O estrago que a Procuradoria de coalizão causou no MPF

Suponha que a presidente da República se aliasse à BBB – bancada da Bala, Bíblia e Boi. Haveria barganha por votos, cargos, mas em nenhum momento a bancada ousaria falar em nome da Presidente.

A diferença entre o presidencialismo de coalizão da Presidência e da Procuradoria Geral da República, é que os BBBs do Ministério Público falam em nome do MPF.

Explico.

Pela Constituição, o Procurador Geral tem que ser escolhido pelo Presidente da República. A visão corporativa e sindicalista do PT fez com que, nos governos Lula e Dilma, o mais votado pela categoria automaticamente fosse o escolhido. Assim, o PGR passou a dever satisfações não ao Presidente da República – assumindo parte das responsabilidade do Estado -, mas à sua própria corporação.

Mais que isso, deixou-se conduzir pela corporação. Para ganhar o voto do eleitor, o PGR tem que fechar os olhos a todas as bobagens cometidas por qualquer tolo, no uso de suas atribuições constitucionais. 

Pouco importa se essas bobagens afetam a Ministério Público como um todo, e acabam tendo mais peso na formação da imagem pública do MPF do que toda as lutas meritórias em defesa dos direitos humanos, das minorias.

Tome o caso da Recomendação no. 75, de 4 de abril de 2016, três dias atrás, da Procuradoria da República em Goiás.

Primeiro, bate o pau na mesa, com a introdução lembrando a legitimidade da atuação do MPF, mencionando itens da Constituição elaborados sob a égide da redemocratização.

“O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, por intermédio dos Procuradores da República que esta subscrevem, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, expede recomendação ao UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS, nos termos seguintes”.

Prossegue:

“Forte nisso, o Ministério Público Federal está, constitucional e legalmente, investido das atribuições para agir em prol dos interesses público e social postos neste instrumento, conforme se verá”.

Depois de mostrar quem manda, discorre sobre os “princípios da publicidade, legalidade, impessoalidade, moralidade e eficiência”, que devem pautar o Estado em todas as suas atividades.

Em seguida fala da corrupção no país, dividindo as manifestações em dois grupos.

No grupo dos homens bons,  os que protestam 

“contra governos, políticos e partidos, especialmente a Presidente da República e seu grupo partidário, sendo certo que, após os escândalos de corrupção e de desvio de dinheiro público praticados no âmbito da Petrobras, desnudados pela chamada “Operação Lava Jato”, essa onda de protestos engrossou substancialmente, culminando com a deflagração de processo de impeachment, ora em curso na Câmara dos Deputados, pelo qual se pretende a cassação do atual mandato presidencial”.

No grupo dos homens maus, 

“tem sido corriqueira a realização de eventos, protestos, manifestações etc., contra o impeachment da Presidente da República, no âmbito de repartições públicas, inclusive, frise-se, no Palácio do Planalto, o que, lamentavelmente, desvela o nefasto patrimonialismo que ainda vicia o Estado brasileiro , ou seja, a coisa pública tratada como propriedade pessoal do governante, da sua família ou do seu grupo partidário”.

E aí decide – do alto de seu imenso poder – recomendar a proibição de manifestações no campus da Universidade. 

A questão da liberdade de expressão é resolvida em uma penada só:

“Desta feita, no plano do direito brasileiro, a liberdade de expressão encontra limites, expressos e implícitos, não sendo, pois, assim como qualquer direito, considerado valor absoluto, imune a controle.

Vivemos, pois, num Estado Democrático de Direito, no qual o os vários direitos devem ser harmônicos entre si e em relação ao sistema jurídico. Nessa perspectiva, para que essa harmonia seja assegurada, o direito fundamental à liberdade de expressão deve conformar-se a outras normas jurídicas”.

O novo MPF

Assinam essa bobagem perigosa os procuradores Ailton Benedito de Souza e Cláudio Drewes José de Siqueira.

Ailton é o procurador exibicionista que expôs o MPF ao ridículo internacional (http://migre.me/tsoiM), ao agir contra decisão do governo venezuelano de convocar 26 jovens do Brasil para compor uma tal Brigadas Populares de Comunicação. Emprenhou pelo ouvido denúncias de sites de ultradireita, intimou o Itamaraty a agir. E o tal de Brasil é o nome de uma vila em Caracas, Venezuela.

Cláudio Drewes José de Siqueira é o procurador que tentou proibir campanha publicitária sobre as Olimpíadas, porque “a campanha se presta a desinformar os brasileiros sobre a “verdade” e estimular no “inconsciente coletivo” um sentimento favorável à Olimpíada e à presidente Dilma Rousseff (http://migre.me/tsoq4)”.

Não adianta os procuradores sérios ressalvarem que são apenas dois tolos exibicionistas. O problema não são eles, mas a incapacidade do Ministério Público de se defender dessas imensas tolices.

Cada vez mais o Ministério Público Federal vai perdendo a cara de Sepúlveda Pertence, Cláudio Fontelles, Eugênio Aragão, Ela Wiecko, Deborah Duprat, Aurélio Rios, dos Aras, dos bravos procuradores que defendem direitos humanos, para ganhar as feições caricatas e perigosas dos Aitons e Drewes. 

Afinal, como é uma instituição democrática, cada voto é um voto. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Carlos e Eduardo Bolsonaro foram intimados sobre atos antidemocráticos, diz jornal

114 comentários

    • Segue nada. O arrozoado

      Segue nada. O arrozoado desses dois malucos não tem validade alguma. Desde quando procurador tem autoridade para proibir protesto? Pelo contrário, agora é que os protestos vão ficar ainda mais fortes. Acho até bom a direitona fascista contar com gente como essa nas suas fileiras. Desmoraliza ainda mais o mpf, já tão maculado pelos janot da vida, blindador oficial dos tucanos.  Quem sabe essas sandices do mp ajudam muita gente boa a se livrar do feitiço e compreender de uma vez que estamos sob o domínio do fascimos. Mas venceremos. Não tenho dúvida. 

    • Protesta, grita  aos quatro

      Protesta, grita  aos quatro cantos do mundo! Alô alô Brigada Herzog!

      Se na Universidade não se pode ter livre expressão de idéias, então o que é educação?

  1. O atual MP

    Isto foi muito bem explicado pelo Ministro sa Justica Aragão na entrevista que ele deu ao jornalista Nassif na TV Brasil. O crescimento do MP, o alargamento de suas funções, os altos salários atraíram para o MP a classe média alta, que em épocas passadas jamais se interessariam em ser funcionários públicos e preferiam optar pela carreira privada.Com eles vieram certas concepções da própria classe social que pertencem, sendo difícil desvincular a figura do procurador da figura do cidadão.

    • Um controle externo efetivo

      Um controle externo efetivo do judiciario e do mp, não essa falacia que é o tal cnj, faria muito bem em refrear esses arroubos ridiculos, quem saisse da linha rua, simples.

  2. Estão se achando!

    Esses caras estão se achando! Agem politicamente desavergonhadamente e será que acham que ninguém está percebendo? Eles já não se acham semi-deuses, mas sim os próprios deuses. Credo, vão de retro Satanás autoritários.

  3. Mais um ridículo

    Estes dois patetas, junto com o MPF, vão passar por mais um ridículo. Na Universidade Federal de Goiás, como em todas as outras Universidades Federais, vão continuar acontecendo manifestações. O que estes tolos farão?

  4. A emenda 37

    Esse pessoal pegou carona nas manifestações de 2013 e enfiou placas de “abaixo a emenda 37”, que apareciam em todas as imagens.

    Quem segurava essas placas, quase sempre, nem sabia do que se tratava.

    Era a emenda que tirava do MP o poder de investigação e consagrava o princípio de que quem investiga é a polícia, quem denuncia é o MP e quem julga é o Judiciário. Ou seja, o órgão que investiga não pode ser o mesmo que denuncia.

    Mas a campanha foi levada pelo efeito manada. A Emenda 37 foi tratada como “emenda da impunidade” e misturada com a tal “lei da mordaça” – e o MP venceu. O Congresso, com medo, rejeitou a emenda. E aí está o resultado.

    • até eu caí nessa bobagem

      Até eu achava que a emenda 37 era coisa séria, hoje vejo que fomos todos enganados.

      O ovo da serpente estava sendo chocado!

  5. Caro Nassif
    Foi que achei na

    Caro Nassif

    Foi que achei na entrevista com a Aragão.

    Vamos dar nomes aos bois,

    Sem isso, fica esse chove não molha, enquanto a direita, nomeia, ameaça e vai em cima.

    Se fossem manifestações pró golpe, Cunha e  demais ratos, apoiariam.

    Saudações

     

     

  6. Corrigindo, Nassif

    A Constituição não diz que o Procurador-Geral da República tem que ser nomeado dentre os três mais votados: o art. 128, § 1°, diz que ele será nomeado dentre os membros da carreira com mais de 35 anos e aprovados pelo Senado Federal.

    Foi o Lula quem inaugurou essa bobagem de nomear o membro dentre uma lista tríplice organizada pela ANPR – Associação Nacional dos Procuradores da República, e a Dilma deu seguimento. O republicanismo que afundou o PT. FHC nomeou seu engavetador, Geraldo Brindeiro, e o reconduziu três vezes. Nada foi investigado, tudo foi engavetado e os membros do Ministério Público nunca reclamaram…

    • Correção ultra-necessária

      Perfeita a correção. Mais de uma vez Nassif já cometeu esse erro de achar que é dispositivo constitucional a escolha do presidente da República ter de recair na listinha elaborada por essa corporação. Vamos ao texto constitucional:

       

      “Art. 128. O Ministério Público abrange:

      I – o Ministério Público da União, que compreende:

      a) o Ministério Público Federal;

      b) o Ministério Público do Trabalho;

      c) o Ministério Público Militar;

      d) o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios;

      II – os Ministérios Públicos dos Estados.

      § 1º O Ministério Público da União tem por chefe o Procurador-Geral da República, nomeado pelo Presidente da República dentre integrantes da carreira, maiores de trinta e cinco anos, após a aprovação de seu nome pela maioria absoluta dos membros do Senado Federal, para mandato de dois anos, permitida a recondução.”

       

      Esse é o texto da Constituição Federal. Ficar repetindo essa ladainha de lista tríplice é fortalecer justamente esse espírito corporativo e antirrepublicano hoje hegemônico no MP.

  7. Já era para o MPF; pra PF

    Já era para o MPF; pra PF também. Baixada a poeira destes tempos meganhas, nunca mais vão ter o nível de poder e autonomia que tem hoje: A linha entre liberdade e libertinagem foi pro espaço faz tempo! Nenhum presidente ou governador no futuro vai dar moleza para esses caras.

    • …mas eles não estão fazendo
      …mas eles não estão fazendo tudo isso para terem presidente, o objetivo é fundar um país com uma nova constituição na qual constará muito mais poderes para o MP. É golpe e ninguém dá golpe para ser presidido. O MP está no golpe.

      • Tenho a impressão que o chefe

        Tenho a impressão que o chefe do golpe é o Janot. Pelo menos, o acúmulo de indícios assim indicam.

         

  8. Minha vingança será ver o

    Minha vingança será ver o próximo governo de Direita providenciar logo uma “CPI do MP” e assim reduzir os procuradoreszinhos ao seu devido lugar…

  9. Não, não. O erro não é dos

    Não, não. O erro não é dos governos petistas. .

    O defeito esta nestes procuradores que não respeitam o Estado brasileiro e sua Constituição. Que fazem militancia política e atuam contra o país em fóruns internacionais como Janot. É questão de moral, de ética, de caráter. De respeito ao cargo que ocupam e à instituição Justiça. E não é o governo petista que tem que impor isso a eles. Claudio Fontelles foi indicado procurador nas mesmas condições e teve a atuação esperada de um alto mandatário da Justiça. 

    A questão se resume a falta de caráter (e eu desconfio que tem muito mais coisa por trás disso). Ou queremos de volta um Geraldo engavetador Brindeiro na PGR?

    • Quando a Constituição

      Quando a Constituição atribuiu ao Presidente a indicação por sua livre escolha do Procurador Geral da Republica, não se trata de uma cortesia ao Presidente mas sim de uma OBRIGAÇÃO que se deu ao Chefe de Estado justamente para se contrapor ao poder da corporação, Lula nunca poderia abdicar dessa obrigação de indicar o Procurador Geral, mecanismo para reequilibrar o poder dentro do MPF através do poder da Presidencia. Errou muito e está pagando caro o preço do erro.

      O Procurador Geral escolhido por seus pares só deve satisfações à corporação e ai está o resultado.

       

    • Seu argumento é o

      Seu argumento é o seguinte…

      // Se o cidadão é assaltado o problema não é falta de policiamento, mas haver seres humanos que possuem tendência a cometer crimes. //

       

  10. Dois babacas

    Nem os milicos da ditadura impediram os estudantes de protestar nas universidades.

    E olha que o castigo podia ser um pau de arara no DOI-CODI.

    Se os alunos protestarem, o que esses dois babacas vão fazer?

     

    Esse MPF virou esculhambação!

    Fazem qualquer coisa por alguns  minutos na tela da Globo.

     

    MPF não tem RECALL?

     

     

  11. Nassif
    Descontrole

    Nassif

    Descontrole institucional explícito. O Brasil (o país, não a vila em caracas;)) vive um clima de insegurança institucional enorme. Quase uma anarquia. Praticamente já vivemos em uma ditadura.

    Penso que a questão já não reside em evitarmos um golpe, mas em revertermos um golpe.

    O tal golpe em câmara lenta. Senão vejamos: O MPF agora proibe atos me Universidades, a explosão fascista nas ruas, PM na sede da Gaviões da Fiel no dia seguinte a sua participação na manifestação anti golpe, condução coercitiva do Breno Altman, querem a prisão do Boulos do MTST porque ele fez comício. ‘Entre otras cositas mas’, abusos das instituições contra a população, a repressão já existe. 

    Não existe solução fora da derrota do golpe. Eles precisam ser derrotados a todo o custo. Não pode haver pactuação com essa linha de ação política truculenta e golpista, porque senão, se eles conseguem interromper o mandato, será uma vitória que chancelaria, autorizando, esse tipo de político e linha de ação, que paraliza o pais, sabotando-o, de gritaria, trincheiras de guerra, golpe. Para além de não permitir o aparecimento de novas caras nos partidos de oposição, mais moderadas e responsáveis. 

    A única alternativa viável tem que ser a derrota completa do golpe ou então, com qualquer ganho que eles tenham, passará a ser o paradigma de como fazer política no país.

     

    • “Descontrole institucional

      “Descontrole institucional explícito. O Brasil (o país, não a vila em caracas;)) vive um clima de insegurança institucional enorme. Quase uma anarquia. Praticamente já vivemos em uma ditadura”:

      Rodrigo Janot, e Rodrigo Janot somente, eh o culpado.

      • Ninguém fez ainda o meme

        do Janó farinhando com AhÉSim no dia da sua recondução ao segundo mandato e aprovação no Senado?

        “no nosso estado, não é sen Aetico…” – superduper íntimos!

        ah, o Brasil!

        8O===

  12. Excesso de poder
    Chegou-se a isso.
    O MP governando e ditando normas de condutas pra todo gosto. E sem nenhuma cobrança pela gestão. O resultado das extravagâncias continua recaindo sobre os gestores – governos, prefeituras, secretárias, departamentos etc.
    Daqui a pouco vão nomear ministros, secretários, assessores.
    Ninguém desconhece a importância do MP, mas a coisa está fingindo do razoável

  13. A síntese disso é o tal do

    A síntese disso é o tal do Douglas Kiechner, segundo O Globo, “o procurador que investiga Lula” o psicopata que agredia e mantinha a esposa em cárcere priva!!

  14. O que está acontecendo com o Brasil? Não é só o Ministério Públi

    O que está acontecendo com o Brasil? Não é só o Ministério Público que enlouqueceu. A OAB aceitando os grampos ilegais de advogados por juízes, promotores e delegados na lava jato, além de auxiliar no golpe de estado em curso. Um juiz de primeira instância grampeando a Presidente da República e vazando para mídia como se fosse a coisa mais normal do mundo.

     Médicos retalhando criança de um ano por não concordar com as posições políticas da mãe e tendo total apoio do presidente do CRM. Sessão do descarrego da advogada do impeachment em pleno Largo do São Francisco.

    Não dá nem para elencar as barbaridades que estão acontecendo no país nesses últimos tempos. A cada dia nós somos surpreendidos com uma notícia mais bizarra que a outra.

  15. Será que ainda existem

    Será que ainda existem reitores nas universidades brasileiras? Creio que não. Exceto Roberto Leher (UFRJ) e Soraya Smaili (UNIFESP). Os demais ficarão calados, incluindo o da UFG. Assim como o Ministro da Educação. Quem é ele mesmo? 

    Quanto ao MPF, Lula e Dilma erraram ao reconduzir Antônio Fernandes, Gurgel e Janot. Já se sabia o que seriam. Mais grave, é não conseguir construir uma hegemonia, não atrair aliados, em uma organização fundamental como o MPF. Nos estados, nenhum governador tem problema com o seu MPE. A política é feita. A situação do MP não tem raízes só nos dispositivos constitucionais que garantem certa autonomia. Essa situação atual surge, mais forte, após a reforma administrativa de Bresser, que quebra a isonomia entre os servidores públicos públicos federais , permitindo que setores mais fortes da burocracia pública (parte forte do judiciário, MP, legislativo, AGU, PF) possam ter acesso a situações de ganhos e vantagens que poucos trabalhadores públicos têm. E ficou completa com a autonomia financeira que lhes foi dada (MP, Judiciário, Legislativo) após a Lei de Responsabilidade Fiscal. No caso do MPF, permitiu que se configurasse como um verdadeiro poder na República, um quarto poder, externo à clássica divisão montesquiana de poder. Lula finalizou o processo ao reconduzir Antônio Fernando de Souza.  E aí estamos. 

  16. Fora de tópico importante

    Hoje à tarde, dois Sem-Terra foram assassinados e muitos feridos pela PM no interior do Paraná. Segundo o MST, foram emboscados pela Rotam e jagunços da empresa Araupel. Segundo a PM e a Globo, a Rotam estava no local verificando foco de incêndio (!) e foram emboscados pelos sem-terra. Quem acredita nisso?

    http://www.mst.org.br/2016/04/07/sem-terra-sao-assassinados-no-parana.html

    http://g1.globo.com/pr/oeste-sudoeste/noticia/2016/04/confronto-entre-mst-e-policia-deixa-mortos-e-feridos-no-sudoeste-do-pr.html

    • Tentativa de intimidação,

      Tentativa de intimidação, pois sabem que o MST terá papel importante na luta contra o golpe. Agora é que o MST tem que radicalizar mesmo. 

  17. janot agora quer a anulação

    janot agora quer a anulação da nomeaçao de Lula, é isto mesmo? Ave Maria! Tá difícil enxergar solução pacífica para o Brasil.

  18. Para amiga Maria de Fátima

       Querida Fatinha, nem te chamo de “excelencia”, sequer de doutora ( vc. não terminou sua tese), no TRF até me dirigi a vc. nestes termos, liturgicos de seu cargo, mas “aqui no mundo”, sem chance de salamaleques, linda loura nos seus 20 poucos, hj. ainda uma tremenda cinquentona, uma simpatia de pessoa, boa mãe, ótima amiga, razoavel advogada, uma pessoa muito legal, mas infelizmente padecendo de uma grave doença, não especifica a comprometer sua saude, mas a nossa “saude social e politica”, o virus da “procuradorite” ( uma variavel mais perniciosa e contagiante do virus original o “juizite” ).

        Trata-se de um virus psiquiatrico, um dos poucos existentes, que acometeu minha amiga quando de sua posse no MPF, há anos, muitos anos, recebeu a credencial e uma das primeiras atitudes por ela tomada, foi fazer uma viatura da PM, a leva-la do supermercado a sua casa ( para quem é de São Paulo : da Cardoso de Almeida – Pão de Açucar – a Rua Monte Alegre – proximo a PUC/SP ), ou seja, o virus “procuradorite enfermus” já tinha sido a ela inoculado.

         E cara Fatinha, e seus demais colegas enfermos, a combinação virótica do “procuradorite enfermus”, associada a sua origem “juizite extremalis”, biologicamente originou, recentemente, o virus ” juridis poderosus”, uma cepa de um virus muito pior, o do “golpismus extremus” – uma variavel deste virus psiquiatrico é bem documentado no delirio da ProfDra Janaina Paschoal, ela é tipo um Aedes Aegpty, um vetor do “golpismus extremus”.

          Mas querida, não se desespere, estes agentes patológicos, que acometem os mebros dos varios MPFs, de Goiás, Acre, MPDF e Territórios, Curitiba ( locais onde a infestação virótica esta mais disseminada, assim como São Paulo ), já estão identificados, e em próximos governos, os estudos epidemiológicos já determinaram que será necessária uma “vacinação”,  tratando os “doentes” e imunizando a corporação afetada.

          E da vida, até dos virus e bactérias, corporações que “sobem” muito rapido, são importantes até cumprirem o “serviço”, depois, como doenças sistemicas, devem ser controladas – tipo diabetes, aids, cancer – pois aumentaram muito de tamanho e virulencia, e quem deve controla-las, tem que atuar sobre elas, diretamente, com força, coloca-las em seu devido espaço, são os que a ela deram este poder : midia, empresarios comprometidos e congressistas.

           Fatinha, vc. será curada.

  19. a sociedade civil, os

    a sociedade civil, os movimentos sindical e  social   deveriam começar

    a fazer vastas manifestações contra esses arbítrios e autoritarismos

    do mpf e sucedaneos que existem atualmente no país…….

  20. Temos que desarmar esses fascistas.

    O chefe é o Janot do “Pau que dá em Chico dá em Francisco”.

    Se a gente vencer esse golpe, a foto histórica desses fascistas vai ficar bem feia.

    • Prezado Nassif,
      Escrevo

      Prezado Nassif,

      Escrevo respeitosamente para pontuar que seu texto contém um equívoco. A Constituição não determina que o Procurador Geral da República seja escolhido em lista tríplice. O Procurador Geral de Justiça, nos Estados, sim, é escolhido pelo Governador a partir de uma lista triplice formada pela votação dos membros do Ministério Público Estadual. 

      O que aconteceu no governo Lula foi um acordo para que os procuradores da república fizessem uma lista tríplice e apresentassem ao Presidente, que sempre escolheu o mais votado. Desse modo, a questão é até mais grave do que você tinha colocado porque, no sistema de freios e contra-pesos da Constituição, a moderação do Ministério Público Federal se dá a partir da escolha do Procurador Geral da República pelo Presidente livremente entre os integrantes da carreira. Ao fazer a escolha do mais votado numa eleição, houve politização do MPF e as consequências são as vistas na atualidade. 

    • Fascistas do MPF

      Jáder, se o povo vencer (ou não perder), a coisa vai ficar feia para muitos do MPF.

      Mas, se eles pensam que vão se dar bem se o golpe vencer, estão muito enganados, pois os golpistas sabem muito bem do poder que foi dado ao MPF e com tanto rabo preso o MPF vai ser reduzido a cinzas, com o apoio da mídia (amiga da MPF).

  21. Ufa! Lhes digo, uma
    Ufa!

    Lhes digo, uma ditadura de instituições soa bem pior do que as militares.

    A forte repressão policial e judicial tudo em nome da segurança e (apenas) com aparência de legalidade…..

    Congresso que não representa proporcionalmente seus eleitores.

    Governos que não cumprem o que prometem.

    Corrupção em todos os setores, privados e públicos.

    Câmaras que lhe vigiam todo o tempo.

    Orwell estava certo. Huxley, também.
    Por Chris Hedges

    O debate entre aqueles que assistiram nossa decadência em direção ao totalitarismo corporativo era sobre quem, afinal, estava certo. Orwell (no livro “1984”, publicado em 1949) ou Huxley no livro “Admirável Mundo Novo” publicado em 1932.

    Seria como Orwell escreveu, dominado pela vigilância repressiva e pelo estado de segurança que usaria formas cruas e violentas de controle?
    Ou seria, como Huxley anteviu, um futuro em que abraçaríamos nossa opressão embalados pelo entretenimento e pelo espetáculo, cativados pela tecnologia e seduzidos pelo consumismo desenfreado?…

    No fim, Orwell e Huxley estavam ambos certos. Huxley viu o primeiro estágio de nossa escravidão. Orwell anteviu o segundo.
    Temos sido gradualmente desempoderados por um estado corporativo que, como Huxley anteviu, nos seduziu e manipulou através da gratificação dos sentidos, dos bens de produção em massa, do crédito sem limite, do teatro político e do divertimento.

    Enquanto estávamos entretidos, as leis que uma vez mantiveram o poder corporativo predatório em cheque foram desmanteladas, as que um dia nos protegeram foram reescritas e nós fomos empobrecidos. […]

    Orwell nos alertou sobre um mundo em que os livros eram banidos. Huxley nos alertou sobre um mundo em que ninguém queria ler livros.
    Orwell nos alertou sobre um estado de guerra e medo permanentes. Huxley nos alertou sobre uma cultura de prazeres do corpo.
    Orwell nos alertou sobre um estado em que toda conversa e pensamentos eram monitorados e no qual a dissidência era punida brutalmente. Huxley nos alertou sobre um estado no qual a população, preocupada com trivialidades e fofocas, não se importava mais com a verdade e a informação.
    Orwell nos viu amedrontados até a submissão. Mas Huxley, estamos descobrindo, era meramente o prelúdio de Orwell.
    Huxley entendeu o processo pelo qual seríamos cúmplices de nossa própria escravidão. Orwell entendeu a escravidão. Agora que o golpe corporativo foi dado, estamos nus e indefesos. Estamos começando a entender, como Karl Marx sabia, que o capitalismo sem limites e desregulamentado é uma força bruta e revolucionária que explora os seres humanos e o mundo natural até a exaustão e o colapso.

    “O partido busca todo o poder pelo poder”, Orwell escreveu em 1984. “Não estamos interessados no bem dos outros; estamos interessados somente no poder. Não queremos riqueza ou luxo, vida longa ou felicidade; apenas poder, poder puro. O que poder puro significa você ainda vai entender. Nós somos diferentes das oligarquias do passado, já que sabemos o que estamos fazendo. Todos os outros, mesmo os que se pareciam conosco, eram covardes e hipócritas.

    O filósofo político Sheldon Wolin usa o termo “totalitarismo invertido” no livro “Democracia Ltda.” para descrever nosso sistema político.

    Neste totalitarismo invertido, as sofisticadas tecnologias de controle corporativo, intimidação e manipulação de massas, que superam em muito as empregadas por estados totalitários prévios, são eficazmente mascaradas pelo brilho, barulho e abundância da sociedade de consumo. Participação política e liberdades civis são gradualmente solapadas. O estado corporativo, escondido sob a fumaça da indústria de relações públicas, da indústria do entretenimento e do materialismo da sociedade de consumo, nos devora de dentro para fora. Não deve nada a nós ou à Nação. Faz a festa em nossa carcaça.

    O estado corporativo não encontra a sua expressão em um líder demagogo ou carismático. É definido pelo anonimato e pela ausência de rosto de uma corporação. As corporações, que contratam porta-vozes atraentes como Barack Obama, controlam o uso da ciência, da tecnologia, da educação e dos meios de comunicação de massa. Elas controlam as mensagens do cinema e da televisão. Elas usam as ferramentas da comunicação para aumentar a tirania. Nosso sistema de comunicação de massas, como Wolin escreveu, “bloqueia, elimina o que quer que proponha qualificação, ambiguidade ou diálogo, qualquer coisa que enfraqueça ou complique a sua criação, a sua completa capacidade de influenciar”.

    O resultado é um sistema monocromático de informação. Cortejadores das celebridades, mascarados de jornalistas, experts e especialistas, identificam nossos problemas e pacientemente explicam seus parâmetros. Todos os que argumentam fora dos parâmetros são desprezados como chatos irrelevantes, extremistas ou membros da extrema esquerda.

    Críticos sociais prescientes, como Ralph Nader e Noam Chomsky, são banidos. Opiniões aceitáveis cabem, mas apenas de A a B. A cultura, sob a tutela dos cortesãos corporativos, se torna, como Huxley notou, um mundo de conformismo festivo, de otimismo sem fim e fatal.

    Nós nos ocupamos comprando produtos que prometem mudar nossas vidas, tornando-nos mais bonitos, confiantes e bem sucedidos — enquanto perdemos direitos, dinheiro e influência.

    Todas as mensagens que recebemos pelos meios de comunicação nos prometem um amanhã mais feliz e brilhante. É “a mesma ideologia que convida os executivos de corporações a exagerar lucros e esconder prejuízos, sempre com um rosto feliz”.

    Estamos hipnotizados, Wolin escreve, “pelo contínuo avanço tecnológico que encoraja fantasias elaboradas de poder individual, juventude eterna, beleza através de cirurgia”.

    Serviços básicos, inclusive de educação pública e saúde, foram entregues a corporações para explorar em busca do lucro. As poucas vozes dissidentes, que se recusam a se engajar no papo feliz das corporações, são desprezadas como freaks.
    […]
    A fachada está desabando. As pessoas, a certa altura, terão de enfrentar algumas verdades doloridas e vão perceber que foram usadas e roubadas. Os empregos com bons salários não vão voltar. Os maiores déficits da história humana significam que estamos presos num sistema escravocrata de dívida que será usado pelo estado corporativo para erradicar os últimos vestígios de proteção social dos cidadãos, inclusive a Previdência Social.

    O estado passou de uma democracia capitalista para o neo-feudalismo. E quando essas verdades se tornarem aparentes, a raiva vai substituir o conformismo feliz imposto pelas corporações. O vazio de nossos bolsões pós-industriais, onde 40 milhões de norte-americanos vivem em estado de pobreza e dezenas de milhões na categoria chamada “perto da pobreza”, junto com a falta de crédito para salvar as famílias do despejo, das hipotecas e da falência por causa dos gastos médicos, significam que o totalitarismo invertido não vai mais funcionar.
    […]
    “Nunca mais você será capaz de ter um sentimento humano”, o torturador de Winston Smith diz a ele em “1984”. Tudo estará morto dentro de você. Nunca mais você será capaz de amar, de ter amigos, do prazer de viver, do riso, da curiosidade, da coragem ou integridade. Você será raso. Vamos te apertar até esvaziá-lo e vamos encher você de nós”.

    O laço está apertando. A era do divertimento está sendo substituída pela era da repressão. Dezenas de milhões de cidadãos tiveram seus dados de e-mail e de telefone entregues ao governo. Somos a cidadania mais monitorada e espionada da história humana. Muitos de nós temos nossa rotina diária registrada por câmeras de segurança. Nossos hábitos ficam gravados na internet. Nossas fichas são geradas eletronicamente. Nossos corpos são revistados em aeroportos e filmados por scanners. Anúncios públicos, selos de inspeção e posters no transporte público constantemente pedem que relatemos atividade suspeita. O inimigo está em toda parte.

    Aqueles que não cumprem com os ditames da guerra contra o terror, uma guerra que, como Orwell notou, não tem fim, são silenciados brutalmente. Medidas draconianas de segurança foram usadas contra protestos no G-20 em Pittsburgh e Toronto de forma desproporcional às manifestações de rua. Mas elas mandaram uma mensagem clara — NÃO TENTE PROTESTAR.

    A investigação do FBI contra ativistas palestinos e que se opõem à guerra, que em setembro resultou em buscas em casas de Minneapolis e Chicago, é uma demonstração do que espera aqueles que desafiam o Newspeak oficial. Os agentes — ou a Polícia do Pensamento — apreenderam telefones, computadores, documentos e outros bens pessoais. Intimações para aparecer no tribunal já foram enviadas a 26 pessoas. As intimações citam leis federais que proíbem “dar apoio material ou recursos para organizações terroristas estrangeiras”. O Terror, mesmo para aqueles que não têm nada a ver com terror, se torna o instrumento usado pelo Big Brother para nos proteger de nós mesmos.

    “Você está começando a entender o mundo que estamos criando?”, Orwell escreveu. “É exatamente o oposto daquelas Utopias estúpidas que os velhos reformistas imaginaram. Um mundo de medo, traição e tormento, um mundo em que se atropela e se é atropelado, um mundo que, ao se sofisticar, vai se tornar cada vez mais cruel”.

    http://assisprocura.blogspot.com.br/p/orwell-estava-certo-huxley-tambem.html?m=0

  22. A hegemonia não dá mole

    “Investigação de Lula no BNDES ganha grupo especial

    Brasil 

    07.04.16

     17:43

    O MPF em Brasília criou um grupo especial para investigar Lula por tráfico de influência para a Odebrecht no BNDES. O grupo é formado pelos procuradores Francisco Guilherme Bastos, Luciana Loureiro Oliveira e Ivan Cláudio Marx.

    A intenção é evitar mais atrasos no processo. Além da atuação de Lula com a Odebrecht, o grupo vai investigar especificamente os casos das obras do Porto de Mariel em Cuba e dos metrôs de Caracas e Cidade do Panamá.”

     

    Investigadores geopolíticos plantados a dedo. É o fim da linha!

    São implacáveis!

     

    FIFA, Swissleaks, Panamapapers, Lavajato, queda de Maduro, Macri na Argentina e investigações por lá também, o Tratado do Pacifico, a guerra na Ucrania, na Siria, no Iraque, o terrorismo do FED, entre tantas outras…

    A hegemonia não esta dando mole nos ultimos anos!

  23. Janot, o que ele é?

    O circo está pegando fogo, e esse desqualificado bota mais gasolina na fogueira.

    Está no Uol agora:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/04/1758604-janot-defende-anular-nomeacao-de-lula-para-casa-civil.shtml

    Afinal de contas, para que serve esse atrasado mental?

    Infernizar Dilma?

    O que é desvio de finalidade?

    Lula tem algum processo em andamento?

    Está condenado?

    E quanto a Eduardo Cunha?

    O que ele tem feito?

    Por que as denúncia contra esse ladrão não saem das mãos desse PGR.

    • Pois é, se Lula não tem

      Pois é, se Lula não tem processo, eles alegarem desvio de finalidade para escapar de prisão por parte de Moro, eles confessam saber da ante mão que a função de Moro é prender o Lula . . . . Isso é mais que ato falho, é ato indigno . . . .

  24. Chama atenção
    O aspecto da via instrumental, a escolhida, chama atenção. Notifica formalmente ( ora, busca iniciar uma relação jurídica ) com base numa ‘recomendação com termos, e instauração de prazo ‘ (outra manobra para ‘pescar’ da inexistência, uma polidiscutível relação jurídica entre o MP e a liderança (Reitoria ) da Universidade de Goiás. A estas mentes, não ocuparam-se os neurônios respectivos com a ocorrência e garantia do princípio constituidor – o da autonomia das Universidades. Tem elas território, governo e orçamento muito semelhantes à cidades. Ou à ( também constitucional ) nuance da doutrina e princípio da separação dos poderes onde, nem preventivamente, nenhum MP ( que pode até querer ser poder, porém em exatamente juntada similaridade com a igual OAB, tampouco é ) pode aspirar querer atuar, antes da ocorrência dos meros fatos. Aí está o desvio de finalidade do ato desta ‘recomendação’ ministerial. Tese, como intentada,pra lá de discutível. Se houver um Jurídico bom naquela Universidade, vai esta arrogância e aventura jurídica, comer grama. E ainda pode levar o caput do Art. 37, ante citado, no próprio e desviado costado. Brinca, com quem tá quieto….

  25. O Nassif usa como exemplo a

    O Nassif usa como exemplo a atuação desses dois procuradores para discutir o absurdo da escolha do PGR por Lula e Dilma e a consequência dessa atuação na imagem do MP. Perfeita a análise. No entanto, do ponto de vista prático:

    1) Os 2 patetas apenas emulam os 3 patetas de São Paulo; serão massacrados na redes, como estão sendo aqui.

    2) Os alunos da Universidade Federal de Goiás vão obedecê-los? Não gosto de me expressar dessa maneira , mas aqui vou abrir excessão e responder a minha pergunta: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  26. Muita merda junta…

    O ar está ficando irrespirável!

    Você lê demagogia, muita mentira, muito absurdo…

    As pessoas perderam a NOÇÃO e falam QUALQUER COISA PARA CONSEGUIR DERRUBAR O PT!

    Será que eles não pensam que terão que atender A TODAS AS DEMANDAS DOS LOUCOS QUE ELES ESTÃO CRIANDO?

    OS MESTRES de doutores, de advogados renomados e ministros do STF dizem que o que estamos vivendo é um golpe!

    O que será da justiça deste país?

  27. “REQUISITA,no prazo de 5 (ci

    “REQUISITA,no prazo de 5 (ci n co ) dias,encaminhe a esta Procuradoria da República resposta pertinente ao acatamento do que se recomendou acima enumerando as providências conseqüentemente adotadas; bem como relação de todos os atos político –partidários relacionados ao impeachment da Presidente da República q u e tenham contado com algum tipo de participação dessa  instituição , apontando data , hora , local , meios utilizados e responsável pela respectiva  autorização administrativa”

    Que loucura! Nunca imaginei nem nos mais negros pesadelos que veria este horror novamente.

  28. Contra e a favor

    “Recomenda-se” a proibição de atos políticos-partidários nas dependências da Universidade, contra ou a favor, em nome de uma suposta “impessoalidade”, embora no próprio texto já tenham tomado partido a favor dos “homens bons” e contra os “homens maus”, como bem assinalado por Nassif.

    Cobram resposta.

    Pois bem, a resposta pode ser a seguinte: Em nome da impessoalidade, permitiremos manifestações a favor e contra, inclusive, Vossas Excelências estão desde já convidadas para virem aqui se manifestar, a favor dos “homens bons”, é claro…

    .

    • “Pois bem, a resposta pode

      “Pois bem, a resposta pode ser a seguinte: Em nome da impessoalidade, permitiremos manifestações a favor e contra, inclusive, Vossas Excelências estão desde já convidadas para virem aqui se manifestar, a favor dos “homens bons”, é claro…”:

      Sim, e a outra resposta eh “va se fuder, procuradoria de merda”.

  29. Estamos em plena vigência de

    Estamos em plena vigência de uma ditadura civil só falta Cunha na vice-presidência para a festa ficar completa.

  30. Por isso defendo a reforma do

    Por isso defendo a reforma do CNMP e do CNJ que são corporativistas demais, Douglas Kirchner só foi demitido pela repercussão dos castigos que ele e uma fanática religiosa submetia a sua ex-mulher já que não teve nehuma repercussão na imprensa comercial.

  31. LISTA TRÍPLICE? NAO. É PIOR AINDA!

    Nassif,

    Apenas uma correção. Em nível federal, diferentemente dos Estados, não há obrigatoriedade nem de seguir a lista tríplice. Tem-se apenas que escolher um procurador de carreira, qualquer que seja. O engavetador Brindeiro nunca chegou nem perto do pódio nas votações da categoria.

    Você vai no cerne: não foi apenas o republicanismo naïve de Lula/Dilma. Foi também a tradição corporativista e de guilda do próprio PT que impunha uma “obrigação moral” de indicar o cabeça da votação da categoria. Não tinha me ocorrido isso antes. Além disso, creio que politicamente quis faturar na comparação com o infame Engavetador Geral. Mal sabiam os dois que criavam corvos…

    Segue o dispositivo da Constituição:
     

    “§ 1º O Ministério Público da União tem por chefe o Procurador-Geral da República, nomeado pelo Presidente da República dentre integrantes da carreira, maiores de trinta e cinco anos, após a aprovação de seu nome pela maioria absoluta dos membros do Senado Federal, para mandato de dois anos, permitida a recondução”.

     

  32. OFF ou ON TOPIC?

    Um outro comentário, que não sei ser on ou offtopic. Está e não está relacionado à desnaturação do MPF descrita no seu post.

    Que mico é esse de Janot substituir o entendimento já apresentado ao STF sobre a posse de Lula como Ministro??? (e quantas mais interrogações couberem)

    O que mudou em uma semana no Direito brasileiro e nos fatos ocorridos há quase 20 dias???

    Estou muito curioso para ler a fundamentação jurídica da nova manifestação do douto PGR e compará-la com a antiga – que primava pelo esdrúxulo. Brindou Janot o direito mundial com a originalíssia solução de inspiração salomônica: “ministro sim, foro não”.

    Em post de 3 dias atrás cobrávamos que Janot parasse com o jogo dúbio (aqui). Bom, ao menos parece que ele ouviu os apelos… não sei se os daqui ou aqueles mais próximos aos seus ouvidos.

    Teremos pois a guerra aberta finalmente? Embora mais violenta, prefiro-a a esse baile de máscaras atual. Baile, aliás, em que Dilma não tem gingado e dá muitos pisões de pé. Fale-se o que quiser da Presidenta, mas aquela senhora, pro bem e pro mal, não consegue ser falsa.

  33. Vaza Jato encerrará seus trabalhos

    Preocupante: com essa recomendação dos ilustres procuradores, supõe-se que a vaza jato encerrará sua atividades, pois o que o deus Moro e os procuradores fazem diuturnamente é manifestação político-partidária em seus ambientes de trabalho, que são órgãos públicos ou pelo menos deveriam ser.

           Nós goianos não merecemos mais essa vergonha.

  34. Por isso Janot foi o primeiro

    Por isso Janot foi o primeiro da lista tríplice. Ninguém da oposição chiou quando a Dilma o escolheu. É porque sabiam que o sujeito é mais sujo que pau de galinheiro. Collor fez um discurso no senado e mostrou um pouco do lado negro de Janot. Um irmão contrabandista de computadores na década de 90, procurado pela interpol por sonegação de impostos, falsificação de documentos, etc, na Bélgica.  Um de seus maiores clientes era a Andrade Gutierrez, aquela que só paga propina para o PT. Segundo Collor, Janot deu guarita para seu irmão no Brasil pra que exercesse suas atividades ilegais sem ser incomodado pelo MP. Collor detona Janot e, se aqui fosse um país e não apenas mais uma das propriedades não documentadas dos martralhas, isso teria virado um escândalo.

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=mwrIcjZA9Lo%5D

  35. Existe uma guerra sendo

    Existe uma guerra contra a democracia sendo travada em vários flancos cada qual com seu comandante, mas por essa notícia fica claro pra mim quem está na posição de Marechal de Campo inimigo…

    http://www.swissinfo.ch/por/janot-recomenda-anulação-de-nomeação-de-lula-para-casa-civil/42075100

    “Se Lula estava incapacitado de comparecer à própria posse por qualquer motivo, também não poderia auxiliar o governo em negociações políticas, o que afasta a versão de urgência em enviar-lhe o termo de uma posse que não tinha acontecido”.

    Argumento fraco é perdoável quando proferidos por pessoas pouco articuladas, mas quando proferido por pessoas de [suposta] alta qualificação só se pode entender tratar de pura desonestidade intelectual.

     

  36. Caro Nassif, a “Recomendação”

    Caro Nassif, a “Recomendação” não é apenas para a UFG, mas para 39 órgãos federais do estado de Goiás, ou seja, é muito mais grave a questão. Situação que representa um grave risco a “Defesa do Estado Democrático de Direito” neste momento crítico vivido no país. A situação é tão grave que estão realizando um levantamento de servidores públicos que estão promovendo a defesa da Constituição através de atos públicos, inclusive nas três instituições federais de ensino de Goiás: UFG, IF Goiano e IFG.
     

    “8.1 – não realize nem permita, em suas dependências físicas, nenhum ato de natureza político-partidária, tendo por objeto o processo de impeachment da Presidente da República, seja favorável ou contrariamente;
    8.2 – não utilize nem permita que seus bens móveis, materiais ou imateriais (aqui incluídos sites oficiais e redes sociais institucionais) sejam utilizados com o objetivo de promover qualquer ato sobre essa temática; e
    8.2 – não utilize nem permita que recursos financeiros sob gestão dessa instituição custeiem ou patrocinem a participação de qualquer pessoa física ou jurídica, ou, ainda, agrupamentos de qualquer espécie, em atos pertinentes a essa temática”.

    “9 – REQUISITA, no prazo de 5 (cinco) dias, encaminhe a esta Procuradoria da República resposta pertinente ao acatamento do que se recomendou acima, enumerando as providências consequentemente adotadas; bem como relação de todos os atos político-partidários relacionados ao impeachment da Presidente da República que tenham contado com algum tipo de participação dessa instituição, apontando data, hora, local, meios utilizados e responsável pela respectiva autorização administrativa. Goiânia, 4 de abril de 2016”.

     

  37. Caro Nassif, a “Recomendação”

    Caro Nassif, a “Recomendação” não é apenas para a UFG, mas para 39 órgãos federais do estado de Goiás, ou seja, é muito mais grave a questão. Situação que representa um grave risco a “Defesa do Estado Democrático de Direito” neste momento crítico vivido no país. A situação é tão grave que estão realizando um levantamento de servidores públicos que estão promovendo a defesa da Constituição através de atos públicos, inclusive nas três instituições federais de ensino de Goiás: UFG, IF Goiano e IFG.
     

    “8.1 – não realize nem permita, em suas dependências físicas, nenhum ato de natureza político-partidária, tendo por objeto o processo de impeachment da Presidente da República, seja favorável ou contrariamente;
    8.2 – não utilize nem permita que seus bens móveis, materiais ou imateriais (aqui incluídos sites oficiais e redes sociais institucionais) sejam utilizados com o objetivo de promover qualquer ato sobre essa temática; e
    8.2 – não utilize nem permita que recursos financeiros sob gestão dessa instituição custeiem ou patrocinem a participação de qualquer pessoa física ou jurídica, ou, ainda, agrupamentos de qualquer espécie, em atos pertinentes a essa temática”.

    “9 – REQUISITA, no prazo de 5 (cinco) dias, encaminhe a esta Procuradoria da República resposta pertinente ao acatamento do que se recomendou acima, enumerando as providências consequentemente adotadas; bem como relação de todos os atos político-partidários relacionados ao impeachment da Presidente da República que tenham contado com algum tipo de participação dessa instituição, apontando data, hora, local, meios utilizados e responsável pela respectiva autorização administrativa. Goiânia, 4 de abril de 2016”.

     

  38. MJ
    Cadê?

    O negócio é fechar as portas e tomar uma cerveja.

    Dilma vai para casa – do TSE não passa – se tudo correr bem, Lula sabe-se lá para onde, LJ encerrada que já cumpriu seu papel e os Próceres da República voltarão ao prosaico de 03 viagens ao exterior a cada ano, que ao sul do Equador faz muito calor.

    EC salvo por seus pares, claro!

    E nós? Nós ainda vamos ter que agradecer a permissão de respirarmos este ar fétido e contaminado. Mas é afinal o que nos cabe: ah, a beleza da meritocracia!

  39. As nuvens estão começando…

    Nassif,

     

    Francamente, as nuvens estão começando a ficar sombrias para nós, brasileiros, a partir dessa gigantesca articulação de arbitrariedades que estamos sendo vítimas por parte dos que se acham donos da nossa vontade e destino.

    Veja a excrescência que é essa medida do MPF-Goiás que, despudoradamente faz apologia pro impeachment da Presidente da República e enaltece os seus apoiadores enquanto deprecia e proibe manifestos de quem pensa o oposto.

    Essa gente está indo longe demais em suas provocações imaginando que as aceitaremos passivamente, indefinidamente. Não, não será assim porque em tudo há um limite, o limite da última gota que entorna o copo.

     

    • Amigo,
      Tenho pra mim que Lula

      Amigo,

      Tenho pra mim que Lula é vítima do proprio sucesso. As negociaçoes para recomposiçao da base – pelo menos para passar pelo impeachment na camara – estao avançando. Isso desesperou o lado de lá, que está antecipando varias rodadas para esta semana, ja que tudo pode morrer na Camara na proxima 6a.

      É o desespero deles e uma das armas é assustar a militancia para desmobiliza-la.

      Fique firme na rocha.

    • VEJA BEM: Pois é, se Lula não

      VEJA BEM: Pois é, se Lula não tem processo, eles alegarem desvio de finalidade para escapar de prisão por parte de Moro, eles confessam saber da ante mão que a função de Moro é prender o Lula . . . . Isso é mais que ato falho, é ato indigno . . . .

    • VEJA BEM: Pois é, se Lula não

      VEJA BEM: Pois é, se Lula não tem processo, eles alegarem desvio de finalidade para escapar de prisão por parte de Moro, eles confessam saber da ante mão que a função de Moro é prender o Lula . . . . Isso é mais que ato falho, é ato indigno . . . .

    • Ou então como é moda no

      Ou então como é moda no Paraná, trata-se de uma ação preventiva, ou seja, impede Lula de assumir Ministério, para que se ele eventualmente for tratado por Moro, possa por ele ser preso . . . . Qual seria o nome pra isso? Impedimento por Cautela? Impedimento ante a culpa antecipada? Disponibilidade Preventiva ?  . . . Sei lá, este judiciário tem inovado tanto ao ponto de toda esta situação chegar aonde chegou, que não custa inovar mais uma . . . . A não prisão de Cunha poderia ser qualificada como Programa de Incubadora da Excelência do Bandido Nacional . . . . a sigla, eles dão jeito.

  40. Pois é meu caro nassif,
    Foi

    Pois é meu caro nassif,

    Foi isso que o senso cumum teórico (Lenio Streck) produziu no Brasil nos últimos vinte anos. Fico pensando se no dia em que um desses cidadãos precisar reclamar contra a violação de um direito invocará em seu favor o argumento de qua não há direito absoluto. Que falta faz uma leitura atenta de Luigi Ferrajoli e Lenio Streck, além do compromisso com a advertência dworkiniana de que é preciso lavar os direitos a sério. 

     

     

     

     

  41. Pois é meu caro nassif,
    Foi

    Pois é meu caro nassif,

    Foi isso que o senso cumum teórico (Lenio Streck) produziu no Brasil nos últimos vinte anos. Fico pensando se no dia em que um desses cidadãos precisar reclamar contra a violação de um direito invocará em seu favor o argumento de qua não há direito absoluto. Que falta faz uma leitura atenta de Luigi Ferrajoli e Lenio Streck, além do compromisso com a advertência dworkiniana de que é preciso lavar os direitos a sério. 

     

     

     

     

  42. Patifaria

    Que conversa mole esta de “recomendação”?

    O que estes senhores fizeram foi politicagem! Politicagem feita com recursos públicos, quando deveriam estar cuidando das suas obrigações. Se estão preocupados com os limites da liberdade de expressão, por quê não vão acompanhar os processos contra os difamadores meios de comunicação?

    Se a liberdade de expressão não é conceito absoluto, avisa o judge Banes Tado que ele ainda desconhece este detalhe.

  43. O QUE MAIS ME ASSUSTA É A

    O QUE MAIS ME ASSUSTA É A PASSIVIDADE DA DILMA E DO PT , OS GOLPISTAS ESTÃO PRENDENDO , BATENDO E MATANDO E A DILMA E O PT ASSISTEM A TUDO SEM QUESTIONAR NADA , VAI ESPERAR CAIR PRA DEPOIS CHAMAR O POVO PRA RUA PRA SER EXPANCADO MORTO , SENDO QUE HOJE A DILMA TEM EM MÃOS AS FORÇAS ARMADAS , NACONAL E FEDRAL PRA TOMAR UMA ATITUDE DRÁSTICA CONTRA ESSES GOLPISTA E NÃO TOMA POR MEDO , BURRICE OU PORQUE NÃO SABE TOMAR ATITUDE NA HORA QUE PRECISA PRA POR ORDEM NO PAÍS , ELES SABEM QUE A DEMOCRACIA ESTÁ EM PERIGO E NÃO PRENDE NINGUÉM NEM TOMA A CONCESSÃO DA GLOBO POR AGITAÇÃO DA ORDEM .

  44. Chega de discursos da Maria Louca

    Esta deterioração esta associada à demora em resolver o que precisa ser resolvido. Este vai e vem das expectativas, este cinismo com que alguns conseguem manter-se imunes às consequências morais de suas ações, esta punição que ameaça acontecer mas não acontece, esta constatação da podridão no meio político.

    Esta ideia de se conseguir vitória por meio da pressão exercida pela presença de correligionários e de simpatizantes nas ruas leva sempre ao confronto. Agitadores, palavras de ordem, bandeiras, faixas, bonecos infláveis, insultos, impropérios, são o combustível para os embates físicos. Basta que em algum momento um pequeno grupo decida sair do campo filosófico para o bélico e pronto, está formada a batalha.

    Que nisto pese a insanidade dos líderes petistas, que mal conseguem disfarçar seu desejo de criar conflitos para exibir força, força social e consequentemente política. O PT, que tanto clama pelo direito democrático de permanência no poder, está insuflando ideias de luta entre as classes. Isto é perigoso porque de fato esta luta poderá acontecer.

    Sentem-se confortáveis porque neste assunto sabem que estarão em maioria. E justamente pode ser esse o caminho para o estabelecimento de uma ditadura petista. Quem defende a democracia e é petista precisa rever sua posição. Poderá estar contribuindo para o fim da democracia no país.

    Esta posição que Dilma descaradamente adota para proteger seu cargo, a de assumir e disseminar a ideia de um golpe, esta inflamando este processo. Colocando-se no papel de vítima ela indiretamente pede a ajuda das massas para deter o processo. Forçs jurídicas, que adoram se intrometer em política, tem aqui um bom motivo para atuar, em nome das instituições. Dilma deve ser legalmente impedida de discursar sobre esse tema.

    Que faça sua defesa com explicações e documentos. Nada de jogar a população contra os direitos que a democracia confere a todo cidadão. Os erros que esta mulher comete estão saindo da escala do tolerável. É preciso, mais do que nunca, fazê-la calar a boca.

    • Belo Comentário
      Quer dizer que é justificado o papel institucional deteriorar apenas por má administração de outro poder? E o desenho focado, de sua democracia, é a exata maior comodidade da minoria? E o voto, amigo, onde é que fica?

  45. MPF OU FDP

    O que mais me assusta é que as pessoas ficam superestimando o papel do MPF. Ele recomenda. Recomenação sem sentido, desvairada, simplesmente trata-se como tal. Uma bobagem que não se deve dar a minima. Esses caras esquecem-se que suas autoridades não vem das urnas, não vem do povo, mas vem de um concurso, uma disputa meritocrática, onde uma elite sempre estará privilegiada em relação aos condidatos da senzala… Se é uma autoridade sem representatividade popular numa democracia onde “todo poder emana do povo” então que se mande-os plantar favas e que não esqueçam que concursos não  medem caráter, integridade e muito menos cultura e conhecimento. Concurso medem quem acerta mais perguntas numa determinada prova em um determinado dia.   Senhores procuradores, vão procurar o que fazer…. 

    Seus bobalhões… idolos coxinhas…

  46. sem saída

    O MPF se tornou um mosntro quando descobriu, pelo uso, a sua força. Funcionando com privilégio constitucional de um ”poder independente”, não tem mais controle. Serão os algozes da vez……….

  47. sem saída

    O MPF se tornou um mosntro quando descobriu, pelo uso, a sua força. Funcionando com privilégio constitucional de um ”poder independente”, não tem mais controle. Serão os algozes da vez……….

  48. MPF OU FDP

    O que mais me assusta é que as pessoas ficam superestimando o papel do MPF. Ele recomenda. Recomenação sem sentido, desvairada, simplesmente trata-se como tal. Uma bobagem que não se deve dar a minima. Esses caras esquecem-se que suas autoridades não vem das urnas, não vem do povo, mas vem de um concurso, uma disputa meritocrática, onde uma elite sempre estará privilegiada em relação aos condidatos da senzala… Se é uma autoridade sem representatividade popular numa democracia onde “todo poder emana do povo” então que se mande-os plantar favas e que não esqueçam que concursos não  medem caráter, integridade e muito menos cultura e conhecimento. Concurso medem quem acerta mais perguntas numa determinada prova em um determinado dia.   Senhores procuradores, vão procurar o que fazer…. 

    Seus bobalhões… idolos coxinhas…

  49. MPF OU FDP

    O que mais me assusta é que as pessoas ficam superestimando o papel do MPF. Ele recomenda. Recomenação sem sentido, desvairada, simplesmente trata-se como tal. Uma bobagem que não se deve dar a minima. Esses caras esquecem-se que suas autoridades não vem das urnas, não vem do povo, mas vem de um concurso, uma disputa meritocrática, onde uma elite sempre estará privilegiada em relação aos condidatos da senzala… Se é uma autoridade sem representatividade popular numa democracia onde “todo poder emana do povo” então que se mande-os plantar favas e que não esqueçam que concursos não  medem caráter, integridade e muito menos cultura e conhecimento. Concurso medem quem acerta mais perguntas numa determinada prova em um determinado dia.   Senhores procuradores, vão procurar o que fazer…. 

    Seus bobalhões… idolos coxinhas…

  50. A credibilidade do ministério

    A credibilidade do ministério público está caminhando para o buraco devido à atuação de militantes que abusam das prerrogativas do cargo, seja para espancar a esposa por motivação religiosa ou para proselitismo político pró impeachment.

    E quem sustenta essa turba de marajás arrivistas somos nós. 

  51. Janto se revelou,para mim

    Janot se revelou,para mim nenhuma novidade. Fica claro agora que objetivo da condução coercitiva, era prender o lula. Fica confirmado que a operação foi abortada por um cérebro: Janot…concerteza em face de uma reação da aeronautica. Não resta dúvidas que a treta de Janot com o Cunha o tempo todo foi uma encenação.A família do Cunha esta nas mãos do janot. Janot disparou a bala de Prata,lava ajato não produz mais nada contra o lula e Dilma.

  52. Espírito de porco, ops, de corpo1

    Sepúlveda Pertence, citado na reportagem, quando percebeu que, a partir da CF-1988, havia sido criada uma instituição com atribuição de a todos investigar e a todos denunciar e processar, mas sem nenhum controle por parte dos poderes democráticos (políticos), sentenciou: “Criamos um monstro”.

    Esse monstro, capitaneado pelo PGR é hoje o principal artífice do golpe de Estado em curso e principal agente de desestabilização política e institucional do País, sendo causa direta de grande parcela da crise econômica. Dois terços da recessão se devem a essa desastrada, politiqueira, persecutória (em relação ao governo federal, á presidente Dilma, ao PT, ao ex-presidente Lula e à Esquerda em geral) operação chamada Lava a Jato. Além do MP, a PF e parte do PJ – em especial o juiz sergio moro – se empenham na consumação do golpe contra a Esquerda e contra o voto popular.

    Leitores, observem os tipos que integram o MPF: Douglas Kirchner, Deltan Dallagnol, Carlos Fernando dos Santos Lima, Valtan Timbó e similares. No MP-SP temos figuras como Cássio Conserino e José Carlos Blat. Na PF temos delegados aecistas do tipo Maurício Moscardi, Márcio Anselmo e Igor Romário de Paula, além de agentes que foram condenados por diversos crimes, como o Newton Ishii. No caso do PJ não podemos deixar de mencionar figuras como os juízes Itagiba Catta-Preto e Gilmar Mendes (para citar apenas dois políticos sem voto que usam a toga para fazer a mais vil política)

    Essas instituições e esses funcionários públicos usam seus cargos na burocracia do Estado (com poder e privilégios excessivos, como a vitaliciedade, altos salários, mamatas diversas como auxílio moradia e escolar) não para servir ao Estado e ao interesse público, mas para atender aos seus interesses particulares e aos de sua classe social, herdeira direta da Casa Grande. Esses funcionários públicos odeiam o povo, odeiam as lideranças oriundas do povo (Lula é o maior exemplo disso), odeiam os partdos de Esquerda, odeiam os movimentos sociais, odeiam todos aqueles que se organizam na busca de um País socialmente  mais justo. Às instituiçoes citadas se somam o braço armado e repressor das unidades federativas, as PMs, sempre dispostas e empenhadas em reprimir com violência as manifestações de categorias profissionais como os professores e também os movimentos sociais, mas coniventes com a violência dos grupos fascistóides de direita que hoje vão às ruas simular um apoio popular ao golpe de Estado. A PM paulista é violenta, assassina e seletiva na ação repressora; qualquer categoria ou movimento social identificado com a Esquerda é brutalmente reprimido; já os golpistas de direita são escoltados, incentivados e apoiados por essa polícia.

    Na política ‘oficial’ destacam-se como atores principais do golpe: na Câmara Federal figuras como Eduardo Cunha e seu séquito de apoiadores no alto e baixo clero, Carlos Sampaio, etc; no Senado observam-se golpistas e conspiradores como José Serra, Aloysio Nunes Ferreira, Aécio Cunha e Romero Jucá (dentre outros); na vice-presidência da república o conspirador-traidor e golpista Michel Temer.

    Como autores do pedido de impedimento (que sem crime de responsabilidade por parte da presidente da república, como é o caso atual é GOLPE de ESTADO) vemos o sênil advogado Hélio Bicudo, o tucano Miguel Reale Jr. e essa péssima atriz-pregadora que assina como advogada e professora da USP (que o PIG chegou a chamar de ‘jurista’, mas que depois do dantesco espetáculo na faculdade de Direito do Largo De São Francisco, neste dia 5 de abril de 2016, foi abandonada pelos grandes veículos de mídia). 

    Caros leitores, essa turma que citei, os latifundiários, os que integram a FIESP, mas que não possuem sequer uma fábrica que produza um alfinete (como Paulo Skaf), os que integram movimentos como MBL, Vem Pra Rua, Revoltados on Line e similares (financiados não se sabe por quem) e que destilam ódio fascista e nehuma proposta para o País, essa turma é que vocifera contra o governo, contra o PT, contra Lula, contra os movimentos sociais, contra a Esquerda Política.

    Diante desse quadro, não podemos nos omitir. Temos de ir para rua, denunciar o golpe, debater, esclarecer as pessoas simples que são manipuladas pelo PIG e pela máquina golpista de desinformação. A democracia exige de nós razão, ação política e cidadã, participação, debate, para a construção de um futuro melhor para todos os brasileiros. 

    • A questao é: quem, como e

      A questao é: quem, como e porque esta gente foi aprovada em concursos? Nao é culpa de Lula e Dilma, pelo menos isso NAO. Que cada um assuma sua responsabilidade. Muitos participaram do desenho, implementacao, selecao, contratacao e validacao desta faccao criminosa que invadiu o estado. 

  53. Vc colhe o que planta, este ditado é antigo…

    Em um ambiente sem autoridade germinam idéias absurdas como esta.

    Se a Dilma sofrer o impeachment a herança maldita será de uns 40 anos. Praticamente uma geração.

    Minha geração sofreu a crise economica das décadas de 80 e 90. Agora a nova geração sofrerá da crise política, ambiente onde pensamentos conservadores nadam de braçada.

  54. Procuradoria de coalizão
    Nem precisei consultar a Constituição para saber que não existe lista tríplice para o(a) Presidente(a) da República indicar o PGR. Essa lista é invenção da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República ), que Lula, seguido pela Dilma, com essa idéia tosca de republicanismo capenga, resolveu acatar indicando o mais votado. Ou seja, tanto Lula quanto Dilma, abriram mão da prerrogativa conferida pela CF 88 de indicar o PGR. Nassif, como vc nem deu uma olhadinha nos artigos 127 a 130 da CF pra conferir?

    • Menos Poder, Mais Responsabilização

      É urgente cortar o excesso de poder do Ministério Público.

      Além disso, os procuradores devem ser responsabilizados pelas consequências de seus atos irresponsáveis. Por exemplo: paralisar a construção de uma hidrelétrica ou interromper um exame nacional (tipo ENEM). Os danos materiais causados devem ser arcados pessoalmente pelos procuradores irresponsáveis.

      • E diminuir os altíssimos

        E diminuir os altíssimos salários deles!

        Começar com R$22 mil é abuso contra o nosso bolso.

  55. Melhoras

    O blog é tão inteligente e sagaz nas leituras. Deveria saber que escrever “põe o pau na mesa” é altamente machista. Deveria se preocupar com esses conteúdos horríveis que podem descredibilizar as reportagens.

    • folha, árvore, floresta e cegueira

      Caro Ismael,

      Enquanto a floresta pega fogo, surge do nada um bombeiro que vai proteger, pegar apenas uma folha. É a falta de argumentos.

    • Foi mal, mas esse rigor

      Foi mal, mas esse rigor politicamente correto num momento como esse é achar pêlo em ovo. A democracia desmoronando e a pessoa só liga pro detalhe de uma figura de linguagem. Como continuar otimista e seguir adiante em meio a tanta tolice caleidoscópica?  Quando o detalhe vale mais que o conjunto da obra, quando o casuísmo vale mais que o projeto estrutural, quando o fulanismo vale mais que um projeto de país? Me desculpe, mas o navio tá afundando e você reclamando que molhou as meias… Faça-me o favor…

      • parcial

        Nao é só um detalhe, de detalhe em detalhe os fascistas estao avancando. Existe sim um ódio misógino contra Dilma. E uma incapacidade de se diferenciar , em discurso, em termos, da direita raivosa antipetista.

  56. !!!!!!!!

    Estou pasmo, ambasbacado, enojado, com ânsia de vômito. Acho que deveremos acabar com o MPF, pois enraizou dentro dele um cancro que, pelo que sinto depois dessa, não tem mais cura. Me desculpe o ex presidente Lula e a Dilma, agora entendo a culpa que eles tiveram.

    • Também sinto vontade de culpá-los…

      …Mas depois penso: A culpa não é de Lula e Dilma ao nomear o primeiro da lista.

      Como responsabilizá-los pelas ações deste excremento de gente?

      A afronta a nós, contribuintes e eleitores, é constatar que a educação formal, somente; não constrói cidadãos de bem, ao contrário do que se acreditava

      • Estudo demais…

        …não molda o carater de ninguém.

        E eu acho que a modus operandi de nomeação dos governos do PT em indicar o mais votado pela categoria é uma atitude corajosa, mas burra!

  57. Mentalidades de tecnocratas

    Mentalidades de tecnocratas sem um visão mais ampla de nação. Formam-se no curso de Direito e pensam que isso é o suficiente para compreender a sociedade e o mundo. Não leem nada além de vade mecum, processo penal, processo civil, etc etc etc. Darcy Ribeiro, Paulo Freire, Celso Furtado, Eric Hobsbawm, Chomsky et al são figuras desconhecidas por essas pessoas. Graciliano Ramos? Raquel de Queiroz? Cecíclia Meireles? Perca de tempo. Só o que importa é decorar livros e mais livros tecnico para passar no concurso. De preferência aqueles bizuários bem resumidos. Colegas de faculdade perguntavam pra mim por que estava “perdendo tempo” lendo Dworkin já que ele não seria cobrado em provas da faculdade e tampouco em concursos.

    Hoje, só quem tem tempo e dinheiro para passar em concursos públicos de topo de linha. Magistratura, ministério público, procuradoria dos estados, AGU etc são cada vez mais ocupados por filhos de classe média que tem estrutura para sustentá´-los até serem aprovados. Imaginem o que vai ocorrer daqui a alguns quando as crianças e adolescentes de hoje, submetidos a esse massacre midiático criando um clima de caça às bruxas tornarem-se os futuros procuradores. Não se enganem, não há nada tão ruim que não possa piorar.

  58. Decisão do ConsUni da UFG sobre a Recomendação do MPF-OR/GO
    Em relação à Recomendação nº 75, expedida pelo MPF-PR/GO, minha amiga goiana me enviou agora a seguinte notícia:
    “O Conselho Universitário da UFG acaba de aprovar requerimento apresentado pelo Professor Flávio, Pres do Sind dos Prof da UFG, de não acolher a recomendação do MPF, sob fundamentos de que a UFG goza de autonomia Universitaria, assegurada pela CF além de ser direito dos Partidos usarem os espaços das escolas públicas de realizarem suas pacíficas conferências, conforme art 207 da CF e art. 51 da Lei 9096/95.”
    Que as Universidades, CEFET’s e Institutos Federais saibam responder à altura ao vilipêndio de direitos em atuações como dos dois procuradores e, por sua vez, do MPF – Era Janot.
    #NãoVaiTerGolpeVaiTerLuta
    #NenhumPassoAtrás
    #EmDefesaDaDemocracia

  59. parcial

    A responsabilidade pela escolha do PGR de forma corporativa é responsabilidade de LUla e Dilma sim. Nao há dúvidas. 

    Mas a responsabilidade dos idiotas que entram ao MP por “concurso público” é de quem desenha o concurso, um processo seletivo que permite e fomenta a entrada de imbecis fascistas. Nao é de Dilma, ela somente aprova o concurso e o número de alunos. Ela nao faz a selecao. Entao os “promotores bons” sao os responsáveis por selecionar os novos que estao destruindo o MP. Chega de machismo e de colocar a culpa de tudo em Dilma. Ela nao tem responsabilidade por ir para todas as escolas do Brasil dar aulas corretamente e ensinar o que é o Brasil para criancas e jovens, essa responsabilidade é dos professores, que estao educando nazistas por puro ódio ao PT (sejam professores de direita ou de esquerda). Ela nao é responsável por atender a todos os usuários do SUS em todas as unidades de saúde do país. Ela nao é responsável por selecionar todos os concursados do MP, PF e judiciário, ela nao faz a prova, ela nao entrevista, ela nao decide se os imbecis vao ter um ano condicionado de prova prática, ela nao decide que eles serao obrigados a fazer um curso de direitos humanos com organismos externos como a ONU. Quem nao exige nada , absolutamente nada, parece que nem mesmo um atestado de sanidade psiquiátrica destes fascistas que estao invadindo o Estado sao os burocratas que definem os concursos e fazem a selecao e contratacao. 

    • Sou professora e desde a

      Sou professora e desde a faculdade eu falo a mesma coisa: professor precisa ter formação política. Precisa discutir muuuuuito história e debater ideias sobre ética, sociologia, filosofia, antropologia e, sobretudo, economia. Entender os processos de formação da sociedade em que vivemos e do capitalismo. Não se faz isso nas universidades e dá nisso que está aí, profissionais absolutamente aloprados, com uma visão maniqueísta de mundo e, como são [email protected] (professoras e professores) que formarão TODOS @S DEMAIS PROFISSIONAIS, o desvio ético vai passando de geração em geração como uma praga. Fico assustada na sala dos professores com o tamanho do rombo cognitivo e ético que acomete algumas e alguns (ouso dizer, com tristeza, a maioria). São sujeitos que só enxergam o próprio umbigo e, se tudo vai bem na vidinha [email protected], TUDO ESTÁ BEM! São incapazes de olhar o outro e compreender as transformações benéficas pelas quais o povo brasileiro passou nos governos trabalhistas. A única preocupação é com a próxima viagem ou com quanto vai cobrar a faxineira (porque hoje, ninguém mais pode ter empregada, o PT inventou o bolsa-família e ninguém mais quer trabalhar ganhando 100 reais)… Eu fico pasma! Enquanto as faculdades não modificarem seus currículos e a política não voltar para o cotidiano [email protected] estudantes, continuaremos a formar mé[email protected] dedoches/fantasmas que se recusam a atender pessoas que pensam diferente [email protected], juristas que rasgam a constituição, jornalistas que promovem golpes, etc, etc, etc… Uma tchurma que comunga de dois únicos ideais: a ética de látex e a acumulação capitalista. O resto? Que se exploda…

  60. as insanias de alguins

    as insanias de alguins malucos do mpf poderiam ser considaradas apenas insanias momentaneas que poderiam ser easquecidas com o tempo…

    mas o essencial, a traição e a ideia do golpe de alguins chefetes jamais serão esquecidas pelo povo brasileiro…

  61. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome