subterrâneos da Lava Jato

    http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2017/11/para-deputados-depoimento-de-tacla-duran-revela-sombras-e-subterraneo-da-lava-jato

    Caso 4: CLÁUDIA CRUZ

    A jornalista Cláudia Cruz, esposa do deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, foi absolvida hoje (25) pelo juiz Sérgio Moro da acusação da prática dos crimes de lavagem de dinheiro e de evasão de divisas no processo que investiga o pagamento de propina oriunda do superfaturamento do contrato entre a Petrobras e a Compagnie Beninoise des Hydrocarbures Sarl para exploração de petróleo no Campo de Benin, na África.

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2017-05/lava-jato-sergio-moro-absolve-esposa-de-eduardo-cunha-por-falta-de-provas

    Mesmo apontando gastos elevados de Cláudia Cunha como por exemplo 23 mil dólares em um hotel em Miami e 7.700 dólares na boutique Chanel em Paris, Moro a absolveu…

    https://brasil.elpais.com/brasil/2017/05/25/politica/1495744886_256344.html

    Compare com o tratamento dado à Marisa, esposa do Lula…

    ***

    AL CAPONE:

    “Mensagens aos pais

     

                Hoje em dia as pessoas já não respeitam nada. Antes, colocávamos num pedestal a virtude, a honra, a verdade e a lei… A corrupção campeia na vida americana de nossos dias. Onde não se obedece outra lei, a corrupção é a única lei. A corrupção está minando este país. A virtude, a honra e a lei se evaporaram de nossas vidas.”

    (Declarações de Al Capone ao jornalista Cornelius Vanderbilt Jr. Entrevista publicada na revista Liberty em 17 de outubro de 1931, dias antes de Al Capone ir para a prisão).

    Galeano, Eduardo. De Pernas pro ar. A escola do mundo ao avesso. Porto Alegre, RS: L&PM Editores, 2015, p.1

    ***

    8. Advogados são condenados por envolvimento com organização criminosa

    Conjur: 03/12/2017

    https://www.conjur.com.br/2017-dez-03/advogados-sao-condenados-envolvimento-faccao-criminosa

    9.INFILTRAÇÃO DO PCC NO JUDICIÁRIO DE SÃO PAULO É INVESTIGADA

    https://tvuol.uol.com.br/video/mp-investiga-infiltracao-do-pcc-no-judiciario-paulista-0402cc993172e0a95326

    10. DESEMBARGADOR (MINAS GERAIS) QUE VENDE LIMINARES A FAVOR DE TRAFICANTES 

    ‪https://www.youtube.com/watch?v=axpy0ipOt9s

    11. MINISTRO DA JUSTIÇA afirma que a escolha para o Comando da Polícia Militar no Estado DO RIO DE JANEIRO é fruto de um acordo entre políticos, deputados estaduais e o crime organizado…

    http://justificando.cartacapital.com.br/2017/11/06/nao-ha-novidade-na-fala-do-ministro-da-justica-sobre-relacao-entre-policia-e-crime-organizado/

     

     

     

     

     

     

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome