“Quanto maior a cooperação melhor”, diz Moro sobre ajuda dos EUA à Lava Jato

Juiz da Lava Jato ainda afirmou que defesa de Lula cria “teorias da conspiração” que a Justiça não pode levar “a sério”

Jornal GGN – O juiz Sergio Moro saiu em defesa da cooperação internacional fora dos canais oficiais entre os Estados Unidos e a Lava Jato. Em despacho assinado no dia 28 de março, o magistrado escreveu que “países cooperam entre si no enfrentamento da criminalidade. Quanto maior a cooperação melhor, pois sem cooperação quem ganha é o criminoso e não o país não cooperante.”
 
A defesa de Lula descobriu um vídeo em que uma autoridade do Departamento de Justiça dos Estados Unidos admite que houve cooperação informal com os procuradores da Lava Jato e cita a condenação do ex-presidente petista como um exemplo de sucesso nesta parceria. 
 
Pelos trâmites revelados, o Ministério Público Federal brasileiro e o estadunidense trocaram informações para “construir casos”, de modo que a autoridade central (Ministério da Justiça) só tomava conhecimento dessa relação quando o processo já estava em vias de ser encaminhado para o Judiciário e as provas obtidas por meio de cooperação internacional precisavam ter a aparência de que foram obtidas regularmente. Caso contrário, correriam o risco de anulação.
 
 
Com base nesta revelação, a defesa de Lula solicitou ao juiz Sergio Moro que os procuradores de Curitiba esclarecessem se houve participação dos Estados Unidos na construção de casos envolvendo Lula.
 
O juiz Sergio Moro, na decisão do dia 28, indeferiu o pedido.
 
O magistrado explicou que “conversas informais entre autoridades de países cooperantes podem ocorrer mesmo antes da formalização dos pedidos de cooperação” e disse que “normalmente isso é feito para obter esclarecimentos acerca dos requisitos exigidos para que tais pedidos sejam aceitos pelo País Requerido.”
 
“Nada há nisso de ilegal, a não ser por fantasiosa imaginação”, cravou Moro.
 
O juiz ainda assinalou que em dois processos contra Lula – o caso triplex e a ação penal por suposta propina da Odebrecht, ainda em julgamento – “não há provas específicas no conjunto probatório que decorrem de cooperação com autoridades norte-americanas.”
 
“Assim, a petição da Defesa de Luiz Inácio Lula da Silva é vazia e não tem sentido, aliás não indica qualquer prova destes autos que poderia ter sido maculada pela fantasiosa cooperação irregular”, escreveu o juiz.
 
Moro ainda disse que a “fantasia de que a Operação Lavajato ou de que as investigações contra o acusado (…) teriam sido influenciadas ou dirigidas por autoridades estrangeiras talvez possa ser utilizada, com grande irresponsabilidade, em palanques eleitorais, já que infelizmente há quem se iluda com teorias da conspiração.”
 
E sustentou que a defesa de Lula não deveria elaborar estas “teorias da conspiração”, apresentá-las à Justiça e ainda esperar que elas levadas “a sério”.
 
Antes de Moro, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região já havia rejeitado o pedido da defesa de Lula para usar o vídeo sobre a cooperação internacional irregular como prova de que o processo do triplex pode ter sido contaminado por provas inválidas.
 
Abaixo, o despacho de Moro.
 

27 comentários

  1. Graças à lava jato, a

    Graças à lava jato, a Petrobrás está sendo esquartejada pelos assaltantes do consórcio golpista. Investidores ianques receberam um presente de R$ 10 bilhões, e os malandros ainda comemoraram o “acordo”.

    Que maravilha de cooperação.

     

  2. O Acordo de Cooperação

    O Acordo de Cooperação Judiciaria de 2001 entre Brasil e EUA preve DOIS interesses: da Justiça e MUITO ACIMA deste, o interesse dos Estados. A Justiça não pode colocar em causa ou em risco o interesse do Estado, que é muito maior e pode

    ser conflitante com o da Justiça. Exatamente porisso o Acordo de Cooperação de 2001 protege os Estados, acima da Justiça, de forma expressa. No Art III item b) é preservado o “”INTERESSE ESSENCIAL”” de cada Estado, se este o invocar.

    Investigar e processar a PETROBRAS no Departamento de Justiça vai CONTRA O INTERESSE ESSENCIAL do Estado brasileiro que NUNCA deveria solicitar colaboração ao Departamento de Justiça contra a PETROBRAS porque isso traria graves riscos e danos ao “INTERESSE ESSENCIAL” do Estado brasileiro, como já trouxe.

    Essa clausula por desconhecimento, preguiça, desinteresse NÃO foi invocada e o Ministerio da Justiça, que é a AUTORIDADE CENTRAL definida no Acordo (Artigo II) não se mexeu para IMPEDIR que a Justiça e  a PGR ENTREGASSEM a Petrobras para ser processada e depois pesadamente multada pela Divisão Criminal do Departamento de Justiça, cujo chefe (Kenneth Blanco) e se encontrou com juizes brasileiros no ambito dessa “cooperação” contra os interesses maiores do Estado brasileiro, todo prejuizo ficou com o Brasil e todo o lucro com os EUA.

    A multa a ser atribuida à PETROBRAS será paga por todo povo brasileiro, será sacada das reserva internacionais do Pais

    que pertencem a toda a populaçõ, em beneficio de um Estado estrangeiro, não há “cooperação” mais aberrante que essa.

    Mais ainda, o Departento de Justiça instalou dois MONITORES na sede da PETROBRAS no Rio de Janeiro para uma fiscalização permanente da empresa. Como o Brasil permitiu isso? Como um Estado soberano permite isso?

    Permitiu no AMBITO DA COOPERAÇÃO, tão elogiada e que é violentamente contraria ao interesse do ESTADO brasileiro.

    Chego a conclusão que muita gente no Brasil nem sabe o que é um ESTADO. O ESTADO é o passado, o presente e o futuro de um Pais, são as gerações que já foram, é a geração atual e serão as gerações futuras. o ESTADO é o barco

    onde todas estão, se ele afundar morrem todos, ricos e pobres, honestos e corruptos, o ESTADO é aético, é um escudo

    de defesa de todos e não está a serviço de cusas moralistas ou não, é um ente atemporal que defende o Pais contra tudo e contra todos com ou sem justiça, com ou sem ética, com ou sem moral, assim agem TODOS os Estados através da Historia.

     

  3. Este juiz é um cumpinxa dos
    Este juiz é um cumpinxa dos interesses internacionais. Procurem e encontre um país serio q aceite tal intervencionismo em sua justiça. Os Eua aceitam? Não, e com razão.
    É por isso q o chamo de Sujo Moro.

  4. O que não se pode é levar a sério são os autos escritos por Moro

    Os critérios sobre o que deve ou não se deve levar a sério por Moro são altamente duvidosos. Ele acha que violar as leis em nome do que ele chama de justiça não me parece sério. Violar direitos de cidadão e leis em busca da condenação de alguém, não me parece sério.  Desconsiderar documentos de propriedade de fé publica para condenar alguém, mas considera-los para fazer um leilão, não me parece sério. Considerar como propina um terreno que jamais foi vendido e ou entregue, não me parece sério.  Expropriar bens de um acervo presidencial, simplesmente porque jamais aceitou que um determinado cidadão tenha sido presidente, não me parece sério. E agora considerar que atos comprovados de cooperação com um país estrangeiro sem permissão expressa e violando a constituição são ilusões de uma suposta teoria da conspiração, não me parece sério. Desconsiderar que os seus atos junto com os da Procuradoria da Republica deram uma munição para ações contra estatais brasileiras, não me parece sério. (Ignorar que os dados entregues fazem parte de um acordo vergonhoso que levou a Petrobrás a pagar uma fortuna a acionistas estrangeiros, mesmo antes de haver qualquer julgamento  Não me parece sério. Como ainda não me parece sério que Moro não se pronuncie e que a Procuradoria Geral da República não se pronuncie pedindo a investigação das vendas promovidas por Parente a frente da Petrobrás.  E para finalizar não me parece sério que os sempre tão falantes, em eternas entevistas coletivas, não tenham vindo a publico se manifestar contra os tiros da caravana de um ex-presidente ou sobre a morte de uma política como Marielle.

    Portanto não me parece que a Procuradora também apenas se manifeste pedindo a prisão de Lula.  pois não me parece sério que estes senhores e senhoras estejam defendendo algo como justiça, democracia e as instituições.  Me parece que levam a sério apenas o que lhes dá mais poder.

  5. Quanto mais caro for o “almoço grátis” melhor… “tenquiú USA”

    É um gênio o senhor Moro… os USA estão “cooperando” que é uma maravilha… e sem levar nada em troca… só algumas coisinhas:

    1-BILHÕES EM MULTAS DA PETROBRÁS

    2-TRILHÕES EM DESCONTO DE IMPOSTO NA EXPLORAÇÃO DO PETRÓLEO

    3-BILHÕES EM POÇOS DE PETRÓLEO

    4-QUEBRARAM TODA A CONCORRÊNCIA QUE EXISTIA CONTRA AS EMPRESAS AMERICANAS NO BRASIL

    5-ALINHARAM POLITICAMENTE UM CONTINENTE INTEIRO

    6-BLINDARAM 100% DAS EMPRESAS AMERICANAS DO ENVOLVIMENTO NA LAVA-JATO

    Como cooperam esses americanos… um povo ingênuo… sempre disposto a ajudar os países bárbaros e em dificuldades como o Brasil!!!

    Valeu USA!!! Tenquiú!!!

     

     

  6. Muita cooperação!!!! até demais

    (Correio Forense, 14.04.2004)

    Policiais Federais do Brasil “sentem-se inferiorizados e desmoralizados devido à dependência de verbas” do governo dos Estados Unidos. A afirmação é de Carlos Alberto Costa, que chefiou o FBI no Brasil. Ele prestou depoimento nesta terça-feira (13/4) no Senado.

    Revista “Carta Capital”, Edição 283 de 24 de março de 2004

    Carlos Costa, que chefiou o FBI no Brasil por quatro anos, fala sobre ordens dos Estados Unidos para “monitorar” o País e relata: como os EUA “compraram a Polícia Federal”

    Revista Carta Capital nº 185

    RELAÇÕES CARNAIS
    Documentos mostram, e provam, como os EUA, muito além dos acordos, financiam a polícia brasileira. Por Bob Fernandes, de Brasília

    Isto É de 21/11/02

    A CIA continua no Brasil
    Documentos obtidos por ISTOÉ provam que a agência de espionagem atua clandestinamente no Brasil.

  7. defender cooperação informal…

    e sem a participação direta do Minstério da Justiça

    por qualquer critério de avaliação, e com base nos principais alvos destruídos até agora pela lava jato,

    é um atentado à segurança nacional

    Vá o Moro defender tal desordem lá nos Estados Unidos. Seria preso imediatamente como terrorista

  8. Pode ser tudo Teoria da

    Pode ser tudo Teoria da Conspiração, como era em 1964….

    Fato é que esse pessoal da Lava Jato já mostrou por A+B-C que não tem inteligência suficiente para bolar uma operação dessas, de modo que concluo que tudo foi montado lá fora.

    Em tempo: o melhor agente é aquele que nem sabe que é agente. Bate com o nível intelectual do pessoal da Lava Jato. São tão primários e obtusos que nem sabem que são usados como agentes.

    • disse tudo…

      o farol que atraiu e guiou a inteligência americana para o Brasil, além do golpe, foi o livre convencimento judicial exteriorizado em todos os que foram aceitos informalmente e educados como seus “rapazes”……………………..como os grandes mafiosos chamavam as autoridades amigas e nada competentes

      nestes casos, geralmente os que investigam processam

      e os que processam julgam…………………………com todos atrelados ao livre convencimento que era para ser só do juiz

      passando a ser, o primeiro juiz, mesmo quando não intencionalmente, um simples receptor e passador de cartório para a mídia com suas sentenças repletas de elementos descritivos que muitas vezes passam ao largo dos limites das leis e da própria Constituição

      convicção sem provas, só no Brasil, um farol para qualquer potência extratora de direitos, de competências e principalmente de riquezas

      • Peregrino, bate com minha tese.

        Em 2014, tive um sonho em que no alto de uma montanha havia muitas antenas estranhas. Perguntei a alguém que estava ao meu lado e não conheçia, o que significava, o ser respondeu: – É o leviatã, a serpente tortuosa disseminando transmissões conspiratórias . Os receptores, mentes  fracas e  os pobres de espírito, aceitaram a sugestão e  trarão grandes problemas ao Brasil. Pensei que estava louco, mas depois percebí que esta revelação é real. O juiz de Curitiba é o computador central dos milhões de ramais crentes e submissos  aos transmissores conspiratórios, prática costumeira da CIA.

  9. “Quanto maior a cooperação,

    “Quanto maior a cooperação, melhor”…. Pra quem, cara pálida?  POr certo que pra “ESSA PORRA” nada foi melhor.

  10. A resposta de moro confirma 2

    A resposta de moro confirma 2 coisas;

    A primeira de que de fato ocorreu a conspiração e de que ele está envolvido.

    A segunda é de que é um agente da CIA. Recita a resposta padrão da CIA na forma de negar a conspiração e acusar os que a denunciaram de adeptos da teoria da cosnpiração.

    Sabidamente a história mostra que aquilo que a CIA mais faz é conspirar, a segunda é negar que conspire e a terceira é de acusar quem os denuncia de adeptos da teoria da conspiração.

    Bingo, moro passou recibo.

+ comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome